Radicais Orgânicos

A nomenclatura dos radicais orgânicos é dada por um prefixo (nº de carbonos) e o sufixo il ou ila. Radicais Alquila: são radicais monovalentes (possuem uma única valência livre) e saturados. Derivam dos alcanos.

H3 C – metil

H3 C – CH2 – etil

H3 C – CH2 – CH2 – n-propil Valência livre no carbono primário

H3 C – C – CH3 H Isopropil

H3 C – CH2 – CH2 – CH2 –

H3 C – CH2 – C – CH3 H

n-butil

sec-butil

Valência livre no carbono secundário

H H3 C – C – CH3 CH3 tércio-butil, terc-butil ou t-butil (valência livre no carbono terciário) H3 C – C – CH2 – CH3 isobutil Valência livre no carbono primário

Radicais Alquenilas: são radicais monovalentes derivados de alcenos.

H2 C = C – H etenil ou vinil

H2 C = C – CH2 – H alil

Radicais Alquinilas: são radicais monovalentes derivados de alcinos.

H – C ≡ C – Etinil

Arilas: são radicais monovalentes cuja valência livre se encontra num carbono pertencente a um anel benzênico.
CH 3 CH 3 CH3

fenil

para-toluil

meta-toluil

orto-toluil

β-naftil

α-naftil

Radical Benzil: possui um núcleo benzênico ligado a um carbono, no qual se localiza a valência livre.

CH 2

benzil

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful