Você está na página 1de 13

Física – Frente 1:

Mecânica
Alexandre G. Paquola
Aula 7 - Aplicação das Leis de Newton

Cursinho ATHO – Referência : Física Série Brasil - Alberto Gaspar – ed. ática
Quais são as forças que atuam na direção do
movimento do esquiador e que determinam a sua
aceleração?
Plano inclinado

Como o plano é inclinado as força não atuam na


mesma direção, portanto não podem se equilibrar.
As forças admitem uma resultante, que na ausência
do atrito, faz com que o bloco desça com aceleração
constante.
Para determinarmos a aceleração é necessário
conhecermos a força resultante que atua sobre o
bloco.

Após a decomposição da força peso, podemos


perceber que a força N e a componente Py, se
equilibram, logo a força resultante que atua sobre o
bloco é Px.
Das relações trigonométricas no triângulo
retângulo temos:

Aplicando-se as Leis de Newton para o caso anterior


temos:
Atrito
Observe o bloco sendo puxado por uma mola:
Observações:
- O bloco estava em repouso
- Ele só começa a se deslocar a partir de
determinado alongamento (x) da mola.
- A intensidade da força exercida pela mola é
proporcional ao alongamento.
- Podemos perceber então que F deve atingir um
certo valor para deslocar o bloco.
- Portanto há uma força que se opõe ao
deslocamento do bloco quando ele está em repouso
sobre o plano, chamamos de força de atrito estático.
Depois que o bloco começa a se movimentar:
- É possível mantê-lo em movimento com uma força
F’ menor que a força F inicialmente necessária para
deslocá-lo.
- O alongamento da mola é um valor x’<x.
- Mas continua sendo necessário manter uma força
no sentido do movimento para que o bloco não volte
a parar
- Portanto há uma força se opondo ao deslocamento
do bloco quando ele está em movimento sobre o
plano, chamamos de força de atrito cinético.
As propriedades do atrito são determinadas
experimentalmente, e sua intensidade depende de
dois fatores:
- Da força normal N às superfícies em contato
- Da natureza das superfícies em contato, expressa
pelo coeficiente de atrito µ.

Os coeficientes de atrito são


grandezas adimensionais.
A força de atrito não depende da área das
superfícies em contato.

O coeficiente de atrito cinético é, na maioria das


vezes, menor que o estático.
Lei de Hooke

O físico inglês Robert Hooke


(1636-1703) descobriu que a
força F exercida sobre uma
mola é diretamente
proporcional ao alongamento
sofrido por ela.
1) Um bloco de massa 5,0 kg está sobre uma mesa
plana horizontal. Os coeficientes de atrito entre o
bloco e o plano são µe = 0,40 e µc = 0,36. Uma
força F, horizontal e de intensidade variável é
aplicada ao corpo. Admita g= 10m/s².
a) Determine as força de atrito estático e cinético
que atuam sobre o corpo quando o módulo de F
for:
I. 0N II. 10N III. 20N IV. 25N
b) Construa o gráfico Fatrito x F.
2) Um bloco é colocado sobre um plano inclinado
30°em relação a horizontal, sem atrito. Determine a
aceleração adquirida por esse bloco. Dados: sen 30°
= 0,50; g = 10m/s².
3) No sistema representado na lousa, não há atrito
entre os blocos A, de massa = 2,0 kg, e B, de massa
= 3,0 kg e os planos sobre os quais se apóiam. A
polia e o fio inextensível têm massa desprezível.
Determine a aceleração do conjunto e a tração do
fio.
Admita: g = 10m/s² e sen 30°= 0,5.