Você está na página 1de 52

Empreendedores

inovam – e ganham
dinheiro com isso
Cláudio Marinho
Porto Marinho Ltda.

VIII Conferência ANPEI


Workshop “O Empreendedor Inovador nas PMEs”
Belo Horizonte, 20/05/2008
Em última análise, inovar é
satisfazer o cliente/consumidor,
e isso resulta em grandes
resultados econômicos para a
Xerox. Se você inova e o
resultado não é algo que
beneficie o consumidor, então
não é inovação.
Sophie Vandebroek, CTO da Xerox,
Fortune, junho/07
Inovação?
Os desafios do
desenvolvimento num
mundo em transformação:
as regiões competem entre
si (o mundo não é plano)

6
A competitividade das
regiões (isto é, a geração
sustentada de emprego e
renda que leva ao
desenvolvimento) é um
alvo móvel
7
Clusters, APLs, sistemas locais
de inovação….
Competição internacional de
regiões, de empresas em
cadeias globais de valores
onde a inovação é palavra de
ordem
8
Os determinantes da inovação nos clusters segundo Michael
Porter

Contexto para a
estratégia
empresarial e
competição

 Um contexto local
que encoraje
investimento nas
atividades
Fatores relacionadas com
Condições de
(insumos) inovação. demanda
condicionantes  Competição
vigorosa entre
concorrentes
locais.
 Recursos humanos  Consumidores
altamente qualificados, sofisticados e
especialmente pessoal Setores de apoio exigentes.
científico, técnico e que se relacionam  Necessidades de
gerencial.
entre si consumo
 Forte infra-estrutura doméstico que
de pesquisa básica em
antecipem
universidades.
 Presença de fornecedores demandas de
 Infra-estrutura de outros lugares
locais habilitados e
informação de alta
empresas relacionadas
qualidade.
 Presença de clusters ao
 Uma ampla oferta de
invés de setores
capital de risco.
isolados.

“A inovação envolve bem mais que Ciência e Tecnologia”


“O posicionamento estratégico
[de uma empresa, de uma
região] tem a ver com ser
diferente. Significa escolher
deliberadamente um conjunto
diferente de atividades para
desenvolver uma combinação
única de valores.”
(M. Porter, “O que é estratégia?”, HBR,
1996)
Posicionamento estratégico: o mapa de sistemas de
atividades (M. Porter, “What is Strategy?”, HBR, 1996)
Empreendedores
inovam. A inovação é
o instrumento
específico do
empreendedorismo. É
o ato de atribuir aos
recursos a
capacidade de criar
riqueza. Na realidade,
a inovação cria um
recurso. Não há esse
tal de “recurso” até
que o homem
encontra um uso para
alguma coisa na
natureza e portanto
lhe atribui um valor
econômico.
Empreendedores
bem-sucedidos têm
objetivos ousados.
Eles não se contentam
em melhorar o que já
existe. Eles tentam
criar novos e
diferentes valores,
novas e diferentes
satisfações.
Convertem
“materiais” em
“recursos” ou
combinam recursos
existentes em novas e
mais produtivas
configurações.
Velhas partes, mas um
todo novo: uma nova forma
de compor tecnologias
existentes também é
inovação
Rebecca Henderson, do
MIT, e Kim Clark, de
Harvard, chamam de
“inovação arquitetônica”
a maneira de ligar os
componentes de um
produto sem modificar o
design original de cada
um (deixando intacto o
conhecimento que dá
conteúdo aos
componentes)
As 7 fontes de oportunidades para a
inovação segundo Drucker
1. O inesperado – o sucesso inesperado, o
fracasso inesperado, o evento externo
inesperado
2. As incongruências – entre a realidade
com ela é e aquilo que se assume que é,
ou que “devia ser”
3. A inovação baseada na necessidade do
processo
4. Mudanças inesperadas na estrutura da
indústria ou do mercado 15
As 7 fontes de oportunidades para a
inovação segundo Drucker
5. Demografia – mudanças populacionais
6. Mudanças de percepção, maneiras de
ser e significado
7. Novo conhecimento – tanto científico
como não-científico (social)

16
Um roteiro de
mudança
organizacional para
inovar
1) Permitir o trabalho
conceitual na
empresa e em casa
2) Dar sinais claros de
que é possível
assumir os riscos
da inovação
(combater o
sentimento de
culpa do fracasso)
Um roteiro de
mudança
organizacional para
inovar
3) Encorajar as
discussões
criativas no
trabalho (volume x
qualidade das
idéias)
4) Permitir que as
pessoas se
inspirem no seu
próprio mundo ou
no de outros (fora
do trabalho)
Um roteiro de
mudança
organizacional para
inovar
5) Dar tempo, licença
e “espaço” para o
trabalho de
inovação
6) Transformar o
gerenciamento da
criação e
desenvolvimento
de idéias de
subordinados e
colegas numa
tarefa central dos
executivos
A nova geoeconomia global
998
Fliplog

997
Africa

995
Infant survival rate up to 1 (per 1,000 live births)--

Americas

990
Republic of Korea 1960 Arab
countries
980
China 1960
970 Asia

950 Europa

900

Brazil 1960
800

India 1911 Japan 1920


560
308 1 000 3 000 5 000 10 000 20 000 60 000
GDP per capita in 1995 international dollars Log

1910
1909
1908
1907
1906
1905
1904
1903
1902
1901
1900
1919
1918
1917
1916
1915
1914
1913
1912
1959
1958
1957
1956
1955
1954
1953
1952
1951
1950
1949
1948
1947
1946
1945
1944
1943
1942
1941
1940
1939
1938
1937
1936
1935
1934
1933
1932
1931
1930
1929
1928
1927
1926
1925
1924
1923
1922
1921
1920
2001
2000
1999
1998
1997
1996
1995
1994
1993
1992
1991
1990
1989
1988
1987
1986
1985
1984
1983
1982
1981
1980
1979
1978
1977
1976
1975
1974
1973
1972
1971
1970
1969
1968
1967
1966
1965
1964
1963
1962
1961
1960
1911
Edward Burtynsky – www.ted.com
Expansão da área agrícola no Brasil

NORDESTE
NORTE

CENTRO-OESTE

SUDESTE

SUL
Fonte: ANFAVEA, 2004
Será que dá, Brasil?
Daniel Beltra/Greenpeace

Seca na Amazônia!
Depressão
Bodélé, Saara

www.iop.org/EJ/journal/erl
0,2 % da
área do
Saara

56% dos
nutrientes
minerais da
Amazônia
All the water and air in the world, Dr Adam Nieman,
48
Visions of Science, telegraph.co.uk
“A economia global extrai
valor das pequenas
diferenças entre as cidades
– mas essas diferenças são
críticas para o valor que cada
cidade gera.”

Saskia Sassen, Building Futures, 2008


49
Go glocal

Imago

50
Querido amigo
Chile Guevara.
Quero dizer-te
uma coisa: me
importa que não
tenhamos nos
conhecido mais,
nos entendido
mais. E que
tenhamos cruzado
as nossas vidas
sem nos
entendermos por
causa de umas
batatas.
Cláudio Marinho
cmarinho@gmail.com
cmarinho.wordpress.com