Você está na página 1de 3

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA
INSTITUTO FEDERAL SUL-RIO-GRANDENSE
DIRETORIA DE ENSINO
COORDENADORIA DE PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO DE ENSINO

PLANO DE ENSINO

I – DADOS DE IDENTIFICAÇÃO
1.1 - Instituição: Instituto Federal Sul-Rio-Grandense - Campus Pelotas
1.2 - Área Profissional: Design
1.3 - Curso: Bacharelado em Design
1.4 - Professor: Ana Paula Freitas Margarites
1.5 - Disciplina: Design de Interface e IHC
1.6 - Vigência: a partir de 2014/1
1.7 - Período letivo: 5º semestre
1.8 - Carga horária semanal da disciplina: 2h/aula
1.9 - Carga horaria total: 30h
1.10 - Pré-requisito: 1.11 - Categoria: ( ) disciplina obrigatória (x) disciplina eletiva
II – EMENTA
A disciplina propõe a busca e a compreensão dos princípios e métodos da interação humanocomputador, relacionando as interfaces computacionais com os fatores humanos (cognitivos e
culturais). Estuda o processo de uso de sistemas computacionais com o objetivo de aplicar as
informações em desenvolvimento de novos sistemas de acordo com as necessidades dos
usuários.
III – OBJETIVOS DA DISCIPLINA
Ao final do semestre, o estudante deverá ser capaz de:
- Compreender os conceitos de interface, interação e interação humano-computador e suas
implicações no campo do design;
- Compreender a importância dos fatores humanos no desenvolvimento de interfaces;
- Elaborar e pôr em prática testes simples de usabilidade em ambiente desktop;
- Fazer projetos de websites levando em consideração os fatores humanos.
IV – CONTEÚDOS
UNIDADE I – Interface e Interação
1.1 O que é interface
1.2 O que é interação
1.3 A interface gráfica do usuário
1.4 Fundamentos da Interação Humano-Computador (IHC)
1.5 Multidisciplinaridade na IHC

Leitura e discussão de capítulos de livros.3 Usabilidade UNIDADE IV – Desenvolvimento de interfaces 4. .3 Design Centrado no Usuário UNIDADE III – O Usuário 3. terá direito a uma reavaliação em formato de prova valendo 10. . Arquitetura de Informação e Codificação de Interface. . tais como Mídias Digitais.0) Atividade 4: Aplicação de teste de usabilidade de interface (2. VIII – CRONOGRAMA DE ATIVIDADES Aula 1: Apresentação da disciplina e das propostas de trabalhos Aula 2: Seminário de Design Aula 3: Atividade 1: Avaliação heurística Aula 4: Atividade 1: Apresentações: avaliação heurística Aula 5: Leitura e discussão do capítulo 1 do Livro "Design de Interação" Aula 6: Técnicas de avaliação da experiência do usuário Aula 7: Atividade prática 2: avaliação de interface Aula 8: Atividade prática 2: redesign da interface de acordo com necessidades do usuário Aula 9: Atividade prática 2: redesign da interface de acordo com necessidades do usuário Aula 10: Apresentação da atividade prática 2 Aula 11: Interação sensível ao contexto: IHC para dispositivos móveis .2 Design Centrado na Tarefa 2. abordando todo o conteúdo estudado. VI – METODOLOGIA As aulas serão desenvolvidas a partir dos seguintes procedimentos: .Exibição de vídeos e apresentações multimídia.0. Tal reavaliação será realizada no final do semestre. O aluno que não atingir 60% da nota.1 Design Centrado no Sistema 2.Exposições orais e dialogadas.UNIDADE II – Perspectivas da Interação 2.1 Aspectos culturais e estéticos da IHC 3.2 Acessibilidade 3.Design responsivo e adaptativo .0) Atividade 2: Avaliação e redesign de interface (3.0) A nota total somará 10 pontos.2 Tendências nas interfaces com o uso de novos dispositivos V – ESTRATÉGIAS DE INTERDISCIPLINARIDADE (Relação com outras disciplinas) A disciplina de Design de Interface e IHC articula-se especialmente com outras das áreas de Design de Web e Design de Interfaces digitais. Tecnologias Digitais I e II.Desenvolvimento de exercícios e trabalhos práticos. VII – AVALIAÇÃO Atividade 1: Avaliação Heurística em dupla (1. Trabalhos entregues com atraso serão avaliados valendo 70% da nota total prevista e só poderão ser entregues uma com uma semana de atraso.1 Modelos para o processo de desenvolvimento de interfaces 4.0) Atividade 3: Conceito e design de interação do website (4.

Aula 11: Interação sensível ao contexto: IHC para dispositivos móveis . de Steve Krug Aula 18: Atividade 4: Testes de Usabilidade de Interfaces Aula 19: Atividade 4: Testes de Usabilidade de Interfaces: ajustes Aula 20: Atividade prática: Entregas. métodos e aplicações. Jakob. diagrama de fluxos e sitemap de website Aula 13: Atividade prática 3: wireframes de baixa fidelidade de website Aula 14: Atividade Prática 3: validação das etapas já desenvolvidas Aula 15: Atividade Prática 4: desenvolvimento dos wireframes de alta fidelidade Aula 16: Atividade Prática 4: desenvolvimento dos wireframes de alta fidelidade Aula 17: Leitura e discussão do capítulo 9 do livro "Não Me Faça Pensar". ed. Porto Alegre: Bookman. p. Design de Interação: Além da Interação Homem-Computador. Rio de Janeiro: Alta Books. Rio de Janeiro: Rocco. 2. Richard. 2005. Donald A. NORMAN. p. SHARP. Rio de Janeiro: Elsevier. Não me faça pensar: uma abordagem de bom senso à usabilidade na web. feedback IX – REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Básicas CYBIS. Ergonomia e usabilidade: conhecimentos. p. 2010. 171p. Complementares NIELSEN. Felipe. ROBBINS. ed. Sao Paulo: Novatec. 2007. Hoa. 2005. 2010. apresentações. Jennifer Niederst. 3. 271 p. Steve. MEMÓRIA. 2008. KRUG. c2002. Walter. Jennifer. BETIOL. Hellen. Usabilidade na web. FAUST. 1 ed. O design do dia-a-dia. Aprendendo web design: guia para iniciantes. 422 p. ROGERS. LORANGER. : il. Rio de Janeiro: ELSEVIER. X – ASSINATURAS: Professor Responsável pela disciplina Coordenador do Curso de Bacharelado em Design . Design para a internet: projetando a experiência perfeita. : il.Usabilidade em dispositivos móveis Aula 12: Atividade prática 3: conceito. Adriana Holtz. Yvonne. Porto Alegre: Bookman. PREECE.