Você está na página 1de 6

1

TEMA: MARIA FOI MÃE


TEXTO BÍBLICO: Lucas 2.7
ICT: O texto apresenta Maria como sendo serva
obediente, mulher agraciada por Deus e mãe
presente na vida e no ministério de Jesus.
OBJ G.: Pastoral
OBJS E.: Despertar nos ouvintes a reflexão do
papel de serva, mulher e mãe que Maria foi e
aprender por meio de suas atitudes a servir a
Deus de todo o nosso coração.

INTRODUÇÃO
Maria deu vida ao amor de Deus por nós (João
3.16). Nenhuma outra mulher na bíblia foi tão
abençoada como Maria. Ela foi serva, mulher
agraciada e mãe presente na vida e no ministério
de Jesus.

O texto bíblico declara que Jesus foi seu filho


primogênito, isso significa que Maria teve mais
filhos, como encontramos em Marcos 6.1-6. Mas
não quero me ater na questão hermenêutica,
teológica ou eclesiástica da concepção de Maria
com natureza divina e não humana. A bíblia
declara sua atitude de mulher, serva e mãe e não
de um ser com natureza distinta de sua
humanidade como divina, que só encontramos na
Pessoa de Deus e de sua tríplice manifestação:
Pai, Filho e Espírito Santo.
2

Maria não pode ser co-autora da nossa fé, porque


o autor e consumador de nossa fé é Jesus
(Hebreus 12:2).

Maria não pode ser co-redentora, porque em


nenhum outro há salvação, porque também
debaixo do céu nenhum outro nome há, dado
entre os homens, pelo qual devamos ser salvos"
(Atos 4:12).

Maria não pode ser intercessora e mediatora,


porque há um só Deus, e um só Mediador entre
Deus e os homens, Jesus Cristo. (1Tm 2.5).
Maria não pode ser nossa advogada, porque
temos um Advogado para com o Pai, Jesus
Cristo, o justo. (1João 2:1)

Então só nos resta em ater naquilo que a Bíblia,


Palavra de Deus, nos revela sobre Maria.

A bíblia apresenta Maria da seguinte forma: ela


foi parente de Isabel (Lucas 1.36); esposa de
José; nora de Jacó do qual nasceu Jesus, o
chamado Cristo (Mateus 1.16). Em seu cântico
narrado no evangelho de Lucas 1.46-56 palavras
que expressão atitudes de uma mulher submissa,
comprometida e serva do Deus altíssimo,
caracteriza Maria como uma mulher distinta de
outras as outras e, em todas as gerações antes e
3

depois dela. Tornando a declaração do anjo


Gabriel uma verdade contundente "Não temas,
Maria; pois encontraste graça diante de Deus"
(Lucas 1.30).

Homenageamos hoje as mães, e tomamos como


base na Palavra de Deus uma mãe que como
tantas outras tem encontrado graça diante de
Deus por meio de Jesus nosso Salvador e
Senhor. Uma mãe que foi humilhada e
desprezada por está grávida antes de desposar-
se com seu noivo José e que poderia ter sido
morta por apedrejamento (Deuteronômio 22.22-
24). Uma mãe que passou por contrações
terrívies, montada no lombo de um jumentinho,
procurando um lugar para que pudesse dar a luz
ao filho de Deus por nós. Uma mãe que soube
como nenhuma outra, proteger seu filho das
ameaças do mal que dominava as mentes e os
corações dos poderosos (Mateus 2.16-18). Uma
mãe que lutou bravamente, foi guerreira, vibrou
com as vitórias de Jesus e chorou sua perda
copiosamente aos pés da cruz no monte Calvário.

Maria foi mãe, serva e mulher virtuosa. Exemplo


de determinação, persistência, garra, força e
coragem que nos encoraja a nunca desistir e
sempre esperar pela vitória que vem do nosso
Senhor e Salvador Jesus Cristo.
4

ESBOÇO
MARIA FOI MÃE...
... submissa e serva valorosa - Lucas 1.46-
1.46-55
Maria não se ensoberbeceu, não se achou a
melhor mulher do mundo ou se sentiu uma super-
estar, raiva, diva, ou heroína. Pelo contrário ela
sabia como ninguém o que aquelas Palavras do
anjo pesava sobre os seus ombros. Ela não podia
fraquejar, desistir ou desobeder. Ela
simplesmente não hesitou, ou contrariou a
vontade de seu Senhor e Rei, ela simplesmente
cumpriu aquilo que havia aprendido com o seu
Deus, e depois ensinar essa total integra e
submissão ao seu filho.

MARIA FOI MÃE...


... dedicada e fiel ao Senhor na vida de seu filho -
Lucas 2.21-
2.21-24

Logo que completou os oito dias de nascido e os


da purificação, José e Maria levaram o pequeno
Jesus até Jerusalém para ser apresentado ao
Senhor, conforme estava escrito na lei do Senhor:
todo primogênito será consagrado ao Senhor.
Mais uma prova contundente de que Maria teve
outros filhos e filhas. Porém, Jesus sendo
primogênito, como constava na Lei de Moisés
deveria ser consagrado ao Senhor.
5

Maria soube como nenhuma outra ensinar Jesus


a direção e o caminho a seguir. Ela que o ensino
as coisas de Deus. As histórias bíblicas do seu
povo e como Deus agia e se manifestava. Fico
imaginando Maria ensinando para Jesus as
primeiras letras, seu balbuciar, suas primeiras
palavras, seu carinho de mãe do filho de Deus.

Maria não transferiu sua responsabilidade de mãe


para nenhuma babá, secretária do lar ou para
igreja, escola, creche. Maria foi mãe fiel ao seu
Deus e educou Jesus nos caminhos do Senhor.

MARIA FOI MÃE...


... presente no ministério de Jesus

Estava ela ali presente com Jesus em seu


primeiro milagre nas bodas de Caná da Galiléia
(João 2.1-12). Instruindo seus seguidores a
obedecer e jamais duvidar das Palavras e de
seus ensinamentos. "fazei tudo quanto ele vos
disser". Ninguém hunamente conhecia mais
Jesus do que Maria. E ela estava ali exatamente
para orientar àqueles 12 homens que nunca
tinham tido nenhum contato com Jesus, a
reconhecer nele o PODER E AS MARAVILHAS
DE DEUS.
6

Outra presença de Maria no ministério de Jesus


foi quando ela tentou se aproximar de Jesus em
Cafarnaum, onde o mestre estava ensinando as
multidões que impediram de Maria e seus irmãos
de verem Jesus (Lucas 8.19-21). Aqui parece que
tanto Maria quanto seus irmãos entenderam sua
missão e permitiram que ele a cumprisse até o
final. È bem provável que Maria já estivesse
viúva, porque depois da Festa da Páscoa em
Jerusalém, não encontramos mais a menção da
vida de José com sua esposa e com seus filhos.

Outra presença marcante de Maria no ministério


de Jesus foi no ápice de sua paixão e morte. "Em
pé, junto à cruz de Jesus, estavam sua mãe, a
irmã de sua mãe, a mulher de Clopas, e Maria
Madalena" (João 19.25).

CONCLUSÃO
Maria esteve presente em todo tempo. Como
mãe submissa e serva do Deus altíssimo nos
encorajando a todo instante a exemplo de sua
atitude como mulher, mãe e serva a sermos
obedientes ao Senhor nosso Deus.