Você está na página 1de 2

Corrente Psicanalítica

A teoria psicanalítica foi desenvolvida por Sigmund Schlomo Freud no fim do século XIX, início do
século XX, médico neurologista de Příbor (em alemão Freiberg in Mähren), na região da Moravia
que pertência em 1856 ao Império Austríaco (atual República Tcheca). Nascido em família judaica,
formou-se em medicina na Universidade de Viena, dedicando-se também à fisiologia e à
neuropatologia.Freud começou a usar a hipnose a partir do ano de 1886 (chamada de “sugestão
hipnótica” seguindo as técnicas dos hipnotizadores da época, como Charcot e Bernheim).
Abandonando este método posteriormente para adotar o método de associação livre.
O nascimento da psicanálise pode ser entendida em três diferentes momentos:
- Em 1891 com o lançamento de "Sobre a concepção das afasias: Um estudo crítico" aonde Freud
abandona as concepções hegemônicas do localizacionismo defendidas por seus mestres (Brocka e
Wernicke) se tornando pioneiro em uma concepção dinâmica tanto do psiquismo quanto da
linguagem em suas funções e disfunções.
- Com o a lançamento de "Os Estudos sobre a Histeria" em conjunto do médico Josef Breuer
publicado, em maio de 1895.Tendo como caso clínico principal, o tratamento de Bertha
Pappenheim (conhecida pelo pseudônimo Anna O).
- O primeiro esquema topológico do aparelho psíquico está descrito no capitulo VII da Interpretação
dos Sonhos (1900) - É no capítulo VII da Interpretação dos Sonhos que Freud formula o primeiro
grande modelo do aparelho psíquico (a primeira tópica). Nesse texto Freud teoriza um psiquismo
composto por dois grandes sistemas – inconsciente e pré-consciente/consciente – que são separados
por uma barreira (a censura).Freud pensava que a psicologia estudada em seu momento era uma
psicologia do consciente logo é inaugurado uma metapsicologia.
- Freud define a metapsicologia pela síntese de três pontos de vista: Dinâmico, Tópico e Econômico

I - Econômico a partir da “tentativa de acompanhar o destino das quantidades de excitação (energia
psíquica)”. O ponto de vista econômico consiste em considerar os investimentos psíquicos em sua
mobilidade, nas variações da sua intensidade, nas oposições que entre eles se estabelecem.
II - O ponto de vista dinâmico explica os fenômenos mentais como sendo o resultado da interação e
de contra-ação de forças. As pulsões são um tipo especial de fenômeno mental que força no sentido
de descarga.Zimerman (1999) define pulsão como necessidades biológicas, com representações
psicológicas que urgem em ser descarregadas. Sonhos, Atos-falhos, Chistes, Sintoma são os
melhores exemplos de conflitos que se produzem entre a luta pela descarga dessas forças.
III - Topológico a partir de uma primeira tópica inaugurada em Interpretação dos Sonhos (1900)
aonde o sistema psíquico era composto por dois grandes sistemas – inconsciente e préconsciente/consciente – que são separados por uma barreira (a censura). Freud a partir da década de
20 elabora uma segunda teoria tópica designando os lugares psíquicos em três instâncias: ID (ISSO)
– pólo pulsional da personalidade; EGO (EU) – se situa como representante dos interesses da
totalidade da pessoa e é investido de libido narcísica; e o SUPEREGO (SUPEREU)– julga e critica,
é constituído por interiorização das exigências e das interdições parentais.
- A psicanálise não só será uma corrente teórica, senão também um método de investigação. A
psicanálise utiliza a livre associação como método na intervenção clínica.
- Para fins de procurar facilitar, da melhor maneira possível e com o mínimo de perturbação, o
desenvolvimento de um processo, o setting psicanalítico poderia ser entendido como a estratégia
clínica fundamental, delineada por Freud.Esta estratégia que consistiria em tornar fixos um conjunto
de aspectos que, seriam variáveis: a freqüência das sessões a cada semana; a “atenção flutuante”; a

que é de natureza psicológica que talvez seja o que mais fere vem com a psicanálise com suas duas descobertas . a lua e os planetas girando ao seu redor.utilização do divã. que foi a partir das pesquisas de Charles Darwin e seus colaboradores e precursores puseram fim a essa presunção por parte do homem afirmando que o homem não é um ser diferente dos animais. inconscientes. com o sol. Uma "escola" francesa inaugurada por Jacques Lacan que propos um retorno a Freud resultando na sua expulsão em 1963 da Associação Internacional De Psicanalise e um ano mais tarde fundou a Escola Freudiana de Paris. era o centro estacionário do universo. A psicanálise após Freud deu continuidade com grandes colaboradores entre duas "escolas" sendo a Inglesa com Melanie Klein. em si. Que foram: I . e a de que os processos mentais são. uma ordenação singular.O terceiro golpe. Freud morre de câncer em Londres. ou superior a eles. essas duas descobertas equivalem.O golpe cosmológico na obra de Copérnico. contudo. . dentre outros. de modo a introduzir e manter na relação paciente-analista um determinado “contorno”. relacionando-se mais estreitamente com algumas espécies. e só atingem o Eu e se submetem ao seu controle por meio de percepções incompletas e de pouca confiança -. Winnicott. aos 83 anos em 1939. a Terra.Freud no texto "Uma dificuldade da psicanálise (1917) descreve como o narcisismo universal dos homens. A partir daí outros importantes autores surgiram e convivem em nosso tempo.Nasio. . de início. II . como Françoise Dolto. III . no século XVI que realiza a destruição da ilusão narcisista de que o homem acreditou. ele próprio tem ascendência animal.a de que a vida dos nossas pulsões sexuais não podem ser inteiramente domadas. que o seu domicílio. Bion e André Green (no Brasil). à afirmação de que o Eu não é o senhor da sua própria casa.O golpe biológico no narcisismo do homem. sofreu três severos golpes por parte das pesquisas científicas. Jacques-Alain Miller e Colette Soler.