Você está na página 1de 2

A vida nem sempre traz o que esperamos

E nem sempre leva o que gostariamos que fosse levado


O predador na misso
A grande presa, presso
A velha fuga na madruga
Acabando em depresso
No tendo nada em suas mos
Mantendo a alma lavada e guardada
A me dedicada e de joelho no cho
E o espelho no cho
E o conselho do co
Atrs s tem teu passado e o futuro iluso
Corre atrs do corao
Faz mais que qualquer irmo
Que a volta triste e quem persiste
garante a ascenso
Costurando nas esquinas sem ninguem do lado, fico perturbado
To contrariado, me senti perdido
Mas agora to fugindo e evitando ser encontrado
Mesmo quando eu to cado
E se algum dia perguntarem
onde eu fui parar
pode dar meu endereo cs no vo me achar por l
Minha vida assim
Do incio at o fim, sem ningum cuidar de mim,
Sempre com meus irmozin, dando rol chinezin
Replicando o que vi e aprendi quando cresci
Parei, refleti, comi um aa
Fui ver onde dava essa ponte sem fim
Pra fugir daqui, nunca mais sofrer
mostrar que a vida crescer e manter
No vou rodar
De cara com a verdade a cidade no vai parar
No vou chorar
Me fala a tua mentira a verdade o que restar
E eu acordei hoje assim, me falaram pra
lutar e eu no sei como descansar
e eu no sei como revidar
De cara com a verdade a cidade no vai parar

Fui atrs da conquista


Quem sabe o rapaz se torna musicista
Paguei a revista
Ossos do oficio de correr na pista
18 anos de vida
Se tudo der errado eu rebobino a fita
Mas a complica
Meu replay t fudido e eu no sei ser artista
Me perco na estrada em linha reta
A seta no apontava o que levou a descoberta
A porta aberta
Mas onde a porta dava t alm da minha meta
Encaro de frente, sou inconsequente
olho por olho e dente por dente
No tem quem aguente
Cobrana foi dada e chora quem sente
Na pele agua quente
No vou rodar
De cara com a verdade a cidade no vai parar
No vou chorar
Me fala a tua mentira a verdade o que restar
E eu acordei hoje assim, me falaram pra
lutar e eu no sei como descansar
e eu no sei como revidar
De cara com a verdade a cidade no vai parar