Eficiência energética em Edifícios

Guía Didático

1

 Saber quais são os fundamentos das técnicas naturais de condicionamento térmico (chaminés solares.) e sua aplicação orientada a estratégias de aquecimento e refrigeração. O alcance do estudo abarca tanto os aspectos energéticos do desenho arquitetônico. como a incorporação ao mesmo de sistemas solares ativos de geração energética para climatização. ventilação natural. Objetivos específicos  Compreender os conceitos de eficiência energética de edifícios. como o clima. ganhos diretos ou indiretos.  Aprender uma metodologia para o desenvolvimento de um projeto de eficiência energética em edifícios e desenvolver um caso prático Guía Didático 2 .Guía Didático Eficiência energética em Edifícios OBJETIVOS Objetivo geral O objetivo do módulo é capacitar os estudantes para realizar a análise energética dos edifícios. e a importância do desenho bioclimático. incorporando a estes técnicas de eficiência energética. uso da inercia térmica. sombreamentos. a influencia das variáveis do meio. etc.  Conhecer a metodologia e diferentes opções de programas informáticos existentes para realizar a análise energética de edifícios.

Pmv e ppd Carta bioclimática Conclusões Guía Didático 3 . A razão da eficiência energética na edificação Introduçãó A razão da eficiência energia na edificação Aproveitamento solar passivo Importância do desenho do ponto de vista energético Diferença entre conforto térmico e economia de energia Conclusões 2.ESTRUTURA DO CURSO 1. Fundamentos para o condicionamento térmico de edifícios Introdução ao condicionamento térmico e ambiental Ambiente climático Radiação solar Movimento solar Distribuição espectro-espacial da radiação Irradiação solar sobre uma superfície arbitraria Radiação de onda larga Estados psicrométrico da atmosfera Composição do ar. Ar seco e ar úmido del aire Variáveis que definem o estado psicrométrico da atmosfera Diagrama psicrométrico Estado térmico do solo Vento Transferência energética em edifícios Condução Convecção Radiação Transferência de massa Balanço energético de um edifício Conforto térmico Transferência energética no conforto térmico Estimação de conforto térmico global.

Estudo energético teórico: simulação Avaliação energética teórica Métodos de simulação energética Metodologia de um processo de simulação energética Conclusões 5. Técnicas naturais de condicionamento em edifícios Introdução A dificuldade do desenho passivo Principais fatores do desenho energeticamente eficiente Aplicação da energia solar passiva Aquecimento Refrigeração Iluminação natural Técnicas naturais para aquecimento Orientação Paredes e vãos conforme a orientação Inércia térmica Ganho solar Técnicas naturais de refrigeração Controle solar Ventilação Técnicas ativas de condicionamento Técnicas evaporativas Condutos enterrados Sistemas Radiantes Conclusões 4.3. Monitoramento Metodologia do monitoramento Conhecimento prévio Desenho e execução experimental Análise dos dados experimentais Modelos para o estudo analítico Modelos estáticos Modelos dinâmicos Conclusões Guía Didático 4 . Avaliação energética de edifícios em condições reais de uso.

6. Integração de sistemas solares ativos em edifícios Introdução Ambiente Cálculo de sombras Edifício Módulos fotovoltaicos Captadores solares térmicos Influencia sobre o conforto da integração de sistemas solares ativos Aplicações térmicas mais comuns em edifícios Água quente sanitária Aquecimento Aquecimento das piscinas Refrigeração solar Conclusões Guía Didático 5 .

Mapa conceitual Guía Didático 6 .

Em primeiro lugar. Para superar esta atividade o participante deve contar com o 100% das respostas corretas. ainda que recomenda-se regularidade no curso. dedicando de uma a duas horas diárias. Dispõe-se de 1 hora e de 2 tentativas para realizá-lo. Nestes conteúdos de estudo propõem-se os aspectos que logo serão avaliados nas atividade do curso. Dispõese de 2 tentativas para realizá-lo. Neste teste se apresentarão 5 perguntas com várias respostas possíveis e só uma correta. propondo-se as soluções que posteriormente poderão ser estudadas com mais profundidade através de técnicas de modelizado e simulação informática. pretende-se fazer com que o aluno entenda a importância conceitual do desenho em função do clima e do lugar. Por outro lado. Para superar esta atividade o participante deve contar com o 80% das respostas corretas (4 respostas corretas)  Leitura da documentação. quais são as estratégias energeticamente mais eficientes para o desenho de um edifício em uma área climática determinada. Dispõe-se de 5 tentativas para realizá-lo. Ao ser uma modalidade de autoformación permite-se flexibilidade na realização das atividades. Neste teste se apresentarão 20 perguntas com várias respostas possíveis e só uma correta. e servirá como referência daqueles conceitos nos que é necessário analisar com mais profundidade através de uma nova leitura do módulo e/ou indo à bibliografia referida. para seu melhor aproveitamento. Para superar esta atividade o participante deve contar com o 80% das respostas corretas (16 respostas corretas).  No caso prático analisa-se. aprende-se como realizar a primeira aproximação ao desenho eficiente energeticamente de um edifício..METODOLOGIA E PLANO DE ATIVIDADES Para o estudo deste curso é necessária a leitura e compreensão dos conceitos teóricos encontrados na documentação. Neste teste se apresentarão perguntas com várias respostas possíveis e só uma correta. Para completar adequadamente o curso. em primeiro lugar. que são:  Visualização do conteúdo multimídia e realização da avaliação tipo teste do mesmo. através de uma carta bioclimática de Givoni. se terá em conta a tentativa com qualificação mais alta como resultado final. utilizar a bibliografia para os conceitos em que se deseje aprofundar. Em todas as atividades. Através deste exercício. invalidando os desenhos repetitivos e independentes da localização da atuação. deve-se realizar a leitura do texto extenso do módulo e.  Teste final de autoavaliação mediante o qual poderá ser comprovado o grau de entendimento conceitual do módulo. estima-se uma dedicação de 40 horas distribuídas segundo resulte mais conveniente para a cada participante. que permitem mais de uma tentativa para sua realização. logo. Guía Didático 7 .

Guía Didático 8 .  Superar o 80% do teste de autoavaliação final. Uma vez superados estes requisitos.DIPLOMA Ao finalizar o curso CIEMAT e UNIDO expedirán um diploma de aproveitamento para os participantes que superem os seguintes requisitos:  Visualização de 100% do conteúdo e superar o 80% do teste de avaliação associado ao mesmo. o participante poderá aceder à seção correspondente da Sala Virtual e descarregar o diploma de aproveitamento em formato eletrônico.  Reallizar o caso prático e responder corretamente ao 100% das perguntas associadas ao mesmo.