Você está na página 1de 9

Sub Raça Élfica - Elfo da Lua

Sub Raça Élfica - Elfo da Lua A mais comum das sub-raças élficas em Faerun são

A mais comum das sub-raças élficas em Faerun são os elfos da lua. Eles têm pele clara, por vezes levemente azulada, seus cabelos são prata, branco, preto ou preto azulados; as cores mais semelhantes às dos Humanos são um pouco raras de se ver. Seus olhos são azuis ou verdes, com manchas douradas. Entre os elfos de Faerûn, elfos da lua são os que melhor correspondem aos elfos do livro do jogador.

Elfos da lua preferem se vestir com roupas rústicas de cortes simples e que são, no entanto, bem feitas e requintadas. Eles enfeitam suas roupas com padrões de bordados, miçangas e enfeites semelhantes, preferindo as cores de terra para uso diário, tons que tornam mais fácil de esconder-se na folhagem. Em locais de segurança ou em tempos de folia, elfos da lua desfrutam de vestir-se em cores fortes - o mais colorido, melhor. O cabelo é usado em tranças ou rabos de cavalo, torcido com fitas ou contas. Elfos da lua às vezes usam pintura corporal ou tatuagens nos padrões místicos, embora não tanto quanto os elfos selvagens.

Elfos da lua têm expectativa de vida e categorias de idade definida para elfos no Livro do Jogador, porém são da altura dos humanos e por serem mais frágeis e esguios, são mais leves que eles.

Perspectiva: Elfos da lua são mais impulsivos do que os outros elfos, e não gostam de ficar no mesmo lugar por qualquer quantidade significativa de tempo. A maioria dos elfos da lua são mais felizes quando viajam, especialmente através da extensões de deserto inexplorados que ainda sobrevivem em Faerûn. Esta é provavelmente a grande única razão por que eles são muito mais simpáticos e acolhedores para com as outras raças do que muitos outros elfos. Eles não se isolam das terras humanas por trás defesas impenetráveis.

Elfos da lua que assistiram a humanidade por muito mais tempo do que os seus parentes do sol ou da floresta, e eles sabem que os não- elfos não são tão tolos e sem importância como a maioria dos outros elfos pensam. Eles sentem que envolvimentos promissores com reinos humanos, tais como Lua Argêntea, e incutir valores e culturas élficas nestas terras pequenas é uma maneira melhor para a raça élfica para sobreviver e prosperar do que se escondendo e evitando qualquer contato com humanos ambiciosos e mesquinhos.

Elfos da lua são atraídos para aventura através da pura sede por viagens. Eles desejam ver e fazer todo o possível durante a sua longa vida. Tal como os seus aliados Harpistas, elfos da lua acreditam que uma única pessoa de bom coração que se levanta a injustiça ou o mal pode fazer uma grande diferença. O típico elfo da lua aventureiro tende a ser um protetor errantes do povo comum, e não um mercenário matador de monstros.

Elfos da lua como personagens: Mais do que outros elfos, elfos da lua são atraídos para uma variedade de caminhos. Eles têm um grande amor pela música e se tornam excelentes bardos. Elfos da lua não possuem a necessidade de reverência para o Seldarine como os elfos do sol, nem o vínculo com a natureza dos elfos da floresta, mas clérigos e druidas não são incomuns entre a sub-raça. Elfos da lua muitos são guerreiros qualificados e tem pelo menos alguns níveis na classe de guerreiro, uma vez que há muito tempo constituíram o corpo dos exércitos dos elfos. Mas os elfos da lua preferem discrição sobre a força, e muitas vezes optam por se tornar rangers ou ladinos. Finalmente, como todos os elfos, elfos da lua estão cercados de magia, e um grande número deles escolhem o caminho dos magos.

Classe Favorecida : elfos da Lua compartilham uma afinidade natural para a magia arcana com os

Classe Favorecida: elfos da Lua compartilham uma afinidade natural para a magia arcana com os elfos do sol, embora tendam a ser mais impulsivo com suas magias. Ao contrário de seus parentes mais disciplinado, elfos da lua freqüentemente buscam dois ou mais caminhos, ao mesmo tempo, combinando o estudo de magia com as artes do swordmaster* ou o ladino. Sua classe favorecida é Mago.

Sociedade dos elfos da lua: Elfos da lua são espíritos nômadas que raramente se contentam com um lugar muito tempo. Eles vivem confortáveis entre os elfos sol e elfos da floresta, da mesma forma que vivem em áreas dominadas por humanos, halflings, ou mesmo gnomos. Suas casas tendem a ser simples, modestas e confortáveis.

Elfos da lua são muito menos solenes e sérios em seus caminhos e ações que os elfos do sol. Suas canções e poemas são mais leves e, muitas vezes muito engraçadas; tragédias têm o seu lugar, mas os elfos da lua preferem equilibrar as coisas tais com contos despreocupados e muitas vezes canções obscenas. Eles também desfrutam de uma ampla variedade de estilos de arte, incluindo

pinturas e esculturas. Elfos da lua gostam de jogos de fortuna ou azar. Beber, festejar, e diversão são todos uma parte forte de sua sociedade.

Um lado mais sério dos elfos da lua surge em momentos de dificuldade. Elfos da lua são tão hábeis com armas e magia como seus companheiros de raça, e não hesitam em agir se uma situação tem a violência como a unica solução. Mesmo na guerra, eles tentam encontrar esperança e humor, pois é durante estes tempos difíceis que leveza e alegria são mais valiosos.

Elfos da lua reúnem-se em bandos soltos, compostos por uma dúzia de grandes famílias. A liderança é democrática; todos do bando têm uma palavra a dizer em decisões importantes, embora as vozes de um ou dois dos chefes de família mais sábios e mais experientes tendem a levar o dia. Em tempos de perigo, o bando escolhe um ancião ou líder de guerra para levá-los através do perigo. Elfos da lua viajam lentamente e com freqüência, raramente permanecendo no mesmo lugar por mais de uma ou duas temporadas antes de prosseguir.

Relações com outras raças: Das sub-raças élficas, elfos da lua são os mais tolerantes com não-elfos. Eles viajam extensivamente, e um elfo da lua pode interagir com centenas de raças diferentes ao longo de sua vida. Elfos da lua encontram a diversidade de raças de Faerûn a ser intoxicante e sempre surpreendente, e eles valorizam particularmente os pensamentos de outras raças, porque muitas vezes pensar em coisas que nenhum elfo jamais consideraria. Esta abertura e disponibilidade para aceitar os seus próprios parentes, ironicamente, muitas vezes dão aos elfos da lua as melhores recepções.

Apesar de suas mentes abertas, elfos da lua têm pouca paciência ou interesse nos vários seres malignos, e orcs e gnolls possuem um desprezo particular. Evitam regiões onde tais culturas dominam, embora aventureiros elfos da lua muitas vezes se infiltram nessas áreas para espioná-los. Os elfos da lua compartilham com as outras subraças élficas o desprezo pelos drows.

Caracteristicas da raça:

(descritas no livro do jogador)

-Regiões: Terra dos vales, Encontro Eterno, Floresta alta, Lua argenta, Terras Centrais do Ocidente e elfo da lua.

-Idiomas: comum élfico e regional. -Idiomas adicionais: ditados pela região. -Classes favorecidas: Bardo, Mago, Ladino e Duelista. - Bônus de classe favorecida:

Bardo:

  • - No 1º nível, o elfo da lua é capaz de estender a duração da sua canção fascinar em 2 duas rodadas.

  • - No 5º nível, o elfo da lua adquire um familiar assim como um mago.

  • - No 10º nível,

o

elfo

da lua pode selecionar como uma de suas

canções a "Canção dos andarilhos (SM)". Esta canção pode afetar até 3 aliados e concede um bônus de + 3 metros de deslocamento e +2 de iniciativa enquanto o bardo sustentar a canção.

-No 16º nível, as canções do elfo da lua passam a ser capazes de tocar profundamente as mentes das pessoas com sua beleza e arte. Todos os alvos da musica "fascinar" do bardo deverão fazer um segundo teste de vontade, ou ficarão sob os efeitos da magia acalmar emoções, além disso os bardos elfos da lua são capazes de aplicar os efeitos de suas canções em qualquer besta magica ou dragão.

Mago:

-

A

partir do

1º nível,

o

elfo

da

lua recebe

+1

de bônus

de

inteligencia para calcular pontos de magia adicionais e CDs.

  • - No 1º nível, Caso um elfo da lua deseje se especializar em 2 escolas

de magia, ele só precisará abandonar 3 escola em vez de 4 como as

outras raças.

  • - No 7º nível, o elfo da lua recebe mais 1 familiar.

  • - No 12º nível, o elfo da lua recebe um talento metamagico adicional.

Ladino:

  • - No 6º nível, caso o elfo possua o talento fintar o elfo recebe a habilidade "Ringharf" que faz parte do antigo estilo de combate dos elfos da lua. Essa habilidade lhe permite fazer o teste de fintar usando a pericia atuação (dança) em vez do blefar, além de lhe conceder +1 de bônus de esquiva na C.A (contra o alvo) sempre que iniciar a manobra até o inicio de sua próxima rodada.

- No 8º o elfo pode selecionar como um de seus talentos ladinos a habilidade:

  • - Magia Maior (SM): Os ladinos elfos da lua são capazes de lançar

magias de 1 º nível da lista de magias de feiticeiro/mago, duas vezes por dia como uma habilidade similar à magia. O nível de conjurador dessa habilidade é igual ao nível do ladino. O ladino deve escolher 3 magias da lista para que estas sejam suas magias conhecidas, tendo escolhido as 3 magias o ladino não será capaz de altera-las A CD do teste de essa magia é 11 + modificador de Inteligência do ladino. O ladino deve ter uma inteligência de pelo menos 11 para selecionar

esta talento. Um ladino deve ter o talento ladino magia menor antes de escolher este talento.

  • - No 14º Nível: Os elfos da lua podem atingir um nível superior em

seu Ringharf, conhecido pelos elfos como "Fel'drifhard". Esse estilo coloca o elfo em uma postura onde onde seu antigo Ringharf se torna uma dança veloz e letal. O elfo pode ativar essa habilidade como uma alção livre, enquanto ativa, o elfo recebe + 4 de bônus de esquiva na C.A. Se um alvo errar o elfo enquanto estiver sob esse efeito, o elfo da lua pode realizar gratuitamente um teste de fintar contra o alvo, o alvo permanece sem sua destreza (para o elfo) até o final do próximo turno do elfo. Caso o inimigo seja atingido pelos golpes do elfo após esse efeito e caia inconsciente ou morto, o elfo é capaz de usar trespassar seu ataque contra outro alvo adjacente mas sem os danos do furtivo.

(habilidade restrita somente a elfos treinados por mestres elfos

[Mestre que os ensine, graduação máxima pericia dança]):

em

dança e

foco em

Duelista:

  • - No 1º nível o personagem recebe a pericia atuação (dança) como

uma pericia de classe.

  • - No 8º nível, o duelista pode utilizar sua pericia de atuação (dança)

nos testes resistidos de sua habilidade "Leitura de movimentos"

  • - No 12º nível, o duelista recebe a habilidade "Dançar das laminas" .

Com esse habilidade o personagem pode tentar desferir um ataque adicional sempre que atingir seu oponente com um golpe decisivo. Coso o personagem atinja seu oponente com um golpe decisivo, ele poderá realizar um teste de atuação (dança) contra o um CD= 5+ jogada de ataque do oponente, caso tenha sucesso o personagem é capaz de realizar um ataque extra com sua maior bba. O golpe adicional só pode ser realizado com armas leves.

  • - No 18º nível, o duelista é capaz de utilizar seus passos suáveis e ágeis para obter um melhor desempenho em sua movimentação de

combate. Como uma ação livre o personagem pode realizar uma jogada de pericia de atuação (dança) contra uma CD= 30. Sendo bem sucedido o personagem é capaz de utilizar duas vezes o seu passo de ajuste.

Elfos em Edrim

É dito que os elfos foram criados pela mesma divindade que criou as florestas e seus animais, uma entidade anciã de poder superior ao da Deusa Lua. Quando o planeta Edrim foi criado para conter aqueles que tinham um comportamento avesso ao que as divindades desejavam para suas criações e planetas, tal divindade também levou seus filhos transgressores para lá. Portanto, os elfos passaram

a habitar Edrim e por muito tempo guerrearam contra os humanos em uma história de dor e sangue. Dos conflitos e bençãos nascidos entre esses filhos transviados, três tipos de elfos passaram a existir em Edrim. Embora suas origens sejam basicamente as mesmas, as diferenças são grandes ...

Elfos de Cristal: São um poderoso clã élfico que vive nas florestas ao sul de Lontar. Os elfos de cristal são remanescentes da época da Grande Guerra que arrependeram-se de seus atos mas que continuaram a trilhar seus caminhos sozinhos. Preferem não trabalhar juntamente a humanos ou anões, mas sabem que o ódio cego por tais raças não deve ser cultivado. Eles mantêm os costumes de seu povo: vivem em meio as florestas e são amantes da natureza e, agora, da paz. Os elfos de cristal acreditam que apenas conseguirão manter seguras as coisas que amam se estiverem longe daquilo que os perturba. As feridas da Grande Guerra jamais se cicatrizaram nos corações deste povo, e eles tem grande dificuldade em confiar naqueles que não são como eles. Por essa razão são bastante militarizados e auto-suficientes. Entre os elfos de cristal estão alguns dos melhores arqueiros e rangers de Edrim, e este é o único povo que também nasce com a magia em seu sangue além dos einar.

Geralmente possuem os cabelos claros e olhos azuis ou verdes, e chegam a idade madura com cerca de 30 anos. Podem viver até 400 anos.

Elfos da Lua, ou "elfos corrompidos": os elfos da Lua são assim chamados por possuírem uma grande ligação com sua maior protetora, a Deusa Lua, que desistiu da ideia de criar o seu próprio povo ou suas próprias dimensões para cuidar daqueles que seus irmãos abandonaram no planeta esquecido. Os elfos da Lua são os elfos que se identificaram com os ideais do cavaleiro humano Soltivan e da princesa élfica Elyadre e os seguiram em uma vida de paz e harmonia com as outras raças após o término da Grande Guerra. Os elfos da lua misturaram-se bastante aos humanos e vivem em cidades normalmente, sendo que é dito que todo elfo da lua carrega um pouco de sangue humano dentro de si. Por isso, eles têm traços um pouco diferenciados dos elfos de cristal, e podem ser mais altos e mais robustos. Os elfos de cristal por muito tempo os chamaram de "elfos corrompidos". Embora tal apelido tenha sido desencorajado gradativamente em meio aos elfos de cristal, que procuram não seguir a trilha de ódio de seus antepassados, ele acabou se tornando uma alcunha comum até mesmo quando se procura ofender algum elfo. Os elfos da lua amam a Deusa e dentre eles estão alguns dos melhores clérigos de Edrim. Ela os abençoa e os patrocina pelo fato de a união entre elfos e humanos ter possibilitado a ela engendrar uma criação em meio aos caos de Edrim. Tal criação partiu do amor nascido entre as duas raças em conflito: surgiram os meio-elfos, seres até então inéditos em todo o universo. Os elfos da lua possuem cabelos de cores variadas e olhos

também. Atingem a maturidade um com cerca de 25 anos e podem viver de 200 a 280 anos.

Dokalfar ou elfos negros: Os dokalfar são os elfos que seguiram pelo caminho do ódio e não mais retornaram. Eles se identificaram com o Senhor das Sombras e por ele foram "abençoados" com escuridão. Os dokalfar odeiam os humanos e também os elfos de cristal e da lua, com quem dividem parentesco, mas odeiam mais ainda os meio- elfos: para eles, meio-elfos são símbolos da corrupção do sangue puro de um elfo, aberrações que jamais deveriam existir. Os dokalfar são cruéis e astutos. São odiados pelas outras raças, inclusive por orcs e outros povos predominantemente malignos, por sua arrogância e facilidade em trair. Por isso foram caçados com ferocidade depois da Grande Guerra. Passaram a se refugiar em florestas pantanosas, enquanto seus pequenos clãs foram ficando cada vez menores. O extermínio de muitos dokalfar quase fez a raça desaparecer, mas os remanescentes sonham com o levante do Senhor do Escuro e com o ressurgimento de novos dokalfar entre os elfos que forem fortes o bastante para admitirem seus reais desejos de dominação e superioridade.

Os dokalfar tem a pele negro-acinzentada e olhos sempre muito claros ou vermelhos. Seus cabelos são geralmente brancos. Eles atingem a maturidade por volta dos 30 anos e também podem viver cerca de 4 século.