Você está na página 1de 110
Gestão Informática Aplicada e Tecnologia da Informação
Gestão Informática Aplicada e Tecnologia da Informação
Gestão Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Gestão

Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Federação das Indústrias do Estado do Espírito Santo – Findes

Marcos Guerra

Presidente

Senai – Departamento Regional do Espírito Santo

Flávio Sérgio Andrade Bertollo Diretor-gestor para Assuntos de Educação

Solange Maria Nunes Siqueira Diretora Regional

Yvana Miriam Pimentel Moreira Gerente do Departamento de Gestão Operacional

João Marcos Del Puppo Gerente Executivo de Educação e Tecnologia

Lúcia Helena Cunha Gerente do Departamento de Educação

Zilka Sulamita Teixeira de Aguillar Pacheco Gerente da Divisão de Educação Profissional

Equipe técnica

Angelica Terezinha Barbosa Conteudista

Tatyana Ferreira

Coordenação

Larissa Venuto Braga Revisão Pedagógica

Zenaide Grijó Denadai Apoio Pedagógico

Antônio Alves dos Santos Diagramação

Gestão Informática Aplicada e Tecnologia da Informação Versão 0 Vitória 2013
Gestão Informática Aplicada e Tecnologia da Informação Versão 0 Vitória 2013

Gestão

Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Versão 0

Vitória

2013

© 2013. Senai - Departamento Regional do Espírito Santo Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei nº 9.610, de 19/02/1998. É proibida a reprodução total ou parcial desta publicação, por quais- quer meios, sem autorização prévia do SENAI/ES.

Senai/ES Divisão de Educação Profissional - DEP

Ficha catalográfica elaborada pela Biblioteca do Senai-ES - Unidade Serra

Dados Internacionais de Catalogação-na-publicação (CIP)

S492i

SENAI. Departamento Regional do Espírito Santo. Informática Aplicada a Tecnologia da Informação / Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, Departamento Regional do Espírito Santo. - Vitória : SENAI, 2013. 110 p. : il.

Inclui bibliografia

1. Computador - componentes. 2. Sistemas Operacionais. 3. Microsoft Officce. 4. Fundamentos da Tecnologia. 5. Informação Empresarial. I. Título.

CDU: 004

Senai-ES - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

Departamento Regional do Espírito Santo Av. Nossa Senhora da Penha, 2053 Ed. Findes - 7º andar CEP: 29056-913 - Vitória - ES Tel: (27) 3334-5600 - http://www.es.senai.br

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Apresentação

A busca por alinhamento às determinações legais deve ser uma cons- tante de todos os profissionais. Você, assim como a maioria das pessoas que deseja agregar valor ao currículo, acredita nessa ideia. Por isso, para apoiá-lo na permanente tarefa de se manter atualizado, o Senai-ES apre- senta este material, visando oferecer informações necessárias para que você se torne um profissional mais competitivo.

Todo o conteúdo foi elaborado por especialistas da área e pensado a partir de critérios que levam em conta textos com linguagem leve, gráfi- cos e ilustrações que facilitam o entendimento das informações, além de uma diagramação que privilegia a apresentação agradável ao olhar.

Como instituição parceira da indústria na formação de trabalhadores qualificados, o Senai-ES está atento às demandas do setor. A expecta- tiva é tornar acessíveis, por meio deste material, conceitos e informações necessárias ao desenvolvimento dos profissionais, cada vez mais cons- cientes dos padrões de produtividade e qualidade exigidos pelo mer- cado.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Sumário

Computador e seus Componentes

10

Sistema Operacional Windows

17

Microsoft Office

30

Tecnologia da Informação

86

Noções de EDI

92

Planejamento da Tecnologia da Informação

106

Referências Bibliográficas

110

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Introdução

A busca por especialização profissional é constante. Você, assim como a maioria das pessoas que deseja agregar valor ao currículo, acredita nessa idéia. Por isso, para apoiá-lo na permanente tarefa de se manter atuali- zado, o Senai-ES apresenta este material, visando oferecer as informa- ções que você precisa para ser um profissional competitivo.

Todo o conteúdo foi elaborado por especialistas da área e pensado a partir de critérios que levam em conta textos com linguagem leve, grá- ficos e ilustrações que facilitam o entendimento das informações, além de uma diagramação que privilegia a apresentação agradável ao olhar.

Como instituição parceira da indústria na formação de trabalhadores qualificados, o Senai-ES está atento às demandas do setor. A expecta- tiva é tornar acessíveis, por meio deste material, conceitos e informações necessárias ao desenvolvimento dos profissionais, cada vez mais cons- cientes dos padrões de produtividade e qualidade exigidos pelo mer- cado.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Computador e seus Componentes

O computador é uma máquina eletrônica que pode receber informa-

ções, processar, armazenar, executar, organizar, combinar etc. Tem como objetivo emitir uma resposta em curto espaço de tempo, desde que ele tenha sido programado para executar uma dessas operações.

Está cada vez mais presente em nossas vidas, seja por meio dos controles financeiros, como pagamentos e recebimentos on-line de nossas contas, compra de equipamentos, nas eleições, na comunicação social, teleno- velas, noticiários, enfim, em todos os momentos. Com o avanço da tec- nologia e o barateamento dos equipamentos à base de microeletrônica,

a cada dia temos mais informações, à nossa disposição, de diversas áreas do conhecimento, como por exemplo: meteorologia, política, ciências, finanças, artes, história, economia, educação etc.

Mesmo que a presença dos computadores esteja se tornando inevitá- vel, muitas pessoas ainda não sabem como utilizá-los e nem como esses funcionam.

Componentes de um computador

O computador é formado por duas partes fundamentais: hardware e sof-

tware.

Hardware

O hardware é a parte física do computador, aquilo que podemos tocar.

É constituído pelo processador, memória, dispositivos de entrada e saída (teclado, mouse, monitor etc.).

Processador

Também chamado de microprocessador, é o componente mais impor- tante do computador, pois ele é o responsável pela execução das tare- fas. Ao falarmos sobre o processador, podemos compará-lo ao cérebro humano, que tem como função principal controlar o nosso corpo.

O Processador também é chamado de Unidade Central de Processa- mento – UCP ou CPU, em inglês, Central Processing Unit.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações. Porta de entrada e saída Dispositivos de entrada e saída,

Porta de entrada e saída

Dispositivos de entrada e saída, também denominados I/O ou In/Out, são utilizados pelo computador para enviar e receber os dados. Entre os dispositivos de entrada e saída, os mais utilizados, citamos:

Teclado, mouse, impressora, pen drive, monitor, Kit multimídia (micro- fone, alto-falante, leitor e gravador de CD e câmera de vídeo), modem

(permite ligar o computador à Internet por meio de uma linha telefônica)

e scanner (utilizado para digitalização de imagens), entre outros.

(utilizado para digitalização de imagens), entre outros. Teclado Tela de vídeo e mouse Impressora A figura
(utilizado para digitalização de imagens), entre outros. Teclado Tela de vídeo e mouse Impressora A figura

Teclado

Tela de vídeo e mouse

de imagens), entre outros. Teclado Tela de vídeo e mouse Impressora A figura a seguir representa

Impressora

A figura a seguir representa o funcionamento básico de um microcom-

putador qualquer:

Entrada

Armazenamento

de um microcom- putador qualquer: Entrada Armazenamento CPU Memória Saída SENAI-ES • Informática Aplicada e
de um microcom- putador qualquer: Entrada Armazenamento CPU Memória Saída SENAI-ES • Informática Aplicada e

CPU

de um microcom- putador qualquer: Entrada Armazenamento CPU Memória Saída SENAI-ES • Informática Aplicada e

Memória

Saída
Saída

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Memória

As informações processadas no computador são armazenadas em dis- positivos chamados de memórias.

Memória RAM (Random Access Memory ou memória de acesso aleatório)

Os microcomputadores possuem uma memória de trabalho para efetuar

os cálculos, comparações, rascunhos e outras operações.

Essa é a principal memória do computador.

A informação armazenada nessa memória é apenas temporária. Para

manter o conteúdo, deverá “Salvar” o seu trabalho. Ao desligar o compu- tador, a informação que não foi salva é perdida.

Memória ROM (Read Only Memory)

Permite apenas a leitura das informações nela armazenadas.

Armazena os códigos básicos de operação do equipamento, suas rotinas de inicialização e autoteste que formam o sistema básico de entrada e saída (BIOS) da máquina.

Ao desligar o computador, as informações não são perdidas.

desligar o computador, as informações não são perdidas. O tamanho da memória limita o tipo de

O tamanho da memória limita o tipo de serviço que o computador pode

executar. Um computador é avaliado pelo processador e pela quanti- dade de memória que possui. A unidade de medida da memória é cha- mada de bytes.

A unidade de medida da memória é cha- mada de bytes. Unidades de armazenamento São usados

Unidades de armazenamento

São usados para armazenar as informações.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Disco rígido (HD - Hard Disk ou Winchester)

Os discos também são considerados dispositivos de entrada ou de saída e são utilizados para armazenar informações.

Se o computador for desligado, as informações que foram gravadas no disco estarão disponíveis quando o computador for novamente utili- zado, diferente da memória RAM, que perde as informações quando o computador é desligado. Aparece então a importância de gravarmos diariamente os trabalhos realizados, pois enquanto não salvarmos as informações com as quais estamos lidando, ficam armazenadas somente na memória RAM. O disco rígido normalmente é conhecido como uni- dade c.

Localiza-se dentro do gabinete, permite acesso rápido e armazenamento de grande quantidade de informações.

É importante lembrar que esses discos podem ser danificados por excesso de trepidação no local de instalação.

Devido aos desgastes naturais durante o funcionamento, é inevitável que ocorra uma avaria algum dia. Lembrando que é importante preve- nir-se quanto à perda das informações realizando “Cópias de segurança” (backup) dos arquivos periodicamente.

CD-ROM

Armazenamento de grandes volumes de informações (média 800MB).

Os drives de discos CD-ROM reproduzem CD’s de áudio.

Os drives de discos CD-ROM reproduzem CD’s de áudio. CD-R Um CD-R, do inglês Compact Disc

CD-R

Um CD-R, do inglês Compact Disc - Recordable, é um disco fino (1,2mm) de policarbonato utilizado para gravar músicas ou dados apenas uma única vez.

CD-RW

O Compact Disc ReWritable (CD-RW - Disco Compacto Regravável) é um

disco óptico regravável. Conhecido como CD-Erasable (CD-E) durante o desenvolvimento, o CD-RW foi introduzido em 1997.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Pen drive

Dispositivo de armazenamento constituído por uma memória flash; tem uma ligação USB tipo A, permitindo a sua conexão a uma porta USB de um computador.

DVD

a sua conexão a uma porta USB de um computador. DVD É a abreviação de Digital

É a abreviação de Digital Video Disc ou Digital Versatile Disc, em portu- guês, Disco Digital de Vídeo ou Disco Digital Versátil. Contém infor- mações digitais; tem maior capacidade de armazenamento que o CD, devido a uma tecnologia óptica superior, além de padrões melhorados de compressão de dados. O DVD foi criado no ano de 1995.

de compressão de dados. O DVD foi criado no ano de 1995. Unidades de medidas A

Unidades de medidas

A menor unidade para representação de informações em um computa- dor é o BIT, que corresponde a uma única representação Ligado/Desli- gado, como um interruptor.

Um conjunto de 8 bits compõe 1 byte que representa 1 caráter.

1 bit

0

ou 1

1 Byte

8

bits

KByte

1.024

Bytes

MByte

1.024

KBytes

GByte

1.024

MBytes

Software

É a parte lógica do computador; são os programas, responsáveis pelo

seu funcionamento. É representado basicamente pelos programas, que podem ser classificados em duas classes, pelo sistema operacional e pelos aplicativos.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Podemos dividir os softwares em:

Sistemas operacionais

Exemplo: Windows 98, Windows XP, Linux, Unix etc.

Linguagens de programação

Exemplo: Visual basic, Delphi, Visual C etc.

Aplicativos

São os editores de texto.

Exemplo: Word, WordPad, Bloco de notas etc.

Planilhas eletrônicas ou planilhas de cálculo

Exemplo: Excel, Lotus etc.

Editores gráficos

Exemplo: Corel Draw, Photoshop etc.

Sistemas gerenciadores de bancos de dados

Exemplo: Access, MySQL etc.

Antivírus

Exemplo: Norton antivírus, McAffee, Panda etc.

Vírus eletrônico de computador

Um vírus eletrônico é um programa ou fragmento de programa que se instala no computador, sem que o usuário perceba. Normalmente, atua apagando o conteúdo dos discos, formatando-os, misturando arquivos e trocando o valor dos símbolos.

As formas de “contágio” mais comuns são:

Execução de programas piratas, principalmente jogos;

Abertura de arquivos anexos aos e-mails.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Para detectar e eliminar os vírus, utilizamos um utilitário chamado “Anti- vírus”, conforme já citado.

Para evitá-los, siga os passos abaixo:

Não utilize programas piratas (que são ilegais);

Sempre que for instalar um programa novo, pesquise antes a existência de vírus, e, se for o caso, remova-o;

Faça sempre cópias de segurança (backup) de seus arquivos, para ter como recuperá-los em caso de ataque de vírus ou de danos ao disco;

Controle seu sistema quanto ao uso por pessoas estranhas ou não autorizadas;

Sempre verifique seu sistema logo após terem sido efetuadas apresentações de novos softwares, ou após a intervenção do pes- soal da assistência técnica;

Nunca abra arquivos anexos aos e-mails, principalmente, quando o remetente for desconhecido;

Mantenha seu antivírus sempre atualizado.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Sistema Operacional Windows

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

O Windows XP é o sistema operacional responsável pelo gerenciamento

de hardware e software do computador que utiliza uma plataforma grá- fica, um ambiente que permite uma maior interatividade com o usuário.

O Windows é carregado quando ligamos o computador. Apresenta, ao

final do processo, sua tela inicial chamada de “Área de trabalho”, onde estão disponibilizados os seguintes recursos:

Ícones

São atalhos que possibilitam um acesso mais rápido para os recursos e programas disponíveis.

Barra de tarefas

É a principal barra e aparece na parte inferior da tela principal. É com- posta por Menus e submenus que permitem o acesso rápido aos pro- gramas e recursos disponíveis. Nela ficam visíveis todos os programas que estão em uso. No lado direito, normalmente, visualiza-se o relógio

e alguns botões de comando (programas que são configurados para

serem carregados com o sistema). No lado esquerdo, temos o botão “Ini- ciar”.

sistema). No lado esquerdo, temos o botão “Ini- ciar”. Botão “Iniciar” É o principal elemento da

Botão “Iniciar”

É o principal elemento da interface inicial do sistema operacional sendo

a porta de entrada do Windows XP. Quando acionado, exibe um Menu vertical com as seguintes opções:

“Todos os programas”

Agrupa os atalhos para os programas disponíveis.

“Documentos recentes”

Exibe uma lista com atalhos para os arquivos utilizados recentemente.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

“Pesquisar”

Permite a localização rápida de arquivos ou pastas etc.

“Ajuda e suporte”

Oferece o acesso e suporte a toda a documentação do Windows.

“Executar”

Abre uma caixa de diálogo na qual pode ser digitado qualquer comando válido do DOS. Essa opção é normalmente utilizada por técnicos ou usu- ários do antigo sistema operacional DOS.

“Fazer logoff”

Utilizado para sair do perfil do usuário atual.

“Desligar”

Utilizado para desligar corretamente o computador, mantendo os regis- tros do Windows XP atualizados. Ao clicar na opção “Desligar”, é exibida uma caixa de diálogo, solicitando confirmação se a máquina será “logoff”, desativada, reinicializada. Clique na opção desejada.

“Área de trabalho”

É a tela principal do Windows. Pode ser totalmente configurada pelo usuário (mudar plano de fundo, proteção de tela, criar atalhos para pro- gramas e ativar barras de tarefas).

Para alterar o “Plano de fundo”, “Proteção de tela”, “Aparência”, acessare- mos as “Propriedades de vídeo”:

Clique com o botão direito do mouse em qualquer local vazio da área de trabalho;

Clique em “Propriedades”;

Em seguida aparecerá a tela ao lado.

As opções mais usadas:

“Plano de fundo”

Permite selecionar o padrão ou papel de parede utilizado no fundo da área de trabalho.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

“Proteção de tela”

Permite selecionar a proteção de tela e o tempo de espera para ativação.

“Aparência”

Permite alterar as configurações da visualização das janelas, podendo alterar as cores, fontes, estilos etc.

Na área de trabalho estão localizados alguns ícones que podem ser cria- dos pelo usuário, conforme a sua necessidade. Normalmente, na confi- guração básica, temos os seguintes ícones:

“Meu computador”

Mostra todos os recursos disponíveis e seus conteúdos.

“Meus documentos”

Pasta que permite ao usuário guardar os seus documentos e ter um acesso mais rápido.

“Internet Explorer”

Atalho para abrir o navegador da Internet.

“Lixeira”

Pasta onde ficam armazenados os arquivos que foram excluídos.

“Ambiente de rede”

Permite visualizar todos os computadores que estão ligados em rede e fazem parte do seu grupo de trabalho.

Para acessar um programa através de um ícone:

Posicione o ponteiro do mouse sobre o ícone e dê um duplo clique (o Windows permite acessar mais de um programa ao mesmo tempo).

Ou, selecione o ícone e tecle “Enter”.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Criando atalhos

Na área de trabalho, clique com o botão direito num local vazio;

Clique em “Novo” e depois em “Atalho”;

Na janela “Criar atalho”, clique na opção “Procurar”, para localizar o programa (exe) para o qual deseja criar o atalho;

Clique em “Avançar”;

Em seguida, digite o nome que deseja dar ao atalho e clique em “Avançar”;

Por último, clique em “Concluir” para finalizar a operação.

clique em “Concluir” para finalizar a operação. Janelas Os programas dentro do Windows são exibidos

Janelas

Os programas dentro do Windows são exibidos através de janelas.

Elementos comuns de janelas:

Barra de título

Informa o nome do programa.

É através dela que podemos mover uma janela de um lugar para o outro.

dela que podemos mover uma janela de um lugar para o outro. SENAI-ES • Informática Aplicada

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Barra de menu

Exibe os comandos disponíveis do programa. Pode ser acessada através do mouse ou tecla de atalho (pressionando a tecla “Alt” + a letra que está sublinhada).

Borda da janela

Limita a área de trabalho. Pode ser redimensionada, posicionando o ponteiro do mouse até que assuma o formato de seta dupla e, com o botão pressionado, aumentar ou diminuir o seu tamanho.

Os botões de controle são:

Botão “Minimizar”

Localizado no lado superior direito da janela; serve para minimizar um programa em uso. Facilita o trabalho quando acessamos mais de um programa de uma vez, de forma a manter os mesmos abertos, porém sem ocupar o espaço visual de sua tela.

Botão “Maximizar”

ocupar o espaço visual de sua tela. Botão “Maximizar” Localizado ao lado do botão “Minimizar”; serve

Localizado ao lado do botão “Minimizar”; serve para redimensionar a janela do programa, de forma a ocupar todo o espaço da tela do monitor.

Botão “Restaurar”

Aparece alternando com o botão “Maximizar” e serve para restaurar o tamanho normal da janela em uso.

Botão “Fechar”

Encerra a execução de um programa. Localizado junto com os botões “Minimizar” e “Maximizar”.

“Painel de controle”

No “Painel de controle”, localizam-se as opções de configuração do Win- dows e dos hardwares existentes. Algumas opções só devem ser altera- das por usuários avançados que detenham profundos conhecimentos em informática (redes, mail/fax etc.), pois se mal utilizadas podem dani- ficar o sistema.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Para acessar: • Clique no Menu “Iniciar”; • Clique em “Configurações”; • Clique em “Painel

Para acessar:

Clique no Menu “Iniciar”;

Clique em “Configurações”;

Clique em “Painel de controle”.

Opções disponíveis:

“Adicionar novo hardware”

Utilizada para adicionar hardwares. No Windows XP, o hardware é auto- maticamente instalado.

“Adicionar ou remover programas”

Utilizada para instalar e remover programas.

“Data/hora” – Utilizada para atualizar a data e a hora do computador.

“Impressoras”

Utilizada para adicionar, compartilhar, configurar e remover impressoras.

“Mouse”

Utilizada para instalar e configurar o mouse.

“Teclado”

Utilizada para configurar o teclado.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

“Vídeo”

Utilizado para configurar as propriedades de vídeo.

“Windows Explorer”

Recurso utilizado para gerenciar os arquivos e as pastas. Através dele é feita a manutenção das informações contidas no HD, CD e outras for- mas de entrada de dados (gravadores de CD, Pen drive, DVD, HD externo, dentre outros).

Sua janela é formada por dois painéis, em que o lado esquerdo exibe toda a estrutura de pastas (organização do computador) e o lado direito exibe as subpastas e arquivos pertencentes à pasta selecionada no lado esquerdo.

Barra de títulos: Mostra o local atual de trabalho.

Endereço: Utilizada para ir diretamente ao local desejado dentro das pastas.

Barra de ferramentas: Utilizada como atalho para algumas tarefas.

Pastas: Exibe as unidades de disco e pastas.

tarefas. Pastas : Exibe as unidades de disco e pastas. Trabalhando com arquivos e pastas no

Trabalhando com arquivos e pastas no Windows Explorer

Para executar qualquer procedimento dentro do Explorer, é necessário que seja selecionado o objeto desejado. Quando selecionamos uma pasta, qualquer comando que executarmos afetará todo o seu con- teúdo, ou seja, o comando atingirá todo o conteúdo da pasta.

Os tipos de seleções permitidas no Explorer:

Individual: seleciona um objeto de cada vez, dando um clique simples com o mouse sobre o objeto desejado.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Em lista: seleciona vários objetos, sem intervalo entre eles, utilizando a tecla “Shift” e a seleção dos objetos com o mouse.

Aleatória: seleciona vários objetos, contendo intervalos entre eles, utili- zando a tecla “Ctrl” e a seleção dos objetos com o mouse.

Criando novas pastas

Podemos criar novas pastas de trabalho, utilizando o Menu “Arquivo” , opção “Novo”, item “Pasta”, para melhorar a organização dos arquivos no computador ou outras unidades de armazenamento.

Para criar pasta:

No Explorer, clique na unidade de armazenamento na qual você deseja criar a nova pasta;

No Menu “Arquivo”, aponte para “Novo” e, em seguida, clique em “Pasta”. A nova pasta aparece com um nome temporário;

Digite um nome para a nova pasta e, em seguida, pressione a tecla “Enter”.

Se você deseja criar uma subpasta dentro de uma pasta: selecione a pasta e, em seguida, siga as etapas para criar uma nova.

a pasta e, em seguida, siga as etapas para criar uma nova. Copiando arquivos ou pastas

Copiando arquivos ou pastas

No Explorer, você pode copiar um arquivo ou pasta de um disco para o outro, ou para o mesmo disco, da seguinte forma:

Selecione o arquivo ou pasta que deseja copiar;

No Menu “Editar”, clique em “Copiar”;

Abra a pasta ou disco onde deseja inserir a cópia;

No Menu “Editar”, clique em “Colar”.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Recortando/movendo arquivos ou pastas:

Abra o Explorer;

Selecione o arquivo ou pasta que deseja recortar/mover;

Selecione o ícone “Recortar” da Barra de ferramentas ou, no Menu “Editar”, selecione a opção “Recortar”;

Em seguida, posicione o cursor do mouse no local onde deseja que o arquivo ou pasta selecionada seja transferido;

Selecione o ícone “Colar” da Barra de ferramenta ou, no Menu “Editar”, selecione a opção “Colar”.

Observações:

Para selecionar uma pasta no painel esquerdo do Windows Explorer, clique na pasta.

Quando se arrasta um arquivo de uma pasta para outra dentro do mesmo disco, esse arquivo está sendo movido, a menos que a tecla “Ctrl” esteja pressionada.

Quando se arrasta o arquivo ou pasta de um disco para o outro, esse arquivo está sendo copiado.

Pode-se utilizar o botão direito do mouse como atalho para as tarefas mais comuns tais como: “Copiar”, “Mover”, “Criar atalho” ou “Cancelar” (caso o local de destino não seja o correto).

Renomeando arquivos ou pastas

Para renomear um arquivo é necessário que o mesmo seja selecionado. Há várias formas de renomear um arquivo:

Utilizando o Menu rápido: Clique com o botão direito sobre o arquivo ou pasta e selecione o comando “Renomear”. Digite o novo nome e, em seguida, pressione a tecla “Enter”;

Utilizando a opção “Renomear” do Menu “Arquivo”: No Menu “Arquivo”, clique em “Renomear”. Digite o novo nome e, em seguida, pressione a tecla “Enter”.

Observação:

Um nome de arquivo pode conter até 255 caracteres, incluindo espa- ços. Ele não pode conter qualquer um dos seguintes caracteres: \ / : * ? “ < > |

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Localizando arquivos ou pastas

O Windows oferece uma opção para facilitar a localização de um arquivo:.

Selecione no Menu “Iniciar”, a opção “Localizar” – “Arquivos ou Pastas”;

Selecione a guia “Nome e Local”;

Na caixa “Nome”, digite o nome do arquivo que deseja localizar;

Na caixa “Examinar”, indique o local que deseja fazer a pesquisa;

Marque a opção “Incluir subpastas”, para que a pesquisa seja efe- tuada nas subpastas também;

Em seguida, pressione o botão “Localizar agora”, para que a busca seja feita.

o botão “Localizar agora”, para que a busca seja feita. Excluindo arquivos ou pastas Para excluir

Excluindo arquivos ou pastas

Para excluir um arquivo que não será mais usado, selecione-o e pres- sione a tecla “Delete”, ou clique com o botão direito em cima do arquivo

e, no Menu escolha “Excluir”.

Lixeira

Quando excluímos um arquivo ou pasta, o mesmo é enviado para a “Lixeira”.

Enquanto o arquivo ou a pasta estiver na “Lixeira”, podemos recuperá-lo da seguinte forma:

Posicione o mouse sobre o arquivo ou a pasta que deseja restaurar.

Selecione o Menu “Arquivo”.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

 

Selecione a opção “Restaurar”.

O

arquivo ou a pasta voltará para a mesma localização anterior.

Paint

É

um programa de desenho do Windows que pode ser utilizado para criar

logotipos, logomarcas, organogramas, faixas, distração e brincadeiras.

 
 

Os elementos principais disponíveis no Paint são:

Caixa de Ferramentas

Função

 

Elipse

Cria elipses e circunferências.

 

Retângulo Arredondado

 

Cria retângulos com as bordas arredondadas.

Retângulo

Cria retângulos.

 

Polígono

 

Cria formas geométricas com formas livres e irregulares.

Linha

Cria linhas retas.

 

Curva

Cria linhas curvadas.

 

Spray

 

Usado para pichar partes da imagem.

Texto

Permite digitar textos. No Paint, o texto digitado é visto como um desenho, de forma que não temos os recursos de correção etc.

 

Lápis

 

Cria desenhos livres como um lápis normal.

Selecionar cor

 

Seleciona cor através da própria imagem.

Lupa

Amplia a imagem.

 

Apagador

Apaga pedaços da imagem.

 

Preencher em cor

Preenche com cores as formas.

 

Selecionar

 

Seleciona parte de uma imagem em retângulos.

Selecionar forma livre

 

Seleciona parte de uma imagem.

Estilos de ferramentas

 

Usada para escolher a configuração das ferramentas que vão ser utilizadas.

Caixa de cores

 

Utilizada para escolher cores de primeiro e segundo plano da tela.

Cores atuais

 

Local que identifica as cores atualmente usadas para primeiro e segundo plano.

Área de desenho

 

Local onde as imagens são criadas.

Barra de comando

Achou importante?

Local que permite acesso aos comandos de operação do Paint.

Faça aqui suas anotações.

 

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Os comandos mais utilizados são:

“Desfazer”: Desfaz operações erradas.

“Apagar”: Apaga uma imagem. Quando uma tela é limpa, ela permanece com a cor selecionada para o segundo plano.

“Salvar”: Grava o documento.

Para salvar um documento:

No Menu “Arquivo”, selecione a opção “Salvar como”;

Na caixa “Salvar em”, selecione a pasta onde deseja salvar seu arquivo;

Na caixa “Nome do arquivo”, digite o nome que deseja para o arquivo;

Clique no botão “Salvar” para gravar seu arquivo.

Como criar e salvar arquivos:

1. Na “Área de trabalho”, coloque os ícones do lado direito da tela.

2. Crie a seguinte estrutura de pastas, a partir da pasta “Meus docu- mentos”.

de pastas, a partir da pasta “Meus docu- mentos”. 3. No Paint, desenhe uma casa. Salve

3. No Paint, desenhe uma casa. Salve o documento dentro da pasta “Revisão”, com o nome “casa”.

4. Abra a pasta “Revisão” e renomeie o arquivo criado no exercício anterior para “Casa dos sonhos”.

5. Nas “Propriedades de vídeo”, altere:

Temas: Tema clássico do Windows;

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Área de trabalho: Mude o plano de fundo para “Amigo”;

Proteção de tela: Mude para “Letreiro digital” e escreva o seguinte:

“O nome do arquivo”. Formate de acordo com a sua preferência.

6. Nas propriedades da Barra de tarefas, altere para:

Ocultar relógio;

Ícones pequenos;

Sempre visível;

Menu clássico do Windows.

7. No Windows Explorer, exiba em detalhes e organize por nome.

8. Abra o desenho criado no exercício número 2. Acrescente uma estrela no céu.

Salve e feche o arquivo.

9. Exclua a pasta “Revisão”.

10. Abra a “Lixeira” e restaure a pasta “Revisão”.

11. Reorganize a área de trabalho e exiba o relógio na Barra de tarefas.

12. Utilizando o Windows Explorer, criar a seguinte estrutura de pastas:

o Windows Explorer, criar a seguinte estrutura de pastas: SENAI-ES • Informática Aplicada e Tecnologia da

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Microsoft Office

Microsoft Word 2003

Microsoft Word 2003 é um software de fácil operação que oferece muitos recursos para edição de textos.

Para abrir o Word 2003, siga os passos abaixo:

de textos. Para abrir o Word 2003, siga os passos abaixo: Microsoft O ce Programas Iniciar

Microsoft O ce

Programas Iniciar
Programas
Iniciar

Operações básicas

Microsoft Word

Devemos levar em consideração algumas regras durante a utilização do Word:

Acentuação

Para acentuar palavras, digite primeiro o acento e logo após a letra a ser acentuada.

Tecla “Enter”

Utilizada para inserir linhas e finalizar parágrafos.

Tecla “Delete”

Apaga os caracteres posicionados à direita do cursor.

Tecla “Backspace”

Apaga caracteres à esquerda do cursor.

Tecla “Home”

Posiciona o cursor no início da linha.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Tecla “End”

Posiciona o cursor no final da linha.

Tecla “Page Up”

Retorna ao início da página.

Tecla “Page Down”

Vai para o final da página.

Selecionando texto

Selecione um texto ou parte dele, quando desejar alterar a formatação, copiar ou apagar.

Para selecionar um texto, basta posicionar o cursor no início do texto a ser selecionado e arrastar o mouse até a posição desejada, como você verá a seguir.

Para selecionar:

Palavra – Selecione e depois dê um clique duplo sobre ela.

Linha – Selecione e depois dê um clique à esquerda da linha.

Parágrafo – Selecione e depois dê três cliques à esquerda do parágrafo.

Documento inteiro – Tecle Ctrl+t ou clique no Menu “Editar”, na opção “Selecionar tudo”.

Copiando texto

Selecione o texto que deseja copiar. Clique no Menu “Editar”, na opção “Copiar”.

Posicione o cursor no local onde deseja colar o texto. Clique no Menu “Editar”, na opção “Colar”, ou selecione o texto e utilize os botões da Barra de ferramentas “Padrão”.

Recortando/movendo texto

Selecione o texto que deseja mover. Clique no Menu “Editar”, na opção “Recortar”.

Posicione o cursor no local onde deseja colar o texto. Clique no Menu “Editar”, na opção “Colar”, ou selecione o texto e utilize os botões da Barra de ferramentas “Padrão”.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Localizando e substituindo palavras no texto

Clique no Menu “Editar”, na opção “Localizar ou substituir”.

Escolha a guia “Localizar ou substituir”.

Escreva a palavra que deseja encontrar em “Localizar” e, em “Substituir por”, escreva a palavra que irá substituir a original.

Clique em “Localizar próxima”.

Após localizar, clique em “Substituir”, ou “Substituir tudo”, ou “Localizar próxima”, de acordo com sua necessidade.

Salvando o documento

O texto deve ser salvo, para que não se perca o que foi digitado. Para isso, clique no Menu “Arquivo”, opção “Salvar” ou “Salvar como”, quando for a 1ª vez que o documento será gravado. A caixa de diálogo a seguir aparecerá na tela. É importante informar a pasta em que será salvo o documento (mostrada em “Salvar em”) e o nome do arquivo. Clique então no botão “Salvar”.

Quando se altera um documento já existente, deve-se clicar na opção “Salvar”.

Abrindo documento

Clique no Menu “Arquivo”, na opção “Abrir”, ou na Barra de ferramentas. Selecione a pasta e dê um duplo clique para abrir o arquivo.

Fechando documento

Após salvar o documento, clique em

direito da tela, ou clique no Menu “Arquivo”, opção “Fechar”.

tela, ou clique no Menu “Arquivo”, opção “Fechar”. localizado no lado superior Criando novo documento Para

localizado no lado superior

Criando novo documento

Para criar um novo documento, clique no Menu “Arquivo”, opção “Novo”, em que poderá escolher um modelo, ou clique na Barra de ferramentas, na opção para abrir um documento em branco.

Desfazendo ação

Qualquer ação (formatação, exclusão etc.) executada no documento,

pode ser desfeita de imediato, antes de salvá-lo. Para isso, clique em na Barra de ferramentas.

de salvá-lo. Para isso, clique em na Barra de ferramentas. SENAI-ES • Informática Aplicada e Tecnologia

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações. Imprimindo documento Para imprimir um documento, clique no Menu

Imprimindo documento

Para imprimir um documento, clique no Menu “Arquivo”, opção “Impri- mir”.

Nome: Selecione a impressora que será utilizada, caso exista mais de uma disponível.

Intervalo de páginas: Selecione as páginas que serão impressas, de acordo com as opções oferecidas.

Cópias: Insira o número de cópias das páginas que deseja imprimir.

Propriedades: Selecionar o tamanho do papel que será utilizado na impressão.

Importante:

O tamanho do papel deve ser o mesmo no “Configurar página” do documento do Word e nas configurações da impressora.

Formatação do documento

Ao iniciar a digitação de texto, devemos definir a formatação (tamanho do papel, tipo e tamanho de letra etc.).

Configurando página

Clique no Menu “Arquivo”, opção “Configurar página”.

Nessa opção, determinamos as margens, o tamanho do papel, orienta- ção da página, conforme as janelas abaixo:

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Formatando fonte Clique no Menu “Formatar”, na opção “Fonte”. Fonte: Escolha o tipo de letra.

Formatando fonte

Clique no Menu “Formatar”, na opção “Fonte”.

Fonte: Escolha o tipo de letra.

Estilo de fonte: Controle o estilo de letra (negrito, itálico e outros).

Tamanho: Controle o tamanho da fonte.

Sublinhado: Defina o tipo de sublinhado.

Cor: Defina a cor da fonte.

Efeitos: Aplique efeitos para complementar a aparência do texto.

Visualização: Visualize as alterações, antes de aplicá-las ao texto.

Veja a figura a seguir.

antes de aplicá-las ao texto. Veja a figura a seguir. SENAI-ES • Informática Aplicada e Tecnologia

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Formatando parágrafo

O Word traz como padrão o texto alinhado à esquerda da margem do

papel. Através da Barra de ferramentas “Formatação”, pode-se alterar o alinhamento do texto.

As opções oferecidas para alinhamento são:

Ícone

Tipo de alinhamento

Alinhar à Esquerda: Mantém o alinhamento somente do lado esquer- do da margem do papel.

Alinhar à Esquerda: Mantém o alinhamento somente do lado esquer- do da margem do papel.

Alinhar à Direita: Mantém o alinhamento à direita da margem do papel.

Alinhar à Direita: Mantém o alinhamento à direita da margem do papel.

Centralizar: Centraliza o texto em relação às margens.

Centralizar: Centraliza o texto em relação às margens.

Justificar: Alinha tanto à esquerda quanto à direita da margem do papel.

Justificar: Alinha tanto à esquerda quanto à direita da margem do papel.

No Menu “Formatar”, na opção “Parágrafos”, encontramos mais opções para formatar o texto.

Utilizar os recuos: Esquerdo, direito ou especial, para modificar o ajuste dos parágrafos.

É possível determinar os espaçamentos antes e depois de parágrafos e definir também o espaçamento entre linhas.

Veja figura a seguir.

também o espaçamento entre linhas. Veja figura a seguir. Recuo de parágrafo Podemos facilmente alterar as

Recuo de parágrafo

Podemos facilmente alterar as margens e os parágrafos de um texto através da “Régua”:

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Ícone

Tipo de marcador

M arcador 1: Movimenta a 1ª linha do parágrafo.

Marcador 1: Movimenta a 1ª linha do parágrafo.

Marcador 2: Movimenta da 2ª linha em diante do parágrafo.

Marcador 2: Movimenta da 2ª linha em diante do parágrafo.

Marcador 3: Movimenta todo o parágrafo selecionado para a direita ou para a esquerda; acompanha

Marcador 3: Movimenta todo o parágrafo selecionado para a direita ou para a esquerda; acompanha o Marcador 2.

Marcador 4: Movimenta todo o parágrafo para a direita do texto.

Marcador 4: Movimenta todo o parágrafo para a direita do texto.

Letra capitular

Recurso muito utilizado em livros, revistas e jornais. Para aplicar, sele- cione o parágrafo, no Menu “Formatar” à “Capitular”.

o parágrafo, no Menu “Formatar” à “Capitular”. As opções da caixa “Capitular” são: Posição:

As opções da caixa “Capitular” são:

Posição: Seleciona a opção de posição da letra capitular.

Fonte: Seleciona o tipo de fonte a ser aplicada na letra capitular.

Altura da letra: Determina quantas linhas do parágrafo a letra capitulada deverá ocupar para baixo.

Distância do texto: Determina a distância do texto em relação à letra.

Exibindo e configurando cabeçalho e rodapé

Um cabeçalho ou rodapé é um texto exibido no topo (cabeçalho) ou na base (rodapé) de todas as páginas do documento.

Para inserir ou editar o cabeçalho e o rodapé, clique no Menu “Exibir”, no comando “Cabeçalho e rodapé”. Quando essa opção for ativada, o cursor é posicionado na parte superior esquerda da folha, posição destinada a receber o cabeçalho.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

A Barra de ferramentas ao lado oferece alguns recursos como: Incluir

numeração automática da página, a data e a hora.

O botão “Alternar entre cabeçalho e rodapé” é muito útil para deslocar-se

rapidamente entre áreas de cabeçalho e rodapé.

þ Não esqueça que o conteúdo do cabeçalho e rodapé pode sofrer alte- rações na sua formatação.

e rodapé pode sofrer alte- rações na sua formatação. Usando bordas e sombreamento O texto que

Usando bordas e sombreamento

O texto que for receber uma borda e sombreamento deve ser selecio-

nado.

A caixa de bordas e sombreamento oferece as seguintes opções:

Guia de Bordas - Define as bordas em determinado local do texto;

Guia Bordas da Página - Define as bordas da página.;

Guia Sombreamento - Define o sombreamento das bordas utili- zadas.

- Define o sombreamento das bordas utili- zadas. SENAI-ES • Informática Aplicada e Tecnologia da
- Define o sombreamento das bordas utili- zadas. SENAI-ES • Informática Aplicada e Tecnologia da

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Usando marcadores e numeração Marcadores são recursos auxiliares utilizados para numerar ou destacar itens de

Usando marcadores e numeração

Marcadores são recursos auxiliares utilizados para numerar ou destacar itens de uma lista com sinais, símbolos ou desenhos.

A janela “Marcadores e numeração” oferece as seguintes opções:

“Com marcadores” - Define o tipo de marcador que deseja aplicar no texto.

“Numerada” - Define o tipo de numeração que deseja aplicar no texto.

“Vários níveis” - Define quantos níveis e estilo que deseja aplicar à nume- ração ou marcador no texto.

que deseja aplicar à nume- ração ou marcador no texto. Usando colunas Podemos criar um documento

Usando colunas

Podemos criar um documento com várias colunas da seguinte forma:

Selecione o texto.

No Menu “Formatar”, opção “Colunas”, defina a quantidade de colunas que deseja.

Clique em “OK”.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Opções:

Predefinidas - Define a quantidade e formato das colunas.

Números de colunas - Tem como função definir o número de colunas.

Largura e espaçamento - Define a largura e espaçamento das colunas.

Aplicar a - Define onde deseja aplicar as colunas.

Visualização - Mostra como está ficando seu texto.

Visualização - Mostra como está ficando seu texto. Inserindo figuras, desenhos e WordArt Podemos inserir

Inserindo figuras, desenhos e WordArt

Podemos inserir figuras do “Clip-art”, outros tipos de figuras, como fotos, desenhos e WordArt.

A figura é inserida no local onde o cursor estiver posicionado.

Opções:

Para inserir um “Clip-art”, selecione no Menu “Inserir” , o submenu “Figura” e a opção “Clip-art”.

Para inserir outro tipo de figura, selecione no Menu “Inserir” , o submenu “Figura” e a opção “Do Arquivo”.

Após inserir a figura no documento, podemos definir a formatação, determinando a disposição, layout etc. Para isso, clique com o botão direito, em cima da figura, e clique em “Formatar figura”, ou utilize a Barra de ferramentas “Figura”.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Para inserir desenho (Autoformas) e WordArt, utilize a Barra de ferramen- tas “Desenho”. Inserindo tabelas

Para inserir desenho (Autoformas) e WordArt, utilize a Barra de ferramen- tas “Desenho”.

e WordArt, utilize a Barra de ferramen- tas “Desenho”. Inserindo tabelas As tabelas são recursos que
e WordArt, utilize a Barra de ferramen- tas “Desenho”. Inserindo tabelas As tabelas são recursos que

Inserindo tabelas

As tabelas são recursos que permitem uma melhor organização do texto.

Para criar as tabelas, clique no Menu “Tabela”, opção “Inserir tabela”.

clique no Menu “Tabela”, opção “Inserir tabela”. Com a Barra de ferramentas de “Tabelas e bordas”,

Com a Barra de ferramentas de “Tabelas e bordas”, podemos determinar

as bordas, direção do texto, alinhamento etc.

determinar as bordas, direção do texto, alinhamento etc. Microsoft Excel 2003 O Excel é um aplicativo

Microsoft Excel 2003

O Excel é um aplicativo conhecido como planilha eletrônica ou de cál-

culos. Uma planilha é composta de linhas e colunas, em que podemos

trabalhar com os seguintes tipos de dados:

Texto - São os dados constituídos por letras, números e símbolos.

Numérico - São dados constituídos por números.

Fórmulas - São os conjuntos de operações criadas pelo usuário.

Data e Hora - São os dados em formato de data e hora.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Funções - São as funções do tipo: = soma ( ), = média( ), = máximo( ), = mínimo( ) e outras.

Para abrir o Excel 2003, siga os passos abaixo:

Iniciar à Programas à Microsoft à Excel

Ao entrar, é aberta a janela:

à Microsoft à Excel Ao entrar, é aberta a janela: Operações básicas Devemos levar em consideração

Operações básicas

Devemos levar em consideração alguns conceitos:

Planilha é uma grade com colunas e linhas.

Pasta de trabalho é o arquivo do Excel que é composto pelas planilhas (Plan 1, Plan 2, Plan 3).

A área de trabalho de uma planilha é gradeada por 65.536 linhas e 256

colunas nomeadas com as letras do alfabeto.

A inserção de uma linha com uma coluna é denominada “Célula”, onde

são armazenados os dados de uma planilha. Cada uma dessas células possui uma identificação que deverá ser informada em qualquer cálculo. Essa identificação é feita através da letra da coluna e o número de linha que chamamos de endereço, como por exemplo, A2.

Teclas de navegação - Movimentação dentro de uma planilha; é feita através do mouse, da ”Barra de rolagem” e de teclas de combinação:

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Seta direita

Desloca para célula à direita

Seta esquerda

Desloca para célula à esquerda

Seta para cima

Desloca para célula acima

Seta para baixo

Desloca para célula abaixo

Enter

Desloca para célula abaixo

TAB

Desloca para célula à direita

Tecla “Ctrl” + Seta direita

Última coluna da linha atual

Tecla “Ctrl” + Seta esquerda

Primeira coluna da linha atual

Tecla “Ctrl” + Seta inferior

Última linha da coluna atual

Tecla “Ctrl” + Seta superior

Primeira linha da coluna atual

Tecla “PgUp”

Move uma tela para cima

Tecla “PgDn”

Move uma tela para baixo

Tecla “Alt” + Tecla “PgUp”

Move uma tela para esquerda

Tecla “Alt”+ Tecla “PgDn”

Move uma tela para direita

Tecla “Ctrl”+“Home”

Desloca para a célula A1

Tecla de Função “F5”

Meio mais específico de movimentação feita pelo endereço da célula

Selecionando célula

Clique na célula que deseja selecionar.

Para selecionar um intervalo de células, utilize este apontador do mouse:

Clique na 1ª célula do intervalo que deseja selecionar, logo após segure e arraste até a última célula.

A seleção de células serve para informar ao Excel onde aplicar determi- nada ação.

Podemos selecionar células com o mouse:

Para selecionar uma célula, clique sobre ela.

Para selecionar uma área de células, posicione o apontador na primeira delas, pressione e arraste o mouse até que a área esteja destacada, ou cli- que sobre a primeira delas, mantenha pressionada a tecla “Shift” e clique sobre a última célula da área a ser selecionada.

Para selecionar uma linha de células, clique sobre o indicador daquela linha.

Para selecionar uma coluna de células, clique sobre o indicador daquela coluna.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Podemos selecionar células com o teclado:

Para selecionar uma célula, basta teclar uma das setas no teclado, movi- mentando o seletor até a célula desejada.

Para selecionar uma área de células, pressione e mantenha a tecla “Shift” pressionada, enquanto pressiona uma das setas de movimentação do seletor na direção desejada. É permitido também, dessa forma pressio- nar as teclas “Shift” e “Ctrl” ao mesmo tempo em que uma seta de movi- mentação, selecionando toda uma linha e/ou coluna preenchida.

Copiando célula

Selecione a célula que deseja copiar, clique no Menu “Editar”, opção “Copiar”. Clique na célula onde deseja colar, clique no Menu “Editar”, opção “Colar”.

Autopreenchimento

Esse recurso analisa o conteúdo de uma ou mais células selecionadas e faz uma cópia literal dos dados ou acrescenta uma sequência.

Para isso, selecione as células, posicione o apontador do mouse em cima da alça da seleção, de modo que o mesmo fique no formato. Clique, segure e arraste até a célula final da lista.

Recortando/movendo célula

Selecione a célula que deseja mover, clique no Menu “Editar”, opção “Recortar”. Clique na célula onde deseja colar. Clique no Menu “Editar”, opção “Colar”.

Ou, selecione a célula, utilize o apontador do mouse ao lado, clique, segure e arraste para a célula onde deseja colar.

Criando nova pasta de trabalho

Clique em “Arquivo”, opção “Novo”.

Abrindo documento

Para abrir um arquivo, clique no Menu “Arquivo”, opção “Abrir”.

Aparecerá a janela a seguir. Nela devemos ter atenção às seguintes opções:

Examine o primeiro passo. Selecione a pasta onde se encontra o arquivo a ser aberto.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Exemplo:

Se quiser abrir um documento do Excel, escolha a opção “Arquivos do Microsoft Excel”.

Veja figura a seguir:

“Arquivos do Microsoft Excel”. Veja figura a seguir: Salvando documento Clique no Menu “Arquivo”, opção

Salvando documento

Clique no Menu “Arquivo”, opção “Salvar” ou “Salvar como” (quando for a 1ª vez).

Quando for a 1ª vez, aparecerá a janela a seguir, a cujas opções seguintes devemos ter atenção:

Salvar em – Selecione a pasta onde deseja salvar o arquivo.

Nome do Arquivo – Escreva o nome do seu arquivo.

Salvar como tipo – Selecione o tipo do arquivo. No caso, pasta de traba- lho do Microsoft Excel.

do arquivo. No caso, pasta de traba- lho do Microsoft Excel. SENAI-ES • Informática Aplicada e

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Fechando documento

Após salvar o documento, “Fechar”.

Fechando documento Após salvar o documento, “Fechar”. Dimensionando colunas e linhas , ou clique no Menu

Dimensionando colunas e linhas

, ou clique no Menu “Arquivo”, opção

Podemos alterar a largura de uma ou mais colunas, ou a altura de uma ou mais linhas, manualmente (através do apontador do mouse no for- mato de seta de duas pontas) ou através dos Menus:

“Coluna”, submenu “Largura” e escolha uma das opções.

“Linha”, submenu “Altura” e escolha uma das opções.

Inserindo e excluindo colunas e linhas

Para inserir novas colunas e linhas, clique no Menu “Inserir”, opção “Linhas” ou “Colunas”, de acordo com o desejado.

Para excluir linhas e colunas, clique no Menu “Editar”, opção “Excluir”. Selecione a opção desejada e clique em “ok”.

Selecione a opção desejada e clique em “ok”. Renomeando planilha Podemos alterar o nome das planilhas,

Renomeando planilha

Podemos alterar o nome das planilhas, para facilitar a melhor identifica- ção do conteúdo. Exemplo, passo a passo, para nomear a “Plan1” como “Controle de vendas”:

Selecione a “Plan 1”;

Clique no Menu “Formatar”, submenu “Planilha”, opção “Reno- mear”;

Digite o nome desejado na alça da planilha que está destacada;

Tecle “Enter” ou clique em alguma célula.

Ou podemos alterar o nome dando um duplo clique com o mouse sobre a alça da planilha.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Movendo ou copiando planilha

Podemos mover ou copiar o conteúdo de uma planilha da seguinte forma:

Selecione a planilha que deseja copiar ou mover o conteúdo.

Selecione a planilha que deseja copiar ou mover o conteúdo. Clique no Menu “Editar”, opção “Mover”

Clique no Menu “Editar”, opção “Mover” ou “Copiar planilha”.

Aparece uma janela ao lado com as seguintes opções:

Para pasta - Selecione o local (pasta de trabalho) para onde deseja mover ou copiar o conteúdo da planilha.

Antes da planilha - Essa opção será utilizada, se a pasta “Destino” estiver aberta e minimizada. Caso isso aconteça, serão listados os nomes das planilhas na opção “Antes da planilha”. Clique sobre a que deverá ficar após a planilha que está sendo copiada.

Criar uma cópia - Selecione essa opção para criar uma cópia do conteúdo da planilha. Se não selecionar essa opção, o conteúdo da planilha origi- nal será movido para a planilha destino.

Inserindo dados

Para inserir dados numa célula, basta selecioná-la e digitar o texto.

Alterando o conteúdo de uma célula

Podemos alterar o conteúdo de uma célula de várias formas:

Com duplo clique - Dê um duplo clique sobre a célula e efetue a altera- ção desejada. Tecle “Enter” para concluir a operação.

Usando a tecla “F2” - Selecione a célula que deseja alterar, pressione a tecla “F2” e efetue a alteração desejada. Tecle “Enter” para concluir a operação.

Usando a “Borda de fórmulas”- Selecione a célula que deseja alterar, cli- que na “Barra de fórmulas” e efetue a alteração desejada. Tecle “Enter” para concluir a operação.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Autoconclusão

É o recurso existente no Excel que, a partir de determinados caracte-

res digitados, procura no restante da coluna algo que coincida e repete automaticamente esse conteúdo na célula. Se o dado for o mesmo, não precisa digitar novamente, basta teclar “Enter”.

Operadores Matemáticos

Os operadores matemáticos são a base para criarmos as fórmulas. Indi- cam o tipo de operação que será realizada.

São eles:

 
 

+

Adição

-

Subtração

/

Divisão

*

Multiplicação

%

Porcentagem

^

Potenciação

>

Maior

<

Menor

<>

Diferente

Exemplo:

Calcular o percentual de 15% da divisão da célula A3 pela célula P10.

=(A3/P10)*15%

Funções

O Excel oferece várias funções prontas para diversas áreas.

Exemplo:

Matemática e trigonometria: Arco Seno, Arco Cosseno, Tangente, Loga- ritmo.

Autossoma

=Soma (célula inicial: célula final)

É o recurso utilizado para calcular uma somatória de valores contínuos.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Como proceder:

Clique na célula onde deseja que apareça o resultado da soma;

Clique em na Barra de ferramentas;

Clique, segure e arraste para selecionar as células que serão somadas;

Tecle “Enter”.

Média

O recurso utilizado para calcular a média de valores.

Como proceder:

Clique na célula onde deseja que apareça o resultado da média;

Digite = media ( );

Clique dentro dos parênteses da função escrita acima;

Selecione as células que deseja calcular a média;

Tecle “Enter”.

Se

É o recurso utilizado para representar uma situação ou um cálculo dife- rente para cada situação.

Como proceder:

Clique na célula onde deseja que apareça o resultado do SE;

Clique em

onde deseja que apareça o resultado do SE; • Clique em na Barra de ferramentas; •

na Barra de ferramentas;

Clique em “Lógica”, na “Categoria da função”, e em SE, no “Nome da função”;

Clique em “OK”;

Preencha os campos solicitados na próxima tela;

Clique em “OK”.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Formatando a planilha

Para melhorar a aparência da planilha, podemos formatar: fontes, bor- das, formato da célula etc. Para formatar a planilha, utilize a Barra de fer- ramentas ou a opção:

Formatar células:

Selecione a(s) célula(s) que deseja formatar;

Clique com o botão direito do mouse em cima da seleção;

Clique na opção “Formatar células”.

Ou

 

Selecione a(s) célula(s) que deseja formatar;

Clique no Menu “Formatar”, opção “Células”.

Ou

Selecione a(s) célula(s) que deseja formatar;

Utilize as Barras de ferramentas.

Gráficos

O Excel possui uma grande variedade de tipos de gráficos que podem representar os dados em duas e três dimensões.

Para criar o gráfico:

Selecione a área da planilha que deverá ser representada em forma de gráfico;

Na Barra de ferramentas, clique no “Assistente de gráfico”;

Siga o passo a passo das janelas, escolhendo todas as opções dis- poníveis, configurando o gráfico da melhor forma para represen- tar os dados selecionados;

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Determine o tipo de gráfico e clique em “Avançar”.

• Determine o tipo de gráfico e clique em “Avançar”. • Determine os dados de origem

Determine os dados de origem do gráfico e clique em “Avançar”;

os dados de origem do gráfico e clique em “Avançar”; SENAI-ES • Informática Aplicada e Tecnologia

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Escolha as opções do gráfico (“Legenda”, “Título”, “Rótulos” etc.);

(“Legenda”, “Título”, “Rótulos” etc.); SENAI-ES • Informática Aplicada e Tecnologia da
(“Legenda”, “Título”, “Rótulos” etc.); SENAI-ES • Informática Aplicada e Tecnologia da
(“Legenda”, “Título”, “Rótulos” etc.); SENAI-ES • Informática Aplicada e Tecnologia da

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

• Clique em “Avançar”; • Selecione o local onde o gráfico deve ser posicionado; SENAI-ES
• Clique em “Avançar”; • Selecione o local onde o gráfico deve ser posicionado; SENAI-ES
• Clique em “Avançar”; • Selecione o local onde o gráfico deve ser posicionado; SENAI-ES

Clique em “Avançar”;

Selecione o local onde o gráfico deve ser posicionado;

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações. • O Excel criará o gráfico na nova planilha gráfico,

O Excel criará o gráfico na nova planilha gráfico, após clicar em “Concluir”.

na nova planilha gráfico, após clicar em “Concluir”. Impressão do gráfico: • Selecione a planilha de

Impressão do gráfico:

Selecione a planilha de gráfico que deseja imprimir;

No Menu “Arquivo”, clique em “Configurar página”;

Defina a orientação, dimensão, tamanho do papel, margens, grá- fico etc;

Visualize impressão;

Clique em “Imprimir”.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

PowerPoint É um software de fácil operação que oferece muitos recursos para edição de apresentações.

PowerPoint

É um software de fácil operação que oferece muitos recursos para edição de apresentações. Podemos criar transparências para retroprojetores, folhetos em geral, apresentações utilizando Datashow e slides de 35 mm.

As apresentações criadas no PowerPoint são formadas por sequências de slides que podem conter textos, figuras, Clip-arts e, até mesmo, seus próprios trabalhos criados no Word, Excel e em muitos outros softwares.

Para abrir o PowerPoint 2003, siga os passos:

Iniciar à Programas à Microsoft Office à Microsoft PowerPoint 2003

Executando o PowerPoint 2003

Ao iniciar o PowerPoint, será aberta uma janela onde aparecerão várias opções:

Abrir uma apresentação - Para abrir e alterar apresentações criadas ante- riormente, listando as apresentações utilizadas mais recentemente.

Novo(a) - Permite a criação de apresentações, utilizando um dos mode- los de estrutura disponíveis no PowerPoint, em branco ou com base em modelos prontos do próprio software.

Novo com base em apresentação existente - Irá iniciar uma apresentação em branco que utilizará as configurações padrões para texto e cores.

Novo com base em modelo - Tem como função abrir no PowerPoint novas apresentações, baseada em modelos gerais já preparados ou da Internet.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Apresentação do PowerPoint 2003

Após selecionar a opção “Novo(a) Apresentação em Branco” e clicar em “OK”, aparecerá a janela ao lado.

Selecione o layout (aparência) do slide e clique em “OK”.

Em seguida aparecerá a tela principal do PowerPoint:

Em seguida aparecerá a tela principal do PowerPoint: Barra de títulos É a barra onde são

Barra de títulos

É a barra onde são exibidos, que apresenta o nome do programa e o

nome do arquivo em uso. Quando um arquivo (ou apresentação) ainda não foi salvo, aparecerá na Barra de títulos o nome “Apresentação N”, em que N é um número em sequência, definido pelo próprio PowerPoint para organizar os arquivos.

Barra de menus

É a barra que apresenta todos os comandos do PowerPoint. Para abrir qualquer Menu, clique sobre o nome desejado.

Barra de ferramentas (Barra padrão, Barra de formatação etc.)

É formada por botões de atalhos que facilitam o acesso aos comandos mais utilizados nos Menus do PowerPoint.

Exemplo:

Abrir, Fechar, Salvar etc. Para saber os nomes dos botões, posicione o ponteiro do mouse em cima do botão desejado.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Área de trabalho

Local onde será desenvolvido todo o trabalho com o slide. A área de tra- balho do PowerPoint pode variar, de acordo com o modo de exibição.

Modos de exibição

Através desses botões, podemos alternar entre os diferentes modos de trabalho no PowerPoint, facilitando assim o desenvolvimento da apre- sentação.

Barra de ferramentas de desenhos

Através dos botões de atalho dessa barra, é possível criar diversos tipos de desenhos nos slides.

Barra de status

Exibe informações sobre os slides que estão sendo trabalhados.

Barra de rolagem

os slides que estão sendo trabalhados. Barra de rolagem Possibilita a navegação de um slide para

Possibilita a navegação de um slide para outro com os botões ; ou ainda com os botões pode-se rolar o texto no modo de tópicos.

com os botões pode-se rolar o texto no modo de tópicos. Estrutura de apresentação – Modelos

Estrutura de apresentação – Modelos

Podemos aplicar uma estrutura na apresentação a partir de modelos já existentes:

Clique no Menu “Formatar”, na opção “Aplicar estrutura”. Será aberta uma janela ao lado;

Selecione o modelo e clique em “Aplicar”.

ao lado; • Selecione o modelo e clique em “Aplicar”. SENAI-ES • Informática Aplicada e Tecnologia

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Salvando apresentação

A apresentação deve ser salva para que não se perca o que foi digitado.

Clique no Menu “Arquivo”, opção “Salvar como”, quando for a 1ª vez que

o documento será gravado; ou, quando alteramos um documento já existente, clique na opção “Salvar”.

É importante informar a pasta em que será salvo o documento (está

sendo mostrada em “Salvar em”), o nome do arquivo e o tipo para facili- tar a localização posterior.

Abrindo apresentação

Clique no Menu “Arquivo”, na opção “Abrir” ou, na Barra de ferramentas,

clique em

.
.

Selecione a pasta a examinar e dê um duplo clique para abrir o arquivo desejado.

Fechando apresentação

Após salvar o documento, clique em opção “Fechar”.

Desfazendo a ação

clique em opção “Fechar”. Desfazendo a ação ou clique no Menu “Arquivo”, Qualquer ação

ou clique no Menu “Arquivo”,

Qualquer ação (formatação, exclusão etc.) executada no documento pode ser desfeita de imediato, antes de salvá-lo. Para isso, clique em na Barra de ferramentas.

Imprimindo a apresentação

Com o PowerPoint, podemos imprimir nossas apresentações de diversas maneiras: em papel ou transparências para retroprojetores, em cores ou em preto e branco, em folhetos (mais de um slide por página).

Para imprimir um documento, clique no Menu “Arquivo”, opção “Impri- mir” ou dê um clique no Menu “Impressora”.

Cuidados que devemos tomar antes de enviar um documento para impressão (na janela de impressão):

Nome

Selecione a impressora que será utilizada, caso exista mais de uma dis- ponível.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Intervalo de impressão

Selecione os slides que serão impressos, de acordo com as opções ofe- recidas.

Cópias

Número de cópias das páginas que deseja imprimir.

Imprimir

Selecionar o que se deseja imprimir (slides, folhetos, anotações).

Você pode ainda escolher as opções:

“Ajustar ao tamanho do papel” - Tem como função ajustar a impressão ao tamanho de papel que está sendo utilizado.

“Slides com molduras” – Cria-se uma moldura ao imprimir os slides.

“Imprimir slides ocultos” - Caso existam slides desse tipo em sua apre- sentação.

“Imprimir para arquivo” - Gera um arquivo com o conteúdo que seria impresso.

Clique em “OK” para imprimir ou “Cancelar”, se desejar desistir da impres- são.

Usando o assistente de AutoConteúdo:

O assistente de AutoConteúdo oferece ideias e sugestões para a organização de sua apresentação;

Clique no Menu “Arquivo”, na opção “Novo”, e selecione a guia “Apresentações”;

Dê um duplo clique em “Assistente de AutoConteúdo.pwz”. Abrirá a janela ao lado;

O “Tipo de apresentação” seleciona o tipo de assunto que irá expor em sua apresentação (pessoal, projetos etc.);

A “Opção de material” seleciona como a apresentação será usada;

O “Estilo de apresentação” seleciona o tipo de material que será usado (apresentação em tela, transparência colorida ou preto e branco, slides) e como deseja imprimir (slides ou folheto);

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

“Opções de apresentação” - Fornece informações para o título da apresentação, autor etc;

“Concluir” - Conclui a montagem com as configurações escolhi- das para sua apresentação.

O PowerPoint cria uma apresentação conforme a seleção feita, em que deverão ser digitados somente os tópicos desejados.

em que deverão ser digitados somente os tópicos desejados. Modos de exibição No PowerPoint, é possível

Modos de exibição

No PowerPoint, é possível trabalhar em cinco modos diferentes. À medida que se altera o modo de trabalho, as Barras de ferramentas tam- bém se alteram, automaticamente, facilitando o desenvolvimento de sua apresentação.

Os modos de exibição são os seguintes:

Modo de Slides Apresentação de Slides Modo Modo de de Estrutura Anotações de Tópicos Modo
Modo de Slides
Apresentação de
Slides
Modo
Modo de
de Estrutura
Anotações
de Tópicos
Modo Classi cação
de Slides

“Modo de Slides”

Exibição normal da apresentação (em slides). Nesse modo, é exibido apenas um slide de cada vez, onde se podem, de uma maneira fácil e rápida, inserir textos, imagens, gráficos, planilhas e vários outros tipos de objetos. Para exibir sua apresentação nesse modo, clique no Menu, na opção “Slide”, ou clique no botão de atalho “Modo de Slides”.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

“Modo de Estrutura de Tópicos”

Utilizado quando é necessário trabalhar diretamente com os textos, pois facilita as alterações. Para exibir sua apresentação nesse modo, clique no Menu “Exibir”, na opção “Estrutura de tópicos”, ou clique no botão de atalho “Modo de Estrutura de Tópicos”.

“Modo de Classificação de Slides”

Exibe os slides lado a lado, permitindo a visualização de vários slides ao mesmo tempo, incluindo todos os seus recursos. Esse modo é muito utilizado, quando se deseja alterar a ordem de exibição dos slides, bem como aplicar efeitos de animação e outros. Para exibir sua apresentação nesse modo, clique no Menu “Exibir”, na opção “Classificação de slides”, ou clique no botão de atalho “Modo de Classificação de Slides”.

“Modo de Anotações”

Com ele é possível criar, abaixo do slide em uso, anotações para que o apresentador possa acompanhar melhor a exibição. Para exibir sua apre- sentação nesse modo, clique no Menu “Exibir”, na opção “Anotações”, ou clique no botão de atalho “Modo de Anotações”.

“Apresentação de Slides”

Clique nessa opção para iniciar a apresentação dos slides criados ou cli- que no Menu “Exibir”, na opção “Apresentação de slides”.

Criando uma nova apresentação

Para criar um novo documento, clique no Menu “Arquivo”, opção “Novo”, e selecione um modelo.

Ou

“Arquivo”, opção “Novo”, e selecione um modelo. Ou Clique na Barra de ferramentas, na opção para

Clique na Barra de ferramentas, na opção para em branco, de acordo com o layout selecionado.

Estrutura de apresentação – Modelos

abrir um documento

Podemos aplicar uma estrutura na apresentação, a partir de modelos já existentes:

Clique no Menu “Formatar”, na opção “Aplicar estrutura”. Será aberta a janela ao lado.

Selecione o modelo e clique em “Aplicar”.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações. Salvando apresentação A apresentação deve ser salva, para que não

Salvando apresentação

A apresentação deve ser salva, para que não se perca o que foi digitado.

Clique no Menu “Arquivo”, opção “Salvar como”, quando for a 1ª vez que

documento será gravado, ou, quando alteramos um documento já existente, clique na opção “Salvar”

o

.
.

É importante informar a pasta em que será salvo o documento. Está

sendo mostrada em “Salvar em”, o nome do arquivo e o tipo para facilitar

a localização posterior.

Abrindo apresentação

Clique no Menu “Arquivo”, na opção “Abrir”, ou na Barra de ferramentas,

clique em

opção “Abrir”, ou na Barra de ferramentas, clique em , tecla “Abrir”. Selecione a pasta a

, tecla “Abrir”.

Selecione a pasta a examinar e dê um duplo clique para abrir o arquivo desejado.

Fechando apresentação

para abrir o arquivo desejado. Fechando apresentação Após salvar o documento, clique em , tecla “Fechar”,

Após salvar o documento, clique em , tecla “Fechar”, ou clique no Menu, opção “Fechar”.

Desfazendo ação

Qualquer ação (formatação, exclusão etc.) executada no documento pode ser desfeita de imediato, antes de salvá-lo. Para isso, clique em tecla “Voltar” na Barra de ferramentas.

,
,

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Imprimindo a apresentação

Com o PowerPoint, podemos imprimir nossas apresentações de diversas maneiras: em papel ou transparências para retroprojetores. Em cores ou em preto e branco. Em folhetos (mais de um slide por página).

Para imprimir um documento, clique no Menu “Arquivo”, opção “Impri- mir” ou clique em .

Menu “Arquivo”, opção “Impri- mir” ou clique em . Cuidados que devemos tomar antes de enviar

Cuidados que devemos tomar antes de enviar um documento para impressão (na janela de impressão):

“Nome” – Essa opção seleciona a impressora que será utilizada, caso exista mais de uma disponível.

“Intervalo de impressão” – Irá selecionar os slides que serão impressos, de acordo com as opções oferecidas.

“Cópias” – Tem como objetivo identificar o número de cópias das pági- nas que deseja imprimir.

o número de cópias das pági- nas que deseja imprimir. “Imprimir” - Selecionar o que deseja

“Imprimir” - Selecionar o que deseja imprimir (slides, folhetos, anotações).

Outras opções:

“Ajustar ao tamanho do papel” – Para ajustar a impressão ao tamanho de papel que está sendo utilizado.

“Slides com molduras” – Para criar uma moldura ao imprimir os slides.

“Imprimir slides ocultos” – Caso existam slides desse tipo em sua apre- sentação.

“Imprimir para arquivo” – Gera-se um arquivo com o conteúdo que seria impresso.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Clique em “OK” para imprimir ou “Cancelar” se desejar desistir da impressão.

Usando o assistente de autoConteúdo

O assistente de autoConteúdo oferece ideias e sugestões para a organi- zação de sua apresentação.

Clique no Menu “Arquivo”, na opção “Novo”. Selecione a guia “Apresentações”.

Dê um duplo clique em “Assistente de AutoConteúdo.pwz”. Abrirá a janela ao lado.

“Tipo de apresentação” – Seleciona o tipo de assunto que irá expor em sua apresentação (pessoal, projetos

“Opção de material” – Seleciona como a apresentação será usada.

“Estilo de apresentação” – Seleciona o tipo de material que será usado (apresentação em tela, transparência colorida ou preto e branco, slides) e como deseja imprimir (slides ou folheto).

“Opções de apresentação” – Fornece informações para o título da apresentação, autor etc.

“Concluir” – Finalizar a montagem com as configurações escolhi- das para sua apresentação.

O PowerPoint cria uma apresentação conforme a seleção feita, em que deverão ser digitados somente os tópicos desejados.

em que deverão ser digitados somente os tópicos desejados. SENAI-ES • Informática Aplicada e Tecnologia da

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Inserindo novo slide:

Clique no Menu “Inserir”, na opção “Novo slide”;

Escolha o layout;

Clique em “OK”.

Alterando e formatando slides

Podemos alterar os formatos dos slides utilizando os recursos do Menu “Formatar”:

“Layout do slide” – Através dessa opção alteramos o layout do slide sele- cionado.

“Esquema de cores do slide” – Conjunto de cores que são utilizadas em uma apresentação de slide. É possível alterar o esquema de cores para um único slide ou criar um esquema para toda a sua apresentação.

“Segundo plano” – Permite alterar a aparência do segundo plano (fundo) dos slides. Para isso, basta clicar sobre a caixa de cores e escolher a cor desejada ou um dos estilos disponíveis.

“Aplicar estrutura” – Permite aplicar um modelo de estrutura a uma apre- sentação nova ou já existente. Esse modelo será aplicado a todos os sli- des da apresentação.

Inserindo caixa de texto

Para digitarmos texto, utilizaremos as caixas de texto.

Clique no Menu “Inserir”, opção “Caixa de texto”, ou através do botão de “Caixa de Texto” na Barra de ferramentas “Desenho”.

Digite o texto.

Observação:

Para apagar uma caixa de texto, basta selecioná-la e deletar.

Inserindo clip-art

Para inserir figuras no PowerPoint, basta seguir os passos abaixo:

Exiba o slide onde você deseja inserir uma figura;

Clique no Menu “Inserir”, submenu “Figuras”, na opção “Clip-art”.;

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Escolha a opção “Média Gallery”;

Aparecerá a caixa abaixo. Então Escolha “Coleção do Office”;

Clique nas pastas e aparecerão as figuras;

Escolha a figura e a arraste até a área de trabalho.

• Escolha a figura e a arraste até a área de trabalho. Posicionando figuras ou caixa

Posicionando figuras ou caixa de texto

Quando trabalhamos com figuras ou caixa de texto no PowerPoint, esses recursos são inseridos aleatoriamente na apresentação com as suas con- figurações padrão: tamanho, cor etc.

Podemos alterar o tamanho e a posição de uma figura ou caixa de texto:

Selecione a caixa de texto desejada;

Arraste para o local desejado;

Com a caixa de texto selecionada, altere o estilo e tamanho da letra.

Transição de slides

Antes de iniciar a apresentação, é necessário configurar os slides. Para isso, passe para o modo “Classificação de slides”, e selecione o primeiro slide.

Podemos modificar a aparência das apresentações através de várias opções:

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

No Menu “Apresentações”, na opção “Transição de slides” apare- cerá a caixa de diálogos “Transição de slides”, com as seguintes opções;

“Aplicar a transição de slides selecionada”, que mostra todos os efeitos que podem ser aplicados aos slides quando forem exibi- dos;

“Modificar transição”, onde se escolhe a “Velocidade da transição”, e o “Som”, que permite incluir sons na apresentação dos slides;

“Avançar slide” define a maneira como será exibida a apresenta- ção: manual ou automaticamente após o tempo definido.

Observação:

É interessante que você escolha e teste vários efeitos, para visualizar melhor os resultados.

Pronto, agora que já está tudo configurado é só exibir a apresentação, utilizando o modo “Apresentação de slides” no Menu “Exibir” , e ver os resultados.

de slides” no Menu “Exibir” , e ver os resultados. Inserindo efeitos de animação No Menu

Inserindo efeitos de animação

No Menu “Apresentações”, selecione a opção “Personalizar animação”.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Aparece a tela a seguir com opções de definição para a sua animação.

“Adicionar efeito” exibe uma lista com os tipos de efeito que podem ser aplicados.

“Início animação” – Permite definir a entrada da animação automatica- mente, após tempo de espera, ou pelo mouse.

“Ordem da animação” – Exibe a lista com os objetos do slide com anima- ção, na ordem que serão apresentados.

“Executar” – Permite visualizar como a apresentação está ficando com as configurações escolhidas.

Internet

está ficando com as configurações escolhidas. Internet A internet é uma rede mundial de computadores. Esses

A internet é uma rede mundial de computadores. Esses computadores são interligados através de linhas comuns de telefone, linhas de comu- nicação privada, cabos submarinos, canais de satélites e diversos outros meios de telecomunicação. Através dela, você pode acessar o mundo a partir do seu micro, sem sair de casa ou do escritório.

Você pode reservar um hotel nos Estados Unidos, consultar uma biblio- teca no Japão, visitar museus na Nova Zelândia, comprar livros e CD’s na França, verificar ações nas principais bolsas do mundo. E mais ainda, reservar passagens em agências de viagens, ler jornais de todo o Brasil, realizar negócios ou conversar com amigos em qualquer parte do pla- neta, só para começar.

Intranet – Atualmente as empresas compram e vendem na net.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Usamos navegadores web com o formato de acesso HTML. Por isso,

as empresas tiveram que migrar os dados de seus sistemas, como, por

exemplo, controle de estoque e vendas, para esse padrão.

Extranet é rede de intranets ligadas através de tecnologias da internet. É uma extensão privada de uma empresa, via sua intranet corporativa, que permite a seus clientes, parceiros e fornecedores estarem interagindo e fazendo negócios.

Hardwares mínimos envolvidos:

Microcomputador;

Linha telefônica;

Dispositivo de comunicação, como por exemplo, modem, cabo, antena.

Modem – Atua como dispositivo para transmitir dados entre computa-

dores por cabo, atuando como modelador do sinal enviado pelo micro e como demodulador do sinal enviado pela linha. Os modems transmitem

as informações em lotes de bits.

Provedor de acesso

É uma empresa autorizada junto às espinhas dorsais administrativas do canal internet que atua como administradora do acesso do usuário à rede.

Contrato do usuário com o provedor

O contrato normalmente é baseado no número de horas mínimas a

ser acessado. Atualmente, grande parte dos provedores cobra por um número ilimitado de horas de acesso, alguns são até gratuitos. O usuário,

ao contratar o serviço, recebe:

Um nome de identificação na rede, também conhecido por user- name;

Uma senha de acesso à rede, password, um endereço de localiza- ção na rede em e-mail.

Softwares de conexão

O sistema operacional Windows possui um suporte que permite a cone-

xão de micros entre si por telefone; suporte do Windows para conexão rede dial up, cujo objetivo é a montagem da conexão.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Software de navegação:

Produto

Internet Explorer

Netscape Navigator

Software de correio eletrônico

Produto

Outlook Express

Microsoft Outlook

Lotus Notes

Outros

Conceitos

Taxa de transmissão é a quantidade de dados que são transmitidos em um determinado espaço de tempo. É medida em bps - bits por segundo.

Unidades derivadas do BPS:

Kbps – Kilobits por segundo – 1000 bps.

Mbps – Megabits por segundo – 1000 Kbps.

Lembrete:

1 Byte – 8 bits, o que equivale a 1 caractere.

1 bit – Menor unidade de armazenamento de memória.

Unidades derivadas do Byte

1 KiloByte (KB) – 1000 Bytes

1 MegaByte (MG) – 1000 KB

1 GigaByte (GB) – 1000 MB

Endereços da internet:

Host – A máquina conectada à internet.

Endereço físico – Endereço MAC – Endereço do Host.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Endereço lógico – Endereço IP (binário de 32 bits separados em 4 octetos). Indica a rede e o Host. São representados na forma decimal: 200.255.18.5

e o Host. São representados na forma decimal: 200.255.18.5 DNS – Sistema de Nome de Domínio

DNS – Sistema de Nome de Domínio

Para facilitar o acesso às informações, foi criada uma representação alfa- numérica para os endereços IP’s, chamada URL. Essa correspondência entre a representação alfanumérica e IP é chamada sistema de nome de domínio, DNS. Esse sistema adota uma estrutura hierárquica.

País
País
Tipo de domínio (com, org, gov) Nome do domínio
Tipo de domínio
(com, org, gov)
Nome do domínio

Endereço URL: protocolo://rede.domínio.tipo.país

Exemplos:

Http://www.centroeste.com.br

Http://www.globo.com - Nesse caso o país não aparece, pois o domínio, registro do endereço, foi feito nos EUA.

Http://www.unb.br - Nesse caso não aparece o domínio, pois é de uma instituição educacional.

AGR – Empresas agrícolas, fazendas.

AM, FM – Empresas de radiodifusão sonora.

EDU – Entidades de ensino superior.

GOV – Entidades do governo federal.

IND – Indústrias.

TV – Entidades de radiodifusão de sons e imagens.

MIL – Forças armadas brasileiras.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

COM – Comércio em geral.

Principais meios de acesso

a) Linha telefônica analógica.

Usuário paga tanto pelo uso da Internet, quanto pelo uso da linha; utiliza modem com taxas de transmissão baixas (até 56 Kbps). Veja esquema abaixo:

Analógica Rede da Cia Telefônica - Analógica/Digital Modem Central Analógico Analógica/Digital Analógica
Analógica
Rede da Cia Telefônica -
Analógica/Digital
Modem
Central
Analógico
Analógica/Digital
Analógica
Central
Analógica/Digital
Modem
Analógico

b) LPCD (Linha telefônica digital ligada entre dois pontos) - Conectada 24 horas, em que o usuário paga pelo serviço. Esse é o tipo de linha utilizada no caso brasileiro, o padrão E1, com taxas de 2Mbps, utili- zados principalmente por empresas, e, no caso de usuários domés- ticos, podem ser fracionadas para 64 Kbps, 128 Kbps, 256 Kbps etc.

c) RDSI (DVI da Telemar), ADSL (Velox da Telemar), tecnologias de linhas digitais com taxas de transmissão que variam entre 128Kbps até 1.54 Mbps.

d) Cable modem - Tipo de comunicação feita por Cabo Coaxial (o mesmo da TV a cabo), possibilitando altas taxas de transmissão (entre 256 Kbps e 2 Mbps).

e) WDN são cabos submarinos com utilização de fibra ótica.

f) PLC (Power Line Comunications) é uma tecnologia capaz de transmi- tir sinais de dados e voz pela rede de distribuição de energia. Possui taxas elevadas que variam de 2,4 Mbps até 23 Mbps. De custo redu- zido, por isso está sendo chamado de Internet popular.

g) Wireless é um tipo de comunicação sem fio, que pode ser feita atra- vés de ondas de rádio, micro-ondas ou satélite. Exemplos:

WAP: Tecnologia via celular. Desvantagens como falta de segurança e velocidade baixa de transmissão.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

IrDA: Infravermelho. Não é utilizado para acesso à Internet, pois tem que ser entre dois pontos visuais (sem obstáculos). É utilizada para conexão de periféricos, como mouse, teclado e impressoras.

Bluetooth: Padrão de comunicação sem fio, de curto alcance e baixo custo, por meio de conexões de rádio.

GPRS (General Packet Radio Services): Baseia-se na transmissão sobre a rede GSM que usamos atualmente. Também conhecido como GSM-IP. Taxa de transmissão de até 115 Kbps.

Termos utilizados em tecnologias de internet

a) Hipertexto

Conjunto de informações na forma de textos, sons e imagens.

b) Cookies

Informação que um servidor web pode armazenar temporaria- mente junto a um browser. Exemplo: Comércio via internet (a lista das compras que você efetua fica armazenada temporariamente no browser do cliente).

c) Hyperlink

São palavras ou figuras que contêm links (ligações) para abrir pági- nas na Internet.

d) Página

Conjunto de informações referentes a uma pessoa física ou jurídica, disponíveis e que trafegam na Internet. São criadas em linguagens específicas, como HTML, ASP, Java e Flash.

e) Site

Conjunto de páginas que tratam de assuntos diferentes, referentes à pessoa física ou jurídica, que trafega na Internet.

f) Home Page

Página inicial de um site.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

g) Download

Ato de salvar um arquivo, que esteja disponível na Internet, na máquina do usuário.

h) Upload

Ato de enviar um arquivo do usuário para uma área da Internet.

i) Newsgroups

Grupo de notícias existentes na Internet para debates e discussões sobre assuntos específicos.

j) Acesso remoto

É o tipo de acesso em que o usuário não está fisicamente na máquina onde deseja trabalhar.

k) Blog

Diário eletrônico que as pessoas criam na Internet. O que distingue de sites pessoais é a maior facilidade de acesso e atualização. Essa Web Page é atualizada diariamente pelo seu autor, normalmente com registros em ordem cronológica inversa (o último lançamento aparecendo em primeiro lugar).

l) FAQ (Frequently Asked Questions)

São listas com perguntas e respostas comuns sobre determinado assunto, normalmente estão disponibilizadas em alguns sites da Internet.

m) Ensino a distância (EAD)

Forma de aprendizado em que as aulas são realizadas de forma não presencial, via Internet. No Brasil já existem cursos de Graduação e Pós-graduação lato sensu pela Internet.

n) E-commerce (Comércio Eletrônico)

É um tipo de comércio em que as transações comerciais são realiza-

das via Internet; podem ser B2B (Business to Business) ou B2C (Busi- ness to Consumer).

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

o) Medicina on-line

Entidades, como hospitais, realizam acompanhamento de pacien- tes, por videoconferência, e até fazem cirurgias utilizando os recur- sos e facilidades da Internet.

p) Justiça on-line

Órgãos, como tribunais, que realizam audiências via Internet, sem a necessidade do deslocamento das partes envolvidas.

Segurança da informação

Por ser uma tecnologia aberta, um dos maiores problemas da utilização da Internet é a falta de segurança no tráfego das informações. Alguns conceitos relacionados à segurança da Informação:

a) Vírus

Programa de execução não solicitada. Os tipos de vírus mais comuns são os vírus de arquivos, Boot, Stealth, mutante, Worm (enviados e enviando cópias de si mesmo através das redes e/ou correio ele- trônico), Trojan (também conhecidos como Cavalo de Troia, têm a forma de “jogos” ou “aplicativos” , enviados pelo correio eletrônico, que permitem que o invasor acesse os dados do computador infec- tado).

Os modos mais comuns de infecção são:

Abrir arquivos anexados aos e-mails;

Abrir arquivos do Word ou do Excel de fontes duvidosas;

Abrir arquivos armazenados em outros computadores, através de compartilhamento de recursos,

Instalar programas de procedência duvidosa ou desconhecida (Internet, disquetes, CD’s etc.).

b) Spam

Envio de informações não solicitadas por correio eletrônico.

c) Invasores

Os termos mais conhecidos para invasores são:

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

c.1) Hacker

Usuário não autorizado que invade redes em busca de conheci- mento ou para testar seus conhecimentos, mas não causa danos ao sistema. Tem conhecimentos elevados de computação e segurança, que utiliza para fins de diversão e emoção. Em geral, hackers não destroem dados, possuem código de ética e não buscam ganhos financeiros.

c.2) Cracker

A diferença para os hackers é que esses têm por objetivo causar danos aos sistemas invadidos.

Programas úteis na Internet

a) Software de conexão

Programa que permite realizar e criar a conexão à Internet. Exemplo:

Acesso à rede Dial-Up.

b) CHAT, ICQ, IRC

Programas que permitem realizar conversas on-line entre vários usuários e que permite a utilização de vídeo conferência.

c) Telnet

Programa que permite acesso remoto.

Exemplos: Putty.

d) Browser

Programa que permite abrir páginas e sites da Internet, localizar e pesquisar informações, efetuar download e ler e redigir mensagens de correio eletrônico.

Exemplos: Internet Explorer, Netscape Navigator.

e) Correio eletrônico

Para troca de e-mails e na Web para navegação em sites on-line. Esse serviço permite que o usuário possa enviar ou receber mensagens e informações pela rede.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Normalmente o endereço é confeccionado assim: usuário@prove- dor.domínio.país.

Exemplo: wagnerlituano@uol.com.br

WWW (World Wide Web)

Na WWW encontram-se os sites que são endereços conjuntos das pági- nas criadas por pessoas, empresas ou instituições com o intuito de infor- mar, entreter, realizar negócios, marketing etc.

Home Page é a porta de entrada de um site. As outras páginas do site são exploradas pelos links (chamadas) de outras páginas. A internet conta com vários mecanismos de busca que catalogam os sites e realizam pes- quisas na rede.

Fazendo uma conexão:

1. Dê um clique sobre o ícone usado para efetuar a sua conexão. Esta é a janela de controle da conexão, conforme Figura 1.

Esta é a janela de controle da conexão, conforme Figura 1. Janela inicial de conexão Dial-Up

Janela inicial de conexão Dial-Up

Para você entrar na rede, precisa abrir uma conta em um dos provedores da Internet. O provedor é a empresa que funciona como intermediária entre o usuário e os Backbones da Internet, via assinatura e pagamento de taxas mensais de uso, ou até gratuitamente. Ao abrir a conta você receberá um “Nome de usuário” e uma “Senha” para lhe identificar no servidor.

O “Nome de usuário”, “Nome de login” ou “User ID” é o nome que identi- fica o usuário junto ao provedor de acesso. É utilizado durante o procedi- mento de login e também no endereçamento de caixa postal eletrônica do usuário.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

A “Senha” ou “PassWord” é o código utilizado para confirmar a identifi-

cação do usuário durante o procedimento de login e para acessar outros serviços da internet. É a sua chave de segurança e não deve ser divul- gada.

2.

3.

4.

Na caixa de texto “Nome do usuário”, digite o seu nome de usuário.

Na caixa de texto “Senha”, digite a sua senha.

Clique no botão “Conectar”.

digite a sua senha. Clique no botão “Conectar”. O os protocolos de rede e identificou sua

O

os protocolos de rede e identificou sua conta no servidor. Agora você

já está conectado à Internet. Esse procedimento deverá ser executado

sempre que você for se conectar à Internet.

seu micro executou uma ligação telefônica para o provedor, negociou

Desconectando-se da internet

Enquanto sua conexão estiver aberta, você estará ocupando a linha tele- fônica e usando a sua conta no provedor. Para se desconectar da Inter- net, clique no botão “Desconectar”.

A WWW, World Wide Web (Teia de alcance mundial), ou simplesmente

Web, é o serviço mais popular da Internet e talvez o que ofereça a maior

quantidade de informações. Na Web você encontra informações sobre os mais diferentes assuntos na forma de páginas eletrônicas.

Qualquer pessoa pode manter um conjunto de páginas em um servidor, criando um site (pronuncia-se saite). Você poderá encontrar sites comer- ciais em que poderá fazer compras, sites culturais nos quais poderá fazer consultas, como museus e bibliotecas e assim por diante.

A página inicial por onde você começa a navegar em um site é chamada

Home Page. As páginas Web usam uma interface gráfica bem atraente com recursos de multimídia, sons, imagens, vídeo ou animações, e mesmo realidade virtual. Você pode navegar nas páginas Web através de hiperlinks, palavras-chave no texto da página, ícones, imagens ou botão, onde você poderá clicar para acessar uma nova página, às vezes em outro servidor, em outro país.

Para navegar na Web, você precisará de um programa cliente que lhe permita manipular páginas WWW. Esses programas são chamados “Bro- wsers”.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Iniciando o Internet Explorer 6.0

1. Dê um clique no ícone “Internet” da área de trabalho, para iniciar o Internet Explorer.

Ao iniciar, o Internet Explorer irá imediatamente carregar a página inicial. Na configuração padrão do Explorer, a página inicial está definida com o endereço de uma página no site do www.google.com.br.

com o endereço de uma página no site do www.google.com.br. Barra de endereços Uma Barra de

Barra de endereços

Uma Barra de endereços é um espaço para digitar e exibir o endereço de uma página da Web. Você nem precisa digitar o endereço do site da Web completo para ir para aquela página. Basta começar a digitar e o recurso “Autocompletar” sugere uma correspondência, baseando-se nos sites da Web que foram visitados anteriormente.

nos sites da Web que foram visitados anteriormente. Visitando sites Para acessar, basta inserir o endereço.

Visitando sites

Para acessar, basta inserir o endereço. Cada página de um site Web pos- sui um endereço único. Esses endereços são chamados de URL (Universal Resource Location).

Digite um endereço diretamente no campo “Endereço”, da Barra de endereços do Internet Explorer.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Navegando nos sites

Ao passar o cursor sobre um texto ou imagem de hiperlink, o cursor muda para uma mão e indica um ponto da página que poderá ser cli- cado. Para acessar uma nova página dentro de um site, você pode clicar sobre os hiperlinks.

Para voltar atrás em uma página pesquisada, clique no botão “Voltar”, na Barra de ferramentas.

clique no botão “Voltar”, na Barra de ferramentas. Para ir para a próxima página do site

Para ir para a próxima página do site pesquisado, clique no botão “Avan- çar”, na Barra de ferramentas.

clique no botão “Avan- çar”, na Barra de ferramentas. Para voltar à página inicial do site

Para voltar à página inicial do site (Home Page) , clique no botão “Página Inicial”, da Barra de ferramentas.

no botão “Página Inicial”, da Barra de ferramentas. Lista de endereços Para manter uma lista com

Lista de endereços

Para manter uma lista com endereços, insira o endereço na página “Favoritos” para poder acessá-las diretamente a partir do Menu. Vamos adicionar o endereço de uma ferramenta de busca à lista de favoritos. Antes vamos carregar a página:

1. Clique no campo “Endereço”;

2. Digite o endereço: http://www.google.com.br;

3. Pressione a tecla “Enter”.

Para adicionar ao Menu ”Favoritos”:

1. Abra o Menu “Favoritos”;

2. Clique em “Adicionar aos favoritos”;

3. Na janela “Adicionar aos Favoritos”, clique no botão “OK” para confir- mar sua opção.

clique no botão “OK” para confir- mar sua opção. SENAI-ES • Informática Aplicada e Tecnologia da

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Os recursos da Web

A

WWW transformou a Internet em um ambiente bem mais interessante

e

popular ao permitir a visualização de informações na forma de páginas

em hipertexto, formato de texto que permite acessar outros conteúdos a partir de palavras-chave, com imagens. Mas os programas navegadores para a Web, como o Microsoft Internet Explorer, não pararam por aí.

Hoje em dia você pode navegar na WWW em páginas com recursos de vídeo e animação. Existem diversos plug-ins que são aplicativos adi- cionais para programas que acrescentam recursos mais avançados aos navegadores WWW.

Outros botões de atalho no Internet Explorer:

WWW. Outros botões de atalho no Internet Explorer: 1 2 3 4 5 6 7 8

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

A Barra de ferramentas do Internet Explorer apresenta os seguintes

botões:

1 – Voltar

2 – Avançar

3 – Parar página que está sendo carregada

4 – Atualizar página

5 – Home Page (página definida em Opções no Internet Explorer)

6 – Pesquisar (site de busca)

7 – Acessos à lista de Favoritos

8 – Acessos ao Histórico

9 – Correio Eletrônico

10 – Imprimir

11 – Editar com Microsoft Excel

12 – Listas de discussão

13 – Pesquisar através de livros de referência

14 – Acessos ao Messenger

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

O

gerenciador Outlook Express

O

correio eletrônico é o serviço básico de comunicação em redes de

computadores. O processo de troca de mensagens eletrônicas é bas- tante rápido e fácil, necessitando apenas de um programa de correio eletrônico e do endereço eletrônico dos envolvidos.

O endereço eletrônico de um usuário na Internet contém todas as infor-

mações necessárias para que a mensagem chegue ao seu destino. Ele

é composto de uma parte relacionada ao destinatário da mensagem

(username) e uma parte relacionada à localização do destinatário, no

formato username@subdomínios.domínio.país

Ex: cursos@cetetes.com.br

Uma mensagem é composta de cabeçalho e corpo. O cabeçalho informa

a data do envio da mensagem, o endereço do emitente, um título sobre

o assunto, além de informações de controle. O corpo da mensagem é o seu conteúdo em si.

Configurando seu Outlook Express

Para utilizar toda a potencialidade de seu editor de correio Outlook Express, inicialmente deve ser configurada uma conta de correio padrão, seguindo os passos:

Escolha a opção “Ferramentas” e em seguida, selecione “Contas”.

“Ferramentas” e em seguida, selecione “Contas”. Para alterar dados sobre a configuração do seu e-mail,

Para alterar dados sobre a configuração do seu e-mail, escolha a conta gerada e clique o mouse sobre o botão “Propriedades”.

O gerenciador Outlook Express

Escolha a opção “Geral” e preencha os campos de configuração, segundo os dados sobre sua conta de correio eletrônico.

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Na opção “Servidores”, configure o servidor de e-mail e o seu logon. Na opção “Conexão”,

Na opção “Servidores”, configure o servidor de e-mail e o seu logon.

configure o servidor de e-mail e o seu logon. Na opção “Conexão”, configure: SENAI-ES •

Na opção “Conexão”, configure:

SENAI-ES Informática Aplicada e Tecnologia da Informação

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações.

Achou importante? Faça aqui suas anotações. Para alterar dados sobre a configuração do seu e-mail, escolha

Para alterar dados sobre a configuração do seu e-mail, escolha a conta gerada e clique o mouse sobre o botão “Propriedades”.

Utilizando seu Outlook Express

Verificando mensagens pendentes:

Para verificar mensagens pendentes, simplesmente clique no botão “Enviar e receber”, ou no Menu do Outlook Express “Ferramentas”, “Enviar e receber”. O programa irá se conectar com o seu provedor de acesso e checar por mensagens recebidas.

As mensagens recebidas ficam geralmente em sua caixa de entrada. Para visualizá-las, clique na pasta “Caixa de entrada”. Os cabeçalhos das men- sagens recebidas estarão no canto superior direito da janela do Outlook Express.

Respondendo ao autor - Mensagem recebida

Uma vez recebida uma mensagem, responda ao autor (remetente da mensagem recebida) com um simples comando. Para isso, selecione o cabeçalho dessa mensagem na pasta “Caixa de Entrada” e clique o botão “Responder ao Autor”, na barra de botões de seu Outlook Express, ou no Menu “Redigir”, “Responder” ao autor do mesmo.

Na janela de resposta dessa mensagem, posicione o mouse sobre o corpo da mensagem (canto inferior desta janela) e digite um texto de resposta ao autor.

Para concluir, clique no botão “Enviar”, na barra de botões dessa janela, ou no Menu “Arquivo”, “Enviar mensagem” do mesmo.