Você está na página 1de 3
SÓ COM UNIÃO E LUTA PODEMOS CONQUISTAR UMA ESCOLA MELHOR! Todo mundo sabe que é preciso

SÓ COM UNIÃO E LUTA PODEMOS CONQUISTAR UMA ESCOLA MELHOR!

Todo mundo sabe que é preciso melhorar muito a nossa escola onde

estamos

todos

os

dias.

Queremos

estudar

num

lugar

que

tenha

estrutura,

onde

possamos

nos

concentrar

em

ler

e

entender o

que

está

sendo

ensinado,

queremos

professores que tenham condições de

ensinar aquilo que eles já aprenderam, e mais, queremos ser

ouvidos,

queremos

que

a

nossa

opinião seja levada em conta.

Acontece que nós somos os mais prejudicados quando a escola vai mal. O que significa uma escola mal? Um ambiente que não atende a necessidade dos estudantes (quadra coberta, bebedouro, ar-condicionado, laboratórios e professores bem remunerados, grêmio estudantil, conselho escolar com a nossa participação inclusiva), enquanto isso não existir dentro das instituições de ensino, essa não pode ser considerada boa.

Muitas vezes nos perguntamos:

Porque em nosso pais a educação não é prioridade? Porque o governo corta verba da educação e demais áreas sociais, em vez de investir? Como foi cortado neste ano de 2015 mais de R$ 9 bilhões na educação e pagou R$ 900 bilhões da divida pública, onde esse dinheiro deveria ser investido nas áreas sociais. A verdade é que os ricos que hoje governam o Brasil querem transformar a escola em um espaço de alienação, em vez de ser um espaço de formação de cidadãos críticos e formadores de opiniões.

Para mudar essa realidade, o que devemos fazer? Só crescendo nosso grau de organização podemos modificar nossa realidade. É para isso que vamos realizar o V Congresso da Associação Municipal dos Estudantes Secundaristas de Feira de Santana. Seja eleito delegado na sua escola e venha participar. O congresso terá debates, palestra e ao final serão aprovadas as propostas para lutar por melhorias para a nossa cidade e escolas. Então, não fique parado! Venha construir o congresso conosco!

REFORMAS NAS ESCOLAS JÁ!

QUADRA COBERTA EM TODAS ESCOLAS!

AS

CONTRA O CORTE DE VERBAS DE 9 BILHÕES DE REAIS!

10% DO PIB PARA A EDUCAÇÃO PÚBLICA!

1
1

Reduzir não é a solução!

Entre as várias alternativas apontadas pelas classes dominantes e seus ideólogos para escalada de violência, está o aumento da repressão, expresso no aumento dos efetivos e

força das polícias,

em especial

das

 

PMs e as ocupações militares em

favelas e bairros

populares.

Mas

a

novidade apresentada é a votação do

Projeto

de

Emenda

Constitucional,

pela redução da maioridade penal para 16 anos. O fato é que a população carcerária do Brasil é a que mais cresce no mundo. Nos últimos 20 anos, atingiu um percentual de 350 %

de aumento no número de presos. A população carcerária do país

é

de

aproximadamente

 

514

mil

pessoas, a quarta maior do mundo. A

grande

verdade

que

os

meios

de

comunicação

escondem

é

que

a

violência

é

causada

pela

gritante

exclusão social que vivemos, e reduzir a maioridade penal apenas colocará

mais

e

mais

jovens

dentro

dos

presídios. Queremos mais

investimento

na

educação,

esporte,

cultura e assistência estudantil.

Para

que nunca

Ditadura nunca mais!

se esqueça, para que nunca mais aconteça!

DIFERENÇA

NÃO

É

DEFEITO!

Estudos apontam que o Brasil

tem uma

morte de homossexual a

cada

26 horas.

Com

 

mais

de

200

milhões de habitantes, no País, no ano passado, o número foi 313 homicídios,

segundo

levantamento

 

feito

pelo

Grupo

Gay

da

Bahia (GGB).

E essas

mortes se dão por transexuais, traves s, lésbicas, bissexuais ou gays (LGBT).

Logo,

o

Brasil

lidera

os

casos

de

homofobia

e

transfobia.

Devemos

focar

a

nossa

atenção

no

que

é

importante! Há pessoas morrendo a

cada hora. Paremos para refletir que o

nosso

preconceito

 

pode

estar

reforçando esse dado. O mundo deve

estar

aberto

para

a

diversidade

humana.

 

Pois,

somos

seres

diferenciados, logo nos

manifestaremos de formas diferentes, em culturas diferentes,

comportamentos diferentes ser humano.

...

Isso

é

Nunca devemos esquecer da

ditadura

militar,

para

nunca

mais

revivermos.

51

anos

atrás,

sofremos um golpe no nosso pais,

o

tão amado Brasil, uma ditadura que

prendeu,

matou

e

torturou

várias

pessoas que tentaram lutar por uma

sociedade justa e democrática. No dia

01

de

abril

de

1964,

em

Recife,

quando participavam de manifestação de rua contra a deposição e prisão do

então governador Miguel Arraes, os

jovens

Jonas

José

de

Albuquerque

Barros

e

Ivan

Rocha

Aguiar,

estudantes

pernambucanos

foram

mortos

a

tiros.

Com

17

anos

Jonas

José

e

Ivan

participavam

dessa

manifestação onde foram

recepcionados

com tiros

disparados

por um militar. O mesmo fim trágico e revoltante levou também a morte de Manoel Lisboa de moura, fundador do PCR (Partido Comunista

revolucionário)

fundado

em

1966,

morto

também na ditadura por

não

querer deletar seu partido e por está lutando pelo seus direitos.

2
2

E, tendo consciência disso, por que um sujeito merece morrer apenas por ser humano? Por que o nosso

olhar

preconceituoso

 

precisa

determinar

o

sofrimento

do

outro

através de sua diferença, ou melhor,

da

sua

forma de

se manifestar no

mundo? Seria mais importante reconhecer como direito humano a

orientação

sexual e

a

iden

dade de

gênero e de condenar a violência e a

discriminação. Seria mais importante que cada um vivenciasse a sua individualidade e não a do outro. Isso sim realmente importa. Mais empoderamento, por favor! Aceitar é uma opção, respeitar é um dever.

"Tenho

direito

de

ser

igual

quando a diferença me inferioriza. Tenho direito de ser diferente quando a igualdade me descaracteriza”. (Boaventura de Souza Santos).

Organizar

a

luta

das mulheres nas escolas!

 

Nós,

mulheres,

somos

a

maioria nas escolas, 59,2% segundo o censo de 2013. No entanto, politicas

próprias

para

nós,

são

raras

e

em

alguns

casos

inexistentes.

Faltam

creches para as estudantes mães, nós somos as que mais sofrem com

assédio moral

e

sexual

dentro

da

escola,

sem

falar

da

falta

de

segurança que nos atinge de forma mais acentuada Resultado: não somos

apenas

as

que mais ingressam nas

escolas, mas

também as

que

mais

saem.

Diante

dessa

alarmante,

a

Ames-FSA convoca

a

todas

as

meninas

e

mulheres

a

construírem

conosco a nossa luta, com o

Movimento de Mulheres Olga Benário

na Bahia.

Queremos mais direitos e

uma sociedade que garanta direitos iguais entre os gêneros!

Viva Dandara! Viva Olga Benário! Viva Margarida! Viva as mulheres que lutam!

A

gente

não

quer só comida!

A

gente

quer

comida, diversão e arte!

A juventude brasileira grita por cultura, esporte e lazer. A cultura que move o mundo, também move a vida dos jovens hoje. Com um papel de revolucionar o cotidiano, a cultura e o esporte trazem disciplina, dedicação, comunicação, interação social entre outros aspectos na vida do jovem. Por reconhecer esse papel que nossa entidade AMES-FSA, luta para que na nossa cidade tenha muito mais cultura e esporte nas escolas, nas ruas e em todos os espaços que a juventude ocupar!

3
3