Você está na página 1de 8

1.

Passos iniciais
por Fernando Ferreira última modificação 16/09/2007 10:31

Tutorial do Spring

Iniciando
• Crie um diretório onde serão armazenados os bancos de dados do spring:

$mkdir ~/springdb

• Inicialize o spring:

$/usr/local/Spring-4.3.2-Port/spring

• Crie o banco de dados no diretório criado acima. O gerenciador pode ser


MySQL, DB, PostgreSQL, ACCESS e ORACLE. O banco de dados é um
subdiretório onde são armazenados o modelo de dados comsuas definições de
categorias e classes

Após criado o banco, ative-o e feche a janela.


Após criar e ativar o banco de dados é necessário criar um projeto. Um projeto é um
subdiretório do banco de dados onde são armazenados os arquivos de dados: pontos,
linhas, imagens orbitais e aéreas, imagens temáticas, textos, grades e objetos. O projeto
permite definir o espaço geográfico da área de trabalho e é onde serão inseridos os
diversos planos de informação (PIs).

• Para criar arquivo selecione Arquivo -> Projeto...


Dê o nome do novo projeto, defina o sistema de projeção e o retângulo envolvente.
Selecione a projeção:
O retângulo envolvente pode ser inserido em coordenadas geográficas mesmo a
projeção tendo sido inserida em UTM. Os limites de uma imagem podem ser obtidos
com auxílio do executável gdalinfo obtido com FWTools. Finalize e ative o projeto:
Dentro de cada projeto os dados podem estar organizados em diversas categorias:

Categoria do modelo Imagem refere-se a dados provenientes de sensoriamento remoto


em formato matricial. Exemplos: imagens TM/LANDSAT, SPOT, NOAA, fotografias
aéreas transformadas em imagens digitais através de “scanners” etc.

NUMÉRICO

Categoria do modelo Numérico refere-se a dados que possuem uma variação contínua
de seus valores numéricos em função de sua posição na superfície. Exemplos:
altimetria, pH do solo, magnetometria, temperatura de superfície etc.

TEMÁTICO

Categoria do modelo Temático refere-se a dados que classificam uma posição


geográfica quanto a um determinado tema. Ex: tipos de solo, classificação de vegetação
etc.

CLASSES
Para as categorias de dados do modelo temático é necessário definir as Classes
Temáticas, as quais são especializações da categoria. Tomando-se como exemplo uma
categoria tipos de solo, cada um dos diferentes tipos de solos constituirão as classes. Por
exemplo, latossolo roxo, podzólico e litossolo.

OBJETO

Categoria de dados do modelo Objeto refere-se à especialização de um tipo de objeto


geográfico. Exemplo: municípios, logradouros, propriedades etc.

CADASTRAL

Categoria do modelo Cadastral refere-se aos mapas que contêm a representação de


determinado tipo de objeto, por exemplo: Divisão política é a categoria cadastral que
conterá o mapa com as representações dos municípios.

REDE

Categoria do modelo Rede refere-se aos dados geográficos que possuem relações de
fluxo e conexão entre os inúmeros elementos que deseja-se representar e monitorar. Ex:
rede de energia elétrica , esgoto, água, drenagem, telefonia etc.

NÃO-ESPACIAL

Categoria do modelo Não-Espacial refere-se aos dados que não possuem representação
espacial como, por exemplo, os dados de cadastros rurais e urbanos.

De modo geral, as imagens de satélite pertencem à categoria IMAGEM, dados vetoriais


(pontos, linhas e polígonos) à categoria CADATRAL e nós e linhas (redes viárias,
linhas de transmissão, etc) pertecem à categoria REDES.

• Crie uma categoria IMAGEM para inserir imagens de satélite e uma categoria
CADASTRAL para inserir a divisão política (municípios, regiões,
microrregiões, etc)