Você está na página 1de 6

ESCOLA SECUNDÁRIA SÁ DE MIRANDA

Ficha de trabalho de Matemática

12º 4 e 5 Dezembro 2007

I – ASSÍNTOTAS
3x 3 + 3x 2
()
1. Seja f a função real de variável real definida por f x =
x 3 ! x 2 ! 2x
. Prova que:

• {
D f = ! \ 0,!1,2 }
• ()
lim f x = +"
x!2+

• ()
lim f x = "#
x!2"

• lim
x!0
()
f x =0

• lim f ( x ) = 1
x!"1

• lim f ( x ) = 3
x!+"

• lim f ( x ) = 3
x!"#


x!+"
()
lim $% f x # 3&' = 0


x!"#
()
lim $% f x " 3&' = 0

Representa num único gráfico a função f, as rectas de equação x = 2 e y = 3. Marca

( ) (
também os pontos abertos 0,0 e !1,1 . )

2 ! 2x 3
()
2. Seja g a função real de variável real definida por g x = 2
x ! 4x + 3
. Prova que:

• { }
D g = ! \ 1,3

• ()
lim" g x = +#
x!3
• ()
lim g x = "#
x!3+

• ()
lim g x = 3
x!1

• x!+"
()
lim g x = #"

• lim g ( x ) = +#
x!"#

g(x)
• lim
x!+"
= #2 e lim
x x!+"
( g ( x ) # ( #2 $ x )) = #8
• () (
lim $% g x # #2x # 8 &' = 0
x!+"
)
g x ( ) = "2 e lim
• lim
x!"#
x x!"#
( g ( x ) " ( "2 $ x )) = "8
• () (
lim $% g x " "2x " 8 &' = 0
x!"#
)
Representa num único gráfico a função g, as rectas de equação x = 3 e y = !2x ! 8.

Marca também o ponto aberto 1,3 . ( )

()
1

3. Seja h a função real de variável real definida por h x = 2 x!3 . Prova que:

• Dh = ! \ 3 {}
• ()
lim+ h x = +"
x!3

• ()
lim" h x = 0
x!3

• x!+"
()
lim h x = 1

• lim h ( x ) = 1
x!"#


x!+"
()
lim $% h x # 1&' = 0


x!"#
()
lim $% h x " 1&' = 0

Representa num único gráfico a função h, as rectas de equação x = 3 e y = 1. Marca

também o ponto aberto 3,0 . ( )

2
x !1
()
4. Seja h a função real de variável real definida por h x =
ex ! e
. Prova que:

• Dh = ! \ 1 {}
1
• lim
x!1
()
h x =
e
• x!+"
()
lim h x = 0

• lim h ( x ) = +#
x!"#

! 1$
Representa num único gráfico a função h e também o ponto aberto # 1, & .
" e%

(
ln x + 1 ) . Prova que:
()
5. Seja h a função real de variável real definida por h x = 3 +
x
• {}
D h = #$ !1,+" %& \ 0

• ( )
lim h x = +#
x!"1+

• lim
x!0
()
h x =4

• lim h ( x ) = 3
x!+"


x!+"
()
lim $% h x # 3&' = 0

Representa num único gráfico a função h, as rectas de equação x = !1 e y = 3. Marca

também o ponto aberto 0,4 . ( )

" x ! 4%
()
6. Seja h a função real de variável real definida por f x = 1 ! ln $
# x '&
. Prova que:

• D f = ! ! " $% 4,+# &'

• ()
lim" f x = "#
x!0

• ()
lim f x = +"
x!4+

• x!+"
()
lim f x = 1

• lim f ( x ) = 1
x!"#

3

x!+"
()
lim $% f x # 1&' = 0


x!"#
()
lim $% f x " 1&' = 0

Representa num único gráfico a função h, as rectas de equação x = 0, x = 4 e y = 1.

7. Seja f a função real de variável real definida por


# 2x 2
% ! x < "1
%x +1
()
f x = $3 ! x = "1
% x +1
% x+1 ! x > "1
&% e " 1
Prove que
• Df = !

• ()
lim f x = "#
x!"1"

• ( )
lim f x = 1
x!"1+

• x!+"
()
lim f x = 0

• lim f ( x ) = "#
x!"#

f (x)
• lim =2
x!"#
x


x!"#
()
lim $% f x " 2x &' = "2

• () ( )
lim $% f x " 2x " 2 &' = 0
x!"#

Representa num único gráfico a função f, as rectas de equação x = !1 e y = 2x ! 2.

Marca também o ponto aberto !1,1 . ( )

8. Relaciona os limites determinados nas questões anteriores com a existência de


assíntotas aos gráficos construídos e compara as tuas conclusões com o esquema
seguinte:

4
• ASSINTOTAS VERTICAIS
A recta x = a é uma assíntota vertical ao gráfico de uma função f se:

{} ()
o f é contínua no domínio ! \ a e lim+ f x = ±" ou lim" f x = ±#
x!a x!a
()
o f é contínua no domínio "#a,+! $% e lim+ f x = ±"
x!a
()
o f é contínua no domínio #$ !",a %& e lim" f x = ±#
x!a
()
o f, de domínio ! , é descontínua para x = a e lim+ f x = ±" ou
x!a
()
()
lim" f x = ±#
x!a

• ASSINTOTAS NÃO VERTICAIS


o Assíntotas horizontais

A recta y = b é uma assíntota horizontal ao gráfico de f na vizinhança de +! sse

() ()
lim %& f x $ b '( = 0
lim f x = b # x!+"
x!+"

A recta y = b é uma assíntota horizontal ao gráfico de f na vizinhança de !" sse

() ()
lim %& f x " b '( = 0
lim f x = b $ x!"#
x!"#

o Assíntotas obliquas

A recta y = mx + b é uma assíntota oblíqua ao gráfico de f na vizinhança de +!


se existem m e b finitos tais que

( ) = m # lim
f x
lim
x!+"
x x!+"
( f ( x ) $ mx ) = b % lim &'f ( x ) $ ( mx + b)() = 0
x!+"

A recta y = mx + b é uma assíntota oblíqua ao gráfico de f na vizinhança de !"


se existem m e b finitos tais que

( ) = m $ lim
f x
lim
x!"#
x x!"#
( f ( x ) " mx ) = b % lim &'f ( x ) " ( mx + b)() = 0
x!"#

5
6