Você está na página 1de 7
O que é releitura? A proposta dessa mostra é fazer um convite para se conhecer

O que é releitura?

A

proposta dessa mostra é fazer um convite para se conhecer obras de arte em profundidade

e,

ao mesmo tempo, usar ao máximo a criatividade individual ao tentar recriá-las.

Um exemplo disso aparece já nas imagens criadas para a página de abertura da mostra, produzidas pelos ilustradores que trabalham no portal. Eles sabem que “reler” uma obra é totalmente diferente de procurar apenas reproduzi-la, pois é preciso interpretar aquilo que se vê e usar a criatividade. Venha fazer isso você também!

É importante observar que, ao recriar uma obra, não é necessário empregar a mesma técnica

usada pelo artista. Na releitura de uma pintura, por exemplo, podemos nos valer de outras formas de expressão artística, como a escultura, a fotografia e a colagem.

O mais importante é tentar criar algo novo, sem negar a fonte que serviu de inspiração.

Uma proposta de releitura é também uma ótima oportunidade para estudar e analisar a obra do artista: o tema desse e de outros trabalhos seus, a técnica utilizada, a época em que viveu, detalhes de sua biografia, artistas que admirou, outros artistas de seu tempo

A releitura não é uma técnica aplicada apenas na educação escolar. Há um sem-fim de casos

de grandes pintores, escultores, poetas e músicos que a utilizaram para se aperfeiçoar, homenagear seus mestres ou mostrar sua preferência por alguma obra. Imitar os melhores e brincar com seu estilo, parodiar ou recriar seus trabalhos são atividades presentes na obra de qualquer artista.

No caso das artes, as atividades de releitura possuem um enorme valor educativo e, algumas vezes, geram resultados que se tornam conhecidos e redundam em sequências de obras, em diferentes tempos e estilos. Um bom exemplo disso é o quadro de Picasso inspirado no famoso Almoço na Relva, de Manet, que o fez relendo um quadro de Rafael que, por sua vez, havia recriado uma obra de arte da Roma Antiga.

Mesmo quando não chegam ao público, essas atividades fazem parte da formação de qualquer artista verdadeiro, que sabe que só se cria o novo a partir de uma boa assimilação do passado.

MOSTRA DE ARTE

Enfim, por trás de atividades de releitura de obras de arte de qualidade há uma ideia simples e sensata: ao imitar e reler criativamente os bons artistas, tornamo-nos melhores.

Colagem Você poderá fazer colagens sobrepondo e unindo vários materiais, que podem ser de texturas, cores e formas variadas.

No século XX, a colagem foi amplamente utilizada por vários artistas, como Braque, Picasso e Matisse. Essa técnica pode ser combinada com a pintura ou a fotografia (fotomontagem) ou ser composta apenas de recortes. Os materiais utilizados são ilimitados, como revistas, jornais, tecidos, folhas ou qualquer outro escolhido a critério do artista.

Você poderá utilizar papel, tesoura e cola ou o computador, trabalhando com camadas em um programa gráfico. Nesse caso, o desenvolvimento da colagem é o mesmo, mas sem a utilização de cola.

Esse processo de composição não se restringe às artes visuais. Ele também é utilizado na poesia e na música. O sampler é um recurso muito comum na música popular atual, que consiste na colagem de vários trechos de músicas ou sons, mudando seu contexto original.

trechos de músicas ou sons, mudando seu contexto original. HÖCH, Hannah. Grotesque . 1963. 1 colagem:

HÖCH, Hannah. Grotesque. 1963. 1 colagem: color.; 25 x 17cm.

Fotomontagem Você pode fazer fotomontagem trabalhando com a junção de fotografias ou sobrepondo-as sobre um desenho ou pintura para, em seguida, “refotografar”, formando uma nova composição. A fotomontagem mais tradicional trabalha com a composição de fotografias, podendo brincar com a perspectiva e o tamanho nas fotos.

MOSTRA DE ARTE

Com os avanços da tecnologia e o amplo acesso a um computador, é possível também fazer fotomontagem por meios digitais. Recortar uma figura e trabalhar sobre ela em qualquer programa de edição de fotos é algo muito fácil e que pode ser feito em qualquer computador.

muito fácil e que pode ser feito em qualquer computador. Shauna Kealy . T: +44 (0)7702

Shauna Kealy. T: +44 (0)7702 869 455.

Mosaico Você poderá criar um mosaico usando pedrinhas, pastilhas, papel ou plástico colorido cortado em pequenos pedaços. Para isso, basta determinar a superfície que será trabalhada — madeira, látex ou papelão, entre outras — e escolher um tema, como, por exemplo, formas geométricas.

Uma técnica muito fácil para ser aplicada na escola é feita com uma cartolina escura (que servirá de base), pedaços coloridos de papel (de seda ou celofane) e cola branca. Você precisará desenhar o motivo que será trabalhado com um lápis branco sobre a cartolina preta e, em seguida, colar os pedaços de papel com cola branca, colorindo e definindo a forma desejada. Para aumentar o efeito de mosaico, é interessante deixar à mostra parte do fundo escuro, pois ele fará o contorno das figuras.

Assim, colando e colando, você faz um lindo mosaico!

MOSTRA DE ARTE

MOSTRA DE ARTE Corel Stock Photos Mosaico Bizantino, Natividade (detalhe). Século XI. Monastério de Hosios Loukas,

Corel Stock Photos Mosaico Bizantino, Natividade (detalhe). Século XI. Monastério de Hosios Loukas, Daphni, Grécia.

Gravura Na técnica da gravura, a partir de uma matriz, podem-se produzir várias cópias de uma mesma obra. Os suportes mais utilizados para a produção da matriz são a madeira (xilogravura), o metal (ponta-seca, água-forte, etc.) e a pedra (litografia). No século XX, a serigrafia (feita de tecido, como a seda) se popularizou, passando a ser muito utilizada na Pop Art. Muitos artistas famosos utilizaram essa técnica, entre eles, Dürer, Rembrandt e Picasso. No Brasil, ela foi executada por Poty Lazzaroto, Iberê Camargo, Oswaldo Goeldi e Samico.

O entalhe sobre placas de isopor é uma atividade interessante para ser realizada na escola. Você precisará esculpir uma figura no isopor e retirar o excesso do material ao redor dela. Em seguida, passe tinta sobre a figura entalhada e “carimbe” uma folha de papel sulfite. Desse modo, a imagem que você criou será reproduzida.

Desse modo, a imagem que você criou será reproduzida. POSADA, José Guadalupe. Galeria del teatro infantil

POSADA, José Guadalupe. Galeria del teatro infantil

El casamiento frustrado. 1930. 1 gravura em metal: p/b; 13.3 x

8.8 cm. Fine Arts Museums of San Francisco.

MOSTRA DE ARTE

Foto de encenação Essa é uma atividade curiosa e muito interessante, que pode ser realizada de forma individual ou coletiva.

A ideia é recriar uma “tela viva”. Na verdade, essa técnica realiza a “teatralização” da obra examinada. É como se você entrasse em um quadro, fizesse o papel de uma escultura ou encenasse os versos de um poema ou a letra de uma música.

Essa atividade pode ser muito divertida! Atenção! O resultado deve ser fotografado para registro da cena.

O resultado deve ser fotografado para registro da cena. CÉZANNE , Paul. Dálias em um vaso

CÉZANNE, Paul. Dálias em um vaso de flores . Enciclopédia Delta

, Paul. Dálias em um vaso de flores . Enciclopédia Delta Juliana, Larissa, Lucas, Mariana, Shamir

Juliana, Larissa, Lucas, Mariana, Shamir e Tais. Foto de encenação. ETEC Vasco Antonio Venchiaruti São Paulo, SP Mostra de arte 2008.

MOSTRA DE ARTE

Pintura Consiste basicamente de dois elementos: tinta e um suporte. Durante a História da humanidade, esses dois elementos mudaram muito. Na Pré-História, por exemplo, a tinta era produzida com carvão, plantas e sangue de animais, e o suporte utilizado eram as rochas, especialmente no interior de cavernas. Até os dias de hoje, já foram inventadas tintas à base de água, óleo e ovos e utilizados os mais variados suportes, como a rocha, a madeira, o couro, o papel e o tecido.

Existe também uma diversidade enorme de modos de aplicação da tinta, como o uso de pincéis, das mãos, de espátulas e de sprays. Portanto, não existe um modo correto, mas vários.

Fonte: XXIV Bienal - Núcleo Educação - Francis Bacon. Disponível em: http://www1.uol.com.br/bienal/24bienal/edu/francis_bacon.htm. Acesso em: 02 mar. 2007.

Acesso em: 02 mar. 2007. BACON, Francis. Estudo para retrato . 1978. 1 óleo sobre

BACON, Francis. Estudo para retrato. 1978. 1 óleo sobre tela: color.; 35,5 x 30,5 cm. Coleção Musée National d'Arte.

Escultura e Modelagem Para fazer uma escultura ou modelar algo, é necessário barro, massa de modelar, areia, madeira, pedra, mármore ou metal. Essa técnica consiste em representar formas, figuras e relevos de maneira tridimensional, ou seja, com volume.

Nas praias, é muito comum encontrar esculturas de areia ou de materiais reciclados, como garrafas pet, papelão, vidros, etc. A modelagem com papel ou massa de biscuit resulta em lindos trabalhos.

Fonte: XXIV Bienal - Alberto Giacometti. Disponível em: http://www1.uol.com.br/bienal/24bienal/nuh/enuhgiacome03e.htm. Acesso em: 15 jan. 2007.

MOSTRA DE ARTE

MOSTRA DE ARTE GICOMET, Alberto. Mulher de Veneza . 1956. 1 Bronze: 120x17x35cm Coleção da futura

GICOMET, Alberto. Mulher de Veneza. 1956. 1 Bronze: 120x17x35cm Coleção da futura Fondation Alberto et Anette Giacometti, Paris.

Desenho Pode-se dizer, de forma simples, que o desenho é a representação de imagens por meio de traços, linhas e pontos. Pode ser feito com a utilização de lápis preto, carvão, lápis de cor, giz de cera ou outro material que marque uma superfície, geralmente papel.

O desenho pode ser artístico, técnico ou arquitetônico. Em nossa mostra, o artístico é que nos interessa. Ele é usado como base para outras técnicas artísticas, como a pintura e a gravura. Até mesmo para se fazer um mosaico é necessário um desenho prévio. A diferença é que, enquanto nas outras técnicas, o desenho é parte do processo, aqui, no desenho propriamente dito, ele é o motivo principal.

Corel Stock Photos

aqui, no desenho propriamente dito, ele é o motivo principal. Corel Stock Photos Toulouse-Lautrec. Mulher Dormindo

Toulouse-Lautrec. Mulher Dormindo.