Você está na página 1de 46

MECÂNICA GERAL

PARA
ENGENHEIROS

Capítulo 2

Profª: Acilayne Freitas de Aquino


Forças no Plano sobre uma partícula

Noções de Vetores
Vetores– são entes matemáticos que possuem
C
intensidade, direção e sentido.
A
P
Í
2
T Vetores Iguais
U São vetores de mesma intensidade, direção e
sentido, quer tenham ou não o mesmo ponto de
L aplicação. Podem ser identificados pela mesma letra
O P
P

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Noções de Vetores

C Vetor Oposto
A É definido como sendo um vetor que tem a
P mesma intensidade, direção e sentido
Í oposto ao de P
2
T P= -P

U P

L
-P
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Noções de Vetores

C
Adição de Vetores
A
P
Í
2
T
U
L
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Noções de Vetores

C
Subtração de Vetores
A
P
Í
2
T
U
L
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Noções de Vetores

C
Adição de três ou mais vetores
A
Regra do triângulo
P
Í
2
T
U
L
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Noções de Vetores

C Produto de um escalar por um Vetor


A – Produto de um escalar k (positivo ou negativo) por
um vetor P =kP
P – Tem a mesma direção;
Í – Tem o mesmo sentido, se k for positivo;
2 – Tem sentido oposto se k for negativo;
T – A intensidade é igual ao produto da intensidade de P
U pelo valor k

L P
1,5P
O
-2P

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Resultante de duas forças sobre uma partícula

C Geometricamente a resultante de duas forças sobre


uma partícula, assim como visto desde o ensino
A médio, poderá ser determinada a partir dos métodos
P do paralelogramo e do polígono.

Í
2
T
U
L
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Determinação do módulo da Resultante de duas


forças sobre uma partícula
C
A
P A partir dos métodos anteriormente
Í apresentados, podemos determinar o
2 módulo da força resultante através das
T
U
Leis do Senos e dos Cossenos.
L
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Determinação do módulo da Resultante de duas


forças sobre uma partícula
C
Lei dos Senos
A
P b c
h1 b senC c senB
Í senB senC
2 b a
T h2 b senA a senB
senB senA
U
L
O
b a c
De I e II concluímos: senB senA senC
Forças no Plano sobre uma partícula

C
Lei dos Cossenos
A
P
Í
2 a2 h 2 (b HA) 2 a2 (c senA) 2 (b c cos A) 2
T
U
a2 c 2 sen 2 A b 2 2 b c cos A c 2 cos 2 A
L a2 c 2 ( sen 2 A cos 2 A) b 2 2 b c cos A
O
Concluímos: a2 c 2 b 2 2 b c cos A
Forças no Plano sobre uma partícula

Exercício resolvido 01
Determine o módulo da força resultante e sua direção
C medida no sentido horário a partir do eixo x positivo.
A
OBS: Nos casos de triângulos de força o módulo da
P força resultante pode ser determinado pela Lei dos
Í cossenos e a direção pela Lei dos senos.
2 y
T
U 4KN
x
L
30º
O
10KN
Profª: Acilayne Freitas
Forças no Plano sobre uma partícula

Solução:

C
A
P
Í
2
T
U
L
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Exercício resolvido 02

C Determine os módulos das componentes da força de


600N nas direções das barras AC e AB da treliça abaixo
A
P
Í
2
T
U
L
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Exercício resolvido 03

C A viga da figura é suspensa por meio de dois cabos. Se a força


resultante é de 600N, direcionada ao longo do eixo y positivo,
A determine FA e FB e a direção θ de modo que FB seja
mínimo. A força de módulo FA atua a um ângulo de 30º com o
P eixo y, conforme ilustração.
Í
2
T
U
L
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Solução

C Para que FB seja mínima a componente deverá ser


perpendicular a força FA (conforme a ilustração). Logo, θ=60º.
A Assim, os valores de FA e FB são facilmente encontrados pela
lei dos senos
P
Í
2
T
U
L
O

Resposta: FA=520N; FB= 300N


Profª: Acilayne Freitas
Forças no Plano sobre uma partícula

Exercício resolvido 04

Uma barcaça é puxada por 2 rebocadores. Se a resultante das


C forças exercidas pelos rebocadores é de 5kN e tem a direção do
A eixo da barcaça, determine:
a) a tração em cada corda, sabendo-se que α=45º
P b) o valor de α para que a tração na corda 2 seja mínima

Í
2
T
U
L
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Solução:
Alternativa a:
C
5kN
A
P 5kN
Í
2
T
U T1 T2 5 KN
L sen45 0 sen30 0 sen105 0

O T1 3,66 KN
T2 2,59 KN
Profª: Acilayne Freitas
Forças no Plano sobre uma partícula

Solução:
Alternativa b:
Para que T2 seja mínimo, T1 e T2 devem ser ortogonais,
C isto é, devem formar um ângulo de 90º.
A Sen30º = T2 / 5  T2 = 5 sen30º T2 = 2,5 kN
P Cos30º = T1 / 5 T1 = 5 cos30º T1 = 4,33 kN
α = 90º – 30º = 60º
Í
2 2 2 2
T 2
2
5kN 1 5kN
U
L
2
O
1 2
2
2
Profª: Acilayne Freitas
Forças no Plano sobre uma partícula

Exercício proposto 01

C Determine trigonometricamente a intensidade e direção da


força P de tal modo que a resultante de P e da força de 900N
A seja vertical de 2700N dirigida para baixo.
P
Í
2
T
U
L
O Resposta: P=2990N; ângulo=17,24º

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula
Profª: Acilayne Freitas

Exercício proposto 02

C As forças P e Q agem sobre um parafuso A. Determinar a sua


resultante.
A
P
Í
2
T
U
L
O
Resposta: R=92,7N
Forças no Plano sobre uma partícula

Exercício proposto 03

C Duas peças estruturais B e C são rebitadas ao suporte A.


Sabendo-se que a tração na peça B é de 6KN e que a tração na
A peça C é de 10KN, determine graficamente a intensidade, a
direção e o sentido da força resultante exercida sobre o
P suporte.
Í
2
T
U
L
O
Resposta: FR=14,3KN; ângulo=20,10º
Profª: Acilayne Freitas
Forças no Plano sobre uma partícula

Exercício proposto 04

C Uma estaca é arrancada do solo com o auxílio de duas cordas,


como na figura abaixo.
A a) Com α=30º e utilizando a trigonometria, determine o módulo
da força P necessária para que a resultante na estaca seja
P vertical.
Í b) Qual o módulo da resultante?
2
T
U
L
O
Resposta: P=101,43N; Fr=196,6N
Profª: Acilayne Freitas
Forças no Plano sobre uma partícula

Resultante de forças pela soma das


componentes ortogonais
C
A
P Na seção anterior, estudamos a determinação do módulo
da força resultante pelo método do paralelogramo e o
Í método do polígono. Estes métodos são pouco eficientes
2 em casos que envolvem mais de duas forças.
T
Nestes casos, determinaremos a força resultante a partir
U da soma das componentes ortogonais. Para entendermos
L como funciona esta soma vetorial, devemos rever o
processo de decomposição
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Resultante de forças pela soma das


componentes ortogonais
C
A Abaixo está ilustrado um vetor de módulo F com um ângulo θ
em relação ao eixo horizontal x e suas componentes ortogonais
P obtidas por relações trigonométricas.

Í
2
T
U
L
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Resultante de duas forças pela soma das


componentes ortogonais
C Na figura abaixo demonstra a soma de três vetores e a sua
resultante obtida a partir da soma das componentes
A ortogonais.
P
Í
2
T
U
L
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Resultante de forças pela soma das


componentes ortogonais
C Fy j

A
P
Í
2 Fx i
T
U
L
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Resultante de forças pela soma das


componentes ortogonais
C
Exercício resolvido 01:
A Uma força de 800 N é exercida sobre um parafuso A. Determine
as componentes horizontal e vertical da força F.
P
Í
2
T
U
L
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Resultante de forças pela soma das


componentes ortogonais
C
Solução:
A
P Fx = - F cosα = - 800.cos35º
Fx = - 655 N
Í
2 Fy = + F senα = - 800.sen35º
T Fy = + 459 N

U Componentes vetoriais de F:
Fx = - (655 N)i
L Fx = + (459 N)j
O F = - (655 N)i + (459 N)j

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Resultante de forças pela soma das


componentes ortogonais
C
Exercício resolvido 02:
A Determine o módulo da força resultante e sua direção medida
no sentido horário a partir do eixo x positivo.
P
Í
2
T
U
L
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Resultante de forças pela soma das


componentes ortogonais
C Solução:
A
P
Í
2
T
U
L
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Resultante de forças pela soma das


componentes ortogonais
C Exercício resolvido 03:
Quatro forças atuam no parafuso A. Determine a resultante das
A forças que agem no parafuso.
P
Í
2
T
U
L
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Resultante de forças pela soma das


componentes ortogonais
C Solução:

A
P
Í
2
T
U
L
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Resultante de forças pela soma das


componentes ortogonais
C Exercício proposto 01
A Um homem puxa, com uma força de 300 N, uma corda fixada
P a uma construção. Quais as componentes horizontal e vertical
da força exercida pela corda no ponto A?
Í
2
T
U
L
O

Resposta: a=36,87º Fx = (240N)i ; Fy =(-180N)j


Profª: Acilayne Freitas
Forças no Plano sobre uma partícula

Resultante de forças pela soma das


componentes ortogonais
C Exercício proposto 02
A A força F=(3,5kN)i + (7,5kN)j é aplicada a um parafuso A.
P Determine a intensidade da força e o ângulo que ela forma
com a horizontal.
Í
2
T
Fy = 7,5 kN

U
L
O
Fy = 3,5 kN

Resposta: =35º F = 8,28kN


Profª: Acilayne Freitas
Forças no Plano sobre uma partícula

Resultante de forças pela soma das


componentes ortogonais
C Exercício proposto 03
A Uma força de 2,5 kN está aplicada a um cabo ligado a um
P suporte. Quais as componentes horizontal e vertical desta
força?
Í
2
T
U
L
O
Resposta: Fx = (-2,35KN)i ; Fy =(0,855KN)j
Profª: Acilayne Freitas
Forças no Plano sobre uma partícula

Resultante de duas forças pela soma das


componentes ortogonais
C Exercício proposto 04
A A tração no cabo de sustentação AB é 650N. Determine as
componentes horizontal e vertical da força atuante no pino A.
P Resposta: +250N, - 600N
Í
2
T
U
L
O
Resposta: Fx = (250N)i ; Fy =(-600N)j
Profª: Acilayne Freitas
Forças no Plano sobre uma partícula

Equilíbrio de uma partícula no plano

C
A
P
Í
2
T
U
L
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Diagrama de corpo Livre

C
A
P
Í
2
T
U
L
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Exercício resolvido 01
Tem-se um caixote de 75kg que estava em 2 prédios e está agora
C sendo colocado sobre um caminhão. O caixote é suportado por um
cabo vertical, unido no ponto A a duas cordas que passam por
A roldanas fixadas nos prédios em B e C. Deseja-se determinar a
tração nas 2 cordas AB e AC
P
Í
2 Diagrama de corpo livre
T
U
L
O

Profª: Acilayne Freitas


Forças no Plano sobre uma partícula

Exercício resolvido 01

Condição de equilíbrio do ponto A


C
Fx 0
ΣF=0
A Fy 0
P Tx AB TA B . cos 50º 0,643 TA B
Í Tx AC TA C . cos 30º 0,866 TA C
2
T Ty AB TA B .sen50º 0,766 TA B
Ty AC TA C .sen30º 0,50 TA C
U
L Fx 0 0,643 TAB 0,866 TAC 0 TA B 1,35 TAC
Fy 0 0,766 TAB 0,50 TAC 736 0 0,766(1,35 TAC ) 0,50 TAC 736 0
O
TAC 480,39 N
TAB 648,53N
Forças no Plano sobre uma partícula

Exercício resolvido 02
Determine os módulos F1 e F2 de modo que a partícula da
C figura fique em equilíbrio.
A Condição de equilíbrio do ponto
ΣF=0
P
Fx 0
Í
2 Fy 0
T
U
L
O
Forças no Plano sobre uma partícula

Exercício proposto 01

C
A
P
Í
2
T
U
L
O
Forças no Plano sobre uma partícula

Exercício proposto 02

C
A
P
Í
2
T
U
L
O
Forças no espaço sobre uma partícula

C
A
P
Í
2
T
U
L
O
Forças no espaço sobre uma partícula

Exercício proposto 01
Uma força de 500N forma ângulos de 60º, 45º e 120º,
C respectivamente com os eixos x, y e z. Determinar as componentes
Fx, Fy e Fz da força.
A
P
Í
2
T
U
L
O