Você está na página 1de 2

ILMO SR.

DIRETOR DA EE

vem mm
respeitosamente, à presença de V.Sa., em causa própria, com fundamento no
artigo 5°, inciso XXXIV, alineas "a" e "b" da Constituição Federa~ bem como
no inciso 11 do mesmo artigo de lei, artigo 7°, inciso XVI c/c artigo 39, 2°,
também da Constituição da República; artigo 115 da Lei 10.261/68; e artigos
29 e 93 da Lei Complementar 444/85, artigos 10 e Ii do decreto 25.110/86 e
nas disposições do decreto 34.036/91, com as modificações introduzi das pelo
Decreto 36.445, expor e requerer o que se segue.
I-DOS FATOS
O peticionário compareceu à escola no dia _/ 1_, Tal
atitude, foi tomada pelo peticionário em atendimento a convocação formulada
pôr V.Sa., observando-se que a data mencionada estava consignada como dia
letivo no calendário escolar.
Ocorre que sendo o peticionário servidor docente de escola pública,
suas atividades são regidas por leis funcionais.
A sua jornada de trabalho, como faz parte do seu rol de atividades, é
também regida por uma lei, mais especificamente a Lei Complementar 444/85
(Estatuto do Magistério), Artes. 27 e 28.
Como a jornada de trabalho docente se esgota com as aulas regulares
dadas durante a semana, não há qualquer fato que obrigue o docente a
comparecer em seu local de trabalho durante os finais de semana, ou em
outros períodos nos.dias úteis.
Ora, somente esta razão seria suficiente, já que o docente compareceu
extraordinariamente na sede de exercício, para que lhe fosse pago o dia de
trabalho acrescido de 50% do valor devido, já que tal comparecimento, como
anteriormente se expôs, caracterizou serviço extraordinário.
Ora, como só haveria a obrigatoriedade da presença do docente na sua sede de
exercício nos dias da semana necessários para a complementação de sua carga
semanal de trabalho, nos termos da Lei Complementar 444/85, o
comparecimento no dia consignado caracteriza a prestação de serviço
extraordinário.
11- DO DIREITO
Estabelece o Decreto 13.535 de 22 de maio de 1.979. Art. 1° - Os
docentes e os especialistas de educação poderão ser convocados para a
prestação de serviços extraordinário nas seguintes hipóteses: Arf. 5° - A
competência para a convocação para prestação de serviço extraordinário na
forma prevista neste decreto é do Secretário da Educação.
Além disso, é conveniente que se transcreva importante artigo do
decreto 22.622/84: "Art. 5° - A competência para convocação para prestação
de serviço extraordinário na forma prevista neste Decreto é do Secretário da
Educação. Parágrafo 4°. Sob pena de responsabilidade dos dirigentes, em
nenhuma dependência de repartição ou serviço poderá ser iniciada a prestação
de serviço extraordinário remunerado sem que previamente seja publicada
ordem, individual ou global, de convocação."
m - DO PEDIDO
Diante de todo o exposto e, como efetivamente houve a prestação de
serviço extraordinário pelo ora peticionário sem que houvesse a regular
convocação e, tendo em vista que, neste caso, a responsabilidade pelo fato (4°
do artigo 5° do decreto 22.622/84) é exclusivamente de V.Sa., é a presente para
requerer que V.Sa., se digne a tomar as providências necessárias para que seja
pago serviço extraordinário, na forma da lei, ao ora peticionário, referente ao
dia~_/_,
Temos em que, aguardando o fiel cumprimento do disposto no artigo
114 da Constituição do Estado de São Paulo para o atendimento presente
requerimento,
Pede deferimento.

São Paulo, de de