Você está na página 1de 2
SENADO FEDERAL SF-1 SECRETARIA-GERAL DA MESA SECRETARIA DE REGISTRO E REDAGAO PARLAMENTAR ~ SERERP ‘COORDENAGAO DE REDAGAO E MONTAGEM - COREM SF (140*Sessao Plenéria, Sessao Deliberativa Ordinaria) 19/09/2016 O SR. ALOYSIO NUNES FERREIRA (Bloco Social Democrata/PSDB - SP.) - 0 Lider do PT retoma na tribuna a velha e surrada litania contra a politica de segurancga do Estado de So Paulo, do governo do Estado de Sao Paulo. € pena que ele nao tenha se detido para confrontar os dados da Secretaria de Seguranca de Sao Paulo com os dados do Brasil, que mostram que os ntimeros sobre violéncia em Sao Paulo, especialmente aqueles que tratam de homicidios, que sao os mais baixos do Pais. Nés temos hoje, em Sao Paulo, o indice de homicidio por habitante que é comparavel a paises que so considerados seguros no mundo. E cinco vezes menor do que a média brasileira, no Estado de Sao Paulo. Gracas a uma politica eficiente, a uma policia que trabalha bem e que é respeitosa, sim, dos direitos humanos. Ha também, nessa litania, a ideia de que a Policia Militar de Sao Paulo é inimiga dos movimentos sociais. A Policia Militar de Sao Paulo, Sr. Presidente, que é uma corporacéo exemplar, procura manter a ordem publica, como é a sua missdo. Manifestacdes evidentemente sio uma expressao da cidadania, devem ser respeitadas e protegidas, como a Policia Militar protege; agora, quebra-quebra, Black Blocs é crime. E 0 ouco uma Unica palavra dos petistas para condenar a violéncia dos Black Blocs, que infernizam a vida dos paulistanos, dia sim, dia nao, ou dia sim, dia sim. Quanto a propalada eficiéncia das politicas destinadas a protecéo das mulheres, da igualdade racial, da juventude, do governo Dilma, na verdade, é muito farol, é muito papo, € muita conversa, e pouca realizagéo. Nao adianta criar um Ministério simplesmente para dar o status de ministro a um aliado politico. E muito mais eficiente vocé ter uma secretaria ligada ao Ministério da Justica, para que o Ministério da Justica possa focar a sua atividade naquelas politicas puiblicas, do que haver ministros titulares de cargos e ministros com a placa de carro oficial bonita, enorme, mas que nao conseguem despachar com a Presidente da Republica. E foi isso que aconteceu no governo Dilma. Este culto do Ministério faz parte da estatolatria do PT. Engracado que a esquerda, até muitas décadas atrés, considerava que o Estado era instrumento de opressao das classes dominantes. A esquerda petista idolatra o Estado, como os israelitas idolatraram o bezerro de ouro enquanto Moisés estava no alto do Monte Sinai. O fato, Sr. Presidente, é que o Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial, da Juventude e dos Direitos Humanos, no governo Dilma, teve seu orcamento reduzido em 37%, de 2015 para 2016 e caiu de 700 milhdes para 400 milhdes; mulheres em situacao de violéncia, 0 orcamento foi reduzido em 45%, de 2015 para 2016; igualdade racial teve © orcamento triplicado, é verdade, mas o empenho, que é efetivamente a garantia de que aqueles recursos sero efetivamente entregues ao seu destinatério final... (Soa a campainha) © SR. ALOYSIO NUNES FERREIRA (Bloco Social Democrata/PSDB - SP) - ... foi reduzido em 55%; atendimento a pessoa com deficiéncia, teatro, 0 orgamento foi reduzido em 75%, de 2015 a 2016, de 24 milhdes para R$6 milhdes; atendimento a crianga, 0 orgamento de 216 milhes, em 2015, caiu para 80 milhées, em 2016, redugdo SENADO FEDERAL SF- 2 SECRETARIA-GERAL DA MESA SECRETARIA DE REGISTRO E REDAGAO PARLAMENTAR ~ SERERP ‘COORDENAGAO DE REDAGAO E MONTAGEM - COREM SF (140*Sessao Plenéria, Sessao Deliberativa Ordinaria) 19/09/2016 de 60%; juventude abandonada - e nao quero nem falar dos cortes do Pronatec, do Fies =, quero apenas lembrar a reducdo de 60% no orgamento, que era de 56 milhdes em 2015, e caiu para 23 milhdes em 2016. Portanto, Sr. Presidente, essa propalada prioridade que o governo Dilma deu.. (Interrupgdo do som) SR. ALOYSIO NUNES FERREIRA (Bloco Social Democrata/PSDB- SP) —..é purae simplesmente conversa fiada. 0 que nés precisamos ¢ de um Estado eficiente, um Estado sem as gorduras, um Estado que nao tenha essa estrutura "desperdicadeira’ que tem hoje e que nao sirva para abrigar apaniguados politicos, mas, sim, um Estado enxuto, eficiente, forte da sua autoridade e focado na solugao real dos problemas do Pais. E essa a proposta contida no projeto de lei de conversdo que agora vamos votar.