Você está na página 1de 2

Em Nome de DEUS, o Clemente, o Misericordioso.

A Viagem Noturna (Isrá) e Ascensão (Mi’raj) - 2


Louvado seja Allah. Nós O louvamos, glorificado e exaltado seja pelas suas
inúmeras dádivas e benevolências.. Prestamos testemunho de que não há outra
divindade além de Allah, Único, sem parceiros, o Absoluto, Que não gerou ou foi
gerado e não há ninguém igual a Ele. Prestamos testemunho de que Mohammad é Seu
servo e Mensageiro. Que Allah o abençoe e lhe dê paz, bem como a seus familiares,
seus companheiros e seus seguidores até o Dia do Juízo Final.
Irmãos muçulmanos:
Vamos falar, hoje, a respeito da segunda parte do episódio da Isrá e Mi’raj, ou
seja a da ascensão do Profeta (S) de Jerusalém para os altos céus para ver os grandes
sinais de seu Senhor. Allah, Ta’ála, disse: “Em verdade, presenciou os maiores sinais
do seu Senhor.” (53:18).
De acordo com as tradições fidedignas, o Profeta (S) viu no céu terreno o pai
da humanidade, Adão, e que viu à direita de Adão as almas dos felizes e à esquerda as
almas dos infelizes. Nisso há um aviso para nós, crentes, para agirmos, nos
empenharmos em nossa adoração para fazermos parte dos felizes, e sermos dos
habitantes do Paraíso.
No segundo céu, o Profeta (S) encontrou-se com João, filho de Zakariya e com
Jesus (AS). Jesus é o símbolo da paz, da purificação. A crença nele é obrigação na nossa
religião islâmica. Jesus (AS) e João confirmaram a missão do Profeta (S) como
demonstração de que a religião dos profetas é uma só, ou seja, a submissão à vontade de
Allah, Único, sem parceiros. Que todos os profetas são irmãos para transmitirem a
mesma mensagem a respeito do Senhor do Universo.
Então, o Profeta (S) ascendeu ao terceiro céu onde se encontrou com José
(AS), símbolo da castidade, do afastamento dos desejos e da verdadeira soberania.
Allah, Ta’ála, disse: “Ó Senhor meu, já me agraciaste com a soberania e me
ensinaste a interpretação das histórias! Ó Criador dos céus e da terra, Tu és o meu
Protetor neste mundo e no Outro. Faze com que eu morra muçulmano, e me junta
aos virtuosos!” (12:101).
Os teólogos explicam que a soberania, aqui, significa de quem domina os seus
desejos, utilizando-a para a prática do bem, evitando a prática do mal.
No quarto céu encontrou-se com o Profeta Idris (Isaías) (AS), símbolo da
convocação para o monoteísmo e que confirmou o comissionamento do Profeta
Mohammad.
No quinto céu encontrou-se com o profeta Aarão (AS) símbolo da fraternidade
sincera. Foi ele que ajudou o seu irmão, Moisés, na convocação para Allah. Isso nos
informa como deve ser a irmandade por Allah e a convocação para a religião de Allah.
No sexto céu o Profeta Mohammad (S) encontra-se com Moisés (AS), símbolo da
sinceridade e da paciência. Ele foi paciente quanto às injúrias dos israelitas até
transmitir a mensagem de Allah. Moisés chorou quando o Profeta Mohammad (S) o
deixou. Quando foi perguntado por que havia chorado, respondeu: “Choro porque um
jovem foi enviado depois de mim, cujos seguidores ingressarão no Paraíso mais do que
meus seguidores.” Isso é um auspício para a comunidade islâmica que será a maior dos
habitantes do Paraíso.
No sétimo céu o Profeta (S) encontrou-se com o Patriarca Abraão (AS),
símbolo do monoteísmo puro. O Profeta Abraão (AS) enviou uma mensagem direta
para os muçulmanos para glorificarem e louvarem muito a Allah, o Senhor do Universo,
porque isso é constitui na semente do Paraíso. O Profeta Abraão (AS) que construiu a
Caaba, estava encostado na Casa celestial como prêmio pelo que fez na terra. A casa
celestial é igual à Caaba na terra, ao redor da qual 70 mil anjos circungiram diariamente,
e não voltam até o Dia da Ressurreição.
Irmãos muçulmanos, durante a Ascensão do Rassulullah (S) a oração foi
estabelecida. Isso lhe dá a importância e a necessidade devida para a purificação das
almas. Quando você ora com concentração total na sua oração, você ascende com o seu
espírito para os céus, ficando merecedor da misericórdia e das dádivas de Allah. O seu
espírito renasce e por intermédio das orações consegue obter a satisfação de Allah,
abençoado e exaltado seja.
É da piedade de Allah para com a comunidade islâmica ter estabelecido as
cinco orações diárias, em vez de cinqüenta. Allah, Ta’ála, disse que são cinco em
número e equivalem a cinqüenta na recompensa.
Irmãos muçulmanos:
- Tiramos a seguinte lição do que foi dito, que devemos ser assíduos nas
nossas orações, porque nelas reside a nossa salvação.
- Empenharmo-nos na transmissão da nossa religião, primeiro a nós
mesmos e depois aos nossos familiares, então para a sociedade em que vivemos.
- O Paraíso foi a nossa primeira morada e a ele retornaremos, se Allah
quiser. Isso exige que nos empenhemos para obtê-lo.
- Os profetas (AS) são irmãos que transmitiram uma só Mensagem, ou
seja, a adoração somente a Allah, sem parceiros..
Peço a Allah que nos cumule com as suas graças com a segurança, com a fé,
com a paz. Que Allah abençoe a todos

Wassalamu Alikom warahmatullahi wabarakátoh.

Mesquita de Guarulhos
Sermão da Sexta-feira, 6 de Cha’ban, 1429 – 08/08/2008
Proferido pelo Cheikh Khaled Rezk Taky Eldin
Tradução e adaptação: Prof. Samir El Hayek

Interesses relacionados