Você está na página 1de 1

A12

%HermesFileInfo:A-12:20100528:

SEXTA-FEIRA, 28 DE MAIO DE 2010 O ESTADO DE S. PAULO

Internacional
estadão.com.br
Especial. O programa
nuclear do Irã
estadão.com.br/internacional

Um tom acima. Na mais dura declaração sobre a iniciativa brasileira, secretária de Estado indica que divergências sobre como lidar
com Teerã estão azedando as relações entre Washington e Brasília e o governo iraniano está apenas tentando ganhar tempo com acordo

Hillary vê ‘problemas’ com Brasil e diz


que pacto com Irã deixa mundo perigoso
TASSO MARCELO/AE
Patrícia Campos Mello bustível. Dentro do governo bra-
CORRESPONDENTE / WASHINGTON sileiro, há a sensação de que a
Casa Branca fica “mudando de
A secretária de Estado ameri- lugar as traves do gol”, ou seja,
cana, Hillary Clinton, deixou estabelecendo objetivos cada
claro ontem que o Irã está aze- vem mais difíceis de alcançar.
dando a relação entre Brasil e Na sessão de perguntas e res-
EUA. “Certamente temos postas, Maurício Cárdenas, co-
uma divergência muito séria lombiano que é diretor da área
em relação à diplomacia do de América Latina do Instituto
Brasil com o Irã”, disse Hilla- Brookings, perguntou à secretá-
ry.Segundo ela, o caminho pre- ria de Estado: “Gostaria de ouvir
gado pelo Brasil, de prolongar a opinião da senhora sobre a mu-
negociações em vez de aplicar dança do Brasil; tenho a impres-
sanções pela ONU, “deixa o são de que, no início, o Brasil era
mundo mais perigoso”. visto pelos EUA como parte da
“Já dissemos ao presidente solução para lidar com divisões
Lula e ao chanceler Celso Amo- na região e no mundo; e, agora, é
rim que fazer o Irã ganhar tempo visto como parte do problema.”
deixa o mundo mais perigoso, Hillary começou a falar em
não menos”, declarou ao ser in- tom conciliador, diante de uma
dagada sobre o tema num even- plateiadeváriosdiplomatas,ana-
to do Instituto Brookings. Foi a listas e formadores de opinião.
mais dura e direta declaração so- “Eu vejo o Brasil como parte da
bre o assunto até agora. solução, um país com recursos
Brasil e Turquia mediaram extraordinários que pode usar
um acordo com o Irã, pelo qual para resolver problemas no he-
Teerã se compromete a enviar misfério e, cada vez mais, além”,
1.200 quilos de seu urânio para o disse Hillary.
a Turquia, de onde o combustí- Ela ressaltou o papel positivo
vel seria enviado para ser enri- doBrasil naestabilização doHai- Alerta. No Rio, Ban Ki-moon elogia a iniciativa de Brasil e Turquia de obter acordo com o Irã, mas ressalta falta de confiança
quecido na Rússia e França. O ti após o terremoto de janeiro e
acordo foi rejeitado pelos mem- na cúpula do clima em Copenha-
bros permanentes do Conselho gue. “Mas nós discordamos de-
de Segurança, que, liderados pe- les, e vamos insistir, vamos dizer ção racial e social na cidade, das Nações Unidas para a Infân-
losEUA,anunciaramumconsen-
so para aplicar nova rodada de
que os iranianos estão usando os
brasileiros.”
Teerã deve tornar planos além de relatos sobre violência,
falta de saneamento e educação
cia (Unicef).
“Contei a ele sobre casos de
sanções contra o Irã. No relatório sobre a Estraté-
gia de Segurança Nacional dos claros, afirma líder da ONU para as classes pobres. “Apesar
da situação econômica favorável
pessoas soropositivas expulsas
de favelas da cidade. Precisamos
Armadilha. Segundo os EUA, o EUA, divulgado ontem (mais in- doBrasil,agoraficaclaro queain- de mais informações sobre o
grande problema é que o Irã afir- formações na página A13), o go- da existe muita desigualdade e HIV nas escolas e nas comunida-
mou que vai continuar enrique- verno americano não vê o Brasil Pedro Dantas / RIO çõeseelogiou ainiciativa doBra- acabo de ver isso com meus pró- des para evitar discriminação”,
cendo urânio a 20% mesmo com como participante do bloco siledaTurquia deobter umacor- prios olhos”, disse. afirmouoestudanteRafaelQuei-
o acordo. A Casa Branca afirma Bric. Todas as vezes o documen- O secretário-geral da ONU, Ban do com o Irã. Mas ressaltou que Na chegada ao morro, ocupa- roz, de 18 anos, do bairro de
que o acordo Brasil-Turquia-Irã to se refere a Índia, Rússia e Chi- Ki-moon, disse ontem que o Irã “o núcleo da crise está na falta de dopelaUnidadedePolíciaPacifi- Oswaldo Cruz, na zona norte.
foi apenas uma tentativa de Tee- na, e não junta o Brasil ao grupo. deve deixar suas intenções nu- confiança(dacomunidadeinter- cadora desde junho de 2009, Bandissequelevaráasreivindi-
rã de evitar as sanções. China, Rússia e Índia são chama- cleares claras e assegurar o cará- nacional) em relação ao Irã”. Ban assistiu a uma apresentação cações ao presidente Luiz Inácio
Já o Itamaraty divulgou uma dos de “centros de influência do terpacífico deseu programa atô- Após a entrevista coletiva, de música e dança de crianças de Lula da Silva a quem elogiou pelo
carta enviada por Barack Obama século 21”. O Brasil é classifica- mico, se quiser reconquistar a Ban visitou 12 comunidades ca- umacreche.Emseguida, conver- “esforço no combate a fome e re-
a Lula em 20 de abril, na qual o do apenas como “nação cada vez confiança da comunidade inter- rentes no Morro da Babilônia, sou com os 12 jovens que partici- dução da pobreza”. Afirmou ain-
líder americano demonstra mais influente” – mesmo grupo nacional. Ban está no Rio para a no Leme, na zona sul do Rio. Ele pam do programa Plataforma da que cobrará apoio dos países
apoioao acordo de trocadecom- de Indonésia e África do Sul. reunião da Aliança das Civiliza- ouviuhistórias sobrediscrimina- dos Centros Urbanos do Fundo industrializados.

PONTOS-CHAVE

● TNP ● Cuba ● Honduras ● Irã


EUA esperam que Brasil assine Governo brasileiro diz que o EUA condenaram o golpe, mas Brasil opõe-se às sanções contra
o protocolo adicional do Trata- embargo não tem mais sentido. aceitaram a eleição de Porfírio o Irã por considerar que são inefi-
do de Não-Proliferação. Brasília Para levantar a medida, a Casa Lobo como presidente, que não cazes e podem intensificar o
rejeita firmar adendo até que Branca insiste que a ilha deve teve reconhecimento do Brasil – conflito. O governo america-
países nucleares cumpram mostrar progressos em abrigou o deposto Manuel no tenta aprovar na ONU a
seus compromissos direitos humanos e democracia Zelaya (foto) em sua embaixada quarta rodada de sanções
CÉZARO DE LUCA/AFE HAMED MALEKPOUR/FARS NEWS

CELSO JUNIOR/AE

Lula e Erdogan ● Ceticismo


O chanceler

Análise: Denise Chrispim Marin
russo, Sergei
voltam a criticar EUA Lavrov, mani-
festou ontem Lula desconsidera
suas dúvidas
e a defender acordo sobre se o Irã
realmente
as consequências
de sua diplomacia
cumprirá o
acordo assina-

A
cumpridos”peloIrã.Paraopresi- do com Brasil o declarar que os EUA mantêm “di-
Líder turco qualifica de dente brasileiro, “a declaração e Turquia no vergência séria” com o Brasil, Hilla-
‘invejosos’ os que deTeerãconstituiumaoportuni- dia 17, de troca ry Clinton alertou para os custos da
dade que não pode ser desperdi- de urânio por insistência do presidente Luiz Iná-
rejeitam o pacto com çada”. Lula e Erdogan demons- combustível cio Lula da Silva em se opor à aprovação de
Teerã e brasileiro diz que traram disposição de continuar novas sanções contra o Irã no Conselho de
prazo tem sido cumprido intermediando esta negociação Segurança da ONU. Divergências não che-
“até o fim”. Aliados. Lula recebe o premiê turco, Erdogan, em Brasília gam a ser nocivas para as relações entre duas
Tânia Monteiro / BRASÍLIA O presidente pediu que a nações sensatas, mas desta vez o Brasil pas-
Agência Internacional de Ener- neste momento”, afirmou o pri- carta sobre os termos das nego- sou dos limites. Os EUA já haviam dito que
Dezdiasapósconseguiremaassi- gia Atômica (AIEA) “tenha a sa- meiro-ministro turco. ciações com o Irã, sem entrar em não desistiriam de novas sanções enquanto o
natura do acordo com o Irã e, no bedoria de entender o momen- “Se eu puder dar conselho a detalhes do seu conteúdo. Irãnãoparassedeenriquecerurânio.ParaBra-
dia seguinte, testemunharem as to político, que tenha a sabedo- alguém, é que só haverá acordo No discurso feito ao lado de sil e Turquia, essa condição é irrelevante e
potências que participam do ria de entender o gesto do Irã, se quem estiver em volta da me- Erdogan, o presidente Lula afir- indesejável. Neste momento, incomoda a Ca-
Conselho de Segurança da ONU que tenha a sabedoria de enten- sa, negociando, sair de casa de mou ainda que “a flexibilidade e sa Branca o desafio que Lula tomou para si:
defenderemsanções contraTee- der o sacrifício que foi feito pela manhãparanegociarcomacabe- não o dogmatismo aproxima os abortar a aprovação das sanções contra Teerã
rã, o presidente Luiz Inácio Lula Turquia e pelo Brasil”. Erdogan ça aberta para negociar”, disse povos” e “é o engajamento cons- na ONU. Enquanto Barack Obama busca um
da Silva e o premiê da Turquia, ainda salientou que “todos que Lula, lembrando que passou trutivo, não o isolamento e a pu- canal legítimo para tratar a questão, mesmo
Recep Tayyip Erdogan, critica- mostram reação negativa (ao doisterços da sua vida negocian- nição que nos leva ao entendi- soboriscodeveroCongressoaprovandosan-
ram os EUA, em entrevista no acordo) têm armas nucleares”. do. “Se a pessoa não estiver dis- mento”. ções unilaterais e seu partido castigado nas
Palácio do Itamaraty. Lula completou dizendo que se posta e com boa vontade de fa- O presidente brasileiro voltou eleiçõesdenovembro,adiplomaciapresiden-
“O acordo de Teerã foi uma vi- os membros permanentes do zer acordo, não haverá acordo.” a defender também mudanças cial de Lula avança com ambições de fazer
tória diplomática e aqueles paí- CS não tivessem armas nuclea- na ONU e nas instituições finan- história,commotivaçõeseleitoraisedespren-
ses que criticam o processo são res, o diálogo com Teerã seria Mensagem. O primeiro-minis- ceirasdeBrettonWoods.Naopi- dimento das consequências que trará ao País.
invejosos”, declarou Erdogan, “mais fácil”. troturcoconfirmou que,aexem- nião dele, elas “requerem refor-
ao lado de Lula, que, por sua vez, “Se o Irã cumprir (o acordo), e plo do presidente Lula, também mas para deixarem de ser uma ✽
emendoulembrando que“todos tudo indica que vá cumprir, não recebeu do presidente dos Esta- sombra distorcida de um passa- É JORNALISTA DO ‘ESTADO’
os prazos e datas estão sendo achamos certo falar em sanções dos Unidos, Barack Obama, uma do há muito superado”.