Você está na página 1de 2

Problema 1 do módulo de obstetrícia

1) Estudar a anamnese obstétrica

No caso de consultas pediátricas com recém-nascidos, as perguntas são dirigidas aos pais devido a incapacidade ou baixa capacidade de comunicação do infante. A consulta com a criança requer métodos de tradução: análise de vínculos emocionais com família e a linguagem gestual dos pais com o filho… Pode-se adaptar o exame de acordo com o momento mais apropriado por aparelho. Perguntar aos pais sobre a duração da gestação, contração de doenças de risco durante a gravidez,casos de doenças genéticas na família, complicações no parto, icterícia, dactilías… Medir comprimento, peso, diâmetro cefálico e torácico, forma do abd, presença de ambos os testículos no caso de homens, manobra de Barlow e Otorani p/ avaliar luxação congênita. Uso de medicamentos/drogas na gravidez. Perguntar sobre tabagismo e etilismo.

2) Estudar sobre o SIS-Pré-natal

O SisPreNatal é o software que foi desenvolvido pelo DATASUS, com a finalidade de permitir o

acompanhamento adequado das gestantes inseridas no Programa de Humanização no Prenatal e Nascimento (PHPN). Visa ampliar esforços no sentido de reduzir as altas taxas de

morbimortalidade materna, perinatal e neonatal, melhorar o acesso, da cobertura e qualidade do

acompanhamento pre natal,́

Tem por objetivo o desenvolvimento de Ações de Promoção, Prevenção e Assistência à Saúde de Gestantes e Recém-nascidos, ampliando esforços no sentido de reduzir as altas taxas de morbimortalidade materna, perinatal e neonatal, melhorando o acesso, da cobertura e qualidade do acompanhamento pré natal, da assistência ao parto e puerpério e da assistência neonatal, subsidiando Municípios, Estados e o Ministério da Saúde com informações fundamentais para o planejamento, acompanhamento e avaliação das ações desenvolvidas, através do Programa de Humanização no Prénatal e Nascimento. Periodicidade de no mínimo 6 consultas durante a gravidez e uma no puerpério.

3) Estudar a regra de Naegele

da assistência ao parto e puerpério e da assistência neonatal.

O tempo de gestação médio é de 40 semanas, sendo de aproximadamente 281 dias.

Usa-se essa regra para calcular a data de nascimento do bebe, sendo somado 7 dias após o período da última menstruação e reduzidos 3 meses, além de aumentado um ano. Nessa regra assume-se que a gravidez se iniciou logo após a ovulação. Outro método para se estimar o período de gravidez é o tamanho do útero junto ao conhecimento da última menstruação.

4) Pesquisar padrões gestacionais e suas mudanças fisiológicas

5) Estudar os fatores de risco apresentados pela paciente

6) Estudar a anatomia da gestante

7) Definir oligodrâmnia e redução de crescimento fetal

Oligodramnia é a redução da quantidade de líquido amniotico. As complicações são aquelas que se iniciaram no segundo trimestre.

Pode ser causada pelo bebê ser impedido de urinar ou por uma debilidade de perfusão por problema na placenta. Sonografia pode ser usada para verificar oligohidramnio causado por rompimento da placenta. Quando aparece no fim do segundo ou terceiro trimestre, pode estar associado a baixo crescimento fetal, anormalidade placentária, preeclampsia ou doença vascular. Pode ser causado por remédios inibidores do sistema renina-angiotensina, causando hipoperfusão renal no feto e impedindo que a urina, como principal fonte de liquido amniótico, seja liberada. Feto menor do que o esperado.