Você está na página 1de 2

05/04/2016

Behaviorismo­InfoEscola

Behaviorismo

Hádiversasteoriaspsicológicassobreocomportamentohumano.O‘internalismo’ postulaqueascausasdocomportamentoestãosediadasnointeriordohomem, seja em seu organismo ou em sua mente ­ nas memórias ou nas emoções. Skinner,aoproporobehaviorismoradical,opõe­seaestavisão,responsabilizando omeioambientepelacondutahumana,trilhandoassimcaminhosemelhanteaoda Cibernética.

O Behaviorismo – do termo inglês behaviour ou do americano behavior, significandoconduta,comportamento–éumconceitogeneralizadoqueengloba asmaisparadoxaisteoriassobreocomportamento,dentrodaPsicologia.Estas linhasdepensamentosótêmemcomumointeresseporestetemaeacertezade queépossívelcriarumaciênciaqueoestude,poissuasconcepçõessãoasmais divergentes, inclusive no que diz respeito ao significado da palavra ‘comportamento’. Os ramos principais desta teoria são o Behaviorismo MetodológicoeoBehaviorismoRadical.

Estateoriateveinícioem1913,comummanifestocriadoporJohnB.Watson–“A

Psicologiacomoumcomportamentistaavê".Neleoautordefendequeapsicologia nãodeveriaestudarprocessosinternosdamente,massimocomportamento,pois este é visível e, portanto, passível de observação por uma ciência positivista. NestaépocavigoravaomodelobehavioristadeS­R,ouseja,derespostaaum estímulo,motorgeradordocomportamentohumano.Watsonéconhecidocomoo pai do Behaviorismo Metodológico ou Clássico, que crê ser possível prever e controlartodaacondutahumana,combasenoestudodomeioemqueoindivíduo viveenasteoriasdorussoIvanPavlovsobreocondicionamento–aconhecida experiênciacomocachorro,quesalivaaovercomida,mastambémaomínimo sinal,somougestoquelembreachegadadesuarefeição.

Assim, qualquer modificação orgânica resultante de um estímulo do meio­ ambiente pode provocar as manifestações do comportamento, principalmente mudanças no sistema glandular e também no motor. Mas nem toda conduta individualpodeserdetectadaseguindo­seessemodeloteórico,daíageraçãode outras teses. Eduard C. Tolman propõe o Neobehaviorismo Mediacional ao

publicar,em1932,suaobraPurposivebehaviorinanimalandmen.Nasuateoria,

oorganismotrabalhacomomediadorentreoestímuloearesposta,ouseja,ele atravessa etapas que Tolman denomina de variáveis intervenientes ­ elos conectivosentreestímuloserespostas­,estassimconsideradasaçõesinternas, conhecidascomogestalt­sinais.

Estalinhadepensamentoconduzaumatesesobreosistemadeaprendizagem, apoiada sobre mapas cognitivos – interações estímulo­estímulo – gerados nos

05/04/2016

Behaviorismo­InfoEscola

mecanismoscerebrais.Assim,paracadagrupodeestímulosoindivíduoproduz umcomportamentodiferentee,decertaforma,previsível.Tolman,aocontrário deWatson,vale­sedosprocessosmentaisemsuaspesquisas,reestruturandoa linha mentalista através da simbologia comportamental. Ele via também no comportamentoumaintencionalidade,umobjetivoaseralcançado,comtraçosde uma intensa persistência na perseguição desta meta. Por estas características presentesemsuateoria,esteautoréconsiderado,portanto,umprecursorda PsicologiaCognitiva.

Skinner criou, na década de 40, o Behaviorismo Radical, como uma proposta filosóficasobreocomportamentodohomem.Elefoiradicalmentecontracausas internas,ouseja,mentais,paraexplicaracondutahumanaenegoutambéma realidade e a atuação dos elementos cognitivos, opondo­se à concepção de Watson, que só não estendia seus estudos aos fenômenos mentais pelas limitações da metodologia, não por eles serem irreais. Skinner recusa­se igualmenteacrernaexistênciadasvariáveismediacionaisdeTolman.Emresumo, eleacreditaqueoindivíduoéumserúnico,homogêneo,nãoumtodoconstituído decorpoemente.

O behaviorismo filosófico é uma teoria que se preocupa com o sentido dos pensamentos e das concepções, baseado na idéia de que estado mental e tendênciasdecomportamentosãoequivalentes,melhordizendo,asexposições dos modos de ser da mente humana é semelhante às descrições de padrões comportamentais.Estalinhateóricaanalisaascondiçõesintencionaisdamente, seguindoosprincípiosdeRyleeWittgenstein.Obehaviorismonãoocupamaisum espaçopredominantenaPsicologia,emboraaindasejaumtantoinfluentenesta esfera.OdesenvolvimentodasNeurociências,queajudaacompreendermelhor, hoje,oqueocorrenamentehumanaemseusprocessosinternos,aliadoàperda deprestígiodosestímuloscomocausasparaacondutahumana,esomadoàs críticasdeestudiososrenomadoscomoNoamChomsky,oqualalegaqueesta teorianãoésuficienteparaexplicarfenômenosdalinguagemedaaprendizagem, levamoBehaviorismoaperderespaçoentreasteoriaspsicológicasdominantes.

Arquivadoem:Psicologia