Você está na página 1de 47

Associação Distrital de Taekwondo de Coimbra

Jéssica da Silva Gaudêncio

Taekwondo:

Bal Ki Sul Chagui

Coimbra,

Julho de 2016

Associação Distrital de Taekwondo de Coimbra

Jéssica da Silva Gaudêncio

TAEKWONDO:

Bal Ki Sul Chagui

Tese requisitada como exame parcial para obtenção de graduação Faixa Preta - 2º Dan (exame de faixas Taekwondo).

Sabom Nim: Pedro Macedo

Kyosa Nim: Nuno Semedo

Coimbra,

Julho de 2016

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO

5

1.1 Taekwondo: Arte Marcial

5

1.2 O Taekwondo e a sua História

5

1.3 O Primeiro Campeonato

6

1.4 Taekwondo Esporte

7

1.5 Taekwondo: Kyorugui e Poomsae

7

2. DESENVOLVIMENTO

10

2.1

CHAGUI - CHUTE

10

2.2

BAL KI SUL TÉCNICAS DE PÉS

10

2.3

KIBON BAL CHAGI - CHUTES BÁSICOS

11

AP CHAGUI

11

Ap Chagui no Poomsae

12

Exemplo do Ap Chagui na Prática

13

DOLLYO CHAGUI

14

Dollyo Chagui em Poomsae

15

Exemplo do Dollyo Chagui na Prática

15

BANDAL CHAGUI

16

Exemplo do Bandal Chagui na Prática

16

PITRÔ CHAGUI / BITURÔ CHAGUI

17

Exemplo do Pitrô/Biturô Chagui na Prática

17

APTCHA OLIGUI

18

YOP CHAGUI

19

Yop Chagui no Poomsae

20

Exemplo do Yop Chagui na Prática

20

MIRO CHAGUI

21

Exemplo do Miro Chagui na Prática

22

NERYÔ CHAGUI / TIGÔ CHAGUI

23

Exemplo do Neryô Chagui na Prática

24

PYOJEOK CHAGUI

24

Pyojeok Chagui no Poomsae

25

Exemplo do Pyojeok Chagui na Prática

25

AN CHAGUI

26

Exemplo do An Chagui na Prática

27

BAKAT CHAGUI

27

Exemplo do Bakkat Chagui na Prática

28

TWIT CHAGUI

29

Exemplo do Twit Chagui na Prática

30

FURIÔ CHAGUI

30

Exemplo do Furiô Chagui na Prática

31

NAKO CHAGUI

32

DUBAL CHAGUI

33

Exemplo do Dubal Chagui na Prática

33

MONDOLIÔ CHAGUI

34

Exemplo do Mondoliô Chagui na Prática

34

2.4 CHUTES AVANÇADOS - CHAGO

35

GAWI CHAGUI

35

MODUM CHAGUI

36

TIMIO DOLLYO CHAGUI

36

TIMIO YOP CHAGUI

37

Timio Yop Chagui no Poomsae

37

Exemplo do Timio Yop Chagui na Prática

37

TIMIO AP CHAGUI

38

Exemplo do Timio Ap Chagui na Prática

38

TIMIO TWIT CHAGUI

39

Exemplo do Timio Twit Chagui na Prática

39

TIMIO MONDOLIÔ CHAGUI

40

Exemplo do Timio Mondoliô Chagui na Prática

40

2.5

DOLGAE CHAGUI CHUTE TORNADO CHUTE GIRATÓRIO

40

DOLGAE CHAGUI 360º / PARAFUSO

41

Exemplo do Dolgae Chagui 360º na Prática

41

DOLGAE CHAGUI 540º

42

2.6

OUTRAS NOMENCLATURAS

43

3. CONCLUSÃO

44

4. REFERÊNCIAS

45

1.

INTRODUÇÃO

1.1 Taekwondo: Arte Marcial

O Taekwondo é uma arte marcial, criada na Coréia, em 1955, pelo general Choi Hong Hi. Não obstante, caracteriza-se como uma arte marcial relativamente nova, possui raízes muito antigas, de cerca de 2 mil anos, resultante da união e adaptação das artes marciais tradicionais da Coréia. [1]

1.2 O Taekwondo e a sua História

O taekwondo é uma arte marcial milenar, cujo surgimento está inserido no contexto histórico de seu país de origem, a Coréia. Na Antigüidade, a Coréia era dividida em três reinos com estruturas políticas independentes (Figura 1), que eram: Goguryeo (37 a.C.- 668 d.C) ao norte, Baekje (18 a.C.- 660 d.C.) a sudoeste e Silla (57 a.C. - 935 d.C.), a sudeste.

d.C.) a sudoeste e Silla (57 a.C. - 935 d.C.), a sudeste. Figura 1: Divisão da

Figura 1: Divisão da Coréia em três reinos. [2]

Silla era o menor destes três reinos e por conta disto era constantemente atacado e saqueado por seus vizinhos. Para livrar-se desta situação foi formada uma tropa de elite chamada HWARANG-DO (Caminho do irmão maior - Similar aos samurais no Japão e os cavaleiros andantes da idade Média no Ocidente), formada por homens jovens que se recolhiam para todos os aspectos de estudo, originalmente para as artes e as culturas baseadas no Budismo e no Taoísmo. Esta tropa guerreira complementava seus treinos com lanças, flechas e espadas, se adestrando na prática de disciplina mental e física e várias formas de luta com os pés e mãos, como o SOO-BAK, TAE-KION, SEBIOKTA e outras. [1]

A formação deste exército foi muito importante para o reino de Silla, pois assim foi possível

não só expulsar os invasores de seus domínios, mas também iniciar a sua expansão territorial, derrotando os chineses, conquistando demais reinos, para finalmente unificar a Coréia antiga. [1]

Com o período Koryo (918 - 1392), praticava-se na Coréia um tipo primitivo de taekwondo, chamado subak. Logo após o período Koryo teve início a era Choson (1392-1910). Nesta época, houve o treinamento intensivo do taekwondo, pois os militares haviam conquistado o poder no país. Porém, com o passar do tempo estes se enfraqueceram e consequentemente as artes marciais deixaram de ser praticadas, facilitando a ocupação japonesa. [1]

Com a derrota do Japão na Segunda Guerra Mundial, os coreanos puderam voltar a praticar as artes marciais coreanas, uma vez que seu País se encontrava livre novamente. Em 1955, durante a Guerra da Coréia, um grupo liderado pelo General Choi Hong Hi juntou esforços e depois de diversas divergências conseguiu unir as diferentes escolas e estilos de artes marciais coreanas, sendo adotado o nome de Taekwondo. [1]

Em 1960, o Taekwondo passou a ser difundido no ocidente e, para que isso acontecesse, o Governo Coreano reuniu um grupo com os melhores mestres da Coréia, a fim de que estes fossem enviados à Europa e América. Assim, rapidamente o Taekwondo se tornou mundialmente conhecido, devido a sua eficiência e beleza plástica.

O fato de ser disseminado no Ocidente parece ter contribuído em muito para o processo de

transição: "de arte marcial para esporte". Pois, uma vez que entrou em contato com a razão e o modo de vida do ocidente, o Taekwondo foi cercado de uma série de influências (lazer, violência nas cidades, ritmo de vida, treinamento esportivo, marketing, mídia, lucro, etc.) das quais não pôde se manter livre. [1]

1.3 O Primeiro Campeonato

O primeiro campeonato de taekwondo do mundo se realizou na Coréia em 1964. Em 1965

foi criada a “KOREAN TAEKWONDO ASSOCIATION” e seu primeiro presidente foi o General Choi Hong Hi, que anos mais tarde, em 1967, fundou na Coréia a INTERNATIONAL TEAKWONDO FEDERATION (ITF). No intuito de disseminar a prática do Taekwondo pelo mundo, o General Choi Hong Hi preparou vários mestres instrutores que, posteriormente foram enviados para várias partes do mundo. [1]

Em 1972, o General Choi se viu obrigado a abandonar a Coréia por problemas políticos, transferindo a ITF para o Canadá. No ano de 1973, teve origem na Coréia a “WORLD TAEKWONDO FEDERATION” (WTF, órgão controlador oficial do taekwondo no mundo), sob o comando do Mestre Un Yong Kim que, constitui junto com a ITF, os dois maiores expoentes do Taekwondo no mundo. Além das duas federações já citadas existem no mundo várias outras federações todas menores e sem muita expressão no cenário mundial. Apesar de existirem inúmeras federações, apenas a WTF é reconhecida pelo Comitê Olímpico Internacional (C.O.I.), portanto só ela pode participar dos Jogos Olímpicos.

Em 1973 com a criação da World Taekwondo Federation e a sua posterior filiação ao Comitê Olímpico Internacional, conferem status de modalidade olímpica e marcam a completa transição de “arte marcial” para “esporte”. [1]

1.4 Taekwondo Esporte

O taekwondo foi apresentado como arte marcial disputada como esporte de exibição nos jogos Seul 1988 e Barcelona 1992, passando a distribuir medalhas Olímpicas nos Jogos de Sidney em 2000. No formato de competição, alguns requisitos são necessários como o uso de protetores e a limitação do uso de alguns chutes e técnicas. O lutador deve atingir o adversário com chutes e socos no tronco e cabeça, embora a disputa seja focada nos chutes. Cada golpe vale de um a quatro pontos, e quem marca mais vence a disputa. As lutas garantem chutes precisos e poderosos aplicados com movimentos de flexibilidade e elasticidade. [3]

1.5 Taekwondo: Kyorugui e Poomsae

No taekwondo a palavra Kyorugui significa Combate/luta. Pode haver várias maneiras de Kyorugui: Mathyo Kyorugui: Luta combinada; Sebon Kyorugui: Luta combinada de três passos; Jaiu Kyorugui: Luta livre-combate; Shihap Kyorugui: Luta de competição; Hogu Kyorugui:

Luta com protetor de tórax; Ran Bun Kyorugui: Luta combinada de um passo; Step Kyorugui:

Luta com Step; Iaksok Kyorugui: Luta combinada simulada-sombra; Ho Shin Kyorugui: Luta de defesa pessoal; Il De Kyorugui: Luta de dois contra um; Andja Kyorugui: Luta sentada; Murup Kyorugui: Luta de joelhos. [4]

O Taekwondo possui uma grande variação de chutes. A forma com que eles são

apresentados (alternados, sequenciais e saltos) também faz com que o esporte apresente um grande

diferencial das demais artes marciais.

O taekwondo é uma modalidade de arte marcial que envolve muita técnica e exige

elasticidade dos atletas (figura 2). Deste modo, os chutes são apresentados com performances visualmente impressionantes de forma frequente durante as competições de âmbito internacional.

frequente durante as competições de âmbito internacional. Figura 2: Disputa Taekwondo PanAmericano (2015) A filosofia

Figura 2: Disputa Taekwondo PanAmericano (2015)

A filosofia do Taekwondo é, em grande parte, baseada nas tradições ancestrais do povo coreano, o Han, que ao longo dos séculos foram servindo de base a toda cultura nacional e assumem ainda hoje um papel vital na identidade nacional. [5]

Em parte, isto reflete-se no Poomsae, que consiste em diversos movimentos coreografados e pré-definidos, através do qual é exercitado não só o físico, mas sobretudo a mente e o espírito. Assemelha-se, visualmente, a um combate contra um adversário imaginário (ou vários), mas a sua razão de ser prende-se mais com motivações espirituais do que de treino de combate efetivo ainda que seja essa a sua aplicação prática. [5]

No total são perto de duas dezenas de movimentos que exprimem, pela harmonia dos golpes

ensaiados, elementos culturais, históricos, espirituais e religiosos dos Han.

Os Poomsae encontram-se hierarquizadas, com crescentes graus de dificuldades,

acompanhando o grau de perícia do praticante: os oito primeiros Poomsae iniciais são os Taegeuk, fortemente inspirados em elementos naturais e religiosos, e o mais avançado é Ilyeo, que incorpora a expressão máxima das artes marciais, o nível supremo de concentração e abstração do mundo exterior. [5]

Os Poomsae são assim a expressão física e prática da filosofia do Taekwondo, e têm uma importância tal que são organizados com regularidade, tendo várias competições que avaliam a sua correta elaboração. Vários chutes estão incorporados no Poomsae, sendo estes com necessidade de serem realizados de forma visualmente técnica. Cada movimento tem sua história e lógica de defesa (Maki) e ataque (Chigui), além de outras aplicações de movimentos (Kibon Dongjak). [5]

Os chutes presentes nos Poomsae são: Ap Chagui, Dollyo Chagui, Yop Chagui, Timio Yop Chagui e Pyojeok Chagui.

2.

DESENVOLVIMENTO

2.1 CHAGUI - CHUTE

No Taekwondo, o chute é chamado de Chagui (chute em coreano), e é uma técnica para dominar o oponente fazendo o uso do pé manipulado pelo movimento da perna. [6]

O Taekwondo consegue fornecer uma noção de movimentação de combate muito ágil e eficiente, com contragolpes precisos. O taekwondista consegue chutar de qualquer posição e qualquer base, podendo reproduzir o mesmo resultado com as duas pernas, lutar com as duas bases e ainda controlar as movimentações de luta como controlar a distância e o espaço entre o chute e o adversário.

2.2 BAL KI SUL TÉCNICAS DE PÉS E PERNAS

No taekwondo as técnicas de perna e pés se sobressaem sensivelmente das demais. A maioria dos chutes é usada para atacar e como sempre, há muitas técnicas para defesa de cada uma delas. As características para que os chutes sejam bem executados são:

Flexibilidade;

Boa distribuição de peso;

Estabilidade/Equilíbrio;

Coordenação;

Explosão muscular;

Velocidade.

Alguns Prefixos

Coreano

Português

Ap

Frente

Yop

Lado

Twit

Atrás

Oligui

Levantar

2.3 KIBON BAL CHAGI - CHUTES BÁSICOS

AP CHAGUI

É uma técnica para atingir um alvo que esteja à frente do executante com o pé. Consiste em

um chute frontal dobrando o joelho (figura 3).

Consiste em um chute frontal dobrando o joelho (figura 3). Figura 3: Ap Chagui [7] No

Figura 3: Ap Chagui [7]

No momento de golpear você pode fazê-lo com a ponta do pé (Ap Chuk), com o peito do pé (Bal Dung), com a ponta dos dedos do pé (Bal Kut), com a sola do pé (Bal Badak) ou com o calcanhar (Twitkunchi).

O chute Ap Chagui pode ser realizado nas alturas: abaixo da cintura (are), entre a clavícula e

a cintura (montong) e acima da clavícula (olgul) como pode ser observado na figura 4.

da clavícula (olgul) como pode ser observado na figura 4. Figura 4: Chute Ap Chagui nas

Figura 4: Chute Ap Chagui nas alturas: are, montong e olgul. [8]

Para deferir o chute flexione a perna elevando o joelho até que o pé esteja na altura do joelho da perna de apoio (figura 5 (a)). Em seguida realize o chute em linha reta e após sua execução, flexione o joelho e volte ao mesmo lugar de origem.

Figura 5: (a) perna flexionada na altura do joelho. Ap Chagui nas alturas: (b) região

Figura 5: (a) perna flexionada na altura do joelho. Ap Chagui nas alturas: (b) região baixa are, (c) região do meio montong e (d) região alta olgul. [8]

Esta habilidade é eficaz de para se deferir um golpe no queixo do adversário, plexo solar,

estômago, etc. Comumente, o Ap Chagi (figura 6) é executado por flexão do joelho, estendendo-o

para chutar direto para o alvo. Ocasionalmente, pode-se lançar em linha reta até o alvo do

adversário. Pode-se também utilizar este chute para empurrar o adversário com o pé para manter

alguma distância [9].

AP CHAGUI NO POOMSAE

para manter alguma distância [9]. A P C HAGUI NO P OOMSAE Figura 6: Ap Chagui

Figura 6: Ap Chagui [9]

O Ap Chagui é o chute com maior frequência em Poomsae (figura 7).

Figura 7: Ap Chagui realizado no Taeguk Il Jang [6] O Ap Chagui é realizado

Figura 7: Ap Chagui realizado no Taeguk Il Jang [6]

O Ap Chagui é realizado nos seguintes Poomsae: Saju Ap Chagui Taeguk Il Jang - Taeguk I Jang Taeguk San Jang Taeguk Sa Jang Taeguk O JangTaeguk Yuk Jang Taeguk Tchill Jang Taeguk Pal Jang Koryo Taebaek Pyongwon Jitae Chonkwon Hansu Ilyeo.

EXEMPLO DO AP CHAGUI NA PRÁTICA

Na luta do dia 06 de fevereiro de 2011 na edição 126 do UFC (Ultimate Fighting Championship), o atleta Anderson Silva (lutador brasileiro de artes marciais mistas e ex-Campeão Peso Médio do UFC, faixa preta: Muay Thai, Jiu-Jitsu e 5º Dan de Taekwondo) desferiu um certeiro Ap Chagui no queixo de seu oponente Victor Belford (figura 8), ganhando a luta por nocaute. O chute Ap Chagui é ensinado como um dos primeiros chutes para iniciantes do Taekwondo, e foi utilizado com técnica, velocidade e habilidade pelo atleta. [10]

com técnica, velocidade e habilidade pelo atleta. [10] Figura 8: Anderson Silva (5º Dan de Taekwondo)

Figura 8: Anderson Silva (5º Dan de Taekwondo) vs Victor Belford (UFC 2011) [10]

DOLLYO CHAGUI

É um chute circular desferido elevando-se a perna ao nível do quadril e chutando em semicírculo de baixo para cima (figura 9).

e chutando em semicírculo de baixo para cima (figura 9). Figura 9: Dollyo Chagui [9] Esta

Figura 9: Dollyo Chagui [9]

Esta habilidade necessita do giro da perna de apoio, girando completamente o quadril para atacar o rosto ou o tronco do adversário usando o peito do pé (Bal Dung) ou a ponta do pé (Ap Chuk). Este chute é geralmente utilizado para atacar os pontos vitais do oponente tais como a fonte do rosto e as costelas com a ponta dos pés. Nos treinos e práticas de chutes, o peito do pé é utilizado a fim de expandir a área da superfície de impacto ou para ferir o adversário e ainda obter pontos. A descrição dos movimentos pode ser observada na figura 10. [9]

dos movimentos pode ser observada na figura 10. [9] Figura 10: (a) Posição de luta, (b)

Figura 10: (a) Posição de luta, (b) levanta-se a perna dobrando-se o joelho girando o quadril juntamente com o pé de apoio, (c) estica-se a perna chutando como peito do pé (Bal Dung), (d) dobra-se o joelho novamente e (e) retorna-se na mesma base de luta. [8]

DOLLYO CHAGUI EM POOMSAE

O Dollyo Chagui é realizado no Poomsae Taeguk Yuk Jang, como pode ser observado na figura 11.

Taeguk Yuk Jang, como pode ser observado na figura 11. Figura 11: Dollyo Chagui no Poomsae

Figura 11: Dollyo Chagui no Poomsae Taeguk Yuk Jang [6]

O Dollyo Chagui neste Poomsae é realizado utilizando a ponta do pé (Ap Chuk figura 12).

utilizando a ponta do pé (Ap Chuk – figura 12). Figura 12: Ponta do pé (Ap

Figura 12: Ponta do pé (Ap Chuk) [8]

EXEMPLO DO DOLLYO CHAGUI NA PRÁTICA

Na luta do UFC no dia 25 de janeiro de 2007, o atleta Rashad Evans desferiu um Dollyo Chagui no rosto de seu adversário Sean Salmon (figura 13). O chute certeiro de Rashad garantiu a vitória no segundo round da luta. [11]

de Rashad garantiu a vitória no segundo round da luta. [11] Figura 13: Rashad Evans vs

Figura 13: Rashad Evans vs Sean Salmon (UFC-2007) [11]

BANDAL CHAGUI

É um chute resultante da mistura do Ap Chagui e do Dollyo Chagui utilizando a ponta do pé

(Ap Chuk) ou as costas do pé (Bal Dung). Para o seu procedimento, forma-se em uma linha

diagonal para dentro com a ponta do pé de apoio virada até 90 graus. Seu movimento é circular,

descrevendo um arco de baixo para cima. A figura 14 mostra como realizar o golpe.

baixo para cima. A figura 14 mostra como realizar o golpe. Figura 14: (a) Levanta-se o

Figura 14: (a) Levanta-se o joelho (b) gira-se o quadril e (c) estica-se a perna de forma a finalizar o chute. [8]

EXEMPLO DO BANDAL CHAGUI NA PRÁTICA

Na segunda edição do World Taekwondo Grand Prix de 2014, na categoria - 80 Kg, o atleta

Steven Lopez (Estados Unidos) venceu o atleta Aaron Cook (Ilha de Man) com um Bandal Chagui

no momento do Golden Point (figura 15). No Taekwondo, em caso de empate é feito outro round e

o lutador que conquistar o chamado Golden Point vence. O Golden Point é conquistado por

qualquer golpe executado. [12, 13]

Point é conquistado por qualquer golpe executado. [12, 13] Figura 15: Bandal Chagui – Golden Point

Figura 15: Bandal Chagui Golden Point Steven Lopez vs Aaron Cook (World Taekwondo Gran

Prix 2014) [13]

PITRÔ CHAGUI / BITURÔ CHAGUI

Este chute é semelhante um Bandal Chagui para fora, é um chute semi-circular na altura do rosto ou tronco para fora (figura 16).

na altura do rosto ou tronco para fora (figura 16). Figura 16: Pitrô Chagui/Biturô Chagui: Chute

Figura 16: Pitrô Chagui/Biturô Chagui: Chute diagonal para fora/meia lua para fora [14]

Este chute consiste de uma técnica de encontrar um alvo a partir do interior para o exterior do corpo com o peito do pé (Bal Dung). Quando o oponente avança com Dollyo Chagi e Neryo Chagi, pode-se dar um passo para a esquerda ou a direita e bater no rosto ou no tronco do adversário a partir do interior para o exterior do seu corpo (figura 17). [9]

do interior para o exterior do seu corpo (figura 17). [9] Figura 17: Pitrô Chagui/Biturô Chagui

Figura 17: Pitrô Chagui/Biturô Chagui [15]

EXEMPLO DO PITRÔ/BITURÔ CHAGUI NA PRÁTICA

O ator Bruce Lee (1940-1973) é considerado por muitos como um dos mais influentes divulgadores das artes marciais. Realizou e protagonizou diversos filmes, e nestes podemos ver sua grande habilidade em golpes, chutes e técnicas. Uma delas é o chute Pitrô/Biturô Chagui (figura 18), em que o ator apresentou em seus diversos filmes. [16]

Figura 18: Bruce Lee executando o chute Pitrô/Biturô Chagui [16]  APTCHA OLIGUI É um

Figura 18: Bruce Lee executando o chute Pitrô/Biturô Chagui [16]

APTCHA OLIGUI

É um chute frontal com a perna esticada (figura 19).

OLIGUI É um chute frontal com a perna esticada (figura 19). Figura 19: Aptcha Oligui [7]

Figura 19: Aptcha Oligui [7]

Este chute consiste em levantar a perna com a sola do pé para frente (figura 20). Este movimento pode ser considerado mais do que um chute de ataque, mas também serve para dar flexibilidade ao praticante. [17]

Figura 20: Aptcha Oligui – Chute com perna esticada. [8]  YOP CHAGUI É um

Figura 20: Aptcha Oligui Chute com perna esticada. [8]

YOP CHAGUI

É um chute na posição lateral, como mostra a figura 21 abaixo.

chute na posição lateral, como mostra a figura 21 abaixo. Figura 21: Yop Chagui. [9] Este

Figura 21: Yop Chagui. [9]

Este chute pode ser realizado usando a faca do pé (Bal Nal), a sola do pé (Bal Badak) ou o calcanhar (Twitkunchi). Este chute é comumente utilizado como habilidade para golpear o rosto ou o peito do adversário com a faca do pé, assim, os exemplos de chute a seguir são realizados com a faca do pé (Bal Nal figura 22).

são realizados com a faca do pé (Bal Nal – figura 22). Figura 22: Posição lateral

Figura 22: Posição lateral do pé Bal Nal (faca do pé) [8]

O chute geralmente é realizado girando o corpo para o lado (figura 23 (b)) e, ao mesmo

tempo dobrar a perna e estendê-lo ao chutar o alvo (figura 23 (c)). Em algumas circunstâncias, pode-se utilizar o chute para empurrar o adversário com o pé para manter a distância do oponente.

adversário com o pé para manter a distância do oponente. Figura 23: Sequência de movimento do

Figura 23: Sequência de movimento do chute Yop Chagui (a) base de luta, (b) levanta-se o joelho, (c) chute lateral com a faca do pé, (d) dobra-se o joelho e volta para a base inicial. [8]

As imagens contidas na figura 24 a seguir, mostram alguns detalhes do chute Yop Chagui, como: (a) o levantamento do joelho, (b) a postura das costas e (c) a direção correta do chute. As imagens (d) e (e) referem-se à visão do chute de frente e de lado respectivamente.

à visão do chute de frente e de lado respectivamente. Figura 24: Detalhes de movimento para

Figura 24: Detalhes de movimento para realização do Yop Chagui [8]

YOP CHAGUI NO POOMSAE

O Yop Chagui é o segundo chute mais utilizado em Poonsae. Este golpe é realizado nos

seguintes Poomsae: Saju Yop Chagui Taeguk Sa JangTaeguk O Jang Koryo Taebaek Pyongwon Jitae Chonkwon Hansu Ilyeo.

EXEMPLO DO YOP CHAGUI NA PRÁTICA

O filme O Voo do Dragão (The Way of the Dragon) é um filme de artes marciais estrelado,

escrito e dirigido por Bruce Lee, lançado e produzido no ano de 1972. Neste filme, o ator Chuck

Norris encena uma luta memorável contra Bruce Lee, e nesta, Chuck desfere um Yop Chagui, como pode ser observado na figura 25. [18]

um Yop Chagui, como pode ser observado na figura 25. [18] Figura 25: Bruce Lee e

Figura 25: Bruce Lee e Chuck Norris no filme O Voo do Dragão [18]

MIRO CHAGUI

Este golpe consiste da técnica de empurrar o adversário com o pé como pode ser observado na figura 26.

adversário com o pé como pode ser observado na figura 26. Figura 26: Miro Chagui [9]

Figura 26: Miro Chagui [9]

O Miro Chagui é utilizado nos momentos em que o praticante precisa de uma certa distância para utilizar outro golpe ao desestabilizar e desequilibrar o oponente. Esta é uma técnica que também serve para empurrar o oponente ocasionando uma queda. A figura 27 mostra a sequência para realização do chute.

Figura 27: Miro Chagui (a) base de luta, (b) flexiona-se o joelho na altura do

Figura 27: Miro Chagui (a) base de luta, (b) flexiona-se o joelho na altura do peito, (c) faz-se o movimento de chute em direção ao peito do adversário (empurra-se com força), (d) e (e) retorna-se a base inicial de luta. [8]

A figura 28 (a) mostra o momento do chute em treinamento e (b) a visão do chute na lateral

e frontal respectivamente.

(b) a visão do chute na lateral e frontal respectivamente. Figura 28: Miro Chagui (a) chute

Figura 28: Miro Chagui (a) chute frontal com o peito do pé, (b) chute na visão lateral e frontal. [8]

EXEMPLO DO MIRO CHAGUI NA PRÁTICA

O golpe Miro Chagui será representado pela cena do ator Jet Li no filme Cradle 2 - the

Grave (Contra o Tempo (título no Brasil) ou Nascer para Morrer (título em Portugal)). O ator desfere um Miro Chagui com objetivo de desequilibrar e desestabilizar o oponente durante uma

luta, conforme a figura 29. [19]

o oponente durante uma luta, conforme a figura 29. [19] Figura 29: Miro Chagui desferido por

Figura 29: Miro Chagui desferido por Jet Li no filme Cradle 2 - the Grave [19]

NERYÔ CHAGUI / TIGÔ CHAGUI

O Neryô Chagui ou Tigô Chagui como também pode ser conhecido, é um chute cujo alvo é o rosto do adversário (figura 30).

é um chute cujo alvo é o rosto do adversário (figura 30). Figura 30: Neryô Chagui

Figura 30: Neryô Chagui / Tigô Chagui [9]

O chute consiste na técnica de atingir o alvo de cima para baixo. Esta é uma habilidade

impressionante usando a sola do pé ou a parte posterior do calcanhar com objetivo de alcançar o ombro ou o rosto do adversário. O Neryô Chagui normalmente é realizado com o joelho dobrado, posteriormente a perna esticada e estendida para frente, e depois golpeando verticalmente o adversário para baixo. No treino o chute pode ser feito partindo de dentro ou de fora, dependendo da posição em que se encontra o oponente. [20]

Com ajuda da figura 31, pode-se observar o movimento e a saída desse chute com o pé de trás (a), com o joelho dobrado como se fosse aplicar um Ap-tchagui (b), depois levantando o pé para cima da cabeça do oponente (c) descendo com a perna esticada atingindo o rosto com a sola do pé (d) e ao final toca-se o solo com o pé.

com a sola do pé (d) e ao final toca-se o solo com o pé. Figura

Figura 31: Desenvolvimento do Neryô Chagui/Tigô Chagui [8]

O Neryô Chagui/Tigô Chagui pode ser usado também com o pé da frente, puxando o pé de

trás junto ao pé da frente, projetando o corpo para frente e deslizando com o joelho, levantando-o e

aplicando o chute. O chute pode ser realizado com a perna da frente ou a de trás, na base fechada ou aberta. [21]

Na base fechada, você pode arriscar com o pé de trás, mas o risco de sofrer um Bandal Chagui de contra-ataque é grande. Pode-se arriscar com o pé da frente, porém deve-se ficar atento com o contra-ataque de chutes giratórios. [21]

EXEMPLO DO NERYÔ CHAGUI NA PRÁTICA

Nos jogos Olímpicos de Londres em 2012, na luta da categoria +80 kg, Carlo Molfetta (Itália) enfrentou Anthony Obame (Gabão). Durante este combate, Carlo desferiu um certeiro Neryô Chagui em seu oponente (figura 32), garantindo três pontos no placar. [22]

(figura 32), garantindo três pontos no placar. [22] Figura 32: Carlo Molfetta (Itália) contra Anthony Obame

Figura 32: Carlo Molfetta (Itália) contra Anthony Obame (Gabão) Jogos Olímpicos de Londres 2012. [22]

PYOJEOK CHAGUI

O Pyojeok Chagui é a técnica de fazer um alvo com a mão aberta e encaixar o chute nela (figura 33). Este chute é usado ao praticar Poomsae, em que o alvo imaginário torna-se a mão e o atinge com um Chagi (chute interno).

Figura 33: Pyojeok Chagui [9] P YOJEOK C HAGUI NO P OOMSAE Os Poomsae que

Figura 33: Pyojeok Chagui [9]

PYOJEOK CHAGUI NO POOMSAE

Os Poomsae que apresentam o Pyojeok Chagui são o Taeguk Tchill Jang, Chonkwon e

Hansu.

Pyojeok Chagui são o Taeguk Tchill Jang, Chonkwon e Hansu. Figura 34: Pyojeok Chagui no Poomsae

Figura 34: Pyojeok Chagui no Poomsae Hansu.

EXEMPLO DO PYOJEOK CHAGUI NA PRÁTICA

Um exemplo de realização do Pyojeok Chagui pode ser observado na figura 35, que refere- se ao campeonato de Pommsae da Bélgica (36º Belgian Open Poomsae e Free Style 2015) na categoria feminina de sincronização, em que as atletas Chelina Larsen, Sofie Berggreen e Maria Buchardt realizam o Taeguk Tchill Jang (7º Jang). [23]

Figura 35: Pyojeok Chagui (36th Belgian Open Poomsae & Free Style 2015). [23]  AN

Figura 35: Pyojeok Chagui (36th Belgian Open Poomsae & Free Style 2015). [23]

AN CHAGUI

É

um chute que parte de fora para dentro (figura 36).

É um chute que parte de fora para dentro (figura 36). Figura 36: An Chagui [9]

Figura 36: An Chagui [9]

An Chagui consiste em uma técnica de atingir um alvo a partir do exterior para o interior

com a borda interna do pé (lâmina do pé Bal Nal Dung). Esta é uma técnica que exige a oscilação do pé a partir do exterior para o interior com o levantamento do joelho voltado para cima (figura 37 (b)). Esta habilidade é projetada para atingir o rosto de um adversário com a lâmina do pé (figura 37 (c)) e também é utilizado em técnicas como Pyojeok Chagi.

O

Figura 37: Desenvolvimento do An Chagui [8] E XEMPLO DO A N C HAGUI NA

Figura 37: Desenvolvimento do An Chagui [8]

EXEMPLO DO AN CHAGUI NA PRÁTICA

Nos Jogos Olímpicos de 2008, em Pequim na China, o atleta Gabriel Mercedes (República Dominicana) acertou um An Chagui no seu adversário Guilhermo Perez (México) conforme figura 38 a seguir.

Guilhermo Perez (México) conforme figura 38 a seguir. Figura 38: An Chagui (Jogos Olímpicos Pequim –

Figura 38: An Chagui (Jogos Olímpicos Pequim 2008). [24]

BAKAT CHAGUI

Este chute é semelhante ao An Chagui, porém seu movimento circular é feito de dentro para fora (figura 39).

Figura 39: Bakkat Chagui. [8] A técnica consiste em atingir a cabeça do adversário a

Figura 39: Bakkat Chagui. [8]

A técnica consiste em atingir a cabeça do adversário a partir do interior para o exterior como pode ser observado na figura 40.

para o exterior como pode ser observado na figura 40. Figura 40: Sequência de imagens para

Figura 40: Sequência de imagens para desenvolvimento de Bakkat Chagui. [8]

EXEMPLO DO BAKKAT CHAGUI NA PRÁTICA

Também nas Olimpíadas de 2008 em Pequim (China), porém na categoria +67 Kg, a atleta María Espinoza (México) disputou contra Nina Solheim (Noruega). Neste combate, María desferiu um Bakkat Chagui buscando o capacete da adversária, porém esta esquivou, e o golpe acabou acertando o colete da adversária (figura 41), e mesmo assim, acabou pontuando a seu favor. [25]

Figura 41: María Espinoza (México) contra Nina Solheim (Noruega) – Jogos Olímpicos de Pequim 2008.

Figura 41: María Espinoza (México) contra Nina Solheim (Noruega) Jogos Olímpicos de Pequim 2008. [25]

TWIT CHAGUI

Este chute consiste em girar 180 graus sobre o pé de apoio de modo a atingir o alvo que está do lado oposto do pé que golpeia (figura 42).

que está do lado oposto do pé que golpeia (figura 42). Figura 42: Twit Chagui [9]

Figura 42: Twit Chagui [9]

A técnica para realização deste chute é dobrar o joelho e empurrar para trás. Porém, a visão é muito importante para perfeira execução do golpe. Antes de finalizar o chute, mantenha o olhar fixo no alvo, como mostra a sequência de imagens da figura 43.

Figura 43: Antes de finalizar o Twit Chagui, certifique-se que consegue olhar o alvo pelas

Figura 43: Antes de finalizar o Twit Chagui, certifique-se que consegue olhar o alvo pelas costas [8]

Esta habilidade permite atingir o adversário com a parte inferior do calcanhar em seu estômago ou peito. Esta função é geralmente utilizada girando o corpo para trás e fazendo a execução de um pontapé quando o adversário esta na frente. Ocasionalmente, pode-se proporcionar um pontapé linear numa posição fixa ao alvo.

EXEMPLO DO TWIT CHAGUI NA PRÁTICA

No combate 165 do UFC no ano de 2013, após um primeiro round equilibrado, Renan Barão (faixa preta Taekwondo e Muay Thai) desferiu um Twit Chagui contra Eddie Wineland como pode ser observado na figura 44, vencendo a luta por nocaute técnico. [26]

na figura 44, vencendo a luta por nocaute técnico. [26] Figura 44: Twit Chagui de Renan

Figura 44: Twit Chagui de Renan Barão (UFC 165/2013) [26]

FURIÔ CHAGUI

Este chute consiste em uma técnica de chicotear da parte interior do pé em uma ampla curva atingindo o alvo (figura 45).

Figura 45: Furiô Chagui [9] Este chute permite a habilidade de poder chicotear com a

Figura 45: Furiô Chagui [9]

Este chute permite a habilidade de poder chicotear com a parte de trás do pé e golpear o rosto do oponente. Geralmente, este pontapé é executado com o corpo de frente para o oponente, flexionando o joelho, que se estende, e a parte inferior do pé oscilante para o alvo (figura 46). Ocasionalmente, esse chute pode ser feito sem dobrar o joelho ou girando o corpo para trás. [9]

feito sem dobrar o joelho ou girando o corpo para trás. [9] Figura 46: Sequência para

Figura 46: Sequência para realização do Furiô Chagui. [8]

EXEMPLO DO FURIÔ CHAGUI NA PRÁTICA

Um exemplo do Furiô Chagui pode ser visto no combate dos Jogos Olímpicos de 2012 em Londres, na categoria 67 Kg, em que a atleta Nur Tatar (Turquia Colete azul) acertou o chute no capacete da atleta adversária Hwang Kyung-Seon (Coréia do Sul colete vermelho) (figura 47), que ao mesmo tempo, pontuou com um Dollyo Chagui. [27]

Figura 47: Nur Tatar (Turquia – Colete azul) contra Hwang Kyung-Seon (Coréia do Sul –

Figura 47: Nur Tatar (Turquia Colete azul) contra Hwang Kyung-Seon (Coréia do Sul Colete vermelho), Olimpíadas de Londres, 2012. [27]

NAKO CHAGUI

Esse chute consiste em uma técnica de encontrar um alvo com a parte de trás do calcanhar por flexão do joelho. Quando o adversário foge do chute lateral, pode-se utilizar a energia gerada a partir do joelho em extensão, dobrando-o e atingindo a parte traseira da cabeça ou das costas do adversário (figura 48). Pode-se também ligar o pescoço ou a parte traseira do joelho, dependendo das circunstâncias.

também ligar o pescoço ou a parte traseira do joelho, dependendo das circunstâncias. Figura 48: Nako

Figura 48: Nako Chagui [9]

DUBAL CHAGUI

Este chute consiste na técnica de saltar para cima e chutar o alvo de frente com os dois pés em sequência (conforme figura 49). O primeiro pé que avança (pé de trás figura 49 (b)) é usado como um movimento de finta chutando baixo. O pé seguinte (pé da frente figura 49 (c) e (d)) atinge o alvo da frente com precisão, chutando alto.

e (d)) atinge o alvo da frente com precisão, chutando alto. Figura 49: Sequência de técnicas

Figura 49: Sequência de técnicas para o Dubal Chagui [8]

EXEMPLO DO DUBAL CHAGUI NA PRÁTICA

Durante a disputa nos Jogos Olímpicos de Londres (2012), na categoria +80 quilos, os atletas Nicolas Garcia Hemme (Espanha) e Sebastián Crismanich (Argentina), apresentaram diversas vezes em seu combate o Dubal Chagui, como pode ser visto nas figuras 50 e 51.

o Dubal Chagui, como pode ser visto nas figuras 50 e 51. Figura 50: Dubal Chagui

Figura 50: Dubal Chagui desferido por Sebastián Crismanich (Argentina Colete vermelho). [28]

Figura 51: Dubal Chagui desferido por Nicolas Garcia Hemme (Espanha – Colete azul). [28] 

Figura 51: Dubal Chagui desferido por Nicolas Garcia Hemme (Espanha Colete azul). [28]

MONDOLIÔ CHAGUI

É um chute em que se gira completamente e chuta com a perna de trás. Este chute é circular de costas e é desferido girando o corpo 360 graus, porém é o movimento da perna que completa o círculo (figura 52).

é o movimento da perna que completa o círculo (figura 52). Figura 52: (a) base de

Figura 52: (a) base de luta, (b) gire o corpo pelas costas e olhe para o alvo, (c) e (d) movimente a perna para realização do círculo, (e) volte para a base inicial. [8]

EXEMPLO DO MONDOLIÔ CHAGUI NA PRÁTICA

Após dois rounds competitivos, na luta 142 do UFC no ano de 2012, Edson Barboza (faixa preta de Taekwondo) surpreendeu Terry Etim com um Mondoliô Chagui inesperado, que imediatamente caiu ao chão. O Mondoliô Chagui de Barboza (figura 53) foi o melhor nocaute da noite, e mais tarde, o melhor nocaute do ano de 2012. [11]

Figura 53: Edson Barboza vs Terry Etim – UFC 142 (2012) [26, 41] 2.4 CHUTES

Figura 53: Edson Barboza vs Terry Etim UFC 142 (2012) [26, 41]

2.4 CHUTES AVANÇADOS - CHAGO

GAWI CHAGUI

É uma técnica de atingir dois alvos simultaneamente com ambos os pés bem separados, como mostra a figura 54.

com ambos os pés bem separados, como mostra a figura 54. Figura 54: Gawi Chagui [9]

Figura 54: Gawi Chagui [9]

Esta é uma capacidade marcante para saltar e espalhar os pés em forma de tesoura e atingiu dois alvos diferentes no ar, ao mesmo tempo. Um pé emprega Pitrô/Biturô Chagi enquanto o outro pé Yop Chagi (chute lateral).

MODUM CHAGUI

Uma técnica de atingir o mesmo alvo com ambos os pés simultaneamente conforme figura

55.

alvo com ambos os pés simultaneamente conforme figura 55. Figura 55: Modum Chagui. [9] Esta é

Figura 55: Modum Chagui. [9]

Esta é uma habilidade de chutar com os pés juntos no ar para atacar o mesmo alvo. Este chute pode ser realizado como Modum Ap Chagi, Modum Dollyo Chagi e Modum Yop Chagi.

TIMIO DOLLYO CHAGUI

Consiste no chute Dollyo Chagui, porém com salto, como pode ser observado na figura 56.

no chute Dollyo Chagui, porém com salto, como pode ser observado na figura 56. Figura 56:

Figura 56: Timio Dollyo Chagui [8]

TIMIO YOP CHAGUI

Consiste no chute Yop Chagui com salto, como pode ser observado na figura 57.

Yop Chagui com salto, como pode ser observado na figura 57. Figura 57: Sequência de movimentos

Figura 57: Sequência de movimentos para realização do Timio Yop Chagui [8]

TIMIO YOP CHAGUI NO POOMSAE

O Timio Yop Chagui é realizado no Poomsae Ilyeo (figura 58).

Yop Chagui é realizado no Poomsae Ilyeo (figura 58). Figura 58: Timio Yop Chagui no Poomsae

Figura 58: Timio Yop Chagui no Poomsae Ilyeo [6]

EXEMPLO DO TIMIO YOP CHAGUI NA PRÁTICA

Dos filmes estrelados por Jet Li, “Lutar ou Morrer” (Fist of Legend) de 1994 é um dos clássicos do cinema das artes marciais, suas cenas de lutas são dignas de serem apreciadas. Em uma delas, Jet Li realiza diversos golpes, e um deles é o Timio Yop Chagui, da figura 59 a seguir. [29]

Figura 59: Timio Yop Chagui – Filme Lutar ou Morrer (Fist of Legend – 1994).

Figura 59: Timio Yop Chagui Filme Lutar ou Morrer (Fist of Legend 1994). [29]

TIMIO AP CHAGUI

Consiste no chute Ap Chagui com salto, como pode ser observado na figura 60.

Ap Chagui com salto, como pode ser observado na figura 60. Figura 60: Timio Ap Chagui.

Figura 60: Timio Ap Chagui. [8]

EXEMPLO DO TIMIO AP CHAGUI NA PRÁTICA

Na luta 129 do UFC, no ano de 2011, Lyoto Machida (Brasil) desferiu um Timio Ap Chagui no rosto do seu adversário Randy Couture (EUA). Este golpe (figura 61) garantiu a Lyoto Machida o Cinturão dos Meio-Pesados do UFC daquele ano, juntamente com o nocaute da noite. [11]

Figura 61: Timio Ap Chagui de Lyoto Machida contra Randy Couture UFC-129 (2011) [11] 

Figura 61: Timio Ap Chagui de Lyoto Machida contra Randy Couture UFC-129 (2011) [11]

TIMIO TWIT CHAGUI

Consiste no chute Twit Chagui com salto, como pode ser observado na figura 62.

Twit Chagui com salto, como pode ser observado na figura 62. Figura 62: Sequência de movimentos

Figura 62: Sequência de movimentos do Timio Twit Chagui. [8]

EXEMPLO DO TIMIO TWIT CHAGUI NA PRÁTICA

Nos Jogos Olímpicos de 2008, em Pequim na China, o atleta Guilhermo Perez (México colete azul) acertou um Timio Twit Chagui no seu adversário Rohullah Nikpai (Afeganistão colete vermelho) conforme figura 63 a seguir. [24]

– colete vermelho) conforme figura 63 a seguir. [24] Figura 63: Timio Twit Chagui de Guilhermo

Figura 63: Timio Twit Chagui de Guilhermo Perez México (Olimpíadas de Pequim/2008). [24]

TIMIO MONDOLIÔ CHAGUI

Consiste no chute Mondoliô Chagui, porém com salto conforme a figura 64.

Mondoliô Chagui, porém com salto conforme a figura 64. Figura 64: Timio Mondoliô Chagui. [8] E

Figura 64: Timio Mondoliô Chagui. [8]

EXEMPLO DO TIMIO MONDOLIÔ CHAGUI NA PRÁTICA

No mesmo combate da demonstração anterior (Timio Twit Chagui Jogos Olímpicos de 2008/Pequim China), o atleta Rohullah Nikpai (Afeganistão colete vermelho) desferiu um Timio Mondoliô Chagui contra seu adversário Guilhermo Perez (México) conforme figura 65 a seguir, porém o chute não acertou seu oponente. [24]

65 a seguir, porém o chute não acertou seu oponente. [24] Figura 65: Timio Mondoliô Chagui

Figura 65: Timio Mondoliô Chagui [24]

2.5 DOLGAE CHAGUI CHUTE TORNADO CHUTE GIRATÓRIO

A diferença entre estes chutes é o número de rotações do corpo. No Taekwondo os chutes 360º e 540º são normalmente realizados atingindo o alvo com a parte superior do pé (Bal Dung), mas variações desses chutes também são realizados atingindo o alvo com a parte interna do pé (Bal Nal Dung) e atingindo o alvo com a parte de trás do calcanhar (Twit Chuk). [30]

DOLGAE CHAGUI 360º / PARAFUSO

Esta é a versão mais básica do pontapé Tornado. O corpo gira em 360 graus, como pode ser observado na figura 66.

gira em 360 graus, como pode ser observado na figura 66. Figura 66: Dolgae Chagui 360º

Figura 66: Dolgae Chagui 360º [31]

Para a descrição deste chute, devemos supor que a perna que acertará o alvo é a direita, de modo que na posição inicial, a perna direita fique à frente. Em seguida gire pelas costas, levantando a perna esquerda, e acertando o alvo com a direita, como mostra a figura 67 a seguir.

o alvo com a direita, como mostra a figura 67 a seguir. Figura 67: Esquema representativo

Figura 67: Esquema representativo passo a passo para o Dolgae Chagui 360º [30]

EXEMPLO DO DOLGAE CHAGUI 360º NA PRÁTICA

No combate da categoria -68 quilos, dos jogos Olímpicos de Londres (2012), o atleta Servet Tazegul (Turquia colete azul) realizou diversas vezes o Dolgae Chagui 360º contra Mohamaad Bagheri Motamed (Iran colete vermelho) (figura 68). [32]

Figura 68: Servet Tazegul (Turquia – Colete azul) contra Mohamaad Bagheri Motamed (Iran – Colete

Figura 68: Servet Tazegul (Turquia Colete azul) contra Mohamaad Bagheri Motamed (Iran Colete vermelho) Olimpíadas de Londres 2012. [32]

DOLGAE CHAGUI 540º

O Dolgae Chagui 540º (figura 69) também é chamado de Tiger Kick.

Chagui 540º (figura 69) também é chamado de Tiger Kick. Figura 69: Dolgae Chagui 540º [33]

Figura 69: Dolgae Chagui 540º [33]

A principal diferença entre o chute 360º e o 540º é qual perna você irá pousar” (aterrizar, chegar ao chão). Para o chute de 360º, a perna que pousa, é a que não fez o chute. Para o chute 540º, a perna que pousaé a mesma que desferiu o chute. Em ambos os casos, você se lança no ar a partir da perna do chute. Outra maneira de pensar é que para o chute 540º, a perna do chute vai passar sobre a outra perna durante o movimento do golpe. Por estar pousandona perna do chute, você estará se voltando para longe do alvo que você tem, o que significa que você rodou um extra de 180º durante o chute (360º + 180º = 540º), daí o nome do chute. [30]

2.6 OUTRAS NOMENCLATURAS

AP BAL CHAGI (CHUTE COM A PERNA DA FRENTE)

AP BAL AP CHAGI

AP BAL DOLLYO CHAGI

AP BAL YOP CHAGI

AP BAL NERYO CHAGI

AP BAL FURIO CHAGI

KULLO CHAGI (CHUTAR DESLIZANDO)

KULLO AP CHAGI

KULLO DOLLYO CHAGI

KULLO YOP CHAGI

KULLO NAERYO CHAGI

KULLO HURYO CHAGI

SOKKEO CHAGI (CHUTES COMBINADOS)

AP CHAGO/YOP CHAGI

YOP CHAGO/DOLLYO CHAGI

DOLLYO CHAGO/YOP CHAGI

NAERYO CHAGO/YOP CHAGI

DOLLYO CHAGO/HURYO CHAGI

HURYO CHAGO/DOLLYO CHAGI

DWI CHAGO/DOLLYO CHAGI

MOMDOLLYO CHAGO/DOLLYO CHAGI ,ETC…

DUBAL DANGSEONG CHAGI (CHUTE DUPLO COM SALTO)

DUBAL DANGSEONG AP CHAGI

DUBAL DANGSEONG DOLLYO CHAGI

DUBAL DANGSEONG YOP CHAGI, ETC…

TIMIO NOMEO CHAGI (CHUTAR SALTANDO SOBRE OBSTÁCULO)

TIMIO NOMEO AP CHAGI

TIMIO NOMEO DOLLYO CHAGI

TIMIO NOMEO YOP CHAGI, ETC[34, 35]

3.

CONCLUSÃO

No Taekwondo Olímpico, assim como em outras lutas marciais, é ensinado técnicas e movimentos que dão aos praticantes maior resistência ao esforço, maior mobilidade e flexibilidade, mais concentração e segurança. Isso é parte do programa de todas as lutas marciais como Hapkido, Sipalki, Jiu-Jitsu, Aikido e outras. Logicamente cada uma delas tem suas características e todas são ótimas se treinadas adequadamente e com a supervisão de profissionais.

Em diversas artes marciais, o chute acaba sendo a parte fundamental de ataque, como por exemplo: Muay Thai, Karate, Kung-fu, Kickboxing, sendo que algumas outras nem sequer os usam, como por exemplo, o Judô. Cada arte marcial tem sua metodologia, definição e disciplina em relação aos golpes que utilizam. Como mostrado nesta tese, existe uma grande variação de chutes, e cada arte pode dar nomes típicos e caracterizá-los de acordo com suas fundamentações e filosofias de combate. Pode ser que os mesmos chutes, com as mesmas movimentações e definições, tenham nomes diferentes em artes marcais distintas.

Assim sendo, o Taekwondo é uma das artes marciais que promove as pernas como parte mais importante do corpo durante a luta. Sendo os alvos do corpo mais visados: barriga, toráx e cabeça. Ao fazer o uso do “Chagui” corretamente (respeitando as técnicas, inclinação do corpo, equilíbrio, dobra de articulações, ângulos adequados) como desenvolvido nesta tese, os objetivos propostos serão alcançados. Se estes forem para competições, os resultados positivos serão os pontos, se forem apenas para treinamentos, os resultados positivos serão a superação.

O Taekwondo trás uma ótima base atlética e esportiva, devido ao formato dos treinos e a

intensidade com que os chutes e movimentos são treinados. Desta forma, acaba-se conseguindo uma grande consciência corporal, o que pode ser facilmente transmitida para outros objetivos, assim como para outras modalidades de artes.

A busca pelo melhor chute e desempenho em combates fez com que já existam associações

que possuem módulos específicos do treinamento do Taekwondo (em específico as técnicas de Chaguis) voltados para outras modalidades de artes e competições, como por exemplo, para o MMA (Mixed Martial Arts Artes Marciais Mistas).

A luta (kiorugui) é a parte do Taekwondo Olímpico que mais chama atenção do público e da

mídia. Os golpes precisam ser potentes e precisos para haver pontuação, levando ao risco de

acontecer nocautes, fato que raramente ocorre devido ao uso de protetores adequados. É bem

possível que depois de uma partida de futebol com 22 jogadores haja mais contundidos que depois

de uma competição com centenas de lutadores de Taekwondo.

Como já visto, na execução do Poomsae, muitos chaguis são realizados. Neste caso, é

possível verificar a qualidade técnica do taekwondista, em que são avaliados: movimento,

equilíbrio, força, postura e harmonia. Um atleta que treina Poomsae evolui no aperfeiçoamento de

todas as técnicas tanto quanto um atleta que treina somente competição (kyorugi). [36]

4.

REFERÊNCIAS

[1] MARTA, F. E. F. Taekwon "do": os caminhos de sua história no Estado de São Paulo.

Revista da Faculdade de Educação Física da UNICAMP, Campinas, v. 0, n. 4, p. 151-162,

2000.

[2] iTiger Taekwondo: Health Confidence and Discipline. Disponível em:

[3] Jogos olímpicos 2016 Rio de Janeiro: Taekwondo. Disponível em:

<https://www.rio2016.com/taekwondo> Acesso em: 20 jul 2016.

[4] Associação Rio Preto Taekwondo. Disponível em:

2016.

[5] Lutas e Artes Marciais: Filosofia do Taekwondo. Disponível em:

[6] KANG, I.; SONG, N. The Explanation of Official Taekwondo Poomsae. Seoul, Korea:

TKDSANGA, 2007.

[7] Equipe Titanium de Artes Marciais: Golpes de Taekwondo. Disponível em:

[8] Revolution of kicking. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=wkqynXVif7k> Acesso em: 20 jul 2016.

[9] Kukkiwon: Taekwondo Techniques. Disponível em:

Acesso em: 21 jul 2016.

[10] RS TKD TEAM: Um Ap Chagui na Disputa do Cinturão do UFC. Disponível em:

[11] Top 20 Knockouts in UFC History. Disponível em:

[12] Regras do Esporte: Taekwondo: golpes, faixas e regras deste esporte de combate. Disponível em: <http://regrasdoesporte.com.br/taekwondo-golpes-faixas-e-regras-deste-esporte- de-combate.html> Acesso em: 21 jul 2016.

[13] Steven Lopez Golden Point. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=9omHti- cCyg> Acesso em: 21 jul 2016.

[14] Meylan Taekwondo: Imagen Biturô. Disponível em:

[15] Tae KwonDo Twisting Kick (Bituro Chagi) | How to perform a twisting kick used in Tae Kwon-Do. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=wuFrOhw35CA> Acesso em:

21 jul 2016.

[16] Pitrô Tchagui ► Diagonal Kick. Disponível em:

[17] Mestre Kim A Arte de Milenar do Taekwondo. Técnicas fundamentais de socos, chutes, ataques, Poomsaes e defesas pessoais. Disponível em:

[18] Bruce Lee Vs Chuck Norris- The Way Of The Dragon. Disponível em:

[19] Jet Li Fight Scene Cradle 2 the Grave (german). Disponível em:

[20] PORTAL EDUCAÇÃO - Aprenda a realizar os golpes do Taekwondo. Disponível em:

golpes-do-taekwondo#ixzz4CnQBLqXM> Acesso em: 19 jul 2016.

[21] EUGÊNIO, M. Primeiros Passos: Tigô Tchagui. BANG TAEKWONDO. Disponível em:

[22] Carlo Molfetta Wins Gold - Taekwondo Men +80kg | London 2012 Olympics. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=8_2rvik7NrY> Acesso em: 21 jul 2016.

[23] Belgien Open Poomsae 2015 Syncron Damer (18-30) indledende (11). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=U8KNvyDt_KE> Acesso em: 21 jul 2016.

[24] Taekwondo Beijing 2008. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=zOp_OK5- aUY> Acesso em: 21 jul 2016.

[25] La celebración de María Espinoza tras su oro en taekwondo en Pekín 2008 | Recuerdos olímpicos. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=HkFNzZ2eZbw> Acesso em:

21 jul 2016.

[26] Técnicas de TAEKWONDO no MMA. Disponível em:

[27] Hwang Kyung Seon (KOR) Wins Taekwondo -67kg Gold - London 2012 Olympics. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=yrsuqgmxec4> Acesso em: 21 jul 2016.

[28] Men's Taekwondo -80kg Gold Medal Match - Spain v Argentina | London 2012 Olympics. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=p1p3Oi1Eg_0> Acesso em: 21 jul 2016.

[29] Jet li VS Japanese General. Disponível em:

[30] Taekwondo Wiki: Tornado Kick. Disponível em:

[31] How to Do a Tornado Roundhouse Kick | Taekwondo Training. Disponível em:

[32] Men's Taekwondo -68kg Gold Medal Final - Turkey v Iran | London 2012 Olympics. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=LHBUcrumWtA> Acesso em: 23 jul

2016.

[33] How to Do a Bolley Kick | Taekwondo Training. Disponível em:

[34] Han Mu Do Taekwondo: Chute Chagui. Disponível em:

23 jul 2016.

[35] The Tenets of Taekwondo: FOOT TECHNIQUES. Disponível em:

[36] SILVEIRA, T. Taekwondo WTF é muito mais do que Luta Esportiva. Disponível em: