Você está na página 1de 6

1

PREFEITURA DE SÃO LUÍS

SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO

LEI Nº. 4.727

DE 28 DE DEZEMBRO DE 2006

DISPÕE SOBRE A REGULAMENTAÇÃO
DO
FUNDO
SOCIOAMBIENTAL
MUNICIPAL,
E

OUTRAS
PROVIDÊNCIAS.
O PREFEITO DE SÃO LUÍS, Capital do Estado do Maranhão.
Faço saber a todos os seus habitantes que a Câmara Municipal de São Luís
decreta e eu sanciono a seguinte Lei:
Art. 1º. Esta Lei regulamenta o Fundo de que trata o § 3° do art. 9° dos Atos
das Disposições Transitórias da Lei Orgânica do Município de São Luís.
Art. 2º. O Fundo Socioambiental Municipal possui natureza contábil e
financeira e é vinculado administrativamente ao Instituto Municipal de Controle Ambiental IMCA, na forma de seu regimento interno.
Art. 3º. O Fundo Socioambiental Municipal tem como finalidade mobilizar e
gerir recursos para financiamentos de planos, programas e projetos que tenham como
objetivo proteger, planejar, controlar, coordenar, preservar, melhorar, recuperar e fiscalizar o
meio ambiente ecologicamente equilibrado, compreendendo as seguintes atividades:
I – subsídio à formulação de normas técnicas e legais de acordo com os
padrões de qualidade ambiental;
II – apoio à capacitação técnica dos servidores do IMCA, assim como na
participação e realização de eventos, seminários, congressos, conferências, cursos,
campanhas, programas de educação e de gestão ambiental, com as respectivas passagens e
diárias;
III – suporte às ações para a coordenação da Agenda 21 de São Luís;
IV – estímulo a administração do IMCA e apoio ao desenvolvimento de
atividades concernentes à implementação dos instrumentos descritos no art. 89, da Lei n.º
4.669, de 11 de outubro de 2006 (Plano Diretor de São Luís);
V – promoção da educação ambiental e apoio a extensão e pesquisa científica,
visando à conscientização da população sobre a necessidade de proteger, preservar,
conservar e recuperar o meio ambiente;

do Estado. execução.2 PREFEITURA DE SÃO LUÍS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO LEI Nº. XV – contratação de estudos. em parceria com as demais secretarias. XIII – articulação e celebração de convênios. do Município ou de outras entidades públicas e privadas. para a obtenção de financiamentos e execução da política ambiental. culturais e do trabalho. X – apoio à implantação e a manutenção de um sistema de informações referentes ao meio ambiente e controle urbano. artificiais . XVI – aquisição de equipamentos. XIV – incentivo à produtividade dos servidores do IMCA. a ser definido por instrução normativa. recuperação e fiscalização do meio ambiente. organismos e instituições públicas e privadas. XI – apoio às políticas de proteção aos recursos naturais. conservação.727 DE 28 DE DEZEMBRO DE 2006 VI – manutenção da qualidade do meio ambiente do município. nacional e internacional. Constituem recursos do Fundo Socioambiental Municipal: I – dotações orçamentárias e créditos adicionais. nacionais ou internacionais. de pessoa física e jurídica. XII – apoio à formação de consorcio intermunicipal de interesse ambiental. termos de cooperação técnica e outros ajustes. preservação. culturais e do trabalho. com órgãos. 4. veículos e execução de obras relacionadas à administração. bem como das atividades potencial ou efetivamente poluidoras ou degradadoras do meio ambiente. 4º. proteção. Art. VII – incentivo ao uso e projeto de pesquisa de tecnologia limpa. projetos e serviços de natureza ambiental. artificiais. melhoria. VIII – apoio à implantação e manutenção do cadastro multifinalitário. planejamento. mediante a intensificação das ações de prevenção e fiscalização ambiental e de controle urbano. monitoramento e avaliação dos recursos naturais. II – transferências de recursos da União. análise. defesa. fiscalização. coordenação. . IX – controle.

recuperação. X – outros destinados por lei.727 DE 28 DE DEZEMBRO DE 2006 IV – doações.TAC ou Termo de Compromisso Ambiental .3 PREFEITURA DE SÃO LUÍS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO III – acordos. bens móveis e imóveis. valores. legados. Parágrafo único.TCA. Termo de Ajustamento de Conduta .recursos advindos da obrigação compensatória imposta pelo art. II – apoiar. recebidos de pessoas físicas ou jurídicas. submetendo-o para homologação pelo COMUMA. preservação. estadual e federal. O Fundo Socioambiental Municipal será gerenciado por um Conselho Gestor. 5º. . defesa. que venha a auferir como remuneração decorrente de aplicações de seu patrimônio. VIII – recursos decorrentes da aplicação de medidas compensatórias e decorrentes de ajustamentos de conduta e compromissos ambientais. controle e fiscalização meio ambiente. VII – rendimentos de qualquer natureza. públicas ou privadas. contratos e consórcios de ajuda e cooperação institucional. proteção. contribuições em dinheiro. LEI Nº. nacionais ou internacionais.985/2000. acompanhar. 36. melhoria. IX . avaliar e aprovar a realização de ações e projetos relativos ao planejamento. 4. V – multas administrativas cobradas por infrações às normas ambientais na forma da legislação municipal. convênios. da Lei Federal nº 9. Os bens móveis e imóveis adquiridos com recursos do Fundo Socioambiental Municipal integrarão o patrimônio do IMCA Art. VI – condenações judiciais por atos lesivos ao meio ambiente. coordenação. conservação. amplamente divulgado pelo IMCA. que terá as seguintes atribuições: I – estabelecer e executar um plano de aplicação dos recursos do Fundo Socioambiental Municipal.

observados os prazos legais do exercício financeiro a que se referem. em consonância com a Lei de Diretrizes Orçamentárias. LEI Nº. acordos e contratos. § 2º O membro do COMUMA. 4. permitida uma recondução. IV – 01(um) representante do poder público municipal indicado pelo prefeito. O Fundo Socioambiental Municipal terá um Coordenador Executivo com as seguintes atribuições: I – secretariar as atividades do Conselho Gestor.727 DE 28 DE DEZEMBRO DE 2006 V – firmar convênios. juntamente com o Presidente do IMCA. 6º. representar o Fundo. 7º. III – elaborar demonstrativos mensais sobre a situação patrimonial e financeira do FSSL. . visando a obtenção de recursos a serem administrados pelo Fundo. O Conselho Gestor terá a seguinte composição: I – Presidente. com exceção do Coordenador Executivo. em juízo ou fora dele. que será o Presidente do IMCA. II – movimentar.4 PREFEITURA DE SÃO LUÍS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO III – elaborar o Plano Orçamentário e de Aplicação a cargo do Fundo Socioambiental Municipal. Art. dentre outras atribuições. Art. integrante do Conselho Gestor terá mandato de 02 (dois) anos. a quem compete. indicado pelo Presidente do IMCA. § 1º Os membros integrantes do Conselho Gestor do Fundo Socioambiental Municipal não terão direito à percepção de nenhuma remuneração em decorrência do exercício dessas atividades. os recursos financeiros do FSSL. III – 01(um) membro do COMUMA escolhido entre os representantes da sociedade civil organizada. II – Coordenador Executivo. IV – aprovar as demonstrações mensais de receita e despesa do Fundo Socioambiental Municipal.

portanto. acordo de cooperação técnica. contrato. Para realização das atividades decorrentes do disposto nesta Lei e seus regulamentos. 13. a todos quantos o conhecimento e execução da presente Lei pertencerem que a cumpram e a façam cumprir. LEI Nº. obrigatoriamente. Art. 10. resoluções e instruções normativas.5 PREFEITURA DE SÃO LUÍS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO IV – manter registro financeiro e contábil das receitas e despesas relacionadas às ações desenvolvidas pelo Fundo. tão inteiramente como nela se contém. V – elaborar a prestação de contas trimestral do Fundo Socioambiental Municipal. Art. 28 DE DEZEMBRO DE 2006. Art. Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. 12. Art. VI – exercer outras atividades que lhe forem atribuídas pelo Presidente do IMCA ou pelo Conselho Gestor. mediante convênio. contados da data de sua publicação. técnicos e humanos que dispõe e do concurso de outros órgãos ou entidades públicas ou privadas. 185º DA INDEPENDÊNCIA E 118º DA REPÚBLICA. PALÁCIO DE LA RAVARDIÈRE. TADEU PALÁCIO . Revogam-se as disposições em contrário. 9º. poderá o IMCA utilizar-se. 8º.727 DE 28 DE DEZEMBRO DE 2006 Art. 4. Mando. 11. As receitas do Fundo Socioambiental Municipal serão depositadas. publicar e correr. O Poder Executivo Municipal regulamentará esta Lei no prazo de até 60 (sessenta) dias. EM SÃO LUÍS. além dos recursos financeiros. O regimento interno do IMCA disporá sobre os procedimentos de administração do Fundo Socioambiental Municipal não descritos nesta Lei. A Secretaria Municipal de Governo a faça imprimir. em conta especial a ser aberta e mantida em agência de estabelecimento oficial de crédito. Art.

6 PREFEITURA DE SÃO LUÍS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO Prefeito .