Você está na página 1de 45

Pequena Enciclopédia

ESOTÉRICA
© Diego Oliveira, 2017
Copyright © 2017 Diego Oliveira
Published by Iêla Book
Vitória da Conquista, BA, CEP 45075-075 BRA

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP)


(Clube Brasileiro do Livro, BA, Brasil)
Oliveira, Diego, 2015 - 2016.
Pequena Enciclopédia Esotérica / Diego Oliveira;
Vitória da Conquista: Iêla Book, 2015.
Bibliografia.

1. Esoterismo. Título.

Índice para catálogo sistemático:


1. Esoterismo: Ocultismo

Direitos Reservados

IÊLA BOOK

Rua Acre, 173-A - Ibirapuera


CEP 45075-075 - Vitória da Conquista - BA
Tel.: (077) 3083-2063
E-mail: nibblediego@gmail.com

Colabore com a produção científica e cultural.


Proibida a reprodução total ou parcial desta obra sem a autorização do autor.

No DE CATÁLOGO: 0005
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA

Introdução

O QUE É O DICIONÁRIO DE SÍMBOLOS E CONCEITOS ESOTÉRICOS?

É quase inevitável ao ler um livro de conteúdo esotérico encontrar um ou outro termo que
não se compreende bem ou se deparar com símbolos que simplesmente desconhecemos o seu
significado. Por este motivo o dicionário de símbolos e conceitos esotéricos poderá auxiliá-lo no
estudo esotérico. Mesmo ainda que contenha um número relativamente reduzido de palavras,
ele irá lhe servir como um guia em que você poderá recorrer quase sempre que surgir uma
dúvida quanto a um termo, expressão ou simbologia de algo.

COMO FUNCIONA O DICIONÁRIO?

Exatamente como um dicionário tradicional. Aqui você pode encontrar o significado de algo
que procura simplesmente procurando em ordem alfabética. Palavras escritas em negrito são
palavras contidas dentro do dicionário e poderão fornecer uma melhor compreensão daquilo
que se procurou inicialmente.

COMO FOI FEITO O DICIONÁRIO?

Sob pesquisa e leitura de vários livros esotéricos. Entretanto, uma coisa que todo estudante
deve saber é que nem sempre existem verdades absolutas no esoterismo. O maior problema
é que muitos autores apresentam ideias diferentes sobre uma mesma coisa (principalmente na
Wicca) o que torna difícil construir um único conceito. E como o mundo esotérico não se trata
de um mundo científico não se pode sempre dar maior credibilidade a um autor ou outro, assim
o que você encontrará aqui é aquilo o que é mais aceito.

Diego Oliveira

1
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA A

A
Ablução ABRACADABRA
Do latim ablutio (que significa literalmente ABRACADABR
lavagem) a ablução é a ação de lavar-se ou ABRACADAB
banhar-se, sejam partes do corpo ou sua to- ABRACADA
talidade, faz parte da maioria dos ritos reli- ABRACAD
giosos. A ablução simboliza a purificação tanto ABRACA
do corpo como da alma e se relaciona a prática
do sacrifício. No processo de ablução normal- ABRAC
mente utiliza-se do elemento líquido (água ou ABRA
sangue por exemplo) como elemento purifi- ABR
cador, embora algumas tradições se utilizem AB
de folhas ou mesmo areia. Em muitas tradições A
esotéricas, o aspirante é submetido a variadas
abluções antes de passar por cerimônias ini-
ciáticas. Não existe uma tradução literal para a
palavra, mas acredita-se que seja algo como
No cristianismo a ablução fica implícita no "eu crio o que que falo". Existe ainda mais
batismo e também na cerimônia de limpeza duas formas geométricas para a disposição das
do cálice (realizada após a comunhão) e dos letras e cada uma delas está relacionada a uma
dedos (antes do rito de consagração) com água finalidade mágica diferente. A palavra pode
e vinho. Veja também batismo. ser escrita como um triângulo retângulo, que
pela magia imitativa representa a extinção de
Abracadabra algo (como uma enfermidade ou sentimento)

Abracadabra ou abrakadabra é uma palavra


creditada como mágica muito usada na Idade ABRACADABRA
Média como fórmula de poder (encantamento). ABRACADABR
Sua origem é discutível, mas normalmente é ABRACADAB
apresentada como sendo hebraica. O poder
ABRACADA
mágico a ele atribuído é de natureza dupla;
tanto fonético como gráfico. Está relacionada ABRACAD
com Abraxas e com o deus solar Mitra, sim- ABRACA
bolizando o poder sobrenatural do mesmo. ABRAC
A palavra apareceu pela primeira vez nos ABRA
textos médicos do romano Quintus Serenus ABR
Sammonicus reunidos em um compendio inti- AB
tulado Liber Medicinalis ad almansorem (ou sim- A
plesmente Liber almansoris) como uma forma
de prevenção da malaria. Serenus instruía es-
crever a palavra num papel sob a forma de um A forma de um triângulo reto é descrita no
triângulo invertido num papel e amarra-lo com terceiro volume da obra Da filosofia oculta de
um fio de linho no pescoço durante nove dias Henrich Cornelius Agripa publicado em 1510.
e depois arremessa-lo pelo ombro num rio que Outra forma de inscrição da palavra é a de
corra para o leste. um losango.

1
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA A

A a potência dos planetas. A análise numerológ-


BB ica dessa palavra, em grego, resulta no número
RRR 365, que é o número de dias do ano solar.
AAAA
CCCCC Adonai
AAAAAA Adonai é um termo hebraico que significa
DDDDD "meu Senhor". Este termo era utilizado para
AAAA se referir ao Deus descrito nas escrituras he-
BBB braicas (Antigo Testamento) e em substituição
RR ao seu nome Javé (Yahweh), uma vez que este
A era considerado sagrado demais para ser pro-
A forma triangular (descrita por Serenus) nunciado. De acordo com a tradição judaica,
têm sua finalidade similar a do pentagrama a palavra Adonai, tendo em conta que se ref-
canalizando energias para a Terra. ere a Deus, também não deve ser usada sem
consideração, nem deve ser usada em lugares
Abraxas impróprios, como instalações sanitárias.
Abraxas ou Abrasax é uma palavra grega de Na citação oral do antigo testamento o tetra-
significado místico. Também é a representação grama YHWH sempre pode ser pronunciado
de uma entidade com corpo humano (forma como Adonai.
divina) e cabeça de galo (emblema da vigilân-
cia e da clarividência). Segura na mão esquerda Adivinhação
um escudo (sabedoria) e na mão direita um Para maioria dos esotéricos trata-se de um
chicote (poder dinâmico ou força vital). Seus termo pejorativo para a prática de divinação,
membros inferiores terminam em duas ser- mas popularmente é tido como a prática de
pentes (a mente ou sentido interno; a palavra obter informações do futuro por meio não nat-
criadora e a rapidez de compreensão). Esta ural ou científico. Do ponto de vista esotérico
figura costuma ser representada em um carro não se distingue da revelação praticada em al-
puxado por quatro cavalos brancos, símbolos gumas religiões cristãs.
dos quatro éteres por meio dos quais circula o
poder solar através do universo. Esta é, pos-
Aeon
sivelmente, a origem da palavra abracadabra,
apesar de outras explicações existirem para a Aeon, Éon, Eão, ou mesmo Eon, é um termo
origem da palavra. utilizado para designar um período longo de
tempo. Para a filosofia thelemica os Aeons se-
riam diferentes eras que a humanidade pas-
saria em períodos específicos. Nessa doutrina
cada Aeon é representado por uma divindade.
O primeiro Aeon foi a deusa Nuit ou Ísis, que
representou a dominação e poder da mater-
nidade. O segundo aeon teria sido represen-
tado pelo deus Osíris, que marcou o início do
patriarcado na humanidade. Já o terceiro aeon,
que seria o atual, pertence ao deus Hórus e teria
começado em 1904, com a criação da doutrina
da Thelema.
Na geologia, cosmologia e astrologia é us-
Na gnose grega, o nome Abraxas simboliza ado para representar o período de um bilhão
o "Supremo Poder". Designa a divindade (o ar- de anos.
conte) que rege o Sistema Solar e que concentra No gnosticismo os aeons são entidades div-

2
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA A

inas, que normalmente se encontram em pares Alfa


(masculino e feminino, denominados por sizí- O alfa (α) é a primeira letra do alfabeto
gias) e que existem no Pleroma. grego. Simbolizam o princípio de todas as
coisas inclusive o akasha. Veja ômega.
Agni
Palavra em sânscrito que literalmente sig- Alma Grupo
nifica "fogo". Agni também é conhecido como O conceito de "alma-grupo" foi trazido pela
o deus (deva) do fogo na religião védica indi- Teosofia como explicação para o que ocorre
ana. Como deus é representado como um ser com a alma dos animais após a morte e para
de aspecto humano com múltiplos braços, cada o comportamento instintivo. Para a Teosofia
qual portando um objeto, e duas faces. animais não são dotados de consciência de si
próprios e do meio externo, logo não possuem
uma individualidade e portanto, após a morte,
retornariam a um grande todo (que seria a alma
grupo) até uma nova reencarnação, dirigidos
por uma inteligência superior. Essa mesma
tese afirma que todo comportamento instintivo
dos animais é proveniente da média de todas as
experiencias trazidas por cada animal a alma
grupo.

Alquimia
A alquimia é, essencialmente, um processo
simbólico de transformação de metais inferi-
Para algumas correntes herméticas Agni é ores em ouro (entende se aqui por ouro os
a representação do Tattwa (estado etérico orig- valores mais altos da espiritualidade, que con-
inado do Akasha) Tejas sendo neste caso rep- ferem ao homem sua plena realização interior).
resentado por um triângulo equilátero. Esse processo era chamado de Magnum Opus
(traduzido por "A Grande Obra"), e envolvia
Akasha várias etapas, todas elas com evidente sentido
Segundo algumas correntes esotéricas, a simbólico. Essas etapas são:
criação do universo se deve a existência de
cinco elementos naturais (também chamados
de Tattwas) que seriam o Ar, Fogo, Água, • Calcinação: a extinção de todo
Terra e Akasha (espírito). Esse último ele- interesse pela vida e pelo mundo
mento, entretanto, estaria a cima dos demais manifestado, a "morte do profano"
em importância, pois todos os demais elemen- ou do ego.
tos teriam se originado a partir dele (por isso
as vezes é referido como o princípio original). • Putrefação: uma consequência
São representações do Akasha a quinta do primeiro estágio, consistindo na
ponta do pentagrama (a ponta apontada para desunião dos resíduos destruídos;
cima) e a imagem de um ovo (símbolo da • Solução: purificação da matéria;
origem) negro (símbolo do mistério).
Sendo considerado com a base de todas as • Destilação: filtragem da matéria
coisas da criação para alguns espiritualistas, a purificada, isto é, "isolamento" dos
exemplo Franz Bardon, o Akasha seria aquilo o elementos de salvação separados
qual as religiões chamam de Deus. Contendo nas operações precedentes;
assim tudo o que foi criado e mantendo todos • Conjunção: o casamento dos
os demais elementos em equilíbrio. contrários (identificado por Jung

3
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA A

como a união psicológica do princí- Anjo Guardião


pio masculino consciente com o Segundo o sistema mágico de Abramelin
princípio feminino inconsciente); Anjo guardião, anjo da guarda, anjo custode ou
• Sublimação: o sofrimento que mesmo eu superior trata-se da personificação
deriva da renúncia ao mundo e da do conjunto de todas as boas ações e de tudo
dedicação ao processo de busca es- que praticamos de verdadeiramente positivo e
piritual; construtivo, tanto nesta vida como nas vidas
passadas. Essa personificação pode se apre-
• Coagulação filosófica: a união in- sentar tanto como uma poderosa força interna,
separável do princípio fixo (mas- capaz de intervir no sentido protetor quando
culino, invariável) com o princípio solicitada como numa entidade física com a
volátil (feminino, variável). mesma finalidade. O anjo guardião é também
uma entidade pessoal (cada indivíduo possui
Para o público leigo a procura da trans- o seu e todos o possuem) nascendo e deixando
mutação alquímica dos metais em ouro na de existir com o nascimento e a morte daquele
alquimia ocorria (ou ocorre) de forma literal. que acompanha. O sistema Thelemico também
Para os praticantes da alquimia, entretanto, cita a existência dessas entidades.
essa ideia é errônea e fora introduzida a fim
de proteger seus segredos mágicos.
Antigos, Os
Termo Wiccano por vezes usado para
Alta Magia abranger todos os aspectos da Deusa e do
Também conhecida como Teurgia é a ma- Deus.
gia realizada para evocar a transformação es-
piritual do praticante. Sua finalidade é focar a Arquétipo
consciência do mago na sua sagrada luz inte- Na psicologia Junguiana, parte do incon-
rior, que em geral é personificada pelos deuses sciente é construído por meio da herança
superiores das diferentes cosmologias. O ob- genética. Nesta parte, chamada de incon-
jetivo da alta magia tem sido descrito também sciente coletivo, estão os arquétipos também
como a comunhão com o anjo guardião e é o chamados de imagens primordiais. Normal-
objetivo de muitos sistemas mágicos como o de mente os arquétipos se expressam através de
Abremelin. símbolos. Esses símbolos podem ser encon-
trados nos mitos originais, nas mais vari-
Amuleto adas religiões, em lendas que já fazem parte
Objeto ou símbolo a qual credita-se a ca- da bagagem cultural coletiva, os quais mar-
pacidade de trazer sorte ou proteção. Como cam definitivamente a consciência e particu-
exemplo de amuleto pode-se citar a figa, cruz larmente a esfera do inconsciente humano. Al-
de Davi, quadrado mágico, trevo, pentagrama, guns símbolos arquetípicos são a figura ma-
etc. terna, a imagem do pai, a criança, o herói, o
divino, entre outros
Andrógino
A palavra andrógino vem de duas palavras Arte, A
gregas, andros e gynos, que significam "homem" Forma de se referir a Bruxaria Wicca.
e "mulher" respectivamente, e se refere a uma
pessoa que combina na sua personalidade
tanto elementos masculinos quanto femininos.
A palavra hermafrodita é uma palavra análoga.
Vêm do deus grego Hermafrodito, que nasceu
da união de Afrodite e Hermes e que encarnava
as características sexuais de ambos.

4
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA A

Ásana íbis (deus da eloquência e comunicação). A re-


Palavra em sânscrito que significa literal- alização da assunção forma deus também cria
mente "postura". A palavra é muito utilizada uma familiaridade especial entre o praticante
dentro da prática yogue para se referir a pos- e o deus facilitando uma posterior invocação.
tura corporal adotada pelo praticante de yoga Por esse motivo a assunção forma deus é con-
em suas meditações. siderada um dos mais potentes auxiliares da
Adquirir uma ásana é o primeiro passo invocação. É as vezes utilizada na Ubanda a
para o desenvolvimento da prática de medi- fim de criar uma relação de proximidade entre
tação. Algumas posturas usadas para alcançar um indivíduo e seu guia.
o ásana são descritas em livros hindus tal como
o "Shiva Sanhita", embora qualquer postura Atarvaveda
possa ser adotada mediante intenso treina- Também grifado como Atharvaveda ou
mento. Uma posição corporal assume o status Atharva Veda é o quarto, e último, dos vedas.
de ásana quando seu desconforto físico, cau- É composto por hinos que contém práticas cu-
sado pela fadiga da posição, passa a ser algo rativas e pacificadoras e de bruxaria e encan-
simples de ser ignorado não interferindo neg- tamento, como por exemplo, fórmulas mági-
ativamente na meditação. cas para conquistar um amor, provocar e curar
doenças, adquirir, longevidade, prosperidade
Astrologia e etc.
Doutrina, estudo ou prática, que busca su-
por ou decifrar a influência dos astros na vida, Athame
no comportamento das pessoas e nos acon-
O athame é um punhal com uma lâmina
tecimentos pelos quais elas passam ou pas-
de duplo corte e tradicionalmente de cabo
sarão. Na astrologia, a série planetária – Sol,
preto, usado na Wicca e em algumas linhas
Lua Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter, Saturno,
de bruxaria. É utilizado para traçar círculos
Urano, Netuno e Plutão – expressa os mod-
mágicos ou emblemas mágicos no ar, para di-
elos ou arquétipos do mundo moral, cada
recionar a energia, assim como uma varinha
astro representando um duplo aspecto (posi-
mágica, e para controlar e banir espíritos. Rara-
tivo/negativo) de qualidades, que transfere aos
mente é usado para cortes físicos.
signos que rege. A sequência dos 12 signos
do zodíaco representa todo o ciclo da existên-
cia, desde o primeiro impulso da criação até a Aum
emancipação espiritual. Aum é uma sílaba mística sâncrita tida
como sagrada. Representa o fundamento de
Assunção de forma deus todos os sons. É usada como símbolo de
É uma técnica onde o mago encena o papel Brahma (divindade hinduista), e é considerada
de um deus de sua escolha. Durante essa ence- um mantra de grande valor energético.
nação tenta-se ao máximo comportar-se, vestir
e mesmo falar como o deus escolhido. Ou seja, Aura
o mago tenta realmente de todas as maneiras, Aura é um substantivo feminino que sig-
até o fim do ritual (ou interpretação), ser o deus nifica brisa, aragem ou vento suave. É descrita
em questão. como sendo uma energia imaterial que envolve
A finalidade de se realizar a assunção forma um determinado ser vivo. É frequentemente
deus está na possibilidade de desenvolver os vista (mediunicamente) como sendo multicol-
atributos da divindade em questão, seja para orida ou monocromática. Acredita-se que es-
a melhora de determinado atributo da person- sas cores revelam o caráter e/ou estado emo-
alidade do praticante, seja para a execução de cional da pessoa. Por exemplo, uma pessoa
uma tarefa. Em uma palestra, por exemplo, boa, ou equilibrada emocionalmente, tem uma
o palestrante poderia "vestir-se" como o deus aura com cores fortes e vivas ao passo que uma

5
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA A

pessoa desequilibrada ou má tende a uma aura ser traduzido como "cipó do morto" ou "cipó
escura ou monocromática. do espírito". Também conhecida como hoasca,
daime, iagê, santo-daime, vegetal e mariri.
Auréola É uma bebida proveniente da combinação da
Círculo luminoso com que os pintores cer- videira Banisteriopsis caapi com várias plan-
cam a cabeça dos santos. Esotericamente trata- tas, em particular a Psychotria viridis e a
se de uma representação simbólica da aura de Diplopterys cabrerana. No Brasil essa bebida é
luz que, segundo clarividentes, emana dos san- liberada apenas para fins religiosos devido ao
tos ou pessoas de elevado padrão espiritual. seu auto poder alucinógeno. Entre aqueles que
a ingerem é frequentemente citado como efeito
Ayahuasca a regressão da consciência do indivíduo para a
A palavra provém do quíchua "aya" (morto, sua infância, adolescência ou mesmo vida an-
defunto, espírito), e "waska" (cipó), podendo terior.

6
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA B

B
Babilônia o vinho, o mel, o sangue e a urina de vaca.
Cidade mesopotâmica, situada nas mar-
gens do rio Eufrates. As suas ruínas Beltane
encontram-se a norte do centro da cidade atual Também chamado de Beltain, Bealtaine,
de Al-Hillah, capital da província de Babil, no Noite de Walpurgis e Cethsamhain. É o quinto
Iraque, situada 100 km ao sul de Bagdade. No dos Sabbats. É celebrado em 31 de outubro no
cristianismo esta cidade simboliza a existên- hemisfério sul e 1◦ de maio no hemisfério norte.
cia corrupta, tanto do indivíduo quanto da so- Celebra a união simbólica, ou "casamento", da
ciedade, em oposição à Jerusalém celestial ou Deusa e do Deus, e é ligado à aproximação do
Paraíso. verão.

Baixa Magia
Besta do Apocalipse
Magia cuja intenção é produzir um efeito
Alegoria bíblica que representa o processo
prático no dia-a-dia ou no ambiente doméstico.
involutivo da matéria e do espírito. Foi, algu-
Magias para atrair dinheiro, namorado (a), um
mas vezes, utilizado como símbolo do princí-
emprego melhor ou sorte são exemplos.
pio feminino em seu aspecto corruptor e ten-
tador, e particularmente como emblema da es-
Banquete Simples, O tagnação do processo evolutivo.
Refeição ritual praticada na Wicca e sim-
bolicamente compartilhada com a Deusa e com
o Deus. Bhagavad Gita
O Bhagavad Gita é considerado uma parte
(apêndice) do Mahabharata embora tenha sido
Banimento
escrito posteriormente. O termo significa, lit-
Ritual usado na magia cerimonial com o
eralmente, "Canção de deus". Nele consta a
propósito de expulsar influencias negativas ou
história de Arjuna um guerreiro que ao se
maléficas. O ritual de banimento mais con-
preparar para a batalha, discute o significado
hecido é o ritual do pentagrama menor - RPM.
da vida e da morte com o condutor do seu
carro, o deus Krishna (um dos avatares de
Batismo Vishnu).
Rito baseado no simbolismo da água (el-
emento líquido), que limpa e purifica (veja
Bibliomancia
ablução). Sua difusão é bem anterior ao cris-
tianismo. Os hindus, por exemplo, se sub- A Bibliomancia é o uso de livros para
mergem nas águas do Ganges, seu rio sagrado, prática de divinação. Normalmente é feita a
para purificar-se. Com o mesmo fim mergul- leitura de passagens aleatórias do livro, em
havam nas águas do rio Nilo os aspirantes à busca de respostas a questões propostas. Na
iniciação do antigo Egito. Esse rito era tam- maioria das vezes utiliza-se livros tidos como
bém muito difundido na teurgia caldaica prim- sagrados tal como a Bíblia.
itiva, nos mistérios órficos e eleusianos da Gré-
cia, bem como entre os zoroastristas e os es- Bruxo
sênios. Por seu lado, no oriente, os tibetanos Aquele que pratica bruxaria. Também é
utilizam como líquidos purificadores não ape- utilizado por alguns membros da Wicca para
nas a água, mas também certos óleos vegetais, descrever a si mesmos.

7
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA C

C
Cartomancia Contemplação
Cartomancia é um método de divinação Contemplação é o ato de admirar ou pen-
(veja divinação) baseado no uso de cartas como sar sobre alguma coisa sem deixar que alguma
por exemplo o baralho de tarô. influência externa atrapalhe tal ação. Esoteri-
camente costuma-se diferenciar contemplação
Chacra de meditação, pois diferente da meditação a
Chacra, xacra ou chakra segundo a filosofia contemplação sempre resulta em alguma mu-
iogue, são centros energéticos dentro do corpo dança no estado de espirito inspirado no objeto
humano, que distribuem a energia (prana) contemplado. Pensando desta forma a contem-
através de canais (nadis) que nutrem os órgãos plação é dita parte importante da prática de
e sistemas do corpo. Assunção Forma Deus.

Cidade das Nove Portas Corno


Expressão simbólica do corpo humano, O mesmo que chifres. Desde a mais re-
com suas nove aberturas ou orifícios através mota antiguidade, os cornos ou chifres sim-
dos quais ele se relaciona e comunica com o bolizaram a ideia de força e potência, elevação e
mundo exterior. poder, dignidade e fertilidade. Muitos deuses,
deusas e heróis foram representados portando
cornos - por exemplo, Moisés. Os cornos,
Círculo de Pedras
como símbolos, apresentam duas formas prin-
Veja Círculo Mágico. cipais: os do tipo do carneiro, de significação
solar (Áries); os do tipo do touro, de signifi-
Círculo Mágico cação lunar (Touro). No cristianismo, em con-
Desenho no formato de circunferência uti- sequência de uma reversão, os cornos se con-
lizado na Magia Cerimonial. Os Círculos verteram em representação da violência e do
Mágicos são encontrados nas mais diversas re- mal, sendo assim transformados em atributos
ligiões e escolas tradicionais no Oriente, no corporais de demônios. Modernamente, certas
Ocidente e também na África; seu simbolismo escolas ocultistas interessadas no estudo das
é bastante amplo, mas quando traçado pelo energias sutis do ser humano (energia etérica
praticante de magia simboliza, normalmente, e astral) consideram os cornos como símbo-
a criação de um espaço pessoal e impenetrável los de chacras, emanações energéticas impor-
por esse motivo são utilizados como parte de tantes, as quais, nesse caso, aparecem na região
rituais de proteção. da cabeça de certos indivíduos que alcançaram
Na Wicca o Círculo Mágico é idealizado na um alto grau de desenvolvimento espiritual.
forma de uma esfera, entretanto seu uso ainda
é feito com finalidade protetiva. Os "pontos Coven
traçados" do candomblé e da umbanda são A palavra vem do termo "Couentus", que
outro exemplo de Círculo Mágico, mas neste significa "reunir-se, estar junto". É usada para
caso os círculos são utilizados para evocações designar um grupo de bruxos, normalmente
ou invocações. experientes, que se reúnem para praticar a ma-
gia ou para comemorar os sabats e esbats. Os
Cleromancia covens também são chamados de Coventículo
Forma de divinação praticada com dados ou Conciliábulo. Tradicionalmente, um coven
de seis faces. abriga o máximo de 13 pessoas e segundo

8
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA C

Gerald Gardner, escritor de "A Bruxaria Hoje" um grupo com no máximo 13 pessoas, e que
(2003, editora Madras, pág. 101), essas 13 pes- assim a falta de qualquer membro poderia ser
soas são tradicionalmente compostas por seis facilmente sentida. É comum membros de um
casais e o líder do coven. A finalidade de se ter mesmo coven se tratarem como irmãos.

9
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA D

D
Daimon ismo conserva-se essa mesma visão de tem-
Palavra grega que significa espírito ou pos remotos assim demônios são considera-
gênio. Deu origem a palavra demônio. dos apenas como entidades intermediárias ou
mensageiros entre os homens e os deuses.
Debir No cristianismo a significação simbólica dos
Palavra retirada do primeiro Livro dos Reis, demônios sofreu mudança radical com o de-
que significa lugar muito santo. É desse termo senvolvimento das religiões cristãs, que os
que se origina a expressão em latim "Sanctum identificam com o espírito do mal, os anjos caí-
Sanctorum". dos ou rebeldes comandados por Satanás ou
Lúcifer. Nas religiões de origem afro-brasileira,
Defumador as entidades chamadas Exus são tradicional-
Defumador ou simplesmente incenso são mente consideradas como as que mais corre-
essência ou resina aromáticas, que quando spondem ao sentido primitivo de demônio.
queimadas produzem uma fumaça perfumada
que impregna o ambiente. Não se sabe bem as Deus, o
origens do habito de se utilizar defumadores Uma das duas deidades máximas da Wicca
para práticas ritualísticas, mas sabe-se que é também chamado de "o chifrud" (veja cornos)
eram comuns em rituais egípcios e hebraicos sem referência a satã. É representado pelo Sol
sendo inclusive descrito na Bíblia. (escrito com S maiúsculo).
Nas diferentes linhas esotéricas existentes
os defumadores são utilizados com três final- Deusa, a
idades: como panaceia mágica e terapêutica Uma das duas deidades máximas da Wicca
tanto para cura de doenças físicas como es- é também chamada de "grande mãe" e Diana.
pirituais; como alucinógeno; como apoio psi- É simbolizada pela Lua (escrito com L maiús-
cológico para induzir um sentimento místico. culo).
O uso de defumadores como panaceia é um
habito frequentemente encontrado entre índios
brasileiros. Dias de Poder
Veja Sabbat.
Demônio
Palavra derivada da palavra grega dai- Divinação
mon para designar um espirito ou entidade Popularmente conhecido como adivin-
malévola. O conceito primitivo de demônio hação a divinação é a comunicação com uma
é bem distinto de sua interpretação atual de entidade superior, afim de obter conselhos ou
tipo cristão. Na Antiguidade, e mesmo na palpites para tomada de decisão. São formas
época da Grécia clássica, os demônios eram de divinação o jogo de búzios, praticado nas
considerados gênios da natureza e podiam ser religiões Afro-brasileiras, a cartomancia, bib-
tanto maléficos como benéficos. No esoter- liomancia e a cleromancia.

10
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA E

E
Egrégora Enteógeno
Do grego egrêgorein, que significa velar, vi- Um enteógeno, que significa literalmente
giar, é um conceito exclusivamente esotérico. "manifestação interior do divino" é toda sub-
Trata-se de uma forma pensamento criada a stancia natural, proveniente de fungos ou plan-
partir do coletivo (duas ou mais pessoas). Se- tas, utilizadas em práticas religiosas ou espiri-
gundo as doutrinas que aceitam a existência tuais a fim de causar alterações na consciência
das egrégoras, estas estão presentes em todas (alucinações). Como exemplo de enteógeno es-
as coletividades, sendo criadas de forma con- tão a Salvia e o daime.
scientes ou não. Após criada a egrégora pode
se tornar uma entidade autônoma com vida Esbat
e consciência própria, mas ainda se alimen- Esbat (ou, num termo mais comum, um
tando das energias que a geraram. Quando Ritual de Lua Cheia) é um termo wicano, que
criadas propositalmente têm como finalidade derivada do verbo esbattre, que em francês ar-
a proteção de um grupo ou compartilhar um caico, significando "alegrar-se". É usado para
sentimento (ver forma pensamento). designar as reuniões (ou celebrações solitárias)
mensais, que ocorrem no primeiro dia da fase
de cada lua.
Elementais
A finalidade básica dos Esbats é a cele-
Espíritos dos elementos ar, fogo, terra e bração dos ciclos da Deusa (ou Grande Mãe),
água. No hermetismo elementais é o nome em seus três aspectos: Donzela, Mãe e Anciã
dado a todo e qualquer espírito que se crê exi- (lua crescente, cheia e minguante). Também é
stir na natureza. Esses espíritos são chamados usado para a prática de rituais de cura e trabal-
de: Silfos (os elementais do ar), Salamandras hos mágicos principalmente durante a época
(os elementais do fogo), Ondinas (os elemen- da lua cheia (plenilúnio), que representa o auge
tais da água) e finalmente os Gnomos (os ele- do poder da Deusa. Também se pratica os es-
mentais da terra). bats no primeiro dia das fases da lua nova e
lua negra. Na lua negra se celebra as deusas
Elementos, Os negras.
Além dos rituais, meditação e estudos se
Terra, Ar, Fogo, Água. Essas quatro essên-
praticam também cantos, danças e contam-se
cias são os tijolos que constroem o universo.
histórias. O encerramento do esbat é feito
Tudo o que existe (ou que tem potencial para
repartindo-se pão ou bolo (que têm a forma
existir) contém uma ou mais dessas energias.
de lua crescente) e bebendo-se vinho, suco ou
Os elementos vibram entre nós e estão por toda
chá, brindando à Lua e ofertando um pouco
a parte no mundo. Podem ser utilizados para
à natureza em sinal de gratidão à Mãe Terra.
trazer mudanças através da magia. Os quatro
Nesse caso o pão simboliza o alimento tirado
elementos são formados por uma essência ou
da terra, enquanto que a bebida usada tem por
poder primordial (veja akasha).
finalidade apenas a de favorecer a atmosfera de
alegria e descontração.
Encantamento
Ritual mágico, geralmente de cunho não re- Esotérico
ligioso. Também é a palavra usada para o que Pessoa ou grupo que têm por crença que
popularmente se entende como magia, embora determinado conhecimento não pode ou não
não seja. deve ser passado a todos, mas apenas a

11
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA E

um pequeno número de iniciados. Normal- não e feita a distinção entre a palavra in-
mente esse cuidado é justificado pela natureza vocação (que é substituída pela palavra pos-
perigosa de tal conhecimento. Um exemplo de sessão) como é feito no esoterismo em geral.
grupo esotérico é a maçonaria. No popular No esoterismo diferente do que ocorre na
também se chama de esotérico o praticante de invocação, neste caso, a entidade evocado não
alguma forma de misticismo. possui o corpo daquele que pratica a evocação.
O antônimo de esotérico é exotérico.
Exoterismo
Evocação O exoterismo é o oposto do esoterismo,
No esoterismo a evocação é o chamamento pois neste caso a uma crença de que um de-
por meio da magia (conjuração), exorcismos terminado conhecimento deve ser difundido o
ou rezas. É uma prática presente até mesmo máximo possível. Um exemplo de exoterismo
dentro do próprio cristianismo, entretanto aqui é o próprio cristianismo.

12
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA F

F
Falo indivíduo, mas a própria humanidade, son-
Órgão sexual masculino. O falo é símbolo hadora e descontente, com suas aspirações e
universal da fertilidade, da força produtiva da suas fraquezas.
natureza, da energia ativa do princípio mas-
culino. O culto fálico está presente em prati- Folie de deux
camente todas as civilizações primitivas e anti-
gas, especialmente no antigo Egito, na Grécia Folie de deux ("Loucura a dois" em francês,
Clássica, em Roma e em tribos do continente pronuncia-se: foli-à-dú) é uma sintomatologia
americano e africano. Mas é na Índia, até nos- psicopatológica na qual duas pessoas, geral-
sos dias, que os cultos fálicos encontram sua mente da mesma família ou intimamente as-
expressão mais desenvolvida e espiritualizada, sociadas, compartilham sintomas psicóticos.
sem conteúdo ou conotações obscenas. Nesses casos, descobre-se comumente que
apena uma das pessoas possui insanidade, e
que a outra sofre, por parte da insana, uma re-
Fausto lação de dominação o que a faz imbuir-se das
Johann Georg Faust, ou Georg Faust, foi um ilusões de sua companheira por meio da sug-
alquimista, astrólogo e mago da época do Re- estão. Essa psicopatologia é rara nos homens e
nascimento alemão. Sua vida inspirou um dos ocorre com maior frequência entre irmãs ou en-
mais importantes e universais mitos esotéricos tre duas mulheres que vivem juntas, não neces-
e psicológicos, traduzido na lenda de "Fausto e sariamente configurando uma relação homos-
Mefistófeles", a história do homem (Fausto) que sexual.
vende a alma ao diabo (Mefistófeles) em troca
de poder e sabedoria. Na realidade, ambos
os personagens representam aspectos da alma Forma Pensamento
humana, inquieta e ambiciosa, faminta de con- São entidades ou espíritos artificiais cria-
hecimento das supremas verdades. Esse mito dos, basicamente, a partir da força de pensa-
ganhou, com o passar do tempo, proporções mento de um indivíduo ou mesmo de várias
arquetípicas. O conflito de Fausto e Mefistófe- pessoas. São exemplos de formas pensamen-
les simboliza não mais apenas o homem como tos as egrégoras, tulpas e servidores.

13
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA G

G
Genuflexão um determinado objeto, pensamento ou ação
Ato de ficar ajoelhado em sinal de vener- atingida, normalmente, por meio de medi-
ação e humildade quando em sinal de uma di- tação.
vindade ou pessoa poderosa.
Golem
Geomancia Segundo o folclore judaico o golem é um
Divinação baseada na observação de pe- ser artificial criado come barro e animado com
dras ou terra atirados sobre uma superfície magia. De acordo com a tradição o primeiro
plana e dos desenhos formados com isso. rabino a criar um golem foi o polonês Judah
Loew Bem Bezalel, que no século 16 teria cri-
Giromancia ado um golem para defender o gueto de Praga
É um método de divinação no qual uma na República Tcheca.
pessoa gira dentro de um círculo desenhado
no chão, cujo perímetro é marcado com letras
Grimório
de algum alfabeto. A adivinhação é inferida
a partir da letra em que a pessoa tropeça ou Grimório ou do francês grimoire são co-
cai por toda a borda do círculo. A pessoa letâneas de feitiços, rituais e encantamentos
repete a prática "até que tenha desenvolvido mágicos reunidas sob a forma de um livro.
uma frase inteligível, ou até que a morte ou
a loucura intervenham". A vertigem provo- Guematria
cada pelo giro ou pela circulação serve para Guematria, guemátria ou guimátria é um
criar aleatoriedade ou manter um estado alter- método de análise das palavras bíblicas onde se
ado de consciência necessário a toda prática de atribui um valor numérico a cada letra. É con-
divinação. hecido também como "numerologia judaica" e
só pode ser aplicado nos textos da Torá (Pen-
Gnose tateuco) escritos em sua língua original (he-
Gnose é a capacidade de se concentrar em braico).

14
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA H

H
Hara Hermetismo
No zen-budismo, denomina-se hara um É o estudo e prática da filosofia oculta e da
manancial de energias vitais, ou dentro en- magia associados a escritos atribuídos a Her-
ergético, que compreende duas partes: uma mes Trismegisto, (Hermes Três-Vezes-Grande),
associada ao plexo solar, cujo sistema de ner- uma deidade sincrética que combina aspectos
vos regula os processos digestivos e os órgãos do deus grego Hermes e do deus egípcio Thoth.
de eliminação, e outra situada entre o umbigo Os escritos mais importantes do Hermetismo
e a pélvis, considerada o centro energético são aqueles atribuídos a Hermes no caso: a
de gravidade ou de equilíbrio do corpo. Os Tábua de Esmeralda e os textos do Corpus Her-
mestres japoneses do zen relacionam o hara meticum (Cabaliom). O exemplo mais popular
com as forças do inconsciente profundo. O de uma doutrina derivada do Hermetismo é a
hara é o símbolo do homem completo, unido a Astrologia. Do ponto de vista maçom o her-
forças vitais profundas que esse homem reúne metismo é apenas uma referência a tradição
ou esconde em si mesmo. dos Alquimistas.

Heptagrama
Hermafrodita
Essa estrela de sete pontas pode ter difer-
Ser que reúne em si as características físicas entes significados, mas todos são relaciona-
e psicológicas de ambos os sexos, masculino e dos à ideia de "coisa sagrada", como nos sete
feminino, o hermafrodita é também um sím- dias da semana, nos sete planetas na tradição
bolo universal ou arquetípica de origem ex- antiga, nos sete metais mágicos ou nos sete pi-
tremamente remota. Considera-se, esoterica- lares da sabedoria.
mente, que a condição de androginia (equi-
líbrio anímico entre as energias masculinas e
femininas existentes em todo ser) é condição
necessária para que seja possível a passagem
a um estado subsequente - o da "consciência
integrada". Na numerologia, explica-se que a
figura do hermafrodita é uma consequência da
aplicação do simbolismo do número dois ao
ser humano, criando uma personalidade que
está integrada apesar da sua dualidade.

Hermes Trismegisto Para os egípcios antigos, o heptagrama


Hermes Trismegistus (Hermes, o três vezes relembrava as sete esferas do além-vida e os
grande) é o nome dado ao deus egípcio Thoth sete sábios que a alma encontraria em sua jor-
(ou Tahuti), identificado com o deus grego Her- nada. Na cabala, esse símbolo corresponde
mes. Ambos eram os deuses da escrita e da à sétima esfera da Árvore da Vida, chamada
magia nas respectivas culturas. O seu estudo Netzach, ou Vitória. No cristianismo, o hepta-
e sua prática da filosofia oculta e da magia é grama é o símbolo da perfeição de Deus. O
denominado hermetismo. A autoria do Cor- ocultista britânico Aleister Crowley também
pus Hermeticum é creditada a ele. Também é usou um heptagrama na sua Marca da Besta,
considerado patrono dos alquimistas da Idade e uma variação dessa estrela no selo da ordem
Média. Astrum Argentum.

15
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA H

Hexagrama
Muito conhecido como Estrela de Davi.

Na prática mágica o hexagrama unicursal


O hexagrama é um desenho simples de deve ser traçado de uma única vez (sem reti-
dois triângulos equiláteros que formam uma rar o lápis ou pincel da superfície) como sim-
estrela de seis pontas. O triângulo com a ponta bolo de perenidade, sendo utilizado como bar-
voltada para cima representa o fogo, e o triân- reira de proteção. O hexagrama unicursal é
gulo invertido a água. Na alquimia, esse hex- uma figura presente no sistema thelemico, em-
agrama faz referência aos sete planetas, com bora seja (dentro deste sistema) mais conhecido
a inclusão da Lua no topo e o Sol no centro numa versão com um trevo de cinco folhas no
do desenho. No judaísmo, a Estrela de Davi centro.
tornou-se mais popular a partir de 1897. Na
cor amarela, ela foi usada para identificar os
prisioneiros dos campos de concentração du-
rante o nazismo. Mesmo tendo sido um sím-
bolo da perseguição aos judeus, no pós-guerra
converteu-se em sinal de honra e orgulho.

Hexagrama Unicursal
O nome faz referência à estrela de seis pon-
tas que pode ser desenhada com uma linha
contínua, em vez de dois triângulos sobrepos-
tos do hexagrama da Estrela de Davi.

16
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA I

I
Iluminação tal conceito aproxima-se das concepções orien-
De um modo geral a iluminação significa tais que claramente definem o inferno como
a aquisição de uma nova sabedoria ou en- um particular estado de consciência.
tendimento que forneça ao indivíduo uma per-
cepção mais clara (ou completa), sobre algo Iniciação
muito importante (como por exemplo o con- Processo pelo qual um indivíduo é intro-
hecimento sobre o divino, ou o objetivo da duzido ou admitido em um grupo, interesse,
vida e etc.). Normalmente ocorre quando se habilidade ou religião.
entra em contato direto com a divindade ou
por meio de estado alterado da consciência.
I.N.R.I.
No cristianismo, por exemplo, a iluminação
ocorre quando o Espírito Santo capacita o leitor Abreviatura de Iesu Nazarenus Rex Iude-
das Escrituras Sagradas a entender a revelação orum ("Jesus Nazareno Rei dos Judeus"), in-
divina ali expressa. scrição que Pilatos fez afixar na cruz onde foi
supliciado Jesus Cristo.
Na simbologia rosa-cruz, I.N.R.I. significa
Imbolc Igni Natura Renovatur Integra ("A Natureza é
Também chamado de Imbolg Candlemas, completamente Renovada pelo Fogo"), relacio-
Lupercália, festa de Pã, Festival das Tochas, nando, portanto, essa abreviatura com o sim-
Festa da Luz Crescente, Oimelc, Dia de Brigit e bolismo da ressurreição ou da renovação espir-
muitos outros nomes. É o terceiro dos Sabbats itual.
do ano. É comemorado em 1º ou 2º de agosto
no hemisfério sul e em 1º ou 2º de fevereiro no
hemisfério norte. É o período no qual os Wic- Instrumentos de medida
canos celebram a recuperação da Deusa após Conjunto de cinco instrumentos utilizados
o parto do Deus (ver Yule). É um festival de simbolicamente pelos maçons para construir,
purificação e de reverência pela renovada fertil- moral e intelectualmente, o mundo. São eles:
idade da Terra. Costuma-se acender fogueiras o fio de prumo, o nível, a régua, o esquadro
em sua comemoração. e o compasso. Esses instrumentos estão rela-
cionados com a estrela de cinco pontas (ver ver-
bete a respeito), os sólidos platônicos (idem) e
Inferno os cinco sentidos humanos, os quais facultam
Lugar destinado ao suplício daqueles que ao homem o reconhecimento e a comunicação
ofenderam as leis divinas, os pecadores. Em- com o mundo circundante.
bora quase todas as grandes religiões consid-
erem a existência de um céu e de um inferno,
IOD
para onde são encaminhados os espíritos após
a morte física, dependendo das ações boas ou IOD é a décima letra do alfabeto hebraico,
más que praticaram em vida, o conceito da con- cuja aparência se assemelha a uma vírgula.
denação é tipicamente judaico-cristão. Moder- Quando vogal é o emblema material da divin-
namente, mesmo entre algumas seitas cristãs dade, do Deus criador cristão, além de ser o
(principalmente as protestantes) passou-se a símbolo do gênero humano devido a sua forma
considerar o inferno não como um lugar físico, lembrar um espermatozoide.
e sim um estado de alma do indivíduo, uma
situação psicológica do mesmo caracterizada Invocação
pela angústia e a dor existencial. Nesse sentido, Forma de possessão que pode ser total,

17
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA I

quando uma entidade assume completamente sinônimo de evocação no meio esotérico invo-
o controle do indivíduo, ou parcial, quando cação e evocação são conceitos distintos. Um
apenas uma característica da entidade é pas- exemplo de invocação é o que ocorre quando
sada. Apesar de muitas vezes ser considerado um iniciado "incorpora" seu orixá.

18
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA J

J
Jadu Tona crânio unhas ou fios de cabelo da vítima. Se
O Jadu Tona trata-se de um antigo ritual de a meta for controlar um espirito de um morto
magia negra praticado pelos hindus cuja final- então picota-se a foto do falecido e misturada
idade seria lançar enfermidades sobre alguém, ao sangue no interior do crânio. A vítima de
fazer uma amarração amorosa, ou controlar o Jadu Tona costuma sofrer de depressão, falta
espirito de um morto por apenas um dia. de apetite, insônia, unhas escurecidas, marcas
A realização do Jadu Tona consiste em na pele e etc. O processo fica mais intenso e
encher um crânio humano com sangue de linha rápido se um pequeno pedaço do crânio so-
enquanto se recita vedas (cânticos) de caráter bre o qual foi realizado o ritual for moído e
dúbio como o Atarvaveda. Se o objetivo é fazer ingerido pela vítima.
uma amarração então adiciona-se ao sangue e

19
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA K

K
Kundalini sempre acentuado e com pronúncia longa no
Kundalini é uma energia física, de natureza í final. Muitos, pôr a considerarem sagrada,
neurológica, concentrada na base da coluna. grafam o nome com "K" maiúsculo.
O termo kundalini é feminino e deve ser

20
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA L

L
Labrys como por exemplo o Liber OZ que possui ape-
Machado de duas lâminas que simbolizava nas uma única página. É comum alguns livros
a deusa na Creta Antiga, é ainda usado por sobre magia do caos também utilizarem o tí-
alguns Wiccanos com a mesma finalidade. As tulo de Liber, mas neste caso trata-se de uma
duas lâminas representam na Wicca a deusa referência a literatura sagrada thelemita.
em seu aspecto lunar.
Lilith
Lammas Na tradição hebraica exposta no Talmude,
Veja Lughnasad. Lilith foi a primeira mulher de Adão, mãe de
demônios e gigantes, que, de acordo com as
Lamen lendas, não quis submeter-se à autoridade do
marido, abandonando-o para ir viver na região
Todo pingente mágico pendurado no
do ar. Esotericamente considera-se Lilith um
pescoço de modo que paire sobre o peito, à al-
símbolo dos instintos e dos impulsos femini-
tura do coração. Seus usos variam, mas geral-
nos e lunares mais primitivos. Está relacionada
mente é um mandamento de autoridade. Os
com os estímulos do inconsciente profundo. É
talismãs são exemplos de lamen. É esoterica-
mencionada uma única vez na Bíblia e repre-
mente a representação simbólica da autoridade
senta a insubmissão da mulher ao homem.
psíquica e intelectual, além da atitude e maturi-
dade do mago. Expressa a autoridade absoluta
desse. Lingam
Termo sânscrito usado tanto como sinôn-
Lebo Gabala imo de falo como também para representar a
Também chamado de livro das conquistas. integração entre os dois sexos.
Trata-se de uma coleção de manuscritos que
contam a história mítica do povoamento da Ir- Linguagem Enoquiana
landa por invasões sucessivas de cinco raças Suposta língua angélica revelada por anjos
sobrenaturais. a John Dee no final do século XVI. De acordo
com os anjos que visitaram Dee, essa língua
Leto foi usada por Adão no paraíso para nomear as
O "rio do esquecimento", Leto era, para os coisas. Às vezes é usada em rituais mágicos.
antigos gregos, um dos rios do inferno. Mito-
logicamente, relata-se que as almas, após pas- Litha
sar certo tempo nesse lugar para expiar suas Também chamado de Mid Summer é o sexto
culpas, tinham de beber as águas do Leto antes dos Sabbats. É celebrado no primeiro dia do
de poder abandoná-lo. Essas águas tinham o verão mais ou menos em 21 de dezembro no
poder de fazê-las esquecer de todo o passado. hemisfério sul e 21 de junho no hemisfério
norte. Marca o ápice do verão quando sim-
Liber bolicamente o deus e a deusa se encontram em
Liber (livro) do plural Libre e significa sua plena juventude.
"livro". Os libres são como são também chama-
dos os "livros" sagrados de magia da Thelema. Livro das Sombras
Entretanto, embora se use essa denominação Diário usado por praticantes de Wicca para
alguns libres possuem tamanho bem reduzido registrar rituais, feitiços, e seus resultados, bem

21
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA L

como outras informações mágicas. Tanto prati- Para os egípcios a flor de lótus também é
cantes individuais quanto covens mantêm esse uma representação do Sol e da ressurreição.
tipo de livro. No hinduísmo, o lótus simboliza a também
a terra. E é comum a representação do criador
Lótus do universo sentado sobre uma flor de lótus. É
Planta comum no Egito, Índia, Japão, China também símbolo corrente no budismo, repre-
e outros países asiáticos. Sua semente contém, sentando a pureza (devido a beleza de sua flor e
em seu interior, uma perfeita miniatura da fu- o fato de ser uma planta de terreno lamacento)
tura planta. Cresce em terrenos lamacentos e correspondendo, no ocidente, à rosa.
onde enterra suas raízes, extraindo daí o seu
sustento. Sua flor é tida popularmente como
muita bela. Lúcifer
Do latim luci-feros (o portador da luz). O
mais belo dos anjos que se rebelaram contra
. No cristianismo, Lúcifer está associado ao
conceito de demônio. Para certas escolas es-
otéricas, como a teosofia, a figura de Lúcifer
está revestida de complexo e importante con-
teúdo simbólico: é ele quem, desobedecendo
às ordens de , confere aos homens o conhec-
imento, retirando-os assim do estado mítico
de inocência em que viviam (simbologia do
Como o lótus possui em sua semente uma Paraíso). Na tradição judaica, foi Lúcifer quem
réplica em miniatura da futura planta é sím- abriu os olhos do autômato criado por Jeová,
bolo dos protótipos espirituais de todas as conferindo-lhe assim a imortalidade espiritual.
coisas que existem nos mundos imateriais, O simbolismo de Lúcifer pode ser assimilado
antes de manifestarem-se no mundo material. ao do herói grego Prometeu, que invadiu o céu
Devido também a característica do lótus de en- para roubar o fogo aos deuses e trazê-lo aos
terrar suas raízes na lama, extraindo daí o seu homens.
sustento, e projetar suas flores no ar é tam-
bém símbolo do próprio homem. A raiz en-
terrada representa a vida material; o tal e as Lughnasad
folhas, alçando-se para cima, simbolizam a ex- Lughnasad (lê-se "Lunasá") ou Lammas (lê-
istência astral; e, finalmente, a flor flutuando se "lamas") é o sétimo Sabbat do ano. É cele-
sobre a água é emblema da existência espiri- brado em 2 de fevereiro no hemisfério sul e 2
tual. Em termos de simbologia da personali- de agosto no hemisfério norte. Trata-se de uma
dade humana, o lótus presta-se igualmente: as época de agradecimento aos es por tudo o que
raízes representam o corpo físico, ligado ao el- colhemos, sendo coisas boas ou aparentemente
emento mais sólido, a terra; o talo e as folhas, ruins, pois na Wicca coisas ruins fazem parte
mergulhados da água, significam a sua parte de uma etapa evolutiva. Simboliza o miste-
emocional; a flor, inserida no elemento ar, sim- rioso enfraquecimento do deus o que tornaria
boliza intelecto. os dias mais curtos.

22
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA M

M
Mabon pal a ideia de que a crença é o instrumento
Mabon (lê-se Mêibon) é o último Sabbat do mágico que torna a prática mágica possível.
ano. É celebrado no primeiro dia do outono Assim, qualquer prática de qualquer outro sis-
mais ou menos 21 de março no hemisfério sul tema pode ser considerada válida desde que o
e 21 de setembro no hemisfério norte). Data magista acredite na sua eficiência. Por esse mo-
onde os pagãos honram o deus em seu aspecto tivo é muito comum magos caoistas utilizarem-
de semente e a grande mãe em seu aspecto de se de elementos de vários outros sistemas real-
provedora. izando uma verdadeira mistura.

Macrocosmo Magia Dogmática


Do grego makros kosmos "grande universo". É a forma de magia que faz uso de símbo-
A expressão macrocosmo é empregada ora los alheios aos pessoais, simbologia essa díspar
como substantivo ao conjunto de todos os cor- daquela pertencente ao subconsciente do oper-
pos que constituem o Universo ora como o ador. É a forma de magia ensinada nas obras
próprio Universo considerado como um todo tradicionais do assunto, e nas escolas ocultistas.
orgânico, por oposição ao ser humano. É tam-
bém o contrário de microcosmo. Magia Negra
Popularmente magia negra é o uso de forças
Magia sobrenaturais de natureza maléfica. Já esoteri-
Segundo o Mago inglês Aleister Crowley camente esse é um termo bastante discutível,
magia é a ciência e a arte de provocar mudanças uma vez que muitos esotéricos consideram
de acordo com a vontade (thelema). Segundo equivocada essa classificação para a magia. En-
o ocultismo Jose Roberto Romeiro magia deve tretanto, alguns autores explicam a magia ne-
ser separada de feitiçaria/bruxaria. Pois nessa gra como o uso da prática mágica para fins
última não se compreende a forma de operação puramente egoístas que prejudique ou retire a
dos Elementos da natureza. Alguns autores capacidade de livre arbítrio de alguém. Nessa
costumam escrever a palavra magia com "m" definição um exemplo de magia negra são os
maiúsculo para diferencia a verdadeira magia feitiços de amarração amorosa. Onde o indi-
da magia apresentada em palcos voltada para víduo "amarrado" perde seu livre arbítrio (ca-
o entretenimento. pacidade de escolher seu parceiro) sendo obri-
gado a amar aquele que realiza a magia. Um
Magia Cerimonial detalhe interessante é que se o "amarrado" con-
Magia Cerimonial é a prática de invocar cordar com a realização do feitiço o mesmo
e controlar espíritos por meio da aplicação deixa de ser considerado um ato de magia ne-
de certas fórmulas. Abrange vários sistemas gra. Também não pode ser considerado magia
mágicos, como por exemplo a Goétia, e é con- negra a invocação de uma entidade demoníaca
stituída de Rito e Ritual. para realizar uma determinada tarefa. Ex-
ceto se tal tarefa tiver finalidade egoísta como
Magia do Caos citado.
Magia do Caos ou Caoísmo (dentre tan-
tos outros nomes adotados pelos praticantes) é Magia Pragmática
um sistema mágico que tem origem nos trabal- É o tipo de magia que faz uso apenas dos
hos de Austin Osman Spare e Aleister Crowley. símbolos pessoais, do fator de ressurgência
Esse sistema possui como pensamento princi- atávica, do simbolismo presente no subcon-

23
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA M

sciente do operador. Como exemplo de magia de "tabu" que significa: lugar sagrado.
pragmática pode se citar a magia do caos.
Mandala
Magia Sexual Termo sânscrito para designar diagramas
Magia Sexual é o termo ocultista para des- ou círculos simbólicos utilizados para exercí-
ignar diversas práticas sexuais usadas com cios de meditação, concentração e também em
propósitos mágicos, místicos ou espirituais. A operações de magia branca.
premissa fundamental da magia sexual é o con-
As mandalas, utilizadas principalmente na
ceito de que a energia sexual, ou libido, do or-
Índia e no Tibet, possuem simbologia com-
ganismo humano é uma força extremamente
plexa. Sua estrutura básica consiste de um
poderosa que pode ser usada para prática da
centro (símbolo da totalidade, da divindade,
magia.
da consciência superior ou cósmica) e de uma
quantidade de formas geométricas dispostas
Mahabharata circularmente ou ao redor do centro (formas
Mahabharata (traduz se: A Grande História essas que representam as inúmeras facetas da
dos Bharatas) trata-se de um poema hindu bas- personalidade humana e as infinitas formas do
tante antigo, sendo que alguns trechos pos- universo manifestado).
suem mais de 2500 anos. De acordo com a A principal finalidade das mandalas parece
mitologia hindu o Mahabharata foi escrito por ser a de encorajar e induzir o espírito, através
Ganesh (deus da sabedoria) à medida que ia de sua contemplação. Carl Gustav Jung estu-
sendo ditado pelo sábio também hindu Vyasa. dou em profundidade a simbologia das man-
O poema descreve um conflito que ocorreu por dalas, relacionando-as à simbologia universal
volta de 1200 a.C. entre dois grupos de primos, do círculo.
os Pandavas e os Couravas, netos de Vyasa,
Na Umbanda a decoração sob o qual a
sob o governo de um reino no norte da Índia.
oferenda é colocada para o orixá é também
Grande parte do poema está focada em Arjuna,
chamado de mandala.
o guerreiro mais valente dos Pandavas. Algum
tempo depois de ter sido escrito, foi lhe acres-
centado o Bhagavad Gita (Canção de deus). Mantra
Neste o príncipe Arjuna, em crise de consciên- Mantra (do sânscrito Man mente e Tra con-
cia por estar combatendo amigos e familiares,trole) é uma sílaba ou poema religioso nor-
cogita desistir da luta e entra em diálogo com
malmente em sânscrito. O seu objetivo é in-
o condutor do seu carro, o deus Krishna, que o
duzir o indivíduo a um estado de meditação.
convence que aquela guerra faz parte do des- Para isso o mantra é constantemente recitado
tino do seu povo e não pode ser evitada. O Ma-
ou simplesmente ouvido em loping. Pode ser
habharata é inteiramente escrito em Sanscritoconsiderado como um tipo de oração ou en-
e bharata significa saqueadores. cantamento. Um exemplo de mantra é a sílaba
sagrada "om". Que é provavelmente é o mantra
Maldição mais conhecido do mundo, e serve para causar
Maldição é a ação efetiva de um poder so- um estado de tranquilidade e paz interior.
brenatural que têm como objetivo causar azar
ou algo ruim na vida de uma pessoa. Marfim
No Oriente, o marfim é um dos materiais fa-
Mana voritos para a confecção de amuletos, talismãs,
Segundo a mitologia polinésia o mana é um imagens religiosas etc. Por ser alvo, resistente e
poder sobrenatural encontrado nos seres hu- de grande durabilidade, simboliza a sabedoria
manos, árvores, pedras e lugares. Um local e é também emblema da pureza e da fortaleza
com grande quantidade de mana é chamado moral.

24
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA M

Mar Vermelho A teosofia conceitua a "matéria em si" como


Expressão usada na simbologia alquímica, um elemento eterno, indestrutível e incriado.
representa as etapas perigosas do processo de Mas as formas manifestadas da matéria pos-
transmutação. No sentido psicológico, poderia suem atributos opostos: são criadas, tran-
representar momentos difíceis ou de crise pelos sitórias, mutáveis e perecíveis. A matéria
quais se passa no caminho da liberação interior. é fator indispensável para a manifestação de
Essa simbologia relaciona-se diretamente com agentes energéticos, como a eletricidade, luz,
o mito bíblico da travessia do Mar Vermelho pe- calor etc., embora, num sentido mais profundo,
los judeus. Abandonar o Egito para dirigir-se também as energias sejam manifestações ex-
à Terra Prometida implicava o perigo de atrav- tremamente sutilizadas da mesma matéria pri-
essar o "mar de sangue" (emblema dos sofri- mordial. Em nosso plano dimensional (pelo
mentos, das renúncias, dos sacrifícios). Assim, menos no plano captado pelos cinco sentidos
a travessia é símbolo da evolução espiritual e ordinários) existem quatro estados básicos da
também da morte, já que o Mar Vermelho fun- matéria: sólido, líquido, gasoso e etérico (ou
ciona aqui como "porta" ou "ponte" entre a vida eletromagnético).
material e a vida espiritual, e que "o homem
que sacrifica a si mesmo num certo sentido
morre". Meditação
Trata-se de um exercício mental que con-
Maceração siste em, esvaziar a mente de quaisquer pensa-
Maceração é a operação física de extrair de mentos. Normalmente pratica-se a meditação
um corpo, alguma substância. A maceração com o auxílio de um mantra ou mesmo pela
é normalmente feita, moendo previamente o observação do fluxo respiratório.
corpo ou substância a macerar, seguido-se da
imersão da substancia moída em um solvente
(como por exemplo álcool ou água). A técnica Mefistófeles
é geralmente simples e é muito utilizada na Nome de um espírito maléfico, provavel-
homeopatia. A maceração é também utilizada mente de origem babilônica, que chegou à
na fabricação de enteogenos e venenos, um Idade Média europeia através dos conheci-
deles o veneno utilizado na prova conhecida mentos de magia preservados pelos cabalistas
como águas de amargura (veja ordália) descrita judeus. A figura de Mefistófeles foi incorpo-
no livro de Números (5:27 e 5:28), onde uma rada na lenda de Fausto, o herói que vende
mulher suspeita de adultério, deveria beber a a própria alma ao diabo em troca de poder
água utilizada como solvente num processo de e conhecimento. Mefistófeles transformou-se
maceração. em símbolo dos instintos baixos, dos desejos
equívocos e da astúcia terrena; é também em-
Matéria blema do homem de natureza perversa e dia-
Qualquer substância que ocupa lugar no bólica.
espaço. Esotericamente, a matéria é um dos
polos ou aspectos através dos quais se mani-
Melquisedeque
festa o Logos ou princípio divino; o outro polo
é o espírito. Assim, na linguagem esotérica, a Personagem misterioso mencionado na
matéria é a "mãe do mundo", corresponde mais Bíblia, mais precisamente no livro de Gênesis,
ao princípio feminino, enquanto o espírito é de quem se diz "não ter pai nem mãe," isto é,
o "pai do mundo" (princípio masculino). Os sem genealogia. Era rei de Salem (que significa
quatro estados da matéria relacionam-se com paz) e sacerdote. Representa, na simbologia
os quatro elementos da natureza (respectiva- esotérica, certas hierarquias divinas que gov-
mente, terra, água, ar e fogo) e são símbolos de ernaram a humanidade primitiva, desempen-
distintas faixas de manifestação do Logos. hando a tarefa dual de reis e sacerdotes.

25
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA M

Microcosmo scortina um amplo panorama).


Do grego mikros kosmos "pequeno universo".
Significa o próprio homem como expressão do Mudra
universo criado por Deus. Palavra em sânscrito que designa um com-
plexo sistema de gestos e posturas manuais
Mid Summer simbólicos (ver Gestos). As sequências organi-
zadas de tais gestos, muito usadas nas danças
Veja Litha.
sagradas orientais, constituem verdadeira lin-
guagem esotérica, comunicando inteiros dis-
Minarete cursos filosóficos ou religiosos. Existem vários
Torre alta e estreita presente nas mesquitas sistemas de simbolismo das mãos e dos dedos.
de onde se anuncia a hora das orações. No es- Em um, o polegar representa a alma univer-
oterismo constituem emblema da iluminação sal; o índice, a alma individual; o dedo médio,
espiritual, porque reúnem o significado sim- a pureza; o anular, a paixão; e o mínimo, a
bólico da torre (pela sua altura) e também o matéria. Em outro sistema, o polegar repre-
da consciência de vigília (pela plataforma que senta o éter; o índice, o ar; o médio, o fogo; o
possuem no ponto mais alto e de onde se de- anular, a água; e o mínimo, a terra.

26
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA N

N
Nadi cristianismo. Nas últimas décadas a necro-
A palavra nadi (plural nadis), vem da raiz mancia se tornou muito popular por meio da
"nad", que significa canaleta, córrego, ou fluxo tábua ouija.
do nada, e é o canal pelo qual circula o prana Em São Paulo (SP) está localizado o maior
pelo corpo. São descritos como filamentos centro do mundo dedicado aos estudos de
semelhantes as veias mais finas do corpo. Os comunicação com os mortos o Instituto de
nadis mais importantes são o Sushumna, Ida e Pesquisas Avançadas em Transcomunicação
o Pingala ambos situados ao longo da coluna Instrumental.
vertebral.
Neófito
Necromancia Do latim novus, nova, novum. É um termo
A necromancia ou nigromancia é em tese usado para referenciar algo novo, recente como
todo ritual de contato com os mortos. Deriva- um recém-admitido numa ordem esotérica.
se dos termos gregos "nekrós" (cadáver) e
"manteia" (profecia, adivinhação). Tal prática é Numerologia
registrada em diversas civilizações, e foi muito É a ciência que considera os números e suas
comum entre os gregos e egípcios. Também é combinações como possuidores de um signifi-
referenciada negativamente na Bíblia. cado mágico. Pitágoras, na antiga Grécia, de-
A cerimônia mais tradicional de necroman- senvolveu todo um sistema numerológico, de
cia vêm dos próprios gregos e é mencionado na acordo com o qual os números contêm os el-
Odisseia, de Homero. Na antiguidade, outras ementos de tudo aquilo que existe. O estudo
religiões pagãs da Europa adotaram a necro- dos números, neste sentido, é particularmente
mancia, mas elas acabaram suplantadas pelo importante na cabala judaica.

27
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA O

O
Obelisco contido tanto na própria ideia que representa
Obelisco é um monumento arquitetônico como no seu poder fonético ou vibracional.
comemorativo criado e típico do antigo Egito.
Os antigos egípcios utilizavam os obeliscos Omega
como marcos de homenagem e adoração à Rá, O ômega (Ω) é a última letra do alfabeto
deus do sol na mitologia egípcia. Por causa de grego. Simboliza o fim de todas as coisas. Veja
seu formato, o obelisco é símbolo dos raios do alfa.
Sol. Pela substância da qual é feito, está ligado
ao simbolismo geral da pedra. Ordália
Também chamado de ordálio ou juízo de
Octograma Deus. É um tipo de prova usada para deter-
Figura geométrica formada por dois minar a culpa ou a inocência do acusado e cujo
quadrados iguais, sobrepostos a 45 graus no resultado é interpretado como um juízo divino.
mesmo centro. O uso de ordálias foi muito comum entre a
No hinduísmo o octograma recebe o nome comunidade católica (e em diversas outras) até
de Estrela de Lakshmi e cada ponta da estrela ser proibido em 1215 no IV Concílio de Latrão.
representa os oito tipos de riquezas concedi- Um exemplo do uso de uma ordália é citado na
dos pela deusa Lakshmi. Já no islamismo, o oc- Bíblia, na lei chamada de Águas da amargura, no
tograma é chamado de Rub el Hizb e é utilizado livro de Números (5:27 e 5:28), onde uma mul-
em muitos emblemas e bandeiras islâmicos. O her, suspeita de adultério, deveria beber água
símbolo também é utilizado como marcador envenenada. Caso ela fosse adúltera, morreria,
para o final de um capítulo, na escrita árabe. porém, se fosse fiel seria protegida por Deus
sobrevivendo e tendo sua descendência garan-
tida.

Oriente
Ponto cardeal onde nasce o Sol. O Oriente
simboliza a iluminação e a fonte da vida; voltar-
se para o Oriente ou caminhar em direção a ele
significa voltar-se espiritualmente para o ponto
focal da luz divina. Daí nasce a palavra orien-
tação.
Em muitas civilizações, como a greco-
Om romana, os templos eram construídos com
Sílaba sânscrita, hinduísta, de invocação, a sua fachada para o leste, inspirados pela
afirmação e bênção solene. É composta de três mesma ideia.
letras: a-u-m, que simbolizam os três vedas
principais e os três níveis de consciência, de Orixá
acordo com a concepção hindu. É também sím- Os orixás é o nome dado as divindades do
bolo monossilábico da Trimurti (a tríade hin- panteão afro-brasileiro, embora sejam consid-
duísta, composta de Brahma, Shiva e Vishnu). erados mais como personificações das forças da
O om é considerado o mais importante de natureza do que como deuses propriamente.
todos os mantras (palavras ou sons que contêm Cada orixá simboliza algum atributo da divin-
poder mágico ou espiritual), e seu valor está dade criadora ou manifestada sendo os prin-

28
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA O

cipais orixás Oxalá, pai dos orixás, símbolo trata-se de um símbolo esotérico, representado
da pureza e perfeição do criador; Ogum, deus por uma serpente que morde a própria cauda.
da guerra, símbolo da força vital; Omulu ou No seu sentido mais geral, o ouroboros é sím-
Obaluaiê, símbolo do poder de cura; Oxossi, bolo da eternidade.
emblema do caçador e das virtudes do reino
vegetal; Oxum, orixá da água doce, símbolo
de qualidades femininas como a abnegação e
o amor maternal; Xangô, símbolo do raio e do
trovão, representando as forças telúricas incon-
troláveis; Iemanjá, orixá da água do mar, sím-
bolo da beleza e do encanto feminino; Nanã
Buruku, símbolo da fertilidade e Ifá, símbolo
das artes de adivinhação.

Ouroboros
Ouroboros (ou oroboro ou ainda uróboro)

29
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA P

P
Pagão
Do latim "paganus", significando habitante
do interior. Usado atualmente como termo
genérico para seguidores de religiões mágicas
e politeístas.

Paraíso
Nome dado ao mítico Jardim do Éden, men-
cionado na Bíblia. Paraíso é quase sinônimo
de céu, com a diferença de que a este último A estrela de cinco pontas pode ser encon-
está conectada a ideia de infinita beatitude, en- trada em fragmentos de cerâmica de mais de
quanto que ao primeiro se associa uma ideia 4 mil anos. Contudo, o símbolo foi popular-
de prazeres algo sensuais e materiais. izado por Pitágoras, que afirmava que o 5 era o
Ao lado da lenda judaico-cristã do paraíso número do homem, pois tanto a alma quanto o
perdido, quase todas as demais civilizações e corpo poderiam ser divididos em cinco partes.
religiões desenvolveram mitos análogos. Eso- Sendo que a ponta superior representaria a
tericamente o "paraíso" pode ser considerado cabeça, as laterais, os dois braços; as inferiores,
um símbolo do "centro místico" do qual tudo as duas pernas. Já os seguidores de Pitágoras
surgiu e para o qual tudo retornará. Moderna- o utilizavam como um símbolo secreto para
mente, a simbologia do paraíso adquiriu cono- se reconhecerem. Esta figura geométrica pen-
tações psicológicas, procurando-se interpretar tagonal representa também um cânone estético
esse conceito como sendo referente a um par- arquetípico denominado "divina proporção".
ticular estado de consciência caracterizado pela Este cânone foi aplicado nas mais importantes
harmonia consigo mesmo e com o mundo. obras de artes plásticas e arquitetura, durante a
Antiguidade clássica (principalmente na Gré-
cia pitagórica) e no Renascimento (Leonardo
Pedra Filosofal
da Vinci etc.). Como fonte de luz e inspiração
Substância legendária com a qual os celestial, a estrela de cinco pontas é consid-
alquimistas pretendiam transmutar em ouro erada, esotericamente, emblema do princípio
os metais vulgares. Simboliza a realização da inspirador do bem, do verdadeiro e do belo,
Grande Obra, ou seja, a sublimação dos aspec- tanto no mundo como no homem. Por isso é
tos inferiores da natureza humana em natureza usado como símbolo de proteção (assim como
divina. era feito na antiga Babilônia), sendo um polo
atrativo de energias cósmicas benéficas.
Pentáculo Além dos pagãos, o pentagrama também
Objeto ritual (geralmente um pedaço circu- foi (ou é) usado por praticantes do cristianismo,
lar de madeira, metal, argila etc.) no qual é druidismo, alquimia, tarô, cabala e Wicca.
entalhada, pintada ou gravada uma estrela de Quando invertido o pentagrama possui
cinco pontas (pentagrama). uma interpretação mais sombria, como um dos
símbolos do ocultismo moderno. Com base no
Pentagrama desenho do ocultista francês Stanislas de Guaita,
Também chamada de Estrela de Pitágoras o pentagrama com duas pernas para cima, in-
ou Pentágono regular estrelado, trata-se de uma scrito em um círculo e com a cabeça de uma
forma geométrica com 10 lados regulares e 5 cabra dentro é o logotipo da Igreja de Satã. O
vértices. ocultista Aleister Crowley também fez uso do

30
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA P

pentagrama invertido, simbolizando a descida almas são purificadas de seus pecados venais.
do espírito na matéria. Seu significado moderno o relaciona com um
particular estado de consciência em que o in-
Purgatório divíduo se conscientiza dos seus próprios de-
Do latim purgare (limpar, purificar) o pur- feitos e imperfeições e da necessidade absoluta
gatório é (na teologia católica) o lugar onde as de lutar para superá-los.

31
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA Q

Q
Quadriga simboliza a força e a inteligência criadora
Carros feitos para um só condutor, puxados (princípio masculino); o carro, o princípio ger-
por quatro cavalos, muito usados em civiliza- ador feminino; os quatro cavalos representam
ções antigas (Egito, Grécia, Roma etc.), princi- a energia dos quatro elementos: terra água,
palmente em combates, possuem interessante ar e fogo. A quadriga transforma-se, assim,
significação esotérica. num símbolo do processo de criação em seu
Esotericamente o condutor da quadriga dinamismo inserido no espaço e no tempo.

32
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA R

R
Reencarnação mente umas com as outras.
Doutrina do renascimento, processo de
repetidas encarnações na forma humana que Ritual
permite a evolução da alma sem sexo nem Cerimônia. Forma específica de movi-
idade. Compare com ressurreição. mento, manipulação de objetos ou processos
internos com a intenção de produzir efeitos de-
Ressurreição sejados. Na religião, o ritual é ativado visando
Ação de ressuscitar. No sentido es- a união com o divino. Na magia, produz um
otérico, está relacionada com a iniciação pes- estado específico de consciência que permite ao
soal. Interpreta-se, simbolicamente, que o mago mover energia em direção aos objetivos
homem está "morto" para o mundo espiritual necessários.
e "ressuscita" ao transcender os limites da con-
sciência inferior ou ordinária para atingir a con-
Rosa-cruz
sciência superior ou cósmica, a qual, por sua
vez, representa um nível muito mais avançado Símbolo formado por uma rosa fixada
de compreensão da vida e do mundo, bem no centro de uma cruz. Esse símbolo foi
como das finalidades da existência humana. adotado pelas fraternidades de mesmo nome
(Rosacruz). Na alquimia este símbolo tem du-
pla significação: a cruz representa a sabedoria
Rigveda do salvador, o conhecimento perfeito; a rosa é
Um dos quatro livros que compõem a co- o símbolo da purificação, do ascetismo que de-
letânea conhecida como vedas, sendo o mais strói os desejos carnais e, igualmente, é símbolo
antigo e mais importante. Nesse livro é con- da Grande Obra alquímica, quer dizer, a purifi-
tada a história de Mitra e Varuna enquanto cação de toda mácula, o produto acabado.
governavam o universo.

Rosário
Rito
Um rito é um conjunto de regras estab- Fieira de contas, pedras, ou cordão com nós
elecidas para a realização de cultos religiosos, que serve aos fiéis de várias religiões para con-
práticas de caráter mágico etc. essencialmente, tar o número de suas orações. É usado, en-
todo rito simboliza e reproduz o ato da cri- tre outros, por budistas, hindus, muçulmano,
ação, e as cerimônias, ornamentos, objetos e jainistas e católicos. O número de contas nos
movimentos nele empregados têm relação com rosários de cada uma dessas religiões é var-
os ritmos dos acontecimentos cósmicos. Os iável, bem como o material das contas, tendo
movimentos lentos e muito regulares de cer- ambos precisos significados simbólicos.
tos rituais, por exemplo, estão conectados com
a simbologia dos astros e órbitas celestes. Ao Runas
mesmo tempo, considera-se que todo rito sig- Figuras em forma de bastões, algumas das
nifica uma confluência de forças; o seu sen- quais remanescentes de alfabetos teutônicos.
tido deriva exatamente da acumulação e com- Outras são pictográficas. São utilizados am-
binação dessas forças, integradas harmoniosa- plamente em práticas magicas e na divinação.

33
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA S

S
Sabbat wiccanos não veem esse festival de modo to-
Também chamado de Sabá, Sabat, "dias de talmente sombrio, mas sim como um recon-
poder" ou "altos dias" é a denominação geral hecimento silencioso dos inevitáveis destinos
cada um dos 8 grandes festivais solares que da vida. Assinala a morte simbólica do deus
acontecem anualmente. Essas festividades são Sol e sua passagem à "Terra dos Jovens", onde
chamadas: Samhain (celebrada em 1◦ . de maio aguarda pelo renascimento da deusa Mãe no
no hemisfério sul e em 31 de outubro no hem- Yule.
isfério norte), Yule (celebrado no primeiro dia
do inverno (por volta de 21 de junho no hemis- Santería
fério sul e 21 de dezembro no hemisfério norte), Santería (ou Lukumi e Regla de Ocha) é
Imbolc ou Imbolg, (celebrado em 2 de agosto um sistema religioso que funde crenças católi-
no hemisfério sul e 2 de fevereiro no hemis- cas com a religião tradicional iorubá. É muito
fério norte), Eostar ou Ostara (celebrado no parecido com o candomblé praticada no Brasil.
primeiro dia da primavera mais ou menos 21
de setembro no hemisfério sul e 21 de março Santo Daime
no hemisfério norte), Beltane (celebrado em 31 Doutrina espiritual fundada na década de
de outubro no hemisfério sul e 1◦ . de maio no 1920, em Basiléia no Acre, pelo seringueiro
hemisfério norte), Litha ou Mid Summer (cele- Raimundo Irineu Serra. Pela doutrina a
brado no primeiro dia do verão mais ou menos palavra "Daime" deriva-se da palavra "da".
em 21 de dezembro no hemisfério sul e 21 Possui traços do cristianismo, tendo Deus como
de junho no hemisfério norte), Lughnasad ou entidade máxima, Jesus como modelo, e Maria
Lammas (celebrado em 2 de fevereiro no hem- como ídolo. Tal doutrina é focada no ritual do
isfério sul e 2 de agosto no hemisfério norte) e chá (também chamado de ayahuasca) sendo o
Mabon (celebrado no primeiro dia do outono mesmo extremamente alucinógeno. Os cultos
mais ou menos 21 de março no hemisfério sul do Santo Daime são ministrados nos dias 15 e
e 21 de setembro no hemisfério norte). Apesar 30 de todo mês onde os participantes ingerem
de aparentemente preferir-se o período diurno o chá e praticam meditação.
para a realização dos Sabbats a maioria deles
acontece à noite. Para os covens, esses são Selo de Salomão
períodos para reunir-se e trabalhar ritos, um Duplo triângulo equilátero entrelaçado, ou
período para lembrar a passagem das estações então a estrela de seis pontas. Este símbolo
e as mudanças que ocorrem na terra, o que é é frequentemente representado com um triân-
de especial importância para os que moram em gulo de cor branca e outro de cor negra.
cidades.

Samhain
Samhaim (em irlandês), Samhuinn (em
gaélico escocês), Sauin (em manês) e Samonios
(em gaulês). É o primeiro Sabbat do ano. É
comemorado em 1◦ de Maio no hemisfério sul
e em 31 de outubro no hemisfério norte. Nessa
data é reverenciado os amigos e entes queridos
dos participantes que partiram para outra vida. No esoterismo trata-se de um diagrama de
Por aceitarem a doutrina da reencarnação, os profunda significação oculta. Simboliza, entre

34
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA S

outras coisas, a união do espírito com a matéria. faculdade de compreensão.

Servidor Suástica
Forma pensamento criada normalmente Símbolo religioso em forma de cruz cujas
para execução de tarefas simples. A prática hastes têm as extremidades recurvas ou angu-
do uso de servidores é muito comum na magia lares (com a forma da letra grega maiúscula
do caos e sua criação é, normalmente, muito gama) e que, entre brâmanes e budistas, repre-
simples podendo ser feita por um único indi- sentava a felicidade, a boa sorte, a saudação ou
víduo, ao contrário das egrégoras. Entretanto, a salvação; cruz gamada. Encontra-se este sím-
assim como as egrégoras, formas pensamentos bolo gráfico em quase todas as culturas anti-
tendem a desenvolver consciência própria e ne- gas e primitivas do mundo - nas catacumbas
cessitam de energia normalmente vampirizada cristãs, na Bretanha, Irlanda, em Micenas e
de seu criador. na Gasconha; entre os etruscos, os hindus, os
celtas e germânicos; na Ásia Central e em toda
Sibila a América pré-colombiana.
Vidente ou profetisa que, na Grécia antiga,
era inspirada por Apolo ou outro deus. Sim-
bolicamente, representa a mulher dotada de
intuição e de natureza mais sensível que o
homem. Por isso mesmo, ela está mais apta
para pôr-se em contato com a divindade, inter-
pretar os seus sinais e revelar os seus propósi-
tos.

Sigilo
Um sigilo (do latim "sigillum", que significa Existem dois tipos fundamentais de suás-
"selo") é um símbolo criado para um propósito tica: aquela cujos braços apontam para a direita
mágico específico. É muito comum no sistema (masculina) e outra contrária (feminina), sig-
de magia do caos. É geralmente composto nificando respectivamente o impulso cósmico
por uma combinação complexa de vários sím- evolutivo e involutivo. Simbolicamente, a suás-
bolos comuns específicos ou figuras geométri- tica representa a condição cósmica de contínuo
cas, cada uma com um significado ou intenção movimento; é emblema do "fogo divino": a en-
própria. ergia criadora que constrói os mundos e a chave
para o ciclo da ciência humana e divina. Trata-
se de um símbolo de natureza claramente solar.
Signos Astrológicos
Estudiosos como Ludwig Muller afirmam que
Ver astrologia. ela representava a suprema divindade durante
o período da Idade do Ferro. Na Idade Média,
Sólidos Platônicos a interpretação mais geral de sua simbologia
Os conjuntos conhecidos como tetraedros, estava relacionada com o movimento e com o
dodecaedros, cubo, octaedro e icosaedro. poder do Sol. Na primeira metade deste século,
Esotericamente, esses sólidos representam o nazismo alemão utilizou a suástica negativa
os sentidos humanos e algumas das principais (feminina) como símbolo máximo, alterando,
faculdades do homem: tetraedro - relacionado além disso, a sua posição normal, fazendo com
com o olfato e a percepção intelectual; cubo - que uma de suas pontas apontasse para baixo.
o paladar e a memória; octaedro - com a visão Segundo especialistas, tal atitude correspondia
e a imaginação; dodecaedro - o tato e a capaci- a um desejo de utilizar, em termos de magia
dade de julgamento; icosaedro - a audição e a negra, o poder cósmico contido nesse símbolo.

35
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA T

T
Talismã ras da Sociedade Teosófica.
Veja amuleto.
Teurgia
Taumaturgia A palavra Teurgia é grega e provém de
É a capacidade de um santo ou paranor- theoi, "Deuses", e ergon, "obra", significando
mal de realizar milagres. Os seus prati- não somente "Obra Divina" mas também "Obra
cantes são denominados taumaturgos. Entre de Deus" ou "produzindo a obra dos deuses".
os mais famosos taumaturgos cristãos estão É uma forma de magia ritual (cerimonial), que
São Gregório Taumaturgo, Santo Antônio de busca através de práticas como orações e rit-
Lisboa e São Nicolau de Mira. uais incorporar uma manifestação divina no
praticante (além de uma aproximação pura e
Templo de Salomão profunda com a divindade em questão) ou in-
Construído pelo famoso rei judeu de corporar a força divina em um objeto material
mesmo nome cerca de mil anos antes de Cristo, como por exemplo uma estátua. Veja também
esse templo transformou-se num importante alta magia.
símbolo esotérico e cabalístico. Representa o
cosmos e também o corpo humano (templo do Thelema
espírito), no sentido de que foi arquitetado e Thelema é o sistema mágico recebido em
construído com base em princípios divinos. 1904 pelo mago Aleister Crowley de uma in-
teligência não-corpórea denominada Aiwass (a
Teosofia quem identificou mais tarde como seu Sagrado
Teosofia (do grego de theos, "Deus" e Anjo Guardião). Baseia-se em apenas dois
sophia, "sabedoria", formando theosophia; lit- preceitos fundamentais chamados de Lei de
eralmente "conhecimento de deus") é um termo Thelema que são: "Faze o que tu queres será
que designa diferentes doutrinas místicas e ini- o todo da Lei." (Original "Do what thou wilt
ciáticas de sentido esotérico. O personagem shall be the whole of the Law") e "Amor é a lei,
tido como o mais influente e importante da amor sob vontade" (original "Love is the law,
Teosofia e Helena Blavatsky, uma das fundado- love under will").

36
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA U

U
Ureus Urna
Receptáculo feito normalmente em madeira
ou metal. Como todos os receptáculos, a urna
Palavra grega para designar a imagem de envolve um simbolismo que corresponde ao
uma serpente com dois cornos. O ureus foi mundo feminino. No cristianismo a urna de
importante símbolo sagrado do antigo Egito, ouro e prata, decorada com um lírio branco,
atributo dos deuses Hórus e Osíris. Aparece é um dos emblemas favoritos para representar
também na fronte de faraós e altos sacerdotes, a Virgem Maria na iconografia religiosa. No
representado a clarividência espiritual. Se- budismo chinês, a urna é um emblema de boa
gundo a interpretação esotérica, é símbolo da sorte, significando totalidade, ou o estado de
energia kundalini sublimada e totalmente di- suprema inteligência que triunfa sobre o nasci-
recionada para a vida espiritual. mento e a morte.

37
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA V

V
Vajra Varinha mágica (ou vara de condão) é
No hinduísmo, vajra é o cetro do deus Indra. um mítico instrumento utilizado, segundo a
No budismo vajrayana (dominante no Tibet), é tradição medieval europeia, por fadas, magos e
símbolo do cetro mágico dos iniciados, repre- feiticeiros para efetuar operações de magia. Na
sentando a posse de poderes sobrenaturais. prática mágica moderna é vista apenas como
um acessório para auxiliar o mago na tarefa de
direcionar sua intenção mágica. Na wicca a
varinha mágica é substituída pelo athame.

Vedas
Nome dado ao conjunto de quatro livros
sagrados que são as mais antigas fontes de mi-
tologia hindu. Esses livros são o Rigveda, Ya-
jurveda, Samarveda e o Atharvaveda. Foram
escritos provavelmente entre 1200 e 600 a.C. e
dos quatro o Rigveda é o mais antigo e tido
como o mais importante.

Vampiro Verbo
Termo de origem eslava, designa seres ou Sinônimo de logos. Esotericamente, sig-
espectros que à noite aproximam-se das criat- nifica o aspecto Sabedoria do Deus único. Na
uras para chupar-lhes o sangue. teologia cristã, o Verbo é o Filho, a segunda
A existência mítica ou real dos vampiros pessoa da Trindade divina.
está registrada em relatos de várias civiliza-
ções, tanto no Ocidente como no Oriente. Mas
Verdadeira Vontade
é na Europa Central, em países como a Romê-
Na thelema a verdadeira vontade é o de-
nia, Iugoslávia, Hungria, Ucrânia, e Polônia,
sejo único e incomensurável do indivíduo que
que aparições desse tipo conheceram o seu
determina o curso de sua vida. A verdadeira
auge. Esotericamente, a figura do vampiro
vontade é algo muito particular, ou seja, cada
simboliza a transmissão involuntária de uma
indivíduo possui a sua. No tratado de ética de
parte da própria energia vital, por meio de uma
Crowley, o "Dever", ele identificou a verdadeira
espécie de osmose oculta, para uma segunda
vontade com a natureza do indivíduo.
pessoa, esta última dispondo de "faculdade
vampirizante". Muitas vezes essa transferên-
cia energética acontece através de um processo Vibração de Nome Divino
mecânico, e dele não tem consciência nem o É uma técnica onde se recita e medita-se so-
"vampiro" nem a pessoa "vampirizada". O sim- bre o nome de um determinado deus e imagina
bolismo do vampiro é também usado em psi- as vibrações sonoras produzidas pela recitação
cologia, com muita frequência, para caracteri- do nome fluir pelo corpo. Essa técnica é usada
zar situações de domínio psicológico de uma tanto no ritual de assunção forma deus como
pessoa sobre outra, geralmente a partir do uso um auxiliar na invocação.
de todo tipo de chantagem afetiva e emocional.
Visualização
Varinha Mágica Processo de formação de imagens mentais.

38
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA V

A visualização mágica consiste na formação de Vitríolo


imagens de objetivos necessários durante rit- Sigla alquímica que significa, em latim:
uais. É também usada para direcionar poder Visita interiore terrae; rectificando invenies occul-
pessoal e energias naturais com vários propósi- tum lapidem ("Visita o interior da terra; retifi-
tos durante a magia, incluindo carga e for- cando encontrarás a pedra oculta"). O "inte-
mação do círculo mágico. rior da terra" representa o corpo humano; a
"pedra oculta" simboliza a matéria-prima dos
alquimistas.

39
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA W

W
Wicca e praticam a observação ritualística dos fenô-
A Wicca é uma religião neopagã que afirma menos astronômicos e agrícolas bem como a
a existência do poder sobrenatural (como a ma- criação e uso de templos esferóides com fins rit-
gia) e os princípios físicos e espirituais masculi- uais (embora este último seja um pouco raro).
nos e femininos que interagem com a natureza. É muitas vezes referida como witchcraft (em
Celebra os ciclos da vida e festivais sazonais, português: "bruxaria"). Dentro do paganismo
conhecidos como sabbats, os quais ocorrem a tradição com o maior número de pagãos.
oito vezes no ano. Aceitam a reencarnação

40
PEQUENA ENCICLOPÉDIA ESOTÉRICA Y

Y
Yang-Yin seu interior sempre há pelo menos uma circun-
Símbolo chinês da distribuição dual das ferência rodeada de pétalas de lótus. Assim
forças universais, compreendendo o princípio como as mandalas são usados para meditação
ativo ou masculino (Yang) e o feminino ou pas- e contemplação. Os yantras também são usa-
sivo (Yin). Este símbolo tem a forma de um dos como amuletos ou para aumentar o poder
círculo dividido por uma linha sigmoide, e as de um feitiço.
duas partes assim formadas possuem, quando
observadas, uma tendência dinâmica, o que Yoni
não seria possível se o círculo fosse dividido Palavra sânscrita designativa do símbolo do
por uma linha reta (diâmetro). Na represen- órgão sexual feminino, no hinduísmo. É geral-
tação gráfica desse símbolo, a metade clara rep- mente representado por um triângulo inver-
resenta o Yang, e a escura, o Yin. Contudo, a tido, com uma pequena depressão na superfí-
primeira apresenta em seu interior um ponto cie, a qual permite a inserção do lingam (órgão
negro, e a segunda, um ponto branco, signif- masculino). Yoni simboliza também o princí-
icando que ambas possuem, em si mesmas, o pio feminino, ou aspecto passivo da natureza.
germe do princípio contrário.

Yule
É o segundo sabbat do ano. É comemorado
Yantra por volta de 21 de junho no hemisfério sul e 21
Desenho formado por figuras geométricas de dezembro no hemisfério norte. Isso porque
que tendem a formar um padrão. São nor- que as datas exatas dos solstícios e equinócios
malmente muito coloridas (quando desenhada variam a cada ano. Celebra o renascimento
em papel), ou monocromática (quando ental- do deus (visto simbolicamente como o sol) por
hada em madeira ou gravadas em metal). Em meio da ação da deusa.

41