Você está na página 1de 2

EXPOSICAO DE MOTIVOS DA LEI QUE INSTITUI O LICENCIAMENTO

AMBIENTAL MUNICIAL
Senhor Prefeito,
Tenho a honra de passar a V. Exa. o projeto de lei de criação do
Licenciamento Ambiental Municipal.
Como é do conhecimento de V. Exa., por meio do Licenciamento
Ambiental, a Administração Pública, no uso de suas atribuições, estabelece condições e
limites para o exercício de determinadas atividades. Toda atividade humana que
interfira nas condições ambientais está submetida ao controle do Estado. E, para que o
Estado admita determinadas atividades potencialmente nocivas ao meio ambiente ou
que utilizem recursos ambientais, faz-se necessário que um longo caminho seja
percorrido pelo empreendedor da atividade, ou seja, que o mesmo ultrapasse todos os
procedimentos que envolvem o processo de Licenciamento Ambiental.
O licenciamento constitui importante instrumento de gestão do ambiente, na
medida em que, por meio dele, a Administração Pública busca exercer o necessário
controle sobre as atividades humanas que atingem, de qualquer maneira, o equilíbrio
ambiental, de forma a compatibilizar o desenvolvimento econômico e social com a
preservação do meio ambiente. A prática do poder de polícia administrativo ambiental,
portanto, deve ser vista como um benefício ao progresso sustentável do município.
A Constituição Federal no artigo 225, IV dispõe que:
“Incumbe ao Poder Público: exigir, na forma da
lei, para instalação de obra ou atividade
potencialmente
causadora
de
significativa
degradação ambiental do meio ambiente, estudo
prévio de impacto ambiental, a que se dará
publicidade”. É por meio do licenciamento que este
controle é exercido”.
Com efeito, a Lei Federal nº 6.938/81, que instituiu a Política Nacional de
Meio Ambiente, em seu inciso IV estabelece que o Licenciamento é um dos
instrumentos da Política Nacional de Meio Ambiente. Contudo, o principal documento
legal, que no âmbito federal, dispõe sobre licenciamento ambiental é o Decreto nº
99.274/90, o qual, em seu artigo 17, reza:
“A construção,
instalação,
ampliação
e
funcionamento de atividades utilizadoras de
recursos ambientais, consideradas efetiva ou
potencialmente poluidoras, bem assim como os
empreendimentos capazes, sob qualquer forma, de
causar degradação ambiental, dependerão de
prévio licenciamento dos órgãos que integram o
Sistema Nacional de Meio Ambiente – SISNAMA”.

a Resolução 237/1997 do CONAMA. desde que integrem ao SISNAMA. órgão este integrante do SISNAMA. estadual e municipal vigentes. o licenciamento ambiental de empreendimentos e atividades de impacto ambiental local e daquelas que forem delegadas pelo Estado por instrumento legal ou convênio”. Os municípios. Os quais. Estados e Distrito Federal. consiste num grande avanço ao município de São Luís no que concerne à busca pela qualidade ambiental e pelo direito ao meio ambiente equilibrado para estas e para as futuras gerações. ouvidos os órgão competentes da União. garantindo à população acesso ao meio ambiente saudável. possuem competência plena para exercer o licenciamento. podem licenciar. visando sempre à melhoria da qualidade de vida. Situação esta que ocorre no município de São Luís. através desta resolução. decorrente dos seus recursos ambientais e das manifestações folclóricas e religiosas que a ele são peculiares. Aproveito a oportunidade para renovar a V. afirma que: “Compete ao órgão ambiental municipal. os protestos de mais profundo respeito. Insta ressaltar que. O Município de São Luís possui um rico potencial turístico. . realizado através de consultas minuciosas à legislação federal. A elaboração do presente projeto de Lei. além da preservação do patrimônio físico/ambiental e paisagístico. Por conseguinte. Destarte. portanto.Exa. o Governo Municipal deve ter como objetivos administrativos o planejamento ambiental. desde que para atender interesses locais. Atenciosamente. ficou clara a dúvida sobre a competência para licenciar dos órgãos ambientais municipais. percebe-se a necessidade de desenvolvimento de políticas e de um processo de planejamento e controle das atividades e empreendimentos que causem ou possam causar danos ao meio ambiente. o licenciamento ambiental ocorre nos três níveis de governo. quando couber. Para isso.Em razão da estrutura federativa do Estado brasileiro. posto que o Instituto Municipal de Controle Ambiental – IMCA faz parte da Associação Nacional do Meio Ambiente ANAMA. no que diz respeito ao seu artigo 6º.