Você está na página 1de 11
EraVargas FontesEscritas SenadoFederal SubsecretariadeInformações DECRETON.19.890­DE18DEABRILDE1931
EraVargas FontesEscritas SenadoFederal SubsecretariadeInformações DECRETON.19.890­DE18DEABRILDE1931

SenadoFederal

SubsecretariadeInformações

DECRETON.19.890­DE18DEABRILDE1931

Dispõesobreaorganizaçãodoensinosecundário

OChefedoGovernoProvisóriodaRepúblicadosEstadosUnidosdoBrasil,

decreta:

TÍTULOI

ENSINOSECUNDÁRIO

CAPÍTULOI

Doscursos

Art.1ºOensinosecundáriooficialmentereconhecido,seráministradonoColégioPedroIIeemestabelecimentossob

regimedeinspeçãooficial.

Art.2ºOensinosecundáriocompreenderádoiscursosseriados:fundamentalecomplementar.

Art.3ºConstituirãoocursofundamentalasmatériasabaixoindicadas,distribuidasemcincoanos,deacordocoma

seguinteseriação:

1ªsérie:Português­Francês­Históriadacivilização­Geografia­Matemática­Ciênciasfísicasenaturais­Desenho

­Música(cantoorfeônico).

2ªsérie:Português­Francês­Inglês­Históriadacivilização­Geografia­Matemática­Ciênciasfísicasenaturais­

Desenho­Música(cantoorfeônico).

3ªsérie:Português­Francês­Inglês­Históriadacivilização­Geografia­Matemática­Física­Química­História

natural­Desenho­Música(cantoorfeônico).

4ªsérie:Português­Francês­Inglês­Latim­Alemão(facultativo)­Históriadacivilização­Geografia­Matématica­

Física­Química­HistóriaNatural­Desenho.

5ªsérie:Português­Latim­Alemão(facultativo)­Históriadacivilização­Geografia­Matemática­Física­Química­

Histórianatural­Desenho.

Art.4ºOcursocomplementar,obrigatórioparaoscandidatosàmatrículaemdeterminadosinstitutosdeensino

superior,seráfeitoemdoisanosdeestudointensivo,comexercíciosetrabalhospráticosindividuais,ecompreenderáas

seguintesmatérias:AlemãoouInglês.Latim,Literatura,Geografia,GeofísicaoCosmografia,HistóriadaCivilização,

Matemática,Física,Química,Histórianatural,Biologiageral,Higiene,PsicologiaeLógica,Sociologia,Noçõesde

EconomiaeEstatística,HistóriadaFilosofiaeDesenho.

Art.5ºParaoscandidatosàmatrículanocursojuridicosãodisciplinasobrigatórias:

1ªsérie:Latim­Literatura­Históriadacivilização­NoçõesdeEconomiaeEstatística­Biologiageral­Psicologiae

Lógica.

2ªsérieLatim­Literatura­Geografia­Higiene­Sociologia­HistóriadaFilosofia.

Art.6ºParaoscandidatosàmatrículanoscursosdemedicina,farmáciaeodontologiasãodisciplinasobrigatórias:

2ªsérie:­AlemãoouInglês­Física­Química­Histórianatural­Sociologia.

Art.7ºParaoscandidatosàmatrículanoscursosdeengenhariaoudearquiteturasãodisciplinasobrigatórias:

1ªsérie:Matemática­Física­Química­Histórianatural­GeofísicaeCosmografia­PsicologiaeLógica.

2ªsérie:Matemática­Física­Química­Histórianatural­Sociologia­Desenho.

Art.8ºOregulamentodaFaculdadedeEducação,CiênciaseLetrasdiscriminaráquaisasmatériasdocurso

complementarqueserãoexigidasparaamatrículaemseuscursos.

Art.9ºDuranteoanoletivohaveráainda,nosestabelecimentosdeensinosecundárioexercíciosdeeducaçãofísica

obrigatóriosparatodasasclasses.

Art.10.Osprogramasdoensinosecundário,bemcomoasinstruçõessobreosmétodosdeensinoserãoexpedidos

peloMinistériodaEducaçãoeSaudePúblicaerevistos,detrêsemtrêsanos,porumacomissãodesignadapeloministro

eàqualserãosubmetidasaspropostaselaboradaspelaCongregaçãodoColégioPedroII.

Art.11.Osprogramasserãoorganizadosdeacordocomaduraçãodoanoletivo,demodoaserministradonesse

períodooensinodetodaamatérianelecontida.

Art.12.Oensinodocursocomplementarpoderáserministradonosestabelecimentosoficiaisdeensinosecundárioe

nosestabelecimentossoboregimedeinspeção.

§1ºEnquantonãohouvernúmerosuficientedelicenciadospelaFaculdadedeEducação,CiênciaseLetras,com

exercícionomagistérioemestabelecimentosdeensinosecundáriosobinspeçãooficial,serãomantidos,anexosaos

institutossuperioresoficiaisouequiparados,oscursoscomplementaresrespectivos.

§2ºOsprogramasdeensinodestescursos,organizadoseexpedidosnostermosdoart.10,serãoidênticosaosdo

ColégioPedroII.

Art.13.Paraaregênciadasmatériasnocursocomplementarlecionadosemcursoanexoaqualquerinstitutosuperior,

terãopreferência,deacordocomsuashabilitações,professoresedocenteslivresdomesmo,anualmentedesignados

pelorespectivoconselhotécnicoadministrativo.

§1ºNosinstitutosoficiaisdeensinosuperior,aremuneraçãodevidaaosdocentespelaregênciadematériasdocurso

complementarcorreráporcontadarenda,domesmocursoe,eventualmente,porcontadarendadosreferidosinstitutos.

§2ºEstaremuneraçãonãoseráinferioràgratificaçãonemsuperioraoordenadodecatedrático.

CAPÍTULOII

DocorpodocentedoColégioPedroII

Art.14OcorpodocentedoColégioPedroIIseráconstituídoporprofessorescatedráticoseauxiliaresdeensino.

Art.15.OsprofessorescatedráticosdoColégioPedroIIserãonomeadospordecretodoGovernoFederal,e

escolhidosentrediplomadospelaFaculdadedeEducação,CiênciaseLetrasmedianteconcursodeprovasetítulos.

Parágrafoúnico.Oconcurso,dequetrataesteartigo,serárealizadodeacordocominstruçõesoportunamente

expedidapeloMinistrodaEducaçãoeSaudePública.

Art.16.EnquantonãohouverdiplomadospelaFaculdadedeEducação,CiênciaseLetras,ocargodeprofessorno

ColégioPedroIIseráprovidoporconcurso,nascondiçõesestabelecidasparaaescolhadoscatedráticosdosinstitutos

deensinosuperiordevendoserindicadospeloConselhoNacionaldeEducaçãoostrêsmembrosdacomissão

examinadoraestranhosàCongregação.

Art.17.Oprofessorseránomeadopor10anosfindososquais,sendocandidatoàreconduçãonocargo,haveránovo

concursoaquesópoderãoconcorreralemdele,professoresoutrosestabelecimentosdeensinosecundáriocuja

nomeaçãotambémtenhasidofeitamedianteconcurso.

§1ºOjulgamentodesteconcursoseráfeitoporumacomissãoescolhidanostermosdoartigoanterior,econstaráda

apreciaçãodepublicaçõesoriginaisoudidáticasequaisqueroutrostrabalhoscientíficosouliteráriosapresentadospelos

candidatos.

§2ºNãosendocandidatoàreconduçãooprofessorcujomandatotermina,oconcursoserádetítuloseprovasese

processaránostermosdoartigoanterior.

CAPÍTULOIII

Daadmissãoaocursosecundário

Art.18.Ocandidatoàmatrículana1ªsériedeestabelecimentodeensinosecundárioprestaráexamedeadmissãona

segundaquinzenadefevereiro.

§1ºAinscriçãonesteexameseráfeitade1a15doreferidomês,medianterequerimento,firmadopelocandidatoou

seurepresentantelegal.

§2ºConstarãodorequerimentoaidade,filiação,naturalidadeeresidênciadocandidato.

§3ºOrequerimentoviráacompanhadodeatestadodevacinaçãoanti­variólicarecenteedorecibodepagamentoda

taxadeinscrição.

Art.19.Ocandidatoaexamedeadmissãoprovaráteraidademínimade11anos.

Parágrafoúnico.Quandooestabelecimentosedestinaràeducaçãoderapazeseoregimeforodeinternato,aidade

docandidatonãoexcederáde13anos.

Art.20.Nãoserápermitidainscriçãoparaexamedeadmissão,namesmaépoca,emmaisdeumestabelecimentodo

ensinosecundário,sendonulososexamesrealizadoscomtransgressãodestedispositivo.

Art.21.Oexamedeadmissãoserealizaránoestabelecimentodeensinoemqueocandidatopretendermatrícula.

Parágrafoúnico.Abancaexaminadoraseráconstituída,noColégioPedroIl,portrêsprofessoresdomesmo,

designadospelodiretor;nosestabelecimentossobregimedeinspeçãopermanenteoupreliminar,pordoisprofessoresdo

respectivoquadrodocente,sobapresidênciadeumdosinspetoresdodistrito.

Art.22.Oexamedeadmissãoconstarádeprovasescritas,umadeportuguês,(redaçãoeditado)eoutradearitmética

(cálculoelementar),edeprovasoraissobreelementosdessasdisciplinasemaissobrerudimentosdeGeografia,História

doBrasileCiênciasnaturais.

Art.23.ODepartamentoNacionaldoEnsinoexpediráinstruçõesqueregulemoprocessoejulgamentodessasprovas.

CAPÍTULOIV

Doregimeescolar

Art.24Amatrículanocursosecundárioseráprocessadade1a14demarço.

Art.25.Orequerimentodematrículaviráinstruidocomosseguintesdocumentos:

a)certificadodehabilitaçãonoexamedeadmissão,paraamatrículanasdemaisséries;

b)atestadodesanidade;

c)recibodepagamentodataxadematrícula.

Art.26.Épermitidaatransferênciadealunosdeunsparaoutrosestabelecimentosdeensinosecundário,oficiaisou

sobregimedeinspeçãopermanenteoupreliminar.

§1ºSóseefetuarátransferênciadealunosnoperíododeférias.

§2ºAtransferênciasefarámedianteguiaexpedidapeloestabelecimentodeensinoemqueestejamatriculadooaluno,

edaqualconstaráminuciosainformaçãosobresuavidaescolar.

§3ºPelaguiadetransferênciaqueexpedircobraráoestabelecimentoumataxafixa,determinadapeloDepartamento

NacionaldoEnsino.

Art.27.Serápermitida,noColégioPedroIIenosestabelecimentosaeleequiparados,amatrículadealunos

transferidosdeestabelecimentosestrangeirosdeensino,seficaroficialmentecomprovadoqueoscertificadosexibidos

sãoválidosparaamatrículaemcursosoficiaisdeensinosuperiordopaísemqueforamexpedidos.

§1ºOscertificadosdequetrataesteartigodeverãoestarautenticadospelacompetenteautoridadeconsularbrasileira

oupelorepresentantediplomáticodopaísemqueestiversituadooinstitutodeensinocursadopelocandidato.

§2ºAceitaatransferência,seráocandidatoclassificadonasériedocursosecundáriocorrespondenteàquetenha

cursadonoestrangeiro,submetendo­seemépocalegalepagasasdevidastaxasaexamedasmatériasdequenão

possuacertificadosdehabilitaçãoeexigidasparasuaadaptaçãoaocursosecundáriobrasileiro.

Art.28.Ocandidatoàmatrículaeminstitutosuperiordeensinoestrangeiro,nascondiçõesdoartigoanterior,

submeter­se­ánoColégioPedroII,ounosEstados,emestabelecimentosoficialdeensinosecundário,naépocalegale

pagasasdevidastaxas,aosexamesdePortuguês,CorografiadoBrasileHistóriadoBrasiledasmatériasdocurso

complementar,referentesaoinstitutosuperioremquepretendaingressoeque,pelosprogramasdaescolafrequentada

pelocandidato,nãotenhamsidoestudadascomodesenvolvimentoexigido.

Art.29.Oanoletivocomeçaráem15demarçoeterminaráem30denovembro,nãopodendohavermodificação

dessasdatassenãopormotivodeforçamaior,medianteautorizaçãodoMinistrodaEducaçãoeSaudePública.

Art.30.Alemdosmesesdejaneiroefevereiroseráconsideradadefériasescolaresasegundaquinzenadomêsde

junho.

Art.31.Ohorárioescolarseráorganizadopelodiretorantesdaaberturadoscursos,fixadaem50minutosaduração

decadaaula,comintervaloobrigatóriode10minutos,nomínimo,entreumaeoutra.

Art.32.Cadaturmanãoterámenosde20nemmaisde28horasdeaulaporsemana,excluidosdessetempoos

exercíciosdeeducaçãofísicaeasaulasdemúsica.

Art.33.Seráobrigatóriaafrequênciadasaulas,nãopodendoprestarexame,nofimdoano,oalunocujafrequência

nãoatingiratrêsquartosdatotalidadedasaulasdarespectivasérie.

Art.34.Haveráduranteoanoletivoarguições,trabalhospráticose,ainda,provasescritasparciais,comatribuiçãode

nota,queserágraduadadezeroadez.

Art.35.Mensalmente,apartirdeabril,deveráseratribuidaacadaalunoeemcadadisciplinapelorespectivo

professor,pelomenosumanotarelativaaarguiçãooralouatrabalhospráticos.

§1ºAmédiadasnotasatribuidasduranteomêsserviráparaocômputodamédiaanualqueconstituiráanotafinalde

trabalhosescolares.

§2ºAfaltadamediamensal,pornãocomparecimentoqualquerquesejaopretexto,inclusivepordoença,equivaleà

notazero.

Art.36.Haveráanualmenteemcadaclasseeparacadadisciplinaquatroprovasescritasparciais,constituindoa

médiadessasquatronotasanotafinaldeprovasparciais.

§1ºAsprovasparciaisnãoserãoassinadas,masrecolhidasdemodoaquepossamserposteriormenteidentificados

osrespectivosautores.

§2ºAsprovasassinadasterãoanotazero.

§3ºOalunoquenãocompareceraqualquerprovaparcial,sejaqualforomotivo,teráanotazero.

Art.37Asprovasparciais,depoisdejulgadaspelosprofessoreseinspetores,serãoencerradas,pordisciplinaesérie,

emlucroqueserálacradoerubricadopelorespectivoinspetoreporumrepresentantedoestabelecimentodeensino.

§1ºSódepoisdeconcluidoesteprocesso,seráfeitaaidentificaçãodosautoresdasprovas,organizando­seao

mesmotempo,pararemessaaoDepartamentoNacionaldoEnsino,arelaçãodosnomesdosalunosedasnotasaeles

respectivamenteatribuidas.

§2ºOsenvólucrosnesteartigoficarãoarquivadosnosestabelecimentoseserãoremetidosaoDepartamentoNacional

doEnsino,casoporesterequisitados.

§3ºNoColégioPedroIIcaberáaosprofessorescatedráticoseauxiliaresdeensinoaexecuçãododispostoneste

artigo.

Art.38.Encerradooperíodoletivo,serãoosalunossubmetidosaprovasfinais,queconstarão,paracadadisciplina,

deprovaoralouprático­oralnasmatériasqueadmitiremtrabalhosdelaboratório,eversarãosobretodaamatériado

programa.

§1ºAsprovasfinaisserãoprestadasperanteumabancaexaminadora,constituidadedoisprofessoresdo

estabelecimentodeensino,sobapresidênciadoinspetordarespectivasecçãodidática.

§2ºAnotadaprovafinalseráamédiadasnotasatribuidaspelosexaminadoresepeloinspetor.

§3ºDojulgamentodaprovafinaldacadadisciplinaseráfeitaumarelação,emduasvias,dequeconstem,

discriminadamente,asnotasatribuidaspelosexaminadoresepeloinspetor.

§4ºDestarelaçãoterãociênciaexclusivamenteadiretoriadoestabelecimentoeoDepartamentoNacionaldoEnsino.

§5ºNoColégioPedroIIaconstituiçãodasbancasexaminadoraseoprocessodejulgamentodasprovasfinais

obedecerãoaodispostonorespectivoregulamento.

Art.39.Seráconsideradoaprovadonaúltimasérie,oupromovidoàsérieseguinte,oalunoqueobtiver:

a)notafinaligualousuperioratrêsemcadadisciplina;

b)médiaigualousuperioracinconoconjuntodasdisciplinasdasérie.

§1ºAnotafinalemumadisciplinaseráamédiadastrêsnotasfinaisdetrabalhosescolares,provasparciaiseprova

final.

§2ºAnotafinalemdesenhoseráapuradapelamédiadasnotasobtidasemtodosostrabalhospropostosduranteo

anoletivo.

Art.40.Asprovasaquesereferemosdoisartigosanterioresserãorealizadasemdezembro,ehaveránaprimeira

quinzenademarçoumasegundaépocadeexames.

Art.41.Nãoseráadmitidoàprovafina,queremprimeira,queremsegundaépoca,oalunocujamédiadasnotasfinais

detrabalhosescolareseprovasparciais,noconjuntodasdisciplinas,sejainferioratrês.

Art.42.Aosexamesdesegundaépocaserãoadmitidososalunosinhabilitados,emprimeiraeosque,tendoexcedido

asfaltasprevistasnoart.33,pormotivodedoençaououtro,devidamentecomprovado,obtiverem,nãoobstante,amédia

exigidanoartigoanterior.

Art.43.Osalunosinhabilitadosemdoisanossucessivos,nostermosdoart.41,nãoserãonovamenteadmitidosà

matrículanosestabelecimentosdeensinosecundáriooficiaisnemaexamenosestabelecimentossobinspeção

permanenteoupreliminar.

TíTULOII

INSPEÇÃODOENSINOSECUNDÁRIO

CAPÍTULOI

Dosestabelecimentosequiparadosdeensinosecundário

Art.44.Serãooficialmenteequiparadosparaoefeitodeexpedircertificadosdehabilitação,válidosparaosfinslegais,

aosalunosneleregularmentematriculados,osestabelecimentosdeensinosecundáriomantidosporgovernoestadual,

municipalidade,associaçãoouparticular,observadasascondiçõesabaixoprescritas.

Art.45.Aconcessão,dequetrataoartigoanterior,serárequeridaaoMinistrodaEducaçãoeSaudePública,quefará

verificarpeloDepartamentoNacionaldoEnsinoseoestabelecimentosatisfazascondiçõesessenciaisde:

I,dispordeinstalações,deedifíciosematerialdidático,quepreenchamosrequisitosmínimosprescritospelo

DepartamentoNacionaldoEnsino;

II,tercorpodocenteinscritonoRegistodeProfessores;

III,terregulamentoquehajasidoaprovado,previamente,peloDepartamentoNacionaldoEnsino;

IV,oferecergarantiasbastantesdefuncionamentonormalpeloperíodomínimodedoisanos.

Art.46.Satisfeitasascondiçõesdoartigoanteriorepagaaquotaanualmínimadeinspeção,ficaráoestabelecimento

emregimedeinspeçãopreliminarporprazonãoinferioradoisanos.

Art.47.Operíododeinspeçãopreliminarpoderáserprorrogado,ajuizodoConselhoNacionaldeEducaçãoepor

intermédiodoDepartamentoNacionaldoEnsino,seorelatórioreferenteaoperíodoinicialdeinspeçãonãoforfavoravelà

sucessãoimediatadaequiparação.

Art.48.AconcessãodaequiparaçãoouinspeçãopermanentesefarápordecretodoGovernoFederal,mediante

propostadoConselhoNacionaldeEducação,aprovadapordoisterçosdatotalidadedosseusmembros.

Parágrafoúnico.Aequiparaçãopoderáserrequeridaeconcedidasóparaocursofundamentalouparaambosos

cursos,fundamentalecomplementar.

Art.49.ODepartamentoNacionaldoEnsinoimporáaoestabelecimentodeensinoapenalidadedesuspensãodos

favoresconferidospelainspeçãosemprequedosrelatóriosdosinspetoressetornarevidenteainobservânciadequalquer

dasexigênciasdestedecreto.

§1ºDadeliberaçãodoDepartamentoNacionaldoEnsinocaberárecursoparaoMinistrodaEducaçãoeSaudePública

dentrodoprazode60dias.

§2ºVerificadaaprocedênciadosmotivosdeterminantesdapenalidadeimpostacessaráainspeçãopreliminarou

permanenteoupordecretodoGovernoFederal,serácassadaaequiparaçãoseoestabelecimentoestiversobesse

regime.

Art.50.Aquotaanualdeinspeçãoseráde12:000$0paraosestabelecimentosdeensinocujonúmerodematrículas

nãoexcederde200.

§1ºOpagamentodaquota,aqueserefereesteartigoseráfeitoemduasprestaçõessemestrais.

§2ºPormatrículaexcedenteaonúmeroindicadonesseartigoserápaga,porquotassemestraisataxaanualde60$0.

CAPÍTULOII

Doserviçodeinspeção

Art.51SubordinadoaoDepartamentoNacionaldoEnsino,écriadooserviçodainspeçãoaosestabelecimentosde

ensinosecundário,sendoseusorgãos,juntoàqueles,osinspetoreseosinspetoresgerais.

Art.52.Paraosfinsdainspeçãoosestabelecimentosdeensinosecundárioserãogrupadosdeacordocomonúmero

dematrículasecomasdistânciasefacilidadesdecomunicaçãoentreelesconstituindodistritosdeinspeção.

Parágrafoúnico.OMinistrodaEducaçãoeSaudePública,porpropostanoDepartamentoNacionaldoEnsino,criará

novosdistritos,oufaránovadistribuiçãodosestabelecimentosdeensinopordistrito,semprequeoaconselharemas

exigênciasdainspeção.

Art.53.Ainspeçãopermanenteemcadadistrito,seráexercidapelosinspetoresecaberáaosinspetoresgeraisa

incumbênciadepercorrerosdistritosnãosófiscalizaramarchadosserviços,comoparasolucionardivergências

suscitadasentreosinspetoreseosdirigentesdosestabelecimentosdeensino.

Art.54.IncumbeàinspeçãovelarpelafielobservânciadasdisposiçõesdesteDecreto,queforemaplicaveisaos

estabelecimentosdeensinosoboregimedeinspeçãopreliminaroupermanentebemcomodasdisposiçõesdos

respectivosregulamentos.

Art.55OinspetorremeterámensalmenteaoDepartamentoNacionaldoEnsino,emduasviasdatilografadas,um

relatóriominuciosoedecaráterconfidencial,arespeitodostrabalhosdecadaséculoecadadisciplinadasuasecçãonos

estabelecimentosdodistrito.

§1ºDuasvezesporanodeveráconstardorelatórioumaapreciaçãosucintasobreaqualidadedoensinoministrado,

pordisciplinaemcadasérie,métodosadotados,assiduidadedeprofessoresealunos,bemcomosugestõessobre

providênciasquedevamsertomadas,casosetornenecessáriaaintervençãodoDepartamentoNacionaldoEnsino.

§2ºopagamentodosvencimentoaosinspetoressóseráautorizadodepoisderecebidoorelatóriodomêsanterior.

Art.56.Incumbeaoinspetorinteirar­se,pormeiodevisitafrequentes,damarchadostrabalhosdesuasecção,

devendoparaisso,porsérieedisciplina:

a)assistiraliçõesdeexposiçãoedemostraçãopelomenosumavezpormês;

b)assitir,igualmente,pelomenosumavezpormês,aaulasdeexercíciosescolaresoudetrabalhospráticosdos

alunos,cabendo­lhedesignarquaisdestesdevamserarguidoseapreciarocritériodeatribuiçãodasnotas;

c)acompanhararealizaçãodasprovasparciais,quesópoderãoserefetuadassobsuaimediatafiscalização,cabendo­

lheaindaaprovaroumodificarasquestõesaserempropostas;

d)assistiràsprovasfinais,sendo­lhefacultadoarguireatribuirnotaaoexaminando.

Parágrafoúnico.Dostrabalhosaqueserefereesteartigo,bemcomodojulgamentodasprovasparciaismencionado

noart.37,deveráserfeitoregistoemlivrosadequados,deacordocomoestabelecidonoregimentointernodo

DepartamentoNacionaldoEnsino.

Art.57.AosinspetoresdasecçãoCcompeteaindafiscalizarosexercíciosdeeducaçãofísicaeasaulasdemúsica,

bemcomoverificarascondiçõesdasinstalaçõesmateriaisedidáticosdoestabelecimento.

CAPÍTULOIII

Dosinspetores

Art.58.­Osinspetoressãonomeadosporconcursose,dentreestes,poracesso,osinspetoresgerais.

Art.59.Paraosefeitosdainspeçãoasdisciplinasdoensinosecundárioserãodistribuídasnasseguintessecções:

SecçãoA(Letras":Línguas(português,francês,inglês,alemãoelatim)eliteratura.

SecçãoB(Ciênciasmatemáticas,físicasequímicas):Matemática,Química,GeografiaeCosmografiaeDesenho.

SecçãoC(Ciênciasbiológicasesociais):Geografia(políticaeeconômica),HistóriadacivilizaçãoHistórianatural,

BiologiageraleHigiene,PsicologiaeLógica,SociologiaeNoçõesdeEconomiaeEstatística.

Art.60.Osconcursos,aqueserefereoart.58,versarásobretodasasdisciplinasdasecçãoemqueseinscrevero

candidatoainspetore,ainda,sobrePedagogiageraleMetodologiadasmesmasdisciplinas.

§1ºParaoscandidatosàsecçãoChaveráaindaprovasobreHigieneescolareeducaçãofísica.

§2ºSerátambémexigidapráticadedatilografia,devendoparaissoserdatilografadaspelocandidatoasprovas

escritasdoconcurso.

Art.61.Parainscrever­senoconcursodeinspetordeveráocandidatoreunirosrequisitos:

a)serbrasileiro,natoounaturalizado;

b)sermaiorde22anosemenorde35;

c)apresentaratestadodeidoneidademoraledesanidade;

d)apresentarcertificadodeaprovaçãoentretodasasdisciplinasdocursosecundário.

Parágrafoúnico.Aexigênciadaletrad)serásubstituida,oportunamente,porumcertificadoespecialdeestudosna

FaculdadedeEducação,CiênciaseLetras.

Art.62.OregimentointernodoDepartamentoNacionaldoEnsinodisporásobreaconstituiçãodascomissões

examinadoras,naturezadasprovas,seujulgamento,bemcomoodostítulosexibidose,ainda,sobretodooprocessodo

concurso.

§1ºAnaturezaeonúmerodasprovasbemcomooprocessodoconcurso,serãomodificadospeloConselhoNacional

deEducação,umanoapósconcluidoocursodosprimeirosdiplomadopelaFaculdadedeEducação,CiênciaseLetras

comhabilitaçãoparaoexercíciodasfunçõesdeinspetor.

§2ºParainscriçãoemconcurso,depoisdemodificaçãooprocessoaqueserefereesteartigo,serásubstituidoo

certificadodaletrad)doart.61pelodoseuparágrafoúnico.

Art.63.Asnotasemcadaprovaserãograduadasdezeroadez,sendoexigido,paraahabilitaçãonoconcurso,o

mínimodeseisemqualquerdasdisciplinaseamédiafinaldetodasasprovasigualousuperiorasete.

Art.64.Aprovadoemconcurso,teráocandidatodireitoaoprovimentonocargodeinspetor,quandoseverificarvaga

nasecçãoaqueconcorreu,respeitadaaclassificaçãopormerecimentoeodireitodeprioridadeparaosdeigual

classificação.

Parágrafoúnico.Odireitogarantidonesteartigocaducaráse,trêsanosapósadatadaaprovaçãoemconcurso,nãose

dervagaqueaproveiteaocandidato.

Art.65.Oinspetorteráexercício,emcadadistrito,peloprazodetrêsanosconsecutivo.

§1ºAtransferênciadeinspetoressefaráanualmente,noperíododeférias,abrangendodecadaveztodososda

mesmasecçãodidática.

§2ºAdesignaçãododistrito,emquepassaráaserviroinspetor,seráfeitamediantesorteio.

§3ºParaoinspetorquefordesignadoomesmodistritoemquevinhaexercendosuasfunções,proceder­se­ánovo

sorteio.

Art.66.Éobrigatória,paraoinspetor,aresidêncianasededodistritoemqueestejaemexercício

Art.67.OnúmerodeinspetoresgeraisseráfixadopeloministrodaEducaçãoeSaudePública,porpopostado

ConselhoNacionaldeEducação,crescendo,comoodeinspetores,ámedidadasnecessidadedainspeção.

§1ºSerãodesignados,deinício,oitoinspetores,escolhidosdentreosmelhoresclassificadosemconcurso,para

exercerememcomissãotaisfunções.

§2ºAofimdequatroanosserãonomeados,peloministrodaEducaçãoeSaudePública,mediantepropostado

DepartamentoNacionaldoEnsino,osinspetoresgeraisefetivos,recaindoaescolhasobreinspetoresgeraisem

comissãoouinspetoresefetivos,quemelhoresprovasdeassiduidade,capacidadeedevotamentoaosassuntosdo

ensinohouveremdado.

TÍTULOIII

REGISTODEPROFESSORES

Art.68.Ficainstituido,noDepartamentoNacionaldoEnsino.oRegistodeProfessoresdestinadoàinscriçãodos

candidatosaoexercíciodomagistérioemestabelecimentosdeensinosecundáriooficiais,equiparadosousobinspeção

preliminar.

Art.69.AtítuloprovisórioseráconcedidainscriçãonoRegistrodeProfessoresaosqueorequerem,dentrodeseis

mesesacontardadatadapublicaçãodestedecreto,instruindoorequerimentodirigidoaoDepartamentoNacionaldo

Ensino,comosseguintesdocumentos:

a)provadeidentidade;

b)provadeidoneidademoral:

c)certidãodeidade,

d)certidãodeaprovaçãoemintitutooficialdeensinosecundárioousuperior,dopaísouestrangeiro,nasdisciplinasem

quepretendaminscrição;

e)quaisquertítulooudiplomascientíficoquepossuam,bemcomoexemplaresdetrabalhospublicados;

f)provadeexercícioregularnomagistério,pelomenosdurantedoisanos.

Parágrafoúnico.Odocumentoaqueserefereesteartigonaletrad)poderásersubstituidoporqualquertítuloidôneo,a

juizodeumacomissãonomeadapeloministrodaEducaçãoeSaudePúblicaeconstituidapor3professoresdo

magistériosecundáriooficiale2doequiparado.

Art.70.InstaladaaFaculdadedeEducação,CiênciaseLetraselogoqueojulgaroportuno,fixaráoConselho

NacionaldeEducaçãoadataapartirdaqual,parasetonardefinitivaainscriçãoprovisórianostermosdoartigoanterior.

seráexigidahabilitaçãoperantecomissãodaquelafaculdade,nãosóemPedagogiacomonasdisciplinasrelativasà

inscrição.

Parágrafoúnico.OConselhoNacionaldeEducaçãoregularáascondiçõesparaasprovasdehabilitação,bemcomoos

casosemquepossamelas,totalouparcialmente,serdispensadasàvistadetítulosapresentadaspelocandidato.

Art.71.DadatainstalaçãodaFaculdadedeEducação,CiênciaseLetraseenquantonãohouverdiplomadospela

mesma,serãoexigidosdoscandidatosàinscriçãonoRegistrodeProfessores,alemdosdocumentosdasletrasdea)a

e)doart.69,certificadosdeaprovaçãoobtidanessafaculdadeemexamesdasdisciplinasparaasquaisainscriçãoé

requerida,eainda,dePedagogiageraledeMetodologiadasmesmasdisciplinas.

Art.72.DoisanosdepoisdediplomadososprimeiroslicenciadosdaFaculdadedeEducaçãoCiênciaseLetras,será

condiçãonecessária,paraainscriçãonoRegistodeProfessoresaexibiçãodediplomaconferidopelamesmaFaculdade.

Art.73.Aosatuaisprofessoresedocenteslivresdeinstitutossuperioresdeensino,oficiaisouequiparados,ebem

assimaosatuaisprofessoresedocenteslivresdoColégioPedroIIe,ainda,aosatuaisprofessoresdeestabelecimentos

deensinosecundárioequiparados,éfacultadaainscriçãonoRegistodeProfessoresemdisciplinasafinsàquelasemque

sehabilitaramnesseinstitutos.

Parágrafoúnico.OConselhoNacionaldeEducaçãodecidiráquaisasdisciplinasdoensinosecundárioemquea

inscrição,nostermosdesteartigo,poderáserconcedida.

TíTULOIV

DISPOSIÇÕESGERAISETRANSITÓRIAS

Art.74.NoColégioPedroIIenosestabelecimentosdeensinosecundáriosujeitoáinspeçãopermanenteou

preliminar,osrespectivosdiretoreseinspetorespromoverãoreuniõesaquepossamcomparecerospaisou

representanteslegaisdosalunoscomointuitodedesenvolveremcolaboraçãoharmônica,aaçãoeducativadaescola.

Art.75.OprofessordemúsicadoColégioPedroIIserácontratado.

Parágrafoúnico.OsexercíciosdeeducaçãofísicanoColégioPedroIIficarãoacargodosatuaisprofessoresde

ginásticaedosprofissionaisqueparaessefimforemcontratados.

Art.76.FicaextintaalivredocêncianoColégioPedroII,respeitadososdireitosdosatuaisdocenteslivres.

Art.77.HaveránasduassecçõesdoColégioPedroIIalunosgratuitos,nascondiçõesespecificadasnorespectivo

regimentointerno.

Art.78.OregimentointernodoColégioPedroIIdeterminará,deacordocomanaturezadasdisciplinas,olimite

máximodealunosporturma.

Art.79.Osalunosdocursoseriadodeestabelecimentodeensinosecundário,quenãoestejamsoboregimede

inspeçãoinstituidopelopresentedecreto,poderãorequerer,até,30denovembrodoanocorrente,inscriçãoemexame

nasmatériasdassériesemqueseencontremmatriculados,medianteapresentaçãodosseguintesdocumentos:

I­Certidãoseaprovaçãonoexamedeadmissão,quandosetratardeinscriçãoemexamenasmatériasdaprimeira

série,ouadeaprovaçãonasmatériasdasérieanterior,quandopretenderocandidatoexamedasdemaissériesdocurso

secundario:

II­Recibodepagamentodataxadeinscriçãoemexame.

§1ºOsexamesdequetrataesteartigoserealizarãoemjaneirodoanopróximonoDistritoFederal,noColégioPedro

IIe,nosEstados,emestabelecimentosdeensinosecundáriosobinspeção,mantidospelosgovernosestaduais.

§2ºOexamedecadadisciplinaconstaráseumaprovaescritaedeumaprovaoralouprático­oralconformea

naturezadadisciplina.

§3ºAconstituiçãodasmesasexaminadoras,bemcomooprocessodejulgamentodasprovassefarãodeacordocom

instruçõesaprovadaspeloministrodaEducaçãoeSaudePublica,queserãoexpedidaspeloDepartamentoNacionaldo

Ensino.

§4ºAocandidatoinhabilitadoemexame,napocadequetrataesteartigo,seráfacultadatransferênciapara

estabelecimentodeensinosecundáriooficialousobinspeção,noqualcursará,denovo,asérieemcujoexamenão

lograraaprovação.

§5ºNenhumcandidatopoderáinscrever­sesimultaneamente,paraexamesnostemosdesteartigo,emmaisdeum

estabelecimentodeensino,sendonuloqualquerexamerealizadocominfraçãodestedispositivo,casoemqueseaplicará

aindaaoestudante,apenalidadedesuspensãodeestudospeloprazoseumano.

Art.80.Serápermitidoaosestudantesquetenhammaisdeseispreparatórios,obtidossoboregimedeexames

parcelado,prestarosquelhesfaltarem,nostermosdalegislaçãoanteriorconjuntamentecomoexamevestibular,nos

institutosdeensinosuperiorondepretendammatrícula.

§1ºOcandidatoaosexamesdequetrataesteartigodeverájuntaraorequerimentodeinscriçãoosseguintes

documentos:

a)certificadodospreparatóriosobtidossoboregimedeexamesparcelados;

b)recibodepagamentodataxadeinscriçãoemexame.

§2ºOsexamesreferidosnesteartigoversarão,paracadadisciplina,sobreamatériaconstantedosprogramasque

vigoraram,noanode1929,paraoensinodoColégioPedroII.

§3ºOsexamesdepreparatóriosaqueserefereesteartigodeverãoserprestadosnaépocadosexamesvestibulares

doanopróximo.

§4ºSerãoconsideradosaprovadososcandidatosqueobtiverem,emcadadisciplina,notaigualousuperioratrês

comomédiadasnotasdasprovasescritaeoralouprático­oral.

Art.81.Enquantonãoforememnúmerosuficienteoscursosnoturnosdeensinosecundáriosoboregimedeinspeção,

seráfacultadorequerereprestarexamesdehabilitaçãona3ªsériee,emépocasposteriores,sucessivamente,osde

habilitaçãona4ªena5ªsériedocursofundamentalaocandidatoqueapresentarosseguintesdocumentos:

I,certidãoprovandoaidademínimade18anos,paraainscriçãonosexamesda3ºsérie;

II,recibodepagamentodastaxasdeexame;

III,e,paraainscriçãonosexamesda4ªouda5ªsérie,certificadodehahilitaçãonasérieprecedente,obtidonos

termosdesteartigo.

§1ºOsexamesdequetrataesteartigodeverãoserrequeridosnasegundaquinzenadejaneiroeserãoprestados,em

fevereiro,noColégioPedroIIeemestabelecimentosdeensinosecundáriosobinspeção,mantidospelosGovernos

estaduais.

§2ºOsexamesversarãosobretodaamatériaconstantedosprogramasexpedidosparaoColégioPedroIIerelativos

àstrêsprimeirasséries,paraahabilitaçãona3ªsérie,eàsduasúltimas,respectivamente,parahabilitaçãona4ªena5ª

sériedocursofundamental.

§3ºOsexamesconstarão,paracadadisciplina,deprovaescritaeprovaoralouprático­oral,conformeanaturezada

disciplina,salvoodeDesenhoqueconstarádeumaprovagráfica.

§4ºSerãonulososexamesprestadospelomesmocandidato,namesmaépoca,emmaisdeumestabelecimentode

ensino,ficandoaindaoinfratordestedispositivosujeitoàpenalidadedenãopoderinscrever­seemexamesnaépoca

imediata.

§5ºAconstituiçãodasbancasexaminadoras,oarrolamentodasprovasescritas,oseujulgamentoeodasprovas

oraisouprático­oraisobedecerão,noquelhesforaplicavel,aodispostonosarts.36,37e38destedecreto.

§6ºNaconstituiçãodasbancasexaminadorasnãopoderãofigurarprofessoresquemantenhamcursosou

estabelecimentosdeensino,lecionemparticularmenteouexerçamatividadedidáticaemestabelecimentosdeensinonão

oficiais,sendonulosemqualquertempoosexamesprestadoscominfraçãodestedispositivo.

§7ºSeráconsideradoaprovadoocandidatoqueobtiver,alemdanotatrês,nomínimo,naprovagráficadedesenhoe

comomédiadasnotasdaprovaescritaeoralouprático­oralemcadaumadasdemaisdisciplinas,médiaigualou

superioracinconoconjuntodasdisciplinas.

§8ºAocandidatoinhabilitadonosexamesdequalquersérieserápermitido,naépocaseguinte,renovaraindaumavez

ainscriçãonosexamesdasérieemquenãolograraaprovação.

§9.ºOscandidatosaprovadosna5ªsérie,paraamatrículanosestabelecimentosdeensinosuperior,ficarãoobrigados

àfrequênciadocursocomplementarrespectivo.

Art.82.Seráigualmentefacultadorequerereprestarexamesdehabilitaçãonostermosdoartigoanterioreseus

parágrafos,excluida,entretanto,aexigênciadaidademínima,aocandidatoqueapresentarosseguintesdocumentos:

I,certificadodeconclusãodoCursoFundamentaldeInstitutoouConservatóriodeMísica,oficialouequiparado,paraa

inscriçãonosexamesda3ªsérie,oucertificadodehabilitaçãonasérieanterior,obtidonosterrnosdesteartigo,paraa

inscriçãonosexamesda4ªou5ªsérie;

II,recibodepagarnentodastaxasdeexames.

Art.83.Apresentereformaseaplicaráimediatamenteaosalunosda1ªsériedoensinosecundário,prosseguindoos

dasdemaissériesocurso,naformadalegislaçãoanterioraestedecretoeficando,parasematricularemnoscursos

superiores,sujeitosaexamevestibular.

§1ºOsprogramasdoscursosaseremfeitosdeacordocomaseriaçãodalegislaçãoanteriorserãoosadotadospelo

ColégioPedroIIem1930,salvoodeMatemáticada2ªeda3ªsériequedeveráobedeceraoprogramaaserexpedido

nostermosdoart.10,destedecreto.

§2ºParaaimediataexecuçãodestedecretoenecessáriaadaptaçãodosalunosaonovoregimedidático,oMinistroda

EducaçãoeSaudePúblicaexpediráasinstruçõesquejulgarconvenientes.

Art.84.Opresentedecretoentraráemvigornadatadesuapublicação.

Art.85.Revogam­seasdisposiçõesemcontrário.

RiodeJaneiro,18deabrilde1931,110ºdaIndependênciae43ºdaRepública.

GetulioVargas.

FranciscoCampos.

artigos acervos glossário créditos
artigos
acervos
glossário
créditos
HISTEDBR(1986­2006)­FaculdadedeEducação­UNICAMP­TodososDireitosReservadosaosAutores|Desenvolvimento:Fóton