Você está na página 1de 2

Newsletter

Número 3 - Abril de 2010

Publicação mensal dirigida para os


participantes do Epicentro. Elaborada
por Dermeval Franco - Diretor da
D’Franco Consultoria Organizacional.

Apesar da diversidade de empresas,


pesquisa revela expectativas comuns
S e existe algo que não diferencia
uma pequena, média ou grande
empresa, ou mesmo do Setor onde ela
atua, é a sua razão de existir. Todas
elas; uma loja de roupas, uma indús-
tria têxtil, uma escola, uma agência de
viagens têm, na sua razão de existir, o
lucro como resultado de seus esforços.
É o lucro que remunera o capital in-
vestido e permite à empresa cumprir
os seus compromissos mais diversos.

O Epicentro confirma isso, quando


pesquisou os desafios das 21 empre-
sas para 2010 e 2011. A diversidade
dos negócios - indústria alimentícia,
seguros, escola, vestuário, construto-
ra, turismo, indústria têxtil, indústria
extrativa, serviços gráficos, acessórios
e peças automotivas, supermercados e Na dimensão FINANÇAS, ocorreram Na dimensão CLIENTES E MERCADOS
logística - revelou similaridades nas quatro desafios, dos quais 68% das a aposta vai para atração de novos
respostas. Para organizar os resulta- empresas indicaram o aumento de clientes em novos nichos de mercado
dos, as respostas foram divididas em lucratividade e a redução de custos e o combate à concorrência. Dez ocor-
quatro dimensões: Finanças, Proces- rências de desafios foram apresenta-
como os maiores desafiadores. A me-
das com destaque para: Melhoria do
sos internos, Clientes/Mercados e Pes- lhoria do fluxo de caixa e aumento de
atendimento aos clientes, consolida-
soas. Qualquer semelhança com Ba- faturamento, aliado a necessidade de ção da posição de mercado e, não me-
lance ScoreCard* (BSC) é mera coinci- melhorar os controles gerenciais, apa- nos relevante, a capacidade de inova-
dência. recem em seguida. ção em produtos e serviços. Este últi-
Na dimensão PROCESSOS INTERNOS, mo, um ponto crítico nas empresas,
aparece a tecnologia como estratégia porque exige o pensar diferente. Fazer
para expandir ou desenvolver os ne- coisas que a empresa não está acostu-
Balance ScoreCard (BSC) é uma meto-
gócios. Onze desafios foram apresen- mada a fazer. A não ser que ela já pos-
dologia que estabelece indicadores para os sua uma cultura de trabalho que esti-
tados pelas empresas. Muito diversifi-
negócios em quatro dimensões. Finanças, mule o erro e premie o acerto. A ino-
cados, eles passaram por: melhoria da
Processos internos, Clientes e Aprendizado, vação vem da criatividade. A tecnolo-
qualidade de produtos e serviços, con-
organizados numa estreita relação de causa e gia tem limites. Pessoas quando que-
solidação do modelo de gestão e au-
efeito, e que levam, de forma disciplinada, rem, sabem e podem não tem limites.
mento de produtividade. Reavaliar os
ao alcance dos resultados desejados pela
processos internos pode dar velocida- Continua na próxima página
empresa.
de nos negócio. E isso é bom!
Próximo Epicentro - Maio
dom seg ter qua qui sex sáb
1
2 3 4 5
A6ge 7 8

9 10 11 12 13 nd14ar! 15
16 17 18 19 20 21 22

23 24 25 26 27 28 29
30 31

Na dimensão PESSOAS ficou evidente Talvez alguns setores sofram menos o PRÓXIMO EPICENTRO TRAZ
a preocupação com a qualificação e o impacto das transformações, mas elas
O TEMA GESTÃO DO CAOS
desenvolvimento dos funcionários. irão chegar. Olhemos para o mercado:
Sete, em dez empresas, estão preocu- consumidores, clientes, fornecedores, Quem adorava fazer perguntas era Peter Drucker.
padas com esse quesito. concorrentes de hoje e de amanhã, Não só por seu passado de jornalista, mas porque ele
acreditava que as melhores soluções eram as desen-
funcionários, governo, sociedade. Tu- volvidas pelos donos do problema – com subsídios, é
Para empresas maduras, o desafio re- do está em constante movimento e claro! E, livre associação de ideias, lembrei de Ram
cai sobre a gestão dos talentos. Reter tudo influencia tudo. Charan, especialista em gestão para a execução,
afirmou: “Não é mais possível fugir da incerteza”. O
os melhores profissionais, formar no- que resta aos gestores de empresas agora, segundo
vos profissionais para um novo cenário A pesquisa feita pelo Epicentro poderá ele, é fazer-se constantemente uma série de seis
perguntas e explorá-las também com os colegas.
mais competitivo, desenvolvendo uma fornecer alguns insights para você re- Como as respostas às perguntas têm tudo a ver com
visão crítica do negócio e sistêmica, fletir onde existem oportunidades de inovação, estas podem render post-its em sua em-
para entender “aonde estamos meti- ganhos e de maximização de receitas. presa:
dos”. São desafios que exigem investi- Seja através do investimento em pes- 1. O que está acontecendo no mundo hoje?
mento de tempo e dinheiro. O nosso soas, em novas tecnologias, na revisão 2. O que isso significa para os outros?
déficit de formação básica e de qualifi- dos processos de trabalho, no estabe- 3. O que isso significa para nós?
4.O que tem de acontecer para respondermos a
cação para o trabalho no Nordeste - lecimento de estratégias, de planos e isso?
cuja origem está no modelo paterna- objetivos. Enfim, os caminhos são vá- 5. O que devemos fazer?
6. O que vem em seguida?
lista e protetor de dezenas de anos - é rios. O desafio é saber qual “botão
o nosso maior empecilho. Creio que apertar” dentre dezenas de botões a A primeira questão é muito ampla, não é? Mas tem
temos um longo caminho a percorrer seu dispor. de ser. Vale tudo. Desde mudanças tecnológicas até
comportamentais, passando por climáticas ou qual-
quando lidamos com essa dimensão quer fenômeno mundial que chame sua atenção está
gerencial. valendo. E qual o impacto disso tudo no seu negócio?
No marketing que você faz... Mas o que é mesmo
marketing? Na estratégia que você definiu para o seu
Para empresas que buscam firmar u- negócio? Mas o que é mesmo estratégia? Pode ser
ma cultura de trabalho forte e orienta- A maioria dos homens vive num tudo! Pode ser o essencial para sobreviver e prospe-
rar em mercados cada vez mais competitivos.
da para resultados, o caminho passa desespero silencioso ou nem tão
pela reavaliação de suas práticas ge- Novos Paradigmas da Gestão de
silencioso assim. [....] Seu mundo está
renciais e, às vezes, operacionais. Ou Empresas
até mesmo de seu modelo de negócio. se modificando tão rapidamente que Como surfar as ondas sem ser
A razão é muito simples. Um cenário engolido por elas
encontrar qualquer coisa que lhe dê
de dez ou cinco anos atrás, se tornou,
ou está se tornando, muito diferente alguma segurança está se tornando
do que temos hoje. impossível.
PATRÍCIA PEREIRA,
- Canções arturianas dos mestres da luz

Dermeval Franco
Diretor da D’Franco Consultoria Organizacional
Contato: 85 3023-1601 / 8877-2280
www.capuccinoempresarial.blogspot.com franco.adm@uol.com.br