Você está na página 1de 3

Os extintores foram criados para conter pequenos focos de incêndio,

principalmente em sua fase inicial. Existem vários tipo de extintores, cada um com
um agente extintor diferente que é utilizado para uma classe de incêndio em
específico. Para o estudo sobre eles é necessário, antes, conhecer as classes de
incêndio, sendo elas:

Classe A:
Incêndios que tem origem em materiais que queimam fácil e deixam resíduos. Um
exemplo desses materiais é a madeira, borracha, papel, entre outros. Nesta classe
de incêndios é recomendado o uso de extintor com carga e recarga de espuma ou
água.

Classe B:
Qualquer incêndio que tenha sido originado por produtos inflamáveis e que
queimam somente em sua superfície sem deixar resíduos são comsiderados de
classe B. Alguns exemplos destes produtos são: gasolina, óleos e tintas.

Classe C:
Está incluído nesta classe todo e qualquer incêndio que tiver eletricidade
envolvida, como motores, fios e transformadores. Não é recomendado o suo de
água nesse tipo de incêndio já que ela é boa condutora de eletricidade, podendo
até piorar a situação.

Classe D:
São pertencentes a esta classe os incêndios que ocorrem com materiais
pirofóricos, ou seja, que podem queimar na temperatura do ar. Alguns desses
materiais são: titânio, magnésio e lítio.

Para cada classe existem alguns tipos de extintores específicos, pois cada
um deles possui uma propriedade particular.

Extintor de Água Pressurizada

Deve ser usado em fogo de classe A. Para funcionar precisa somente da


abertura do registro para que o líquido extintor passe. A água age por
resfriamento e abafamento, dependendo da maneira como é aplicada.

Extintor de Água – Pressão Injetada

O uso é equivalente ao do extintor de água pressurizada, havendo apenas uma


diferença: a existência de um pequeno cilindro contendo gás propelente. O agente
propulsor é o gás carbônico. Para sua utilização é necessário abrir a válvula do
cilindro de gás, pegar a mangueira e o gatilho apertá-lo e direcionar à base do
fogo.

Extintor de Espuma Física


Esta espuma é obtida através de um processo mecânico de mistura entre ar e
água que são agentes espumíferos. A espuma física é adequada para incêndios de
classe B, que envolvem combustíveis ou outros líquidos inflamáveis.

Extintor de Espuma Química

É obtida através da reação química entre dois produtos que se misturam na altura
da sua utilização. Tem fraca eficiência e riscos associados ao armazenamento e
manuseio de produtos necessários à sua formação, por isso não é mais tão
utilizado.

Extintor de Pó Químico Seco

Indicado para incêndios de classe B, este extintor age por abafamento, podendo
ser utilizado também em incêndios de classe A e C. Tem como agente extintor o
bicarbonato de sódio ou de potássio, o agente propulsor pode ser o gás carbônico
ou hidrogênio. Apresenta-se de duas formas, a pressurizar e pressurizado. Ao
utiliza-lo é formada uma nuvem de pó sobre a chama que tem como objetivo
excluir o oxigênio; depois adicionados à nuvem, o gás carbônico e o vapor de água
devido à queima do pó.

Extintor de Pó Seco Especial

Age por abafamento e é indicado para incêndios de classe C, já que a água conduz
eletricidade, podendo aumentar o fogo. Pode ser utilizado também em produtos
químicos como magnésio e carbonato de potássio tendo em vista que a reação
entre a água e eles é ‘violenta’.

Extintor de Gás Carbônico

É recomendado em pequenos focos de incêndios classe C, isso por não ser


condutor de energia. Ao ser acionado, o gás é liberado formando uma nuvem que
abafa e resfria. O dióxido de carbono é um gás inativo e mais pesado que o ar e
tua por abafamento e em parte por arrefecimento. Tem a vantagem de não deixar
resíduos após sua utilização.

Extintor de Halon

O halon é um agente extintor bem sucedido no combate a incêndio em função de


suas propriedades enquanto gás relativamente limpo e eficaz em fogos das classes
B e C. Apesar de sua eficiência reconhecida, este produto encontra-se interditado
por razões ambientais. É comum utilizas dióxido de carbono como alternativa
ao halon, principalmente por tratar-se de um gás inerte. Os extintores a Halon
usam basicamente dois tipos de agentes extintores: Halon 1211 e Halon 1301.
http://www.bombeirosvoluntarios.com.br/

http://www.geocities.com/

http://www.cbm.ma.gov.br/

http://www.atividadesrodoviarias.pro.br/

http://www.fiocruz.br/

http://www.bombeirosemergencia.com.br/

http://www.alarme-seguranca.com/

http://www.sindiconet.com.br

http://www.bauru.unesp.br/