Você está na página 1de 72

CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS

FACULDADES ASSOCIADAS DE ENSINO - FAE

ARYANE DE PAULA COSTA ALMEIDA

O ESPIRITISMO ALÉM DA NOTÍCIA

SÃO JOÃO DA BOA VISTA – SP
2010

ARYANE DE PAULA COSTA ALMEIDA

O ESPIRITISMO ALÉM DA NOTÍCIA

Relatório técnico do livroreportagem apresentado ao Centro
Universitário das Faculdades
Associadas de Ensino – FAE,
como exigência parcial para a
obtenção da graduação no curso
de Comunicação Social –
habilitação em Jornalismo, sob a
orientação da professora Maria de
Fátima Ribeiro.

SÃO JOÃO DA BOA VISTA – SP
2010

ARYANE DE PAULA COSTA ALMEIDA

O ESPITIRISMO ALÉM DA NOTÍCIA
Este livro-reportagem foi apresentado como trabalho de conclusão do curso de Jornalismo do
Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino – FAE e foi avaliado pela banca
examinadora integrada pelos professores abaixo nomeados.

São João da Boa Vista, ........ de ........................................... de 2010.

................................................................
Profº (a) Maria de Fátima dos Santos Ribeiro
Orientadora

................................................................
Profº(a) Daniela Leopoldino da Silva
Examinador

................................................................
Profº(a) Francisco de Assis Carvalho Arten
Examinador

Obrigada! .Dedico aos meus pais e familiares pelo apoio que me deram durante estes anos e pelo esforço a mim destinado.

Agradeço a meus pais por me apresentarem. Ribeiro que confiou em mim desde o primeiro dia de aula e acompanhou o trabalho passo a passo. quando eu tinha apenas 19 dias de vida. da editora O Clarim. especialmente à minha orientadora Maria de Fátima S. Aos amigos sinceros. e ao David Liesenberg. Também de modo especial ao Geraldo Campetti. ao que daria sentido à minha existência: o Espiritismo. pelo apoio e paciência que tiveram comigo ao longo deste ano. também de modo especial. ao professor Francisco de Assis Carvalho Arten. diretor da FEB. A todos vocês. que não mediu esforços para me ajudar. E. muito obrigada! . que me auxiliou durante todo o processo de produção do trabalho. mesmo nos momentos de estresse. Aos professores por todo carinho e atenção durante estes quatro anos em que ensinaram muito mais do que imaginam. Aos dirigentes espíritas e à Federação Espírita Brasileira pelo tempo e carinho dispensados a mim. que trouxe detalhes que muito acrescentaram ao trabalho e à minha vida pessoal.AGRADECIMENTO Em primeiro lugar a Deus pela força durante estes quatro anos e por permitir que eu sentisse seu amor e carinho durante os momentos difíceis em que se pensa deixar tudo para trás e desistir. Também deixo meu agradecimento aos colegas de curso que conviveram comigo nestes quatro anos proporcionando momentos inesquecíveis. tristeza e medo.

perder com classe e vencer com ousadia.Bom mesmo é ir à luta com determinação. A vida é muito para ser insignificante... Charles Chaplin . pois o triunfo pertence a quem se atreve. abraçar a vida com paixão.

Allan Kardec. The Book has images of magazines. O livro contém imagens de revistas.RESUMO O livro-reportagem O ESPIRITISMO ALÉM DA NOTÍCIA tem como principal proposta uma pesquisa sobre a mídia espírita e enfatiza o primeiro periódico do gênero. mídia. Para a concretização deste trabalho foi necessário o contato com diversas autoridades do movimento espírita no país. personagens relevantes na imprensa do setor e busca informações sobre a atuação da mídia específica nos dias atuais. relembra fatos históricos da comunicação social espírita no Brasil. it remembers historic facts of spirit social communication in Brazil. has as major proposal. For the concretion of this work. media. Allan Kardec . envolvidas na comunicação. the Spirit Magazine. journals and characters that made their point in the history of spirit communication in the Country. Palavras-chave: Espiritismo. published by Allan Kardec. editada por Allan Kardec. Beside that. doutrina. a research about spiritism media and emphasize the first period of the gender. ABSTRACT The book report “O ESPIRITISMO ALÉM DA NOTÍCIA”. doctrine. Key-words: Spiritism. a Revista Espírita. Além disso. periódicos e personagens que marcam a história da comunicação espírita no Brasil. involved with the communication. important characters on the department press and searchs information about the performance of the specific media on these days. it was necessary the contact with various authorities of the spiritism activity in the country.

............................12 3........................................2 Organização de Dados...................................................................................................................10 2.............................................................16 5....................................................................................................12 3................................12 4 METODOLOGIA DO TRABALHO.........16 5.....................................2 Novo Jornalismo..................18 7 CRONOGRAMA DE TRABALHO..................................19 REFERÊNCIAS.....................................54 .....................................2 Allan Kardec.............15 5 DESCRIÇÃO DO PRODUTO..............................................................................................................25 APÊNDICES.............10 2.....................16 5...3 Mídia Espírita........................................11 3 DEFINIÇÃO DO OBJETO....................................10 2.........................................................................................................................................................................................................................17 6 CONSIDERAÇÕES FINAIS......................................................................................................................1 Livro Reportagem................2 Público Alvo..................................................................................................................................................22 ANEXOS..........................................................................................................................................................................SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO........................................1 O Espiritismo...14 4.................................................................................................................................08 2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA......................1 Entrevistas................................................................................................................................................................................................................................................................1 Projeto Gráfico.........................3 Custos da Produção......................................14 4........................................................................

.

o primeiro órgão de comunicação espírita do mundo. produção e editoração da obra O ESPIRITISMO ALÉM DA NOTÍCIA. O fato é que a doutrina espírita nada tem a ver com isso. Para registrar esses fatos foi necessária muita leitura sobre o tema e entrevistas com autoridades do espiritismo e profissionais responsáveis pelos meios de comunicação espíritas do país. de tamanha repercussão que acabou inserido na Revista Espírita da França. na França. além do contato com pesquisadores que muito auxiliaram no trabalho. mas é confundida devido à falta de divulgação. como fraude. também é lembrado o primeiro jornal espírita brasileiro. escrita pelo próprio Allan Kardec a partir de 1858. Também se comenta sobre as dificuldades de Allan Kardec para editar e publicar o periódico.1 INTRODUÇÃO O espiritismo ainda é considerado. seita de adoração ao demônio e tantas outras coisas. Saindo daquele país e chegando a solo brasileiro. o livro também retrata os primórdios da comunicação social espírita no Brasil e faz uma análise da divulgação da doutrina nos dias atuais. por muitos. as experimentações mediúnicas que já aconteciam em solo brasileiro e as primeiras obras espiritualistas publicadas no país. procedimentos de elaboração. 9 . entrevistas com as fontes. O conteúdo desta seção se baseia no registro de testemunhos de Allan Kardec. A Revista Espírita. que afirmava ser auxiliado por seres do além. Ainda na primeira seção. O livro-reportagem O ESPIRITISMO ALÉM DA NOTÍCIA tem como um dos objetivos resgatar a história do principal veículo de comunicação do gênero. A seção dois relata a história da chegada do espiritismo no Brasil. é registrada a fundação da Revista Espírita. A seção um apresenta o espiritismo até mesmo àqueles que o desconhecem e o introduz na história para que possam compreender termos utilizados no livro e outras questões abordadas. Além disso. Este relatório técnico retrata a metodologia utilizada para a produção do livro.

A seção resgata um pouco da história dos primeiros programas de rádio espírita na cidade e a divulgação na emissora de televisão da cidade. e mais tarde a Revista Internacional de Espiritismo. Durante as pesquisas e produção do quarto capítulo. a TVCEI e a TV Mundo Maior e também do site Panorama Espírita. A seção quatro faz um estudo das duas emissoras de televisão espíritas do país. um dos maiores responsáveis pela imprensa espírita do Estado de São Paulo. O Clarim. editava um jornal semanal. atualmente considerada a maior instituição espírita do mundo e que possui grande responsabilidade pela divulgação do espiritismo na mídia. a seção faz um estudo das obras de Allan Kardec e do jornalista e adepto do espiritismo. A seção seis relembra o começo do espiritismo em São João da Boa Vista e a maneira como o Movimento Espírita sanjoanense se utiliza da comunicação social para divulgar a doutrina. A terceira seção busca homenagear. 10 . Alguns nomes.Ainda na seção dois. o leitor acompanha aspectos da inauguração da Federação Espírita Brasileira (FEB). Cairbar Schutel e Chico Xavier. A entrevista com Geraldo Campetti . já conhecidos pela população brasileira. Além disso. a Rede Boa Nova de Rádio foi contatada. conta com a entrevista da oradora espírita sanjoanense. A quinta seção retrata como o espiritismo é abordado pela mídia em geral.esclarece melhor o assunto. no município e região. Herculano Pires. que. e sugere como deveria ser a mídia espírita ideal. Neusa Dornelas. E relembra grandes reportagens que marcaram época sobre o tema e até hoje vivem na lembrança de pessoas de diversas religiões. sozinho. através da história. Para isso. mas não se obteve resposta. que participou dos primeiros programas de rádio do gênero.diretor da Federação Espírita Brasileira . Entre eles se destacam: Bezerra de Menezes. Cairbar Schutel. foram lembrados nesta seção.

Além disso. e foi em busca dessa liberdade que se optou por esta modalidade. justamente a questão da profundidade. os veículos de comunicação não se aprofundam no conteúdo das notícias. Segundo Edvaldo P. O livro-reportagem acaba com as notícias “the flash”.2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA O processo de produção deste trabalho acadêmico seguiu os critérios jornalísticos. Lima (1993) o livro-reportagem lhe dá a liberdade de ir além da grande reportagem na imprensa convencional. já que se acredita ser o meio de comunicação mais apropriado para abordar o tema. A modalidade escolhida foi livro-reportagem.1 Livro-reportagem O furo de reportagem sempre foi uma batalha entre os profissionais do jornalismo. com elaboração de pautas e documentos que registram fatos narrados na obra. até chegar à produção do texto literário. com exceção do vídeo-documentário. aprofundamento da abordagem e construção da narrativa”. porém com a preocupação de quem noticia o fato primeiro. Belo considera o livro uma das mídias mais ricas “em possibilidades para a experimentação. que dificilmente serão encontradas em outras mídias. pois oferece ao leitor a oportunidade de aprofundar no assunto e ao escritor a liberdade de “viajar” pela história com os pés no chão. desde a pesquisa. Principalmente o jornal impresso.2 Novo jornalismo 11 . as entrevistas. já que organiza um maior número de informações. que deveria ter como diferencial dos outros veículos. uso da técnica jornalística. livro-reportagem “é o veículo no qual se pode reunir a maior massa de informação organizada e contextualizada sobre um assunto”. 2. Para Eduardo Belo (2006). 2. Acredita-se que esse gênero jornalístico contribua para a ampliação de conhecimento e experiências a respeito do espiritismo.

Ao escrever um livro-reportagem em 2010 sobre a história da mídia espírita. 2. E não é. novelas e grandes reportagens voltadas para o “além” marcaram este ano. nunca se ouviu falar tanto na doutrina como nesse ano. o livro também analisa como a mídia “comum” aborda o espiritismo. O novo jornalismo coloca ponto final nessa história e prova que essa união pode ser uma boa ideia. As comemorações do centenário de nascimento do médium Chico Xavier. Além de contar a história dos meios de comunicação espíritas. Nem todos os detalhes eram reais.A literatura possui as técnicas necessárias para fazer com que o leitor “embarque” na história e esqueça o que se passa no mundo do lado de fora do livro. as reportagens dos jornais populares dos americanos passaram a adotar o estilo de narrativa em detalhes e romanceada. 12 . em parte. foi necessária uma série de pesquisas e entrevistas com diversas personalidades do Movimento Espírita no país. O jornalismo é o oposto: informa e faz com que a pessoa saiba o que acontece no mundo em que vive. Filmes. p. Eduardo Belo (2006. Talvez muitas pessoas pensem que a junção entre jornalismo e literatura seja impossível. Havia um “esforço” para adaptar as histórias a um modelo mais atrativo à leitura. 25–26) relembra: Por volta de 1830. séries. Para isso. fato que facilitou. fizeram com que o espiritismo dominasse toda a imprensa. houve duplo prazer. o desenvolvimento do trabalho.3 Mídia Espírita Este livro tem como objetivo relembrar a história da imprensa espírita na França e no Brasil.

1 O ESPIRITISMO Marca-se como data do surgimento do espiritismo. na reencarnação e na imortalidade da alma. desde o primeiro periódico até os dias de hoje e a vida das pessoas que contribuíram de maneira relevante para a divulgação dessa doutrina no Brasil e no mundo. 3. entrevistas e leituras.3 DEFINIÇÃO DO OBJETO O livro-reportagem O ESPIRITISMO ALÉM DA NOTÍCIA representa uma contribuição acadêmica aos estudantes. a obra destaca a importância da mídia direcionada à doutrina. fazendo uma pesquisa aprofundada sobre o mundo espiritual.2 ALLAN KARDEC 13 . já que seus princípios foram passados por espíritos através da comunicação mediúnica. pesquisadores e simpatizantes do tema. Fundamentado nisso. Ele narra toda a história da mídia espírita. filosofia e religião e está alicerçada na crença da comunicação com os espíritos. foi possível registrar e relatar ao leitor as dificuldades vividas pelos órgãos de comunicação espíritas. na pluralidade dos mundos habitados. a doutrina espírita não possui um fundador. A doutrina espírita possui como base o tripé ciência. e a contribuição da cidade para a divulgação da doutrina espírita. que muitas vezes é confundido com o criador dessa crença. Entre grandes nomes do espiritismo pode-se citar Allan Kardec. Segundo a literatura específica. mas que na verdade foi o primeiro a organizar as informações obtidas e colocá-las em livros. dia em que O Livro dos Espíritos. o dia 18 de abril de 1857. Através de pesquisas. A obra também narra como é o espiritismo em São João da Boa Vista. foi lançado. 3.

. Com conhecimento em diversas áreas.Em 3 de outubro de 1804. jornal de estudos psicológicos. estarão sempre com aqueles que sustentarem com firmeza e elevação a bandeira. em 1864. foi vítima de um aneurisma cerebral e morreu em 31 de março de 1869. Suas principais obras sobre a nova doutrina são: O Livro dos Espíritos. nascia em Lião. em 1861. o codificador.191) publicou um texto com a biografia de Allan Kardec e como homenagem. traduziu para ela. na Suíça. entre as quais se destacam as de Fénelon. Aluno do renomado educador Johann Pestalozzi. 14 . com publicação mensal a partir de janeiro em 1858. 190 . A Revista Espírita de maio de 1869 (P. O Céu e o Inferno. O Evangelho Segundo o Espiritismo. lê-se as seguintes palavras: Morreu conforme viveu: trabalhando (. O Livro dos Médiuns. obras de educação e moral. A Gênese. química. mas Allan Kardec é imortal. astronomia etc. retornou à França e dotado de grande conhecimento da língua alemã. que ele sempre soube fazer respeitar. na França.. Com um talento nato para a educação. o Espírito. Trabalhador incansável. e a sua memória. em 1865. Hippolyte Leon Denizard Rivail. desde os 14 anos ensinava aos alunos menos adiantados o que ia aprendendo. em 1868. como é conhecido pelo movimento espírita. Foi com o codinome Allan Kardec que o professor Rivail assinou todas as suas obras acerca do espiritismo e foi o primeiro a constituir um corpo doutrinário na nova crença. os trabalhos. A Revista Espírita. Hippolyte tornou-se um dos mais aplicados discípulos do professor em sua escola em Yverdun. anatomia comparada.) O homem. de 1857. Foi em 1854 que o professor teve seu primeiro contato com as manifestações dos espíritos e a partir dali passou a estudar o fato. que mais tarde ficaria conhecido como Allan Kardec. Com o fim de seus estudos na Suíça. Rivail ministrava em sua casa cursos gratuitos de física. deixou-nos.

iniciou-se a pesquisa para o levantamento de dados sobre o espiritismo e o contato com os principais veículos de comunicação social espíritas do país. também foi entrevistado o diretor da Federação Espírita Brasileira. Geraldo Campetti. estruturação do relatório técnico. o livro-reportagem O ESPIRITISMO ALÉM DA NOTÍCIA. a partir de uma analise sobre os métodos utilizados por Kardec em 1857 e os utilizados hoje em dia. tem por função resgatar esses princípios e relembrar fatos marcantes na história da doutrina. com a leitura de diversos livros. foram lidos livros sobre a mídia espírita e outras leituras complementares. Também foram feitas pesquisas sobre metodologia científica. esclarecendo dúvidas sobre a fundação da doutrina e da Revista Espírita. Para o enriquecimento da obra. de maneira literária. que puderam contar o dia a dia do trabalho e a responsabilidade em divulgar uma doutrina. Cristina Helena Sarraf. Escolhida a modalidade e o tema. através de livros e internet. 4.1 ENTREVISTAS 15 . A primeira etapa para a elaboração do projeto foi a realização de pesquisas sobre espiritismo.4 METODOLOGIA DO TRABALHO As pesquisas para a elaboração desse trabalho iniciaram em janeiro de 2010. além de editoras de livros que puderam contribuir com curiosidades históricas sobre a doutrina. leituras complementares e de outros trabalhos de conclusão de curso na área de jornalismo. Além disso. Acredita-se que muitas informações deixadas por Allan Kardec foram esquecidas e. colaborou muito. para esclarecer o trabalho da FEB em relação aos veículos de comunicação em todo o país. Por último foram realizadas as entrevistas com pessoas conhecedoras do tema espiritismo: diretores de emissoras de TVs e rádios espíritas. revistas e sites. palestrante espírita. O objetivo do livro-reportagem é relembrar a história da mídia espírita e servir como guia para os veículos de comunicação. Além disso.

16 . no livro “Métodos e técnicas de pesquisa em comunicação”. Segundo Jorge Duarte. semi-aberta e fechada. no livro “A arte de entrevistar bem”: É impossível fazer uma boa reportagem – seja ela policial. a entrevista é dividida em três categorias: aberta.As entrevistas para o livro-reportagem O ESPIRITISMO ALÉM DA NOTÍCIA foram feitas pessoalmente e via e-mail. um relato de guerra ou um serviço informando o que abre e o que fecha no feriado – tendo entrevistas ruins: boas entrevistas sempre rendem boas reportagens. Para o desenvolvimento deste trabalho foram utilizadas entrevistas abertas e semiabertas. de economia. (2009 – P. 7) 4. O mesmo vale para entrevistas ruins: é inevitável que acabem em reportagens igualmente ruins.2 ORGANIZAÇÃO DE DADOS A organização de dados foi feita através de entrevistas gravadas e arquivo das realizadas via e-mail. além de leituras e fichamentos de livros e jornais sobre temas relacionados ao espiritismo e à comunicação social. Para Thaís Oyama. necessárias para a conclusão da obra.

Com o estilo literário buscou-se atingir diversas classes da sociedade. utilizando-se lembranças. As seções foram organizadas para melhor compreensão do leitor. O título foi sugerido pelo professor William Oliveira e se encaixa completamente no conteúdo do livro. 17 . 5. que visa analisar como o espiritismo é divulgado na mídia. tanto específica como a mídia comum. Também foram mantidas as características do Novo Jornalismo.1 PROJETO GRÁFICO Em produção! 5.5 DESCRIÇÃO DO PRODUTO A definição do título do livro: O ESPIRITISMO ALÉM DA NOTÍCIA.2 PÚBLICO ALVO O público alvo do livro-reportagem O ESPIRITISMO ALÉM DA NOTÍCIA é composto por todos os que tenham algum interesse pela doutrina espírita e pela comunicação social. construções de cena e outros detalhes. veio por sugestão da banca de qualificação do trabalho. sempre com a preocupação de escrever algo que todos (independente da religião) pudessem compreender.

00 Impressão do Livro-Reportagem – R$ 25.00 Impressão e encadernação do Relatório Técnico – R$ Diagramação do Livro-Reportagem – R$ 50.00 Custo Total – R$ 18 .Além disso. a obra também serve como base para pesquisas escolares. de material de apoio para grupos espíritas que pretendam começar um trabalho de divulgação da doutrina. inclusive universitárias e.3 CUSTOS DA PRODUÇÃO Passagem de avião para Brasília – DF – R$ 375.5. também. .00 Hotel em Brasília – R$ 180.

Depois de estabelecer um foco para o trabalho decidiu-se escrever um livro que pudesse agradar aos interessados em relembrar a história da imprensa do gênero. não foi um ano fácil para escrever sobre o espiritismo. A todos que contribuíram ao trabalho. E a Deus. já que os espíritas do país inteiro estavam trabalhando nas comemorações do centenário de nascimento de Chico Xavier. No decorrer do curso essa idéia foi amadurecendo até chegar à mídia espírita. pois a dificuldade para conseguir as entrevistas foi maior. 19 .6 CONSIDERAÇÕES FINAIS Todo o ano de 2010 foi voltado para a elaboração do livro-reportagem O ESPIRITISMO ALÉM DA NOTÍCIA. o amor e a gratidão de sempre. Entretanto. apesar de propício. resgatada. ficam os sinceros agradecimentos. inclusive profissionais dos veículos de comunicação espíritas. Kardec e à família. Ao contrário do que muitos pensam. A vontade de abordar o espiritismo no trabalho de conclusão do curso já existia desde o primeiro ano da faculdade. acredita-se que o objetivo do trabalho tenha sido alcançado e a história da mídia espírita. mas ainda sem um foco. com a certeza de que o trabalho não termina aqui.

de Edvaldo Pereira Lima Pesquisa sobre o nascimento do espiritismo 20 . Dezembro / 2009 Leitura das normas para o Projeto Experimental Pesquisa sobre as modalidades Janeiro / 2010 Definição do tema Definição da modalidade Fevereiro / 2010 Pré-agendamento de pesquisas Definição do orientador Definição do foco do livro-reportagem Leitura do livro O que é Livro-Reportagem. Além dessas atividades.7 CRONOGRAMA DE TRABALHO O cronograma apresenta o que foi feito desde o final do ano de 2009. quando se optou por este projeto experimental. a seção também registra a leitura de toda a bibliografia descrita em “Referências”.

Pesquisa sobre o primeiro órgão de comunicação do mundo Leitura do livro O mago. de 1858 Pré-agendamento de entrevistas Análise de relatórios técnicos Abril / 2010 Pesquisas na internet Produção do capítulo 1 do livro-reportagem Início da elaboração do relatório técnico Maio / 2010 Pesquisas em livros e internet Leitura do livro Livro-reportagem. de Thaís Oyama Pesquisa sobre a imprensa espírita brasileira Estudo da primeira Revista Espírita. de Eduardo Belo Elaboração do capítulo 2 Produção do relatório técnico Pré-agendamento de entrevistas 21 . de Fernando Moraes Março / 2010 Estruturação do livro Leitura do livro A arte de entrevistar bem.

Junho / 2010
Produção do capítulo 6 do livro-reportagem
Produção do relatório técnico
Entrevista com André Marouço, diretor da TV Mundo Maior

Julho / 2010
Preparação das entrevistas
Produção do capítulo 3 do livro-reportagem

Agosto / 2010
Viagem para a Federação Espírita Brasileira
Entrevista com Geraldo Campetti, presidente da FEB
Pesquisa na biblioteca de obras raras da FEB
Produção do relatório técnico

Setembro / 2010
Produção dos capítulos 4 e 5 do livro reportagem
Revisão do relatório técnico
Revisão do livro-reportagem

Outubro / 2010
Produção do Prefácio, por convidado
Correção ortográfica do trabalho final
22

Edição e diagramação do livro-reportagem
Elaboração e preparação da apresentação para a banca examinadora

REFERÊNCIAS

A TARDE ONLINE. Disponível em:
http://www.atarde.com.br/cidades/noticia.jsf?id=2220296. Acesso em: Maio de 2010.

ABREU, C. O livro dos espíritos e sua tradição histórica e lendária. São Paulo: Edições
LFU, 1992.
AUTORES DIVERSOS. Curso básico de espiritismo – 1º ano. São Paulo: Ed. FEESO,
1996.

BELO, E. Livro-reportagem. São Paulo: Ed. Contexto, 2006.

CEASTRAL SUPERIOR. Disponível em:
http://ceastralsuperior.blogspot.com/2008_05_01_archive.html. Acesso em: Março de 2010.

CENTRO ESPÍRITA CASA DE EMMANUEL. Disponível em:
http://casadeemmanuel.org.br/entrevista_eduardo_monteiro.html#11. Acesso em: Maio de
2010.

CIDADE VERDE. Disponível em: http://www.cidadeverde.com/filmes-espiritas-lideramrecorde-de-bilheteria-em-todo-o-brasil-64384. Acesso em: setembro de 2010

CONSELHO FEDERATIVO NACIONAL. Orientação ao centro espírita. Rio de Janeiro:
Ed. FEB, 2007.
23

DUARTE, J. Métodos e técnicas de pesquisa em comunicação. São Paulo: Ed. Atlas, 2006.

FEB. Disponível em: www.febnet.org.br . Acesso em: Abril de 2010.

FILME B. Disponível em: http://www.filmeb.com.br/portal/html/portal.php. Acesso em:
setembro de 2010.

GOMES, S. Pinga-fogo com Chico Xavier. Catanduva (SP): Ed. Intervidas, 2010.

KARDEC, A. Obras póstumas. São Paulo: Ed. LAKE, 2005.
______________. Revista Espírita – ano 1. Rio de Janeiro: Ed. FEB, 2007.
______________. Revista Espírita – ano 2. Rio de Janeiro: Ed. FEB, 2007.
______________. Revista Espírita – ano 3. Rio de Janeiro: Ed. FEB, 2007.
______________. Revista Espírita – ano 7. Rio de Janeiro: Ed. FEB, 2007.
______________. Revista Espírita – ano 12. Rio de Janeiro: Ed. FEB, 2007.

______________. O evangelho segundo o espiritismo. Catanduva (SP): Ed. Boa Nova,
2008.

LIMA, E. P. O que é livro-reportagem. São Paulo: Ed. Brasiliense, 1998.

MEMÓRIA VIVA. Disponível em: http://www.memoriaviva.com.br/arqblog.htm. Acesso
em: Maio de 2010.

MONTEIRO, E. C.; GARCIA, W. Caibar Shutel, o bandeirante do espiritismo. Matão(SP):
Ed. O Clarim, 1986.

24

2000.uol. E. N.php?itemid=288. OYAMA. L. 1997. Acesso em: Agosto de 2010.com.br/modules/smartsection/item. D’OLIVO. 2008. nº 2053.com..panoramaespirita.sites. PANORAMA ESPÍRITA: Disponível em: http://www.MONTEIRO. REVISTA REFORMADOR. Rio de Janeiro: ano 118. C.S. Acesso em: agosto de 2010 PROFISSÃO: REPÓRTER. 25 . Dicionário de filosofia espírita. 50 anos de unificação.tvcei.br/alcino1. TVCEI. São Paulo: Ed. São Paulo: Ed.htm.E. Acesso em: Maio de 2010. T.reporter. abril. A jornada do escritor. Rio de Janeiro: Ed. Léon Denis. Contexto.com. Rio de Janeiro: Ed. U. 1998. VOGLER. 2009 PALHANO JR. Nova Fronteira. A arte de entrevistar bem. Disponível em: http://prof. C. USE. Disponível em: www.

ANEXOS Sede da Federação Espírita Brasileira. em Brasília (Imagens cedidas pela Assessoria de Imprensa da FEB) 26 .

Prédio da FEB. em Brasília (Imagens cedidas pela Assessoria de Imprensa da FEB) 27 .

Sede histórica da Federação Espírita Brasileira. no Rio de Janeiro (Imagens cedidas pela Assessoria de Imprensa da FEB) 28 .

29 .

exposta na Biblioteca de Obras Raras da FEB Biblioteca de Obras Raras da FEB 30 .Mobília de Bezerra de Menezes.

exposto no museu da FEB 31 .Biblioteca de Obras Raras da FEB Homenagem ao 6º aniversário do Pacto Áureo.

exposta no museu da FEB 32 .Ata da reunião Pacto Áureo. em 5 de outubro de 1949.

33 .

Peças do Museu Espírita da FEB 34 .

Primeiras edições dos livros de André Luiz. psicografados por Chico Xavier 35 .

Selos em comemoração ao centenário de nascimento de Allan Kardec 36 .

Peça do Museu Espírita da FEB 37 .

no Museu Espírita em Brasília 38 .Exposição em homenagem ao centenário da FEB.

Revista André Luiz. de 1976 39 .

40 .

41 .

Edições da revista Reformador dos anos de 1987. 1990 e 1991 42 .

Foto de Chico Xavier na revista O Cruzeiro (imagem da internet) Jornal A Flama Espírita anuncia a morte do médium Chico Xavier 43 .

Cairbar Schutel (Imagem cedida pela editora O Clarim) 44 .

Primeira edição do Jornal O Clarim – 15 de agosto de 1905 (Imagem cedida pela editora O Clarim) 45 .

Edição do jornal O clarim de dezembro. de 1919 (Imagem cedida pela editora O Clarim) 46 .

no cemitério de Matão.Cairbar Schutel e equipe distribuindo o jornal O Clarim. em 02 de novembro de 1913 (Imagem cedida pela editora O Clarim) Cairbar Schutel em 1937. um ano antes da sua morte (Imagem cedida pela editora O Clarim) 47 .

Calixto Nunes (Imagem cedida pela editora O Clarim) 48 .

com Cairbar Schutel no centro (Imagens cedidas pela editora O Clarim) 49 .Farmácia de Cairbar Schutel. em Matão Grupo de Estudos Espíritas.

nos anos 20 (Imagem cedida pela editora O Clarim) 50 .Oficinas O Clarim.

Sede antiga do grupo O Clarim (Imagem cedida pela editora O Clarim) 51 .

15 de fevereiro de 1925 (Imagem cedida pela editora O Clarim) 52 .Primeira Edição da Revista Internacional de Espiritismo.

Revista Internacional de Espiritismo – 15 de agosto de 1926 (Imagem cedida pela editora O Clarim) 53 .

Lápide de Cairbar Schutel (Imagem cedida pela editora O Clarim) 54 .

Um ano após a criação do Reformador. 30 ele passa a ser mensal. dos Estados né. Então Augusto Elias funda em 1883 a Reformador e um ano depois funda a FEB. Ele muda esse formato já em 1904. já com esse nome: Federação Espírita Brasileira. que foi o criador do Reformador. Entrevistas Nome Completo: Geraldo Campetti Cargo: Diretor executivo da Federação Espírita Brasileira Entrevista por Aryane Almeida Data: 14/08/2010 . no formato tablóide. E ele foi lançado em janeiro de 1883.Me conte um pouco da história da Federação Espírita Brasileira. a FEB foi fundada. Isso foi no Rio de Janeiro. pela orientação espiritual. ele passa a ser de tablóide para uma revista. era um tablóide informal e lá pela década de 30 ele passa a ser mensal. inclusive o Augusto Elias da Silva. então dia 2 é o que está no estatuto como registrado oficialmente. a capital do império e o Reformador é incorporado a partir daí na própria Federação Espírita Brasileira. A Federação foi criada numa reunião entre algumas pessoas. Só que continua como quinzenal durante aí mais uns 25 anos e então por volta de 29. O Reformador é até hoje o periódico oficial da Federação Espírita Brasileira. normalmente as três primeiras páginas de matérias e a quarta eram dedicadas à publicidade. um fotógrafo português criou esse jornal para a divulgação do Espiritismo. Então Augusto Elias da Silva. porque a FEB nasce como Federação no Império. no dia 1º de janeiro de 1884. Uma coisa extremamente curiosa.APÊNDICES A. das unidades federativas do país. Nós estávamos ainda no império. 1905. Ele era quinzenal. a República só surgiria depois. por causa do feriado. E já nasce com esse nome de Federação. Em primeiro de janeiro o Augusto Elias junta uns colegas e decidem. criar a FEB. 55 . Era inicialmente um jornal de quatro páginas. do Brasil. já com uma idéia da Federação. e ela é registrada um dia depois.

que é implantado. Então ele assume a presidência em 1895 e fica por dois períodos. de uma prática. mais ou menos. mas você vê no próprio reformador que no outro número teve uma continuação. . união dos espíritas. responsável pela coordenação do Movimento Espírita Brasileiro. ele continua como orientador. que mudou o Movimento Espírita Brasileiro.Então a Federação já surge com essa orientação espiritual de realmente fazer trabalhos de coordenação do Movimento Espírita Brasileiro. e esses outros periódicos não são espíritas. Ocorre em 1949 a conhecida reunião denominada de Pacto Áureo. Mas nesse segundo período. O Reformador é uma publicação ininterrupta. então quando surge essa confusão toda. Foi a época da ditadura. só que muitas dificuldades aconteceram. época de Getúlio Vargas. inclusive fechando as portas da FEB. O Reformador está entre os quatro periódicos nacionais mais antigos. constitui o Conselho Federativo Nacional. “Brasil. pra colocar o propósito de uma divulgação. e ele aceita esse convite. Bezerra de Menezes foi convidado. de 49. uns queriam dar destaque maior ao lado cientifico. Se for ver na história são três meses que ficou sem publicar. A FEB publica seus livros e ainda hoje é considerada a maior editora de livro espírita do mundo. um ano depois. ele faz todo esse trabalho de unificação. E depois você vai tendo essa trajetória toda. A partir do Pacto Áureo. pátria do Evangelho”. e daí fica conhecido como é hoje. mas teve esse lapso de três meses. que foi uma reunião de trabalhadores de centros espíritas do Brasil porque até então não havia essa organização como nós temos hoje. O Conselho Federativo Nacional é um órgão da Federação. porque dentre os membros da diretoria. como você pode encontrar no livro de Humberto de Campos. E cada Estado está representado neste Conselho Federativo. Alguns períodos foram muito difíceis. só que impõe algumas condições: ele queria realmente fazer esse trabalho de unificação. de união dos espíritas. E quando desencarna ele estava como presidente da FEB e não reencarnou até hoje. O Pacto Áureo é considerado um pacto espiritual. outros ao lado religioso. coração do mundo.Qual o objetivo da revista Reformador? 56 .

então o centro que queira receber a Reformador é só entrar em contato com o departamento gráfico e receberá de graça a revista. Além disso. então você já vê uma preocupação maior nesse sentido. o texto passará por uma revisão doutrinária e técnica. além dos nomes conhecidos. as pessoas têm acesso à revista pelo portal da FEB na internet.Na revista nós vemos textos de oradores conhecidos. Você vai ver as referências. sem ter a possibilidade de fazer uma interpretação que pudesse gerar uma confusão do que é ou não espiritismo. O principal objetivo sempre foi divulgar o Espiritismo com os princípios espíritas propriamente ditos. Como a Federação analisa o ano de 2010 e toda essa divulgação na mídia? 57 . a maneira correta de citar. quem mais pode escrever pra Reformador? Qualquer um pode escrever para a revista. A revista tem uma diagramação que a torna mais agradável e uma revista tecnicamente correta. por isso que ela não atinge o grande público. sobretudo dos espíritas. A idéia inicial era de um periódico que pudesse chegar às mãos. Mas a finalidade da revista sempre foi divulgar o Espiritismo e passar as informações do que estava acontecendo no movimento espírita. Agora ressurge o Brasil Espírita basicamente como um boletim informativo do próprio Conselho Federativo pra dar as informações do que está acontecendo no Movimento Espírita. mas sempre com a idéia de levar o Espiritismo para aqueles que estivessem o mais distante possível. Sempre está encartado na revista o “Brasil Espírita” é um boletim que era publicado no Reformador e parou de existir na década de 70. O Reformador é distribuído gratuitamente para todos os centros espíritas. simpatizantes e interessados e ter notícias. A revista Reformador sempre trabalhou por uma preservação doutrinária. . como Divaldo Franco e Richard Simonetti. Ele foi sendo transformado ao longo do tempo.A revista Reformador sempre foi o porta-voz oficial da FEB.Nunca se ouviu falar tanto em espiritismo como nesse ano. mas antes da publicação. mas a linguagem ainda é voltada para os espíritas. . A FEB sempre teve muito cuidado com a revisão. informações do movimento espírita. de 10 livros que ela recebe. pra você ter uma idéia. Então a revista faz de tudo para tornar a leitura mais agradável. ela edita um.

que são tendenciosas acabam sendo uma divulgação para o Espiritismo. principalmente da divulgação. nós estamos vivendo esse tempo e todos nós somos convocados a defender os ideais espíritas. E nós temos a televisão. Claro que você corre um risco com a popularização da doutrina. pela imprensa que está chegando cada vez mais próximo do verdadeiro espiritismo. E é o que está acontecendo. Eu gostaria até de elogiar. da reencarnação. novelas. Então a própria mídia não espírita está concedendo espaço. ela vai mudando a linguagem. E mesmo as que não são tão corretas. Os tempos são chegados. de um modo geral. o cinema agora com o lançamento do Nosso Lar. 58 . porque. .2010 é um marco na história do Espiritismo. satisfatória. mas nas casas espíritas em modo geral do Brasil inteiro. com novelas. Não só na FEB. agora essa novela que trata de assuntos sobre mediunidade. mas isso faz parte do processo. pessoas que nunca ouviram falar em espiritismo pela primeira vez vão às casas espíritas. Esse ano é especial. pois quando você populariza você tende a perder em profundidade. tem a minissérie A Cura. você vê pela Reformador. com seriados. é uma chamada pra depois você aprofundar. para a renovação dessa transição do mundo de provas e expiações para regeneração a gente tem essa grande força através das diversas mídias.Vocês percebem um aumento no público das casas espíritas com toda essa divulgação que está ocorrendo ou quando tem alguma novela no ar ou filme com temática espírita no cinema? Sim. não tendenciosa. a divulgação está sendo muito boa. é um grande momento de divulgação e a gente tem que aproveitar essa oportunidade fazendo o que? Falando numa linguagem que o público entenda. O Espiritismo precisa chegar ao conhecimento de diversas pessoas. as vezes perdendo em profundidade. já tivemos o Chico Xavier que foi um sucesso de bilheteria. de vidas passadas. Então a gente tem uma divulgação pelo rádio. Por conta dos filmes. então o grande desafio nosso é saber falar a linguagem num nível que atinja o público que não é espírita e isso a mídia cinematográfica faz muito bem.

. Ele será tomado como ficção cientifica por muitos. Nesse filme. você vai ter essa procura e nós devemos estar preparados pra atendê-las. mas há determinados segmentos que você deve ter um profissional. O que se pode esperar do filme Nosso Lar? Um grande estouro na divulgação. . E vai ter uma grande repercussão. um apoio as casas espíritas de um modo geral. que é um órgão da Federação. com representantes de todos os Estados. Me fale um pouco da sua importância? A Revista Espírita surgiu um ano depois do lançamento de O Livro dos Espíritos.Então é impressionante como a coisa tem aumentado. Kardec tem a Revista Espírita como um verdadeiro laboratório.Você citou a Revista Espírita. nas denominações. Então é muito bom. Kardec foi um mestre em todos os sentidos. pois eles sabem como fazer e tira o amadorismo do veículo. 59 . a produção dos periódicos seja baseada na Revista Espírita. E a FEB vem prestando uma assistência. inclusive nessa arte de nos deixar um grande exemplo de como se fazer um periódico voltado ao beneficio das pessoas. E ela se tornou um marco na história do espiritismo. Ele vai atingir o grande público. o diretor conseguiu fazer algo extraordinário: ele fala da doutrina espírita sem necessariamente contar no espiritismo. outra orientação é colocar profissionais para fazer os periódicos. Isso é algo que a gente precisa aprender: não é tornar profissional algo que vai ser sempre do coração.A FEB auxilia os veículos de comunicação espírita de alguma maneira? A grande orientação que nós fazemos é que a elaboração. Ele [Kardec] lançou o primeiro fascículo meio às escuras. ele não sabia da receptividade enorme que ela teria. Além disso. Isso atinge o grande público. através do Conselho Federativo Nacional.

a qual nós conhecemos tão carinhosamente como Allan Kardec. mas precisamente à 18 de abril de 1857.Voltando às origens. E ela é. pelo menos não pelo Pentateuco e com esse material que não foi incorporado a essas 5 obras. mas precisamente em janeiro e ela era formada com a quantidade de material que o Kardec reunia. qual a importância da Revista Espírita para os meios de comunicação social espírita? A revista espírita é o primeiro periódico sistemático espírita. a Revista Espírita também tinha o objetivo de entreter.Nome Completo: André Marouço Cargo: Fundador e Diretor da TV Mundo Maior Entrevista por Aryane Almeida Data: 08/09/2010 . filosófica e até religiosa. fruto de suas pesquisas. Em 1857 o Kardec já havia lançado à lúmen humana O Livro dos Espíritos. de uma maneira jovial pra penetrar mais profundamente no coração daqueles que buscam a mensagem consoladora. E o Kardec então começou a aproveitar esse material e lançar a Revista Espírita. por isso que ela foi conhecida como primeiro periódico. o trabalho da TV é anterior à sua própria inauguração. mas esse é um trabalho bastante anterior. o intuito de informar e de entreter. A TV Mundo Maior é o resultado de um trabalho que começou alguns anos antes da sua efetiva inauguração. lembrando que a TV Mundo Maior foi ao ar oficialmente no dia 01 de janeiro de 2006. 60 . que não seria codificado. O subtítulo da Revista Espírita é jornal de estudos psicológicos. de suscitar curiosidades. mas também aproveitar a oportunidade de passar a doutrina de uma maneira leve. na verdade a primeira publicação editorial espírita com interesse jornalístico e isso começou em 1858. Então. . Mas o fato é que o Kardec recebia um número muito grande de respostas de mensagens vindas dos espíritos através de médiuns não só da França como de várias localidades do mundo. através deste material o Kardec aproveitava aquele material suplementar. A revista iniciou em 1858.Como começou a TV Mundo Maior? Conte-me um pouco da história da emissora. eu diria. da onde nós todos bebemos pra tratar de divulgação de Espiritismo. E a Revista Espírita tinha um duplo intuito. ou pelo menos uma grande parte desse material. enquanto as obras do Pentateuco eram obras com uma profundidade científica. onde a gente precisa ser conhecedor da doutrina. ele passaria a formar a Revista Espírita. o pedagogo H. Leon Denizard Rivail. feito justamente pelo seu codificador. desta forma.

tínhamos lá um cenário muito simples. ao vivo primeiramente.Qual o diferencial da TV Mundo Maior para as outras emissoras de TV espíritas? Bom. resolveu alçar vôos um pouco mais altos e acabou adquirindo um espaço no satélite C2. No Espaço nós temos uma porção de satélites e o principal é o satélite C2. conversavam entre si. e a TV Mundo Maior foi ao ar efetivamente no dia 1 de janeiro de 2006. que faz parte da Fundação Espírita André Luiz. profundos pesquisadores do Espiritismo e começou a levar esses pesquisadores pra frente das câmeras naquele programa chamado Boa Nova na TV que ia ao ar. que é o principal satélite de veiculação de áudio visual no Brasil. entre 10h e 12h aos domingos. respondiam perguntas enviadas por simpatizantes. nós convidamos essas pessoas para a TV. um espaço que já tinha sido ocupado pelo companheiro Alamar Regis durante muitos anos. Esse trabalho começou na Rede Boa Nova de Rádio. onde nós transmitimos o nosso sinal. depois futuramente infanto-juvenil. mas também a televisão. a Fundação Espírita André Luiz. A Rede Boa Nova de Rádio começou a ocupar um espaço em um canal de televisão via satélite. que já existe há mais de 4 décadas. na época B1. médicos enfim. pessoas que já estavam habituadas com o estúdio de rádio. a realização de alguns documentários. Efetivamente estamos trabalhando para a produção de uma grade infantojuvenil: primeiramente juvenil. de preferência. deu início aquele trabalho. quando nós falamos emissoras. Porque ele é principal. que opera por AM em São Paulo. esses programas eram ocupados por comunicadores da Rede Boa Nova de Rádio. que nós conhecemos efetivamente são duas emissoras de TV espírita. e a Rede Boa Nova de Rádio. alguns episódios já aconteceram. que seriam a TVCEI e a TV Mundo Maior. e assim era formada nossa primeira programação. Primeiramente. uma programação que fale ao público de uma maneira bastante jovial e bastante atrativa. Quando foi no ano de 2005. data que se comemora também o lançamento da Revista Espírita. Sorocaba e outras localidades do Brasil e também através da internet. ou espíritas ou curiosos. advogados. 61 . porque ali estão as principais emissoras de televisão e rádio abertas do nosso querido país. onde duas ou três pessoas se sentavam. num formato de talk show. Em 2005 um grupo de profissionais e de estudantes da doutrina espírita. nós temos evoluído a tal ponto de hoje apresentar alguma coisa teledramaturgica. . E a Rede Boa Nova começou a pegar os apresentadores da Rede Boa Nova de Rádio entre eles psicólogos. E assim começou a TV Mundo Maior. Foi ao ar primeiramente com 2 horas de programação diária e hoje são 24 horas de veiculação diária. pela qual nós fazemos parte. e. Ao longo destes quase cinco anos. esse é um trabalho que começou por volta do ano de 2003.A TV iniciou através dos trabalhadores da Rede Boa Nova de Rádio. nós compreendemos alguém que ocupe não apenas a WEB. por coincidência. O Alamar não pôde continuar com aquele trabalho que estava fazendo e num determinado momento aquele espaço ficou vago.

e que na medida em que nós agirmos melhor no nosso presente. Nós achamos que temos muito a aprender com a TVCEI e devemos também dar a nossa contribuição para que a TVCEI possa fazer mais e melhor a cada dia e quem sabe no futuro podemos ter uma única emissora transmitindo para todos os corações humanos. Então eu diria que o maior objetivo da TV é divulgar a doutrina espírita. Eu diria que talvez o grande diferencial da TV Mundo Maior em relação à outra TV. do que aproveitando-se de todas as ferramentas que o áudio visual poderia fornecer e nós da TV Mundo Maior tentamos dar profundidade. filiada a Fundação Espírita André Luiz possa reunir pra fazer cada vez mais e melhor não só para o Brasil. e mostrar que é possível seguir a vida. Eu acho que esse é o nosso grande objetivo. nós reservamos maior felicidade pro futuro. quanto a TV Mundo Maior. . aproveitando as forças e as sinergias que tanto o Conselho Espírita Internacional. nós procuramos trabalhá-los da forma mais palatável possível. A verdade é que as duas emissoras têm importância.A TVCEI é um órgão filiado ao Conselho Espírita Internacional e a TV Mundo Maior é uma emissora da Fundação Espírita André Luiz. mostrando que a vida não se encerra no túmulo e que ela procede pra contribuir com a nossa felicidade. Como vocês avaliam o conteúdo antes dele ser veiculado? Pra responder essa sua pergunta eu retirei um trecho que está escrito em O Livro dos Médiuns. mas também pro mundo. aproveitando-se de todo o conhecimento. de forma que nós possamos contribuir para que a sociedade perceba que vale a pena tentar ser cada dia melhor. a qual nós respeitamos e admiramos tanto. apresentar a profundidade da doutrina espírita através de uma programação mais jovial.Me fale sobre a responsabilidade doutrinária da TV Mundo Maior. que todos nós seguiremos a vida. ou pelo menos o que se 62 . . de todas as idades. grande importância na divulgação da doutrina espírita. de toda a potencialidade que o áudio-visual pode oferecer. na nossa opinião. mas muito mais preocupada no conteúdo. que está mais ligado a FEB. é que nos nossos conteúdos. Não deve haver concorrência para o bem. que as relações transcendem o grande evento que pra nós é apenas um evento biológico. o mais palatável possível para que nós nos aproveitemos da expertise que o brasileiro tem em fazer televisão e possamos fazer uma televisão que possa atingir a tudo e a todos. é mostrar que a vida não se encerra com o túmulo. classes social. crendices. aonde o Kardec diz o seguinte: “os que desejem tudo conhecer de uma ciência devem necessariamente ler tudo que se ache escrito sobre a matéria.Qual o objetivo da TV? O objetivo da TV é ocupar-se de divulgar a doutrina espírita. A TVCEI tem uma programação extremamente rica. que é o evento da morte. de todas as religiões. enfim. que é a TVCEI. falando para todos os públicos.

se é uma árvore que dá bons frutos. como disse o próprio Kardec. interar-se dos diferentes sistemas a fim de poderem julgar com comparação. colocamo-nos nas fileiras. ou outros “ah. como também no conteúdo. nem criticamos obra alguma. o professor Herculano Pires não aprovava o Ramatis”. se for um conteúdo edificante. Veiculando essas informações. consoladora. Devem mesmo ler os prós e os contras. “não nos cabe a ridícula pretensão de ser o único distribuidor da luz”. trazendo nossa pedra ao edifício. consolador e que apresente uma estética. assim a gente traz os pensamentos que se aproximam com os nossos 63 . Como disse Jesus. nós veiculamos. da pureza doutrinária. é uma árvore saborosa. não se limitando a um único autor. A emissora é completamente espírita e possui programas espiritualistas. E o que o codificador nos traz. sempre com muita responsabilidade. deve ser veiculado por um canal de TV espírita como é a TV Mundo Maior. “Não nos cabe ser juiz ou parte. nós entendemos que tudo o que há escrito sobre espiritualidade e que traga uma mensagem edificante. que não se deve ler isso ou não se deve ler aquilo. não só os programas espíritas”. sempre são avaliados e quando a mensagem é edificante. “reconhece-se a árvore pelos seus frutos”. por exemplo. e vou ler de novo o que o codificador nos traz: “Não nos cabe ser juiz ou parte. e. nem se deve acompanhar aquilo. influenciar a opinião que dela se possa formar. quando muitas vezes no Movimento Espírita a gente vê algumas discussões e alguns artigos de companheiros que falam.” Na nossa opinião. as críticas como as apologias. então alguns as vezes dizem “poxa. o que há de positivo. mas tem um programa espiritualista. é muito importante esse trecho de O Livro dos Médiuns. Toca ao leitor separar o bom do mal.” E ele diz que é necessário que você leia tudo. Desses. uma mensagem de amor e de paz.A emissora é completamente espírita ou possui programas espiritualistas? Eu diria pra você que é uma e outra coisa. o verdadeiro do falso. não só na forma. é de amor. afinal uma é decorrência da outra. nós damos as condições de que quem nos assista. o telespectador possa julgar aquilo que ele concorda ou aquilo que ele discorda. que falam. Por esse lado não preconizamos. não nos cabe ser juiz ou parte e não alimentamos ridícula pretensão de ser o único distribuidor da luz. das criticas as apologias. todos aqueles que devem conhecer de algo devem ler de tudo.ache de principal. visto não querermos. . nós distribuímos através da TV Mundo Maior. por exemplo. e não alimentamos ridícula pretensão de ser o único distribuidor da luz. ou seja. e isso que a gente tem tentado fazer como norma de veiculação na TV Mundo Maior. nós entendemos que todos esses programas eles são avaliados. mas a TV Mundo Maior tem o programa de Ramatis. Como nós somos uma emissora de TV. e não alimentamos ridícula pretensão de ser o único distribuidor da luz”. não se deve acompanhar isso. de nenhum modo. por exemplo. Como disse Kardec.

infelizmente existe uma grande quantidade de informação danosa sendo transmitida. mas também na forma. que seja consolar corações e mentes. precisamos nos valer dos melhores recurso de áudio visual pra veicular tão ou melhor do que fazem as emissoras comerciais. nós vivemos numa época onde infelizmente através da TV. O que é este programa. O que nos cabe. E a referencia que a gente busca. O que nós. de rádio. sem duvida de que isso tenha uma grande importância para a sociedade. que torne as pessoas mais felizes e conscientes do seu papel no mundo. são de grande importância para a sociedade. de paz. qual seu papel no mundo. outras emissoras de TV e rádio que passam uma programação salutar. da rádio. Se está sendo estudado pelos homens da ciência. Então aquelas emissoras de TV. que aceite aquilo que lhe é correto e que não é correto. educar as pessoas.Qual a importância da emissora para a divulgação da doutrina espírita e para a sociedade? Eu diria que não só a importância da TV Mundo Maior é muito grande pra sociedade. a gente tenta estar o mais próximo possível daquilo que fez o Kardec quando codificou a doutrina. da web. como qualquer outro veiculo que tenha o objetivo que tem a TV Mundo Maior. qual seu papel na sua própria transformação. Assim.pensamentos. Não somente no conteúdo. qual o objetivo deste programa. enfim qualquer meio de comunicação em que possa ser veiculado uma mensagem de amor. a TV Mundo Maior. Uma mensagem de amor e de paz e de conteúdo. pra quem ele será destinado. nós como divulgadores de uma doutrina de amor. deixando ao expectador que assimile aquilo que lhe é interessante assimilar.Existe alguma referência que vocês usam na hora de criar um programa ou escolher o que será veiculado? Nós tentamos sempre nos valer de um estudo prévio pra poder levar um programa ao ar. pelos 64 . edificante. web e livros. educação e consolo. qual a duração desse programa. e que ele seja seu fiel juiz. que acalente corações e almas. e possibilitar assim que elas possam ser cada vez mais felizes. visto que hoje . . uma programação rica em conteúdo. É claro que tudo acima de uma base de amor. eu acho que essa são algumas perguntas que nós nos fazemos antes de preparar um novo programa pra ir ao ar. pra que as pessoas possam compreender quem são. o que nós precisamos fazer é que essa informação chegue ao maior número de pessoas possíveis. a TV CEI. e de tantas outras formas de divulgação. que divulgamos a doutrina espírita ou outras emissoras que divulgam um conteúdo espiritualista.

as pessoas que estão por trás da nossa programação são pessoas que estudaram profundamente o espiritualismo ou o espiritismo. a filosofia. Assim os nossos comunicadores. a religião espírita. a psicologia. uma programação mais rica e mais palatável pra sociedade. 65 . transformador e espiritualista nós então aceitamos como conteúdo da TV Mundo Maior. pra que a gente possa ter um conteúdo áudio visual.homens da filosofia e pelos homens das religiões. se é conteúdo educativo. enfim.

Qual o objetivo do Portal Panorama Espírita? O objetivo do portal. como meio. sempre foi: “o estudo e a comunicação da Cultura Espírita. entre outros serviços como o atendimento fraterno e o tira dúvidas.Como começou o Portal Panorama Espírita? Conte-me um pouco da história. livros. afastando o ser humano de sua realidade essencial. conscientemente. O site conta com mais de 13000 usuários cadastrados e milhares de visitas diárias. É nessa dinâmica evolutiva que o homem se supera. neste ciclo de profundas transformações sociais. Buscar a interação e a interdependência da visão homem/mundo. são milhares de mensagens. buscando sua correlação na Cultura Geral. entretanto. inerente à doutrina codificada por Allan Kardec. despertando suas potencialidades latentes e assumindo. Atuando e transformando o mundo.Nome Completo: Jomar Carlos Pereira Cargo: Criador do Portal Panorama Espírita Entrevista por Aryane Almeida Data: 10/09/2010 . filosófico e ético. - Qual o diferencial do Panorama para os outros sites espíritas? Penso que seja a quantidade e a diversidade de seu conteúdo. espírito/matéria. O portal panoramaespirita no ar desde 2002 se tornou um dos maiores sites de conteúdo espírita do mundo. encarecendo. na sua metodologia de síntese cultural. artigos. o homem cresce. isto porque. elaborado pelo saudoso companheiro prof. inclusive de livros espíritas disponíveis gratuitamente e o atendimento fraterno. que essa significativa conquista virtual da ciência tecnológica não seja transformada em objeto de alienação e segregação. das interrelações pessoais no mundo e com o mundo. sua condição de co-criador. ou seja. teoria/prática. no seu sentido científico. 66 . José Carlos Pereira. transforma a si mesmo moral e intelectualmente e através da própria criação. Valoriza e recomenda a comunicação eletrônica como instrumento.” . o Espiritismo toca em todas as áreas do conhecimento.

Existe alguma revisão doutrinária sobre os textos que são enviados para o site? Não fazemos censura de idéias.. ou pensamentos imorais. só eliminamos os artigos que contenham palavras inadequadas. 67 . ilegais etc.

vislumbrou a ampliação deste trabalho. anti-doutrinárias. Foi um trabalho pioneiro por Luis Hu Rivas e Joseval Carneiro Jr.Como começou a TVCEI? Conte-me um pouco da história da emissora.Nome Completo: Luis Hu Rivas Cargo: Diretor da TVCEI Entrevista por Aryane Almeida Data: 30/08/2010 . bonita.Qual o diferencial da TVCEI para as outras emissoras de TV espíritas? A TVCEI em 2009 colocou seu sinal no satélite. esteticamente bela. para criar uma webtv espírita. . . levando pra a maior quantidade de almas possíveis. As diretrizes são as de Emmanuel. e sim do mundo. visando ampliar seu alcance ainda mais. Anos apos. A TVCEI esta voltada ao publico espírita. destinada não só aos espíritas do Brasil. apresentando como ele é. Não existe espaço para questões polemicas. a FEB e o CEI. . com a grande gestão de Nestor Masotti (presidente). fazendo transmissões via internet com Divaldo Franco. Iniciamos em 2000 no portal Plenus. 68 . em Salvador Bahia. Procura mostrar uma cara jovem.Qual o objetivo da TVCEI? A TVCEI quer divulgar o espiritismo. agradável. e agora esta presente em 15 operadoras de TV a cabo em todo o Brasil.Me fale sobre a responsabilidade doutrinária da TVCEI. conta com designers gráficos e profissionais que tentam dar uma beleza como a doutrina merece. Fieis a Jesus e Kardec. A TVCEI começou na internet. Como vocês avaliam o conteúdo antes dele ser veiculado? O conteúdo é muito simples. Atender seus anseios e necessidades.

não podemos perder em coisas q prejudiquem ou não construam.Existe alguma referência que vocês usam na hora de criar um programa ou escolher o que será veiculado? A referência é ser fiel a Codificação.A emissora é completamente espírita ou possui programas espiritualistas? Completamente espírita. Importante é a forma e o conteúdo. e ter beleza estética. . 69 .Temos tão pouco espaço para divulgar espiritismo. .

.Pode me falar um pouco sobre o Pinga Fogo com Chico Xavier? O Pinga-Fogo com Chico Xavier foi um programa inédito e até hoje não houve nada que o superasse. o programa que teve maior audiência na TV Brasileira até hoje? Gratificado e muito feliz por ter um trabalho jornalístico repercutindo depois de quase 40 anos. quando terminou o programa. em frente à TV. em 1944. Chico saiu do estúdio e foi cumprimentando cada funcionário que 70 . através da reportagem feita por David Nasser. Em 1968 resolvi procurar Chico. David me confessou que estava arrependido do que havia feito. Em 1961. foi quando o conheci pessoalmente. na Revista O Cruzeiro. O fato curioso.Nome Completo: Saulo Gomes Cargo: Jornalista Entrevista por Aryane Almeida Data: 06/09/2010 . . . . Os funcionários estavam curiosos e apreensivos.Quem foi Chico Xavier pra você? Chico não foi somente mais um entrevistado em minha carreira jornalística.Como você se sente por ter convidado o médium para participar do Pinga-Fogo.Saulo. Foi um marco do jornalismo brasileiro.Como foi a expectativa do público e das pessoas que trabalhavam na emissora? Algum fato curioso dos bastidores? O público lotou o auditório e foi preciso instalar televisores na rua. se assim podemos dizer. foi um amigo. como você conheceu Chico Xavier? Conheci um pouco da história de Chico Xavier.

até então. . agradecendo e chamando cada um pelo nome! (pessoas que ele nunca havia visto!) . Temos novelas e filmes abordando o assunto. 71 . de um programa que. a igreja católica reagiu e até publicou um manifesto. Em sua opinião. ao vivo. só entrevistava políticos de grande nome. por que essa edição do Pinga-Fogo fez tanto sucesso? Porque foi inédito ter um espírita participando.Como você analisa o modo que a mídia comum aborda o Espiritismo e Chico Xavier? Em 1971.encontrava pelos corredores. você fala que o Brasil todo parou para assistir o programa. Hoje a midia aceita e divulga.No seu livro Pinga-Fogo com Chico Xavier.