Você está na página 1de 32

Filosofia da Educação

GLOBALIZAÇÃO e EDUCAÇÃO

Século XX Início do século XXI

Admário Luiz

Princípio básico

O papel do estado na educação

É impossível uma sociedade realizar qualquer esforço conjunto em busca do desenvolvimento sem investir em educação de qualidade.

uma sociedade realizar qualquer esforço conjunto em busca do desenvolvimento sem investir em educação de qualidade.

Nenhum Estado pode ficar indiferente aos investimentos em educação.

Além de sua função social, a educação é básica e essencial

à vida dos povos.

Todo e qualquer prédio necessita de uma boa estrutura, de uma BASE, pilares sólidos. Construído dessa forma, o edifício se mantém, resistindo ao qualquer abalo.

Assim, também, é com a educação. Para que o Estado obtenha resultados positivos, ela necessita de solidez.

Portanto,

Portanto, o papel especifico do Estado é assegurar que todos recebam uma educação de qualidade.

o papel especifico do Estado é assegurar que todos recebam uma educação de qualidade.

Por outro lado,
Por outro lado,

numa sociedade democrática, é importante enfatizar não só o dever dos pais com relação a educação de seus filhos, mas também, o direito e liberdade de escolher a forma como seus filhos deverão ser educados.

Ocidente

e

MODERNIDADE

A Idade Moderna
A Idade Moderna
A Idade Moderna

A Idade Moderna

é o resultado dos questionamentos que o homem ocidental vinha fazendo, desde a Baixa Idade Média.

Ao discutir os valores da sociedade medieval, já se sonhava com um mundo novo.
Ao discutir os valores
da sociedade medieval,
já se sonhava com um mundo novo.
A burguesia
A burguesia

é a grande articuladora dessas mudanças. o trabalho, antes humilhante, odioso, tarefa reservada aos humildes, passa a ser considerado como instrumento de crescimento, portanto, tarefa de homens livres.

A educação
A educação

é encarada como elemento base para que o homem, na sua individualidade, seja capaz de viver em sociedade.

É a emancipação do homem como sujeito autônomo.

Embora o processo educativo não seja, ainda, encarado como uma exigência popular, tem seu âmbito de ação alargado, por exigência da burguesia, em ascensão.

A

Pós

MODERNIDADE

A Pós MODERNIDADE
A Pós MODERNIDADE

Globalização

e

Educação

Neoliberalismo

A globalização como uma forma de colonialismo é um desafio para os educadores e as
A globalização como uma forma de colonialismo
é um desafio para os educadores e as educadoras.

Donaldo Macedo e Lilia Bartolomé

(1998)

A globalização tem criado não apenas grandes dificuldades econômicas, ao alargar o fosso entre os
A globalização tem criado não apenas
grandes dificuldades econômicas, ao alargar o fosso
entre os chamados “primeiro” e “terceiro” mundos,
mas a distância resultante entre
países ricos e pobres tem se manifestado através
de padrões imprevisíveis de imigração.

Carlos Debrey

A ideologia neoliberal do capital global fundamenta-se na lógica hegemônica planetária do capital, capitaneada pelo Grupo dos Sete – G 7 [ e articulada institucionalmente por organismos internacionais, como o Fundo Monetário Internacional (FMI), Banco Interamericano de Reconstrução e Desenvolvimento (Bird) e Organização Internacional do Comércio (OIC), entre outros.

]

(2003)

Constatações
Constatações
Globalização
Globalização
Privatização
Privatização

Competição

Desemprego

A política se reduziu a uma questão técnica:

GERENCIAMENTO

Não há lugar para o pensamento, para o confronto de concepções, para a discussão pública.

Prática social e realidade resultam da visão dominante, do particular, do

MERCADO
MERCADO
Nessa luta,
Nessa luta,

estão em jogo:

o significado do social, do humano, do político, do econômico, do cultural.

Esse embate tem como campo estratégico a EDUCAÇÃO

Batalha de vida e morte para se decidir quais significados governarão a vida social.
Batalha de vida e morte
para se decidir quais significados
governarão a vida social.
Como Conseqüência:
Como
Conseqüência:

as reformas educacionais

se converteram em tentativas de transformar a educação em mercadoria.

Para o neoliberalismo,
Para o
neoliberalismo,

a escola não é apenas capitalista, mas deve atender às necessidades e interesses do capital.

Assim,
Assim,

No centro dessa redefinição está o

CURRÍCULO

Redefinir a educação como capitalista implica redefinir as próprias noções do que constitui conhecimento.

A escola deve funcionar como uma empresa capitalista.

Tomaz Tadeu da Silva (1998)
Tomaz Tadeu da Silva
(1998)

O conhecimento deixa de ser um campo sujeito à interpretação e à controvérsia para ser simplesmente um campo de transmissão de habilidades e técnicas que sejam relevantes para o funcionamento do capital.

Segundo Carlos Debrey (2003)

O financiamento da educação pelo Estado neoliberal centra-se no princípio custo-benefício, obedecendo à lógica de mercado, tanto em nível interno quanto em associação com os interesses externos, representados pelos organismos multilaterais, em especial, o Bird.

A pós-modernidade
A pós-modernidade

significa Mudanças avassaladoras no campo da ética

e

da educação, segundo observação de

Pedro Goergen (2001).

David Harvey (2003) fala de desestabilizadora fase do desenvolvimento.

Nesse sentido,
Nesse sentido,
Considerações Finais
Considerações Finais

Estamos diante de uma outra dinâmica social, a qual cria e produz situações e alternativas novas na construção de um tempo diverso.

Estudiosos dos movimentos sociais prevêem desafios permanentes, no sentido de interpretar e propor soluções para as questões que marcam esse novo tempo.

Visto como desestabilizador e provocador de formas alternativas na construção de identidades coletivas, o pós-modernismo se cercou de nuances que resultaram em mudanças avassaladoras e radicais.

Como conseqüência, surgiu a globalização da economia. A informação se transformou em peça fundamental da cultura de massa, Chega-se a profetizar o fim da história.

Para Goergen (2001)

é necessário estimular um processo de conscientização que seja capaz de neutralizar as ameaças, mesmo porque um número crescente de pessoas está disposto a renortear sua existência.

E não há dúvidas:

a EDUCAÇÃO tem papel estratégico.