Você está na página 1de 1

O AMOR CORTS E O IMAGINRIO MEDIEVAL NO POEMA: LANCELOTE, O

CAVALEIRO DA CARRETA (CHERTIEN DE TROYES).


Thiago de Freitas Costa1
Resumo
O presente trabalho discute os sentidos morais e imaginrios atribudos ao amor corts no
ocidente medieval. Em uma sociedade regida por um conjunto de regras estabelecidas pela
doutrina crist, em que tem-se uma moral sexual repressiva, o sexo ser consentido apenas na
relao conjugal e para efeito de procriao. Buscamos analisar a concepo de amor
retratada na obra: Lancelot, O Cavaleiro da Carreta, de Chrtien de Troyes (XII), que
esquematiza como um dos temas centrais o culto ao amor entre Lancelot e Guenivre.
Histria esta apreciada como a representao de um cdigo de tica para exaltao do
chamado amour courtois (amor corts), que se configurou como uma experincia
conflitante entre o desejo ertico e a efetivao espiritual. Tal concepo de amor, bastante
retratada por trovadores, poemas e canes de gesta do perodo denominado de Baixa Idade
Mdia, pautada na cortesia e no enaltecimento da pessoa amada, base que influenciou
diretamente a escrita de Troyes. Diante disto, apoiando-nos em estudos dos medievalistas
Jacques Le Goff e George Duby, problematizamos a representao do amor na obra de
Chrtien de Troyes, com objetivo de perceber os diferentes mecanismos que influenciaram o
pensamento medieval acerca da unio entre um homem e uma mulher, que provocaram o
surgimento de uma idealizao do matrimnio, retratada na literatura da poca. Portanto, o
tema dedicado foi desenvolvido a partir de um exerccio de pesquisa bibliogrfica,
proporcionando anlises entre as especificidades desse tema to recorrente no imaginrio
ocidental.

Palavras-chave: Amor corts. Imaginrio. Literatura. Medieval.

Estudante de Graduao do curso Licenciatura em Histria (5 perodo) na Universidade


Federal de Campina Grande UFCG. Atua como monitor da disciplina Histria Medieval
Ocidental com a superviso da Prof. Dr Marinalva Vilar de Lima.