Você está na página 1de 40
ano 65 • [ nov | dez 2014 ] • n o 726 Educação profissional
ano 65 • [ nov | dez 2014 ] • n o 726 Educação profissional

ano 65 • [ nov|dez 2014 ] • n o 726

ano 65 • [ nov | dez 2014 ] • n o 726 Educação profissional alinhada
ano 65 • [ nov | dez 2014 ] • n o 726 Educação profissional alinhada

Educação profissional alinhada de norte a sul

ano 65 • [ nov | dez 2014 ] • n o 726 Educação profissional alinhada
www.senac.br I facebook.com/SenacBrasil I twitter.com/SenacBrasil abra espaço para um aprendiz. Os cursos do Senac
www.senac.br I facebook.com/SenacBrasil I
www.senac.br
I
facebook.com/SenacBrasil
I
www.senac.br I facebook.com/SenacBrasil I twitter.com/SenacBrasil abra espaço para um aprendiz. Os cursos do Senac

twitter.com/SenacBrasil

abra espaço para um aprendiz. Os cursos do Senac estão voltados às necessidades de sua empresa.

Editorial

O Senac vive um momento único de convergência, com a implemen-

tação de grandes programas e projetos de âmbito nacional, que geram constantes desafios a serem vencidos. Um desses projetos desafiadores é o que diz respeito à nossa razão de ser: o novo Modelo Pedagógico.

O novo modelo, de âmbito nacional, representa um marco na história

do Senac, ao definir parâmetros comuns para os cursos de norte a sul do país. Inteiramente baseado em uma organização curricular por com- petências, o novo Modelo Pedagógico propõe um alinhamento nacional dos planos de cursos da Instituição, que passam a ser orientados por marcas de formação, como visão crítica, atitude colaborativa, empreen- dedora e sustentável, dentre outros valores, que devem pautar a ação de todos os nossos alunos, de qualquer unidade do Senac.

Com o novo Modelo Pedagógico, poderemos assegurar um padrão na- cional de qualidade e reafirmar, mais uma vez, o compromisso do Senac com uma educação profissional de excelência para o Setor do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do nosso país.

Sidney Cunha Diretor-geral do Departamento Nacional do Senac

Educa Brasil Modelo Pedagógico Nacional alinha a oferta de cursos de norte a sul do
Educa Brasil
Modelo Pedagógico Nacional alinha a
oferta de cursos de norte a sul do país
Em Foco
Entrevista com os pensadores
contemporâneos Edgar Morin
e Pierry Lévy sobre o papel da
Educação na formação dos jovens
Integração O Senac veste rosa e promove ações de conscientização contra o câncer de mama
Integração
O Senac veste rosa e promove
ações de conscientização
contra o câncer de mama
Radar
Notas que chegam de todas as partes
do país
Por todo o Brasil As principais notícias dos Regionais em todo o território nacional
Por todo o Brasil
As principais notícias dos Regionais
em todo o território nacional
Senac Social Conheça as ações sociais promovidas pelos Regionais AL, GO, MA, MG, PA, PR,
Senac Social
Conheça as ações sociais promovidas
pelos Regionais AL, GO, MA, MG, PA, PR,
RS e SP
Aula Aberta A docente Franciely Beltrão Ayres, do curso Recepcionista e Meios de Hospedagem, relata
Aula Aberta
A docente Franciely Beltrão Ayres,
do curso Recepcionista e Meios de
Hospedagem, relata os impactos do
novo plano de curso no Senac no
Amazonas
Gente Senac Alunos e docentes contam suas histórias de sucesso. Leia também o artigo do
Gente Senac
Alunos e docentes contam suas
histórias de sucesso. Leia também o
artigo do diretor regional de Rondônia,
Hilton Gomes Pereira
Parcerias Os Regionais AM, ES, GO, PA, PR, RN, SC e SE realizam parcerias com
Parcerias
Os Regionais AM, ES, GO, PA, PR, RN, SC
e SE realizam parcerias com instituições
locais e ampliam suas ações nas
comunidades
Na estante Leia sobre os principais lançamentos do Selo Senac Editoras e concorra à promoção
Na estante
Leia sobre os principais
lançamentos do Selo Senac
Editoras e concorra à promoção do
livro A espetacular arte de desenhar
quadrinhos

Expediente

Órgão oficial de divulgação do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) Departamento Nacional • Av. Ayrton Senna 5.555 • Barra da Tijuca (RJ) • 22775-004 • Tel.: (21) 2136-5579 • Filiado à Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje) | Tiragem 16.000 exemplares | Presidente do Conselho Nacional Antonio Oliveira Santos | Diretor-geral do Departamento Nacional Sidney Cunha | Editado pela Gerência

de

Marketing e Comunicação | Diretoria de Integração com o

Mercado | Editor Jacinto Corrêa | Coordenação Editorial Laura Figueira e Wendell Amorim | Jornalista Responsável

Katia Costa | Redação Camila Rosenbrock, Cristina Gonzalez

e Katia Costa | Estagiários Carlos Serra e Thais Lepritiê

| Colaboração Departamentos Regionais | Editoração

Eletrônica Gerência de Marketing e Comunicação | Projeto Gráfico Daniel Uhr | Designer Gráfico Responsável Cynthia Carvalho | Revisão Ana Bittencourt e Karina Gonçalves | Produção Gráfica Sandra Amaral | Impressão Ediouro Gráfica

Gráfica Sandra Amaral | Impressão Ediouro Gráfica www.senac.br Twitter: @Senac Brasil Facebook: Senac Brasil

www.senac.br

Twitter: @Senac Brasil Facebook: Senac Brasil

Gráfica Sandra Amaral | Impressão Ediouro Gráfica www.senac.br Twitter: @Senac Brasil Facebook: Senac Brasil
Gráfica Sandra Amaral | Impressão Ediouro Gráfica www.senac.br Twitter: @Senac Brasil Facebook: Senac Brasil
Gráfica Sandra Amaral | Impressão Ediouro Gráfica www.senac.br Twitter: @Senac Brasil Facebook: Senac Brasil
Gráfica Sandra Amaral | Impressão Ediouro Gráfica www.senac.br Twitter: @Senac Brasil Facebook: Senac Brasil
Gráfica Sandra Amaral | Impressão Ediouro Gráfica www.senac.br Twitter: @Senac Brasil Facebook: Senac Brasil
Gráfica Sandra Amaral | Impressão Ediouro Gráfica www.senac.br Twitter: @Senac Brasil Facebook: Senac Brasil
Gráfica Sandra Amaral | Impressão Ediouro Gráfica www.senac.br Twitter: @Senac Brasil Facebook: Senac Brasil
Gráfica Sandra Amaral | Impressão Ediouro Gráfica www.senac.br Twitter: @Senac Brasil Facebook: Senac Brasil
Gráfica Sandra Amaral | Impressão Ediouro Gráfica www.senac.br Twitter: @Senac Brasil Facebook: Senac Brasil
Gráfica Sandra Amaral | Impressão Ediouro Gráfica www.senac.br Twitter: @Senac Brasil Facebook: Senac Brasil

6 [ Educa Brasil ]

6 [ Educa Brasil ] A mesma linguagem em sala de aula nov | dez 2014

A mesma linguagem em sala de aula

6 [ Educa Brasil ] A mesma linguagem em sala de aula nov | dez 2014

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

6 [ Educa Brasil ] A mesma linguagem em sala de aula nov | dez 2014
6 [ Educa Brasil ] A mesma linguagem em sala de aula nov | dez 2014
6 [ Educa Brasil ] A mesma linguagem em sala de aula nov | dez 2014
6 [ Educa Brasil ] A mesma linguagem em sala de aula nov | dez 2014
6 [ Educa Brasil ] A mesma linguagem em sala de aula nov | dez 2014
[ Educa Brasil ] C om o objetivo de assegurar seu padrão na- cional de
[ Educa Brasil ] C om o objetivo de assegurar seu padrão na- cional de

[ Educa Brasil ]

C om o objetivo de assegurar seu padrão na-

cional de excelência em educação profis-

sional, o Senac inicia a implantação de um

novo Modelo Pedagógico Nacional, alinhan-

do a oferta de cursos da Instituição nas modalidades presencial e online de norte a sul do Brasil. Dessa for- ma, baseado nos mesmos princípios pedagógicos na- cionais, os alunos passam a ter o mesmo modelo de ensino nas diversas unidades do Senac, sem deixar de considerar as realidades locais.

Esse modelo está voltado para a formação das com- petências do aluno, ou seja, a ação ou o fazer pro- fissional observável, potencialmente criativo, que articula conhecimentos, habilidades e valores, per- mitindo o seu desenvolvimento contínuo. “O pro- fissional formado em nossa Instituição tem como marcas formativas domínio técnico-científico, ati- tude empreendedora, visão crítica, atitude susten- tável e colaborativa, que o diferencia positivamente no mercado de trabalho”, explica a diretora de Edu- cação Profissional do Departamento Nacional do Senac, Anna Beatriz Waehneldt.

Para unificar e padronizar a oferta educacional, o De- partamento Nacional vem promovendo encontros presenciais e a distância, com técnicos de Educação dos Departamentos Regionais no Paraná, no Rio Gran-

de do Sul, em Santa Catarina e em São Paulo (DRs Polos

da Rede EAD), além de representantes em Amazonas, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Pernambuco.

Somente este ano, foram elaborados 29 planos de curso (10 Habilitações Técnicas, 16 Qualificações Pro- fissionais e três Aprendizagens Comerciais), que de- vem ser gradualmente implementados nos estados no próximo ano.

“Reformulamos os primeiros planos de acordo com a expressividade na oferta dos títulos e o número de matriculados, por meio de uma metodologia colabo- rativa com os DRs, que são os verdadeiros protagonis- tas de todo o processo”, afirma a gerente de Desen- volvimento Educacional do Departamento Nacional, Daniela Papelbaum.

Os planos de curso traduzem os objetivos, o perfil do aluno para cada ocupação e tipo de avaliação. Também organizam o currículo e detalham as uni-

dades, especificando a carga horária, os indicadores

e os elementos de competência (conhecimentos,

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

7

8 [ Educa Brasil ]

8 [ Educa Brasil ] Profissionais de Educação trabalham de forma colaborativa na elaboração dos planos
8 [ Educa Brasil ] Profissionais de Educação trabalham de forma colaborativa na elaboração dos planos

Profissionais de Educação trabalham de forma colaborativa na elaboração dos planos de curso

de forma colaborativa na elaboração dos planos de curso A turma de Recepcionista em Meios de
de forma colaborativa na elaboração dos planos de curso A turma de Recepcionista em Meios de

A turma de Recepcionista em Meios de Hospedagem realiza visita técnica ao Hotel Pousada Boa Viagem, em Recife (PE), com a docente Claudia Célia

habilidades, atitudes/valores), além de apresentar as orientações metodológicas e bibliográficas.

De abril a setembro, foi ofertado o primeiro curso es- truturado de acordo com o Modelo Pedagógico Nacio- nal – Recepcionista em Meios de Hospedagem – em nove turmas nos estados de Amazonas, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul (2 turmas), Santa Catarina e São Paulo na mo- dalidade EAD. Para a docente do curso em São Paulo,

Maria Cristina Zerbo Lahr, as principais diferenças entre

o velho e o novo plano estão na forma de registrar o

processo de avaliação, nas situações de aprendizagem

e no aparecimento do projeto integrador, que articula

todas as competências desenvolvidas ao longo do cur-

so em uma única unidade curricular.

“O curso se tornou mais dinâmico, o que permite mais participação do aluno, já que ele acompanha o desenvolvimento de seu processo por meio de indi- cadores que são muito claros. A avaliação acontece constantemente e o aluno pode ser recuperado com mais facilidade”, constata Maria Cristina.

De acordo com a coordenadora do Grupo de Trabalho

voltado à elaboração de planos de curso em Mato Gros-

so do Sul, Gilka Trevisan, esse processo de construção

coletiva possibilita aprendizagens significati-

vas: “Muitos colegas sentem-se moti- vados em sugerir estudos de caso para os projetos integradores e isso é muito bom, pois mostra

o interesse e empenho dos

docentes para que os novos

pois mostra o interesse e empenho dos docentes para que os novos nov | dez 2014

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

pois mostra o interesse e empenho dos docentes para que os novos nov | dez 2014
pois mostra o interesse e empenho dos docentes para que os novos nov | dez 2014

[ Educa Brasil ]

[ Educa Brasil ] Acompanhados pela docente Josiane Mendes, alunos do curso Recepcionista em Meios de

Acompanhados pela docente Josiane Mendes, alunos do curso Recepcionista em Meios de Hospedagem visitam o Hotel Pousada Araúna em Bonito (MS)

cursos sejam implementados conforme a metodologia indicada, demonstrando um engajamento para além das atividades propostas inicialmente à equipe”.

No Modelo Pedagógico Nacional, o docente tem pa- pel fundamental. “Ele é o responsável pelo relaciona- mento direto com os alunos, mediando o processo ensino-aprendizagem. Por isso, estamos investindo em ações de capacitação, inclusive a distância, para todos aqueles que vão iniciar a oferta dos novos pla- nos de curso”, explica Daniela.

Desde julho, está em andamento uma série de cur- sos que visa à formação das equipes pedagógicas dos Departamentos Regionais para implantação do Mo- delo Pedagógico Nacional. Essa iniciativa, coordenada pela Gerência de Educação Corporativa do Departa- mento Nacional, é destinada a docentes, supervisores, técnicos de Educação Profissional e gestores de uni- dades. Conhecendo o Modelo Pedagógico do Senac, Elaboração de Plano de Trabalho Docente e Revisão de Plano de Trabalho Docente foram os primeiros cur- sos ofertados este ano. Para 2015, estão programados mais três cursos: Avaliação da Aprendizagem, Planeja- mento da Educação Profissional e Definição e Reda- ção de Competências.

Profissional e Definição e Reda- ção de Competências. [ O papel dos fóruns setoriais ] Baseado
Profissional e Definição e Reda- ção de Competências. [ O papel dos fóruns setoriais ] Baseado
Profissional e Definição e Reda- ção de Competências. [ O papel dos fóruns setoriais ] Baseado
Profissional e Definição e Reda- ção de Competências. [ O papel dos fóruns setoriais ] Baseado
[ O papel dos fóruns setoriais ] Baseado na metodologia da Organização Inter- nacional do
[ O papel dos fóruns setoriais ]
Baseado na metodologia da Organização Inter-
nacional do Trabalho, o Senac criou os Fóruns
Técnicos Setoriais, comitês consultivos que reú-
nem docentes e técnicos da Instituição, repre-
sentantes de empresas, associações, sindicatos
patronais e de trabalhadores, profissionais do
meio acadêmico e de institutos de Pesquisa, Ci-
ência e Tecnologia, para promover um diálogo
sistemático e desenvolver o mapa funcional de
cada ocupação.
Somente em 2014, foram realizados dez fóruns,
que resultaram, com a participação de técnicos
do Senac, na construção de um Perfil Profissio-
nal de Conclusão para cada profissão, servindo
de base para a elaboração de planos de curso.
“Esse diálogo com os diversos públicos também
vem trazendo outros benefícios para a Institui-
ção, tais como mais inovação para os cursos,
aproximação com os profissionais do mercado
e atendimento às reais necessidades da socieda-
de brasileira”, explica o gerente de Prospecção
de Avaliação Educacional do Departamento Na-
cional do Senac, Carlos Fraga.
Educacional do Departamento Na- cional do Senac, Carlos Fraga. nov | dez 2014 | revista do

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

Educacional do Departamento Na- cional do Senac, Carlos Fraga. nov | dez 2014 | revista do

9

e Edgar Morin

com

Pierre Lévy Entrevista

10 10

[ [ Em Integração Foco ] ]

Sob o prisma da educação

D urante o evento Edu- cação 360º, Encontro Internacional de Edu-

cação, realizado em setem- bro, na Escola Sesc de Ensino Médio no Rio de Janeiro, dois pensadores da atualidade mar- caram presença como confe- rencistas. O filósofo Pierre Lévy, um dos pioneiros no estudo da Cibercultura e do impacto das novas tecnologias de comuni- cação e informação, e o soció- logo e filósofo Edgar Morin, autor de mais de 30 livros, em que discute questões como a relevância do pensamento complexo e da transdisciplina- ridade na formação dos indi- víduos. O que ambos têm em comum? A educação como motor propulsor das relações humanas, do trabalho colabo- rativo e de seu poder transfor- mador da realidade social.

Revista do Senac – Qual o papel do professor nesse novo contexto?

Pierre Lévy – O professor é sempre uma autoridade, o que não é exagero afirmar, e seu trabalho vai além de ensinar como fazer. É preciso ensinar os jovens a se- rem autoridades nos assuntos que lhes interessam. Eles devem aprender a trabalhar juntos pelo aprendizado porque continuarão aprendendo por toda a vida e não apenas no ambiente escolar.

Revista do Senac – De que forma os docentes podem utilizar as ferramentas de comunicação na formação do indivíduo?

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

Pierre Lévy
Pierre Lévy
Edgar Morin
Edgar Morin

Pierre Lévy – Com a mudança dos meios de comuni- cação e a inclusão das mídias digitais temos, a partir de agora, acesso a uma imensa quantidade de dados que vêm do mundo inteiro de forma direta e de qualquer lugar, ao mesmo momento, quase que gratuitamente.

[ Integração [ Em Foco ] ]

Além disso, todas as pessoas po- dem criar suas comunidades, da forma que quiserem, sem barrei- ras econômicas ou técnicas. Por isso, em primeiro lugar, o que é preciso ensinar aos estudantes os professores também, antes de tudo, devem aprender. Em se- gundo lugar, é necessário ensiná -los a desenvolver espírito crítico, capacidade de avaliar a fidelida- de dos dados, a transparência das informações e a praticar o hábito de comparar diferentes fontes que tratam do mesmo

assunto. Os alunos precisam ser capazes de escolher quais as melhores fontes de dados, aprendendo a classificá-las e a compartilhá-las de forma organizada e categorizada.

Revista do Senac – Qual seria, então, o perfil do indiví- duo que se desenha neste novo cenário?

Pierre Lévy – Acredito que a sociedade necessita de pessoas que sejam cultas e res- ponsáveis, com capacidade para entender as situações nais quais

elas estejam, com habilidades para trabalhar em equipe e au- tonomia e originalidade de es- pírito, em vez de serem simples audiência. Pessoas capazes de tomar iniciativas, que vão além da execução cega de tarefas e saibam correr riscos, utilizando as ferramentas de comunicação, como as redes sociais e a memó- ria na nuvem. E, principalmente, que sejam capazes de se colocar acima dos interesses particulares para examinar e dar conta dos interesses coletivos comunitários.

Revista do Senac – Como o senhor avalia o papel do Senac na qualificação profissional de milhares de jovens no país?

Edgar Morin – O Senac oferece uma educação pro- fissional de vanguarda na América Latina, o que hoje é percebido como indispensável para consolidar o cres- cimento social e econômico da região. A qualificação

É necessário criar meios de transmissão do conhecimento a serviço da curiosidade dos alunos

Edgar Morin

profissional de jovens garante a sustentabilidade das empresas, a empregabilidade e a geração de riquezas. Estive presente na Olim- píada do Conhecimento [maior torneio de educação profissional

do país, realizado de 31 de agosto

a 7 de setembro, em Belo Horizon-

te] e pude perceber o compromis- so e o entusiasmo dos participan- tes e o resultado de um trabalho de longo prazo com esses jovens.

Revista do Senac – Qual o papel do professor no contexto atual?

Edgar Morin – Ele deve ser o regente da orquestra e elucidar as dúvidas dos alunos. Quando o professor passa uma atividade em sala de aula, o aluno vai buscar respostas

na Internet. Logo, o professor deve posteriormente cor- rigir os erros cometidos e criticar o conteúdo pesquisa- do. Ele precisa desenvolver o senso crítico dos alunos. Para isso, precisa passar por uma transformação, já que

o aluno não aprende apenas com

os amigos, a família e a escola. Ou- tro ponto importante: é necessário criar meios de transmissão do co- nhecimento a serviço da curiosi- dade dos alunos.

Revista do Senac – Qual a impor- tância da transdisciplinaridade e do pensamento complexo?

Edgar Morin – O modelo de ensino tende a separar os conhe-

cimentos por meio de disciplinas,

e não é o que vemos na natureza.

No caso de animais e vegetais, va- mos notar que todos os conhe- cimentos estão interligados. E a escola se restringe a transmitir conteúdo, sem fazer as ligações necessárias entre os diversos tipos de saberes. As disciplinas fechadas impedem a compreensão dos problemas do mundo. A transdisciplinaridade, na minha opinião, é o que possibilita a transmissão de uma visão de mundo mais complexa, que evita o erro. Por isso, digo que a educação precisa fornecer subsídios ao ser humano e trabalhar os conteúdos de forma mais inte- grada, colocando-os em perspectiva.

É preciso ensinar os jovens a serem autoridades nos assuntos que lhes interessam

Pierre Lévy

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

11 11

12 [ Integração ]

ProChef, padrão internacional na Cozinha

Vinte instrutores de Gastronomia de várias partes do país ganharam um importante reconhecimento, que chancela, em âmbito interna- cional, o talento e a expertise dos profissionais do Senac: a certifica- ção ProChef 1, fornecida pelo The Culinary Institute of America (CIA), uma das principais instituições de educação profissional em Gastro- nomia no mundo.

Em parceria com o Departamento Nacional, o CIA realizou, pela se- gunda vez, as provas no Centro de Aperfeiçoamento em Gastronomia, em Brasília, de 25 de agosto a 17 de setembro. Os chefs do CIA, David Bruno e Almir Fonseca, avaliaram os instrutores dos seguintes Depar- tamentos Regionais: Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Ma-

Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Ma- ranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais,

ranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Per- nambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Santa Catarina e Sergipe, além de representantes da Diretoria de Unidades Especializadas do Departamento Nacional no Distrito Federal e no Rio de Janeiro.

A primeira rodada de certificação internacional ocorreu em 2013 e concedeu

o título de cozinheiro profissional – nível 1 – a 33 instrutores. Ao todo, já são 53 ProChefs no Senac.

a 33 instrutores. Ao todo, já são 53 ProChefs no Senac. nov | dez 2014 |

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

Elogio no Senado Federal

O senador José Eduardo Fleury elogiou em plená- ria o trabalho do Senac, que mantém um Restau- rante-escola no Senado Federal. “É uma parceria saudável, pela qual o Senac prepara grandes pro- fissionais e aqui tem provado isso”, afirmou.

Ele citou, em especial, a qualidade no atendimento do empregado da Instituição, Claudemir Vieira da Cruz (foto), que atende diariamente os parlamen- tares da Casa. “Ele sempre nos serve com alegria e carinho”, acrescentou.

Os alunos dos cursos de Gastronomia aprimo- ram, na prática, todas as técnicas que aprendem em sala de aula nas empresas pedagógicas. São ao todo 16 restaurantes-escola no país, com in- fraestrutura moderna, profissionais de ponta, ambientes agradáveis e uma culinária criativa e saborosa.

[ Integração ] 13 Senac EAD : histórias de sucesso em congresso internacional Pela segunda

[ Integração ]

13

Senac EAD: histórias de sucesso em congresso internacional

Pela segunda vez consecutiva, o Senac foi um dos correalizadores do 20º Congresso Interna- cional de Educação a Distância (Ciaed), conside- rado o mais importante da área no país, de 6 a 9 de outubro, em Curitiba (PR). O evento é pro- movido pela Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed) e a Instituição contou com estande institucional na feira de exposições, workshop temático, além de uma sala exclusiva de atividades, onde foram apresentados cases de boas práticas do Senac no Paraná, Rio Gran- de do Sul e em São Paulo.

Para a gerente de Desenvolvimento Educacional do Departamento Nacional do Senac, Daniela Papelbaum, inte- grante da mesa de abertura do evento, o Congresso possibilitou fortalecer a troca de experiências com pesquisa- dores de todo o mundo. “Tivemos, praticamente, a metade dos DRs representados e a oportunidade de discutir assuntos da nossa Rede em um ambiente propício assegurando momentos de aprendizagem para todos os participantes da Rede Nacional de Educação a Distância.”

Diretores alinham estratégias para o futuro

A edição de 2014 do Encon-

tro Anual de Diretores do

Senac, realizada nos dias 21

e 22 de outubro em Floria-

nópolis (SC), foi marcada por

discussões sobre o futuro da Instituição e ações de inte- gração com os gestores. Os Núcleos de Desenvolvimen- to do Nordeste, Amazônia e Centro-Oeste, Sul e Sudeste, trocaram experiências e rea- lizaram debates sobre as questões que impactam a atuação da Instituição em cada região brasileira.

Os diretores regionais tam- bém se reuniram com a Di- retoria do Departamento

tam- bém se reuniram com a Di- retoria do Departamento Nacional do Senac para fazer um

Nacional do Senac para fazer um balanço de 2014 e definir diretrizes para os pró- ximos anos. Em pauta, assuntos como o planejamento estratégico e os projetos desenvolvidos para possibilitar um padrão único de qualidade em âmbito nacio- nal, como a Rede Nacional de Educação a Distância, o Sistema Escolar Integrado (SEI) e o Modelo Pedagógico Nacional.

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

14 [ Integração ]

14 [ Integração ] Corte de cabelo para doação a hospital em Minas Gerais Acima, alunos

Corte de cabelo para doação a hospital em Minas Gerais

] Corte de cabelo para doação a hospital em Minas Gerais Acima, alunos do Piauí realizam

Acima, alunos do Piauí realizam o Intervalo Interativo e, abaixo, empregados do Departamento Nacional se solidarizam com a campanha

do Departamento Nacional se solidarizam com a campanha Senac veste rosa A campanha mundial Outubro Rosa,
do Departamento Nacional se solidarizam com a campanha Senac veste rosa A campanha mundial Outubro Rosa,

Senac veste rosa

A campanha mundial Outubro Rosa, que promove ações de conscien- tização sobre o câncer de mama, tomou conta do Senac de norte a

sul do país no mês de outubro. Em

Roraima, alunos do curso de Foto- grafia registraram imagens de 30 mulheres que venceram a doença

e, em parceria com a Unidade de

Alta Complexidade em Oncologia

e a Secretaria Estadual de Saúde, montaram uma exposição fotográ-

fica – Alegria de Viver – no saguão

do Hospital Geral de Roraima.

No Piauí, estudantes do curso Téc- nico em Cozinha realizaram um workshop sobre alimentos que aju- dam na prevenção do câncer e amenizam os efeitos colaterais do tratamento. A fim de despertar o

envolvimento dos alunos, foi criado

o

Intervalo Interativo, com shows

de

talentos, apresentações artísti-

cas, peças teatrais, desfiles de moda, concursos de dança e abordagens educativas sobre a prevenção da doença. Para alertar a comunidade,

os alunos realizaram blitz e distri-

buíram folhetos sobre o tema no cen-

tro

de Teresina, entre outras ações.

Em

alusão ao movimento, a fachada

do

prédio da Unidade Centenário

do

Senac em Alagoas, ficou ilumi-

nada com luzes cor-de-rosa duran- te todo o mês. Algumas unidades em Pernambuco também rece- beram iluminação rosa e ações de

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

conscientização foram realizadas no estado. A Faculdade de Tec- nologia Senac no Amazonas, em Manaus, desenvolveu atividades de conscientização do autoexa- me e divulgação interna para marcar o Outubro Rosa.

Em Minas Gerais, alunos do curso de Cabeleireiro em Belo Horizon- te e Varginha realizaram cortes de cabelo para doação de mechas e confecção de perucas para pa- cientes com câncer de mama. No município de Sete Lagoas, instru- tores da área de Beleza e Estética promoveram ações de corte de cabelo, palestras, oficinas de ma- quiagem e sobrancelhas.

Palestras, oficinas de Gastrono- mia, Moda e Gestão, ações de beleza e exposição fotográfica, além de atendimento à comu- nidade com a participação dos alunos dos cursos de Aprendiza- gem Comercial foram algumas das ações realizadas nas Unida- des de Camaquã, São Leopoldo, Passo D´Areia, Capão da Canoa e Tramandaí no Rio Grande do Sul.

Nas dependências do Condomí- nio Sesc-Senac (CSS), no Rio de Janeiro, o oncologista Rodrigo Motta de Carvalho, do Instituto Nacional do Câncer (Inca), apre- sentou o cenário da doença no Brasil e deu dicas sobre preven- ção e diagnóstico precoce. A escritora e jornalista Vania Cas- tanheira compartilhou sua ex- periência como portadora da doença com os empregados do Departamento Nacional.

Segundo o Ministério da Saúde, anualmente surgem cerca de 50 mil casos de câncer de mama no país. Somente em 2011, mais de 13 mil pessoas foram vítimas da doença.

[ Integração ]

Marketing e Comunicação em foco

O Encontro Nacional

de Marketing e Co- municação reuniu, nos dias 27 e 28 de outubro, profissionais das áreas de Marke- ting e Comunicação do Senac na sede da Instituição, no Rio de Janeiro. Entre os te- mas de destaque nes- te ano, o case Senac

Brasil nas redes sociais, um balanço de dois anos de mudança de marca,

o Ecos – Programa de Sustentabilidade CNC-Sesc-Senac, as estratégias de

comunicação dos programas nacionais, as oficinas de Marketing e Comuni-

cação e os resultados pós-convenção da Rede Senac EAD.

O diretor de Integração com o Mercado, Jacinto Corrêa, ressaltou que os

grandes programas nacionais demandam cada vez mais alinhamento da Comunicação e que o Manual de Identidade da Instituição é um guia im- prescindível para aplicação correta da marca.

O encontro contou também com a presença de dois convidados: o especia-

lista da 5Seleto, Saulo Medeiros, falou sobre Inbound Marketing Comercial,

ações de geração de conteúdo para atrair consumidores e captar informa- ções e comportamentos dos usuários; e o vice-presidente da CDN, Fernando Pesciota, falou sobre mensuração e análise de imagem como estratégia de Comunicação.

e análise de imagem como estratégia de Comunicação. 15 Nova Diretoria CNC toma posse A nova

15

Nova Diretoria CNC toma posse

A nova Diretoria da Confederação Nacional do Comércio de Bens,

Serviços e Turismo (CNC), para o mandato de 2014-2018, tomou pos- se em Brasília, no dia 19 de novembro. O empresário Antonio Oli- veira Santos foi reeleito pela Chapa 1 em setembro e obteve 26 dos 28 votos válidos das 27 Federações do Comércio dos Estados e do Distrito Federal e das sete Federações Nacionais filiadas.

Josias Albuquerque, ex-vice-presidente administrativo, assumiu a primeira Vice-presidência da Entidade; José Evaristo dos Santos e Laércio Oliveira ocuparam, respectivamente, a segunda e tercei-

ra Vice-presidência. Darci Piana passa a exercer a Vice-presidência

Administrativa e Luiz Gil Siuffo continuará à frente da Vice-presidên- cia Financeira da CNC.

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

16 [ Integração ]

Reunião do Conselho Nacional

O Condomínio Sesc-Senac, no Rio

de Janeiro, sediou a reunião do Conselho Nacional ocorrida no dia

24 de outubro. Na ocasião, foram apresentados os projetos nacio- nais de Educação Corporativa da Instituição para 2015, com desta- que para os cursos de capacitação destinados ao desenvolvimento de docentes, equipes pedagógicas

e liderança. E, também, um vídeo

sobre as iniciativas digitais empre- endidas, mostrando como o Senac está alinhado às tendências tec- nológicas por meio da democra-

às tendências tec- nológicas por meio da democra- tização do acesso ao ensino com a Rede

tização do acesso ao ensino com a Rede Nacional de Educação a Distância e, também, promovendo o relacionamento com diversos públicos nas redes sociais (Twitter, Facebook e Linkedin).

Inaugurações em Goiânia e Campo Grande

Unidades Avançadas de Tecnologia da In- formação do Departamento Nacional foram inauguradas em Goiás e Mato Grosso do Sul nos dias 30 de setembro e 1º de outubro, respectivamente. As novas Unidades vão agilizar, em todo o país, a implantação do Sistema Escolar Integrado (SEI), que unifica os processos educacionais, administrativos, financeiros e contábeis da Instituição.

A inauguração contou com a presença do diretor-geral do Departamento Nacional do Senac, Sidney Cunha, do diretor de Integra- ção com o Mercado, Jacinto Corrêa, da dire- tora de Operações Compartilhadas, Simone Caldas, e do gerente de Tecnologia da Infor- mação e Comunicação, Eduardo Ferrão. Em Goiânia, estiverem presentes o presidente do Sistema Fecomércio-GO, José Evaristo dos Santos, e a diretora regional, Felicidade Maria de Faria Melo. O presidente do Sistema Feco- mércio-MS, Edison Araújo, e o diretor-regio- nal, Vitor Mello, participaram da cerimônia em Campo Grande.

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

Grande. nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726 Acima, equipe de

Acima, equipe de Goiás e, abaixo, a de Mato Grosso do Sul

Grande. nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726 Acima, equipe de

Dois eventos marcaram a presença da CNC-Sesc-Senac em setem- bro: a 51ª edição da Equipotel São Paulo, uma das principais feiras de Hotelaria e Gastronomia da América Latina; e a 42ª Feira de Tu- rismo das Américas da Associação Brasileira de Agentes de Viagens (Abav), no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo. No estande institucional, o acervo das publicações do Selo Senac Edi- toras nas áreas de Turismo, Hotelaria e Gastronomia, cujos títulos são referência nos cursos de qualificação para o setor, estiveram à disposição dos participantes.

No âmbito do Programa Senac de Segurança Alimentar, foi realiza- do o curso Leitura, Análise e Avaliação de Projetos para Serviços de Alimentação, de 1º a 3 de outubro, no Departamento Nacional. Par- ticiparam 48 técnicos, vindos de 23 DRs, que foram capacitados a acompanhar, orientar e validar projetos arquitetônicos de ambien- tes de alimentação.

Na edição de 2014 do 56º Prêmio Jabuti, maior condecoração literá- ria do país, a Editora Senac São Paulo foi premiada com os livros Os Banquetes de Imperador – Receitas e historiografia da gastronomia no Brasil do século XIX e Sou Barista, respectivamente, segundo e terceiro lugares na categoria Gastronomia.

Senac em Santa Catarina e no Rio Grande do Norte estão na lista das 150 melhores empresas para se trabalhar, de acordo com

Os dois Regionais disputaram com

a 18ª edição do Guia Você S/A.

400 empresas e conquistaram suas posições no ranking depois de serem avaliados com relação à qualidade no ambiente funcional e na gestão de pessoas.

O Senac no Mato Grosso recebeu, pela segunda vez, em setem-

bro, o prêmio Top of Mind, como Curso Profissionalizante para o Comércio, na categoria Educação. Promovido pela Revista RDM, o Prêmio é considerado um termômetro para o Marketing, pois iden- tifica as empresas mais lembradas pelos consumidores em diversos segmentos no estado.

Com o case Política de Promoções por Mérito e Antiguidade, o Senac no Rio Grande do Sul ganhou, pela quarta vez, o prêmio Top Ser Humano, uma das mais importantes distinções nas áreas de Gestão de Pessoas e Cidadania, concedido pela Associação Brasileira de Re- cursos Humanos – RS. Por meio de um programa de remuneração e desenvolvimento profissional, a Política objetiva reconhecer os em- pregados que contribuem de forma sustentável para o crescimento da Instituição e já beneficiou mais de 1.200 pessoas.

Em setembro, os chefs Jorge da Hora e Dijalma Boa Sorte, que coman- dam as cozinhas do Grande Hotel São Pedro e Grande Hotel Campos

do Jordão, do Senac em São Paulo, estiveram no Instituto Vocational Training Council, em Hong Kong, para promover o conhecimento e

a internacionalização da Cozinha brasileira, como parte das ações de intercâmbio gastronômico entre as duas Instituições.

[ Integração [ Radar ] ]
[ Integração
[ Radar ]
]

17 17

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

18 18

[ [ Por Integração todo o Brasil ] ]

ESPÍRITO SANTO

www.es.senac.br

Senac abre a programação de aniversário da Fecomércio-ES

Como parte da programação em comemoração aos 60 anos da atuação da Fecomércio no

Espírito Santo, o Senac deu mais um passo na missão de levar educação profissional a todo

o estado. Em 26 de setembro,

foi inaugurada a Unidade De- olindo Perim, no município de Venda Nova do Imigrante (ES).

A nova instalação vai atender

400 alunos por dia e conta com salas de aulas, laboratório de

informática, salas de manicure

e maquiagem, salão de beleza,

salão de estética, laboratório de hospedagem, cozinha didática e restaurante.

São mais de 200 cursos nas áreas de Gestão, Comércio, Informática,

Saúde, Beleza, Moda, Turismo e Hospitalidade. “O Senac percebeu o poten- cial da região serrana como um polo de profissionalização e formação de mão de obra qualificada, especialmente, para o agroturismo. Esta iniciativa oferece aos jovens do município e entorno mais capacitação para se man- terem no local de origem”, avaliou o diretor regional, Dionísio Corteletti.

Ainda dentro do projeto de expansão da rede física do Senac no estado está prevista a instalação de unidades nos municípios de Serra, Cariacica, Santa Teresa e São Mateus, com inauguração prevista para o próximo ano.

São Mateus, com inauguração prevista para o próximo ano. Da esquerda para direita, o senador Ricardo

Da esquerda para direita, o senador Ricardo Ferraço, o diretor regional, Dionísio Corteletti, o presidente da Fecomércio ES, José Lino Sepulcri, o prefeito de Venda Nova do Imigrante, Dalton Perim, o vice-presi- dente da CNC, Darci Piana, e o juiz de Venda Nova do Imigrante, Valeriano Cezário Bolzan

o juiz de Venda Nova do Imigrante, Valeriano Cezário Bolzan Turismo Legal em pauta Mais de

Turismo Legal em pauta

Mais de 300 pessoas partici- param, em setembro, do 3º Encontro de Turismo, sobre o tema Turismo Legal, na Unida- de Poço, em Maceió.Profissio- nais renomados da área parti- ciparam de mesas-redondas, debates e ciclo de palestras. Em foco, a legalização da atividade turística, além da abordagem das práticas abu- sivas em prestação de servi-

ços turísticos, entre outros.

A gastronomia também foi pauta do encontro com apresentações dos estudos sobre a perspectiva do mercado de Alagoas e o crescimento no setor de alimentação fora do lar.

“Ao participar do evento, os profissionais de Turismo expressam o interesse e o compromisso com o seg- mento, e o Senac cumpre a sua missão: educar e capacitar para o mundo do trabalho”, concluiu Enézia Vigolvino, responsável técnica da área de Turismo, Hospitalidade e Lazer.

ALAGOAS

www.al.senac.br

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

www.am.senac.br AMAZONAS
www.am.senac.br
AMAZONAS

[ Integração ]

[ Por todo o Brasil ]

19 19

Expo Cel homenageia o idoso

Em comemoração ao Dia Mundial do Idoso (1º de outubro), os

alunos do curso de Fotografia realizaram a Expo Cel, exposição de imagens captadas por celular sobre o tema O corpo envelhe-

A alma só envelhece se você permitir, no

Centro de Informática do Senac, em Manaus.

Durante os cinco dias, cerca de 170 pessoas estiveram presentes na exposição, onde puderam apreciar 120 fotografias em preto e branco de 30 idosos. O evento buscou conscientizar os visitan- tes sobre a importância das atitudes com o público da terceira idade, incentivando uma reflexão acerca de suas necessidades e direitos. Ao lado, a foto do aluno Lucio Marcelo Caldeira.

ce sem a sua permissão

Capacitação na arte de falar em público Para capacitar alunos do curso de Aprendizagem Comercial
Capacitação na arte de
falar em público
Para capacitar alunos do curso de
Aprendizagem Comercial na arte de
falar em público foi realizado, no dia
9 de outubro, o Ciclo de Palestras
no auditório do Centro de Educação
Profissional em Aprendizagem na ca-
pital do estado.
Planejamento Estratégico e Gestão
de Projetos para as empresas foram
os temas abordados pela turma
que teve a coordenação do instru-
tor André Rebelo. Para ele, esse pro-
jeto ajuda a aprimorar a confiança
dos aprendizes na apresentação e
incentiva o trabalho em equipe.
A aprendiz Vitória Souza relatou que a programação promoveu
uma visão mais ampla do que é o mercado de trabalho: “Como
somos novatos, ainda não temos muito domínio de apresenta-
ção e as palestras nos possibilitaram ficar por dentro do assunto”.
www.ap.senac.br
AMAPÁ

RONDÔNIA

www.ro.senac.br

Circuito de TI rende toneladas de alimentos

Por meio de uma ampla parceria, empresas dos mais diversos seg- mentos participaram do 9º Circuito de Tecnologia da Informação & Profissões. O evento, realizado em setembro, simultaneamente, em todas as unidades da capital e nas cidades de Ji-Paraná, Cacoal, Pi- menta Bueno e Vilhena, teve como objetivo disseminar conhecimen- tos sobre as tendências profissionais e a responsabilidade social.

Em Porto Velho, mais de 9 mil pessoas participaram de oficinas, palestras e cursos ministrados por profissionais de empresas re- nomadas e docentes da Instituição. As inscrições foram feitas me- diante um quilo de alimento não perecível, gerando mais de 15 toneladas para o Projeto Mesa Brasil do Sesc, além de instituições e desabrigados de enchentes.

do Sesc, além de instituições e desabrigados de enchentes. nov | dez 2014 | revista do

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

20 20

[ [ Por Integração todo o Brasil ] ]

BAHIA

www.ba.senac.br

Retrato da

Chapada

Diamantina

Em solenidade no Núcleo Pro- fissional Senac, em Lençóis, o Senac lançou o Manual do Guia de Turismo da Chapada Diamantina, no dia 9 de ou- tubro, durante o 16º Festival

de Lençóis, com atividades de

música, arte e cultura. A publi- cação, que visa contribuir para

o desenvolvimento turístico

local, serve de apoio aos guias

de turismo da região, além de

ser fonte de pesquisa para es- tudantes de Turismo, História

e demais interessados.

A obra tem coordenação edi-

torial da Gerência de Marke- ting e Comunicação do Departamento Nacional do Senac, com edição da asses-

do Departamento Nacional do Senac, com edição da asses- sora técnica Flávia Leiroz, produção de conteúdo

sora técnica Flávia Leiroz, produção de conteúdo e redação de Marga- reth Branca Pires e da equipe da Flora Comunicação, e pesquisa histórica de Delmar Alves Araújo. O Manual aborda as possibilidades de turismo

na região, apresentando, além de aspectos geográficos, a história dos municípios e suas tradições.

Prestigiaram o evento de lançamento a prefeita da cidade, Moema Ma- ciel, o vice-presidente da Fecomércio-BA, José Carlos Moraes, o diretor- geral do Departamento Nacional do Senac, Sidney Cunha, a diretora re- gional da Bahia, Marina Almeida, entre outros.

Mais qualificação profissional Eu Posso Mudar o Mundo foi o tema da palestra de Rosier
Mais qualificação profissional
Eu Posso Mudar o Mundo foi o tema da palestra
de Rosier Alexandre, primeiro montanhista do
Norte e Nordeste a escalar o monte Aconcágua,
na
Argentina. O evento fez parte do ciclo de pa-
lestras do projeto Formando para o Mundo do
Trabalho, destinado a alunos da Instituição, estu-
dantes e empresários, realizado em oito cidades
para 2 mil pessoas durante o mês de novembro.
O
projeto buscou a sensibilização e motivação
acerca da importância da qualificação profissio-
nal, do desenvolvimento das potencialidades
pessoais e profissionais que agregam valor para
a empregabilidade e o sucesso tanto da empre-
sa
como do profissional no mundo do trabalho.
O
ciclo de palestras integrou a programação dos
municípios de Sobral, Limoeiro do Norte, Aqui-
raz, Quixeramobim, Iguatu, Cariri, Itapipoca e
Fortaleza.
www.ce.senac.br
CEARÁ

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

[ Integração ]

[ Por todo o Brasil ]

[ Integração ] [ Por todo o Brasil ] Alunos reúnem técnica e criatividade em desfile

Alunos reúnem técnica e criatividade em desfile

Com o tema Uma Noite em Las Vegas (Primavera Verão 2015), alunos do curso Técnico em Moda da Unidade Aparecida, em Goiânia, esbanjaram cria- tividade, inspiração e profissio- nalismo na produção de um desfile de moda que fez parte do projeto final do curso.

O evento, realizado no dia 1º de outubro, no Recanto Shalon Cerimonial e Eventos, lançou uma nova coleção inspirada nos luxuosos ce-

nários de Las Vegas. Trinta figurinos esporte fino e glamourosos vestidos de festas que remetem à noite da cidade norte-americana foram modelados e confeccionados pelos 14 alunos da turma. Eles contaram com

o apoio de uma empresa de estamparia digital para a produção de estampas exclusivas e personalizadas para o desfile.

O gerente da Unidade, Márcio de Sousa Barbosa, ressaltou que a prática enriquece o aprendizado. “Essa é

mais uma ação que se destina a aproximar os alunos do mercado de trabalho. O sucesso profissional é uma consequência de agora em diante”, afirmou.

GOIÁS

www.go.senac.br

MARANHÃO

www.ma.senac.br

Lançamento do Miss Turismo Plus Size

Dando início ao primeiro concurso de beleza voltado para público plus size (tamanho extragrande), os alunos do curso de Organizador de Eventos re- alizaram, em setembro, o 1º Miss Turis- mo Plus Size. O palco do desfile foi o Centro de Produções e Artesanato do Maranhão, em São Luís, onde realiza- ram performances artísticas, danças e homenagens a personalidades do es- tado, como o estilista e carnavalesco Chico Coimbra.

Sete mulheres concorreram ao Miss Plus Size e cada uma apresentou um símbolo da cultura maranhense, tais como o bumba meu boi, o artesana- to em renda de bilro, a festa do Divino Espírito Santo, a azulejaria ludovicense, além de barcos de pesca e fibra da pal- meira nativa buriti.

de barcos de pesca e fibra da pal- meira nativa buriti. Rosilândia Sousa, aluna do curso

Rosilândia Sousa, aluna do curso e coordenadora de equipes, acredita que a experiência foi inovadora e gratificante. “Tenho certeza de que nosso evento vai abrir as portas para que seja re- alizado todos os anos em São Luís. É o primeiro concurso desse porte na cidade e acho que despertou o interesse do público”, acredita. A ideia é que, mesmo após o encerramento do curso, os alunos continuem se reunindo para organizar as próximas edições do desfile.

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

21 21

22 22

[ [ Por Integração todo o Brasil ] ]

MINAS GERAIS

www.mg.senac.br

Seminário online no Senac Web

O seminário Turismo Criativo: uma abordagem

global marcou a estreia da programação do Senac Web, ação extensiva gratuita e online

com transmissão de eventos por meio do site da Instituição.

A palestra ministrada ao vivo pela professora

francesa Caroline Couret, em setembro, abor- dou pontos turísticos tradicionais e destacou a importância para os turistas de interagir com a comunidade, com direito a inscrições em cur-

sos e oficinas nos locais visitados. De acordo com a professora, o Brasil tem amplo poten- cial para se desenvolver e se destacar nessa modalidade.

Segundo o especialista em Turismo do Senac em Minas Gerais André Carvalho, o Programa Senac Web inaugura uma nova etapa para a Instituição. “A plataforma permitirá atender um

para a Instituição. “A plataforma permitirá atender um número significativo de pessoas, que terão acesso ime-

número significativo de pessoas, que terão acesso ime- diato a temas e abordagens atuais no mercado. Dessa forma, apresentamos, em primeira mão, as referências que levamos também para a sala de aula”, explica.

Os interessados podem assistir à programação no site, na seção Mais Notícias.

à programação no site, na seção Mais Notícias. Preparados para o Círio de Nazaré Com palestras

Preparados para o Círio de Nazaré

Com palestras so- bre Patrimônio Cul- tural, Pontos Turís- ticos e Qualidade no Atendimento, o Senac preparou 32 universitários da área de Turismo para atuarem como fa- cilitadores em pos- tos de informações durante o período do Círio de Nazaré, uma das maiores festividades religiosas do mundo, que leva centenas de turistas à capital paraense no mês de outubro.

Os estudantes foram selecionados pelo projeto Amigo do Turista, da Coordenadoria Municipal de Turismo de Belém, e participaram da capacitação, no Centro de Educação Profissional de Belém, para recepcionar e orientar visitantes antes e durante os 15 dias da festividade.

“Os paraenses são conhecidos pela receptividade e carisma e o turista quer ver de perto essas carac- terísticas”, destacou o palestrante e instrutor Fábio Romero.

PARÁ

www.pa.senac.br

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

[ Integração ]

[ Por todo o Brasil ]

Sintonizando o aprendizado

Aproximadamente 200 estu- dantes participaram, em Teresina, da palestra Sintonia: entre nessa onda, ministrada pelo professor Geraldo de Castro, com o objeti- vo de destacar a importância do

rádio e divulgar para os docentes

o programa Sintonia Sesc-Senac.

De maneira descontraída, os estudantes participaram da dis- cussão sobre o rádio e os temas abordados no programa. A pales- tra enfatizou também o papel do

radialista e o serviço que ele pres-

ta à sociedade.

Para contribuir com o aprendi- zado e a formação cidadã dos estudantes, os agentes de Edu- cação Profissional levam para sala de aula os assuntos do Programa

Sintonia Sesc-Senac. “Ao inserir os temas presenciais ou virtuais, ajuda- mos a despertar um olhar crítico e reflexivo nos alunos e docentes”, ava- liou a supervisora de Educação a Distância, Ana Rocha.

O programa Sintonia Sesc-Senac é veiculado em todo território nacio- nal por uma rede com mais de 1 mil emissoras educativas, comunitárias e comerciais espalhadas por todo o Brasil com uma programação que combina informação, radioteatro e música. No Piauí, o programa é trans- mitido por 94 rádios em 62 municípios.

PIAUÍ

www.pi.senac.br
www.pi.senac.br

RIO GRANDE DO SUL

www.senacrs.com.br

Seminário promove alinhamento pedagógico

Mais de 200 pessoas participaram do Seminário de Educação Profis- sional, no dia 30 de setembro, em Porto Alegre. O objetivo foi revi- sar o Projeto Político Pedagógico (PPP) do Senac no Rio Grande do Sul e fazer uma análise crítica do documento que sustenta as práti- cas educativas nas unidades edu- cacionais. Participaram diretores de unidades, pedagogos, coorde- nadores de cursos, além de geren- tes do Departamento Regional e coordenadores técnicos.

O gerente do Núcleo de Educa- ção Profissional, Roberto Sarquis Berte, lembrou que a elaboração do PPP está comprometida com a missão institucional e as premissas do Modelo Pedagógico Nacional

institucional e as premissas do Modelo Pedagógico Nacional O professor Augusto Niche Teixeira no seminário do

O professor Augusto Niche Teixeira no seminário

do Senac. “O PPP vem sendo submetido a sucessivas avaliações e vai nascer uma nova versão – Revisitando para simplificar: o diálo- go das ideias – que é resultado da fusão inicial de ideias afins e do desdobramento das premissas e ações sugeridas pelos grupos de trabalho no Seminário”, revela Roberto.

A programação incluiu ainda palestras e uma oficina de cocriação mediada pela professora Theresinha Rios e pela equipe do Núcleo de Educação Profissional.

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

23 23

SÃO PAULO

www.sp.senac.br

24 24

[ [ Por Integração todo o Brasil ] ]

Conexão entre chefs e produtores familiares

Com a participação de 14 mil pes- soas, a Semana Mesa SP 2014, maior evento de enogastronomia da Amé- rica Latina, mostrou a importância da relação com os pequenos produto- res, como forma de incentivar a ati- vidade econômica e o cultivo susten- tável de produtos que atendam às necessidades específicas da cozinha de cada chef e suas demandas em termos de qualidade e diferenciação.

Com o tema A conexão essencial: o produtor familiar e a cozinha, o even- to realizado anualmente pela revista Prazeres da Mesa, em parceira com

o Senac em São Paulo, contou com

a participação de prestigiados chefs

Paulo, contou com a participação de prestigiados chefs de diferentes escolas do mundo, de 3 a

de diferentes escolas do mundo, de 3 a 5 de novembro, no Centro Universitário Senac Santo Amaro.

Entre as atividades, os congressos Mesa Tendências e o Mesa ao Vivo, além de palestras, feiras de produtos e aulas, em uma atmosfera de produção e troca de conhecimento, realização de contatos, negócios e experiências de degustação.

de contatos, negócios e experiências de degustação. Revista leva Mesa ao Vivo para Recife Pernambuco foi

Revista leva Mesa ao Vivo para Recife

Pernambuco foi palco do Mesa Ao Vivo, reunindo, nos dias 7 e 8 de outubro, chefs internacionais e na- cionais para ministrarem aulas e sessões de degus- tação. Promovido pela revista Prazeres da Mesa em parceria com o Senac, o evento é uma espécie de reality show do jorna- lismo gastronômico, que propõe a experiência de produção de um número da revista aos olhos do público.

O Senac ofereceu mais de 40 oficinas na Unidade de ensino no Recife para 732 participantes, entre estudantes e profissionais da área de Gastronomia, que tiveram a oportunidade de aprimorar técnicas e ampliar seus conhe- cimentos por meio de aulas, palestras, workshops, discutindo sobre temas e ingredientes.

Restaurantes da região também participaram do evento, como o Cozinhando Escondidinho, do chef Rivan- dro França, Freitas Chocolaterie, Espetinho da Ceça e o Caçarola, que ofereceram, em clima de quermesse, os mais representativos pratos e petiscos da capital pernambucana.

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

PERNAMBUCO

www.pe.senac.br

SERGIPE

www.se.senac.br

[ Integração ]

[ Por todo o Brasil ]

www.sc.senac.br

SANTA CATARINA
SANTA CATARINA

Livro conta

história da

Instituição

Sessenta anos de formação de profissionais para o Comércio de Bens, Ser viços e Turismo de Santa Catarina rendeu uma publicação sobre a

trajetória do Senac no estado.

O lançamento do livro foi no

dia 15 de setembro, no Hotel Sesc Cacupé, em Florianópolis,

e contou com a presença

do presidente do Sistema Fecomércio, Bruno Breithaupt, do diretor regional, Rudney Raulino, dos presidentes de sindicatos, empresários do estado e empregados.

O livro descreve a trajetória da Instituição a partir dos acontecimentos que deram origem ao Senac, no contexto local e nacional, com destaque para a chegada em Florianópolis e o atendimento pioneiro de orientadores nas comunidades do interior.

Os registros das primeiras unidades móveis, dos antigos escritórios, instalados por meio de parcerias com prefeituras e sindicatos de comércio regionais, e a importância do Ginásio Comercial são algumas descrições que fazem parte das 500 páginas da obra, acompanhadas de fotos ilustrativas. O livro está disponível nas bibliotecas do estado e na Rede de Bibliotecas do Senac.

Mais consciência para os motoristas

Na Semana Nacional do Trânsito, alunos do Programa de Aprendizagem Comercial realiza- ram, em setembro, o Projeto Jovem Conscien-

te – Trânsito Seguro, que teve como finalidade

a conscientização dos condutores de veículo

sobre a importância da direção sem álcool, para assim evitar acidentes e mortes no trân- sito em Aracaju. Durante o projeto, cada con- dutor recebeu uma história em quadrinhos, intitulada Álcool e Direção não combinam!

A instrutora Tereza Emília ressaltou a impor-

tância do projeto: “Resolvemos trabalhar em cima do combate ao uso do álcool na dire- ção, porque estatisticamente é o que mais está matando no Brasil. Os alunos constru- íram uma história e abordaram o assunto sobre a Lei Seca”.

uma história e abordaram o assunto sobre a Lei Seca”. A aluna Nayara Aquino já se

A aluna Nayara Aquino já se mostra bem consciente quanto aos danos que o álcool traz para os condutores e alertou: “Muitos bebem, apesar de dizerem que têm consciência. Alguns nem têm habilitação, mas mes- mo assim dirigem e acabam se prejudicando, além de atingir outras pessoas que estão na rua”.

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

25 25

26 26

[ [ Senac Integração Social ] ]

Palestra na praça

Moradores do município de Ana- nindeua, na Região Metropolitana

de Belém, assistiram gratuitamen-

te à palestra Excelência do Atendi-

mento ao Público, ministrada pela instrutora Andréa Solon, do Senac no Pará, durante a ação ABRH na Praça, evento realizado pela Asso- ciação Brasileira de Recursos Hu- manos.

A ação ocorreu na praça Chiara

Lubich, em conjunto com outros atendimentos voltados para o tema Trabalho e Renda. Os pre- sentes também receberam orien- tações sobre a importância da educação profissional e dos pro- gramas de acesso à qualificação profissional e ao ensino técnico.

acesso à qualificação profissional e ao ensino técnico. Oportunidades com Senac Móvel De janeiro a agosto,
acesso à qualificação profissional e ao ensino técnico. Oportunidades com Senac Móvel De janeiro a agosto,

Oportunidades com Senac Móvel

De janeiro a agosto, o Progra- ma Senac Móvel beneficiou mais de 800 moradores dos municípios Campo Grande, Canguaretama, Guamaré, Ju- curutu, São Paulo do Potengi e Timbaúba dos Batistas, no Rio Grande do Norte.

Gildemara Rocha, aluna do curso de Auxiliar Adminis- trativo, em Campo Grande, destacou a importância do Programa: “Já perdi oportu-

nidades de trabalho por não ter qualificação, mas esse curso trouxe possibilidades de empregos para o meu futuro. Só tenho a parabenizar o Senac pelo trabalho que desenvolve, por sua infraestrutura e professores”, disse.

Para Ana Ramos, concluinte do curso de Manicure e Pedicure do município de Timbaúba dos Batistas, o aprendizado fez um grande diferencial em sua vida profissional. “Hoje compreendo o quanto é importante buscar conhecimento. Se uma oportunidade como essa surgir, temos que agarrá-la, pois a concorrência é grande”, ressaltou.

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

[ Integração ] [ Senac Social ] Rede solidária promove campanha Alunos do curso Jogos

[ Integração ]

[ Senac Social ]

Rede solidária promove campanha

Alunos do curso Jogos Digitais da Faculdade de Tecno- logia do Senac em Goiás se uniram em uma rede de so- lidariedade para arrecadar 200 litros de leite, que foram doados à Associação de Combate ao Câncer (ACCG), mantenedora do Hospital Araújo Jorge, em Goiânia. A iniciativa fez parte do Trote Solidário, criado com intuito de integrar os calouros à Instituição e ao trabalho soli- dário.

A entrega foi realizada durante uma visita dos alunos ao Hospital, referência no tratamento e combate ao câncer há 58 anos, onde assistiram à triagem para doação de sangue e plaquetas utilizadas no hospital. Eles tiveram ainda a oportunidade de interagir com a equipe de en- fermagem e doadores de órgãos, além de conhecer a estrutura do hospital, da recepção à pediatria.

Para o estudante Alexandre Crispim, a iniciativa aproxi- ma os alunos da realidade social: “É um incentivo para a prática do voluntariado e da solidariedade”.

Inclusão e diversidade mobilizam profissionais

Para promover momentos de sen- sibilização e diálogo entre profis-

sionais de diferentes áreas acerca das capacidades e vulnerabilida- des de grupos sociais minoritários,

o Senac em São Paulo realizou,

de 7 a 11 de outubro, em 26 unida -

des de ensino do estado, a Semana Senac de Inclusão e Diversidade.

O evento gratuito é voltado aos

alunos, profissionais da área e pú-

blico em geral interessados em contribuir na construção de valo-

res e atitudes favoráveis a uma so- ciedade mais justa e com respeito

às diferenças. Foram abordados te-

mas como Educação, Trabalho, Di- nâmicas da Convivência a Serviço da Inclusão, Acessibilidade e Tec- nologias Assistivas, entre outros.

A programação contou ainda com oficinas, exposições, mesas-redondas, cine-teatro, coral, entre outras atividades sobre inclusão e diversidade. Na ocasião, os participantes conheceram os cursos oferecidos pela Insti- tuição nas áreas de desenvolvimento social.

pela Insti- tuição nas áreas de desenvolvimento social. nov | dez 2014 | revista do senac

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

27 27

28 28

[ [ Senac Integração Social ] ]

Alunos participam de ação social

O Senac no Paraná em parceria com a Feco-

mércio, o Sesc, o Sindicato do Comércio Vare- jista de Material Óptico, Fotográfico e Cinema- tográfico (Sindióptica) e o Hospital de Olhos

Hoftalon, de Londrina, lançaram, em setem- bro, o Projeto VER+, que visa à entrega de 300 óculos para crianças e idosos e vai duplicar a doação em 2015.

O projeto pretende ainda ampliar o número

de pessoas atendidas, por meio da orientação da saúde ocular, consultas médicas, exames e

o fornecimento de óculos para aqueles que

necessitem de correção na visão. Os óculos são montados por alunos do curso Técnico em Óptica da Unidade Londrina, durante as aulas práticas. A triagem dos pacientes e as consul-

foto: Fernando Cremonez
foto: Fernando Cremonez

tas oftalmológicas são feitas pelo hospital e os empresários do ramo óptico fornecem as armações e lentes.

do ramo óptico fornecem as armações e lentes. Força na peruca A Unidade Gravataí do Senac

Força na peruca

A Unidade Gravataí do Senac no Rio Grande do Sul realiza

a campanha Força na Peruca, uma ação do projeto Cabela-

ço elaborada em parceria com o Jornal Correio de Gravataí

e Diário de Cachoerinha, que visa arrecadar cabelos para crianças que fazem quimioterapia no Hospital do Câncer em Porto Alegre.

A campanha teve o envolvimento de 90 alunos e cinco

professores da Unidade, que realizaram o corte de cabelo nos voluntários e já arrecadou, desde 22 de setembro, 100 mechas para confecção de perucas que serão entregues ao hospital.

Convívio que transforma vidas

No Senac no Maranhão, 18 alunos do curso Técnico em Estética do Centro

de Educação Profissional de Imperatriz realizaram, em setembro, uma visita ao Lar São Francisco de Assis, onde realizaram serviços de drenagem linfáti-

ca facial nos idosos.

Além de colocar em prática todas as técnicas aprendidas em sala de aula,

a turma interagiu com 49 residentes, ouvindo suas histórias de vida. Para

a aluna Betânia Reis, a experiência foi marcante: “Compreendi o bem que

a minha profissão pode proporcionar e tive a oportunidade de conhecer pessoas adoráveis. Pretendo voltar lá outras vezes”.

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

conhecer pessoas adoráveis. Pretendo voltar lá outras vezes”. nov | dez 2014 | revista do senac

[ Integração ]

[ Senac Social ]

Qualidade de vida para a Terceira idade

Realizado pelo núcleo de extensão da Unidade de Contagem da Faculdade Senac em Minas Gerais, com o apoio do Conselho Municipal do Idoso de Con- tagem (Comic), o programa Gerontovida tem como foco promover ações que visam elevar a qualidade de vida dos idosos. No primeiro semestre, foram realiza- das duas oficinas para mais de 60 pessoas, incluindo avós de alunos do Programa de Aprendizagem Co- mercial.

Edna dos Santos Carvalho, 62 anos, e Vani Fernandes, 70 anos, participaram pela primeira vez da Oficina de Memória Afetiva. “Gostei demais, nunca tinha me envolvido com nenhuma atividade. Sou viúva, fico muito só e foi uma grande oportunidade de interagir

e conhecer pessoas”, conta Edna. “Devia haver mais

cursos direcionados para a terceira idade. Precisamos desse contato com pessoas da nossa idade e também com os jovens”, completa Vani.

da nossa idade e também com os jovens”, completa Vani. Maria Natalina e o jovem aprendiz

Maria Natalina e o jovem aprendiz Douglas de Almeida contam com o apoio da voluntária Milene Teixeira

Desde o início do projeto, em 2012, mais de 400 idosos já foram contemplados com essas ações. “As pessoas, às vezes, fazem parte por insistência dos familiares, mas quando chegam aqui veem um novo sentido para a vida delas, pois desviam o foco dos problemas e com- partilham novas histórias”, relata a coordenadora do Nú- cleo, Roseane Lisboa.

relata a coordenadora do Nú- cleo, Roseane Lisboa. Meio ambiente em destaque Para celebrar o Dia

Meio ambiente em destaque

Para celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho), o Senac em Alagoas, em parceria com institui- ções públicas e privadas, realizou ações em defesa do meio ambiente e da saúde na Praia de Ponta Verde. Além de dicas sobre preservação da natureza, o Senac prestou serviços gratuitos de corte de cabelo, pen- teado, massagem rápida e também aferição de pressão arterial, contabi- lizando o total de 307 atendimentos.

Alunos do curso de Monitor Am- biental, acompanhados pela ins- trutora Rennisy Rodrigues, promo- veram jogos interativos e, de forma lúdica, despertaram nos visitantes o interesse sobre os cuidados com o meio ambiente. Puffs, almofadas e jogos americanos, feitos com material reciclado, chamaram a atenção dos adultos, enquanto as crianças se divertiram com

os jogos da coleta seletiva e da velha.

“O que seria lixo pode ser reutilizado. É só usar a criatividade. É uma satisfação contribuir com o meio ambiente por meio de orientações à população”, afirma o aluno do curso de Monitor Ambiental, Warnner Franklin.

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

29 29

30 30

[ [ Aula Integração Aberta ] ]

Impactos pedagógicos do novo plano de curso

Franciely Beltrão Ayres*

Em uma de minhas au- las, utilizava slides como recurso para transmitir conteúdo de forma expo- sitiva, quando um aluno exclamou: “Não, professo- ra, queremos produzir, por- que aprendemos mais!”

Este é o resultado do im- pacto provocado pela nova versão do plano de curso Recepcionista em Meios de Hospedagem:

alunos mais envolvidos e atuantes em sala de aula, deixando de ser receptores para serem geradores de conhecimento. O curso foi realizado, de maio a julho, no Senac no Amazonas e está totalmente alinhado ao novo Modelo Pedagó- gico Nacional da Instituição.

No desenvolvimento deste plano de curso piloto, viven- ciei mudanças significativas tanto na estrutura curricular

e administrativa quanto no processo ensino-aprendiza-

gem. Fui desafiada a rever minha postura e concepções didático-pedagógicas, reavaliando constantemente as situações de aprendizagem. Meu desafio foi criar ativida- des que permitissem aos alunos atuarem como sujeitos ativos e autônomos na construção do conhecimento.

A sala de aula tornou-se um espaço vivo, alegre, com mú-

sica ambiente, cadeiras arrumadas em formatos diferentes de acordo com as estratégias propostas. Era preciso mo- bilizá-los para a aprendizagem e, para isso, utilizei dinâ- micas, vídeos, cartazes, músicas, poemas, dramatizações,

micas, vídeos, cartazes, músicas, poemas, dramatizações, fichas, banners e bonecos. As competências, definidas

fichas, banners e bonecos. As competências, definidas como unidades curricula- res, exigiam mais atenção aos conhecimentos, às ha- bilidades e às atitudes.

Durante as situações de aprendizagem, os alunos afixavam informações nos murais, que eram constan- temente revisitados por to- dos nós. O aprendizado era aperfeiçoado por meio de visita técnica, uso de labora- tório de informática e biblio- teca. A avaliação não pode- ria ser diferente: registros das atividades, autoavaliação e feedback constantes. Utilizei diversos instrumentos que me permitiram acompa-

nhar e comparar os desem- penhos individuais: ques- tionários, checagem de procedimentos, folha síntese e outros, baseados nos indicadores de competência.

Na Oficina e Mostra de Trabalhos, os alunos desenvol- veram o Projeto Integrador Diversidade em Meios de Hospedagem, ampliando a visão sobre o perfil do profis- sional por meio de visitas técnicas aos hotéis de Manaus, além de realizar pesquisa em livros e diversos sites.

Contudo, vale ressaltar que toda mudança gera grandes impactos. É imprescindível que o planejamento seja a fer- ramenta diária do docente, capaz de conduzir suas ações e garantir resultados satisfatórios no processo de ensino- aprendizagem, deixando visíveis nos alunos as marcas formativas do Senac.

*A docente Franciely Beltrão Ayres leciona no Centro de Turismo e Hospitalidade no Senac no Amazonas.

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

Buscando a receita do amor

Iara Rodrigues começou o curso de Graduação Tecnológica em Gastro- nomia na Faculdade Senac em Belo Horizonte, Minas Gerais, quando percebeu que seus quitutes agrada- vam muito aos amigos.

Nascida na cidade de Bom Despa-

cho, passou boa parte da infância

e adolescência em meio ao cheiro

de bolo, à mesa farta e às conversas regadas a receitas caseiras, feitas por

avó, mãe e tias. Aos 19 anos, quando mudou para a capital, Iara percebeu que encontrar uma típica quitan- da mineira não era tarefa fácil. “Aos domingos, acordava cedo e fazia um bolo para matar a saudade do interior. Percebi que outras pesso- as tinham o desejo de comer esses quitutes e resolvi apostar”, diz.

[ Gente [ Integração Senac ] ]

apostar”, diz. [ Gente [ Integração Senac ] ] O hobby virou negócio e a necessidade

O hobby virou negócio e a necessidade de se qualificar falou mais alto. “Que-

ria entender a ciência que existe por trás da comida que acalenta o coração.

O Senac contribuiu muito, pois passei a entender porque as receitas real-

mente funcionam”, afirma.

Superação em meio às dificuldades

O tecnólogo em Segurança da Informação Thiago Perillo de

Faria Lima, formado em Goiânia pela Faculdade de Tecnologia

Faria Lima, formado em Goiânia pela Faculdade de Tecnologia Senac em Goiás , aprendeu desde pequeno

Senac em Goiás, aprendeu desde pequeno a superar desafios. A falta de oxigenação no cé- rebro antes de nascer comprometeu sua co- ordenação motora e causou distúrbio de fala (dislalia), porém isso não o impediu de correr atrás de seu sonho.

Ele passou em 12º lugar, entre 50 candidatos, no vestibular da Faculdade e acaba de se for- mar na Instituição. Para Thiago, a graduação foi uma experiência inesquecível. “Muitos de- sejam, mas poucos têm a chance de persistir”, destaca.

Amélia Perillo de Faria Lima, mãe de Thiago, lembra que teve que percorrer diversas insti- tuições para encontrar uma que incentivasse o filho. Ao assistir a uma propaganda do ves- tibular do Senac, não hesitou em visitá-lo. “Es- tava desanimada de tanto correr atrás de uma faculdade que acolhesse meu filho com suas limitações, e o Senac mostrou um grande di- ferencial no trato humano e na receptividade de todos”, afirma.

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

31 31

32 32

[ [ Gente Integração Senac ] ]

Disseminando

conhecimentos

Instrutora da área de Beleza do Se- nac em Sergipe, Gilma Angélica foi selecionada para participar do curso de Especialização de Unhas, promo- vido pelo Empório das Unhas em parceria com o Senac no Ceará e no Espírito Santo. Em quatro módulos,

o curso é uma oportunidade ímpar

para a docente aperfeiçoar-se e dis- seminar novas técnicas para alunos

e docentes da Instituição.

Há sete anos trabalhando no Senac,

Gilma ministra cursos de Cabeleirei-

ro Assistente, Depilador, Manicure e

Pedicure, Colorimetria e Penteados.

A utilização da cureta, instrumento

que dispensa o alicate na cutilagem das unhas, além de desenhos em unhas 3D são algumas das novas técnicas aprendidas.

em unhas 3D são algumas das novas técnicas aprendidas. “O mercado de Beleza não para de

“O mercado de Beleza não para de crescer, as novidades são lançadas dia- riamente e os clientes estão cada vez mais exigentes. Como instrutora, per- cebo de perto o desejo e a ansiedade dos nossos alunos por novidades e atualizações na área”, afirma Gilma.

Instrutor ganha Prêmio de Informática

Instrutor de Informática do Senac no Rio Grande do Norte, Antônio Bezerra dos Santos Júnior ganhou

o Prêmio de Informática – Destaques do Mercado

2014, realizado pela Informática em Revista. A inicia- tiva premiou os melhores profissionais e empresas

da área de Tecnologia da Informação, reconhecendo suas atividades no estado.

Há dez anos, Antônio Júnior trabalha na Instituição,

e também é ex-aluno do curso de especialização em

Educação Profissional. Ele fala do orgulho em fazer par-

te desta equipe: “O Senac se encaixou perfeitamente

no local em que buscava trabalhar, por ser reconheci- da no âmbito nacional e estar à frente em estrutura e desenvolvimento educacional. Foi uma honra concor- rer a este prêmio, porque sei que nossos instrutores são qualificados e qualquer um poderia participar”, avalia. Os ganhadores foram escolhidos por meio de votação no site da Revista. O Senac também ganhou

como melhor escola profissionalizante no segmento de Informática do Rio Grande do Norte.

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

no segmento de Informática do Rio Grande do Norte. nov | dez 2014 | revista do
Hilton Gomes Pereira Diretor regional do Senac em Rondônia “ O rumo que estamos tomando

Hilton Gomes Pereira Diretor regional do Senac em Rondônia

O rumo que estamos tomando nos fortalece como sistema nacional

[ Integração ]

[ Gente Senac ]

33 33

Convergir é necessário

Nos últimos anos, o Senac vem obtendo avanços signi- ficativos em várias frentes convergentes, fortalecendo a sua marca e ampliando as ações na sociedade brasileira. Não faltam exemplos: a criação da Rede Senac de Edu- cação a Distância; o novo Modelo Pedagógico Nacional da Instituição, com a elaboração de planos de cursos

únicos em todo o país; o Sistema Escolar Integrado (SEI);

e os investimentos na modernização da infraestrutura, especialmente dos ambientes pedagógicos.

Pode-se até pensar que o caminho da convergência

leva ao enfraquecimento da Instituição, com perda de autonomia e de espaço de atuação, porém isso é um engano. Ao contrário, o rumo que estamos tomando nos fortalece como sistema nacional, isto é, todos os De- partamentos Regionais passam a ter o mesmo padrão de atuação, tanto na oferta de cursos com a mesma estrutura pedagógica quanto no uso de ferramentas de gestão e de instrumentos de alta performance. Um exemplo dessa realidade é o Senac EAD. Por essa rede,

o Senac em Rondônia disponibiliza um variado portfólio

de cursos que dificilmente ofereceria se estivesse fora dela.

Também experimenta um crescimento na oferta de va- gas, impulsionado pela execução do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) em parceria com o Governo Federal, e o Programa Senac de Gratuidade (PSG). Esses dois programas de inclusão social têm ajudado o Regional a alcançar todos os 52 municípios e os nove distritos do estado.

Localidades até então riscadas do mapa de oportuni-

dades da educação profissional foram conquistadas: o município de Machadinho d´Oeste, na divisa leste com

o Estado de Mato Grosso, a 347 km de Porto Velho; o

distrito de Califórnia, na divisa oeste com o Estado do

Acre; e o município de Cabixi, na fronteira com a Bolívia,

a 795 km de Porto Velho. Dessa forma, muitos sonhos estão sendo reescritos.

É o caso, por exemplo, da aluna Valteane, do Curso Téc-

nico em Nutrição e Dietética. Ela tem deficiência congê- nita em vários membros do corpo (não tem os pés nem os dedos das mãos). Além disso, mora distante da Uni- dade de ensino Jatuarana, onde estuda com assiduida- de e tem excelente aproveitamento. Apesar de todas as dificuldades que enfrenta, considera-se “feliz e animada para realizar o curso em que pode aprofundar e ampliar seus estudos por meio de um itinerário formativo”.

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

34 34

[ Integração ]

[ Parcerias ]

34 34 [ Integração ] [ Parcerias ] Expertise em Gastronomia O Senac em Santa Catarina

Expertise em

Gastronomia

O Senac em Santa Catarina reali- zou, em parceria com a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), es- tudo sobre Caracterização Analítica e Sensorial da Ostra da Grande Flo- rianópolis, por meio do Projeto Ino- vação.

Mensalmente, profissionais de Gas- tronomia da Instituição avaliam as características das ostras da região e, até julho de 2015, serão classificadas 140 amostras. Para a coordenadora

do projeto, Renata Rubik, a participa- ção do Senac mostra a expertise da Instituição no segmento: “Temos como missão contribuir para o desenvolvimen-

to da sociedade, por isso entendemos a importância do trabalho da Epagri para promover esse negócio no estado”.

De acordo com Alex Alves dos Santos, pesquisador do Centro de Desenvolvimento de Aquicultura e Pesca, o resul- tado vai servir como subsídio para a conquista do selo de identificação geográfica ou de denominação de origem. Segundo dados de 2013 da Epagri, a Grande Florianópolis é responsável por 96% da produção estadual do molusco.

O próximo passo da parceria será a realização de eventos gastronômicos, dirigidos aos chefs de Cozinha dos princi-

pais restaurantes do Brasil e ao público do turismo gastronômico.

Jovem empreendedor

Promovido pelo Senac no Ama- zonas em parceria com o Institu- to de Pesquisas Ecológicas (IPE), o workshop Capacitação Voltada ao Empreendedorismo para Jovens, realizado em agosto, contou com oficinas para jovens e adolescentes de 13 a 17 anos descendentes indí- genas e moradores da comunidade Nova Canaã do Aruaú, localizada no Baixo Rio Negro.

Entre os temas, apresentação pesso-

al e abordagem e negociação com

clientes, além de capacitação para

o empreendedorismo. A iniciativa

teve objetivo de ampliar a inclusão

e qualidade de vida dos moradores

para que eles permaneçam em suas

comunidades.

dos moradores para que eles permaneçam em suas comunidades. Para Elizangela Balbi, gerente do Centro de

Para Elizangela Balbi, gerente do Centro de Formação Profissional do Senac, a experiência foi gratificante: “Apreciamos o trabalho do IPE e esta capa- citação proporciona aos jovens pensar, desde cedo, na geração de renda alinhada à qualidade produtiva”.

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

Qualidade no atendimento

O Senac no Pará capacita gratui- tamente, em parceria com a Secre- taria do Estado de Turismo (Setur), comerciantes autônomos da ilha

de Mosqueiro, localizada a 70 qui-

lômetros de Belém e uma das prin- cipais rotas turísticas do estado.

Cerca de 25 trabalhadores do segmento de Turismo e Hospi- talidade, incluindo vendedores que atuam nas barracas de praia e as tapioqueiras (vendedoras de tapioca), tiveram aulas de Inglês Básico e Fundamentos do Turis- mo Responsável, ministradas em

horários diferenciados e flexíveis,

de setembro a dezembro.

A iniciativa busca melhorar a

qualidade de atendimento e re-

[ Parcerias ]

]

[ Integração

de atendimento e re- [ Parcerias ] ] [ Integração ceptividade dos comerciantes. Há 20 anos

ceptividade dos comerciantes. Há 20 anos na região, o comerciante de artesanato Luiz Carlos Kemmer acredita que falar inglês facilita o relacionamento: “Certamente é um diferencial na abordagem com o público”.

é um diferencial na abordagem com o público”. Um show de chef O Senac em Goiás

Um show de chef

O Senac em Goiás e o Sebrae es- tiveram juntos com a Secretaria da Economia Criativa do Ministério da Cultura e Secretaria de Cultura do Estado de Goiás na inauguração, em agosto, da Incubadora Goiás Criativo. A abertura foi realizada com a oficina Mistura Criativa.

Durante o evento, a atração Cozi- nha Show, em que chefs elaboram pratos completos, atraiu olhares de mais de 300 participantes. O ins- trutor do Senac Willian Bernardes elaborou uma deliciosa salada de frutas, com direito a degustação. Para a gerente adjunta da Unida- de Aparecida em Goiânia, Luciane Nogueira, a parceria foi um suces- so. “Satisfação em poder colaborar para este importante projeto com foco em estimular o desenvolvimento profissional do estado”, frisa. O projeto é integrado à Rede de Incubadoras Brasil Criativo.

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

35

35

36 36

[ Integração ]

[ Parcerias ]

Comércio, serviços e qualificação

O Senac no Espírito Santo, a Fede-

ração do Comércio de Bens, Serviços e Turismo e o Sesc estiveram juntos no estande da Super Feira Acaps PanShow, por onde passaram cerca de 20 mil pro- fissionais em setembro. Realizado pela Associação Capixaba de Supermercados (Acaps) em parceria com o Sindicato das Indústrias de Panificação do Estado (Sin- dipães), o evento reuniu supermercadis-

tas, panificadores, industriais, varejistas, atacadistas, distribuidores e fornecedo-

res

de produtos e serviços, no município

de

Serra, na Grande Vitória.

Para a Instituição, foi uma grande oportunidade de divulgar produtos e serviços para o segmento, com direito a 20% de desconto a expositores e em-

segmento, com direito a 20% de desconto a expositores e em- presários. Estiveram presentes na abertura

presários. Estiveram presentes na abertura do evento o diretor regional, Dionísio Corteletti, e o presidente da Fecomércio, José Lino Sepulcri, que ministrou palestra sobre o tema Perspectivas da economia capixaba para 2015.

foto: Karla Santin
foto: Karla Santin

Inovação como negócio

Reunidos na 34ª Convenção Anual do Atacadista Distribuidor, Senac no Paraná, Sebrae, Fecomércio e Sesc apresentaram o espaço minimerca- do, inspirado no projeto Varejo TOP Loja Minimercados para capacita- ção de micro e pequenas empresas do segmento. O evento foi realizado pela Associação Brasileira de Ataca- distas e Distribuidores de Produtos Industrializados (Abad) e Sindicato do Comércio Atacadista de Gêneros Alimentícios do Estado do Paraná (Sinca-PR), em agosto, na capital.

Alunos de turmas de Aprendizagem em Serviços de Supermercados da Instituição e mais de 30 mil pessoas conferiram de perto os novos con- ceitos e tecnologias aplicados ao negócio: sonorização, aromatização,

cores, iluminação direcionada, comunicação e sinalização. O objetivo foi sensibilizar empresários sobre as vantagens

de se modernizar e investir em novidades, para atender melhor consumidores cada vez mais exigentes.

Para a jovem aprendiz Odara Niágara Cardoso, a atividade proporcionou novos conhecimentos: “Achei a proposta ótima, é algo diferente do que a gente faz e aprendemos muito com isso”.

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

Cooperação em prática

O Senac em Sergipe participou,

em setembro, da Cooperar 2014, ação desenvolvida pelo Sistema de Organização das Cooperativas Bra- sileiras, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem do Co- operativismo (Sescoop).

Ao todo, 29 alunos dos cursos de Maquiagem e Cabeleireiro presta- ram serviços de limpeza de pele, maquiagem e corte de cabelo mas-

culino e feminino para 93 pessoas

na Praça Fausto Cardoso, no Centro

em Aracaju.

Segundo o gerente da Unidade Móvel, Edivaldo Costa Fontes, o evento deu oportunidade aos alu-

[ Parcerias ]

]

[ Integração

deu oportunidade aos alu- [ Parcerias ] ] [ Integração nos de colocar o aprendizado em

nos de colocar o aprendizado em prática, além de elevar a autoestima dos beneficiários.

prática, além de elevar a autoestima dos beneficiários. Fortalecendo o hábito da leitura O Senac no

Fortalecendo o hábito da leitura

O Senac no Rio Grande do Norte apoiou a 10ª Feira do Livro de Mossoró e prestou orientação profissional ao público. Ao todo, mais de 2 mil estudantes visitaram o Espaço Senac. A Feira ocor- reu em setembro, com o ob- jetivo de incentivar o hábito da leitura entre os jovens.

Diariamente, assuntos liga- dos à gestão de carreira fo- ram discutidos no estande, com a realização de pales- tras gratuitas. Entre os temas abordados, a importância da formação profissional, recomendações para construir uma imagem positiva nas mídias sociais, bem como orienta- ções sobre elaboração de currículo e comportamento durante entrevistas de empregos.

A Instituição também apresentou o portfólio de cursos, mostrando as oportunidades de qualificação e perfis de carreiras nas áreas de Informação e Comunicação, Gestão e Negócios, Idiomas, Turismo, Hospitalidade e Lazer, Am- biente, Saúde e Beleza.

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

37

37

38 38

[ [ Integração Na estante ] ]

38 38 [ [ Integração Na estante ] ] [ Os Sertões e outras linhas ]

[ Os Sertões e outras linhas ]

Este livro faz uma interpretação artística acerca de Os sertões, de Euclides da Cunha, um dos gran- des clássicos da literatura brasileira sobre a guerra de Canudos, no in- terior da Bahia. Por meio de ilustra- ções, o autor revela, graficamente, a atmosfera dessa guerra brutal, que ocorreu no fim do século 19.

A publicação mostra o traço mar-

cante e forte do autor, que buscou

se aproximar poeticamente de um

universo distante do urbano con- temporâneo. Intercaladas com tre- chos de Os sertões, as linhas criadas com pena de bambu e nanquim re- metem-nos às feridas de Canudos, raízes de outras tantas “Canudos” que se repetem em várias partes do mundo.

Autor Paulo Barreto Editora Senac São Paulo

266 páginas

“Canudos” que se repetem em várias partes do mundo. Autor Paulo Barreto Editora Senac São Paulo

[ Compliance, controles internos e riscos: a importância da área

de Gestão de Pessoas ]

O livro tem como objetivo auxi- liar profissionais interessados no conhecimento e na estruturação de um programa de compliance e integridade corporativa. Traz con- siderações sobre a história da au- ditoria no Brasil e no mundo, a go- vernança corporativa, além de uma aplicação prática de um modelo de compliance na área de Gestão

prática de um modelo de compliance na área de Gestão de Pessoas. Os profissionais que atuam

de Pessoas. Os profissionais que atuam nas auditorias internas e em outras áreas de gestão corporativa podem utilizar os conceitos apresentados no livro como referência para o desenvolvimento de modelos específicos de gerenciamento de risco e de controle interno em suas organizações.

Autores Juliana de Fátima Ponte e Célia Lima Negrão Editora Senac Distrito Federal

244 páginas

Lima Negrão Editora Senac Distrito Federal 244 páginas [ Cesar Santos, Chef ] Cesar Santos é

[ Cesar Santos, Chef ]

Cesar Santos é uma referên- cia quando o assunto é a culi- nária nordestina. Proprietário e cozinheiro do restaurante Oficina do Sabor, parada obrigatória de turistas e mo- radores da cidade de Olinda, Cesar firmou-se como em- presário e levou o tempero pernambucano para o mun- do. Neste livro, a trajetória de

vida e o talento culinário do Chef são apresentados aos apreciadores da boa cozinha. O livro traz, ainda, as receitas mais famosas da Oficina do Sabor, com fotografias inéditas, inspirações para cozinheiros amadores e profissionais.

Autor Cesar Santos Editora Senac Nacional

176 páginas

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

[ Na [ Integração estante ] ]

[ Na [ Integração estante ] ] [ A espetacular arte de dese- nhar quadri- nhos
[ A espetacular arte de dese- nhar quadri- nhos ] O livro do ilus- trador
[ A espetacular
arte de dese-
nhar quadri-
nhos ]
O livro do ilus-
trador e designer
gráfico Lederly
Mendonça desti-
na-se aos inician-
tes, desenhistas e
admiradores dos
quadrinhos em geral. A publicação abrange todas as
etapas necessárias para a produção de uma história
em quadrinhos. Oferece técnicas diversas para ajudar o
leitor a produzir sua própria HQ ou para compreender
minuciosamente os detalhes que envolvem essa fasci-
nante arte.
Com 76 páginas, o livro da Editora Senac Ceará abor-
da os seguintes temas: anatomia da figura masculina,
anatomia da figura feminina, criação de personagens,
cenografia, produção de roteiros, quadrinização e fer-
ramentas.
Nesta terceira edição, A espetacular arte de desenhar
quadrinhos tem mais um atrativo: o caderno de dicas
rápidas que explica, por exemplo, como desenhar ce-
nas de ação, claro e escuro, efeitos sonoros e grafismos.
O leitor ainda encontra um capítulo especial de 24 pá-
ginas, na ordem oriental, com técnicas para desenho
de mangá.
na ordem oriental, com técnicas para desenho de mangá. [ Saúde Bucal: atuação do técnico e

[ Saúde Bucal: atuação do técnico

e do auxiliar; promoção, prevenção

e controle; humanização do atendimento ]

O que significa ser um profissional da área? Que habilidades são necessárias ao exercício

dessa função? Quais são as atribuições de uma equipe de saúde bucal? Algumas dessas ques- tões são abordadas neste livro, direcionado à formação de técnicos e auxiliares da área, e que ainda traz informações sobre mercado de trabalho, condições e dados sobre promoção

e prevenção, biossegurança, ergonomia e uso

de equipamentos no Brasil. Fotos, gráficos, ta- belas e ilustrações apoiam as explicações e fa- cilitam a assimilação de conceitos no material didático.

Autores Márcia Regina Cardoso Torres

e Mára Torres

Editora Senac Nacional

216 páginas

Para participar do sorteio do livro A espetacular arte de desenhar quadrinhos, envie um e-mail para katiacosta@senac.br dizendo: Qual o nome do curso cujo plano de curso foi o primeiro piloto de acordo com o Modelo Pedagógico Nacional?

Das 85 respostas enviadas, 64 empregados acertaram o nome do programa: Ecos – Progra- ma de Sustentabilidade CNC-Sesc-Senac e participaram do sorteio do livro Marmita Chic e Saudável. A vencedora foi Rosangela Borges/DR BA.

nov | dez 2014 | revista do senac | n o 726

39 39

SENAC EAD

UM MUNDO NOVO DE OPORTUNIDADES

SENAC EAD UM MUNDO NOVO DE OPORTUNIDADES Descubra novas possibilidades para sua vida profissional com os
SENAC EAD UM MUNDO NOVO DE OPORTUNIDADES Descubra novas possibilidades para sua vida profissional com os
SENAC EAD UM MUNDO NOVO DE OPORTUNIDADES Descubra novas possibilidades para sua vida profissional com os
SENAC EAD UM MUNDO NOVO DE OPORTUNIDADES Descubra novas possibilidades para sua vida profissional com os
SENAC EAD UM MUNDO NOVO DE OPORTUNIDADES Descubra novas possibilidades para sua vida profissional com os
SENAC EAD UM MUNDO NOVO DE OPORTUNIDADES Descubra novas possibilidades para sua vida profissional com os
SENAC EAD UM MUNDO NOVO DE OPORTUNIDADES Descubra novas possibilidades para sua vida profissional com os

Descubra novas possibilidades para sua vida profissional com os diversos cursos a distância do Senac.

www.ead.senac.br

os diversos cursos a distância do Senac. www.ead.senac.br O melhor ensino a distância do país Cursos

O melhor ensino a distância do país

Cursos Livres • Cursos Técnicos • Graduação • Pós-graduação • Extensão Universitária

a distância do país Cursos Livres • Cursos Técnicos • Graduação • Pós-graduação • Extensão Universitária