1

Hinos Missionários
Antologia de hinos de teor missionário,
coligidos dos hinários tradicionais das
igrejas evangélicas brasileiras

LIVRO GRATUITO
Não pode ser vendido

Organização e edição:

Sammis Reachers

2016

2

"Louvai ao SENHOR, invocai o seu nome, fazei
conhecidas as suas obras entre os povos."
I Cr 16:8

Veredas Missionárias

Poesia Evangélica
3

Índice
Apresentação ............................................................................ 10
Salmos e Hinos ......................................................................... 13
77 – O Nascimento de Jesus ..................................................................................... 14
93 – A Doce e Bela História ...................................................................................... 15
192 – Um Novo Cântico ............................................................................................. 17
234 – Exultação e Louvor ......................................................................................... 18
242 – Louvor Universal ............................................................................................. 19
267 – Para o Fim do Culto à Noite ........................................................................ 20
303 – A Mensagem Real ............................................................................................ 21
333 – Consagração ....................................................................................................... 22
344 – Fala à Minha Alma ........................................................................................... 23
351 – Riquezas do Céu ............................................................................................... 24
352 – A Voz de Deus .................................................................................................... 25
353 – Que Fazes tu por Mim? .................................................................................. 26
367 – Amigo Precioso ................................................................................................. 27
370 – Com Jesus Irei ................................................................................................... 28
372 – Conforto em Jesus ........................................................................................... 29
394 – Cantai a Cristo ................................................................................................... 30
434 – Quem Salva é só Jesus .................................................................................... 31
440 – Serviço do Crente ............................................................................................ 32
441 – Quem de Cristo ao Lado? .............................................................................. 33
442 – Mãos ao Trabalho ............................................................................................ 34
445 – Obediência .......................................................................................................... 35
449 – A Colheita Além ................................................................................................ 36
450 – Ceifeiros ............................................................................................................... 37
451 – Ceifeiros do Senhor ........................................................................................ 38
453 – Nossas Luzes ..................................................................................................... 39
454 – Avançai! ............................................................................................................... 40
455 – Igreja, Alerta! ..................................................................................................... 41
456 – Quem Irá? ............................................................................................................ 42
458 – Embaixadores, Avante! ................................................................................. 43
459 – Proclamai ............................................................................................................ 44
460 – Salvemos o Brasil ............................................................................................ 45
461 – Salvemos Portugal .......................................................................................... 46
462 – Missões ................................................................................................................ 47
465 – Erguei-vos, Cristãos! ...................................................................................... 48
475 – Acordai! ............................................................................................................... 49
597 – Pequenos Raios de Luz ................................................................................. 50
646 – Mocidade Cristã ............................................................................................... 51
647 – Com Cristo, um Mundo Novo ...................................................................... 52
648 – Trabalhai, Jovens! ............................................................................................ 53
649 – Mocidade ............................................................................................................. 54

Hinos e Cânticos ...................................................................... 55
4

05 – A Mensagem Proclamai ................................................................................... 56
33 – Todos Devem Saber .......................................................................................... 57
39 – Salvação .................................................................................................................. 58
82 – Sempre Alegre em Sua Luz ............................................................................ 59
90 – Conta a História .................................................................................................. 60
116 – A Mensagem do Evangelho ......................................................................... 61
118 – Ide, Chamai ......................................................................................................... 62
121– Proclamemos a Mensagem ........................................................................... 63
124 – Mensagem Real ................................................................................................ 64
153 – Falem de Jesus .................................................................................................. 65
207 – Crentes, Orai e Vigiai! .................................................................................... 66
371 – Há Trabalho Pronto ........................................................................................ 67
373 – Entre os Povos Publicai ................................................................................ 68
374 – Ei-los Vindos ...................................................................................................... 69
379 – Oh, Quem Irá ...................................................................................................... 71
390 – Eia, Crentes Destemidos! ............................................................................. 72
403 – Eia, ó Mocidade ................................................................................................. 73
405 – Avante, Mocidade ............................................................................................ 74
407 – Confessai-O, Jovens ......................................................................................... 75
412 – Dai-nos Luz ........................................................................................................ 76
414 – Os Ceifeiros ........................................................................................................ 77
415 – A Noite Vem Chegando ................................................................................. 78
416 – Oh! Quanto Desejo .......................................................................................... 79
417 – O Serviço do Mestre ....................................................................................... 80
521 – Rendei Mil Graças ............................................................................................ 81

Cantor Cristão .......................................................................... 82
128 – A Redenção ......................................................................................................... 83
134 – Reino Universal ................................................................................................ 84
194 – A Mensagem Celeste ...................................................................................... 85
304 – Um Vaso de Benção ........................................................................................ 86
308 – Para Onde For, Irei .......................................................................................... 87
410 – Felicidade no Serviço ..................................................................................... 88
413 – Lealdade .............................................................................................................. 89
414 – Acordai ................................................................................................................. 90
417 – Brilha no Viver .................................................................................................. 91
418 – Disposição de Trabalhar ............................................................................... 92
427 – Conquistar o Mundo ....................................................................................... 93
429 – Ceifando ............................................................................................................... 94
430 – Em Cada Lugar .................................................................................................. 95
431 – Acorde em Tempo ........................................................................................... 96
432 – Avante Com Deus ............................................................................................ 97
434 – Onde os Obreiros ............................................................................................. 98
435 – Ainda Há Lugar ................................................................................................. 99
436 – Dai-nos Luz ...................................................................................................... 100
437 – As Boas Novas ................................................................................................ 101
438 – Ouvindo Jesus ................................................................................................. 102
439 – Oração Pela Pátria ........................................................................................ 103
441 – Graça E Salvação ........................................................................................... 104
5

445 – Deves Divulgar ............................................................................................... 105
446 – Avançai! ............................................................................................................ 106
447 – Nunca Ouvir de Cristo ................................................................................. 107
448 – Ide ........................................................................................................................ 108
449 – Ousados Proclamai ...................................................................................... 109
451 – Os Que Confiam ............................................................................................. 110
456 – O Estandarte ................................................................................................... 111
462 – Unidos ................................................................................................................ 112
529 – Vai Buscar ........................................................................................................ 113
533 – Pequenos Guerreiros .................................................................................. 114
550 – Juventude ......................................................................................................... 115
553 – Lealdade a Cristo .......................................................................................... 116
555 – Alerta, Jovens .................................................................................................. 117
569 – O Ministério Santo ........................................................................................ 118
570 – Mais Um Obreiro ........................................................................................... 119
579 – Olhando Para Cristo ..................................................................................... 120
581 – A Única Esperança ........................................................................................ 121

Harpa Cristã ........................................................................... 122
11 – Ó Cristão, Eia Avante ...................................................................................... 123
16 – Despertar para o Trabalho .......................................................................... 124
77 – Guarda o Contato ............................................................................................. 125
108 – Pelejar por Jesus ............................................................................................ 126
115 – Trabalhai e Orai ............................................................................................. 127
127 – O Senhor da Ceifa Chama .......................................................................... 128
132 – Obreiros do Senhor ...................................................................................... 129
149 – Canto do Pescador ........................................................................................ 130
153 – Soldados de Cristo ........................................................................................ 132
167 – As Testemunhas de Jesus .......................................................................... 133
212 – Os Guerreiros Se Preparam ...................................................................... 134
220 – Ide Segar ........................................................................................................... 135
224 – É o Tempo de Segar ..................................................................................... 136
225 – Sê Valente ......................................................................................................... 137
305 – Campeões da Luz .......................................................................................... 138
355 – Fala do Amor de Cristo ............................................................................... 139
376 – Vamos Todos Trabalhar ............................................................................ 140
394 – A Mão do Arado! ............................................................................................ 141
395 – Ide Por Todo o Mundo ................................................................................ 142
433 – Sois Bem-Vindos ........................................................................................... 143
449 – À Beira da Estrada ........................................................................................ 144
450 – O Sol da Justiça ............................................................................................... 145
471 – Avançai, Fiéis .................................................................................................. 146
488 – O Áureo Dia ..................................................................................................... 147
503 – Vidas Consagradas ao Trabalho ............................................................. 148
515 – Se Cristo Comigo Vai ................................................................................... 149
601 – A Seara Está Madura ................................................................................... 150
602 – Juntos Trabalhamos ..................................................................................... 151
603 – Método de Deus ............................................................................................. 152
604 – Senhor, os Mensageiros Teus .................................................................. 153
6

605 – Quero Te Servir ............................................................................................. 154
633 – Meu Brasil ........................................................................................................ 155

Hinário Evangélico .............................................................. 156
207 – Arautos Cristãos ............................................................................................ 157
411 – A Sementeira da Palavra ............................................................................ 158
412 – Mensageiros de Deus .................................................................................. 159
414 – Intentos de Deus ........................................................................................... 160
415 – Destemor .......................................................................................................... 161
422 – A Santa Peleja ................................................................................................. 163
433 – Jovens Cristãos ............................................................................................... 164
435 – Juventude ......................................................................................................... 166
492 – Bandeirantes de Cristo ............................................................................... 167
493 – Anelo Patriótico ............................................................................................. 168

Hinário Aleluia ...................................................................... 169
40 – Servos de Deus a Buzina Tocai .................................................................. 170
106 – Minha Bíblia .................................................................................................... 171
129 – Obreiro Santo ................................................................................................. 172
220 – Às Nações Uma História ............................................................................. 173
414 – Ó Mulheres Cristãs ....................................................................................... 174
419 – Jovens Fortes .................................................................................................. 175

Hinos do Povo de Deus I & II ........................................... 176
77 –Espírito Sagrado, vem ..................................................................................... 177
101 – Acorda, Espírito alteroso ........................................................................... 179
190 – Real poder me foi dado .............................................................................. 180
196 – Se não houver quem profetize ................................................................ 181
323 – Vocação do Profeta ...................................................................................... 182
413 – Senhor, se tu me chamas ........................................................................... 183
414 – Cantar do amor .............................................................................................. 184
417 – Igreja que serve ............................................................................................. 185
424 – O Pão Nosso de cada dia ............................................................................ 186
442 – A Canção Do Senhor .................................................................................... 187
448 – Pedro, Pedro, Pedro, lá da Galileia ........................................................ 188

Novo Cântico .......................................................................... 189
302 – Povoam as Cidades ....................................................................................... 190
310 – Quem Salva É Só Jesus ................................................................................ 191
325 A – Jesus Cristo É o Senhor ........................................................................... 192
327 – Obreiros Cristãos .......................................................................................... 193
369 – A Bíblia para Todos ...................................................................................... 194
370 – Proclamação .................................................................................................... 195
377 – A Nação para Cristo ..................................................................................... 196
383 – Um Novo Mundo ........................................................................................... 197

Louvor e Adoração .............................................................. 198
141 – O Reino de Deus Está Perto ...................................................................... 199
7

270 – Soldado da Cruz ............................................................................................. 200
280 – O Estandarte Cristão ................................................................................... 201
294 – Proclama Agora ............................................................................................. 202
298 – Uma História para o Mundo ..................................................................... 203
299 – Em Busca de Obreiros ................................................................................. 204
301 – Jesus Pergunta ............................................................................................... 205
302 – Fala do Senhor ............................................................................................... 206
303 – Buscando os Perdidos ................................................................................. 207
304 – A Voz do Pastor .............................................................................................. 208
309 – Saiamos ao Mundo ....................................................................................... 209
311 – Submisso ao Senhor .................................................................................... 210
315 – Cristo Não Quer ............................................................................................. 211
449 – Algo Por Ti ....................................................................................................... 212
466 – Juventude, o Senhor Necessita................................................................. 213

Hinário Para o Culto Cristão ........................................... 214
212 – Ó Senhor, Vem Me Dirigir! ........................................................................ 215
243 – Ó Deus, Venho Te Agradecer ................................................................... 216
247 – Vem Nos Ensinar, Senhor .......................................................................... 217
486 – O Mestre Nos Chama ................................................................................... 218
490 – Deus Nos Chama a Ser Seu Povo ............................................................ 219
505 – Igrejas Bem Fortes ....................................................................................... 220
530 – Pudesse Contar Toda a Glória ................................................................. 221
533 – Nossa Gente Quer Viver em Segurança ............................................... 222
536 – Levanta a Tua Voz e Anuncia ................................................................... 223
538 – Fala e Não Te Cales ...................................................................................... 224
542 – Só Jesus Cristo Salva .................................................................................... 225
543 – "Eu Aceito o Desafio" ................................................................................... 226
545 – "Eu Vos Envio" ............................................................................................... 227
546 – Dá-me Tua Visão ........................................................................................... 228
552 – Que Estou Fazendo Se Sou Cristão? ...................................................... 229
553 – Nesta Grande Cidade Vivemos ................................................................ 230
557 – Senhor, a Ti Rendemos Louvor ............................................................... 231
558 – Aquele Que Leva a Preciosa Semente .................................................. 232
562 – Jesus, Tu Reuniste os Teus Amigos ....................................................... 233

Cantai Todos os Povos ....................................................... 234
62 – Cantai ao Senhor .............................................................................................. 235
125 – Vamos Unir Nossas Forças ....................................................................... 236
134 – A Chama Pequenina ..................................................................................... 237
217 – Estás Abatida, Ó Minha Alma? ................................................................. 238
289 – Mil Línguas Eu Quisera Ter ...................................................................... 239
290 – Nestes Dias do Mundo Moderno ............................................................ 240
299 – Eu e Você, Igreja Presente ......................................................................... 241
300 – O Espírito do Senhor ................................................................................... 242
307 – Não Quero Apenas Ser Religioso ............................................................ 243
308 – Seu Nome é Jesus Cristo ............................................................................. 244
310 – Vamos Vozes e Dons Usar ......................................................................... 245
311 – Um Só Corpo ................................................................................................... 246
8

312 – No Espírito Unidos ....................................................................................... 247
321 – O Culto Terminou ......................................................................................... 248
331 – Oh! Preparai Caminho ................................................................................ 249
379 – Santo Espírito, Enche a Minha Vida ...................................................... 250
395 – Mulher Virtuosa ............................................................................................ 251
413 – Grandes Vultos do Passado ...................................................................... 252
415 – Mocidade, Sempre Avante ........................................................................ 253
416 – Ministério Cristão Valoroso ..................................................................... 254

Índice dos Primeiros Versos dos Hinos ...................... 255
Índice de Autores e Tradutores ..................................... 262
Outros Livros ......................................................................... 267
Bibliografia ............................................................................. 271

9

Apresentação
Esta obra colige hinos com enfoque missionário e motivacionais ao
serviço de evangelização e mordomia cristãs, coligidos dos principais
hinários das igrejas tradicionais (históricas) e pentecostais do Brasil.
Nosso objetivo principal, ao reunir em uma única obra tal quantidade
de hinos, é melhor capacitar a igreja brasileira em seu esforço missionário,
ampliando o leque de recursos litúrgicos à sua disposição. Indiretamente, ao
coligirmos trabalhos de hinários denominacionais, celebramos aquele tipo
de comunhão, de união entre cristãos que, pela misericórdia e para a glória
de Deus, sempre existiu em boa medida e tem se tornado a cada dia mais
comum no campo missionário, união inter ou transdenominacional sem a
qual jamais concluiremos a Grande Comissão que nos foi outorgada pelo
Cordeiro.
Não espere encontrar aqui apenas hinos de teor estrita e explicitamente
missional; reunimos, por exemplo, desde hinos de Natal até hinos dedicados
ao encerramento de culto, mas que, em alguma de suas estrofes ou versos,
faz referência à necessidade de proclamação do Evangelho. Hinos que em
maior ou menor grau convidam a igreja e o crente a evangelizar, a proclamar
a Boa Nova; que conclamam a abrir a boca “pelo direito de todos os
desamparados” (Pv 31.8), a seguir em marcha para a batalha de semeadura
e colheita, evangelização e discipulado, “tanto em Jerusalém, como em toda a
Judeia e Samaria, e até os confins da terra” (At 1.8).
Tais tesouros aqui coligidos não são patrimônio de uma ou outra
denominação, mas sim depósito dos santos, herança comum à todo aquele
que, em fé, deseja ver a Boa Nova que o salvou repartida com todos os povos.
Assim, este hinário surge como mais uma ferramenta à serviço da promoção
missionária, franqueado à disposição de todos, útil para avivamento e
despertamento acerca daquela que é nossa inolvidável obrigação enquanto
igreja.
É de conhecimento comum que a cada dia nossos hinos e louvores
tradicionais são preteridos nos cultos, em favor dos louvores hodiernos,
alguns deles, mas nem todos como gostam de acreditar os puristas,
desprovidos de qualquer embasamento bíblico e cristológico. O fenômeno se
estende, em maior ou menor amplitude, por todas as igrejas e denominações.
Que este hinário seja não apenas um convite a louvarmos os hinos de
histórico e confirmado valor; que seja ainda um convite às novas gerações,
10

no sentido de que possam renovar e recriar estes hinos, em prol da boa
música e em prol da igreja e de sua obra missionária.
Os Hinários antologiados foram os seguintes: Salmos e Hinos, Hinos e
Cânticos, Cantor Cristão, Harpa Cristã, Hinário Evangélico, Hinário Aleluia,
Novo Cântico, Louvor e Adoração, Hinos do Povo de Deus, Hinário Para o
Culto Cristão e Cantai Todos os Povos.
Ao invés de inserirmos os hinos aleatoriamente, estabelecendo sobre os
mesmos nossa própria numeração (1, 2, 3...), preferimos lista-los em seções
que abarcam os mesmos conforme o seu hinário de origem, e optamos por
manter a numeração constante nos mesmos hinários. Assim, por exemplo, ao
iniciar-se a leitura na seção da Harpa Cristã, teremos o hino de número 11,
pois esta é exatamente a posição numérica deste hino na Harpa. No caso, algo
comum, daqueles hinos que ocorrem em mais de um hinário, tal fato está
assinalado (com as devidas referências) no rodapé da página onde ocorre,
nesta obra, a inserção do referido hino.
Outra questão importante é a diferenciação que determinado hino pode
assumir, de hinário para hinário. As letras, e mesmo as métricas e a música
dos hinos têm sofrido mudanças e melhorias constantes, e isso ocorre em
geral e independentemente a cada hinário em particular e a cada nova revisão
deste mesmo hinário. Observam-se não apenas mudanças tópicas numa
palavra ou verso; modificações, inclusões e exclusões de estrofes inteiras
podem ocorrer, conforme a versão. Assim, incentivamos o leitor
interessando a cotejar as versões, conferindo aqueles hinos que ocorrem em
mais de um hinário, diretamente nos mesmos, pois um mesmo hino pode
apresentar significativas diferenças. Aqui publicamos apenas a versão que
entendemos como a original, para isso levando em consideração a
precedência temporal (a idade) do referido hinário, e a eventual filiação
denominacional e/ou editorial de seus autores (p.ex., para todos os hinos de
Sarah Poulton Kalley, tomamos como referência a letra constante no hinário
por ela organizado, o pioneiro Salmos e Hinos; já os de Salomão Ginszburg,
editor do Cantor Cristão, tomam por base a letra constante neste hinário,
embora ocorram hinos de Ginzburg no Salmos e Hinos). Empresa temerária
onde nem sempre é possível lograr sucesso, seja por não termos acesso aos
originais ou às edições subsequentes de cada hino e hinário, seja por simples
erro de nossa parte. Para todo efeito, desde já rogamos perdão por qualquer
equívoco aqui cometido.

11

Além do índice principal, por títulos e números dos hinos, esta obra
conta ainda com um índice dos primeiros versos dos hinos, além de um índice
de autores e tradutores.
É pois com imenso prazer que oferecemos à irmandade de nossa pátria
e de outros solos de amplitude lusófona, esta seleta reunindo uma fração do
melhor da hinologia cristã já produzida. Riquezas que são fruto de séculos de
abnegado trabalho, empreendido por servos de Cristo conhecidos e
anônimos, em nossas terras e alhures.
Convido você a utilizar este hinário tanto em sua igreja quanto em sua
vida devocional, e a compartilhá-lo graciosamente com todos os irmãos ao
seu alcance.
Sammis Reachers

12

Salmos e Hinos
Pela abnegada operosidade daqueles que foram os fundadores da
primeira igreja protestante - a ministrar em língua portuguesa - do Brasil, o
médico missionário escocês Robert Reid Kalley e sua esposa, a inglesa Sarah
Poulton Kalley, veio a lume o pioneiro dentre os hinários protestantes em
nossa pátria, Salmos e Hinos. Foi publicado em 1861, originalmente
contando com 50 cânticos, entre salmos e hinos.
Com o transcurso do tempo, novos hinos foram acrescentados à seleta,
e em 1919 o hinário contava já com 608 hinos. Atualmente em sua 5ª edição,
Revista e Aumentada, a obra conta com exatos 622 hinos, 28 salmos e 27
coros. Sua edição está a cargo da igreja fundada pelo casal Kalley, a Igreja
Evangélica Fluminense, através da MEBP – Missão Evangelizadora do Brasil
e Portugal.
Por seu caráter pioneiro e pela qualidade dos hinos, o hinário foi
empregado pelas mais diversas denominações protestantes, durante largas
décadas. E para além disso, diversos de seus hinos passaram a integrar os
hinários denominacionais posteriores, descendentes, por filiação ou
inspiração, de Salmos e Hinos. Da mesma forma, Salmos e Hinos absorveu
diversos hinos de outros hinários (p.ex. do Cantor Cristão), inaugurando um
rico intercâmbio que ainda hoje caracteriza os hinários publicados por
nossas igrejas.

13

77 – O Nascimento de Jesus
1. Mal supõe aquela gente
Que a Belém quer ir parar
Que uma luz tão refulgente
Vai ali brilhar.
É por anjos anunciado
E os pastores logo veem
Que o Senhor, por Deus mandado,
Nasce em Belém.

Vinde ouvir a doce história
Que dos altos céus nos vem:
O Messias, Rei da glória,
Nasce em Belém.
2. Mundo triste, vem! Desperta!
Teus grilhões desfeitos são!
Tens a porta franca, aberta:
Sai da vil prisão!
Não te mostres duvidoso;
Esse Dom do céu provém:
Cristo, o Todo-poderoso,
Nasce em Belém.
3. Proclamai a todo o mundo,
Toda raça, toda cor,
Que em Jesus o amor profundo
Salva o pecador.
Confiança nEle tende:
Não desprezará ninguém.
Vinde, os braços vos estende!
Nasce em Belém.
R. H. M.

Ocorre em Hinário Evangélico, 19; Novo Cântico, 241; Hinário Aleluia, 7; Cantai Todos os
Povos, 348.
14

93 – A Doce e Bela História
1. Eu folgo em repeti-la,
A história de Jesus,
Que da suprema glória
Baixou à amarga cruz!
Sim, folgo em repeti-la,
Pois ela satisfaz
As ânsias de minha alma
E nela encontro paz.

Oh, doce e bela história
De Cristo, o Salvador!
De Sua imensa graça,
De Seu infindo amor!
2. Eu folgo em repeti-la,
Narrando o grande amor
Com que Jesus redime
Na cruz ao pecador.
Seu sangue derramado
Ainda agora tem
Poder de tornar puros
A quantos nEle creem.
3. Aos tristes e cansados
Eu folgo em repetir
Que em Cristo ainda podem
Descanso e paz fruir.
Aos presos em pecados
Desejo convencer
De que Jesus tem forças
De seus grilhões romper.
4. Sim, folgo em repeti-la,
Pois há quem nunca ouviu
Da salvação de Cristo
Nem Seu amor sentiu!
E quando lá na glória
Dos santos eu entrar,
Ainda o amor imenso
De Cristo irei cantar!
15

H. M. W.

Ocorre no Hinário Evangélico, 337.
16

192 – Um Novo Cântico
1. Cantai um novo canto
Em metro sonoroso;
O nome glorioso
De nosso Deus louvai.
2. As santas maravilhas
Do Redentor potente
Que vem salvar o crente,
Com gozo proclamai.
3. Anunciai aos povos
As glórias do Cordeiro,
Fiel e verdadeiro,
Que a todos quer salvar.
M. A.

17

234 – Exultação e Louvor
1. Conosco vinde agora dar louvores a Jesus,
Que para a nossa salvação morreu na amarga cruz;
Seu sangue derramou, de tudo me lavou;
Mais alvo do que a neve me tornou.

O sangue de Jesus me lavou, me lavou;
O sangue de Jesus me lavou, me lavou;
Alegre, cantarei louvores a meu Rei,
A meu Senhor Jesus, que me salvou!
2. Oh! Vinde unir-vos a Jesus na luta contra o mal,
E, com o grande Salvador em marcha triunfal,
A todos proclamar que com amor sem par
Seu sangue derramou por nos salvar.
3. O Capitão da Salvação é Cristo, o Salvador,
O Rei dos reis, o Redentor, Jesus, o bom Senhor.
Tudo Ele vencerá; vitória nos dará
E à glória eterna os Seus conduzirá.
H. M. W.

Ocorre em Cantai Todos os Povos, 86.
18

242 – Louvor Universal
1. Ó redimidos, proclamai
De Cristo a grande redenção;
Ao nome de Jesus cantai
Louvor e terna gratidão!
2. Misericórdia divinal,
Maravilhoso e forte amor,
Em canto alegre e triunfal
Louvai, ó salvos, no Senhor!
3. Com reverência a Cristo erguei
O incenso do louvor fiel;
É vossa luz, é vosso Rei,
É Deus conosco, Emanuel.
4. Em toda língua proclamai
A grande e santa redenção;
Ao nome excelso celebrai,
Que reino dEle os povos são.
J. H. N.

19

267 – Para o Fim do Culto à Noite
1. No fim deste dia, reunidos aqui,
Um canto solene trazemos a Ti,
E juntos pedimos, pois Tu nos darás,
As bênçãos celestes de ensino e de paz.
2. Os frutos da graça concede, Senhor,
Que em nós madureçam, repletos de amor,
Pois nossos esforços, sem Ti, se farão
Trabalhos perdidos, esforços, em vão.
3. Os Teus mandamentos queremos guardar;
Na Tua vontade, Senhor, meditar
E ao mundo, que vive perdido e sem luz,
Tornar conhecido Teu nome, Jesus!
S. P. K.

20

303 – A Mensagem Real
1. Sou forasteiro aqui; em terra estranha estou;
Celeste Pátria, sim, anunciando vou.
Embaixador, por Deus, de reinos de além céus,
Venho em serviço do meu Rei.

Eis a mensagem que me deu,
Que os anjos cantam lá nos céus:
“Reconciliai-vos já, diz o Senhor, Rei meu;
Reconciliai-vos já com Deus”.
2. Por Deus mandado está que o homem, pecador,
Arrependido já, se chegue ao Salvador,
Pois quem O receber, no Reino vai viver.
Venho em serviço do meu Rei.
3. Mais belo que um rosal, o lar celeste tem
A bênção perenal do bom descanso além.
Ali podeis gozar prazer que não tem par.
Venho em serviço do meu Rei.
E. R. S.

Ocorre em Hinário Evangélico, 427; Novo Cântico, 288; Hinário Aleluia, 263; Cantai Todos
os Povos, 306.
21

333 – Consagração
1. A Ti seja consagrada
Minha vida, ó meu Senhor!
Meus momentos e meus dias
Sejam só em Teu louvor.
2. Sempre minhas mãos se movam
Com presteza e com amor,
E meus pés velozes corram
A servir-Te, ó bom Senhor!
3. Minha voz agora toma
Para o Teu louvor cantar;
Toma os lábios meus, fazendo-os
A mensagem proclamar.
4. Minha prata e ouro toma,
Nada quero Te esconder;
Minha inteligência guia
Tão somente em Teu saber.
5. A vontade minha toma,
Sujeitando-a a Ti, Senhor,
De meu coração fazendo
O Teu trono, Salvador!
6. Meu amor e meu desejo
Sejam só Teu nome honrar;
Faze que meu corpo inteiro
Eu Te possa consagrar.
L. P. G. S.

Ocorre em Novo Cântico, 224.
22

344 – Fala à Minha Alma
1. Fala à minha alma, ó Cristo,
Fala-me com amor!
Segreda, com ternura:
“Eu sou teu Salvador!”
Faze-me bem disposto
Para Te obedecer,
Sempre louvar Teu nome
E dedicar-Te o ser.

Faze-me ouvir bem manso,
Em suave murmurar:
“Na cruz verti Meu sangue
Para te libertar”.
Fala-me cada dia,
Fala com terno amor,
Segreda ao meu ouvido:
“Tu tens um Salvador!”
2. Fala-me sempre, ó Cristo,
Dá-me orientação;
Concede-me alegria
E gozo em oração.
Faze-me consagrado,
Mui pronto a trabalhar,
Para do Reino eterno
A vinda abreviar.
3. Como na antiguidade
Mostravas Teu querer,
Revela-me hoje e sempre
Qual seja o meu dever.
A Ti somente eu quero
Louvores entoar,
Teu nome eternamente
Engrandecer e honrar.
Anônimo

23

351 – Riquezas do Céu
1. Oh! Buscai, não as riquezas
Deste mundo de incertezas;
As do céu não têm tristezas.
Oh! Buscai-as! Sim, buscai!
2. Oh! Buscai, não as loucuras,
Que só trazem amarguras,
Mas delícias santas, puras.
Oh! Buscai-as! Sim, buscai!
3. Oh! Buscai Jesus, primeiro,
Ao real, fiel Cordeiro:
NEle há gozo verdadeiro.
Oh! Buscai-O! Sim, buscai!
4. Sim, buscai o Deus bendito!
Seu amor é infinito,
Inefável, inaudito.
Oh! Buscai-O! Sim, buscai!
5. Oh! Buscai a santidade,
A pureza, a caridade;
Com temor, com humildade,
Oh! Buscai-as! Sim, buscai!
6. De Jesus imitadores,
Sede bons trabalhadores
E buscai os pecadores.
Oh! Buscai-os! Sim, buscai!
7. Com amor, a convidá-los,
Ide agora procurá-los,
Pois Jesus mandou chamá-los.
Oh! Buscai-os! Sim, buscai!
H. M. W.

Ocorre em Hinos e Cânticos, 410; Cantor Cristão, 423.
24

352 – A Voz de Deus
1. A voz de Deus nos chama
A vida a dedicar,
E em santo e nobre esforço
Seu Reino proclamar.
Humildes respondemos nós:
“Rendemos tudo a Ti
E prontos para a lida
Nos vês, Senhor, aqui”.
2. Ao Salvador unidos
Por fé e vivo amor,
No Seu poder achamos
A fonte de vigor,
E fortes vamos com Jesus
Gozosos trabalhar
E muitos pecadores
A Ele encaminhar.
3. Se em nosso testemunho
Seguimos a Jesus,
A nossa vida pura
Refulgirá na luz.
“Senhor, por Teu Consolador,
Em nós vem residir
E sempre o Teu desejo
Em todos nós cumprir”.
R. H. M.

25

353 – Que Fazes tu por Mim?
1. Do trono celestial
Ao mundo vil desci
E fome padeci,
Qual mísero mortal.
Sim, tudo foi por ti:
Que fazes tu por Mim?
2. Meu sangue derramei,
Em cruz e dor cruel;
Vinagre e amargo fel,
Em aflições provei.
Sim, tudo foi por ti:
Que fazes tu por Mim?
3. Por tua salvação
Sofri, penei, morri.
Sem culpas, recebi
A cruz da maldição.
Sim, tudo foi por ti:
Que fazes tu por Mim?
R. H. M.

Ocorre no Hinário Evangélico, 226.
26

367 – Amigo Precioso
1. Tenho Amigo precioso,
Que por mim desceu do céu;
Seu amor é eterno e santo;
Sou inteiramente Seu.
NEle achei a minha vida,
Todo o gozo dEle é meu,
Pois andamos sempre juntos,
Cristo, meu Senhor, e eu.
2. Eu Lhe conto as minhas mágoas
E também a minha paz,
Juntamente o que me agrada,
Ou tristeza aqui me traz.
Ele, então, me dá conselhos,
Pois eu sou amigo Seu.
Caminhamos sempre juntos,
Cristo, meu Senhor, e eu.
3. Bem conhece que desejo
Muitas almas conquistar,
E me envia a todo o mundo
O Evangelho a proclamar.
Contarei o amor Divino,
Que por nós na cruz sofreu.
Andaremos sempre juntos,
Cristo, meu Senhor, e eu.
W. G. B.

27

370 – Com Jesus Irei
1. Onde quer que seja, com Jesus irei;
Ele é meu bendito Salvador e Rei.
Seja para a guerra, para batalhar,
Ou para a campina a fim de semear.

Onde quer, onde quer que Deus me mandar,
Perto do meu Salvador desejo andar!
2. Onde quer que seja, com o Salvador,
- Diz o coração que sente o Seu amor Perto dEle sempre bem seguro vou.
Onde quer que seja, pois, contente estou.
3. Seja, pois, para onde quer que me levar,
Acharei com Ele ali meu doce lar;
Onde quer que seja, sempre cantarei:
"Tu, Senhor, comigo estás; não temerei."
H. M. W.

Ocorre em Hinário Evangélico, 317; Cantor Cristão, 299; Louvor e Adoração, 282; Hinário
Aleluia, 206; Hinário Para o Culto Cristão, 468.
28

372 – Conforto em Jesus
1. Vai, alma tristonha,
Teu pranto depor!
Enterra os cuidados
Aos pés do Senhor!
Ao Mestre confia
Toda essa aflição:
Jesus te concede
Real compaixão!
2. Teus sustos e medos
Descobre ao Senhor!
Seu mando transforma
A noite em fulgor.
Levanta a cabeça!
Cedo há de raiar
O sol que dissipa
Nuvens de pesar!
3. Há muitos que choram
Angústia maior;
Há corações tristes
De culpas e dor!
Vai! Leva a mensagem
De perdão e luz!
Vai! Deixa as tristezas
Na mão de Jesus!
S. P. K.

Ocorre em Hinário Evangélico, 391; Hinário Aleluia, 354; Cantai Todos os Povos, 213.
29

394 – Cantai a Cristo
1. Cantai a Cristo, o Salvador,
Que tanto nos amou,
E para a nossa salvação
Seu sangue derramou.

Salvação! Salvação!
Hoje temos no Filho de Deus!
Salvação! Salvação!
Aleluias ao Filho de Deus!
2. Oh! Grande amor tão divinal,
Amor tão eficaz
Que nele o pobre pecador
Alcança eterna paz!
3. Louvor a Cristo, o bom Senhor,
Oh, vinde publicar!
E dai ao mundo a conhecer
O Salvador sem par!
J. J.

Ocorre em Ocorre em Salmos e Hinos, 394; Cantor Cristão, 48; Hinário Evangélico, 115;
Cantai Todos os Povos, 93.
30

434 – Quem Salva é só Jesus
1. Igreja do Senhor,
Proclama com fervor:
"Quem salva é só Jesus!"
A todos faze ouvir,
Insiste em repetir:
"Quem salva é só Jesus!"
2. Não há poder igual
Que vença todo o mal:
"Quem salva é só Jesus!"
É vão querer viver
Com Deus, sem renascer:
"Quem salva é só Jesus!"
3. A lei não dá perdão:
Traz morte e maldição.
"Quem salva é só Jesus!"
Mas Cristo a todos traz
Amor, perdão e paz:
"Quem salva é só Jesus!"
4. Igreja do Senhor,
Proclama com fervor:
"Quem salva é só Jesus!"
Por seu amor sem par,
Que a todos quer salvar,
Louvemos a Jesus.
J. G. R.

Ocorre em Hinário Evangélico, 237.
31

440 – Serviço do Crente
1. Vamos nós trabalhar, somos servos de Deus,
Nosso Mestre seguir no caminho dos céus;
E no Seu bom conselho o vigor renovar,
Diligentes fazendo o que Cristo ordenar.

No labor, com fervor,
A servir a Jesus,
Com firmeza e fé e com oração,
Até que volte o bom Senhor!
2. Vamos nós trabalhar, e os famintos fartar;
Para a fonte os sedentos depressa levar!
Só na cruz do Senhor nossa glória será,
Pois Jesus salvação por Seu sangue nos dá!
3. Vamos nós trabalhar, aos perdidos dizer
Que de Deus, hoje mesmo, o perdão podem ter.
Quem buscar ao Senhor redimido será,
Pois Jesus salvação, para sempre nos dá!
4. Vamos nós trabalhar, ajudados por Deus;
Que a coroa de glória nos dá, lá nos céus.
A mansão dos fiéis sempiterna será,
Pois Jesus salvação graciosa nos dá!
M. A. M.

Ocorre em Hinos e Cânticos, 291; Cantor Cristão, 422; Hinário Evangélico, 404; Hinos do
Povo de Deus, 184; Novo Cântico, 315; Louvor e Adoração, 289; Hinário Aleluia, 268;
Cantai Todos os Povos, 309.
32

441 – Quem de Cristo ao Lado?
1. Quem está do lado do bom Salvador,
Pronto a dedicar-se agora ao seu Senhor?
Quem vai hoje a Cristo, sem temor, seguir,
Encarando tudo quanto possa vir?

Quem de Cristo ao lado sempre quer andar?
Quem quer ajudá-Lo outros a chamar?
Pela Tua graça, pelo Teu amor,
Eis-nos do Teu lado, somos Teus, Senhor!
2. Não ambicionando glórias ou poder,
Eis-nos sempre firmes para combater.
Quem o amor de Cristo vem a contemplar
Há de, resoluto, do Seu lado estar.
3. Não com ouro ou prata foi, Senhor Jesus,
Que nos redimiste, mas por Tua cruz.
Precioso sangue foi, por nosso amor,
Quanto ali pagaste, meigo e bom Senhor!
4. Na peleja sempre temos de sofrer
E inimigos fortes vamos combater.
Todo-poderoso, Tu, porém, Jesus,
Nos darás vitória pela Tua cruz!
H. M. W.

Ocorre em Hinos e Cânticos, 402; Cantor Cristão, 452; Hinário Evangélico, 182; Novo
Cântico, 313; Hinário Aleluia, 260; Cantai Todos os Povos, 298.
33

442 – Mãos ao Trabalho
1. Mãos ao trabalho, jovens!
Vai já passando o alvor.
Eia, enquanto tendes
Vossa vida em flor!
Vamos, enquanto é dia,
Com força trabalhar;
Eia, que, em vindo a noite,
Não há mais lidar.
2. Mãos ao trabalho, ó homens!
Antes que fuja a luz;
Eia, que é tempo agora
De servir Jesus!
Ide o vigor da vida
Todos ao bem votar;
Eia! Que, em vindo a noite,
Não há mais lidar.
3. Mãos ao trabalho, todos!
Breve nos chega o fim,
Quando soar um dia
Da morte o clarim!
Vamos, irmãos, à obra!
Por Cristo trabalhar!
Eia! Que, em vindo a noite,
Vamos descansar.
A. H. S.

Ocorre em Cantor Cristão, 419; Hinário Evangélico, 431; Novo Cântico, 321; Hinário
Aleluia, 421; Hinário Para o Culto Cristão, 492; Louvor e Adoração, 306.
34

445 – Obediência
1. Nem sempre será para onde eu quiser
Que o Mestre há de aqui me mandar.
É grande a seara que posso entrever
Pedindo quem vá trabalhar.
Se, pois, a caminhos que nunca segui
Uma voz a chamar-me eu ouvir,
Direi: “Meu Senhor, enviado por Ti,
Estou pronto, onde queres, a ir.”

Estou pronto a fazer o que queres, Senhor,
Confiando no Teu poder.
Estou pronto a dizer o que queres, Senhor;
Estou pronto, o que queres, a ser.
2. Talvez há palavras de amor e perdão
Que aos outros eu possa levar,
Talvez no caminho do vício estão
Perdidos que eu deva ir buscar.
Senhor, se com Tua presença real
Tu prometes-me fortalecer,
A Tua mensagem darei, bem leal,
Estou pronto a cumprir Teu querer.
3. Um canto desejo eu aqui encontrar
Na seara do meu bom Senhor;
Enquanto for vivo hei de ali trabalhar
Em prova do meu grande amor.
De Ti meu sustento só dependerá
Pois a mim Tu virás proteger;
A Tua vontade me dirigirá:
Estou pronto, o que queres, a ser.
M. A. C.

Ocorre em Cantor Cristão, 298; Hinário Evangélico, 209; Novo Cântico, 284; Hinário
Aleluia, 128; Hinário Para o Culto Cristão, 482; Cantai Todos os Povos, 292.
35

449 – A Colheita Além
1. Cai a semente no bom frescor,
Cai outras vezes do sol no ardor.
Cai na doçura da viração,
Cai na tristeza da escuridão.
Oh! Qual será a colheita além,
A colheita além?

Seja lançada com força ou langor,
Com ousadia, com medo e temor,
Já ou nas eras do mundo por vir,
Certo a colheita, a colheita nos tem de vir.
2. Sobre os rochedos irá murchar,
Ou nas estradas se esperdiçar;
Entre os espinhos se vai perder,
Ou nas campinas enflorescer.
Oh! Qual será a colheita além,
A colheita além?
3. Há sementeiras só de amargor,
Há de remorso e de negro horror.
Há de vergonha e de confusão,
Há de miséria e de perdição.
Oh! Qual será a colheita além,
A colheita além?
4. Em prantos vai o semeador;
Chora os estorvos do seu labor,
Ou, jubiloso, a fazer festim,
Nutre esperanças de nobre fim.
Oh! Qual será a colheita além,
A colheita além?
5. Vale-me, ó grande Semeador!
Dá-me a semente do Teu labor!
Eu vou servir-Te, meu Rei Jesus!
Quero contigo ceifar na luz.
Oh! Qual será a colheita além,
A colheita além?
S. P. K.
Ocorre em Cantor Cristão, 433; Hinário Evangélico, 419; Hinário Aleluia, 224.
36

450 – Ceifeiros
1. Ceifeiros somos nós, fiéis,
Segando para o Rei dos reis,
Os frutos prontos a colher
Que em derredor se estão a ver.
Assim a Cristo, o Salvador,
Rendemos preito de louvor,
Ao nosso Mestre lá no céu,
Que sobre a cruz por nós morreu.

Vamos nós obedecer!
Vamos à colheita!
Para, quando anoitecer,
Ver a obra feita.
Pouco tempo restará,
Breve o prazo acabará,
Breve, breve, breve acabará!
2. Nós respigamos por Jesus,
Que para os campos nos conduz,
E na seara imensa quer
Obreiros novos receber.
Ainda há campos a pedir
Que obreiros novos possam vir.
Não ouves Cristo perguntar:
“Quem quer por Mim ir trabalhar?”
3. Estão as horas a fugir;
O teu Senhor não tarda em vir.
Tu queres fruto ao céu levar,
Ou folhas só apresentar?
Oh, não demores a atender!
A noite em breve vai descer.
Conosco toma o teu lugar
E por Jesus vem trabalhar!
A. W.

Ocorre em Cantor Cristão, 424; Novo Cântico, 286; Hinário Aleluia, 127.
37

452 – Ao Trabalho, Obreiros!
1. Ao trabalho, obreiros, já desponta o sol!
Ao dever correndo, da alva ao arrebol,
Trabalhai constantes antes que a descer
Sobre os vossos campos venha o anoitecer.
2. Ao trabalho, obreiros! Vede o campo em flor.
Ide à messe urgente do fiel labor!
Esforçai-vos todos, sim, perseverai!
Há depois descanso; vinde, trabalhai!
3. Ao trabalho, obreiros! Breve a noite vem.
Horas que ainda tendes se aproveitem bem.
Ânimo e firmeza! Cedo ireis gozar
O repouso amigo que Jesus vai dar.
Anônimo

38

453 – Nossas Luzes
1. Nas tormentas desta vida
Perto está a perdição.
Aos incautos navegantes
Quem trará a salvação?

Resplandeçam nossas luzes
Através do escuro mar!
Pois nas trevas do pecado
Almas podem naufragar!
2. Brilha sempre, em graça imensa,
Rico amor do eterno Deus!
Cumpre a nós mostrar o rumo
Do caminho para os céus!
3. Nuvens de paixão mundana
Não lhes deixam ver o sol.
Oh! Clamemos e mostremos
Nossas luzes no farol!
4. Aos errantes, insensatos,
Guia ao porto divinal!
Em Jesus há vero abrigo
Do furor do temporal.
5. Noite eterna se aproxima,
De remorso e de amargor!
Clama, avisa aos infelizes!
Insta-os para o Salvador!
S. P. K.

Ocorre em Hinos e Cânticos, 284; Hinário Evangélico, 403; Novo Cântico, 308; Louvor e
Adoração, 310; Hinário Aleluia, 296.
39

454 – Avançai!
1. Avançai, avançai! Derramai essa luz
Sobre os povos da terra que não têm Jesus.
“Ide, pois!” diz o Mestre. De vós quem irá,
O preceito guardando, que Cristo nos dá?
Confiai no Senhor; não tenhais mais temor.
Avançai com Jesus, avançai!
2. Avançai, avançai com a Bíblia na mão;
Proclamai à nações que Ele traz salvação.
Encarai os perigos, confiando em Jesus;
Se sofrermos aqui, reinaremos em luz.
Vinde, crentes, lutai; nos trabalhos entrai.
Avançai sem temor; avançai!
3. Avançai, avançai e contai Seu amor
Aos perdidos que estão sem o seu Salvador;
Foi por eles também que o Senhor padeceu,
Que na terra, entre os homens, insultos sofreu.
Proclamai redenção! Em Jesus há perdão!
Avançai com amor, avançai!
R. E. N.

Ocorre em Hinos e Cânticos, 372; Cantor Cristão, 428; Hinário Evangélico, 426; Hinário
Aleluia, 221, Novo Cântico, 283.
40

455 – Igreja, Alerta!
1. É tempo! É tempo! O Mestre está chamando já!
Marchar, marchar, confiando em Seu amor!
Partir! Partir, a salvação a proclamar
Com a palavra santa do bom Salvador!

Marchar, sim, avante!
Marchar, sim erguendo o pendão real!
Avante, sim, avante!
Unidos, firmes sempre ao avançar.
“Glória! Glória!” Canta a imensa multidão.
Consagrando todo o vosso coração
A Jesus obedecer,
Seu querer executar,
Entoai louvores altos. Avançar!
2. “Queremos luz” – é o grito das nações pagãs
Que vem atravessando o imenso mar.
Ir já, sim já, levando as novas com amor
Sem esquecer também aqui de semear.
3. Desperta, Igreja! O teu poder exerce aqui,
Fazendo a todos Cristo conhecer.
A tua mão estende com paciente amor,
Ajuda-os em Jesus a vida receber.
4. Igreja, alerta! O dia prometido vem
Quando aclamado o Salvador será.
Por toda parte o bem-amado Redentor
Eterna glória e honra com louvor terá.
A. J. R. S.

Ocorre em Cantor Cristão, 450; Hinário Evangélico, 203; Novo Cântico, 287; Hinário
Aleluia, 237; Cantai Todos os Povos, 278.
41

456 – Quem Irá?
1. Eis os milhões que em trevas tão medonhas
Jazem perdidos, sem o Salvador!
Oh! Quem irá as novas proclamando
Que Deus em Cristo salva o pecador?

Todo o poder o Pai me deu,
Na terra como lá no céu!
Ide, pois, anunciai o Evangelho,
E eis-Me convosco sempre!
2. Portas abertas eis por todo o mundo!
Crentes em Cristo, sempre avante andai!
E, na peleja unindo as vossas forças,
Da escravidão os povos libertai.
3. “Oh! Vinde a Mim”, a voz divina clama.
“Vinde”, clamai em nome de Jesus.
Por nos salvar da maldição eterna,
Seu sangue derramou por nós na cruz.
4. Ó Deus! Apressa o glorioso dia
Em que os remidos todos se unirão,
E em coro santo, excelso, jubiloso,
Por todo o sempre glória a Ti darão!
H. M. W.

Ocorre em Hinos e Cânticos, 411; Cantor Cristão, 443; Hinário Evangélico, 408; Harpa
Cristã, 65; Novo Cântico, 289; Hinário Aleluia, 233; Hinário Para o Culto Cristão, 528;
Louvor e Adoração, 297; Cantai Todos os Povos, 280.
42

458 – Embaixadores, Avante!
1. Ouve, a voz divina clama:
"Quem deseja trabalhar?"
Ricos campos nos convidam;
Hoje entremos a ceifar!
Incessante, o Mestre apela,
Chama obreiros para Si.
Quem responderá, dizendo:
"Manda-me! Estou pronto aqui?"
2. Corre! Aponta aos pecadores
O benigno Salvador!
Vai! Conduze os cordeirinhos
Ao regaço do Pastor!
Leva às almas doloridas
Novas de consolação!
Vai! Publica a todo o mundo:
"Em Jesus há salvação".
3. Ah! Não digas, ocioso:
"Eu não tenho que fazer!"
Eis os povos que falecem,
Multidões a perecer!
Olha o Mestre que suplica,
Ouve a voz chamando a ti!
Oh! Responde sem demora:
Manda-me! Estou pronto aqui!"
S. P. K.

Ocorre em Hinos e Cânticos, 286; Hinário Evangélico, 405; Novo Cântico, 314; Hinário
Aleluia, 250; Hinário Para o Culto Cristão, 537; Cantai Todos os Povos, 295.
43

459 – Proclamai
1. Proclamai a todo o mundo que o Senhor é Rei!
Proclamai! Proclamai!
Proclamai que suave e doce é Sua santa lei!
Proclamai! Proclamai!
Dizei como Ele é sempre o Salvador Jesus,
Que padeceu por nós na ensanguentada cruz;
Dizei como Ele, agora sobre o trono está,
O Deus de toda a graça, que de graça tudo dá.

Proclamai a todo mundo que o Senhor é Rei!
Proclamai! Proclamai!
Proclamai que suave e doce é Sua santa lei!
Proclamai! Proclamai!
2. Proclamai que reina em graça o grande Salvador!
Proclamai! Proclamai!
Proclamai a salvação que vem por Seu amor!
Proclamai! Proclamai!
Anunciai aos tristes que Jesus virá
E a todos os cansados que descanso dá;
Contai aos pecadores que Ele os quer salvar
E a todos os cativos que Ele os pode libertar.
3. Proclamai que à terra, em breve, Cristo voltará!
Proclamai! Proclamai!
E com todos os remidos Ele reinará!
Proclamai! Proclamai!
Dizei aos pecadores que hoje importa crer
E a Cristo agora mesmo o coração render;
Que estejam preparados quando aqui voltar,
A fim de, redimidos, com louvores, O aclamar.
H. M. W.

Ocorre em Hinos e Cânticos, 79; Cantor Cristão, 193; Hinário Evangélico, 421; Harpa
Cristã, 38; Novo Cântico, 309; Hinário Aleluia, 255.
44

460 – Salvemos o Brasil
1. Do vasto Mato Grosso
Até o Ceará,
Por vilas e cidades,
Do Sul ao Grão Pará,
Das novas do Evangelho
Que a nós legou Jesus
Ao povo brasileiro
Levemos nós a luz.
2. Do Sul ao Amazonas,
Do Oeste até o mar,
Ecoa a doce nova
Do amor que não tem par.
E muitos foram salvos
Da morte e perdição,
Pois, crendo agora em Cristo,
Já têm a salvação.
3. Mas inda ficam muitos
Bem longe de cristãos
E adoram deuses feitos
Por suas próprias mãos.
De tão fatal pecado,
Da idolatria vil,
Unidos no Evangelho,
Salvemos o Brasil!
A. H. S.

Ocorre em Hinário Evangélico, 399; Cantor Cristão, 444; Novo Cântico, 285; Cantai Todos
os Povos, 276.
45

461 – Salvemos Portugal
1. Do Minho ao Guadiana,
De Espanha até o mar,
Na terra lusitana
Devemos trabalhar.
Das novas do Evangelho
Que a nós legou Jesus
À Pátria, nosso encanto,
Levemos nós a luz.
2. Por vilas e cidades
Daquém e dalém mar
Ecoa a doce nova
Do amor que não tem par.
E muitos foram salvos
Da morte e perdição
Pois, crendo agora em Cristo,
Já têm a salvação!
3. Mas inda ficam muitos
Bem longe de cristãos
E adoram deuses feitos
Por suas próprias mãos.
De tão fatal pecado,
De idolatria tal,
Unidos no Evangelho,
Salvemos Portugal!
A. H. S.

46

462 – Missões
1. De um polo ao outro polo,
Da China ao Panamá,
E do africano solo
Até o Canadá,
Por mui longínquas terras
Nós vamos, sem temor,
Por vales e por serras,
Pregando o Salvador.
2. De Deus as maravilhas
Que vemos ao passar,
Por terras e por ilhas,
E pelo argênteo mar,
São tantas! são imensas!
Mas quantos que, pagãos,
Professam falsas crenças,
Adoram deuses vãos!
3. Mas nós, que conhecemos
Brilhante luz da fé,
Nas trevas não devemos
Deixar ao que não crê.
Sem mais demora, vamos
De Deus mostrar a luz
Nas novas, que pregamos,
Do Redentor Jesus.
4. De Cristo o nome santo
Será, na viração,
Levado a todo canto
Da imensa criação.
A terra, enfim, rendida
Ao Salvador Jesus,
Terá gloriosa vida
Que vem por Sua cruz.
G. L. S. F.
Ocorre em Cantor Cristão, 442; Hinário Evangélico, 400; Hinário para o Culto Cristão,
540; Louvor e Adoração, 295.
47

465 – Erguei-vos, Cristãos!
1. Erguei-vos, cristãos! O clarim já soou!
À guerra vos chama quem vos libertou.
Os lombos cingindo, nas armas pegai,
À sombra da Cruz, corajosos, lutai!

Fortes heróis! Eia, avançai!
Ânimo, heróis, e por Cristo lutai!
2. Perigos virão, mas deixai o temor,
Sem medo seguindo vosso bom Salvador.
Na santa peleja, confiados, entrai;
À sombra da Cruz, corajosos, lutai!
3. As forças do mal ide já defrontar
E delas, valentes, os cativos livrar.
A vossa firmeza por Cristo mostrai!
À sombra da Cruz, corajosos, lutai!
H. M. W.

Ocorre em Hinos e Cânticos, 400; Cantor Cristão, 455; Hinário Evangélico, 409; Hinário
Aleluia, 235.
48

475 – Acordai!
1. Eis marchamos para aquele bom país
Onde o crente, sim, é Cristo quem o diz,
Com o Salvador vivendo ali feliz,
Vai com Ele descansar.
Trabalhemos, pois, com zelo e com vigor,
Constrangidos pelo Seu imenso amor,
Bem-servindo em tudo ao grande Salvador.
Eis que a vida vai findar!

Acordai! Acordai! Despertai! Despertai!
E cantai! Sim, cantai! O Senhor não tardará!
Eis marchamos para aquele bom país
Onde o crente, sim, é Cristo quem o diz,
Com o Salvador vivendo ali feliz,
Vai com Ele descansar!
2. Eis conosco está o insigne Capitão
Que nos assegura eterna salvação!
Eis da santa fé o invito pavilhão!
Vamos, vamos trabalhar!
Eia, avante! Nada temos que temer;
Por Jesus havemos sempre de vencer;
Trabalhemos, pois, até o anoitecer
E o trabalho aqui findar.
3. Revestidos da couraça de Jesus,
Como servos Seus, andando sempre em luz,
Tendo glória e gozo em Cristo e Sua cruz,
Vamos, vamos trabalhar!
Aos perdidos vamos com amor buscar,
Aos desesperados vamos declarar
Que Jesus a todos hoje quer salvar.
Oh! Sim, vamos trabalhar.
H. M. W.

Ocorre em Harpa Cristã, 63; Hinário Evangélico, 424; Novo Cântico, 319; Hinário Aleluia,
231; Cantai Todos os Povos, 167.
49

597 – Pequenos Raios de Luz
1. Deus dá às criancinhas,
Por onde Ele as conduz,
Encargo mui glorioso:
De refletir Jesus.
Sejamos, pois, uns raios
Da luz do Pai de amor,
As trevas dissipando
Dispersas ao redor.

Pequenos raios somos
Da verdadeira luz.
Em todos os lugares
Brilhemos por Jesus.
2. A treva do pecado
Do céu encobre a luz;
Por isso, muitas vidas
Não podem ver Jesus.
Porém, quais puros raios
Que Deus mandou brilhar,
A todos proclamemos:
Jesus os quer salvar.
3. É privilégio santo
Anunciar Jesus
E em meio às densas trevas
Fazer brilhar a luz.
Sejamos, pois, na terra,
Brilhando sem temor,
Da luz de Deus uns raios
Mostrando o Salvador.
A. T. P.

Ocorre em Cantor Cristão, 541.
50

646 – Mocidade Cristã
1. Ó moços crentes em Jesus,
Avante, avante sempre andai;
No bom poder de Deus marchai,
Pois Cristo em tudo vos conduz.
2. Ó jovens crentes! Sem temor
Entrai no campo a semear
E não temais de suportar
O sol na força do calor.
3. Contra as paixões carnais lutai,
Fiéis a Cristo e ao vosso Deus!
Do tentador e os planos seus
Guardai-vos sempre! Vigiai!
4. Deus é conosco. Seu poder
Firmeza e bênção vos trará,
E com Jesus se assentará,
Em trono eterno, quem vencer.
S. P. K.

Ocorre em Hinário Evangélico, 436.
51

647 – Com Cristo, um Mundo Novo
1. Homens fortes, chama-nos Jesus
Para um novo mundo construir.
As espessas trevas passarão
E haverá clara luz, áureo resplendor!
Corajosos, levantemos
Nossos braços libertados!
Convocados para a luta somos nós.
Pelos que morreram antes,
Pelos que são perseguidos,
De pé! Pelos que sofrendo seus grilhões estão!
2. Grave, a hora última soou.
Morreremos, mas ressurgirá
Novo mundo, com Jesus Senhor,
E nele há de reinar fraternal união!
Liberdade proclamemos
E justiça para todos.
Igualdade sobre o mundo raiará.
Não é nunca derrotado
Quem por Cristo está lutando.
De pé! Fomos nós chamados. Temos de vencer!
S. P. S. O.

Ocorre em Cantai Todos os Povos, 119.
52

648 – Trabalhai, Jovens!
1. Trabalhai, jovens, com amor,
Bem unidos em Jesus;
Procurai sempre, com valor,
Nas trevas ser brilhante luz.
Trabalhai com ânimo e constância,
Seguindo ao Salvador!
Brilhai nas trevas da ignorância,
Brilhai para o Senhor!
2. Vede esta gente a caminhar
Para a ruína e perdição.
Oh, ide a todos convidar
A vir a Cristo e à salvação!
Pois Jesus vos manda convidá-los,
Contando o Seu amor;
Oh, ide, jovens, a chamá-los,
Chamai para o Senhor!
3. Enchei-vos do Consolador,
E entre vós mesmos falai
Louvando em hinos ao Senhor
E dando graças ao bom Pai.
Exultai, irmãos, testemunhando
Alegres, com louvor;
Cantai, as bênçãos proclamando!
Cantai para o Senhor!
4. Caminhai sempre para os céus,
Nunca olhando para trás,
Os olhos postos no bom Deus,
Pois nEle tendes vida e paz.
Sim, marchai, alegres, corajosos,
Avante, sem temor!
De santidade desejosos,
Marchai para o Senhor!
E. H. M.

Ocorre em Hinário Aleluia, 425.
53

649 – Mocidade
1. Eia, avante, mocidade!
Vamos por Jesus lutar.
A peleja é gloriosa:
Deus nos há de auxiliar.
Eia, avante, ó camaradas,
De olhos postos em Jesus!
Caminhemos, destemidos;
Avancemos para a luz!

Por Jesus, com zelo santo
Vinde, ó jovens, combater!
A mensagem do Evangelho
Proclamai até morrer!
2. Eia, avante, mocidade!
Nunca, nunca recuar!
No caminho reto e santo
Eia, ó jovens, avançar.
Eia, avante, ó camaradas!
Soem tais como um clarim
As palavras do convite:
"Vinde todos, vinde a Mim!"
3. Eia, avante, mocidade!
Confiando no Senhor!
Onde há fé ninguém vacila;
Haja vida, luz, vigor!
Eis, avante, ó camaradas!
Sempre unidos a lutar!
Sempre unidos na esperança,
Sempre unidos, avançar!
R. G.

Ocorre em Cantor Cristão, 546; Hinário Evangélico, 434; Novo Cântico, 389; Hinário
Aleluia, 417.
54

Hinos e Cânticos
No ano de 1876 foi editado, na Inglaterra, o hinário Hinos e Cânticos
Espirituais, fruto do trabalho do missionário escocês Richard Holden (18281886). Holden já tivera experiências missionárias no Brasil, tendo
colaborado com o pioneiro Robert Reid Kalley na Igreja Evangélica
Fluminense, da qual posteriormente desligou-se para aderir ao chamado
Movimento dos Irmãos ou Darbismo (movimento que, dentre outras
características, é totalmente contrário a sectarismos denominacionais).
Inicialmente contando com 46 hinos e cânticos, as edições sucessivas
do hinário foram ampliando o elenco de hinos, ao agregar também os
esforços de novos compositores e compiladores. Já a partir da sétima edição,
o hinário passa a chamar-se apenas Hinos e Cânticos.
Utilizado notadamente nas igrejas chamadas Casa de Oração (e nas
Assembleias dos Irmãos em Portugal), Hinos e Cânticos é o segundo hinário
protestante publicado em língua portuguesa. Atualmente sua edição e
comercialização estão a cargo da Edições Cristãs Editora.

55

05 – A Mensagem Proclamai
1. A mensagem proclamai:
É Jesus o Salvador!
Com fervor anunciai:
É Jesus o Salvador!
Pelo mundo se ouvirá
Que o perdão o pecador,
Pela fé, alcançará
Em Jesus, o Salvador!
2. Que se saiba em todo lar
Ser Jesus o Salvador.
Bênção podem alcançar
Por Jesus, o Salvador!
Boas novas de perdão,
Divulgai-as com amor,
Da terrível maldição
É Jesus o Salvador!
3. A notícia gozo traz:
É Jesus o Salvador!
Enche o coração de paz:
É Jesus o Salvador!
Fonte de celeste bem
É Jesus, o Salvador;
Tudo o crente sempre tem
Em Jesus, o Salvador!
4. Da ruína universal
É Jesus o Salvador;
Do poder de qualquer mal
É Jesus o Salvador!
Por Seu sangue que verteu,
É Jesus o Salvador;
Vivo agora está no céu,
Jesus Cristo, o Salvador!
S. E. M.

Ocorre em Louvor e Adoração, 145.
56

33 – Todos Devem Saber
1. Jesus é meu Salvador sempre,
Jesus, que me pode valer,
E quero contar Sua graça,
Pois todos devem saber.

Todos devem saber!
Todos devem saber!
Jesus é meu Salvador sempre,
E todos devem saber!
2. Com misericórdias divinas
Meu cálix aqui quer encher;
Supremo entre todos é Cristo
E todos devem saber!
3. Jesus dos perigos me guarda;
Seu braço tem todo o poder.
Bem alto proclamo Seu Nome,
Pois todos devem saber.
4. Desejo empregar minha vida
Em Sua vontade fazer,
Contando o Seu santo Evangelho,
Que todos devem saber.
S. E. M.

57

39 – Salvação
1. Nós estamos muito alegres em saber
Como Cristo foi servido de morrer,
E que Deus está mui pronto a receber
Quem no sangue confiar.
Salvação, salvação, vamos já proclamar!
Salvação, salvação, desejamos publicar!
Nosso Deus atesta o empenho que Ele tem
Em que todos seu apreço ao sangue deem
E percebam como, para quantos creem,
Sua graça outorga a paz.
2. Quanta graça em Deus, ao Filho incumbir,
Quanto amor do mesmo Filho em anuir
A, por Sua própria vida, redimir
Quem na Sua morte crer!
Salvação, salvação, vamos já proclamar!
Salvação, salvação, desejamos publicar!
Crendo, pois, alguém na grande redenção,
Sem fiar-se em qualquer alicerce vão,
Confiando só no sangue pra perdão,
Paz e vida assim terá.
R. H.

58

82 – Sempre Alegre em Sua Luz
1. Com o rosto alegre vou anunciar
O Evangelho santo em qualquer lugar.

Gozo, tenho gozo;
Tenho gozo no Senhor Jesus!
Triste? Nunca triste!
Sempre alegre em Sua luz.
2. Pecador convicto, fui ter com Jesus;
N’Ele achei conforto, mesmo ao pé da cruz.
3. Ele, em minhas lutas, me protegerá;
Ficarei contente: Deus comigo está!
Anôn.

59

90 – Conta a História
1. Grato é contar a história
Do divinal favor,
De Cristo e Sua glória,
De Cristo e Seu amor.
Eu me alegro em descrevê-la,
Pois sei que gozo traz;
Se nada aqui me anima,
Jesus me satisfaz.

Grato é contar a história (3 vezes)
De Cristo e Seu amor.
2. Grato é contar a história
De quanto Cristo fez;
Parece, ao repeti-la,
Mais doce cada vez.
Eu me alegro em descrevê-la,
Pois há quem nunca ouviu
Que resgatar Seu povo
Jesus já conseguiu.
3. Grato é contar a história
Do feito sem rival,
Que, em seu portento e graça,
Não reconhece igual.
Eu me alegro em descrevê-la,
Pois fez-me muito bem,
Por isso quero agora
Contá-la a ti, também.
A. J. M.

60

116 – A Mensagem do Evangelho
1. A mensagem do Evangelho
Preciosa Nova é
De uma salvação eterna
Recebida pela fé;
Eis que Cristo pra salvar-nos,
Sua vida deu na cruz,
Mas agora, ressurgido,
Assentado está na luz.

As novas proclamai (bis)
Que o Salvador por nós morreu;
As novas proclamai!
2. Boa Nova do Evangelho,
Revelando tanto amor!
É remédio soberano
Para um mundo pecador.
Aos cansados e oprimidos
Nós devemos proclamar
Como o Salvador do mundo
Veio para os resgatar.
W. A.

61

118 – Ide, Chamai
1. Ide, chamai todo pecador
Para a festa que Deus proveu;
Chamai-os agora com terno amor
Para as bênçãos que vem do céu.

Lá dos caminhos, lá dos valados,
Lá das veredas do mal,
Chamai, chamai todo pecador
À festa celestial.
2. Inda há lugar no banquete ali;
Sua mesa fartura tem.
O Rei preparou Sua festa já
E convida, dizendo: "Vem!"
W. A.

62

121 – Proclamemos a Mensagem
1. Proclamemos a mensagem do bendito Salvador
Que na cruz foi levantado pra salvar o pecador.

Que gloriosas novas! Por fé no Redentor,
Há salvação eterna pra todo pecador.
2. Uma expiação perfeita, Jesus Cristo efetuou
E, da morte ressurgido, Ele a paz anunciou.
3. Contemplemos as feridas que no mundo recebeu;
Mas, de glória revestido, eis Aquele que sofreu.
Esperarmos ver Seu rosto, pois o mesmo Salvador,
Que na cruz foi levantado, voltará com resplendor.
A. H. S.

63

124 – Mensagem Real
1. Sou mensageiro aqui dum grande Salvador,
Que me livrou do mal e fez-Se meu Senhor;
E manda-me falar do Seu amor sem par
Aos companheiros meus aqui.

Proclamo o Nome de Jesus,
Que me remiu por Sua cruz.
Há nEle salvação, paz, reconciliação;
Há nEle vida, graça e luz.
2. Desejo anunciar a todo pecador
Que salvação do mal, por Cristo, o Redentor,
Já pode desfrutar, querendo confiar
NAquele que morreu na cruz.
3. É graça singular, é bênção sem igual,
Que aos homens, pela cruz, Deus dá perdão real
Quando contritos vêm a Cristo, o Sumo Bem,
Pra salvação obter por fé.
S. E. M.

Ocorre em Louvor e Adoração, 285.
64

153 – Falem de Jesus
1. Falem de Jesus, crianças,
Contem como padeceu,
Como, pelas nossas almas,
Ele sobre a cruz morreu.

Vamos, sim, falar de Cristo,
O bondoso Jesus Cristo;
Vamos, sim, falar de Cristo,
Que por nós sobre a cruz morreu.
2. Contem Sua vida humilde,
Sua terna compaixão;
Contem Seus preceitos santos,
Sua oferta de perdão.
3. Seja a todos publicado
Quanto vale a Sua cruz,
Onde o mal foi expiado
Pelo sangue de Jesus.
4. Digam que, já ressurgido,
Elevado ali nos céus,
Cristo ainda dá de graça
Salvação aos homens réus.
5. Aos amigos, pais, parentes,
Repeti-o com amor,
Té que cada um entenda
Ser Jesus seu Salvador.
S. E. M.

65

207 – Crentes, Orai e Vigiai!
1. Crentes, orai e vigiai, a Cristo os olhos levantai.
Do sono agora despertai: Orai! Orai! Orai!
2. Crentes, orai e vigiai, os pecadores procurai.
As Boas Novas espalhai: Orai! Orai! Orai!
3. A vós de triste coração, Cristo dará consolação;
Em tempo de tribulação Orai! Orai! Orai!
W. A.

66

371 – Há Trabalho Pronto
1. Há trabalho pronto para ti, cristão,
Que demanda toda a tua devoção.
Vem alegremente a Cristo obedecer,
Pois só tu, Ó crente, o poderás fazer!

Por Jesus é trabalhar!
Prontamente, fielmente, trabalhar!
Em servi-Lo, que prazer!
E só tu, ó crente, o poderás fazer!
2. Para cada crente o Mestre preparou
Um trabalho certo, quando o resgatou;
E o trabalho a que Jesus te chama aqui,
Como vai ser feito, se o não for por ti?
3. Pode ser humilde, mas, se for pra Deus,
Teu trabalho é visto lá dos altos céus!
E o esforço nunca pode ser em vão,
Se tiver de Cristo plena aprovação!
4. Quantos há perdidos, sem a salvação!
Quantos que precisam de consolação!
Como Cristo os ama, faze-os entender,
Pois só tu, ó crente, o poderás fazer!
H. M. W.

Ocorre em Harpa Cristã, 93; Hinário para o Culto Cristão, 288; Novo Cântico, 312; Hinário
Aleluia, 240.
67

373 – Entre os Povos Publicai
1. Entre os povos publicai: “É Jesus Senhor!”
Sua fama anunciai, Seu real valor.
Entre todas as nações
Proclamai-o às multidões.
2. Na Alemanha anunciai por Jesus a paz;
E na Rússia publicai bênção que Ele traz.
Desde a França até ao Japão
Publicai a salvação.
3. Publicai o Seu louvor hoje em Portugal,
No Brasil e no Equador, no Peru central.
Da Argentina ao Panamá
O Evangelho se ouvirá.
4. Publicai o Seu louvor mesmo entre Islã;
Ouvirão do Salvador Líbia, Arábia, Irã.
Aos adeptos de Maomé
Convidai-os para a fé.
5. Publicai o Seu louvor onde nasce o sol;
Vêm das Índias e Timor aumentar o rol;
E da China os seus milhões
Dão a Cristo os corações.
6. Publicai o Seu louvor: que Jesus é Rei,
Que é Senhor e Salvador e Pastor da grei!
Todo o mundo deve ouvir,
No presente e no porvir!
S. E. M.

68

374 – Ei-los Vindos
1. Ei-los vindos para a luz!
Ei-los salvos pela cruz!
Vindos mesmo dos desertos,
Religiosos, mas pagãos,
Africanos e chineses,
Feitos, por Jesus, cristãos.
2. Ei-los vindos para a luz!
Ei-los salvos pela cruz!
Da Malásia e das Antilhas
Vêm a Deus com fé real;
Oriente e Ocidente
Num abraço fraternal.
3. Ei-los vindos para a luz!
Ei-los salvos pela cruz!
Vêm da Rússia, Lusitânia,
Vêm de Angola e do Sudão,
Por ouvir que em Jesus Cristo
Podem ter a salvação.
4. Ei-los vindos para a luz!
Ei-los salvos pela cruz!
Da Inglaterra, França, Itália,
Alemanha e Canadá,
Vêm provar a rica graça
Que Jesus agora dá.
5. Ei-los vindos para a luz!
Ei-los salvos pela cruz!
Crentes vindos da Bolívia,
Da Argentina, do Brasil,
Radiantes com a aurora
Que dissipa a noite vil.
6. Ei-los vindos para a luz!
Ei-los salvos pela cruz!
Das regiões do gelo e trevas
Vêm aos pés do Salvador,
Encontrando, em vez de inverno,
69

O verão do Seu amor.
7. Ei-los vindos para a luz!
Ei-los salvos pela cruz!
Para todos se encontrarem
Nesse bom país, nos céus,
Para ali cantarem juntos
Os louvores do seu Deus!
S. E. M.

70

379 – Oh, Quem Irá
1. Enquanto nós, irmãos queridos,
Gozamos luz e salvação,
Milhões ainda estão perdidos
E vivem sem consolação.

Oh, quem irá? Oh, quem irá
Dizer-lhes que há um Salvador?
Oh, quem irá? Oh, quem irá
Falar-lhes do Seu grande amor?
2. Oh, vede os campos branquejando!
Irmãos, é tempo de ceifar!
Depressa a vida vai passando,
Não recusemos trabalhar!
3. Oh, dá-nos mais, Jesus bendito,
Daquela mesma compaixão
Com que, em amor, doce, infinito,
Olhavas para a multidão.

Oh, quem irá? Oh, quem irá
Dizer-lhes que há um Salvador?
Oh, quem irá? Oh, quem irá?
Pois manda-me Tu, meu Senhor.
J. I. F.

71

390 – Eia, Crentes Destemidos!
1. Eia, crentes destemidos!
Da verdade convencidos,
Para a luta apercebidos,
No combate entrai!
Eis que surgem, aleivosos,
Erros grandes, perniciosos;
Nestes tempos perigosos
Vossa fé mostrai!
O dever vos chama!
Vosso Deus proclama
A Santa lei do Cristo o Rei,
Que vosso ardor reclama!
Confessai, pois, resolutos,
Fervorosos, incorruptos,
E com lábios impolutos;
Deus, verdade e fé!
2. Vós, por Cristo libertados,
Não sejais escravizados!
Os direitos alcançados,
Firmes, alegrai.
Salvação por homens dada,
Paz fingida, paz comprada,
Lei de Deus falsificada,
Tudo rejeitai!
Nosso Deus não muda!
O Senhor ajuda
A quem cumprir sem desistir
E Seus fiéis escuda.
Avançai, pois, exultando,
Sempre em Cristo confiando,
Vosso testemunho dando:
Deus, verdade e fé!
R. H. M.

Ocorre em Cantor Cristão, 468.
72

403 – Eia, ó Mocidade
1. Eia, ó mocidade! Com Jesus marchai;
Firmes, ao Seu lado, sem temor lutai.
A bandeira santa da verdade e luz,
Firmes, empunhai bem alto por Jesus!

Sim, ó mocidade, com Jesus marchai;
Firmes ao Seu lado, sem temor lutai!
2. Eia, ó mocidade! Por Jesus brilhai;
Vosso testemunho, resolutos, dai,
Demonstrando a todos, de Jesus o amor.
"Sois a luz do mundo", diz o Salvador.
3. Eia, ó mocidade! Juntos trabalhai;
O Evangelho santo com fervor pregai;
Proclamai que Cristo salva o pecador,
Espalhai as novas de perdão e amor.
4. Eia, ó mocidade! Com amor lutai;
Ao glorioso Mestre, tudo consagrai,
Tudo sujeitando ao Senhor Jesus,
Certos da coroa que tereis na luz.
L. S.

73

405 – Avante, Mocidade
1. Mocidade cristã, eia avante!
Vossas forças uni pra lutar!
O inimigo potente se mostra,
Mas com Cristo sois fortes: Marchai!

Mocidade cristã, eia avante!
Contra o mal, contra o erro lutai!
Tendo o santo Evangelho por arma,
A verdade da cruz proclamai!
2. Mocidade cristã, vede o abismo,
Onde muitos estão a cair!
Por faltar-lhes a luz do Evangelho,
Não procuram a Cristo seguir.
3. Eia, jovens, ativos obreiros,
Pela causa do bem pelejai!
Ide aos povos levar o Evangelho,
Para a glória de Deus trabalhai!
T. D. A.

Ocorre em Cantor Cristão, 544; Novo Cântico, 388; Hinário Aleluia, 422.
74

407 – Confessai-O, Jovens
1. Jovens, salvos pela cruz,
Vosso Redentor, Jesus,
Elevado em santa luz,
Vivo está.
Vossa pena padeceu,
Morte e Satanás venceu;
Mas Aquele que morreu,
Vivo está.

Confessai-O, jovens crentes, vosso Salvador!
Recebei-O sem reserva para ser Senhor!
Triunfante sobre o mar, com poder celestial,
Hoje, em glória sem igual, vivo está!
2. Para Medianeiro ser
E a Seu povo assim valer,
Cristo, com real poder,
Vivo está!
Junto ao Pai que nos amou,
Nesse céu que nos doou,
Onde, por Seu sangue, entrou,
Vivo está!
3. Conhecendo Seu amor,
Trabalhemos com fervor,
Pois que nosso Redentor
Vivo está!
Publiquemos em canção
E com voz do coração:
"Quem nos trouxe a salvação
Vivo está!”
S. E. M.

75

412 – Dai-nos Luz
1. Uma voz se eleva do geral clamor:
Dai-nos luz! Dai-nos luz!
Multidões em trevas cheias de temor
Pedem luz, pedem luz.

Oh, mandai a gloriosa luz
De perdão, de paz e amor!
Oh, mandai a preciosa luz
De Jesus, o Salvador!
2. Sim, por toda parte deve reluzir
Essa luz de Jesus;
Luz que mostra aos homens como o bem seguir;
Clara luz! Grata luz!
3. Em Jesus há vida, paz, consolação;
Plena luz! Pura luz!
Seu amor divino firma o coração
Nessa luz! Santa luz!
4. Eia, pois, é crentes, todo o mundo enchei
Dessa luz de Jesus!
Aos milhões perdidos, sem tardar, valei
Com a luz de Jesus!
Anôn.

76

414 – Os Ceifeiros
1. O Senhor Jesus vos fala,
Escutai com atenção:
"Eis os campos branquejando,
E os ceifeiros, onde estão?”

Ó ceifeiros, ide agora
Nos Seus campos trabalhar.
Vosso Mestre é Quem vos chama,
Ide já, sem demorar!
2. Eis as multidões aflitas,
Abatidas, sem vigor,
Vagueando pelo mundo
Como ovelhas sem pastor.
3. Quem, de Cristo a voz ouvindo,
Quer no campo, agora, entrar
E a mensagem tão gloriosa
Do evangelho anunciar?
4. Quem irá dizer ao mundo
Que Jesus dos céus desceu,
E por nós, os pecadores,
Sobre a dura cruz morreu?
5. Como Seus fiéis ceifeiros,
Consagremos ao Senhor
Nossos dons, e bens, e tempo,
Nossas vidas, nosso amor.
L. S.

77

415 – A Noite Vem Chegando
1. A noite vem chegando, tempo é de trabalhar;
Bem na manhã da vida, vamos labutar.
Com energia santa, na juventude em flor,
Vamos servir a Cristo, nosso Redentor!
2. A noite vem chegando, tempo é de trabalhar;
Já na maturidade, vamos labutar.
Eia, que o tempo passa com grande rapidez
E, vinda a noite, a lida cessa de uma vez!
3. A noite vem chegando, tempo é de trabalhar;
Na tarde desta vida, vamos labutar.
A Cristo, enquanto é dia, sempre sirvamos bem.
E à noite, então, teremos Seu descanso além.
L. S.

78

416 – Oh! Quanto Desejo
1. Oh! Quanto desejo servir-Te, Senhor,
Com voz mais alegre cantar Teu louvor!
Oh! Quanto desejo exaltar-Te sem fim,
Porque no madeiro morreste por mim!

Desejo, sim, sempre Teu Nome entoar,
Na Tua bondade e amor confiar.
2. Oh! Quanto desejo contigo trilhar
A senda divina, e Te confessar
Em tudo meu Mestre, meu Guia e Senhor,
Provando-Te sempre meu Deus Salvador!
3. Também eu desejo aos vizinhos mostrar
As Tuas bondades e graça sem par,
Assim confessando o divino poder
Que Teu Evangelho no mundo há de ter.
Anôn.

79

417 – O Serviço do Mestre
1. Ó Senhor, eu sou Teu servo
E desejo Te seguir;
És Tu meu bondoso Mestre,
Quero Tua voz ouvir.

Rogo-Te que eu seja sempre
Mais e mais fiel a Ti;
Que, Senhor, o meu serviço
Seja abençoado aqui.
2. Quero ser um vaso santo,
Águas vivas pra trazer
Aos que vivem tão sedentos,
Em perigo de morrer.
3. Quando aqui findar a vida,
Eu contigo habitarei
E serviço mais perfeito
Para sempre prestarei.
W. A.

80

521 – Rendei Mil Graças
1. Rendei mil graças ao Senhor, o Príncipe da Paz;
Louvado seja o Salvador por Seu amor veraz!
2. Em todo o mundo proclamai a graça de Jesus;
O Nome do Senhor honrai; falai da Sua cruz.
3. Jesus, o Nome triunfal, dá paz ao coração;
Derrama bênção perenal e traz consolação.
4. Ao Salvador magnificai, é digno de louvor;
A Sua fama publicai e Seu imenso amor.
A. H. S.

Ocorre em Louvor e Adoração, 46.
81

Cantor Cristão
Após Salmos e Hinos e Hinos e Cânticos, o Cantor Cristão surge como o
terceiro hinário protestante brasileiro. Sua primeira edição data de 1891, e
contava com apenas 16 hinos. Progressivamente novos hinos foram sendo
acrescidos à este que foi o primeiro hinário oficial dos batistas brasileiros.
Seu primeiro editor é também o autor/tradutor com mais trabalhos
presentes na obra (102 hinos), o missionário polonês de origem judia
Salomão Luiz Ginsburg. Outros grandes colaboradores foram os missionários
William Edwin Entzminger e Henry Maxwell Wright.
Tendo sido durante muitos anos editado pela JUERP, atualmente o
Cantor Cristão é publicado pela Editora Geográfica.

82

128 – A Redenção
1. Eterno Deus, queremos nós
Louvores a Jesus cantar;
O seu amor, a sua cruz,
Ajuda-nos a celebrar.

A graça vinda do alto céu
Que o Salvador nos concedeu,
Descanso traz ao coração,
Vigor e paz e salvação.
2. Da vida és o Criador,
De ti provém inspiração;
Abrasa-nos com mais ardor
Pra divulgar a redenção.
3. De Cristo a causa defender,
O reino seu anunciar,
A fama dele promover;
Eis nossa glória singular!
F. J. C. / W. E. E.

83

134 – Reino Universal
1. Ó línguas, povos e nações,
Louvor a Cristo celebrai;
Em alta voz, ó corações,
O nome de Jesus cantai!
Misericórdia divinal,
Justiça eterna, eterno amor,
De litoral a litoral
Apregoai com todo ardor.
2. Com reverência, com fervor,
O incenso do louvor levai;
Sinceros, gratos ao Senhor,
Ó vinde alegres e exultai!
Com todo ardor, oh, exaltai!
A Cristo, autor da redenção;
Em toda língua proclamai
Que reino dele os povos são.
J. H. N.

84

194 – A Mensagem Celeste
1. A mensagem vem de Deus,
Que Jesus é Salvador!
Ó clamai, vós, filhos seus:
É Jesus o Salvador!
Proclamai, com grande ardor,
Que Deus ama ao pecador,
Que seu Filho ao mundo deu
Para ser o Salvador!
2. Ó vós, povos, eis o dom:
É Jesus o Salvador!
Por seu sangue dá perdão!
É Jesus o Salvador!
Ilhas todas, exultai,
Seu amor considerai;
E vós, anjos, proclamai,
Que Jesus é Salvador!
3. Ó vós, santos, já bradai:
É Jesus o Salvador!
Vós nações, oh, jubilai!
É Jesus o Salvador!
Salvação de graça dá
Hoje a todo pecador.
Glória! Glória a Deus Jeová,
Pois Jesus é Salvador!
P. J. O. / S. L. G.

85

304 – Um Vaso de Benção
1. Quero ser um vaso de bênção,
Sim, um vaso escolhido de Deus,
Para as novas levar aos perdidos,
Boas-novas que vêm lá dos céus.

Faze-me vaso de bênção, Senhor,
Vaso que leve a mensagem de amor!
Eis-me submisso pra teu serviço,
Tudo consagro-te agora, Senhor.
2. Quero ser um vaso de bênção
Para todos os dias fazer
Aos culpados que vivem nas trevas
O perdão de Jesus conhecer.
3. Quero ser um vaso de bênção,
Sim, um vaso de bênção sem par,
Avisando que crentes em Cristo
Jubilosos no céu hão de entrar.
4. Para ser um vaso de bênção
É mister uma vida real,
Uma vida de fé e pureza,
Revestida do amor divinal.
H. G. S. / W. E. E.

Ocorre em Salmos e Hinos, 341; Hinos e Cânticos, 418; Hinário Evangélico, 180; Novo
Cântico, 221; Hinário Aleluia, 209; Hinário Para o Culto Cristão, 438; Cantai Todos os
Povos, 241.
86

308 – Para Onde For, Irei
1. Se eu tiver Jesus ao lado,
E por Ele auxiliado,
Se por Ele for mandado,
A qualquer lugar, irei.

Seguirei ao meu bom Mestre,
Seguirei ao meu bom Mestre,
Seguirei ao meu bom Mestre;
Onde quer que for, irei.
2. Seja meu caminho duro,
Espinhoso ou inseguro,
Em seus braços bem seguro,
Aonde me mandar, irei.
3. Males poderão cercar-me,
Ou perigos assustar-me,
Mas se Cristo segurar-me,
Aonde me mandar, irei.
4. Quando terminar a vida,
Finda minha triste lida,
Tenho a glória prometida,
Eu pra meu Senhor irei.
F. J. C. / W. E. E.

Ocorre em Hinos e Cânticos, 428; Hinário Aleluia, 210; Hinos do Povo de Deus, 411;
Hinário Para o Culto Cristão, 484.
87

410 – Felicidade no Serviço
1. No serviço do meu Rei eu sou feliz,
Satisfeito, abençoado;
Proclamando do meu Rei a salvação,
No serviço do meu Rei.

No serviço do meu Rei
Minha vida empregarei;
Gozo, paz, felicidade,
Tem quem serve ao meu bom Rei.
2. No serviço do meu Rei eu sou feliz,
Obediente e corajoso;
Na tristeza ou na alegria sei sorrir,
No serviço do meu Rei.
3. No serviço do meu Rei eu sou feliz,
Jubiloso e consagrado;
Ao Seu lado desafio a todo mal,
No serviço do meu Rei.
4. No serviço do meu Rei eu sou feliz,
Venturoso e decidido;
Quanto tenho no serviço gastarei,
No serviço do meu Rei.
S. L. G.

Ocorre em Hinos e Cânticos, 419; Louvor e Adoração, 292; Hinário Para o Culto Cristão,
491.
88

413 – Lealdade
1. É ordem do Senhor,
Selada com amor:
Fiéis, leais, prossegui,
Mesmo até morrer!
Não fraquejeis, irmãos,
Deveis ser bons cristãos
E ser fiéis e leais
A Cristo, Salvador!

Seu amor pregai,
Almas conquistai!
Manda-nos Jesus, Senhor!
Avante, avante, irmãos,
Sim, como bons cristãos,
Fiéis e sempre leais
A Cristo, Salvador!
2. Oh, vinde vos unir,
Dispostos para agir,
Fiéis, leais no labor,
Mesmo até morrer!
O mal a derrotar,
A luz fazei brilhar,
Fiéis e sempre leais
A Cristo, Salvador!
3. Eis-nos, Senhor, aqui;
Consagra-nos a ti;
Queremos, pois, ser fiéis,
Mesmo até morrer!
A causa defender,
Teu reino promover,
Fiéis e sempre leais
A Cristo, Salvador!
E. T. C. / W. E. E.

89

414 – Acordai
1. Eis que vamos para aquele bom país,
Onde o crente, sim, é Cristo quem o diz,
Com seu Salvador, pra sempre ali feliz,
Vai gozar e descansar.
Trabalhemos, pois, com zelo e com vigor,
Constrangidos pelo seu imenso amor;
Trabalhemos pelo nosso Salvador;
Eis que a vida vai findar!

Acordai! Acordai! Despertai! Despertai!
E cantai! Sim, cantai!
O Senhor não tardará!
Eis que vamos para aquele país,
Onde o crente, sim, é Cristo quem o diz,
Com seu Salvador, pra sempre ali feliz,
Vai gozar e descansar.
2. Eis conosco nosso insigne Capitão
Que nos assegura a eterna salvação!
Eis da santa fé o invicto pavilhão!
Vamos, vamos trabalhar!
Eia, avante! Nada temos que temer;
Por Jesus havemos sempre de vencer;
Trabalhemos juntos sem desfalecer
Para a obra completar.
3. Revestidos da couraça de Jesus,
Como servos seus, e filhos, sim, da luz,
Gloriando-nos em Cristo e sua cruz,
Vamos, vamos trabalhar!
Os perdidos vamos com amor buscar,
Aos desesperados vamos declarar
Que Jesus deseja os homens transformar!
Oh! sim, vamos trabalhar!
H. M. W.

90

417 – Brilha no Viver
1. Não somente pra fazer um feito singular
É mister agir com muito ardor,
Mas as coisas mais humildes por executar,
Deves fazê-las com fervor.

Brilha no meio do teu viver,
Brilha no meio do teu viver,
Pois talvez algum aflito possas socorrer;
Brilha no meio do teu viver.
2. Oh, talvez alguma vida possas alegrar
Com palavras doces, em amor;
Ou talvez algumas almas tristes alcançar
Com a mensagem do Senhor.
3. Por maior que seja teu esforço a exercer,
Por mais firme a tua devoção,
Em redor, oh, quantas almas vivem sem prazer!
Jazem na negra escuridão.
I. D. O. / F. S. T. / W. E. E.

Ocorre em Novo Cântico, 320; Louvor e Adoração, 461; Hinário Aleluia, 184; Hinário Para
o Culto Cristão, 488; Cantai Todos os Povos, 285.
91

418 – Disposição de Trabalhar
1. Bendito Senhor, nosso Rei Jesus,
Dirige-nos pelo teu grande amor,
Contempla-nos, dá-nos divina luz,
Protege-nos, dando-nos teu favor.

Oh, vem, sim, querido Senhor,
Ouvir-nos, em nossa oração,
E dá-nos da tua presença o penhor,
E dá-nos também direção.
2. Nós vimos a Ti, Redentor, pedir
Poder e coragem no labutar;
Jesus, em teus passos queremos ir.
Contigo queremos viver, lutar.
3. Pois grande é a vinha, Jesus Senhor,
Os frutos maduros caindo estão.
Oh, vem, pois, encher-nos de fé e amor,
A fim de colhê-los com prontidão.
4. Os rogos atende dos servos teus,
Que invocam teu nome com devoção,
Sustenta-nos, cheios do amor de Deus.
Concede-nos sempre maior visão.
M. A. S.

92

427 – Conquistar o Mundo
1. "O mundo vasto, imenso,
Pra Cristo conquistar” Este é o grande lema
Do nosso labutar.
Humilde, desprezado,
Por nós na cruz morreu;
Glorificado reina,
Na Terra e lá no céu.

Sim, conquistar
O mundo pra Cristo!
O mundo, sim,
Pra Cristo, o Salvador!
2. O mundo vasto, imenso:
O povo do Brasil,
Nações além dos mares,
Famílias, tribos mil,
Os povos da Europa,
Da China, do Japão;
A todos proclamemos
De Cristo a salvação!
3. O mundo vasto, imenso:
Seus lares, corações,
Impérios, tronos, reinos,
As grandes multidões
Ao Salvador bendito
Terão de se entregar,
Pois no universo inteiro
Jesus há de imperar!
Anônimo / S. L. G.

Ocorre em Hinário Para o Culto Cristão, 534.
93

429 – Ceifando
1. Espalhemos todos a semente santa,
Desde a madrugada até o anoitecer,
Calmos, aguardando o tempo da colheita,
Quando alegremente havemos de colher.

Havemos de colher! Havemos de colher!
Oh, quão jubilosos havemos de colher!
Havemos de colher! Havemos de colher!
Messes abundantes havemos de trazer!
2. Semeemos quando seres perniciosos
A semente boa querem destruir;
Deus abençoando, alegres, satisfeitos,
A colheita santa havemos de fruir.
3. Eia, pois, obreiros, semeai, ousados,
A semente viva da verdade e luz,
Proclamando Cristo, seu poder e glória,
Salvação perfeita que alcançou na cruz!
K. S. / S. L. G.

94

430 – Em Cada Lugar
1. Se já estás salvo por Cristo, o Senhor,
Dize-o em cada lugar!
E se Ele perdido, te achou, pecador,
Dize-o em cada lugar!

Irmão! Irmão!
Dize-o em cada lugar!
Se tu os perdidos quiseres salvar,
Dize-o em cada lugar!
2. Se Cristo expiou tua culpa na cruz,
Dize-o em cada lugar!
Se sabes que te ama e que ao céu te conduz,
Dize-o em cada lugar!
3. Se queres servir a Jesus, por amor,
Dize-o em cada lugar!
Se tens boas novas do teu Salvador,
Dize-o em cada lugar!
4. Se tu és herdeiro com Cristo nos céus,
Dize-o em cada lugar!
Até a presença chegares de Deus,
Dize-o em cada lugar!
J. O. Jr. / R. J. I.

95

431 – Acorde em Tempo
1. Acode em tempo! Depressa, ó irmão!
Vale aos incautos na vil tentação!
Eis como lutam, sem ter mais vigor!
Oh, vem, vem livrá-los de sorte pior!

Acode em tempo! Acode em tempo!
Depressa vem socorrer!
Acode em tempo! Acode em tempo!
Vem, vem, depressa valer!
2. Acode em tempo! Não vês teu irmão
Agonizante na vil corrupção?
Nosso inimigo o procura laçar
e sua alma ansiosa, no mal arrojar.
3. Acode em tempo! Com dedicação
Leva a mensagem de Deus - salvação!
Por Cristo, o Mestre, sim, vamos lutar;
Vai passando o tempo, oh, vem ajudar!
4. Em breve o mundo terá de acabar,
E almas no abismo terão de tombar.
Acode em tempo! Sim, faze luzir
A luz salvadora do eterno porvir!
E. S. U. / S. L. G.

96

432 – Avante Com Deus
1. Ó crentes brasileiros,
Firmai-vos no Senhor.
O seu pendão erguendo,
Pendão do seu amor.
"A Pátria para Cristo!"
Bem alto apregoai,
E a graça do evangelho
Na vida proclamai.
2. Oh! Quantos infelizes,
Sem Deus, sem salvação,
No abismo estão caindo
Da eterna perdição!
A salvação perfeita,
A vida, o gozo e a paz
Dá Cristo, nosso Mestre,
Pois a alma satisfaz.
3. Tremenda resistência
Havemos de sofrer;
Satã e suas hostes
Procuram nos deter.
Coragem, pois, ó crentes,
Jesus triunfará!
Nos lares brasileiros
Jesus dominará.
4. Ó crentes brasileiros,
O Mestre tem poder
De aos nossos conterrâneos
A vida conceder!
Na luta prossigamos
Com zelo e com ardor;
“A Pátria para Cristo!”
Avante com fervor!
S. L. G.

97

434 – Onde os Obreiros
1. Oh, onde os obreiros pra trabalhar
Nos campos tão vastos a lourejar?!
A causa requer prontidão, vigor.
Oh, quem quer ceifar com desvelo e ardor?!

Onde os obreiros? Oh, quem quer ir
Nos campos tão vastos a escassez suprir?!
Quem quer decidir, hoje, a se entregar,
E os frutos benditos arrecadar?
2. O joio do mal a proliferar,
O trigo do Mestre quer sufocar.
Ceifeiros, avante, no campo entrai,
O dia declina, ceifai, ceifai!
3. Eis portas abertas à pregação!
Nações suspirando por salvação!
Oh, onde os obreiros pra anunciar
De Deus o perdão de um amor sem par?!
E. E. R. / S. L. G.

Ocorre em Salmos e Hinos, 457; Hinário Aleluia, 130.
98

435 – Ainda Há Lugar
1. Oh, convidai-os, pois há lugar
No banquete celestial!
Sim, ide ajuntá-los, e a casa enchei
De famintos do pão real.

Pelos caminhos, pelos valados,
Oh, ide, sim, proclamar
Que tudo, tudo já pronto está:
Não há de faltar lugar!
2. Oh, convidai-os, pois há lugar!
Para todos que queiram vir!
Não sabem do amor eternal de Deus,
Que com gozo nos quer ouvir.
3. Oh, convidai-os, pois há lugar!
É mensagem de um Deus de amor!
Deveis convidá-los, sem exceção,
Ao banquete do Salvador!
F. J. C. / S. L. G.

Ocorre em Hinário Aleluia, 247.
99

436 – Dai-nos Luz
1. Uma voz ressoa de geral clamor:
Dai-nos luz! Dai-nos luz!
Os milhões em trevas, cheios de pavor,
Pedem luz, pedem luz!

Dai-nos luz, a mui gloriosa luz
De perdão, de paz e amor!
Dai-nos luz, a tão preciosa luz
De Jesus, o Salvador!
2. Ansiamos vida, paz, consolação;
Dai-nos luz! Dai-nos luz!
Se é por Cristo só que Deus nos dá perdão,
Dai-nos luz! Dai-nos luz!
3. Sim, por toda parte deve reluzir
Essa luz de Jesus,
Que ilumina a estrada que hemos de seguir.
Dai-nos luz! Dai-nos luz!
4. Eia, pois, ó crentes, todo o mundo enchei
Dessa luz de Jesus!
Aos milhões perdidos sem tardar valei
Com a luz de Jesus!
C. H. G. / S. L. G.

Ocorre em Louvor e Adoração, 307; Hinário Aleluia, 267.
100

437 – As Boas Novas
1. Povo de Deus, cumpri o vosso encargo
De proclamar do nosso Deus o amor!
Pois Ele, compassivo, não deseja
A perdição do pobre pecador!

As boas novas anunciai!
Que Deus nos ama, contentes proclamai!
2. Oh, contemplai milhares que perecem
Presos nas garras do pecado e mal,
Sem que haja quem, com pena, lhes indique
Cristo Jesus, Libertador real!
3. Não consintais que fiquem desgarradas
As almas pelas quais Jesus sofreu;
Haja cuidado que ninguém se perca
Por descuidarmos o mandado seu!
4. Disseminai entre as nações e tribos,
Que o nosso Deus é o Deus do eterno amor;
Que Ele deixou as glórias infinitas
Para salvar o mundo pecador!
5. Oh, consagrai os vossos bens e filhos
Pra difundir de Cristo a santa luz!
Com orações constantes, fervorosas,
Auxiliai a causa de Jesus!
6. Ei-lo que vem! Mas antes dessa vinda
Apregoai a graça e seu amor!
Que estejam prontos todos os remidos
Para aclamá-lo: Cristo! Redentor!
M. A. T. / S. L. G.

Ocorre em Louvor e Adoração, 293; Hinário Para o Culto Cristão, 541.
101

438 – Ouvindo Jesus
1. Disse Jesus: Ide por todo o mundo
E pregai o eterno dom
Da Salvação, que com amor profundo,
Dá o Deus gracioso e bom;
Tendo na cruz a afirmação do amor,
Proclamai o dom do Redentor.
Oh! conquistai
Almas perdidas, buscai
O pecador enfermo, quase moribundo!

Vamos, irmãos, levar
Essa luz ao mundo inteiro!
Vamos, irmãos, contar
Que esse dom é verdadeiro!
Vamos, irmãos, pregar
Mui confiados no Cordeiro
Que na cruz já fez
A nossa redenção!
2. Todos unidos neste grande intento
Proclamemos salvação!
Sem recuar, sempre mostrando alento,
Sim, cumpramos a missão
Que o Salvador, Cristo Jesus, nos deu!
Ele está também no posto seu.
Diz-nos o Rei:
"Sempre convosco estarei."
Vamos, irmãos, por Cristo neste pensamento!
3. Firmes, levemos a mensagem santa
Do evangelho de Jesus!
Esta mensagem divinal que encanta
E que o pecador conduz;
Cheia de bênçãos do glorioso Deus,
Que descobre os escolhidos seus;
Cheia de amor,
Traz-nos do céu o fragor
Da compaixão de Deus e dá-nos graça tanta!
M. A. S.
Ocorre em Hinos e Cânticos, 413; Novo Cântico, 282.
102

439 – Oração Pela Pátria
1. Minha Pátria para Cristo!
Eis a minha petição:
Minha Pátria tão querida,
Eu te dei meu coração;
Lar prezado, lar formoso,
É por ti o meu amor;
Que o meu Deus de excelsa graça
Te dispense seu favor.

Salve Deus a minha Pátria,
Minha Pátria varonil!
Salve Deus a minha terra,
Esta terra do Brasil.
2. Quero, pois, com alegria,
Ver feliz a mãe gentil,
Por vencer o evangelho
Nesta terra do Brasil.
Brava gente brasileira,
Longe vá temor servil;
Ou ficar a Pátria salva,
Ou morrer pelo Brasil.
W. E. E.

Ocorre em Hinário Para o Culto Cristão, 603.
103

441 – Graça e Salvação
1. Ide a mensagem ao mundo levar:
Salvação do Senhor!
Cristo Jesus aos perdidos quer dar
Graça e salvação!
Vede os aflitos nas trevas do mal!
Eis, como aspiram a paz divinal!
Ide levar-lhes o gozo eternal:
Graça e salvação!

Deste convite de perdão
Por todo o mundo a mensagem levai!
Este convite de perdão,
Antes da vinda do Mestre, pregai!
2. Forte é o braço daquele que dá
Salvação do Senhor.
Sua palavra declara que há
Graça e salvação!
Vós, ó remidos, bem alto cantai!
Ide, aos aflitos a paz proclamai!
Ide por todo lugar e mostrai
Graça e salvação.
3. Deus a mensagem por nós enviou:
Salvação do Senhor.
São profundezas que nos revelou:
Graça e salvação!
Nós que sabemos da graça e do amor,
Vamos levá-los ao vil pecador!
Todos cantemos em alto louvor:
Graça e salvação.
E. E. H. / R. P.

104

445 – Deves Divulgar
1. Oh! Que bela e doce história
Do bom Pai celestial,
Que nos vendo extraviados,
Em perigo sem igual,
Enviou seu Filho amado
Pra todos nós salvar!
Tão bela história, crente,
Tu deves divulgar!

Sim, tu, irmão, tens que contar
A história de Jesus;
Seus feitos e palavras
Tu deves divulgar!
2. Esta bela história é sempre
Poderosa pra salvar,
Transformando e abençoando
Quem a Cristo quer chegar.
Mas há muitos infelizes
Sem compreender a luz;
A eles vai e conta
A história de Jesus!
3. Oh, não digas que não podes
Essa história anunciar!
Faze tudo ao teu alcance
Para a Cristo sempre honrar!
Vamos, crentes, proclamando
Jesus, o Salvador,
A bela e doce história
De Deus e seu amor!
S. L. G.

105

446 – Avançai!
1. Confiando no Senhor, avançai, avançai!
Esperando em seu amor, avançai!
A Jesus sempre exaltai,
Seu poder anunciai,
Sua graça proclamai, avançai!
2. Se vos chama a trabalhar, avançai, avançai!
Ide as novas proclamar, avançai!
Com sincera fé e amor,
Combatendo com fervor,
E, seguindo ao Salvador, avançai!
3. Cristo avisa que virá, avançai, avançai!
E o seu povo guiará; avançai!
Ele almeja vos levar
Para o céu, o eterno lar,
Onde haveis de descansar, avançai!
E. W. B. / S. L. G.

Ocorre em Salmos e Hinos, 437; Hinário Evangélico, 425.
106

447 – Nunca Ouvir de Cristo
1. Não te importa se algum dos amigos morrer
Sem ter conhecimento de Cristo?
Deixas que no juízo ele venha a dizer:
"A mim nunca falaram de Cristo"?

“Não me falaram de Cristo!
Não me falaram de Cristo!
Tantos vi que salvou,
Mas ninguém se importou
De falar-me da graça de Cristo?”
2. Não te importa que as almas preciosas a Deus,
Oh, não sejam levadas a Cristo?!
Pois dirão quando Cristo vier outra vez:
"A nós nunca falaram de Cristo!"
3. Não te importa se entrares sem joias no céu
Por não teres trazido alma a Cristo?
Oh, não venhas tu ser acusado de réu
Por não teres falado de Cristo!
4. Não te cales jamais; pede a Deus graça, irmão,
Para dar testemunho de Cristo;
Pra ninguém no juízo exclamar com razão:
"A mim nunca falaram de Cristo!"
F. A. B. / R. P.

Ocorre em Hinário Aleluia, 243.
107

448 – Ide
1. Cristo, divino Rei, para os perdidos
Lauto banquete mandou preparar;
Ide, pois, servos seus, ide apressados,
Os convidados fazei, pois, entrar.

Ide, pois, servos seus, ide apressados!
Cristo os famintos quer hoje fartar.
2. Se eles recusam vir, oh, com paciência
Novos convites a eles levai!
Sede animosos, sim, ainda que zombem,
Vosso convite de amor renovai!
3. Cristo vos manda ir pelas estradas,
Mancos e cegos à ceia trazer;
Ide, pois, servos seus, ide apressados!
Cristo nas bodas a todos quer ver.
F. J. C. / W. E. E.

Ocorre em Louvor e Adoração, 296.
108

449 – Ousados Proclamai
1. Ousados, com firmeza,
Ó crentes, proclamai
As novas salvadoras
Do amor do eterno Pai,
Que, pra salvar rebeldes,
Seu Filho ofereceu,
O qual sofreu a morte
Pra resgatar o réu.

Ó crentes, proclamai a salvação!
O mundo libertai da escravidão!
Crentes, proclamai de Jesus a cruz;
A graça, amor e seu perdão,
Ó crentes, sem cessar apregoai!
O seu amor sem par anunciai;
Com zelo e com ardor, até raiar o alvor;
Por Cristo e o reino seu lutai!
2. Oh! nada de desculpas,
Obreiros de Jesus!
Eis, o inimigo afoito
Quer derrubar a cruz;
Jesus, porém, garante
Vencê-lo e ao seu poder,
Se firmes persistirmos
Na senda do dever.
3. À luta, pois, ó crentes,
Por Cristo Redentor,
Seu estandarte erguendo,
Do eterno, imenso amor;
As trevas combatendo,
O vício, a corrupção,
Pregando as Boas Novas
De luz e salvação.
S. W. B. / S. L. G.

109

451 – Os Que Confiam
1. Ceifeiros da seara santa,
Sois poucos, débeis sois;
Porém, é forte vosso Mestre;
Avante! Avante, pois!

Os que confiam no Senhor
Obterão vigor,
Forças novas hão de ter,
Subirão até às alturas,
Andarão alegres sempre,
Correrão sem se cansar!
Andarão alegres sempre,
Correrão sem se cansar!
Correrão e sem fadiga,
Como águias voarão.
2. Cansados, tristes, sem alento,
Deixai de lamentar;
Por vós está Jesus, o Mestre;
Por que desanimar?
3. Jesus está conosco sempre
Na luta contra o mal;
Coragem, pois, irmãos, avante
Na obra sem igual!
J. M. / W. E. E.

Ocorre em Salmos e Hinos, 451; Hinário Evangélico, 420; Novo Cântico, 318; Hinário
Aleluia, 225; Cantai Todos os Povos, 274.
110

456 – O Estandarte
1. O Estandarte desta igreja
Levantemos sem temor!
Ela é a muito amada esposa
Do bendito Salvador.
É Jesus o comandante
Verdadeiro, que a conduz.
Somos nós os seus soldados,
Nesta igreja de Jesus.

Resolutos, avançai,
Trabalhando por Jesus!
O estandarte levantai,
Espalhando a sua luz!
2. Ó igreja, dediquemos
Nossos corpos ao Senhor!
Não devemos ser escravos
Do sagaz enganador.
As riquezas são-nos dadas
Pela terna mão real.
E o Senhor do céu observa
Se fazemos bem ou mal.
3. Graça e glória a ti pertencem,
Ó esposa do Senhor!
Sê então um instrumento
De salvar o pecador;
Pois até os fins do mundo
Cristo mesmo reinará,
E o domínio do evangelho
Toda a terra abrangerá.
R. E. N.

Ocorre em Hinário Aleluia, 246.
111

462 – Unidos
1. Irmãos fiéis, uni-vos já
Pra trabalhar por nosso Deus,
E combater com todo o ardor,
O rei do mal e os servos seus!

Unidos vamos já, pois Deus conosco está
Em combater o mal! Vitória nos dará!
Firmados no Senhor, lutemos com ardor,
Seguindo sempre a Cristo, o forte Redentor.
2. Vitória, pois, com Cristo, o Rei,
Os seus fiéis alcançarão;
Em seu poder, os guiará!
Avante, pois, em união!
3. Ó Salvador, teu reino aqui
Ajuda-nos a promover!
Dá-nos fervor e inspiração
Pra executar o teu querer!
L. F. L. / Anônimo / S. L. G.

112

529 – Vai Buscar
1. Ouço o clamor do bom Pastor
Pelo deserto abrasador,
Seus cordeirinhos a chamar,
Mui desejoso de os salvar.

Vai buscar! Vai buscar!
Meus cordeirinhos vai buscar!
Vai buscar! Vai buscar!
Para que os possa abençoar.
2. Quem não deseja auxiliar
Seus cordeirinhos a guardar
E encaminhá-los a Jesus,
Fonte de vida, amor e luz?
3. Pelo deserto a padecer,
Pelas estradas a morrer,
Seus cordeirinhos vai buscar,
Para que os possa abençoar.
S. L. G.

Ocorre em Salmos e Hinos, 610; Cantai Todos os Povos, 304.
113

533 – Pequenos Guerreiros
1. Eia, guerreirinhos, por Jesus lutai;
Confiando nele, ide, batalhai!
Cristo comandando, vos protegerá,
E vitória certa sempre vos dará.
2. Eia, guerreirinhos, luz, pois, difundi;
Sim, a espada santa sem temor brandi;
Firmes nas fileiras, cheios de fervor,
Ide proclamando as novas do Senhor.
3. Eia, guerreirinhos, com intrepidez,
Avançando firmes, todos de uma vez,
Pois tereis vitória como galardão;
Sede lutadores de alta distinção.
J. R. / W. E. E.

114

550 – Juventude
1. Levantai-vos, moços crentes,
Para anunciar Jesus
Como Salvador do mundo,
Verdadeiro Guia e Luz.

Despertai-vos! Levantai-vos!
Não há tempo que perder.
Se quereis servir a Cristo,
Tendes muito que fazer.
Meditai no seu amor,
Meditai no que ele fez:
Pela morte no Calvário
Resgatou-nos de uma vez!
2. Sim, Ele é "a luz do mundo"!
Ele poderá dizer:
"Só Eu dou a vida eterna
a qualquer que queira crer."
3. Pois se nós estamos certos
De que Cristo é Salvador,
Vamos publicá-lo a todos
Com coragem e fervor.
4. E se nós, sinceramente,
Já servimos nosso Deus,
Exultamos na certeza
De encontrá-lo lá nos céus.
M. B. F.

Ocorre em Hinos e Cânticos, 406; Hinário Aleluia, 420.
115

553 – Lealdade a Cristo
1. Mocidade, estais amando
A Jesus e seu pendão?
Já marchais sob seu comando,
De abrasado coração?
Dedicai-vos, sem reserva,
Ao serviço de Jesus,
Pois o inferno se conserva
Em combate contra a luz!
2. Defendei a sã doutrina;
Proclamai com grande ardor
Tudo quanto nos ensina
A Palavra do Senhor.
Combatei a vil mentira,
Avançai em união,
Tendo sempre em vossa mira
Jesus Cristo e seu pendão!
3. Despertai-vos já e vede
Quantas almas há sem luz,
Tão cansados e com sede
Do descanso de Jesus;
Apontai-lhes a água viva
Que dimana do Senhor;
Ela torna rediviva
A alma opressa, sem vigor.
4. Transmiti o dom eterno
Que lograstes alcançar;
Deus, em seu amor paterno,
Os perdidos quer salvar.
Sim, de vós é que se espera
Que ao Brasil a luz leveis,
Onde o erro tanto impera
Contra Cristo e suas leis.
W. E. E.

116

555 – Alerta, Jovens
1. Vinde, ó mocidade,
Dedicar com todo o amor,
Sim, com ansiedade,
Vossa vida ao Salvador.
Ele vos convida
Para virdes trabalhar;
Nessa santa lida
Vinde com prazer entrar.

Trabalhar com todo o ardor
Trabalhar com todo o ardor
Vinde vós, ó moços,
Por Jesus, Senhor!
2. Contemplai as almas
Longe do Senhor Jesus;
Como vivem calmas
Sem saber do amor da cruz!
Andam enganadas,
Sem pensar no triste fim;
Sem Jesus, coitadas,
É um triste estado, sim!
3. Oh, levai a nova
Que Jesus lhes dá perdão!
Ide dar a prova
Desse amor da salvação!
Vede como as gentes,
Afastadas do bom Deus,
Todas descontentes,
Clamam pela luz dos céus.
M. A. S.

117

569 – O Ministério Santo
1. Senhor da ceifa, atende
À nossa petição,
Que o teu trabalho siga
Com mais animação.
Os campos já branquejam,
Convidam a ceifar,
E mui preciosos frutos
Na igreja arrecadar.
2. Somente a ti compete
Ceifeiros escolher;
Que façam o serviço
Conforme o teu querer.
As mentes, pois, prepara,
Inflama os corações
E manda bons obreiros
Pregar às multidões.
3. Se aquele que nos veio
Pra trabalhar aqui
No ministério santo,
Mandado foi por ti,
Confirma seu trabalho
Com bênçãos especiais,
E dá-lhe em ricos frutos,
Divinas credenciais.
4. Alenta-lhe a esperança,
Aumenta nele a fé;
Na lida não permitas
Que lhe vacile o pé.
E, cada vez mais forte,
Mais cheio de fervor,
A todos manifeste
A graça do Senhor.
R. H. M.

Ocorre em Salmos e Hinos, 551.
118

570 – Mais Um Obreiro
1. Mais um obreiro escuta
A tua voz, Jesus,
E quer entrar na luta,
Seguindo tua luz;
Tem força diminuta,
Mas crendo em tua cruz,
Os planos executa,
Que teu amor produz!
2. Senhor, desperta e chama
Ceifeiros mais e mais;
Pois tua vinha clama
Por servos mui leais,
Que levem tua fama
De amor, perdão e paz
Ao mundo que Deus ama
Com graça e amor veraz!
3. Ao servo teu dá graça
E vida de poder;
Que a tua obra faça,
Visando o teu querer.
Protege-o da desgraça
De sua fé perder;
Reveste-o da couraça
Do teu real poder.
4. Concede-lhe justiça
E um nobre coração;
Que escape à vil cobiça
Em toda ocasião;
Que tenha fé submissa,
Contigo em comunhão,
Fiel na santa liça,
Vencendo a tentação.
M. A. S.

119

579 – Olhando Para Cristo
1. Ruge, forte, contundente, a guerra do pecado,
Mas os seus clangores vis não podem me afligir.
Sei em quem confio, pois na rocha estou firmado,
E celestes bênçãos irei fruir.

Olhando para Cristo, grande autor da salvação,
Prossigo, pois avisto soberano galardão.
De Deus ministro, me revisto do poder do meu Senhor
Para servi-lo com todo ardor.
2. Vejo ao longe campos vastos, prontos pra colheita:
Multidões sem luz, sem Deus, aguardam salvação!
Vem, ó Deus, desperta o amor da geração eleita,
Para os teus obreiros concede unção.
3. Desprezando deste mundo as sendas ardilosas,
Volto o meu olhar pra a cruz de quem me resgatou;
Dele tenho na alma, então, as bênçãos mui gloriosas,
E, feliz, com Cristo, cantando vou!
J. F. S.

Ocorre em Hinário Para o Culto Cristão, 560.
120

581 – A Única Esperança
1. Do Amapá ao Rio Grande,
Do Recife a Cuiabá,
Grita a angústia que se expande:
A verdade onde estará?
Em São Paulo, no Acre ou Minas,
Em Brasília ou Salvador,
Proclamemos as divinas
Boas Novas do Senhor!

Cristo é a única Esperança,
Neste mundo tão hostil,
Para a santa liderança
Do Evangelho no Brasil!
2. Nossa Pátria amada e imensa,
Nosso povo humilde e bom,
Tem por meta a recompensa
Do celeste e eterno dom;
Do Oriente ao Ocidente
E do Norte ao Sul, feliz,
Cada qual se torne um crente,
Para bênção do país.
3. Na campanha brasileira
Para evangelização
Seja a fé nossa bandeira,
Nossa espada, a salvação;
E por lema da porfia
Que garante o céu, além:
"Trabalhar enquanto é dia,
Pois a noite perto vem!"
M. B. F.

Ocorre em Hinário Para o Culto Cristão, 526.
121

Harpa Cristã
Tendo sua primeira edição lançada na Assembleia de Deus do Recife,
em 1922, a Harpa Cristã é o hinário oficial das Assembleias de Deus no Brasil,
sendo também utilizada por miríades de outras denominações, notadamente
de inclinação pentecostal.
Antes as Assembleias utilizavam o pioneiro hinário Salmos e Hinos, mas
em 1921 acharam por bem criar um hinário próprio, onde pudessem ser
enfatizadas as doutrinas pentecostais. Surge então o hinário Cantor
Pentecostal, contendo 44 hinos e 10 corinhos. Já no ano seguinte, com a
incorporação de outros hinos, nasce a Harpa Cristã, com 100 hinos.
O missionário sueco Samuel Nyström foi um dos grandes contribuintes
para o conteúdo do hinário, tendo traduzido diversos hinos utilizados pela
igreja escandinava. Mas seu conhecimento da língua portuguesa era
deficitário. Coube então ao pastor Paulo Leivas Macalão, fundador do
Ministério de Madureira, a tarefa de adaptar as letras às suas respectivas
músicas. Macalão tornou-se assim o principal elaborador e adaptador da
Harpa Cristã.
Com o passar dos anos novos hinos foram sendo acrescidos à Harpa, a
cada nova edição. Em 1979 uma comissão foi eleita para revisar o texto e a
música do hinário, estabelecendo o padrão daquela que ficou conhecida
como Harpa Cristã Atualizada. Em 1999 são acrescidos outros 116 hinos,
compondo a Harpa como a conhecemos hoje, com 640 hinos.
A Harpa é o hinário mais conhecido e utilizado no Brasil.

122

11 – Ó Cristão, Eia Avante
1. Ó cristãos, eia avante, eia avante!
Por Jesus e Sua Igreja a lutar;
Co'a Palavra, essa espada flamante,
Vamos, vamos, irmãos, pelejar.

Ó cristão, sempre avante na lida!
O evangelho com fé a pregar;
Ao trabalho o Senhor nos convida,
Vamos, pois, com Jesus pelejar.
2. Ó cristãos, eia avante, eia avante!
Boa nova aos perdidos levar;
Por cidades e vilas adiante,
Salvação vamos nós proclamar.
3. Ó cristãos, eia avante, eia avante!
Pois a aurora já vemos raiar,
Desse dia em que Cristo, triunfante,
Neste mundo há de sempre reinar.
4. Ó cristãos, eia avante, eia avante!
Vexilários da fé vamos ser;
E a vanguarda do exército brilhante
Que gloriosa vitória há de ter!
5. Ó cristãos, eia avante, eia avante!
Com coragem, sem nada temer;
Com Jesus, divinal comandante,
Nós havemos, irmãos, de vencer.
A. T. S.

Ocorre em Hinário Aleluia, 245.
123

16 – Despertar Para o Trabalho
1. Posso tendo as mãos vazias,
Com Jesus eu me encontrar?
Nada fiz, e vão-se os dias,
Que Lhe posso apresentar?

Posso tendo as mãos vazias,
Com Jesus, eu me encontrar?
Quantas almas poderia
Ao Senhor apresentar?
2. Não mais temerei a morte;
Vencerei por salvo estar;
Qual será a minha sorte,
Se no céu vazio entrar?
3. No celeste lar entrando,
Como irei ao Salvador?
Quantas almas irei levando,
Para meu fiel Senhor?
4. Do pecado, preso em elos,
Passei anos em vão labor;
Quem me dera reavê-los,
P'ra servir ao meu Senhor.
5. Despertemos, já é dia;
Trabalhemos, com fervor;
E levemos, com alegria,
Muitas almas ao Senhor.
S. L.

Ocorre em Hinário Aleluia, 253.
124

77 – Guarda o Contato
1. Queres, neste mundo, ser um vencedor?
Queres tu cantar nas lutas e na dor?
Queres ser alegre, qual bom lutador?
Guarda o contato com teu Salvador!

Guarda o contato com teu Salvador,
E a nuvem do mal não te cobrirá;
Pela senda alegre, tua caminharás
Indo em contato com teu Salvador.
2. Neste mundo, vivem muitos a penar,
Cujos corações transbordam de pesar;
Dá-Ihes a mensagem de amor sem par;
Com Deus o contato deves tu guardar!
3. Queres tu, com Deus, a comunhão obter?
Sua glória em ti sempre permanecer?
Que o mundo possa Cristo em ti ver!
Guarda o contato co'o supremo Ser.
4. Deixa que o Espírito implante em teu ser,
O amor de Cristo, divinal prazer;
Queres, neste mundo, todo o mal vencer?
Guarda o contato e terás poder!
P. L. M.

Ocorre em Hinário Aleluia, 408.
125

108 – Pelejar por Jesus
1. Por Jesus vamos pelejar,
Prosseguindo o nosso andar;
E com Ele, então, no céu,
Nós iremos a paz gozar.

Lutemos todos contra o mal,
E vamos a Jesus seguir;
Ele é o nosso General
E a glória do porvir.
2. Em Jesus temos nós poder;
Avancemos, já sem temer;
Confiando no Seu amor,
Vamos lutar, até vencer.
3. Crentes, para Jesus olhai,
Pela fé, sempre, sim, lutai;
Ao inimigo, ó combatei;
O Evangelho anunciai.
4. A Escritura nos diz assim:
Que Jesus é p'ra ti e mim,
O Caminho, a Luz veraz,
Que nos leva ao céu, enfim.
J. T. L.

Ocorre em Hinário Aleluia, 252.
126

115 – Trabalhai e Orai
1. Eu quero trabalhar p'ra meu Senhor,
Levando a Palavra com amor;
Quero eu cantar e orar,
E ocupado quero estar,
Sim, na vinha do Senhor.

Trabalhai e orai,
Na seara e na vinha do Senhor;
Meu desejo é orar,
E ocupado quero estar
Sim, na vinha do Senhor.
2. Eu quero, cada dia, trabalhar;
Escravos do pecado libertar;
Conduzi-los a Jesus,
Nosso Guia, nossa Luz,
Sim, na vinha do Senhor.
3. Eu quero ser obreiro de valor
Confiando no poder do Salvador;
Se quiseres trabalhar,
Acharás também lugar,
Sim, na vinha do Senhor.
J. T. L.

Ocorre em Hinário Aleluia, 238.
127

127 – O Senhor da Ceifa Chama
1. O Senhor da ceifa está chamando:
“Quem quer ir por Mim a procurar
Almas que no mundo, vão chorando;
Sem da salvação participar?”

Fala Deus! Fala Deus!
Toca-me com brasa do altar;
Fala Deus! Fala Deus!
Sim, alegre, atendo ao Teu mandar.
2. O profeta a Deus se aproximando,
Considera-se um pecador,
Mas, o fogo santo o queimando,
Torna-o útil para seu Senhor.
3. Muitos são os que vão expirando
Sem ter esperança de ver Deus:
Vai depressa lhes anunciando,
Que Jesus os leva para os céus.
4. Breve, os trabalhos serão findos,
Bênçãos vão os servos desfrutar;
E Jesus os saudará: "Bem-vindos",
Esta glória espero alcançar.
O. N.

Ocorre em Louvor e Adoração, 300; Hinário Aleluia, 249.
128

132 – Obreiros do Senhor
1. Somos obreiros do Senhor,
À messe vamos, com amor,
A proclamar a salvação
De Cristo e o Seu perdão;
Pois trabalhemos por amor
De Cristo, nosso Salvador,
Que por nós o sangue derramou,
E no Calvário expirou.

À colheita vinde já, pois Jesus vos chama;
"Todos devem trabalhar", o Senhor proclama,
Breve, tudo findará, não se poderá segar;
Vinde crentes, vinde trabalhar.
2. O Evangelho, ó pregai,
A todo mundo, sim chamai,
E, sem temor, as novas dai
E a bandeira levantai.
Em nossas mãos Deus confiou,
A graça que nos enviou.
As novas dai, não vacileis,
Que a vitória obtereis.
3. As horas, prestes, passarão,
E nunca mais a vós virão,
Se não falardes de Jesus,
Alguns jamais verão a luz.
Ainda hoje há perdão,
O mundo jaz na perdição,
Oh! não desprezeis o favor
Do amoroso Salvador.
P. L. M.

129

149 – Canto do Pescador
1. No meu barco a remar,
Sobre as ondas, pelo mar,
Mesmo na bonança ou no furacão
Não desejo mais parar;
Com a rede vou pescar,
Muitos peixes para o reino de Sião.

Vou pescar os pecadores para Cristo,
Neste mundo cheio de horror;
Não mais desanimarei;
Minha rede lançarei;
Muitos peixes apanhando p'ra o Senhor.
2. O meu barco não é bom,
De pescar não tenho dom.
E me dizem que não devo continuar;
Mas Jesus me quis mandar,
E por isso vou pescar,
'Té que Ele se apraze em me chamar.
3. Tem um modo o Senhor,
Que é próprio do amor,
Ele usa dos remidos o menor,
Todo o mundo me deixou,
E de mim se envergonhou,
Mas alegre, vou pescar, pois é melhor.
4. Se há coisa de valor,
É a rede de amor,
Cujo fio é a obra de Jesus,
Que puxada sempre traz
Os perdidos e sem paz,
Para receberem do Senhor, a luz.
5. Quando há um temporal,
E a pesca corre mal,
Novamente no meu barco vou pescar!
Pode ser que desta vez
Eu não tenha mais revés,
Pois Jesus eu levo para m'ensinar.
130

6. Acabando de pescar,
E deitado a pensar,
Tenho gozo pelo tempo que gastei;
Pois terei um galardão
Pela pesca, em Sião,
Pelas almas que no mundo eu ganhei.
P. L. M.

131

153 – Soldados de Cristo
1. Soldados de Cristo que entrastes na lida.
Lutai sem desmaio, lutai com valor;
E o inimigo levai de vencida,
Dizendo que Cristo é nosso Senhor.

Soldados de Cristo, marchai sempre avante,
Levando à destra as armas da luz;
As almas perdidas buscai triunfantes
E prestes, levai-as a Cristo Jesus.
2. Peleja, ó crente, a santa peleja,
Prossegue avante por Cristo Jesus;
E sê mui valente; na frente estejas,
Dizendo que Cristo morreu numa cruz.
3 A aurora se acerca do dia faustoso,
Em que prêmio terão a fé e o valor;
E nele, Jesus, galardão grandioso,
Dará a qualquer que sair vencedor.
J. T. L.

132

167 – As Testemunhas de Jesus
1. Ó companheiros desta causa santa
Anunciai que Cristo é Salvador,
É boa nova que o perdido salva
E do escravo faz um vencedor;
Do Amazonas, até ao Rio Grande,
O Evangelho, ousados, proclamai,
E a mensagem, que da paz nos fala;
Eterna glória vos dará do Pai.
2. A salvação perfeita e gloriosa,
Que, em Jesus, o Pai quis revelar,
Nós publicamos, sim, por toda a parte,
Aos que Jesus já veio p'ra salvar.
E muitos já a Cristo se entregaram,
E a estes outros vão se reunir,
Sim, a Palavra, em vão, não se semeia,
Pois quem a deu, também a faz fruir.
3. Poder do alto p'ra ser testemunha,
Foi a promessa qu'Ele nos deixou,
Bem poucos crentes, 'stão à Sua espera,
Desconhecendo o que Deus nos legou,
Mas, glória a Deus! Há outros que acordaram
E cheios de poder pentecostal,
Vão despertar os crentes ociosos,
P'ra acharem este dom celestial.
4. No Nome de Jesus nós proclamamos,
A salvação p'ra todo o pecador,
E este nome cura os enfermos,
Que buscam nEle aliviar a dor;
E os demônios serão expulsos,
Porque Jesus poder nos prometeu,
E já um povo está se preparando
P' ra encontrar Jesus, o Rei do céu.
S. N.

133

212 – Os Guerreiros Se Preparam
1. Os guerreiros se preparam para a grande luta
É Jesus, o Capitão, que avante os levará.
A milícia dos remidos marcha impoluta;
Certa que vitória alcançará!

Eu quero estar com Cristo,
Onde a luta se travar,
No lance imprevisto
Na frente m’encontrar.
Até que O possa ver na glória,
Se alegrando da vitória,
Onde Deus vai me coroar!
2. Eis os batalhões de Cristo prosseguindo avante,
Não os vês com que valor combatem contra o mal?
Podes tu ficar dormindo, mesmo vacilante,
Quando atacam outros a Belial?
3. Dá-te pressa, não vaciles, hoje Deus te chama
Para vires pelejar ao lado do Senhor;
Entra na batalha onde mais o fogo inflama,
E peleja contra o vil tentador!
4. A peleja é tremenda, torna-se renhida,
Mas são poucos os soldados para batalhar;
Ó vem libertar as pobres almas oprimidas
De quem furioso, as quer tragar!
P. L. M.

Ocorre em Hinário Aleluia, 207.
134

220 – Ide Segar
1. Para os campos a segar,
Eis o trigo a lourejar,
Ide ceifar, ide segar;
Todo dia trabalhai
E só de Jesus falai;
Ide ceifar, ide pregar!

Ide segar, ide ceifar!
Sim, trabalhai, e proclamai!
Eis que o amor do Salvador
Vos impele ao Seu labor
Sem demorar, ide segar.
2. Para o vale, monte ou mar,
O Senhor vos quer mandar
A proclamar, anunciar;
Os perdidos procurar,
Pois Jesus os quer salvar;
Ide falar, e, proclamar!
3. Falaremos com fervor,
Do poder do Salvador,
Ao pecador, ao sofredor;
Pronto chegará o fim,
Soará do céu o clarim,
Tereis, então, o galardão.
P. L. M.

135

224 – É o Tempo de Segar
1. É o tempo de segar e tu sem vacilar,
Declaraste sem temor: "Não posso trabalhar?"
Vem, enquanto Cristo, o Mestre, está a te chamar:
"Jovem, jovem, ó vem trabalhar!"

Vem e vê os campos brancos já estão
Aguardando braços que os segarão;
Jovem, desperta, faz-te pronto e alerta!
Queiras logo responder: "Eis-me aqui, Senhor".
Olha que a seara bem madura está;
Que colheita gloriosa não será!
Jovem, desperta. Faz-te pronto e alerta!
Poucos dias são que restam para o segador!
2. As gavelas que recolhes: joias de esplendor
Brilharão na tua coroa, e darão fulgor;
Busca logo essas joias, Deus é premiador;
Jovem, jovem, entra no labor!
3. A manhã já vai passando, não mais voltará;
Da colheita o tempo brevemente findará;
E perante o teu Senhor vazio t’acharás;
Jovem, jovem, obedece já!
P. L. M.

Ocorre em Hinário Aleluia, 234.
136

225 – Sê Valente
1. Na batalha contra o mal, sê valente!
Segue em marcha triunfal, sê valente!
Olha o alvo que é Jesus,
Que à vitória te conduz;
Ó não deixes tua cruz,
Sê valente!

Sê valente! Pelejando por Jesus,
Sê valente! Nunca rejeitando a cruz!
Firme sempre no amor,
Com indômito valor,
Cheio do Consolador,
Sê valente!
2. Se o maligno t'enfrentar, sê valente!
Lutarás sem recuar, sê valente!
Seja aqui, ou onde for,
Escudado no Senhor,
Mostrarás o teu valor;
Sê valente!
3. Co'altruísmo, com poder, sê valente!
Franco sem o mal temer, sê valente!
Aos caídos em redor,
Manifesta-lhes o amor;
E serás um vencedor;
Sê valente!
4. O Evangelho a proclamar, sê valente!
No Brasil, em terra ou mar, sê valente!
Tua vida enobrecer!
Sempre com Jesus viver,
E a ti também vencer;
Sê valente!
A. S.

137

305 – Campeões da Luz
1. Soldados somos de Jesus
E campeões do bem, da luz;
Nos exércitos de Deus,
Batalhamos pelos céus,
Cantando, vamos combater,
O vil pecado e seu poder;
A batalha ganha está;
A vitória Deus nos dá.

Breve vamos terminar a batalha aqui,
E p‘ra sempre descansar com Jesus ali;
Todos os que são fiéis ao bom Capitão,
Hão de receber lauréis como galardão.
2. Levai o escudo, sim, da fé,
Pois a peleja dura é,
Mas promessa temos nós
De jamais lutarmos sós.
– As flechas do mal não temer,
Mas combater até vencer,
Olham os campeões p’ros céus,
A vitória vem de Deus.
3. Se alguém cansado se encontrar,
Sem forças para pelejar,
O Senhor quer te ajudar
A vitória alcançar;
O mal vencendo avançai,
E hinos a Jesus cantai,
E da salvação falai;
Almas ao Senhor levai.
E. K. / E. C.

Ocorre em Hinário Aleluia, 131.
138

355 – Fala do Amor de Cristo
1. Fala do amor de Cristo
Ao triste pecador,
Amor por todos visto
Na cruz do Redentor;
Com alegria canta
A paz que vem do Céu;
A tua voz levanta
Em glória a Deus.

Cristo na cruz ganhou-nos
Eterna salvação.
Com sangue Seu lavou-nos
O Rei da redenção!
No templo, o véu rasgado;
Caminho abriu Jesus
Na cruz, inaugurado
P'ro Céu de luz!
2. Para os aflitos, canta,
As bênçãos que em Deus há;
Da cruz pendão levanta
Pois ânimo nos dá.
Canta para os perdidos
A graça de Jesus;
Seu Sangue já vertido,
Que flui da cruz!
3. Canta com esperança,
Na escuridão também,
Canta com confiança,
Há vida no além;
Canta no alvor do dia,
E quando a noite vem;
Em Cristo, harmonia
Com Deus se obtém!
J. Car.

139

376 – Vamos Todos Trabalhar
1. Vamos todos trabalhar para o Senhor Jesus,
Nosso guia Ele é, para o campo nos conduz,
Prontos nós devemos 'star, pois Jesus não vai tardar.
Subiremos para o Céu, onde vamos habitar.
2. Reunidos em amor, com Jesus, o Salvador,
Vamos sempre nos lembrar das palavras do Senhor:
"Órfãos não vos deixarei, mas ao Pai, Eu rogarei,
Dar-vos o Consolador, que do Céu enviarei."
3. Aos discípulos ordenou, logo após ressuscitar:
"O Evangelho de amor, ide a todos, sim, pregar,
O que crê se salvará, e sinais receberá,
Pelo Espírito de Deus, novas línguas falará".
4. Este selo de amor foi mandado por Jesus,
O cenáculo todo encheu de poder do Céu, de luz,
Compungidos, os judeus, creram no Rei divinal;
Aceitaram a Jesus pelo poder do sinal.
F. P. N.

140

394 – A Mão do Arado!
1. Quem sua mão ao arado já pôs,
Constante precisa ser;
O sol declina e, logo após,
Vai escurecer.
Avante, em Cristo pensando,
Em oração vigiando,
Com gozo e amor trabalhando,
P'ra teu Senhor.
2. Não desanimes, por ser tua cruz
Maior que a de teu irmão;
A mais pesada levou teu Jesus,
Te consola, então;
A tua cruz vai levando,
Como Jesus perdoando,
Alegremente andando
P'ra o lindo Céu.
3. Sê bom soldado de Cristo Jesus,
Sofrendo as aflições,
Não sufocando a mensagem da cruz,
Nas perseguições;
Vai Seu amor proclamando,
Novas de paz, sim, levando,
Aos que estão aguardando
A salvação.
4. Quando, enfim, tu largares a cruz,
Jesus te coroará;
Com santo gozo em glória e luz
Te consolará.
Esquecerás teus lidares,
Tribulações e pesares,
Quando no Céu desfrutares,
Perfeita paz.
F. V.

141

395 – Ide Por Todo o Mundo
1. Ide por todo o mundo e dizei:
"É-Me dado todo o poder";
Ide, anunciai que já ressuscitei,
P'ra dar vida a todo o que crer.

Confiando, irei onde me mandar;
Pela terra, pelo mar também.
Eis que estou convosco para vos guardar,
Por todos os séculos. Amém.
2. Ide e ensinai todas as nações;
Publicai a salvação e a paz;
Cristo já venceu a morte e seus grilhões,
Liberdade agora, a todos traz.
3. Da salvação a porta aberta está;
Quem por ela hoje quer entrar?
É Jesus quem oferece e quem dá
Livre entrada no celeste lar.
E. C.

142

433 – Sois Bem-Vindos
1. Nossas vozes jubilosas
Elevamos com fervor,
Pela vinda amistosa
Dos obreiros do Senhor.

Sois bem-vindos,
Sois bem-vindos,
Campeões de Jeová!
Parabéns, mas não fingidos,
A congregação vos dá.
2. Recebei os lutadores
Da verdade, do amor
Demos a Jesus louvores,
Que os trouxe com vigor.
3. Abraçai os bons soldados
Das fileiras de Jesus,
Aos que lutam denodados
Para difundir a luz.
4. Dos fiéis é bem superno
Trabalhar sem dilação;
P'ra fazer que o Rei eterno
Reine em cada coração!
P. L. M.

143

449 – À Beira da Estrada
1. À beira da estrada estão
Muitos que esperam a salvação;
Podem tais almas sem Deus perecer,
Ou estás pronto para as socorrer?

Quem hoje dirá: "Eis-me aqui, Senhor,
Eu quero aos perdidos falar do amor,
A quantos na senda da vida achar,
De Cristo eu irei falar”?
2. À beira da estrada estão
Muitos que buscam do Céu o pão;
Para os famintos, oh! quem falará
Do Evangelho que lhes saciará?
3. Pelo caminho em que vais,
Existem enfermos espirituais;
Qual o bom samaritano, farás,
Ou qual escriba, além passarás?
4. Quando a jornada terminar
E o fim da estrada se aproximar,
Conhecerás muitos na multidão,
Que receberam, de Deus, salvação.
E. C.

144

450 – O Sol da Justiça
1. O Sol da justiça vamos proclamar
Sua luz resplandece em qualquer lugar,
Seu fulgor dourado de amor e paz,
Salvação completa aos caídos traz.

Resplandece, ó Sol Verdadeiro!
Teus celestes raios vamos espalhar;
Resplandece, ó Sol Verdadeiro!
Tão formosos raios vamos proclamar!
2. Resplendor celeste brilha desde os Céus.
Fala-nos de Cristo, do amor de Deus;
Com Jesus nós vamos, todos, trabalhar,
Do Céu aos perdidos o esplendor levar.
3. Só uns raios fortes deste resplendor,
Toda a terra podem inundar de amor;
Podem dum deserto fazer um jardim;
Resplendor do Sol, ó brilha para mim.
E. C.

145

471 – Avançai, Fiéis
1. Avançai, fiéis soldados,
Contra as hostes infernais;
Ouve-se de guerra, brados,
Homens de Gideão sejais;
Deste mundo, a ilusão,
O terror da própria morte
Não nos turba o coração;
Torna Deus, o fraco - forte.

Pelo Sangue do Cordeiro
Nós vamos, sim, triunfar,
O Senhor, ao vencedor vai coroar;
Hei de vencer
Com Jesus, o Verdadeiro,
Hei de vencer,
Pelo Seu poder.
2. Avançai, fiéis soldados,
A seguir o pavilhão;
Ei-lo na frente arvorado
Por Jesus, nosso Capitão;
Escutemos o clamor
Dos que foram abatidos;
Vamos, logo sem temor,
Em socorro dos feridos.
3. Avançai, fiéis soldados,
Sempre fortes, a lutar,
E os povos escravizados,
Ide avante, a libertar,
Manda Cristo avançar
A vanguarda dos remidos;
Galardão hão de alcançar
Os que forem destemidos!
P. L. M.

146

488 – O Áureo Dia
1. Ao raiar do áureo dia, o bom Jesus vem nos buscar
P'ra com Ele, sempre estarmos lá no Céu;
Os milhões purificados pelo Sangue de Jesus
Subirão p'ra contemplar o Amado Seu.

Quando os salvos congregados,
Dentre os povos e nações,
Virem Cristo mui amado,
Oh! Que gozo encherá seus corações.
2. Lá da Índia vem um povo que Jesus purificou
E da África, as tribos chegarão,
Quem de Cristo, a mensagem lhes levou, os conquistou
Juntos todos, lá no Céu se alegrarão.
3. Quando os milhões da China, todos que Jesus ganhou
Juntos dos que foram salvos no Brasil,
Lá no Céu unidos, glória derem todos a Jesus,
Triunfantes estarão no Seu redil.
4. Espalhemos a mensagem, que Jesus nos entregou
Da gloriosa nova que vem lá da cruz;
Que Seu Sangue precioso purifica o pecador,
Derramando nele gloriosa luz.
H. E. N.

Ocorre em Hinário Aleluia, 393.
147

503 – Vidas Consagradas ao Trabalho
1. Cristo busca corações já puros,
Que proclamem sempre o perdão da cruz,
Que aos transgressores mostre os bens futuros,
P'ra voltarem do pecado para luz!

Ide trabalhar além nos campos do Senhor,
Que para a sega se apresentam brancos já;
Depressa ao labor, ordena Jeová,
Desfrutareis, então, Seu grande amor!
2. Lábios puros Cristo necessita,
Que com gozo falem desta salvação;
Línguas cheias duma graça infinita,
Que proclamem aos cativos, redenção!
3. Cristo busca mãos, mas consagradas,
Para trabalhar com santa prontidão;
Pedem vosso auxílio messes já douradas,
Os trigais maduros breve cairão!
4. Vidas santas Cristo necessita,
Que aos pecadores mostrem Seu poder,
Em Jesus firmadas e também contritas,
Para que por elas, faça Seu querer.
P. L. M.

148

515 – Se Cristo Comigo Vai
1. Se, pelos vales, eu peregrino vou andar
Ou na luz gloriosa de Cristo habitar,
Irei com meu Senhor p'ra onde Ele for.
Confiando na graça de meu Salvador.

Se Cristo comigo vai, eu irei
E não temerei, com gozo irei; comigo vai;
É grato servir a Jesus, levar a cruz;
Se Cristo comigo vai, eu irei.
2. Se lá para o deserto Jesus me quer mandar;
Levando boas novas de salvação sem par;
Eu lidarei, então, com paz no coração.
A Cristo seguindo, sem mais dilação.
3. Será a minha sorte a dura cruz levar,
Sua graça e Seu poder, quero sempre aqui contar.
Contente com Jesus, levando a minha cruz.
Eu falo de Cristo que é minha luz.
4. Ao Salvador Jesus eu desejo obedecer,
Pois na Sua Palavra encontro o meu saber;
Fiel a Deus serei, o mundo vencerei,
Jesus vai comigo, não mais temerei.
F. V.

Ocorre em Louvor e Adoração, 314.
149

601 – A Seara Está Madura
1. A seara está madura;
Há trabalho pra fazer.
Ouve a voz de Deus chamando
Para à ceifa te trazer!

Do teu labor o fruto aumenta,
Quando vives sempre a orar.
Terás justa recompensa,
Se tu fores trabalhar.
2. Bem-aventurado o servo
Que viveu a trabalhar.
Ao fiel o Pai declara:
"No meu gozo vais entrar."
F. W. S.

150

602 – Juntos Trabalhamos
1. Juntos trabalhamos pelo nosso Rei;
Frutos mostraremos quando aqui voltar.
Homens maus buscamos para a sua grei,
Pois o nosso Rei também os quer salvar.
2. Mesmo em nossa casa, nosso derredor,
Vamos trabalhando pelo Salvador.
Nossa recompensa há de ser maior,
Sendo-lhe fiéis e ao seu supremo amor.
3. Temos a mensagem para proclamar,
Tempos perigosos são os atuais;
Cristo em breve volta, temos que lugar;
Sempre avante, sim - Retroceder, jamais!
W. S. / J. R. C. / D. A.

151

603 – Método de Deus
1. É bom falar com alguém
De Cristo, de Cristo,
É bom falar com alguém
De Cristo.
2. Vai hoje e traze alguém
A Cristo, a Cristo,
Sim, vai e traze alguém
A Cristo.
3. Vai hoje orar por alguém
A Cristo, a Cristo,
Sim, vai orar por alguém
A Cristo.
4. Alguém assim salvarás
Por Cristo, por Cristo,
E grande gozo terás
Em Cristo.
J. J.

152

604 – Senhor, os Mensageiros Teus
1. Senhor, os mensageiros teus
Irão levar por onde for
A luz da graça ao mundo mau,
E a fé no Salvador.
2. Senhor, envia obreiros bons,
De fé, coragem, zelo e amor;
Fiéis a Ti e ao seu dever,
Leais ao Redentor.
3. Senhor, possamos todos nós
Aqui do teu perdão falar;
A quem do mal cativo está,
Até Jesus voltar.
M. C. G.

153

605 – Quero Te Servir
1. Quero, Jesus, fazer o teu querer;
Quero servir-te, sim,
Tua palavra sempre obedecer,
Pois tens amado a mim.

Quero te servir
Oh! Meu Salvador
Quero te servir,
Pois és o meu Pastor.
2. Nesta jornada sempre confiarei
No teu grandioso amor.
Tua mensagem sempre levarei
Aos que padecem dor.
3. Um dia, aqui, as lutas findarão;
Contigo estarei.
Alegre irei, sim, à feliz Sião,
Com tua santa grei.
N. J. L.

154

633 – Meu Brasil
1. Meu Brasil, nação gigante e mui sublime,
Creio ver-te muito breve bem maior,
Combatendo a iniquidade, o vício, o crime,
Redimido aos pés de Cristo, o Salvador.

Meu Brasil! - meu Brasil!
Abre o largo peito e deixa a luz raiar!
Meu Brasil! - meu Brasil!
O evangelho de Jesus te quer salvar!
2. Debelar a escuridão minh'alma anseia
Do teu meio, onde o Evangelho prega a paz.
Espalhando livros santos a mancheia,
A vitória, meu Brasil, alcançarás.
3. Não te peço, meu Senhor, poder, riqueza,
Nem as glórias que oferece o mundo vil:
Dá que eu possa ver fulgindo de beleza,
Na coroa de Jesus - o meu Brasil.
A. M.

155

Hinário Evangélico
Utilizado pelas igrejas metodistas e outras denominações, o Hinário
Evangélico teve sua primeira edição em 1931, a partir dos esforços da extinta
Confederação Evangélica do Brasil. Assim como diversas denominações, os
metodistas tinham por hinário oficial o Salmos e Hinos, do qual diversos
hinos foram aproveitados no novo hinário.
A edição atual possui exatos quinhentos hinos. Antes publicado pela
saudosa Imprensa Metodista, que tão boas literaturas legou à igreja
brasileira, hoje sua edição está à cargo da Editora Cedro.

156

207 – Arautos Cristãos
1. Arautos somos de Jesus,
Chamando as almas para a luz,
A luz que brilha desde os céus
E guia os homens para Deus.
O mundo rola em perdição,
E em Cristo há plena redenção.
A vida nele proclamai,
Seu evangelho anunciai.
2. Não cessa o tempo de correr
E ainda há muito que fazer!
O vosso posto hoje ocupai,
A luz nas trevas espalhai!
Assim mostramos gratidão
A quem nos deu a salvação,
A quem sofreu por nosso amor,
Jesus, o Cristo, o Salvador!
M. S.

157

411 – A Sementeira da Palavra
1. Na tênue luz da madrugada
Do leito salta o semeador.
Ei-lo a seguir a sua estrada;
Fiel, constante em seu labor.
Tem a semente da Verdade,
A vida eterna, o sumo bem;
No coração da humanidade
Semeando vai, semeando vem.
2. Cai a semente em solo ingrato,
A passarada a comerá;
E o semeador, no desbarato,
Calado sofre a sorte má.
Cai mais além, por sobre a rocha,
Não tem raiz no seu crescer;
Se promissora desabrocha,
É para logo emurchecer.
3. Cai sobre o sulco, e nasce e medra;
Quanta esperança, ó semeador!
Nem solo mau nem rija pedra;
Mas surge o espinho em derredor.
E o semeador não desanima
No labutar, nas provações;
Seu Deus de amor o vê de cima,
E lhe prepara os corações.
4. E o semeador de madrugada,
Fiel, não tarda a estar de pé;
Para o labor, seguindo a estrada,
Com esperança a ardente fé,
Ora e confia. Na fadiga
Não o detém temor nenhum;
Já brota a seara, e em cada espiga
Sessenta, e trinta, e cem por um.
O. M.

Ocorre em Cantai Todos os Povos, 291.
158

412 – Mensageiros de Deus
1. Nos albores ridentes do dia,
Quando o sol enche a terra de luz,
Sentem n´alma profunda alegria
Os valentes guerreiros da Cruz.

Mocidade, eis o mundo vencido,
Só de trevas tomado, e sem luz;
Empunhai vosso facho incendido,
E mostrai mundo novo em Jesus!
2. Seguem firmes na luta incessante,
Os guerreiros do bem contra o mal;
São bandeiras fiéis vigilantes,
Com batismo de luz divinal.
3. Mensageiros de Deus para o mundo,
Trazem novas de paz e perdão:
Alegrias, e gozo profundo,
Em Jesus, pela fé, salvação.
A. C. G.

159

414 – Intentos de Deus
1. Os seus intentos cumpre Deus
No decorrer dos anos.
Ele executa o seu querer
De acordo com seus planos.
Eia! Aproxima-se o final!
Bem perto o dia vem
Quando a glória de Deus
Há de o mundo inundar,
Como as águas cobrem o mar.
2. Desde o longínquo norte ao sul,
Em todos os recantos,
Sai a mensagem do Senhor
Da boca dos seus santos.
Nações e povos, atendei,
O seu apelo ouvi,
Para a glória de Deus
Vir o mundo inundar,
Como as águas cobrem o mar.
3. Com a bandeira de Jesus,
Unidos caminhemos;
Seu Evangelho, a salvação,
Ao mundo anunciemos.
Contra o pecado e todo o mal
Lutemos com vigor,
Para a glória de Deus
Vir o mundo inundar,
Como as águas cobrem o mar.
4. Trabalho nosso vão será,
Se Deus não for presente.
Só ele o esforço aqui bendiz
E é quem nutre a semente.
Eia! Aproxima-se o final!
Bem perto o dia vem
Quando a glória de Deus
Há de o mundo inundar,
Como as águas cobrem o mar.
J. W. F.
Ocorre em Novo Cântico, 316; Hinário Para o Culto Cristão, 493.
160

415 – Destemor
1. Crentes no Evangelho,
Cidadãos dos Céus,
Proclamai aos homens,
O favor de Deus;
Sempre destemidos,
Contra todo o mal,
Cristo redivivo,
Eis o General!

Eia, pois, ó crentes,
Servos de Jesus!
Firmes, denodados
Alto erguei a Cruz!
2. Tende os pés calçados
Da celeste paz,
A armadura ponde,
Que poder nos traz.
Sobraçando o escudo
Da verdade e fé,
Vencereis a luta,
Ficareis de pé.
3. Contra vós pelejam
Hostes infernais,
Mas, em vendo a Cristo,
Não resistem mais;
De Jesus ao nome,
Perdem o vigor;
Invocai-o presto,
Sempre com fervor!
4. Procurai firmar-vos
Nesta vocação
Pelejando ousados
Com fé e oração.
Nunca divididos!
Sois somente um ser;
Um só na esperança,
E um no amar e crer.
161

5. Tronos, reinos, glória,
Caem como a flor,
Mas de Cristo a Igreja
Cresce em esplendor.
Ondas furiosas
Nada poderão
Contra a Rocha eterna,
Base de Sião.
J. G. R.

162

422 – A Santa Peleja
1. Erga-se o estandarte,
Tremulante, à luz!
Seu brasão: Coroa
Circundando a Cruz!
Na cruzada invicta,
Quem quer hoje entrar?
O Evangelho santo
Ir anunciar?

Ergue-se o estandarte
Tremulando à luz!
Seu brasão: Coroa
Circundando a Cruz.
2. Luta contra as trevas!
Luta contra o mal!
Eis-nos à peleja,
Santa, divinal!
Dar combate ao erro,
À superstição,
E salvar os homens
Da degradação.
3. Vinde ao bom combate,
Sem esmorecer,
De valor eterno,
Glória haveis de ter;
A quem quer segui-lo,
Eis que diz Jesus:
"Negue-se a si mesmo,
Tome a sua cruz."
4. Salvador, confio
Em teu grande amor.
Entro na batalha
Com vibrante ardor
Dá que em teu serviço
Saiba a Cruz tomar
E teu Nome Santo
Hoje e sempre honrar.
H. M. W.
Ocorre em Novo Cântico, 307.
163

433 – Jovens Cristãos
1. Lutai, ó Jovens, a valer,
Bem unidos em Jesus;
Fazei das trevas resplendor
Deste Evangelho a eterna luz.
Trabalhai com ânimo e constância,
Seguindo o Salvador!
Brilhai nas trevas da ignorância!
Brilhai para o Senhor!

Oh! Sim! Brilhai para o Senhor.
2. Oh! Quantos vão a caminhar,
Para a ruína e perdição;
Pois ide a todos convidar
A vir à casa de oração!
Sim, Jesus vos manda convidá-los
A ouvir do seu amor;
Oh! Ide jovens já chamá-los,
Chamai para o Senhor!

Oh! Sim! Chamai para o Senhor.
3. Enchei-vos de alegria e paz,
Gratos hinos entoai
A quem vossa alma satisfaz,
Ao vosso bom, celeste Pai.
Exultai, irmãos, pois, tributando
A Deus todo o louvor;
Cantai, a graça proclamando!
Cantai para o Senhor!

Oh! Sim! Cantai para o Senhor.
4. Avante sempre para os Céus,
Não olhando para trás,
Os olhos postos no bom Deus,
Que vida e salvação nos traz.
Sim! Marchai alegres, corajosos,
À frente, sem temor!
Pureza em tudo! E valorosos
164

Marchai para o Senhor.

Oh! Sim! Marchai para o Senhor.
E. H. M.

165

435 – Juventude
1. Mocidade, da Igreja esperança,
Alça a voz juvenil por Jesus,
Que a milícia de Cristo não cansa
Na peleja, a marchar sob a Cruz.
2. Ergue altiva, a Jesus proclamando,
Juventude, o teu grito de fé.
Bem unida, o Evangelho exaltando,
Marcha, avante, garbosa de pé!
3. Moços fortes, já tendes a senha
Na palavra de Cristo, o Senhor:
SALVAÇÃO para todo que tenha
Fé sincera em Jesus, Redentor!
4. Eis a hora crucial, Mocidade,
Em que o mundo, envolvido no mal,
Vem pedir, com suprema ansiedade,
Do Evangelho a mensagem real.
E. S. L.

166

492 – Bandeirantes de Cristo
1. O estandarte da fé sustentemos
Neste solo querido e gentil,
Onde o emblema da cruz verdadeira
Brilha sempre em teu céu, ó Brasil!

Conquistemos a Pátria querida
Com as armas do amor e do bem;
Cresçam nela a verdade e a justiça
Que do Santo Evangelho provêm.
2. Aos que ainda não são convertidos,
Proclamamos Jesus, Salvador;
Um bafejo divino desperte
Deste povo o descrente ao Senhor.
3. Guie Deus os destinos da Pátria
No caminho que a ele conduz;
Seja a livre e estrelada bandeira
Da verdade aurifúlgida luz.
S. R. F.

167

493 – Anelo Patriótico
1. Praza a Deus que nossa pátria,
Em que esplende o seu favor,
Reconheça no Evangelho
A mensagem do Senhor.
Terra amada, pátrio ninho,
Dom que só do céu provém,
Possas tu, esclarecida,
Ver em Cristo o Sumo Bem!

Bravos crentes brasileiros,
Para longe inércia vil!
Pois querer a pátria salva,
É ser digno do Brasil.
2. Vãs crendices e outros males
Obscurecem o país;
Com a fé somente em Cristo
O Brasil será feliz.
Eis a única esperança
De completa redenção.
Para a pátria mui querida,
Que nos prende o coração.
3. No trabalho diligente,
Na virtude a refulgir,
Sob o signo do Evangelho
Há de a pátria progredir.
Nosso céu em noite calma
Rutilante ostenta a cruz;
Brilhe assim em toda a pátria
A palavra de Jesus.
M. S.

168

Hinário Aleluia
Hinário oficial da Igreja Presbiteriana Renovada do Brasil, o Hinário
Aleluia teve sua primeira edição em 1977, tendo sido editada por Loudomiro
Carneiro, após denodado trabalho de uma comissão de hinologia. O hinário
contava inicialmente com 314 hinos. Em edições sucessivas, para cuja
realização é digno de nota o esforço do pastor Joaquim Vidal de Ataídes, o
hinário teve seu rol ampliado para 450 hinos, e passou a ser publicado pela
Editora Aleluia.

169

40 – Servos de Deus a Buzina Tocai
1. Servos de Deus a buzina tocai:
Breve Jesus voltará;
Às multidões a mensagem levai:
Breve Jesus voltará.

Breve virá! Breve virá!
Breve Jesus voltará.
2. Ide às nações e depressa anunciai:
Breve Jesus voltará;
Ondas do mar a canção entoai:
Breve Jesus voltará.
3. Graves sinais já estão a clamar:
Breve Jesus voltará;
Vós, pois, com fervor proclamai:
Breve Jesus voltará.
J. E. S. / G. E. L.

170

106 – Minha Bíblia
1. Minha Bíblia – livro santo – é luz incomparável,
Que do mal as trevas sempre vence, com valor,
Pois brilhando em meu caminho torna-o aceitável
Ao meu Deus eterno, meu Deus de amor.

Alegre, reverente, minha Bíblia hei de ler,
Seguindo seus ensinos que bênção posso ser!
Ó livro amado, glorioso, és caminho eficaz
Que me concede perdão e paz.
2. Quantos tristes, sem alento, jazem combalidos,
Pois a treva do pecado é noite vil, sem luz!
Por que não levar a Bíblia a esses oprimidos,
Se por eles Cristo morreu na Cruz?
3. Dando à Pátria brasileira esse livro eterno,
Em progresso, mui feliz, veremos o Brasil,
Pois o livro da verdade, grande bem, superno,
Há de conceder-lhe vitórias mil.
I. E. A. / C. A. M.

171

129 – Obreiro Santo
1. Obreiro santo, Jesus te manda pregar
O Evangelho e muitas almas ganhar,
Vai levar para os famintos da terra,
Como soldado na guerra, vai para os campos lutar.

Jesus, Jesus me guia nesta jornada.
Quem tem Jesus, tem tudo,
Quem não tem Jesus, não tem nada. (bis)
2. Jesus disse: Estes sinais seguirão,
Em meu nome demônios expulsarão.
Vai então com coragem e graça, ó crente!
E vencerás a serpente, os enfermos curarão.
3. Nenhum mal te acontecerá, ó irmão!
Lá no campo serpentes tu pisarás,
Onde andares hei de te abençoar
Seja na terra, nos ares, mesmo nas ondas do mar.
4. Nunca digas: sou pobre não tenho nada
Teu empenho seja na Bíblia Sagrada,
Na jornada, queiras sempre andar na Luz.
Quem tem Jesus tem tudo,
Quem não tem Jesus, não tem nada.
R. E. C. / J. P. N.

172

220 – Às Nações Uma História
1. Às nações uma história nós temos,
Uma história cheia de paz;
Das trevas nos encaminhou,
A quem hoje é Rei, Jesus.
A quem hoje é Rei, Jesus.

Pois a treva se volve aurora
Qual um dia em esplendor.
E Cristo sim reinará aqui,
Num reino de luz e amor.
2. Às nações doce canto nós temos,
Que ao Senhor as vai soerguer.
Desfaz as barreiras da guerra
E as armas faz perecer.
E as armas faz perecer.
3. Às nações Salvador inda temos,
Que penou, morreu sobre a cruz.
A fim de que todos os povos
Viessem das trevas à luz.
Viessem das trevas à luz.
C. S. / H. E. W.

173

414 – Ó Mulheres Cristãs
1. Ó mulheres cristãs
Eia, avante!
Vossas forças uni pra lutar!
O inimigo potente se mostra
Mas, com Cristo, sois fortes, marchar.

Oh! Vem, vem, vem, vem.
Sim, vem trabalhar comigo,
Contra o mal, contra o erro lutai,
Tendo o santo Evangelho por arma
A verdade da cruz proclamai.
2. Ó mulheres cristãs
Vede o abismo,
Onde muitos estão a cair,
Por faltar-lhes a luz do Evangelho,
Não procuram a Cristo seguir.
3. Ó mulheres! Vós sois valorosas
Nesta obra, pois bem, avançai,
Ide aos povos levar o Evangelho,
Para a glória de Deus trabalhai!
W. S. P.

174

419 – Jovens Fortes
1. Jovens fortes, unidos na luta,
Um pendão real alcançai.
Firmes, firmes, na seara, constantes,
O perdão de Jesus proclamai.

Ó jovens! Levantai!
Sois vós o exército de Deus.
Glória a Deus! Aleluia! Cantemos.
Avivados, marchemos pro céu.
2. Jovens fortes, lutando por Cristo,
Na alegria, tristeza ou na dor,
Empunhai a espada divina,
E lutai por Jesus, com ardor.
3. Somos jovens unidos de Cristo
Empenhados na grande missão
De levar a verdade aos perdidos
E mostrar-lhes também a salvação.
E. A.

175

Hinos do Povo de Deus
Hinário oficial da Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil, o
HPD possui dois volumes. O primeiro volume (HPD1), lançado em 1981,
surgiu a partir da revisão do hinário anterior, e do acréscimo de novos hinos,
perfazendo o total de 306. Sobre o mesmo, diz o pastor e maestro Frank Graf,
um dos principais artífices do hinário: “Preservamos os hinos luteranos que

não podiam ficar de fora por razões confessionais, fizemos traduções de
novos hinos de diferentes fontes e incluímos diversos autores nossos, dando
um rosto brasileiro ao hinário.”
Em 2002 é lançado o segundo volume (HPD2), contendo outros 186
hinos.

176

- HPD 1 HINO 77
1661
77.1. Espírito Sagrado, vem
E habita em nós, excelso bem,
Da vida ó sol radiante!
Nos corações vem infundir
O teu fulgor! Faze-os luzir
Em esplendor constante!
Sol e gozo, vinda infinda
Dás ainda, quando oramos.
Eis que a ti, Senhor, chegamos.
77.2. Ó fonte eterna do saber,
Os corações vem tu encher
Com teu amor bendito.
Ó faze-nos testemunhar
E o evangelho revelar
Ao mundo inquieto e aflito!
A teu povo dá firmeza;
Na fraqueza nos alenta!
Dá coragem na tormenta!
77.3. Senhor, vem tu nos despertar
E em nossa vida nos guiar —
Que o alvo não percamos.
Constância dá-nos, ó Senhor,
Que em ti fiquemos, sem temor,
Ainda que soframos.
Faze ver-nos os feridos
E os perdidos que nos cercam;
Pois não queres que se percam.
77.4. Rochedo firme em bravo mar,
Em nossas almas vem gravar
O Verbo teu bendito!
Que nos lembremos com fervor
Do teu eterno e santo amor
Ao abatido e aflito.
177

Dá que sempre, de alma crente,
Em fé ardente te sirvamos —
Que teu nome enalteçamos!
M. S. / P. N.

178

HINO 101
1690
Mateus 9.37-38
Lucas 12.49
101.1. Acorda, Espírito alteroso,
Que à grei de Cristo dás vida e vigor!
Em testemunho corajoso
Nos faze proclamar o seu amor!
Que toda a terra venha a perceber:
Jesus, o Redentor, há de vencer!
101.2. Que em breve o fogo teu ardesse,
Que viesse aos homens todos despertar!
Senhor, envia à tua messe
Ceifeiros que se põem a trabalhar!
É grande a seara, vê-o, Deus, Senhor:
Estão só poucos prontos ao labor.
101.3. Teu próprio Filho, na verdade,
Em nossa boca pôs tal petição;
Vê tu, Senhor da Cristandade,
Dos filhos teus mover-se o coração,
Pedindo, à seara queiras enviar,
Fiéis trabalhadores, sem tardar!
101.4. Teu verbo seja assim pregado
Por quem evangeliza com vigor;
O teu poder nos seja dado —
Que superemos dúvida e temor!
Difunde o Reino teu aqui, Senhor,
Em toda a terra — para o teu louvor!
K. H. B.

179

HINO 190
Mateus 28.18-20
Mateus 10.1-15
190.1. Real poder me foi dado,
Poder no céu e na terra:
Ide anunciai o evangelho
Aos povo que a noite encerra!
190.2. Segui os trilhos dos homens,
Pregai a boa mensagem;
Andai de leve e alegres,
Sem muita carga e bagagem!
190.3. Levai a paz de meu Reino
A toda casa e aldeia;
Buscai por ruas e atalhos,
Chamai os pobres à Ceia!
190.4. E cada casa em que entrardes,
Por mim será transformada:
Se receber o evangelho,
Com paz será agraciada.
190.5. Se rejeitar vossa oferta,
Não supliqueis por migalhas:
A paz, levai-a convosco,
Tirai o pó das sandálias!
190.6. Colheita grande e preciosa
Deus quer levar aos celeiros:
Rogai ao Senhor da seara
Por bons e fiéis ceifeiros!

L. W. / H. G. N.

180

HINO 196
Romanos 10.13-15
Ezequiel 4.17-21
196.1. Se não houver quem profetize,
Quem fale aos homens com poder:
Senhor, o que será da terra,
Se teu juízo a surpreender!
196.2. Se não houver quem diga ao mundo
Que só em ti há salvação,
Por falsos deuses enganado,
Perecerá na escuridão.
196.3. Cidade que, sem atalaia,
A espada não verá chegar,
Acordará desprevenida,
O seu destino a lamentar.
196.4. Ó Deus, nos faze mensageiros
Da boa nova de Jesus!
No mundo inquieto e conturbado
Ergamos o sinal da cruz!
196.5. Sinal de alerta e de esperança,
Sinal de juízo e de perdão:
Ao mundo inteiro o anunciemos
Que em Cristo há paz e salvação.

L. W. / F. G.

181

- HPD 2 323 – Vocação do Profeta
1. Antes que te formasses dentro do seio de tua mãe.
Antes que tu nascesses, te conhecia e te consagrei
Para ser meu profeta entre as nações eu te escolhi
Irás onde enviar-te e o que eu mando proclamarás

Tenho que andar, tenho que arriscar, ai de mim se não o faço.
Como escapar de Ti? Como calar, se Tua voz arde em meu peito?
Tenho que andar, tenho que lutar, ai de mim se não o faço.
Como escapar de Ti, como calar, Se Tua voz arde em meu peito?
2. Não temas arriscar-te porque contigo eu estarei
Não temas anuncia-me, em tua boca eu falarei
Entrego-te meu povo, vai arrancar e derrubar
Para edificadores, destruirás e plantarás.
3. Deixa os teus irmãos, deixa teu pai e tua mãe
Deixa tua casa, porque a terra gritando está
Nada tragas contigo, pois a teu lado Eu estarei
É hora de lutar porque meu povo sofrendo está.
G. T. R., L. C. / Grupo SIEMBRA

182

413 – Senhor, se tu me chamas
24/10/1984

Senhor, se tu me chamas, eu quero te ouvir.
Se queres que eu te siga, respondo: Eis-me aqui.
1. Profetas te seguiram
E ouviram tua voz,
Andaram mundo afora
E pregaram sem temor.
Seus passos tu firmaste,
Sustentando seu vigor.
Profeta tu me chamas:
Vê, Senhor, aqui estou.
2. Nos passos de teu Filho,
Toda a Igreja também vai,
Seguindo teu chamado
De ser santa qual Jesus.
Apóstolos e mártires
Se deram sem medir.
Apóstolo me chamas:
“Vê, Senhor, estou aqui.”
3. Os séculos passaram,
Não passou, porém, tua voz,
Que chama ainda hoje,
Que convida a te seguir.
Há homens e mulheres
Que te amam mais que a si
E dizem com firmeza:
“Vê, Senhor, estou aqui.”
Melodia: L. S.

183

414 – Cantar do Amor
11/04/1948
1. Quem quer cantar do amor não poderá calar da cruz.
Quero por gratidão dobrar-me diante de Jesus.
Pois pertencer à cruz é sobre si tomá-la.
E não se envergonhar de aqui testemunhá-la.
2. Quem quer cantar do amor, não poderá calar da cruz.
Jesus morreu por mim e agora eu lhe pertenço, sim.
E mesmo que o mundo por isso me despreze,
Eu falo de Jesus e que seu fardo é leve.
3. Quem quer falar do amor, não poderá calar da cruz.
Seguindo os passos seus, eu testemunho o amor de Deus.
Que o meu falar e a vida em harmonia estejam,
Que todos o amor na minha vida vejam.
J. J. / S. F.

184

417 – Igreja que Serve
12/03/1976

Igreja que serve, serve. Igreja que prega e vive,
Não serve a si mesma, mas é parceira do Deus salvador.
1. Como vamos mostrar quem é Cristo,
Se em verbo sua carne transformamos?
Das palavras de Jesus nasceu a vida;
Do servir de Jesus brotou a fé.
2. Como saberão que os ama?
Como sentirão em sua própria
Carne o perdão, o calor, a esperança,
Se a Igreja de Cristo não servir?
3. Não podemos viver indiferentes
Ao que lentamente morre ao nosso lado.
Como filhos de um Deus, que é compassivo,
Não podemos deixar de lhe servir.
Melodia: C. K.

185

424 – O Pão Nosso de Cada Dia
27/06/1997

O pão nosso de cada dia recebemos de tua mão
P'ra podermos com alegria reparti-lo com nosso irmão.
1. Ó Senhor, nós te pedimos que não falte a nós o pão.
Quantas vezes repetimos esta oração,
Poucas vezes nos lembramos de nosso irmão
E nem sempre agradecemos de coração.
2. Ó Senhor, nós te buscamos procurando teu perdão
Tantas vezes demonstramos ingratidão!
Paz, saúde e alegria, vida e favor
Nos renova cada dia, por teu amor!
3. Ó Senhor, nós te rogamos: piedade e compaixão!
Vem despertar o teu povo para a missão.
Que assim como nos amas, sem condições,
Se derrame vida plena sobre as nações.
Melodia: H. J. M.

186

442 – A Canção do Senhor
25/06/1985
1. Como vamos cantar
Este canto imprevisto,
Tão distantes do lar,
Tão num mundo sem Cristo?
A canção do Senhor
Tem de ser verdadeira
Para ser o louvor,
Na terra brasileira.
2. Como vamos cantar
Se é tão grande a maldade,
Se tem gente a chorar
Com temor e ansiedade?
A canção do Senhor
Tem de ser a primeira
À injustiça se opor
Na terra brasileira.
3. Como vamos cantar
Se o irmão é explorado,
Se lhe fazem calar,
Se ele é sempre anulado?
A canção do Senhor
Tem de ser verdadeira
Para ser o louvor
Na terra brasileira.
4. Como vamos cantar
Sem amor, liberdade,
Sem poder partilhar
O calor da igualdade?
A canção do Senhor
Tem de ser mensageira de
Inefável amor
Na terra brasileira.
J. C. M.
Ocorre em Cantai Todos os Povos, 296.
187

448 – Pedro, Pedro, Pedro, lá da Galileia
08/12/1980

Pedro, Pedro, Pedro, lá da Galileia.
Pedro homem simples, pescador de alto mar.
Pedro, Pedro, Pedro, outra pescaria
De hoje em diante, Pedro vou te ensinar
1. Disse-lhe Jesus: Pedro segue a mim,
Pois há muita gente que não sabe do amor.
Do amor de Deus e do seu perdão,
Nem de Jesus Cristo que lhes traz a salvação.
2. Disse Pedro sim, seguiu a Jesus
Deixou suas redes e tomou a sua cruz,
Lhes falou de Deus e do seu perdão
E de Jesus Cristo que lhes traz a salvação.
3. Vamos nós também falar de Jesus
Convidar os outros a andar na sua luz,
Como pescadores vamos arriscar,
Rede mar a dentro o Evangelho anunciar.
Letra e Melodia: O. C. O. Jr.

188

Novo Cântico
Elaborado pela Igreja Presbiteriana do Brasil, o hinário Novo Cântico
teve sua primeira edição em 1982, organizada pela cantora e regente
Atenilde Cunha e os pastores Sebastião Guimarães Filho e Volmer Portugal.
Atualmente conta com 406 hinos, selecionados dentre hinos
tradicionais e outros de origem mais recente. Sua publicação está à cargo da
Editora Cultura Cristã.
Nas palavras de seu editor, Claudio Marra, “A coleção de hinos que a

nossa igreja canta em seus encontros de serviço e de adoração proclama de
modo dinâmico quem somos e em que cremos. Em alguns aspectos de forma
mais dramática do que as próprias declarações de fé, este hinário registra o
palpitar dos corações e mentes dos crentes Reformados. Cantamos a nossa
fé. Cantamos as lições da Palavra de Deus. Cantamos nosso encontro com
Cristo, nossa vida comunitária, nosso crescimento, nossas lutas e
perplexidades, nossa confiança e esperança. Reverentes e alegres, cantamos
em adoração a majestade do nosso trino Deus e o louvamos.”

189

302 – Povoam as Cidades
1. Povoam as cidades inquietas multidões
Que vivem na ganância e em vis degradações.
Bem pouco ali ressoam as preces e o louvor
Que as mal nutridas almas levantam ao Senhor.
2. Há muitas cenas tristes, flagrantes erros há!
Há lares sem carinho e o medo em tudo está.
Nos centros e nos bairros, nas ruas, nas prisões,
As almas esquecidas perecem aos milhões!
3. Contempla, ó Deus, teu povo nas lutas do viver,
E aos crentes das cidades concede teu poder!
Do sonho à realidade permite-nos sair,
Oh! Faze a Igreja de hoje melhor a ti servir.
Amém.
T. C. C. / J. W. F.

190

310 – Quem Salva É Só Jesus
1. De Deus, ó eterna Igreja, que espalha santa luz,
Proclama aos pecadores: “Quem salva é só Jesus!”
“Quem salva é só Jesus!” “Quem salva é só Jesus!”
Proclama aos pecadores: “Quem salva é só Jesus!”
2. Aos presos, algemados, no mundo que seduz,
Revela a esperança: “Quem salva é só Jesus!”
“Quem salva é só Jesus!” “Quem salva é só Jesus!”
Revela a esperança: “Quem salva é só Jesus!”
3. Atrai os que, perdidos, mui longe estão da cruz.
Vai, dize aos desgarrados: “Quem salva é só Jesus!”
“Quem salva é só Jesus!” “Quem salva é só Jesus!”
Vai, dize aos desgarrados: “Quem salva é só Jesus!”
R. R. S.

191

325 A – Jesus Cristo É o Senhor
1. Todas unidas com santo ardor,
Almas remidas cheias de amor.
Nossa mensagem é de valor,
Pois Jesus Cristo é o Senhor!

Sim, Jesus Cristo é o Senhor!
Das nossas vidas ele é o Senhor!
Dos nossas lares ele é o Senhor!
E o nosso tempo é do Senhor!
2. Vamos bem alto o seu nome erguer,
Nossos recursos oferecer,
Para que o mundo venha saber
Que ele é o Senhor de todo ser!
3. Nosso trabalho é para o Senhor,
Nossos talentos são do Senhor.
Vamos, unidas, pois, proclamar
Que ele é o Senhor do céu e mar!
P. S.

192

327 – Obreiros Cristãos
1. Aqui reunidos, queremos, ó Deus,
À causa da Igreja servir.
Na santa seara, a nós, servos teus,
Oh! Mostra, Senhor, como agir.

Aos teus mensageiros, oh! Vem, Salvador,
Tornar cada vez mais fiéis!
E dá-lhes amparo e sustento, Senhor,
Em tempos tão maus e cruéis.
2. Nas lutas, liberta-os de toda paixão
E dá-lhes o amor eficaz,
O amor que congraça, que faz a união,
O amor do “Evangelho da Paz.”

De vis preconceitos e impulsos carnais
Vem sempre os teus servos guardar,
Unindo-os no afeto de amigos leais,
Fazendo-os em paz trabalhar.
3. Oh! Dá às mensagens mais alto poder;
A todos inspira na cruz!
Senhor, aos teus servos concede o saber,
Mais fé, mais lampejos de luz!

Dos falsos obreiros a astúcia do mal
Afasta, Senhor, com poder.
E à boa semente do santo trigal
Permite nascer e crescer!
Amém.
J. G.

193

369 – A Bíblia para Todos
1. Eis a Bíblia, a Palavra que de Deus provém!
Quem com ela vive e lavra, vive para o bem!

Anunciai a Bíblia aos povos,
Ela é vida e luz!
Seus ensinos, sempre novos,
Falam de Jesus!
2. Dessa Bíblia, a semente ide semear!
Anunciando a toda gente que Deus quer salvar!
3. Mocidade, homens, velhos, ponde-vos de pé
E as lições dos Evangelhos propagai com fé!
J. L. C.

194

370 – Proclamação
1. A lei de Deus aos homens vamos dar.
A cada povo, a todo coração
Pregai a Cristo, seu divino amor,
Verdade eterna, paz e retidão.
2. Queremos tua lei, Senhor, levar
Aos que sem ti estão a perecer!
Teu Livro eterno o tempo atravessou
E o mundo inteiro hoje o pode ler!
3. Na voz de muitos mensageiros teus,
No Livro impresso em muitas edições,
A divinal Palavra faz-se ouvir
Aos frios, desolados corações!
4. O mundo a voz de Deus escutará,
Se, com esforço e com dedicação,
Nos empenharmos todos no ideal
De anunciar a luz da salvação!
F. V. C. / J. C.

195

377 – A Nação para Cristo
1. Uma voz, nos primórdios da História,
Fez-se ouvir com solene vigor,
Proclamando a estupenda vitória
Sobre a morte, o pecado e a dor!
Foi Jesus, com palavras candentes
Do seu verbo divino e veraz,
Ordenando que a todas as gentes
Se pregasse o Evangelho da paz.

Eia, crentes, com santa ousadia,
Com nobreza e real vocação,
Vamos todos cantar a harmonia
Do evangelho de amor e perdão,
Exaltando esse amor tão profundo
Que dá vida imortal e feliz.
Para Cristo, a esperança do mundo,
Conquistemos o nosso país.
2. Gloriosa missão nos foi dada
De ganhar para Cristo os incréus!
Como é nobre esta grande cruzada
De elevar a nação para os céus!
Há, no entanto, uma força incontida
Que preside este afã singular:
É o amor que votamos à vida
Dos perdidos que Deus quer salvar.
3. “A Nação para Cristo” - eis o lema,
O anelo sublime e imortal,
A divisa bendita e suprema,
Expressão do mais alto ideal!
Vamos, pois, incessantes na lida,
Em socorro dos nossos irmãos,
Transformar nossa Pátria querida
Num reinado feliz de cristãos!
H. A. C.

196

383 – Um Novo Mundo
1. Jovens fortes, chama-nos Jesus,
Para um mundo novo construir.
Trevas, que hoje tentam destruir,
Hão de ser clara luz, alvo resplendor!

Levantemos sobre a terra nossos braços libertados,
Ao serviço convocados por Jesus;
Pelos que são oprimidos, pelos que são perseguidos!
Eia! Que nós venceremos no poder da cruz!
2. Ao combate, enquanto não soou
O momento em que há de raiar
Novo mundo, com Jesus, Senhor,
Onde a paz e o amor sempre hão de reinar.
M. C. C. / S. P. S. O.

197

Louvor e Adoração
Hinário utilizado pela Igreja do Nazareno, Louvor e Adoração é baseado
no original norte-americano Praise and Worship, que por sua vez é fruto de
um longo trabalho realizado por homens e mulheres de Deus, em diversos
países. Sua primeira edição em português data de 1982, e foi impressa no
Kansas (EUA), onde fica a sede da Igreja do Nazareno e também de sua
editora, Lillenas Publishing Company.
Sobre a obra, é relevante prestarmos honra ao irmão cabo-verdiano
Humberto Pires Ferreira, cujo empenho como autor, tradutor e corretor de
hinos foi fundamental para a edição do hinário nazareno Graça e Devoção em
português, trabalho que em muito colaborou para a confecção deste novo
hinário, Louvor e Adoração.

198

141 – O Reino de Deus Está Perto
Mandados somos do Senhor as novas a levar
Da tão grandiosa salvação que ao mundo veio dar.
Queremos sempre obedecer, ativos sempre estar.
“Arrependei-vos”, diz Jesus, “Mui breve hei de voltar”.

O Rei dos reis em breve há de voltar.
Oh, não durmais, pois, breve, há de voltar.
Mandados somos de Jesus, ergamos Sua Cruz.
Arrependei-vos todos já,
Seu reino perto está!
Por que mais tempo deixareis vossa alma perigar,
Se já Jesus o preço deu a todos quer salvar?
O nosso Pai celestial, por muito vos amar,
Vos manda a salvação buscar e o mal abandonar.
A vida em breve findará e tudo ireis deixar;
A eternidade chegará e tudo vai selar.
Então, o bem tal como o mal não podereis mudar,
E quanto choro haverá o Juízo ao contemplar!
H. P. F.

199

270 – Soldado da Cruz
Serei soldado de Jesus e seguidor do Rei!
Não temerei levar a Cruz e dela falarei.
Ao Céu jamais hei de chegar sem um valor real.
Com outros, luto por achar o prêmio celestial.
Eis que o clarim chama o cristão as armas a tomar;
Com Cristo, nosso Capitão, lutemos sem cessar.
Eu vou lutar para reinar. Dá-me poder, Senhor!
Que possa as provas suportar, firmado em Teu amor.
H. P. F.

200

280 – O Estandarte Cristão
Cristãos, desfraldai vossa santa bandeira
E, ufanos, erguei-a no mundo falaz!
O Rei vos contempla! Vencei a canseira!
Segui vossa luta constante e tenaz.

Cristo nos guia! Noite e dia,
Ele conosco sempre estará.
Nada temamos, mas avancemos,
Que vencedores aqui nos fará.
Cristãos, desfraldai vossa santa bandeira!
Vencei inimigos e forças hostis.
A Bíblia alumie essa vossa carreira;
E curvem-se a ela as hordas tão vis.
Cristãos, desfraldai vossa santa bandeira!
Aos povos pregai sobre o Livro imortal;
Aos homens valei com a Luz verdadeira,
Que vem deste claro e luzente farol.
H. P. F.

201

294 – Proclama Agora
Proclama as Boas Novas, já,
Proclama a salvação.
Perdão o crente alcançará
E purificação.
Proclama o grande Salvador,
E canta Sua paz.
Derrama a Luz ao teu redor,
Dá Cristo gozo e paz.
J. H. N.

202

298 – Uma História para o Mundo
Para o mundo uma história nós temos,
Que transforma o vil coração;
História de luz e graça
Que a todos trará perdão.
Que a todos trará perdão.

E as trevas serão aurora,
E o sol, gloriosa luz.
Então, o Reino de Deus virá:
O Reino do meu Jesus.
Boas Novas sublimes nós temos:
O Senhor que reina nos Céus
Ao mundo mandou Seu Filho
Mostrar-nos o amor de Deus.
Mostrar-nos o amor de Deus.
Doce canto formoso nós temos
Para o infeliz coração:
Que em Cristo há paz, descanso
E completa salvação.
E completa salvação.
Salvador para o mundo nós temos,
Que na Cruz Seu sangue verteu,
A fim de que todos os povos
Recebam um lar no Céu.
Recebam um lar no Céu.
E. R. S.

203

299 – Em Busca de Obreiros
Perto e longe, oh, vede os campos,
Brancos, prontos a ceifar.
Quem dirá: “Contigo vou,
Por Deus eu quero trabalhar"?

Ó Senhor da grande Ceifa,
Manda obreiros a segar,
Manda que recolham molhos,
Pois o tempo vai passar.
Cristo pede aos redimidos
Que demonstrem Seu poder.
Quem dirá: “Eu estou pronto
Para o Teu querer fazer"?
Os obreiros são bem poucos
Na Seara do Senhor.
Ouve tu a voz que chama,
Vai contar o Seu amor.
Vê as multidões perdidas
Que perecem sem amor.
Vai, proclama a mensagem
De Jesus, o Salvador.
H. P. F.

204

301 – Jesus Pergunta
Meu irmão, Jesus pergunta:
“Quem por Mim vai trabalhar?”
Campos brancos hoje aguardam
Servos para os segar.
Cristo chama, carinhoso,
E constrange Seu amor;
Quem responde ao Seu convite:
“Eis-me aqui, irei, Senhor”.
Não te sentes preparado
Nesta arte de pregar?
Testifica do teu Mestre
Que, aos homens, soube amar.
Se não logras que seus erros
Reconheça o pecador,
Podes conduzir crianças
Ao benigno Salvador.
Se por terras ou por mares
Tu não podes transitar,
Acharás famintas almas
Ao redor, por ajudar.
Se careces de riquezas
E custoso te é dar,
Lembra: a Jesus tu podes
Tua vida ofertar.
H. P. F.

205

302 – Fala do Senhor
Noiva de Jesus, fiel ao Salvador,
Fala do Senhor e Sua Cruz.
Vem descendo o véu da noite ao redor,
Fala do Senhor e Sua Cruz.

Fala do Senhor e Sua Cruz sagrada;
Conta como n’Ele achaste paz e luz.
Conta do Senhor, tão doce história agrada!
Fala do Senhor e Sua Cruz.
Quem enviaremos, quem por nós irá?
Fala do Senhor e Sua Cruz.
Quem a Cristo sempre obedecerá?
Fala do Senhor e Sua Cruz.
Oh, não te demores, os momentos vão,
Fala do Senhor e Sua Cruz.
Pensa nos que seguem para a perdição,
Fala do Senhor e Sua Cruz.
Anuncia a graça redentora aos teus,
Fala do Senhor e Sua Cruz.
Zela por que tenham o perdão de Deus,
Fala do Senhor e Sua Cruz.
H. P. F.

206

303 – Buscando os Perdidos
Busca as ovelhas que estão perdidas,
Longe do aprisco do bom Pastor;
“Oh, vinde a Mim, que vos darei vida!”
Clama Jesus, o terno Senhor.

Tão longe estão, extraviadas!
(Tão longe estão, extraviadas!)
O bom Pastor a todas quer ver
(O bom Pastor, o bom Pastor, bom Pastor)
No Seu redil, sãs e guardadas.
(No Seu redil, sãs e guardadas.)
O bom Pastor lhes tem amor!
(O bom Pastor lhes tem amor, lhes tem amor!)
Oh, ide em busca de almas perdidas,
Há quebrantados de coração!
“Venham a Mim, a Fonte de vida,
Única senda de salvação".
Escuta a voz de Cristo que clama:
“Mas, quem à Vinha por Mim irá?”
Responde ao Mestre, que por ti chama,
Pois Sua ajuda, certo, trará.
H. P. F.

207

304 – A Voz do Pastor
Ouçam a voz do Bom Pastor
Que no deserto, com amor,
Busca as ovelhas que, no mal
Andam, bem longe do curral.

Com amor, com ardor,
Vos convida agora o Bom Pastor.
Com amor, com ardor,
Nós vos chamamos a Cristo.
Quem ao Pastor quer ajudar
Essas ovelhas a buscar?
Quem quer guiá-las ao redil,
Salvas do inimigo hostil?
Outras ovelhas ainda estão
Longe de Deus, sem salvação;
Nunca o Pastor deseja ver
Qualquer ovelha se perder.
H. M. W. *

*Em outra tradução, de Salomão Ginsburg, ocorre em Cantor Cristão, 529 (presente neste
Hinário), e Salmos e Hinos, 610.
208

309 – Saiamos ao Mundo
Olhai o mundo pecador,
Buscando luz e puro amor
O seu resgate e redenção,
Mas preso em densa escuridão!

Saiamos ao mundo, ó remidos,
Com a santidade dos Céus;
Iluminará os perdidos
A Luz da Palavra de Deus!
Ouvi, remidos, o clamor
De ovelhas tantas sem pastor!
Perdidas vão, em aflição,
Sem esperança ou salvação.
As Boas Novas proclamai!
A todo o mundo anunciai:
Jesus a todos quer salvar
E seus pecados perdoar.
Famintos há em derredor,
Com ansiedade, com pavor;
Dizei-lhes que em Cristo há poder,
Quem n’Ele crer forças vai ter.
H. P. F.

209

311 – Submisso ao Senhor
Se pelos montes ou pelo mar
Jesus me quer enviar;
Ou para o campo a batalhar,
Irei eu ao Teu chamar.
Ouvindo a Tua voz de amor,
Por sendas que eu não sei,
Eu hei de dizer a Jesus, Senhor:
A Teu mando obedecerei.

Aonde mandares, Senhor, irei,
Sobre terras ou sobre o mar.
A Tua vontade eu cumprirei,
Submisso ao Teu ordenar.
Palavras ternas de salvação
Aos outros preciso dar,
Talvez na senda da perdição
Alguém deva eu buscar.
Talvez seja escuro meu andar,
Eu sei que em Ti há luz.
Da doce mensagem eu vou falar;
Vou anunciar a Jesus.
Eu sei que existe no teu labor
Lugar para eu trabalhar,
E com ajuda do meu Senhor,
Perdidos irei buscar.
Ao Teu divinal e grande amor,
Feliz me confiarei.
Desejo cumprir Teu querer, Senhor,
Aonde mandares, irei.
F. D. C.

210

315 – Cristo Não Quer
Cristo não quer que o homem se perca,
Nosso castigo tomou o Senhor;
Veio buscar e salvar os perdidos
E consolá-los com Seu grande amor.
Almas se perdem; a sega termina;
Não há obreiros; o tempo a passar!
Cristo te chama, e com insistência,
O pecador com anelo a buscar.
Para folguedos jamais falta o tempo;
Sempre buscamos no mundo um quinhão;
Mas nunca damos a Deus um momento,
Quando há tantos sem a salvação!
Vão-se perdendo, corramos a dar-lhes
A nova alegre do Bom Salvador.
Escravizados por vícios se encontram
E mui cansados de tanto temor.
Cristo não quer que o homem se perca.
Como, então, posso eu me calar,
Quando assim se condenam as almas
Sem o socorro que posso prestar?
Vão-se perdendo! Oh, quero ajudá-las!
Cristo, perdoa! Inspira amor,
Cega meus olhos ao brilho do mundo
E enche-me agora de santo fervor.
H. P. F.

211

449 – Algo Por Ti
Senhor, um santo amor achei em Ti;
Não posso, Salvador, negar-Te aqui:
Me prostro em gratidão, cumpro com devoção,
Em grata rendição: Algo por Ti.
Se junto ao trono estou, rogas por mim;
A nosso Pai eu vou por Ti assim.
Quero a cruz levar, Teu nome proclamar,
Um hino a Ti cantar: Algo por Ti.
Um coração de amor dá-me, Jesus;
Qual esse Teu, Senhor, cheio de luz;
Desejo Te servir, o tempo aqui remir,
As almas acudir: Algo por Ti.
Tudo o que tenho e sou é Teu favor;
No gozo ou mágoa vou ser Teu, Senhor.
Teu rosto além verei, Contigo ficarei
E sempre assim serei: Algo por Ti.
H. P. F.

212

466 – Juventude, o Senhor Necessita
Juventude, o Senhor necessita
Que levantes Sua bandeira
E proclames a todos os povos
Suas novas de paz e perdão.
“Por Jesus e a Igreja” - teu lema;
“Pelo próximo” - teu ideal.
Não vaciles, proclama a mensagem
Redentora do amor divinal.
Em Jesus acharás um Rei Forte
Que jamais derrotado será;
E na Igreja terás um amparo
Que em ataque nenhum cairá;
Não encontras mais nobre bandeira
Que engrandeça teu muito labor;
Não existe ideal mais sublime
Que te inspire intenso valor.
Não esqueças: o mal te rodeia,
Com astúcia te quer destruir;
Ao tecer os seus pérfidos laços
Quer fazer-te no abismo cair.
Mas Jesus é Escudo e Força,
Não te deves ao mal submeter;
Sua Graça constante na luta
Te fará ao Maligno vencer.
Juventude, teu Mestre ordena
Que ao mundo difundas a Luz,
Essa Luz redentora que brilha
Do Messias cravado na Cruz.
Não Lhe negues teus nobres talentos,
Lealdade, firmeza e valor.
E com Ele terás a vitória
Sobre o mundo, cuidados e dor.
H. P. F.

213

Hinário Para o Culto Cristão
Publicado no ano de 1990, o HCC é um novo hinário dos batistas
brasileiros. Unindo desde hinos antigos, ausentes do hinário anterior, e hinos
já publicados no Cantor Cristão (com alterações em letra e/ou música) a
outros hinos de produção mais recente, é formado por 441 hinos e 172
leituras bíblicas.
Sobre a organização do novo hinário, para o qual foi de fundamental
relevância o trabalho da missionária norte-americana Joan Larie Sutton,
consta do texto de apresentação à edição de 1991 (JUERP): “Animados... os

membros da equipe de trabalho... dedicaram milhares de horas de trabalho,
individual e coletivo, nos quatro cantos da Pátria, para que pudéssemos ter
este CÂNTICO NOVO! Novo porque, tomando como base os hinos mais
tradicionais, conhecidos e cantados do hinário que nos serviu por cem anos,
deu-lhe nova roupagem musical, estilística, melhora gramatical e estética,
além de aduzir à obra quase duas centenas de hinos e cânticos de autores e
compositores evangélicos nacionais e internacionais de tempos
contemporâneos.”

214

212 – Ó Senhor, Vem Me Dirigir!
Quero buscar e pedir ao Senhor
Do seu Espírito e seu amor;
E na Palavra vou refletir,
Pois suas ordens eu quero cumprir.

Ó Senhor, vem me dirigir!
Com fervor quero te seguir.
Para hoje e sempre te honrar
E teu amor ao mundo mostrar.
Quero louvar e ouvir o Senhor,
O seu Espírito libertador,
Todo pecado já confessar,
Tudo que tenho lhe dedicar.
Quero falar e seguir ao Senhor,
Ao seu Espírito consolador;
No seu trabalho vou investir
E só a ele amar e servir.
J. M.

Ocorre em Cantai Todos os Povos, 294.
215

243 – Ó Deus, Venho Te Agradecer
Ó Deus, venho te agradecer
As bênçãos que vêm só de ti;
De tudo o que tenho que eu possa trazer
O melhor, sem medir;
E assim ao irmão ajudar,
Também as missões sustentar
E a minha igreja manter.
Que o coração eu possa abrir,
E a ti, ó Pai, engrandecer.
J. F. A.

216

247 – Vem Nos Ensinar, Senhor
Vem nos ensinar, Senhor,
Tudo o que devemos ser;
Pelas tuas leis de amor,
Rege o nosso proceder.
Vem nos ensinar a orar
Pelos povos e as nações
Que não sabem te adorar,
Tendo o mal nos corações.
Vem nos ensinar a dar
Nossos bens e nosso amor
Para em tudo proclamar
Que és do mundo o Salvador.
J. F. G. / J. L. S.

217

486 – O Mestre Nos Chama
O Mestre nos chama, devemos segui-lo;
Seus passos seguros nos dão direção.
Nos vales, nos montes, caminhos difíceis,
Jesus, santo, guia, é luz, proteção.
O Mestre nos chama, urgente conclama,
Perdidos esperam as novas de amor.
Com fé prossigamos, cristãos verdadeiros,
Falemos a todos de Deus, o Senhor.
O Mestre nos chama, devemos ouvi-lo
Em tempos de lutas e tribulação;
Com fé e coragem, guardados estamos;
O Espírito Santo dá consolação.
O Mestre nos chama, urgente conclama,
Segui-lo devemos em todo o viver.
Felizes estamos, alegres levando
Mensagem de graça, de paz e poder.
S. D. / J. F. S. N.

218

490 – Deus Nos Chama a Ser Seu Povo
Deus nos chama a ser seu povo,
Sua graça a demonstrar;
Pelo Espírito unidos,
Esperança ao mundo dar.
Vida nova, pois, vivamos,
Com fervor e devoção,
E mostremos sua glória,
Com amor e comunhão.
Deus nos chama a ser seu povo,
Servos do Senhor Jesus,
Obedientes ao mandado
De levar a nossa cruz.
Dediquemos nossas vidas
E talentos ao Senhor,
Repartindo com os outros
Sua graça e seu amor.
Deus nos chama a ser povo,
Seus profetas em ação,
A justiça promovendo,
Combatendo a opressão.
Corajosos, proclamemos
O perdão do Redentor
E, fiéis, obedeçamos
À chamada do Senhor!
T. A. J. / D. W. H.

219

505 – Igrejas Bem Fortes
Igrejas bem fortes num mundo arruinado,
Levantem seu brado com a Bíblia na mão.
O mundo precisa, e mais do que nunca,
Do bom testemunho de todo cristão.
Sigamos unidos, pois todos sabemos
Que em Cristo nós temos real solução
Do triste problema de um mundo em crise,
Que sofre por falta de amor e perdão.
Ao mundo em crise sejamos a prova
Da paz que renova, com vida e poder;
E, firmes, vivamos a fé que abraçamos,
Confiantes em Cristo, pois há de vencer.
A. R.

220

530 – Pudesse Contar Toda a Glória
Pudesse contar toda a glória
Que brilha no meu coração,
Pudesse contar do meu Mestre,
E o mundo prestasse atenção,
Iria então às cidades,
Correndo até o sertão,
Contando os ensinos de Cristo,
E seu inefável perdão.

Melhor que contar é viver
A vida de Cristo Jesus.
E todos irão receber
As novas que dão vida e luz.
Pudesse contar da bondade
De Cristo Jesus, meu Senhor,
Pudesse contar sua história,
Que salva a qualquer pecador,
Iria então pelo mundo
Clamando com todo ardor,
Narrando essa história sublime
Do triste sofrer do Senhor.
Pudesse contar do meu Cristo,
Do santo poder remidor,
Pudesse contar da agonia
Que teve por mim, pecador,
Iria até que ouvissem,
Pregando com todo o fervor,
Contando essa história mui terna
De Cristo, do seu grande amor.
S. A. S.

221

533 – Nossa Gente Quer Viver em Segurança
Nossa gente quer viver em segurança,
Busca a paz em crenças vãs e tradições.
Há urgência em repartirmos a esperança
Que em Cristo nos inunda os corações.
Desde cedo até que a noite vá chegando,
Vamos nós também, é tempo de missões.

Grito de nossa terra,
Pranto de nosso povo,
Que suplica um mundo novo,
Onde haja paz e amor.
Como cantar nossa crença
Deixando na treva imensa
O povo que é nosso povo,
A terra que é nossa terra, Senhor?
Nós não somos bons demais para o trabalho
Pelo qual o Salvador deixou seu lar.
Mesmo sendo fracos, tendo amor tão falho,
Para todos na colheita há lugar.
Os que foram levam peso sem lamento;
Vamos nós também, unidos, trabalhar.
Nossas preces, nossos bens, a própria vida,
Colocados a serviço do Senhor,
Dão consolo à nossa gente tão querida,
Com mensagem que é resposta ao seu clamor.
No Brasil ressoa a voz: "Só Cristo salva",
Vamos nós também, falar do seu amor.
M. M. e G. S.

222

536 – Levanta a Tua Voz e Anuncia
O clamor de um mundo novo
Cresce em nossa direção;
É a voz do nosso povo
Sem a paz no coração.

Levanta a tua voz e anuncia
A mensagem do perdão;
Compartilha com alegria:
Cristo salva e dá paz ao coração.
Para o mundo triste e aflito
Levantemos nossa voz
Por Jesus Senhor bendito,
Que na cruz sofreu por nós.
Bens e vidas colocados
No altar do Salvador,
Por Jesus multiplicados,
Serão bênçãos do amor.
M. M.

223

538 – Fala e Não Te Cales
Quem irá nos campos trabalhar,
E a semente santa semear?
Lembra-te de quem levou
Uma cruz onde expirou!
Toma tua cruz também,
Renuncia a tudo e vem,
Segue o Mestre com fervor,
Semeando sem temor.

Fala, fala e não te cales,
Ergue a cruz da redenção.
Cristo espera que tu fales
Ou as pedras clamarão!
Fala, fala e não te cales,
Deixa agora os teus temores.
Vai com fé aos pecadores,
Proclamando a salvação!
A mensagem leva com amor
Às ovelhas que não têm pastor.
Eis as multidões sem luz,
Perecendo sem Jesus!
Fala a todos sem cessar,
Pois o sol vai declinar;
Mostra agora compaixão,
E anuncia a salvação.
J. F. S.

224

542 – Só Jesus Cristo Salva
Redentor só um existe
Com poder pra nos salvar:
É Jesus, que do pecado
Quer a todos libertar.
Através de Jesus Cristo
Alcançamos o perdão;
Pela graça somos salvos,
Que bendita redenção!

Hoje o Senhor Jesus Cristo
A todos estende a mão,
Pois só Jesus Cristo salva
E transforma o coração.
Oh, que amor maravilhoso
Deus por nós já demonstrou!
Sendo ainda pecadores,
Nossas culpas perdoou!
Por seu sangue Jesus Cristo
Se tornou o Redentor.
Esperança para todos
É Jesus, o Salvador.
Vamos, crentes brasileiros,
Nossas forças já somar,
Para em toda a imensa Pátria
A verdade anunciar.
Nos sertões e nas cidades,
Onde impera o erro vil,
Proclamemos Jesus Cristo,
Salvação para o Brasil.
M. A. L. e W. K.

225

543 – "Eu Aceito o Desafio"
Eu ouvi as palavras de Cristo:
"Olhai para os campos e pedi
Mais obreiros para a seara."
E, orando, eu obedeci.

Eu aceito o desafio,
Viverei por Cristo Jesus.
Em palavras, ações e atitudes
Refletirei sua luz.
Se a minha oração é sincera,
Serei testemunha onde estou;
E no meu andar, cada dia,
Bem feliz, com meu Mestre, vou.
Se algum dia pra os campos distantes
O meu Salvador me convocar,
Eu responderei confiante:
"Eis-me aqui, para trabalhar."
J. L. S.

226

545 – "Eu Vos Envio"
Eu vos envio a triunfar na luta,
Que é contra a morte e o mal nos corações;
Com ousadia proclamai meu nome.
Eu vos envio a todas as nações.
Eu vos envio a anunciar a nova
Que aos pecadores traz libertação,
Quebrando os tristes elos do pecado.
Eu vos envio aos que perdidos são.
Eu vos envio, fortes na fraqueza,
Sentindo paz na angústia e no sofrer.
Eu vos prometo meu poder e graça.
Eu vos envio; o fruto haveis de ver.
Eu vos envio a carregar, humildes,
A minha cruz, sem nada reclamar.
E então, um dia, eu vos direi na glória:
"Bem-vindos sois! O céu é vosso lar."
"Como o Pai enviou a mim, eu envio a vós."
E. M. C. / I. A. S.

227

546 – Dá-me Tua Visão
Dá-me tua visão, Senhor,
Olhos que possam ver
Almas perdidas sem teu amor,
Sem fé, sem graça e poder.

Abre meus olhos,
Dá-me visão, Senhor,
Que eu possa aos outros demonstrar
Teu maravilhoso amor.
Quantos vivem sem conhecer
A tua compaixão!
Que eu mostre, pelo meu proceder,
O teu amor e perdão.
Minha vida consagro aqui,
Perante a tua cruz;
Tudo o que sou pertence a ti.
Oh, vive em mim, meu Jesus!
B. T. / J. L. S.

228

552 – Que Estou Fazendo Se Sou Cristão?
Que estou fazendo se sou cristão?
Se Cristo deu-me total perdão?
Há muitos pobres sem lar, sem pão.
Há muitas vidas sem salvação.
Meu Cristo veio pra nos remir:
O homem todo, sem dividir.
Não só a alma do mal salvar,
Também o corpo ressuscitar.
Há muita fome no meu país,
Há tanta gente que é infeliz!
Há criancinhas que vão morrer,
Há tantos velhos a padecer!
Milhões não sabem como escrever,
Milhões de olhos não sabem ler,
Nas trevas vivem ser perceber
Que são escravos de outro ser.
Que estou fazendo se sou cristão?
Se Cristo deu-me total perdão?
Há muitos pobres sem lar, sem pão.
Há muitas vidas sem salvação.
Aos poderosos eu vou pregar,
Aos homens ricos vou proclamar
Que a injustiça é contra Deus
E a vil miséria insulta os céus.
J. D. A.

Ocorre em Hinos do Povo de Deus 2, 449; Cantai Todos os Povos, 297.
229

553 – Nesta Grande Cidade Vivemos
1. Nesta grande cidade vivemos,
Onde muitos estão a lutar,
Entre a insônia e o trabalho constante,
Para o pão cotidiano ganhar.
2. Nesta grande cidade que cresce,
Há milhares sem fé, sem amor,
Que precisam da graça de Cristo
Pra viver uma vida melhor.
3. Nesta grande e ruidosa cidade,
Há milhares sedentos de luz,
Multidões sem ouvir a mensagem
Do poder salvador de Jesus.
4. Nesta grande e ruidosa cidade,
Onde há fome, pobreza e ilusão,
Proclamemos a graça de Cristo,
Esperança pra nossa nação.
5. Cresce, cresce a cidade gigante,
E não para jamais de crescer;
Mas é falso o progresso que vemos
Se a cidade a Jesus esquecer.
J. D. A.

Ocorre em Cantai Todos os Povos, 293.
230

557 – Senhor, a Ti Rendemos Louvor
Senhor, a ti rendemos
Louvor e gratidão
Por servos que tu chamas,
Que teus obreiros são.
Os campos já branquejam,
E vamos trabalhar.
São uns os que semeiam,
São outros a ceifar.
Somente a ti compete
Ceifeiros escolher.
Envia os que chamares,
Conforme o teu querer.
Saúde dá-lhes sempre
E firmes convicções.
Fiéis obreiros manda
Com limpos corações.
Conforta os teus ministros
Nas dores e aflições
E torna realidade
Seus sonhos e visões.
Confirma seu trabalho
Com benções celestiais.
Que ajuda tenham eles
De irmãos e irmãs leais.
Que tenham esperança,
Amor e muita fé,
Que em lutas eles fiquem
Seguros e de pé.
Que façam teu serviço
Com zelo e com fervor,
A todos proclamando
A graça do Senhor.
R. H. M.

231

558 – Aquele Que Leva a Preciosa Semente
Aquele que leva a preciosa semente,
Palavras do amor revelado na cruz,
Chorando e gemendo, por Cristo vivendo,
Alegre seus feixes nos braços trará.

Formosos são os pés
Do que anuncia a paz.
Formosos são os pés
Do arauto de Jesus.
Procura tornar-te um obreiro aprovado,
Servindo na causa com muito fervor.
Aqui, meu irmão, não será teu descanso:
No céu, com Jesus, recompensa terás.
A. R.

232

562 – Jesus, Tu Reuniste os Teus Amigos
1. Jesus, tu reuniste os teus amigos
E lhes lavaste os pés, com todo o amor,
E enviaste-os, logo após, entre os perigos
De um mundo desumano e sem calor.
2. Também pediste que esse teu exemplo
Se repetisse em nós e que, ao invés
De nos fecharmos em teu santo templo,
Saíssemos lavando outros pés.
3. A vida tem estradas poeirentas.
Por isso, vem meus pés, ó Deus, lavar.
E dá-nos mãos que ajudem, nas tormentas,
Os que sem Cristo vivem a chorar.
4. Senhor, que os nossos pés assim lavados
Nas tuas fontes de águas perenais,
Indiquem sempre a cura dos pecados
E brilhem sobre os montes, mais e mais.
J. C. M.

Ocorre em Cantai Todos os Povos, 281.
233

Cantai Todos os Povos
Cantai Todos os Povos é um dos mais recentes hinários oficiais de uma
igreja brasileira, no seu caso, a Igreja Presbiteriana Independente do Brasil.
O hinário reúne hinos tradicionais acrescidos de cânticos de matriz
contemporânea, e sua primeira edição data de 2003. Antes dele, os
presbiterianos independentes publicaram (1989) o hinário Canteiro, que
serviu como ensaio para a elaboração deste Cantai Todos os Povos.
Atualmente o hinário está com sua nova edição, revista, praticamente
concluída, aguardando alguns ajustes para publicação.

234

62 – Cantai ao Senhor
Cantai ao Senhor um cântico novo,
Cantai ao Senhor todas as terras.
Cantai ao Senhor, bendizei o seu nome,
Proclamai a sua salvação!
Anunciai entre as nações a sua glória,
Entre todos os povos, as suas maravilhas,
Porque grande é o Senhor,
Mui digno de ser louvado,
Mais temível do que falsos deuses.
Glória e majestade estão diante dele,
Força e formosura, no seu santuário.
Glória a majestade estão diante dele,
Força e formosura, no seu santuário.
N. M. B.

235

125 – Vamos Unir Nossas Forças
1. Vamos unir nossas forças com sabedoria
E militar em favor dos carentes e necessitados.
Pois diante de Deus somos todos da mesma família,
Iguais nos direitos, deveres, sonhos, na cidadania.
É plano de Deus (lá, lá, iá) que a diaconia (lá, lá, iá)
Promova justiça, saúde e esperança
De uma vida melhor (lá, lá, iá).
Somos servos de Deus (lá, lá, iá)
A serviço do homem (lá, lá, iá) que sofre opressão
Por não ter opção de um mundo melhor.
2. Vamos unir nossas mãos nesta diaconia,
Mostrar que o trabalho, a fé e o amor eliminam a utopia,
Entre o povo que ama e proclama o Senhor do universo,
Ao levar o faminto a fartar-se do pão de cada dia.
É plano de Deus (lá, lá, iá).
Que nossa diaconia (lá, lá, iá) tenha voz de profeta
E indique o caminho de uma vida melhor (lá, lá, iá).
Como servos de Deus (lá, lá, iá) engajados na luta (lá, lá, iá)
Queremos ver transformado
Nosso país em um mundo melhor.
G. F. L.

236

134 – A Chama Pequenina
1. A chama pequenina um grande fogo ateia
E logo a vizinhança o seu fulgor clareia.
O amor de Deus se espalha assim
E quem o experimentar quer repartir,
Quer transmitir a chama ao seu redor.
2. A linda natureza toda a terra enfeita,
Com maravilhas mil, a todos nós deleita.
O amor de Deus se espalha assim,
E quem o experimentar quer repartir,
Quer transmitir o belo ao seu redor.
3. Amigo, experimenta o amor que Deus tem dado;
E pela vida inteira irá ele ao teu lado.
Por toda parte vou cantar: meu mundo tem de ouvir,
Vou repartir, vou transmitir o amor ao meu redor.
J. L. S.

237

217 – Estás Abatida, Ó Minha Alma?
1. Estás abatida, ó minha alma, nas trevas da noite, a vagar?
Se para Jesus tu olhares, vais vida abundante encontrar.

Põe teus olhos em Cristo, contempla o seu rosto de amor,
E do mundo o brilho se apagará com a graça da luz do Senhor.
2. Jesus, que passou pela morte, à vida eternal nos conduz.
Nós nele alcançamos vitória e o mundo não mais nos seduz.
3. A sua palavra não falha. Se creres, terás seu perdão.
Então, vai ao mundo e proclama que há em Jesus salvação.
H. L. L. / J. W. F.

238

289 – Mil Línguas Eu Quisera Ter
1. Mil línguas eu quisera ter pra proclamar o teu amor,
E celebrar com gratidão o teu louvor.
Mil línguas eu quisera ter pra denunciar a escravidão,
As injustiças sociais, e protestar.
2. Mil olhos eu quisera ter pra ver no céu, no mar, na flor,
A tua face salutar e te adorar.
Mil olhos eu quisera ter pra te encontrar também na dor
Dos desolados e sem lar, e protestar.
3. Ouvidos mil quisera ter pra ouvir contrito a tua voz,
E no silêncio da manhã ficar feliz.
Ouvidos mil quisera ter pra ouvir também o teu clamor
No grito amargo da opressão, e protestar.
4. Narinas mil quisera ter pra perceber o cheiro bom
Do santo incenso e do jardim, e respirar.
Narinas mil quisera ter pra perceber na poluição
A inimizade e a frustração, e protestar.
5. Mil gostos eu quisera ter para fruir a criação,
Pra te encontrar no paladar, e no sabor.
Para poder também lutar, contra a miséria e a opressão;
Que em vez de fome, o povo aqui reparta o pão.
6. Oh! Quem me dera ter mil mãos para o evangelho carregar,
Pra te aplaudir com emoção, e te tocar.
Oh! Quem me dera ter mil mãos pra nosso mundo
Transformar, unindo-as todas e, afinal, o libertar.
7. Só tu nos dá mais de um milhar de ouvidos, olhos, vozes, mãos;
Só tu nos podes convocar pra te servir.
Só tu nos dás mais de um milhar de dons, de forças, de razão
Pra nosso mundo transformar, ao te servir.
J. C. M.

239

290 – Nestes Dias do Mundo Moderno
1. Nestes dias do mundo moderno,
Quando imperam os bens materiais,
Pouco a pouco, Senhor, te deixamos,
Olvidando os valores reais!
Tua graça, porém, é tão grande,
Sobre nós inda a fazes cair;
Tu que vês os teus servos no sono
Faze-os hoje melhor te servir!
2. Quantas vezes, Senhor, te negamos
Como Pedro negou a Jesus,
Cada vez que nas trevas do mundo
Não deixamos brilhar tua luz!
Para nada há de o sal, pois, prestar-se
Se perder pouco a pouco o sabor;
Há de ser pelos homens pisado
E nenhum há de ser seu valor!
3. Que tenhamos, ó Deus, mente aberta
Ao progresso, à cultura e à paz,
E preguemos ensino divino
Com certeza que tu vencerás!
Que dos moldes dos tempos passados
Nós possamos, Senhor, nos livrar
E façamos com meios de hoje
Tua voz, triunfante, falar!
J. W. F.

240

299 – Eu e Você, Igreja Presente
1. Eu e você, igreja presente
Nação entre as nações, família de Deus
Um povo entre os povos, luz pra toda gente
Uma voz, um coração, uma voz, um coração.

Chegou a nossa hora de ser parte da história
De ousar e ir avante, de sair e proclamar:
Cristo Jesus é o Senhor! A Ele toda glória e louvor.
2. Cristo esperança de um mundo melhor,
Sol da justiça brilha em nós;
O seu mandamento importa obedecer, de ser luz,
Resplandecer, de ser luz, resplandecer.
3. Missão é ação; transforma e abençoa,
Motiva a nossa vida, ajuda as pessoas
Enfrenta a miséria, reparte o pão da vida.
Compaixão e salvação, compaixão e salvação.
N. M. B.

241

300 – O Espírito do Senhor

O Espírito do Senhor está sobre mim.
O Espírito do Senhor está sobre mim
Para salvar. Para salvar.
O Espírito do Senhor está sobre mim.
O Espírito do Senhor está sobre mim
Para curar. Para curar.
Quebrantar o coração, proclamar libertação
E apregoar o ano do Senhor
E a consolar todos que choram.
1. Ele reina, Ele reina, Ele reina, Ele reina
Sobre todas as coisas, Ele reina.
2. Ele fala, Ele fala, Ele fala, Ele fala,
Sobre todas as coisas, Ele fala.
3. Ele vence, Ele vence, Ele vence, Ele vence,
Sobre todas as coisas, Ele vence.
G. O.

242

307 – Não Quero Apenas Ser Religioso

La la iá, la iá, la la la iá, la la la iá
La la iá, la iá, la la la á
La la la iá, la iá
1. Senhor, não quero apenas ser religioso,
Senhor, mas ser consciente de tua missão,
Senhor, nem só te ver em rituais,
Mas quero te sentir no amor que eu der a meu irmão.

Dispõe de minha vida, ó meu Senhor,
Pra o mundo libertar da opressão
E assim contigo promover
De todos a libertação.
2. Senhor, não quero dono ser da verdade,
Senhor, desejo apenas ser servo teu,
Senhor, aos pobres que oprimidos são,
Eu instrumento desejo ser da tua compaixão.
3. Senhor, não quero ser um privilegiado,
Senhor, mas dar a mão ao que sofre dor.
Senhor, não temerei o que vier,
Pois bem aventurado serei se perseguido for.
N. N. F.

243

308 – Seu Nome é Jesus Cristo
1. Seu nome é Jesus Cristo e passa fome,
E grita pela boca dos famintos;
E a gente, quando o vê, passa adiante,
Às vezes, pra chegar depressa à igreja.
Seu nome é Jesus Cristo e está sem casa,
E dorme pelas beiras da calçada;
E a gente, quando o vê, aperta o passo,
E diz que ele dormiu embriagado.

Entre nós está e não o conhecemos
Entre nós está e nós o desprezamos.
Entre nós está e não o conhecemos
Entre nós está e nós o desprezamos.
2. Seu nome é Jesus Cristo e é analfabeto,
E vive mendigando um subemprego;
E a gente, quando o vê, diz: é um à toa!
Melhor que trabalhasse e não pedisse!
Seu nome é Jesus Cristo e está doente,
E vive atrás das grades da cadeia,
E nós tão raramente vamos vê-lo:
Sabemos que ele é um marginal.
3. Seu nome é Jesus Cristo e anda sedento
Por um mundo de amor e de justiça,
Mas, logo que contesta pela paz,
A ordem o obriga a ser de guerra.
Seu nome é Jesus Cristo e é analfabeto,
E vive nos imundos meretrícios;
Mas muitos o expulsam da cidade
Com medo de estender a mão a ele.
4. Seu nome é Jesus Cristo e é todo homem
Que vive neste mundo e quer viver,
Pois pra ele não existem mais fronteiras;
Só quer fazer de todos nós irmãos.
Seu nome é Jesus Cristo e é todo homem
Que vive neste mundo e quer viver,
Pois pra ele não existem mais fronteiras;
Só quer fazer de todos nós irmãos.
Anônimo
244

310 – Vamos Vozes e Dons Usar
1. Vamos vozes e dons usar
Para alegres anunciar
Que em Jesus, temos salvação,
Celebrada no vinho e pão.

Cristo vivo está! Ele o pão dará!
Ide sem tardar, proclamar!
2. Cristo pode na mesa unir
Aos que querem a ele ouvir;
Todo o tempo a Deus bendizer
E o evangelho do amor viver.
3. Cristo ao mundo nos quer mandar
Para a vinha outros frutos dar;
Seu amor tem de repartir
Todo aquele que o quer seguir.
J. C.

245

311 – Um Só Corpo
1. Um só corpo, um esforço comum
Que alimenta que aviva e incendeia,
Oh! Que todos possamos ser um,
A fim de que o mundo creia.

Por tudo o que temos ouvido,
Vivido e aprendido e visto,
Salvemos o mundo perdido
Unidos no corpo de Cristo.
2. Com trabalho, oração e jejum
Libertemos o povo que anseia,
Oh! Que todos possamos ser um,
A fim de que o mundo creia.
3. Sem Jesus, o sucesso é nenhum,
Com Jesus, a vitória se alteia,
Oh! Que todos possamos ser um,
A fim de que o mundo creia.
G. J.

246

312 – No Espírito Unidos
1. No Espírito unidos, somos um no Senhor,
No Espírito unidos, somos um no Senhor,
E imploramos que um dia nos unamos no amor.

Pelo amor conhecido é o cristão,
Pelo amor, pelo amor conhecido é o cristão.
Pelo amor conhecido é o cristão,
Pelo amor, pelo amor conhecido é o cristão.
2. De mãos dadas iremos, somos todos irmãos,
De mãos dadas iremos, somos todos irmãos,
Pregaremos as novas que Deus guia as nações.
3. Lado a lado, haveremos todos de trabalhar,
Lado a lado, haveremos todos de trabalhar,
Uns aos outros honrando, vamos nos respeitar.
4. Glória a Deus entoemos, nosso Pai, Criador,
E louvemos a Cristo que nos veio salvar,
E ao Espírito Santo que nos vem congraçar.
J. C.

Ocorre em Hinos do Povo de Deus II, 327.
247

321 – O Culto Terminou
1. O culto terminou, já nos vamos retirar.
Oh! Senhor, que tua bênção nos venha acompanhar!
Aleluia! Aleluia! Tua bênção nos venha acompanhar,
Aleluia! Aleluia! Aleluia!
2. Voltamos ao trabalho com Deus no coração,
E, se o culto terminou, começou nossa missão!
Aleluia! Aleluia! E, assim, começou nossa missão.
Aleluia! Aleluia! Aleluia!
3. Senhor, que nossos atos te provem nosso amor.
Oh! Transforma nossas vidas num hino de louvor!
Aleluia! Aleluia! Nossas vidas num hino de louvor!
Aleluia! Aleluia! Aleluia!
I. G.

248

331 – Oh! Preparai Caminho
1. Oh! Preparai caminho pra vinda do Senhor,
Que os vales e montanhas se alinhem com primor,
Pois Cristo vem em glória, assim prediz a história,
Movido pelo amor, em nome do Senhor.
2. Deixou-nos seus preceitos, quando entre nós viveu;
Da paz, da liberdade, do amor exemplo deu.
Então a Deus louvemos na graça que nós temos,
Movidos pelo amor, em nome do Senhor.
3. Abri as vossas portas e a Cristo recebei
E as novas do evangelho bem alto ao mundo erguei.
Que a terra inteira cante e a Deus louvor levante,
Movidos pelo amor, em nome do Senhor.
J. W. F.

249

379 – Santo Espírito, Enche a Minha Vida
Santo Espírito, enche a minha vida,
Pois por Cristo eu quero brilhar.
Santo Espírito, enche a minha vida.
Usa-me às almas a salvar.

Aleluia! Aleluia! Aleluia dou a Cristo rei!
Aleluia! Aleluia! Aleluia dou ao rei!
Anônimo

250

395 – Mulher Virtuosa
Mulher virtuosa, quem achará?
Seus passos são firmes, não cairá.
A luz dos seus olhos vai revelar
Um grande mistério, Deus lá está.
Formosa esperança, mundo melhor,
Sorriso futuro, não tardará.
Boa palavra, vem ministrar,
Justiça bendita, sempre buscará.

Vem proclamar! Vem semear!
Vem derramar o amor de Deus! Vem falar!
Bela mulher, brava mulher,
Deus há de abençoar, digna mulher.
H. M. R.

251

413 – Grandes Vultos do Passado
1. Grandes vultos do passado pela fé puderam ver
Que um pequeno grão lançado poderia florescer.
Eram servos da verdade, valorosos campeões
Que terão na eternidade seus preciosos galardões.

Pela Coroa Real do Salvador e seu real pendão,
Vamos pregar o evangelho com fé e vigor, de todo o coração.
2. Solo fértil nos é dado, bênção da divina mão,
Para nele ser plantado do evangelho o tenro grão.
Desde o sul até o norte, na seara do Brasil
A semente é boa e forte, já bom fruto produziu.
3. Em tristeza ou alegria, Deus a igreja abençoou
E, porque assim crescia, pela pátria se espalhou.
Hoje, é ela centenária e outros campos foi buscar;
Sua obra missionária já se estende além do mar.
4. Nestes dias de violência, Cristo é nossa solução;
Ele é nossa suficiência e nos guia a sua mão.
Que a família independente seja exemplo no país
E que viva no presente como o Espírito nos diz.
5. Nosso canto voluntário suba ao Deus da criação,
Pelo nosso centenário com profunda gratidão.
Como a luz que no veleiro, pode a casa iluminar,
Possa o Cristo verdadeiro, para sempre, em nós brilhar!
J. W. F.

252

415 – Mocidade, Sempre Avante
1. Mocidade, sempre avante, ao trabalho de Jesus!
Do evangelho sê gigante e do mundo sê a luz.

Levanta, resplandece e proclama a salvação
Avante, nunca cesses, pois terás teu galardão.
2. Com firmeza e alegria, louva sempre ao teu Senhor.
Tendo Cristo em companhia, tens também o seu amor.
J. W. F.

253

416 – Ministério Cristão Valoroso
1. Todos firmes, vibrantes na luta, já ouvimos a voz do clarim.
Voz do céu, divinal, resoluta, que ressoa profunda e sem fim!

Permite, ó Deus, que a nossa vida, ardendo em santa vocação,
Na grande pátria tão querida, proclame a eterna redenção.
Permite, ó Deus, que a nossa vida, proclame a eterna redenção.
2. Teologia cristã é riqueza, as doutrinas da Bíblia contém!
É tesouro de amor e pureza, dinamismo na causa do bem.
3. Ministério cristão valoroso, sem jamais a derrota sofrer.
Tem as armas do rei portentoso, tem Cristo vitória e poder!
4. Desejamos pregar com bravura o divino evangelho da cruz.
Ver a igreja mais forte e mais pura, espargindo seus raios de luz!
A. M. C.

254

Índice dos primeiros versos dos hinos

A
À beira da estrada estão ..................................................................................................... 144
A chama pequenina um grande fogo ateia ..................................................................237
A lei de Deus aos homens vamos dar ........................................................................... 195
A mensagem do Evangelho ................................................................................................. 61
A mensagem proclamai ......................................................................................................... 56
A mensagem vem de Deus ................................................................................................... 85
A noite vem chegando, tempo é de trabalhar .............................................................. 78
A seara está madura ............................................................................................................ 150
A Ti seja consagrada ............................................................................................................... 22
A voz de Deus nos chama ..................................................................................................... 25
Acode em tempo! Depressa, ó irmão! ............................................................................. 96
Acorda, Espírito alteroso ................................................................................................... 179
Antes que te formasses dentro do seio de tua mãe ................................................ 182
Ao raiar do áureo dia, o bom Jesus vem nos buscar .............................................. 147
Ao trabalho, obreiros, já desponta o sol! ....................................................................... 38
Aquele que leva a preciosa semente ............................................................................. 232
Aqui reunidos, queremos, ó Deus .................................................................................. 193
Arautos somos de Jesus ...................................................................................................... 157
Às nações uma história nós temos ................................................................................ 173
Avançai, avançai! Derramai essa luz ............................................................................... 40
Avançai, fiéis soldados ........................................................................................................ 146

B
Bendito Senhor, nosso Rei Jesus ....................................................................................... 92
Busca as ovelhas que estão perdidas ........................................................................... 207

C
Cai a semente no bom frescor ............................................................................................ 36
Cantai a Cristo, o Salvador ................................................................................................... 30
Cantai ao Senhor um cântico novo ................................................................................ 235
Cantai um novo canto ............................................................................................................ 17
Ceifeiros da seara santa ..................................................................................................... 110
Ceifeiros somos nós, fiéis ..................................................................................................... 37
Com o rosto alegre vou anunciar ...................................................................................... 59
Como vamos cantar .............................................................................................................. 187
Como vamos mostrar quem é Cristo ............................................................................ 185
Confiando no Senhor, avançai, avançai! ...................................................................... 106
Conosco vinde agora dar louvores a Jesus .................................................................... 18
255

Crentes no Evangelho ......................................................................................................... 161
Crentes, orai e vigiai, a Cristo os olhos levantai ......................................................... 66
Cristãos, desfraldai vossa santa bandeira .................................................................. 201
Cristo busca corações já puros ........................................................................................ 148
Cristo, divino Rei, para os perdidos .............................................................................. 108
Cristo não quer que o homem se perca ....................................................................... 211

D
Dá-me tua visão, Senhor .................................................................................................... 228
De Deus, ó eterna Igreja, que espalha santa luz ....................................................... 191
De um polo ao outro polo ..................................................................................................... 47
Deus dá às criancinhas .......................................................................................................... 50
Deus nos chama a ser seu povo ...................................................................................... 219
Disse Jesus: Ide por todo o mundo ................................................................................ 102
Disse-lhe Jesus: Pedro segue a mim .............................................................................. 188
Do Amapá ao Rio Grande ................................................................................................... 121
Do Minho ao Guadiana .......................................................................................................... 46
Do trono celestial ..................................................................................................................... 26
Do vasto Mato Grosso ............................................................................................................ 45

E
É bom falar com alguém ..................................................................................................... 152
É o tempo de segar e tu sem vacilar ............................................................................. 136
É ordem do Senhor ................................................................................................................. 89
É tempo! É tempo! O Mestre está chamando já! ......................................................... 41
Eia, avante, mocidade! ........................................................................................................... 54
Eia, crentes destemidos! ....................................................................................................... 72
Eia, guerreirinhos, por Jesus lutai .................................................................................. 114
Eia, ó mocidade! Com Jesus marchai ............................................................................... 73
Ei-los vindos para a luz! ........................................................................................................ 69
Eis a Bíblia, a Palavra que de Deus provém! ............................................................. 194
Eis marchamos para aquele bom país ............................................................................ 49
Eis os milhões que em trevas tão medonhas ............................................................... 42
Eis que vamos para aquele bom país .............................................................................. 90
Ele reina, Ele reina, Ele reina, Ele reina ....................................................................... 242
Enquanto nós, irmãos queridos ........................................................................................ 71
Entre os povos publicai: “É Jesus Senhor!” ................................................................... 68
Erga-se o estandarte ............................................................................................................ 163
Erguei-vos, cristãos! O clarim já soou! ........................................................................... 48
Espalhemos todos a semente santa ................................................................................. 94
Espírito Sagrado, vem ......................................................................................................... 177
Estás abatida, ó minha alma, nas trevas da noite, a vagar? ................................ 238
Eterno Deus, queremos nós ................................................................................................ 83
Eu e você, igreja presente .................................................................................................. 241
Eu folgo em repeti-la .............................................................................................................. 15
256

Eu ouvi as palavras de Cristo ........................................................................................... 226
Eu quero trabalhar p'ra meu Senhor ............................................................................ 127
Eu vos envio a triunfar na luta ........................................................................................ 227

F
Fala à minha alma, ó Cristo ................................................................................................. 23
Fala do amor de Cristo ........................................................................................................ 139
Falem de Jesus, crianças ....................................................................................................... 65

G
Grandes vultos do passado pela fé puderam ver .................................................... 252
Grato é contar a história ....................................................................................................... 60

H
Há trabalho pronto para ti, cristão .................................................................................. 67
Homens fortes, chama-nos Jesus ...................................................................................... 52

I
Ide a mensagem ao mundo levar ................................................................................... 104
Ide, chamai todo pecador ..................................................................................................... 62
Ide por todo o mundo e dizei ........................................................................................... 142
Igreja do Senhor ....................................................................................................................... 31
Igrejas bem fortes num mundo arruinado ................................................................. 220
Irmãos fiéis, uni-vos já ........................................................................................................ 112

J
Jesus é meu Salvador sempre ............................................................................................. 57
Jesus, tu reuniste os teus amigos ................................................................................... 233
Jovens fortes, chama-nos Jesus ....................................................................................... 197
Jovens fortes, unidos na luta ............................................................................................ 175
Jovens, salvos pela cruz ........................................................................................................ 75
Juntos trabalhamos pelo nosso Rei ............................................................................... 151
Juventude, o Senhor necessita ......................................................................................... 213

L
Levantai-vos, moços crentes ............................................................................................ 115
Lutai, ó Jovens, a valer ........................................................................................................ 164
257

M
Mais um obreiro escuta ...................................................................................................... 119
Mal supõe aquela gente ......................................................................................................... 14
Mandados somos do Senhor as novas a levar .......................................................... 199
Mãos ao trabalho, jovens! .................................................................................................... 34
Meu Brasil, nação gigante e mui sublime ................................................................... 155
Meu irmão, Jesus pergunta ............................................................................................... 205
Mil línguas eu quisera ter pra proclamar o teu amor ........................................... 239
Minha Bíblia – livro santo – é luz incomparável ...................................................... 171
Minha Pátria para Cristo! .................................................................................................. 103
Mocidade cristã, eia avante! ................................................................................................ 74
Mocidade, da Igreja esperança ........................................................................................ 166
Mocidade, estais amando .................................................................................................. 116
Mocidade, sempre avante, ao trabalho de Jesus! .................................................... 253
Mulher virtuosa, quem achará? ...................................................................................... 251

N
Na batalha contra o mal, sê valente! ............................................................................. 137
Na tênue luz da madrugada .............................................................................................. 158
Não somente pra fazer um feito singular ...................................................................... 91
Não te importa se algum dos amigos morrer ........................................................... 107
Nas tormentas desta vida ..................................................................................................... 39
Nem sempre será para onde eu quiser .......................................................................... 35
Nesta grande cidade vivemos .......................................................................................... 230
Nestes dias do mundo moderno ..................................................................................... 240
No Espírito unidos, somos um no Senhor .................................................................. 247
No fim deste dia, reunidos aqui ......................................................................................... 20
No meu barco a remar ........................................................................................................ 130
No serviço do meu Rei eu sou feliz .................................................................................. 88
Noiva de Jesus, fiel ao Salvador ...................................................................................... 206
Nos albores ridentes do dia .............................................................................................. 159
Nós estamos muito alegres em saber ............................................................................. 58
Nossa gente quer viver em segurança ......................................................................... 222
Nossas vozes jubilosas ........................................................................................................ 143

O
O clamor de um mundo novo ........................................................................................... 223
Ó companheiros desta causa santa ............................................................................... 133
Ó crentes brasileiros .............................................................................................................. 97
Ó cristãos, eia avante, eia avante! .................................................................................. 123
O culto terminou, já nos vamos retirar ........................................................................ 248
Ó Deus, venho te agradecer .............................................................................................. 216
O estandarte da fé sustentemos ..................................................................................... 167
258

O Estandarte desta igreja .................................................................................................. 111
Ó línguas, povos e nações ..................................................................................................... 84
O Mestre nos chama, devemos segui-lo ...................................................................... 218
Ó moços crentes em Jesus .................................................................................................... 51
Ó mulheres cristãs ................................................................................................................ 174
O mundo vasto, imenso ......................................................................................................... 93
Ó redimidos, proclamai ......................................................................................................... 19
O Senhor da ceifa está chamando .................................................................................. 128
O Senhor Jesus vos fala ......................................................................................................... 77
Ó Senhor, nós te pedimos que não falte a nós o pão .............................................. 186
Ó Senhor, eu sou Teu servo ................................................................................................. 80
O Sol da justiça vamos proclamar .................................................................................. 145
Obreiro santo, Jesus te manda pregar .......................................................................... 172
Oh! Buscai, não as riquezas ................................................................................................. 24
Oh, convidai-os, pois há lugar ............................................................................................ 99
Oh, onde os obreiros pra trabalhar .................................................................................. 98
Oh! Preparai caminho pra vinda do Senhor .............................................................. 249
Oh! Quanto desejo servir-Te, Senhor .............................................................................. 79
Oh! Que bela e doce história ............................................................................................. 105
Olhai o mundo pecador ...................................................................................................... 209
Onde quer que seja, com Jesus irei .................................................................................. 28
Os guerreiros se preparam para a grande luta ........................................................ 134
Os seus intentos cumpre Deus ........................................................................................ 160
Ouçam a voz do Bom Pastor ............................................................................................. 208
Ouço o clamor do bom Pastor ......................................................................................... 113
Ousados, com firmeza ......................................................................................................... 109
Ouve, a voz divina clama ...................................................................................................... 43

P
Para o mundo uma história nós temos ........................................................................ 203
Para os campos a segar ...................................................................................................... 135
Perto e longe, oh, vede os campos ................................................................................. 204
Por Jesus vamos pelejar ..................................................................................................... 126
Posso tendo as mãos vazias .............................................................................................. 124
Povo de Deus, cumpri o vosso encargo ....................................................................... 101
Povoam as cidades inquietas multidões ..................................................................... 190
Praza a Deus que nossa pátria ......................................................................................... 168
Proclama as Boas Novas, já ............................................................................................... 202
Proclamai a todo o mundo que o Senhor é Rei! .......................................................... 44
Proclamemos a mensagem do bendito Salvador ....................................................... 63
Profetas te seguiram ............................................................................................................ 183
Pudesse contar toda a glória ............................................................................................ 221

Q
Que estou fazendo se sou cristão? ................................................................................. 229
259

Quem está do lado do bom Salvador ............................................................................... 33
Quem irá nos campos trabalhar ..................................................................................... 224
Quem quer cantar do amor não poderá calar da cruz .......................................... 184
Quem sua mão ao arado já pôs ....................................................................................... 141
Queres, neste mundo, ser um vencedor? .................................................................... 125
Quero buscar e pedir ao Senhor ..................................................................................... 215
Quero, Jesus, fazer o teu querer ...................................................................................... 154
Quero ser um vaso de bênção ............................................................................................ 86

R
Real poder me foi dado ...................................................................................................... 180
Redentor só um existe ........................................................................................................ 225
Rendei mil graças ao Senhor, o Príncipe da Paz ......................................................... 81
Ruge, forte, contundente, a guerra do pecado .......................................................... 120

S
Santo Espírito, enche a minha vida ............................................................................... 250
Se eu tiver Jesus ao lado ....................................................................................................... 87
Se já estás salvo por Cristo, o Senhor .............................................................................. 95
Se não houver quem profetize ........................................................................................ 181
Se pelos montes ou pelo mar ........................................................................................... 210
Se, pelos vales, eu peregrino vou andar ...................................................................... 149
Senhor, a ti rendemos ......................................................................................................... 231
Senhor da ceifa, atende ...................................................................................................... 118
Senhor, não quero apenas ser religioso ...................................................................... 243
Senhor, os mensageiros teus ............................................................................................ 153
Senhor, um santo amor achei em Ti ............................................................................. 212
Serei soldado de Jesus e seguidor do Rei! .................................................................. 200
Servos de Deus a buzina tocai ......................................................................................... 170
Seu nome é Jesus Cristo e passa fome .......................................................................... 244
Soldados de Cristo que entrastes na lida .................................................................... 132
Soldados somos de Jesus ................................................................................................... 138
Somos obreiros do Senhor ................................................................................................ 129
Sou forasteiro aqui; em terra estranha estou .............................................................. 21
Sou mensageiro aqui dum grande Salvador ................................................................ 64

T
Tenho Amigo precioso .......................................................................................................... 27
Todas unidas com santo ardor ........................................................................................ 192
Todos firmes, vibrantes na luta, já ouvimos a voz do clarim ............................. 254
Trabalhai, jovens, com amor ............................................................................................... 53

260

U
Um só corpo, um esforço comum ................................................................................... 246
Uma voz, nos primórdios da História ........................................................................... 196
Uma voz ressoa de geral clamor ..................................................................................... 100
Uma voz se eleva do geral clamor .................................................................................... 76

V
Vai, alma tristonha .................................................................................................................. 29
Vamos todos trabalhar para o Senhor Jesus ............................................................. 140
Vamos nós trabalhar, somos servos de Deus .............................................................. 32
Vamos unir nossas forças com sabedoria .................................................................. 236
Vamos vozes e dons usar ................................................................................................... 245
Vem nos ensinar, Senhor ................................................................................................... 217
Vinde, ó mocidade ................................................................................................................ 117

261

Índice de Autores e Tradutores
Alguns dos hinários aqui coligidos listam tanto os autores da letra,
quanto tradutores (quando é o caso) e compositores; outros, apenas os
autores; outros ainda, apenas tradutores ou autores, sendo estes citados
somente quando lusófonos. Procuramos, baseados nas informações
constantes nos hinários consultados, apresentar aqui (apenas) a lista de
autores e tradutores, quando e conforme referidos.

A
A.C.G. – Antônio de Campos Gonçalves (1899 - 1981): 159
A.H.S. – Alfredo Henrique da Silva (1872 - 1950): 34, 45, 46, 63, 81
A.J.M. – Antonio José Millan (1830 - 1911): 60
A.J.R.S. – A. J. Rodrigues da Silva (???? - ????): 41
A.M. – A. Mignão (???? - ????): 155
A.M.C. – Adolpho Machado Corrêa (1906 - 1985): 254
A.R. – Almir Rosa (1939 - ): 220, 232
A.S. – Almeida Sobrinho (???? - ????): 137
A.T.P. – Anna Thomas Parker (1885 - 1923): 50
A.T.S. – A. Teixeira da Silva (???? - ????): 123
A.W. – Aleck Watson (1883 - ????): 37

B
B.T. – Beverly Terrell (séc. XX): 228

C
C.A.M. (???? - ????): 171
C.S. (???? - ????): 173

D
D.A. (???? - ????): 151
D.W.H. – David William Hodges (1942 - ): 219

E
E.A. – Esmael Arcas (???? - 2015): 175
E.C. – Emílio Conde (1901 - 1971): 138, 142, 144, 145
E.H.M. – Eduardo Henriques Moreira (1886 - 1980): 53, 164
E.M.C. – Edith Margaret Clarkson (1915 - 2008): 227
E.R.S. – Eliza Rivers Smart (1848 - ????): 21
262

E.R.S. – Edith R. Smânio (???? - ????): 203
E.S.L. – Eudaldo Silva Lima (1909 - 1988): 166

F
F.D.C. – Frances D. Collins (1936 - ): 210
F.G. (???? - ????): 181
F.P.N. – Francisco Pereira do Nascimento ( ???? - 1968): 140
F.V. – Frida Vingren (1891 - 1940): 141
F.V. (???? - ????): 149
F.V.C. – F.V. Christierson (???? - ????): 195
F.W.S. – F.W. Sulfield (1874 - 1963): 150

G
G.E.L. – George E. Lee (1846 - 1875): 170
G.F.L. – Gildo Francisco Lopes (1957 - ): 236
G.J. – Gióia Júnior (1931 - 1996): 246
G.L.S.F. – Guilherme Luiz dos Santos Ferreira (1850 - 1934): 47
G.O. – Gerson Ortega (???? - ): 242
G.S. – Gladis Seitz (1948 - ): 222
G.T.R. – Gilmer Torres Ruiz (???? - ): 182

H
H.A.C. – H. A. Camargo (???? - ????): 196
H.E.N. – Hedwig Elisabeth Nordlund (???? - ????): 147
H.E.W. (???? - ????): 173
H.G.N. (???? - ????): 180
H.M.R. – Hermes Mender Rangel (1955 - ): 251
H.M.W. – Henry Maxwell Wright (1849 - 1931): 15, 18, 24, 28, 33, 42, 44, 48, 49, 67, 90,
163, 208
H.P.F. – Humberto Pires Ferreira (1933 - 1969): 199, 200, 201, 204, 205, 206, 207, 209,
211, 212, 213

I
I.A.S. – Ivo Augusto Seitz (1947 - ): 227
I.G. – Irene Gomes (1924 - ): 248

J
J.C. – J. Costa (pseudônimo de João Wilson Faustini): 195, 245, 247
J.C.M. – Jaci Correia Maraschin (1929 - 2009): 187, 233, 239
J. Car – Joel Carlson (1889 - 1942): 139
J.D.A. – João Dias de Araújo (1930 - 2014): 229, 230
J.E.S. – Jessie E. Strout (1846 - 1914): 170
J.F.A. – Jilza Feitoza de Araújo (1950 - ): 216
263

J.F.G. – Joseph Franklin Green (1924 - 2013): 217
J.F.S. – João Filson Soren (1908 - 2002): 120, 224
J.F.S.N. – João Fernandes da Silva Neto (1946 - ): 218
J.G. – Jerônimo Gueiros (1870 - 1953): 193
J.G.R. – João Gomes da Rocha (1861 - 1947): 31, 161
J.H.N. – Justus Henry Nelson (1849 - 1931): 19, 84, 202
J.I.F. – José Ilídio Freire (1892 - 1987): 71
J.J. – Johannes Jourdan (1923 - ): 184
J.J. – John Josey (???? - ????): 152
J.J. – Joseph Jones (1848 - 1927): 30
J.L.C. – J. L. Camargo (???? - ????): 194
J.L.S. – Joan Larie Sutton (1930 - 2016): 217, 226, 228, 237
J.M. – Jilton Moraes (1946 - ): 215
J.P.N. (???? - ????): 172
J.R.C. – John R. Clements (1868 - 1946): 151
J.T.L. – José Teixeira de Lima (???? - ????): 126, 127, 132
J.W.F. – João Wilson Faustini (1931 - ): 160, 190, 238, 240, 249, 252, 253

K
K.H.B. – Karl Heinrich von Bogatzky (1690 - 1774): 179

L
L.C. – Luiz de Carvalho (???? - ????): 182
L.S. – Luiz Soares (1930 - ): 73, 77, 78
L.P.G.S. – Leônidas Philadelpho Gomes da Silva (1854 - 1919): 22
L.W. – Lindolfo Weingärtner (1923 - ): 180, 181

M
M.A. – Marquesa de Alorna (1750 - 1839): 17
M.A.C. – Myron Augusto Clarck (1866 - 1920): 35
M.A.L. – Moisés de Almeida Lobo (1942 - ): 225
M.A.M. – Manuel Antonio de Menezes (1848 - 1921): 32
M.A.S. – Manuel Avelino de Souza (1886 - 1962): 92, 102, 117, 119
M.B.F. – Mário Barreto França (1909 - 1983): 115, 121
M.C.C. – M.C. de Comba (???? - ????): 198
M.C.G. – Mary C. Gates (1842 - 1905): 153
M.M. – Myrtes Mathias (1933 - 1996): 222, 223
M.S. – João Marques da Mota Sobrinho (1883 - 1964): 157, 168
M.S. – Michael Shirmer (1606 - 1673): 177

N
N.J.L. – Nicodemos José Loureiro (1926 - ): 154
N.M.B. – Nelson M. Bomilcar (1955 - ): 235, 241
N.N.F. – Nabor Nunes Filho (1944 - 2013): 243
264

O
O.C.O.Jr. – Oziel Campos de Oliveira Jr (1946 - ): 188
O.M. – Otoniel Mota (1878 - 1951): 158
O.N. – Otto Nelson (1881 - 1982): 128

P
P.L.M. – Paulo Leivas Macalão (1903 - 1982): 125, 129, 130, 134, 135, 136, 143, 146, 148
P.N. – Philipp Nicolai (1556 - 1608): 177
P.S. – P. Saboia (???? - ????): 192

R
R.E.C. (???? - ????): 172
R.E.N. – Robert Edward Neighbour (1872 - 1945): 40, 111
R.G. – Raul Gonçalves (1875 - ????): 54
R.H. – Richard Holden (1828 - 1886): 58
R.H.M. – Robert Hawkey Moreton (1844 - 1917): 14, 25, 26, 72, 118, 231
R.J.I. – Ricardo Jacob Inke (1880 - 1936): 95
R.P. – Ricardo Pitrowsky (1891 - 1965): 104, 107
R.R.S. – Renato Ribeiro dos Santos (1898 - 1967): 191

S
S.A.S. – Sebastião Angélico de Souza (1893 - ????): 221
S.D. – Sarah Doudney (1841 - 1926): 218
S.E.M. – Stuart Edmund Mc Nair (1867 - 1959): 56, 57, 64, 65, 68, 69, 75
S.L. – Simon Lundgren (1898 - ????): 124
S.L.G. – Salomão Luiz Ginsburg (1867 - 1927): 85, 88, 93, 94, 96, 97, 98, 99, 100, 101,
105, 106, 109, 112, 113
S.N. – Samuel Nyström (1891 - 1960): 133
S.P.K. – Sarah Poulton Kalley (1825 - 1907): 20, 29, 36, 39, 43, 51
S.P.S.O. – S.P.S. Oliveira (???? - ????): 52, 198
S.R.F. – Silvano Rocha Filho (???? - ????): 167

T
T.A.J. – Thomas Albert Jackson (1931 - ): 219
T.C.C. – T. C. Clark (???? - ????): 190

W
W.A. – William Anglin (1882 - 1965): 61, 62, 66, 80
W.E.E. – W. E. Entzminger (1859 - 1930): 83, 86, 87, 89, 91, 103, 108, 110, 114, 116
265

W.G.B. – W.G. Borchers (???? - ????): 27
W.K. – Werner Kaschel (1922 - 2010): 225
W.S. – Willian Shaw (???? - ????): 151
W.S.P. – William Savage Pitts (1830 - 1918): 174

266

OUTROS LIVROS
Outros livros gratuitos que organizamos, de valia para a obra de promoção
missionária.

Teatro Missionário - Peças Teatrais e Jograis sobre Missões e Evangelização
para Igrejas Evangélicas - Com 246 páginas e mais de 50 textos, o livro é uma
antologia de peças e jograis evangélicos versando somente sobre os temas de
Missões e Evangelização.
Organizado por Sammis Reachers e Vilma Aparecida de Oliveira Pires, o
objetivo do livro é suprir uma lacuna e servir aos esforços de avivamento e
promoção missionária de todas as igrejas evangélicas.

Para leitura online ou download pelo site Scribd, CLIQUE AQUI.
Para leitura online ou download pelo site Slideshare, CLIQUE AQUI.

267

Antologia de Poesia Missionária – Volume I – Esta obra reúne belíssimos
poemas de, sobre e para Missões, da lavra de diversos poetas evangélicos. O
livro (108 págs., em formato PDF) traz ainda, como Apêndice, uma seleção
de frases de renomados autores cristãos, sobre Missões e Evangelismo.
Além de ser um subsídio devocional para edificação de toda a igreja, o livro
objetiva ser uma ferramenta de auxílio a promotores de missões, pastores e
missionários de todas as denominações, com poemas para serem
declamados em cultos e eventos missionários, e publicados em sites, blogs,
jornais e informativos de igrejas, missões e etc.

Para leitura online ou download pelo site Scribd, CLIQUE AQUI.
Para leitura online ou download pelo site Slideshare, CLIQUE AQUI.

268

Antologia de Poesia Missionária – Volume II - Em 2010 publicamos a
Antologia de Poesia Missionária – uma rica seleta de poemas missionários, e
também frases temáticas, para edificação e deleite dos leitores. Tendo
colhido uma muito boa recepção, vimo-nos estimulados a encetar um
segundo volume da Antologia, reunindo desta vez as obras de alguns de
nossos maiores poetas evangélicos de ontem, como Myrtes Mathias (1933 –
1996) e Mário Barreto França (1909 – 1983), ao lado de novas e pulsantes
vozes.
Esta antologia cumpre um duplo papel. Podemos dizer que ela é um
devocional e uma ferramenta. Devocional em seu objetivo de despertar,
reforçar ou reavivar no indivíduo e na igreja o amor e o ardor missionários,
sem os quais ambos, o indivíduo e a coletividade de indivíduos comungantes,
não são igreja. E também uma ferramenta, por seu conteúdo útil para
promotores de Missões, missionários, pregadores, escritores...
Mesmo que particularmente você não aprecie poesia, lembre-se que esta
é uma antologia também de frases. São 28 páginas de citações de teólogos,
missiólogos, missionários e outros servos de Cristo cuja opinião e
conhecimento são dignos de nota – autores do Brasil e do mundo, de ontem
e de hoje.

Para leitura online ou download pelo site Scribd, CLIQUE AQUI.
Para leitura online ou download pelo site Slideshare, CLIQUE AQUI.
269

Para mais literaturas que temos editado e disponibilizado
gratuitamente, por favor visite nossa Biblioteca de Poesia

Evangélica: http://goo.gl/pZYzTo

270

Bibliografia
Bíblia Sagrada com Harpa Cristã. Barueri (SP): Sociedade Bíblica do Brasil,
Rio de Janeiro: CPAD, 2014.
Cantai Todos os Povos (2ª ed. rev.). São Paulo: Editora Pendão Real, 2006.
Cantor Cristão. Santo André (SP): Editora Geográfica, 2005.
Hinário Aleluia. Arapongas (PR): Editora Aleluia, 2015.
Hinário Evangélico com Antífonas e Rituais (24ª ed.). São Paulo: Editora
Cedro, 2016.
Hinário Para o Culto Cristão. Rio de Janeiro: JUERP, 1991.
Hinologia Cristã. Disponível em: < http://www.hinologia.org/ >.
Hinos do Povo de Deus. Portal Luteranos. Disponível em: <
http://www.luteranos.com.br/conteudo/hinos-do-povo-de-deus >.
Hinos e Cânticos (18ª ed.). Piracicaba (SP): Associação Cristã Editora, 2007.
Louvor e Adoração (3ª ed.). Kansas City (EUA): Casa Nazarena de
Publicações/Publicações Lillenas, 2002.
Novo Cântico (16ª edição). São Paulo: Editora Cultura Cristã, 2015.
Salmos e Hinos. Ed. rev. e aumentada conforme texto da 5ª edição. Rio de
Janeiro: MEBP, 2015.

271

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful