Você está na página 1de 6
Ficha de Avaliação de Português – 8º Ano de Escolaridade NOME: Nº: COMENTÁRIO: DATA: 1/

Ficha de Avaliação de Português 8º Ano de Escolaridade

NOME:

Nº:

COMENTÁRIO:

DATA: 1/ março / 2016

 

DURAÇÃO: 100 minutos

TURMA: D

CLASSIFICAÇÃO:

 
% ( POR CENTO)
% ( POR CENTO)
% ( POR CENTO)

%

(

POR

CENTO)

PROFESSOR:

 

ENCARREGADO DE EDUCAÇÃO:

 
PROFESSOR:   ENCARREGADO DE EDUCAÇÃO:   Lê atentamente os textos 1 e 2. Texto 1 Galápagos

Lê atentamente os textos 1 e 2.

Texto 1

Galápagos Arquipélago do oceano Pacífico, com 7964 km2, situado a 1200 km do Equador, país a que pertence. Formado por 12 ilhas de maior extensão, sendo as mais importantes San Cristóbal (4774 hab.), Santa Cruz ou Chávez (7420 hab.), Isabela (1045 hab.), Floreana (400 hab.), San Salvador ou Santiago (inabitada) e Fernandina (inabitada), e por 42 ilhéus. De origem vulcânica, tem vários vulcões ainda em atividade. Descoberto em 1535 por Tomás de Berlanga, bispo do Panamá, este deu-lhe o nome de “Las Encantadas”, pertence ao Equador desde 1832, tendo anteriormente sido explorado por espanhóis e ingleses. O arquipélago contribuiu devido à sua fauna (entre as variadíssimas espécies, conta c. 10 000 tartarugas gigantes de 11 espécies) e flora endémicas para a teoria da seleção natural de Charles Darwin, que visitou as ilhas em 1835.

“Galápagos”, Enciclopédia Verbo Edição Século XXI, Verbo, 1999

Enciclopédia Verbo Edição Século XXI , Verbo, 1999 Texto 2 Darwin (Charles) – Naturalista inglês

Texto 2

Darwin (Charles) Naturalista inglês (Shrewsbury, 12-2-1809 Down, Beckenham, 19-

4-1882), de seu nome completo C. Robert D

Medicina. O escasso aproveitamento levou o pai a mandá-lo iniciar, em Cambridge, a carreira eclesiástica, para pastor da igreja anglicana. […] Contudo, assistiu com proveito

às lições de Botânica do prof. Henslow, com quem estabeleceu amizade, em cujo meio se relacionou com diversos naturalistas. Henslow, que soube apreciar as suas qualidades de investigador, convidou-o para viajar com o capitão Fitz-Roy, no bergantim Beagle, que ia explorar as costas da Patagónia, Terra do Fogo, Chile, Peru, e algumas ilhas do Pacífico. […] No regresso a Inglaterra (outubro, 1836), voltou para Cambridge e Londres, onde esteve dois anos a trabalhar em temas científicos e a preparar a publicação das suas memórias de viagem (Voyage of a Naturalist Round the World). Aí reuniu dados para a sua teoria sobre a origem das espécies. Este trabalho, publicado em 1849 como estudo à parte, viu primeiro a luz no relato da expedição que o capitão escreveu em 1839. C. D. publicou numerosas obras de História Natural, mas a que mais fama lhe deu foi a teoria sobre a origem das espécies, na base da luta pela vida (The Origin of Species by Means of Natural Selection, 1859), sendo traduzida imediatamente nas principais línguas. […] Buscou as causas da evolução e, sobretudo, exerceu enorme influência nas Ciências Naturais.

“Darwin”, Enciclopédia Verbo Edição Século XXI, Verbo, 1999 (com supressões)

Em 1825, foi para Edimburgo estudar

Enciclopédia Verbo Edição Século XXI , Verbo, 1999 (com supressões) Em 1825, foi para Edimburgo estudar
Enciclopédia Verbo Edição Século XXI , Verbo, 1999 (com supressões) Em 1825, foi para Edimburgo estudar
Enciclopédia Verbo Edição Século XXI , Verbo, 1999 (com supressões) Em 1825, foi para Edimburgo estudar

Página 1

Responde aos itens que se seguem, de acordo com as orientações que te são dadas.

Responde aos itens que se seguem, de acordo com as orientações que te são

dadas.

1. Para cada uma das afirmações que se seguem (1.1. a 1.4.), assinala a opção que completa cada afirmação de acordo com o sentido do Texto 1.

1.1. O arquipélago Galápagos é constituído por…

a. 12 ilhas e 42 ilhéus.

b. exclusivamente pelas ilhas de Santa Cruz, Isabela, Floreana, San Salvador e

Fernandina.

c. 7964 km2 de comprimento.

1.2. A ilha mais habitada é…

a. Isabela.

b. San Cristóbal.

c. Santa Cruz ou Chávez.

1.3. Na frase “este deu-lhe o nome de ‘Las Encantadas’” (l. 6), o pronome sublinhado

refere-se…

a. a Tomás de Berlanga.

b. ao arquipélago das Ilhas Galápagos.

c. ao Equador.

1.4. As ilhas Galápagos contribuíram para a teoria de Charles Darwin sobre…

a. as espécies endémicas.

b. a seleção natural.

c. as tartarugas gigantes.

2. Atenta no Texto 2 e indica se as afirmações seguintes são verdadeiras (V) ou falsas (F), corrigindo as falsas.

a. Charles Darwin estudou Botânica em Edimburgo.

b. Em Cambridge, Darwin relacionou-se com diversos naturalistas.

c. O Capitão Fitz-Roy apresentou Darwin ao professor Henslow.

d. Darwin viajou pelo Chile, Peru, Patagónia e ilhas do Pacífico.

e. A obra que mais projeção deu a Darwin foi The Origin of Species by Means of

Natural Selection. f. Devido à temática nela abordada, a obra de Darwin levou anos a ser traduzida para outras línguas.

g. De regresso a Cambridge e a Londres, Charles trabalhou durante dois anos nas suas

memórias de viagem.

g. De regresso a Cambridge e a Londres, Charles trabalhou durante dois anos nas suas memórias
g. De regresso a Cambridge e a Londres, Charles trabalhou durante dois anos nas suas memórias
TEXTO2 Lê atentamente o texto. Em caso de necessidade, consulta a nota apresentada. Peregrinação à

TEXTO2

Lê atentamente o texto. Em caso de necessidade, consulta a nota apresentada.

Peregrinação à Orla do Mundo

A melhor atividade das Galápagos é perder tempo. Usá-lo devagar. Gastá-lo aos bocadinhos intermitentes. Como se as ilhas nos transmitissem uma outra noção de existirmos, de sermos seres humanos, uma noção antiga e esquecida. De nos relacionarmos, precisamente, com o tempo que passa que passa por nós. Estamos rodeados de lava negra e horizontes azuis, de silêncio e do crepitar do vento na superfície da água. Correntes marítimas sobem desde o fundo do mundo, a Antártica, e encontram-se com outras que chegam dos paraísos perdidos da Polinésia. Erupções vulcânicas sem pressa foram criando, em épocas diferentes do Universo, cada uma das ilhas do arquipélago. Todas se encontram em estágios diversos da sua criação, todas são diferentes entre si e de tudo o resto. Estamos num lugar único e intemporal. Temos de nos relacionar de um modo novo, diferente, com o tempo que passa que passa por tudo. Observo espantado a Pré-História, a vida antes da capacidade humana de a registar, a vida antes da invenção do tempo. Aqui, animais mais antigos que o Dilúvio Universal passam à minha frente com a pose desafiadora e arrogante do toureiro em frente ao touro. Desafiam a espécie humana nas suas convicções religiosas, na sua necessidade de atribuir a uma divindade omnipotente a causa e a razão de tudo isto a que chamamos “existência terrena”, “passagem pelo mundo”. Iguanas marinhas? Tartarugas gigantes? Pinguins do Equador? Que razão e causa há em tudo isto? Sabe-se lá. Darwin tentou saber. O jovem cientista encontrava-se numa viagem à volta do mundo num navio da marinha inglesa, o Beagle, comandado pelo capitão Fitz-Roy, quando desembarcou nas Galápagos.

A viagem tivera início em outubro de 1831 e passariam no total cinco anos antes de o

Beagle regressar a casa. Mas para Darwin foi como se tivessem passado muitos mais talvez esse tempo que nas Galápagos se sente diferente o tenham envelhecido e revigorado simultaneamente. “Serás uma desgraça para ti e para toda a família”, exclamara o pai, mortificado, ao saber da decisão do filho de participar na expedição do Beagle. “Mas agora a reputação de Darwin como viajante científico tinha chegado a casa antes do seu regresso, e o pai sentia-se aquietado”, escreve David Quammen em The Reluctant Mr. Darwin1, uma

biografia recente do cientista. “Ao ver o filho pela primeira vez depois da viagem, o doutor Darwin comentou para as irmãs de Charles: ‘Caramba, até a forma da sua cabeça parece modificada’.”

E estava. Não por fora, claro, mas dentro. Foi pouco o tempo que Darwin passou nas

Galápagos, cinco semanas numa viagem de cinco anos. Mas bastou para que notasse que ali os mesmos tentilhões tinham bicos diferentes e as mesmas tartarugas carapaças variadas em ilhas com idades geológicas não coincidentes. E concluiu que as espécies eram o que são hoje através de um processo de adaptação, competição e evolução.

1. The Reluctant Mr. Darwin: O Relutante Sr. Darwin.

Gonçalo Cadilhe, 1 Km de Cada Vez, 7.ª ed., Oficina do Livro, 2011

Mr. Darwin : O Relutante Sr. Darwin. Gonçalo Cadilhe, 1 Km de Cada Vez, 7.ª ed.,
Mr. Darwin : O Relutante Sr. Darwin. Gonçalo Cadilhe, 1 Km de Cada Vez, 7.ª ed.,
Responde, de forma completa e bem estruturada, aos itens que se seguem. 1. O texto

Responde, de forma completa e bem estruturada, aos itens que se seguem.

1. O texto que acabaste de ler constitui um relato de viagem.

1.1. Sintetiza, numa frase, o principal assunto abordado ao longo do relato.

2. O território das ilhas é inóspito.

2.1. Transcreve, do segundo parágrafo, uma expressão que o comprove.

3. Segundo o autor do texto, o visitante das ilhas Galápagos depara-se com uma noção

de tempo muito especial.

3.1. Caracteriza-a.

4.Relaciona o terceiro e quarto parágrafo com o título do texto.

A contemplação da paisagem e dos animais da ilha conduz o autor do texto a uma meditação sobre a vida de Darwin.

5.1. Como se justifica esta mudança de assunto?

o autor do texto a uma meditação sobre a vida de Darwin. 5.1. Como se justifica
o autor do texto a uma meditação sobre a vida de Darwin. 5.1. Como se justifica
o autor do texto a uma meditação sobre a vida de Darwin. 5.1. Como se justifica
GRAMÁTICA 1. Transforma as frases ativas em passivas, ou vice-versa. 1.1. As erupções vulcânicas criaram

GRAMÁTICA

1. Transforma as frases ativas em passivas, ou vice-versa.

1.1. As erupções vulcânicas criaram as ilhas do arquipélago.

1.2. Observo espantado a vida antes da capacidade humana.

1.3. O Beagle fora comandado pelo capitão Fitz-Roy.

1.4. A decisão de Darwin tinha sido censurada pelo pai.

2. Escreve, para cada alínea, a forma do verbo apresentado entre parênteses, de

acordo com o tempo e o modo indicados.

a. Pretérito perfeito simples do indicativo

Os pais

(pôr) o diário num local seguro

b. Pretérito imperfeito simples do indicativo

O diário,

(ter) várias reflexões sobre o amor.

c. Futuro composto do indicativo

O rapaz

(escrever) muitos artigos interessantes.

3. A melhor atividade das Galápagos é perder tempo. Usá-lo devagar. Gastá-lo aos bocadinhos intermitentes. Como se as ilhas nos transmitissem uma outra noção de

existirmos,

nos

relacionarmos, precisamente, com o tempo que passa que passa por nós.

3.1 Refere a classe e a subclasse das palavras sublinhadas no excerto acima

apresentado.

de

sermos

seres

humanos,

uma

noção

antiga

e

esquecida.

De

palavras sublinhadas no excerto acima apresentado. de sermos seres humanos, uma noção antiga e esquecida. De
palavras sublinhadas no excerto acima apresentado. de sermos seres humanos, uma noção antiga e esquecida. De
PRODUÇÃO ESCRITA Imagina que partias, na companhia de Darwin, a bordo do Beagle , na

PRODUÇÃO ESCRITA

Imagina que partias, na companhia de Darwin, a bordo do Beagle, na grande expedição de exploração de ilhas no oceano Pacífico. Escolhe, entre as seguintes opções, qual seria a tua função a bordo:

as seguintes opções, qual seria a tua função a bordo: a. grumete; b. cozinheiro; c. médico;

a. grumete;

b. cozinheiro;

c. médico;

d. biólogo.

Escreve um texto narrativo, correto e bem estruturado, com um mínimo de 180 e um máximo de 240 palavras, em que relates o desembarque numa ilha desabitada, seguindo a perspetiva da personagem acima escolhida. Não te esqueças de seguir as três fases de produção textual: planificação, textualização e revisão. Na tua narrativa, deves incluir um momento de descrição e um momento de diálogo.

e revisão. Na tua narrativa, deves incluir um momento de descrição e um momento de diálogo
e revisão. Na tua narrativa, deves incluir um momento de descrição e um momento de diálogo