Você está na página 1de 7

Página 1 de 7

Prezados e futuro ex-patrões

Antonio Branco e

Josué Cavalieri

É com muito repúdio que estamos encaminhando a vocês esta mensagem, a pedido de nossos
colegas corretores, diretores, gerentes da Special, principalmente, os investidores, construtores
e proprietários de imóveis administrados e locados por nós. E que tem por finalidade, que vocês
mudem de atitude e assumam suas responsabilidades para que todos nós possamos voltar a
realizar novos negócios e, principalmente, que vocês diretores da empresa, conquistem a
credibilidade do mercado. e que passem a trabalhar de maneira transparente e responsável
Portanto, esperamos que reflitam muito, sobre tudo o que aqui vamos expor.

Sei que na verdade, talvez não saibam, o quanto é negativa a imagem de vocês junto à
comunidade portuguesa e ao mercado imobiliário. As pessoas fingem serem seus amigos, mas
na verdade, apenas os toleram. E isso sem falar na mais de uma centena de investidores que
foram lesados pela empresa, que hoje nos odeiam e, isso por culpa e responsabilidades de
vocês.

É bom que saibam o grau de repugnância que seus nomes causam na praça. Tudo começou há
anos atrás pela forma com que vocês agiram para formar a Pozelli, Imóveis.

Nós sabemos que vocês tentam a todo custo passar ao mercado uma imagem de que a Special
não é sucessora e que não tem nada a ver a Ação Imóveis ou com a Pozelli Imóveis.O que é
uma grande e deslavada mentira. Nem mesmo a justiça do trabalho engoliu tamanha mentira.
Ela deu perda de causa para Special na ação trabalhista em que vocês tentaram arguir o
contrário, mas que por fim, ficou provada a inegável sucessão. A justiça chegou ao ponto de
confiscar o dinheiro dessa indenização da conta do Toninho. Inclusive, muitas pessoas nos
incentivaram para que entrassemos na justiça com uma ação trabalhista conjunta contra vocês,
porque, aqueles documentos fajutos e mal elaborados que vocês nos obrigaram a assinar para a
Special, não têem nenhuma validade, por não terem nenhum amparo legal ou qualquer
embasamento jurídico que lhes possam dar sustentação. A verdade é que não se tem
juridicamente como se negar essa sucessão.Até um cego a vê.

Sabemos como vocês lesaram ao se apoderarem (roubaram) da filial da AçãoAcurui e, que


tiveram o desacaramento de ter pago nada por ela até hoje. O próprio patrãozinho, afirmou, há
questão de um mês atrás em um restaurante do bairro, que não recebera nada da filial da
Ação/Acurui, e que segundo ele, o valor de mercado dessa filial na época, ultrapassava a cifra
de Hum milhão e meio de reais.E o que nos causa estranheza, é que ele ainda acredita em
Papai Noel: nos disse nessa ocasião, que qualquer dia o “ Toninho e o Josué vão me
pagar.Eles sabem que me devem”.

Toninho e Josué!

IMAGINEM SE HOJE, ALGUÉM LHES APLICASSE ESSE MESMO GOLPE NA


SPECIAL IMÓVEIS ! COMO VOCÊS FICARIAM OU AGIRÍAM ? Vou ainda,mais além.
Pergunto a vocês: Que imagem teria esse golpista no mercado, depois desse golpe torpe? E
Página 2 de 7

respondo. Ele teria exatamente a mesma imagem que vocês têm hoje no mercado. É o que,
todos comentam, mas que pouco ousam despejar essas verdades na cara de vocês.

Os investidores nos procuram diariamente, como um cão à procura de lingüiça.Já não sabemos
mais o que dizer à eles e nem de como conduzir a situação que tornou-se insustentável.A única
certeza que temos é que não podemos contae com a honradez de vocês, para assumirem de
público suas responsabilidades.São covardes e que se escondem atrás de laranjas e picaretas e
de nós, seus próprios funcionários, que são obrigados a acobertarem suas falcatruas.

Até o veterano corretor Roberto Silis, que está cheio de problemas, tendo que fugir dos
investidores que fizeram negócios com a Pozelli Imóveis. E o contraditório disso tudo, é que
vocês querem que sejamos fiéis à vocês. Como o sê-lo, se vocês não o são conosco, seus
funcionários, e muito menos com os investidores e clientes, e a quem quer que seja. Mentem e
vivem enganando as pessoas e tirando proveito de todos, notadamente, de pessoas honestas,
incautas e inocentes.

Quando a Pozzeli vivia o auge de seu sucesso, antes fosse quebrada por vocês, viviam dizendo
para todo mundo que eram sócios dela e com isso, lucraram milhões. Mas, agora que ela
quebrou, vocês não só pularam do barco, como esquivam-se vergonhosamente dos problemas
causados aos investidores que compraram conosco os famigerados apartamentos da
Pozelli.Limitam-se a dizer que a Special não tem nada a ver com ela.E que isso é um problema
que o Gerson tem que resolver.

O Doutor José Carlos Simões e o Manuel Coelho, também sócios, admitem de que o fato de a
Special ser sucessora tanto da Ação, quanto da Pozelli imóveis é um ponto pacífico e
indiscutível.Portanto, segundo êles, todos os danos causados pela Pozelli aos seus investidores,
a Special será solidariamente responsabilizada e que terá que arcar com todas as indenizações
pela Pozelli devidas.Quanto a Ação tiveram como legítima sucessora, a herança das
reponsabilidades e obrigações trabalhistas em curso.

Quantas e quantas vezes, obrigados por vocês, tivemos que mentir aos investidores que
procuravam o Gerson Pozelli na recepção, dizendo que ele não estava na empresa. Sendo que
ele estava aqui escondido. A pressão foi tanta,que vocês se viram compelidos a contratarem
dois “brilhantes “advogados “picaretas” para supostamente negociarem com os investidores
lesados, mas que no fundo não era para ressarcirem os danos causados,mas o de ganharem
tempo e, tentar convencê-los de que a Special não tinha nada a ver com os seus prejuízos.

Posso afirmar, e todos os funcionários são testemunhas vivas de que em tanto anos de trabalho
na Ação Imóveis, nunca tivemos de nos esconder e nem a ter que mentir a ninguém no
exercício de nossas funções. E jamais tivemos por parte de nossos clientes, investidores e de
colegas corretores, uma única reclamação que fosse de que a Ação os tivessem lesado, ou que
tivesse acontecido algo que desabonasse a empresa.Trabalhávamos de cabeça erguida e com
muito orgulho da empresa que representávamos.

O próprio Gerson, admite que se o patrãozinho estivesse na sociedade e capitaneando os


negócios, a Pozelli com certeza, não teria quebrado. Confessou até que êle próprio tentou por
inúmeras vezes, persuadir vocês fazerem um acerto com êle.Chegou até a sugerir que poderíam
Página 3 de 7

oferecer como pagamento da dívida, uma quota de participação societária. Só, que segundo êle,
vocês ficaram de estudar a sugestão e, que pelo jeito, estão estudando até hoje.

O Joaquim Prata, o Roque, Mané Barril e família e até o Passanante, são unânimes na
afirmação de que vocês só fazem “cagadas” e, que vão entrar para a história do mercado
imobiliário, como os maiores quebradores de prósperas empresas de todos os tempos.A grande
e próspera Pozelli, coleciona hoje, mais de uma centena de processos e até mandatos de prisão

E até essa Special que está capengando no mercado, e que agora, sem nenhum laranja ou testa-
de-ferro, será a bola da vez da sucumbência. E é claro, não precisamos de nehuma bola de
cristal para se prever, de que se tudo prosseguir nesse andar da carruagem, a Special também
terá os seus dias contados. Mesmo porque, todos sabem e até nós que trabalhamos diariamente
com vocês, que não são empresários na verdadeira acepção da palavra, mas sim reles
“golpetas de segunda classe”.

A primeira cagada que fizeram, foi a de dar o golpe no nosso ex-patrão., que estivesse aqui, só
somaria conosco. Colegas que trabalharam conosco como a Angela, a Edna, Rosangela,
Alfredo, Roque e até o Igor, assim como eu, somos testemunhas vivas do golpe descarado que
deram no patrãozinho.

E para que o plano arquitetado por vocês para surrupiarem e de se apoderarem da filial da
Ação/Acurui desse certo, maldosamente aliaram-se a Pozelli, que era a grande sensação do
momento na época, para dar crédito à “operação” que pretendiam.É claro, usando a Pozelli em
uma linha de frente de uma negociação, o Manuel faria o negócio de olhos fechados.Jamais
imaginaria de que a Pozelli, deixaria de honrar a qualquer um dos compromissos assumidos. E
foi extamente o que aconteceu.Na sequência, usaram todos nós funcionários, gerentes, diretores
da Ação dizendo à nos de que ele havia vendido a empresa. Desse ponto em diante, aplicar o
resto do plano foi fácil: apoderaram-se dos arquivos vintenários da ação, e também da
milionária carteira de clientes e investidores da Ação.enfim, .um golpe de misericorida que
acabou deixando o nosso patrãozinho a ver navios.

O próprio Sr.Geraldo e o Cido, em conversa confidencial a mim, custavam em acreditar de


como vocês foram tão atrevidos, peitudos e descarados comprarem a empresa e terem a
petulância de não terem pagado nada até hoje. Eles na ocasião, elogiaram muito o “
patrãozinho” e confessam que ele deixou saudade em todos.

Mas anos mais tarde, depois que já tinham ludibriado e usado o coitado do Gerson e, terem
arrancado dele tudo o que poderíam arrancar. e já com a Pozelli Imóveis quebrada, o
abandonaram, deixando-o na rua da amargura. Foi então que resolveram criar então, uma outra
empresa de fachada com o nome de Special, que tornou-se por via de consequência , a
sucessora de todas as cagadas praticadas por vocês. O tiro que maldosamente dispararam
acabou saindo pela culatra.

Por mais que simulem e escondam, todos sabem que são crápulas, maquiavélicos e miseráveis.
Essa é opinião unânime de todos os corretores, especialmente do Mohamed, Gerson Pozelli
Eduardo Mello, Maria Helena, Valdir, dentre centenas de outros, principalmente, daqueles
funcionários que inteligentemente já bandonaram esse barco à deriva e, que planejam para
muito em breve entrar com uma ação trabalhista conjunta contra vocês. Aliás, como vocês são
Página 4 de 7

caloteiros que não pagaram a ninguém até hoje, certamente, terão recursos suficientes para
arcarem com as indenizações, incluive as de corretores com mais de vinte anos de casa, como
vem a ser o caso do Silis,o Prata, o Cido, a Tereza, só para citar alguns., que estão devidamente
documentados para receberem essas indenizações.

Em se tratando de dignidade vocês não chegam nem aos pés do Gersinho e, muito menos do
nosso querido e eterno patrãozinho. Aliás, é bom que se diga: que só no período dele, é que
todos nós na empresa, crescemos e ganhamos muito dinheiro.E isso de maneira honesta e
transparente. E todos não se cansam de repetir isso aos quatro ventos. Até mesmo vocês que
eram ilustres desconhecidos, apesar de inexperientes no ramo, também ganharam dinheiro com
êle.

Talvez possam pensar de que não temos nada a ver com suas vidas e com os seus negócios. E
que cada qual dirige os seus negócios de acordo com suas consciências e, com base nos valores
morais que possuem ou não. Só que vocês nos deixaram numa complicada condição de
cúmplices de seus golpes no mercado, dando-se a impressão de que fazemos parte de vossa
quadrilha. Chegamos ao ponto de sermos arrolados com cúmplices em processos judiciais
movidos contra vocês, sendo que o negócio é apenas vendas.

Portanto, no caso em questão, fomos e ainda, somos,os mais prejudicados com esses golpes
que deram. Eles estão indiretamente afetando a todos nós seus corretores e à própria empresa
em sí, e, que por via de consequência, arranha também a credibilidade de todas as imobiliárias
no mercado. Essa atitude comercial insana, desvairada, imoral e inconsequente que adotaram
como regra, querendo obter vantagens a todo custo e por todos os meios, está denegrindo a
imagem de todos nós. E que depois, piorou ainda mais, com uma outra cagada, que foi a de
quebrarem a Pozelli, lesando e iludindo o imbecil do Gerson.

Todos os investidores e até os cachorros da rua, sabem de toda a história em verso e prosa, e
por isso, se esquivam em fazer negócios conosco, por saberem que vocês estão no leme das
negociações e que defintivamente es em nenhuma sobra de dúvidas, não são pessoas sérias,
probas e confiáveis.

Tanto, que até hoje somos obrigados a correr de clientes e investidores com os quais fizemos
negócios na época do Gerson e, sob a total responsabilidade de vocês.Afinal, eram sócios. Pelo
menos é o que vocês viviam ostentando aos quatro ventos. Só que agora, com a viola em cacos,
esquivam-se dos pepinos, dizendo que nunca foram sócios da Pozelli, e de que não têm nada
ver com os problemas criados por ela. Ou seja, lavam suas mãos, como autênticos canalhas e
morféticos. Por isso é que se conclui de que são dois fétidos e nojentos abutres à caça de
carniça.

Por isso, quando vocês ficaram doentes pensam que ficamos tristes ou condoídos com vocês?
Pelo contrário. Teve gente , que enfurecida com tanta bandalheira, chegou ao ponto de afirmar
aqui dentro, que não sabem por que não tiveram um câncer na garganta para que fossem
mandados para o inferno de uma vez por todas.Por acreditar de que só assim pagaríam o mal
que cometeram contra todos –principalmente com o melhor patrão que tivemos até hoje no
mercado, e também contra o filho de um dos nossos melhores amigos e investidores que
tivemos, que foi o Gerson pai.O s doutores, Ademir, Afonso e o próprio Gerson Pozelli,
afirmam que são sócios ocultos da Special, mas que só não aparecem temendo que os
Página 5 de 7

investidores lesados caiam em cima da empresa, hoje avaliada em mais de 7 milhões de reais e
no patrimônio de seus sócios.

Eis as razões porque os investidores preferem nos manter a uma devida distância com as
nossas oportunidades de negócios. E o grave, é que estamos sentindo que essa rejeição cresce a
cada dia, de maneira silenciosa, mas devastadora tal qual uma avalanche.

Portanto, à boca pesquena corre no mercado de que vocês, que se arvoram como fervorosos
evangélicos, mas que não passam de dois abomináveis e asquerososos abutres, que vivem à
espreita de incautos para aplicarem seus golpes sujos. à exemplo desse agora ,de querer vender
a Special, por intermédio do Gerson.Lembrem-se que os clientes lesados por nós sabem de
todas as armações que estão tramando.A mãe do Gerson já ficou presa e qualquer dia desses
serão vocês.Ou pensam que vão ficar impunes diante de tudo isso? Lembrem-se de que tudo
aquilo que vocês fizeram de mal, para pessoas honesta e inocentes, virá em dobro contra vocês
próprios, cedo ou tarde.

Todos sabem que vocês fraudaram o nosso ex-patrão, uma pessoa muita estimada e querida por
todos, inclusive, por seus ex-funcionários e pelo mercado em geral. Uma pessoa que a cada dia
o admiramos mais, por ter sido uma pessoa de talento e garra. Ele sempre conduziu seus
negócios e suas empresas com muita honestidade, sem precisar jamais, valer-se de golpes,
fraudes, ou trapaças contra a quem quer que seja. Isso sim que é digno de méritos e merece
aplausos. Tanto que se hoje, ele voltasse pro mercado, todos nós, sem distinção, partiríamos em
revoada para trabalhar com êle. Tanto é verdade que a Neusa, acredita de que a nossa única
salvação“é Mané vortar.A única maneira de agitar o mercado” Afirmando que “Mané sempre
apoiou seus corretores e nunca os roubou. Sempre foi justo e um amigo leal de todos os
funcionários.E não fechava negócios, para dar as oportunidades aos seus corretores. Isso
explica a sua trajetória de sucesso no mercado, e que até hoje, não foi atingido por nenhuma
outra empresa do ramo desde então.

Ao passo que vocês até mesmo o terreno que onde por décadas sediou a empresa, no qual
construíram (mesmo sem moral) um lindo prédio, que compraram mas que estão devendo até
hoje. A posse e a preferência que pertencia há mais de 20 anos ao Manuel. Segundo corretor
Gilberto, Seu Manezinho e o Armindo, confidenciaram a mim e aos corretores presentes, que
na época eles tinham do Dr. Rubens da RF uma proposta fechada de 100 mil dolares para
comprar os direitos do nosso patrãozinho. Só que ele não aceitou. O Gilberto nos disse,
também, que perguntou ao Manuel na ocasião, por quanto ele havia vendido o terreno para o
Toninho. Ele respondeu que como o Toninho era seu sócio na Locação, daria preferência a ele
pelo mesmo valor.Disse também, que recebera apenas 15 mil euros em Portugal como parte de
pagamento dos 100 mil dolares.Só aceitou vender a sua parte na locação porque estava
precisando de dinheiro naquele momento para pagar seus advogados, e que até o mês de
fevereiro deste não havia recebido nada do Toninho e Josué, referente a dívida filial Ação
Acurui e, nem do Gerson Pozelli, referente a venda Ação Vendas. E o increditável é que êle
ainda tem fé de que ira receber essa dívida de vocês, ainda acreditava que vocês iriam fazer um
acerto com êle.

Mas, mesmo assim, nós temos a esperança, de que vocês cientes destes fatos – que com certeza
jamais poderíam esquecer, mas que ainda, poderão mudar essa atitude de calote camuflado que
Página 6 de 7

resolveram adotar, e passarem a ressarcir e a repararem os danos causados a todos os


investidores que sempre confiaram em nós, apesar de vocês.

Só assim, poderão resgatar a decência e a moral junto aos seus filhos,netos e também a
sociedade em geral, se é que tiveram um dia. Porque ao longo desses anos trabalhando com
vocês, testemunhamos de que nunca tiveram nem decência tampouco moral.

Só assim é que a imagem da empresa em que trabalhamos e de onde se provem o pão nosso de
cada dia, poderá ser saneada.

Vocês por acaso, já viram algum caloteiro consolidar algum empreendimento empresarial? Este
poderá até sobreviver e iludir o mercado por algum tempo, não todo o tempo. Em via de regra,
o cerco contra ele, vai fechando-se aos poucos, até que cedo ou tarde, ele sucumbe-se
desgraçadamente na própria lama. E depois sofrerá muito até para morrer.

O Toninho é chamado por todos aqui como o miserável: porque até o cafezinho foi cortado.Não
se tem papel higiênico nos banheiros, o que obriga os funcionários trazerem de suas casas.Os
aparelhos de telefones são insuficientes. Formam-se fila a espera de os poucos aparelho fiquem
disponível para se fazer uma ligação na empresa, etc. ) .Apesar de ostentar e a dizer para todo
mundo que tem muito e que não precisa de nada. Por que então, não paga o que deve no
mercado e assume a responsabilidade dos apartamentos vendidos pelo sócio Pozelli?

Por tudo isso, vocês não são não bem vistos por ninguém do nosso mercado, porque o leque de
investidores que foram lesados por vocês, é gigantesco. Pesando ainda contra vocês, o modo
inescrupuloso como se tornaram “empresários” donos da Special e, ainda do sistema lesivo
adotado pela nossa empresa no mercado:

Ninguém da comunidade dá crédito algum a vocês, assim como também, os empresários em


geral, construtores, corretores, investidores. Porque sabem como vocês conseguiram chegar até
a Special. E do inescrupuloso método da dupla para apoderarem-se do relacionamento de todos.
Ou seja, que é o de amealhar patrimônio mediante falcatruas, que acabam usando pessoas
honestas e inocentes. Portanto, sob a ótica do mercado e, de todos nós seus funcionários, trata-
se de um patrimônio advindo de práticas ilícitas.

Saibam Toninho e Josué, o mundo dos negócios imobiliários é pequeno. Todos de maneira
direta ou indiretamente se relacionam e se conhecem. Não adianta querer ocultar fatos notórios
e que são de domínio público. E como querer tapar o sol com a peneira.

Não fujam de nenhum cliente.Assumam vossas responsabilidades! E assim poderão dormir


com consciência tranquila e a ter moral perante todos nós

Será que não lhes pesam as consciências? Voces podem até se esconderem de seus credores e
de todas as suas vítimas, mas não conseguirão jamais se esconderem de vossas consciências e
de vossos travesseiros.

Acordem, e parem de viver do suor alheio. e tenham decência e brio. Só assim poderão restituir
a dignidade.
Página 7 de 7

Esta carta é a opinião oficial de todos nós aqui da empresa.

Meus antecipados pêsames por tudo.

Assinado: José Carlos Simões

e por 99,9% todos os funcionários da Special