Você está na página 1de 5

A Caveira

Joe de Lima

2009 Copyright by Joe de Lima


Todos os direitos reservados
www.joedelima.blogspot.com
A Caveira – Joe de Lima www.joedelima.blogspot.com
______________________________________________________________________________________________

PÁGINA 01 (três quadros)


>QUADRO 01. Essa HQ possui um certo clima au noir, noite, vento frio, céu enevoado.
Começamos com um quadro de estabelecimento. Estamos em um cemitério do século 17,
chão de terra salpicado por grandes cruzes de cimento. COVEIRO aparece em destaque, ele
está até a cintura dentro da cova que está cavando, jogando terra com a pá, cantando
despreocupadamente. Ele é um homem de 40, 50 anos, usa roupas simples e está sujo de
terra, porém, não a ponto de ser confundido com um mendigo, você pode criar o visual dele
com base nessa ilustração clássica. Ao fundo podemos ver HAMLET e HORÁCIO, é possível
identificar as roupas deles e um pouco de sua aparência, mas estão longe para vermos
detalhes, olham para COVEIRO.
COVEIRO (cantando): Na mocidade eu amava e amava... como era doce passar assim o dia...
- http://tiny.cc/o_coveiro

>QUADRO 02. Imagem bem aproximada de HAMLET e HORÁCIO, mostrando os dois pela
linha da cintura, olhando para nós. HAMLET tem por volta de 25 anos, cabelos brancos, apesar
da idade, usa roupas negras de nobre, acrescente um longo manto agitado pelo vento, preso
por uma corrente. Você pode se basear no ator JONATHAN RHYS MAYERS para compor o
visual dele, se usa bigode ou não, fica por sua conta (se tiver bigode, é preto). HORÁCIO tem
quase a mesma idade que HAMLET, mas possui um ar jovial, sem bigode e cabelo mais cheio.
Usa uma roupa de época típica, verde escura, com uma longa manga de agasalho por baixo de
uma camisa pesada de mangas curtas. Você pode usar o ator JAMES FRANCO como
referência. HAMLET tem uma expressão incrédula, já HORÁCIO parece indiferente.
HAMLET: Esse homem não tem idéia do trabalho que faz? Cantando enquanto abre uma
cova?
HORÁCIO: O hábito transforma tudo em coisa comum, Hamlet. A mão que não trabalha tem o
tato mais sensível.
HAMLET: Tem razão, Horácio.
- http://tiny.cc/jrm_hamlet
- http://tiny.cc/hamlet_roupa1
- http://tiny.cc/jf_horacio
- http://tiny.cc/horacio_roupa1

>QUADRO 03. Imagem um pouco por cima, HAMLET e HORÁCIO de costas de aproximam da
cova. COVEIRO fala com eles sem parar de cavar.
HAMLET: Para que homem está abrindo essa cova, meu amigo?
COVEIRO: Para nenhum, meu senhor.
HAMLET: Para que mulher então?
COVEIRO: Para nenhuma, meu senhor.

2
A Caveira – Joe de Lima www.joedelima.blogspot.com
______________________________________________________________________________________________

PÁGINA 02 (cinco quadros)


>QUADRO 01. Cena quase ao nível do chão. Em destaque está COVEIRO, podemos vê-lo
dentro da cova, ele parou de cavar e enxuga a testa com um lenço. Atrás dele, podemos ver os
pés de HAMLET e HORÁCIO ao lado da cova.
HAMLET: O que pretende depositar nessa tumba, afinal?
COVEIRO: Alguém que costumava ser uma mulher, mas agora morreu, por isso é só um
cadáver.

>QUADRO 02. Esse QUADRO é bem semelhante ao QUADRO 01, a diferença é que agora,
COVEIRO volta ao trabalho, ao enterrar a pá no chão, ela bate em algo. COVEIRO fica
surpreso.
COVEIRO: Tenho que desocupar esse espaço para sua nova... hã!?

>QUADRO 03. Cena vista de baixo para cima. COVEIRO, de costas para nós estica mão
segurando um crânio empoeirado, HAMLET estende a mão para pegar o crânio.
COVEIRO: Veja, senhor. Encontrei uma caveira.
HAMLET: Sabe a quem pertencia?
COVEIRO: A um bufão chamado Yorick.

>QUADRO 04. Close no rosto de HAMLET, destacando bem os olhos, ou um deles com uma
expressão de surpresa.
HAMLET: Yorick?! Bom Deus!!!

>QUADRO 05. HAMLET aparece em destaque segurando o crânio com um ar de compaixão.


HORÁCIO, em segundo plano, aparece ao lado de HAMLET.
HORÁCIO: Você o conhecia, Hamlet?
HAMLET: Sim, ele foi bobo da corte quando eu era criança.

3
A Caveira – Joe de Lima www.joedelima.blogspot.com
______________________________________________________________________________________________

PÁGINA 03 (quatro quadros)


>QUADRO 01. O QUADRO mais forte dessa história. Close na mão de HAMLET segurando o
crânio. O destaque é o próprio crânio, mostrado em semi-perfil, faça-o mais realista possível,
está bastante empoeirado e desgastado, não tem o maxilar e talvez faltem alguns dentes. O
“olhar” do crânio é vazio e deve transmitir uma sensação de fragilidade.
HAMLET (off): Olá, pobre Yorick! Como tem passado?

>QUADRO 02. Imagem bem aproximada do rosto de HORÁCIO, ele está com o rosto
abaixado, meditando sobre a cena que se passa.
CAP/HAMLET: “Onde andam as suas brincadeiras... suas cambalhotas?”

>QUADRO 03. Agora uma imagem destacando o rosto do COVEIRO, também com o rosto
abaixado, meditando. Dessa vez não vemos os pés de HAMLET e HORÁCIO.
CAP/HAMLET: “Nenhuma piada nova pra contar?”

>QUADRO 04. Imagem mais aberta. HAMLET, de perfil segura o crânio com o braço erguido.
Ao fundo, a lua aparece atrás das nuvens, embaçada e com o brilho fraco. Não podemos ver
muitos detalhes de HAMLET e do crânio, apenas as silhuetas.
HAMLET: Pense nisso, Horácio...
HAMLET: ...o homem vive, o homem morre...

4
A Caveira – Joe de Lima www.joedelima.blogspot.com
______________________________________________________________________________________________

PÁGINA 04 (quatro quadros)


>QUADRO 01. Uma cena de perfil. HAMLET segura o crânio com as duas mãos e olha
fixamente para ele com empatia. A imagem está mais próxima agora.
HAMLET: ...após a morte é deixado na terra. A terra vira barro... e do barro...
HAMLET: ...Deus fez o homem...

>QUADRO 02. A imagem destaca a parte de cima do crânio. Em segundo plano, aparecendo
atrás do crânio, podemos ver HORÁCIO, um pouco afastado, com um ar sério.
HAMLET: Acha que todos grandes líderes e conquistadores do passado acabaram dessa
forma?
HORÁCIO: Acredito que sim, Hamlet.

>QUADRO 03. Esse QUADRO deve transmitir uma sensação de vazio e perda. Na parte de
cima do QUADRO podemos ver a mão de HAMLET soltando o crânio, que já está caindo.
CAP/HAMLET: “E também fediam tanto? Pff...”

>QUADRO 04. Imagem bem aberta, ao nível do chão. À esquerda e um pouco afastado,
COVEIRO voltou a cavar. No centro do QUADRO vemos HAMLET e HORÁCIO caminhando
para longe, o vento agita o manto de HAMLET. À direita, próximo a nós está o crânio jogado
sobre um monte de terra.
HAMLET: Do que falávamos mesmo?

FIM.

Interesses relacionados