Você está na página 1de 6

INTRODUÇÃO

OBJETIVOS
Este experimento tem como objetivo estudar o movimento uniforme, suas
características, suas grandezas (espaço e velocidade) e os gráficos deste
movimento.

MATERIAIS
Trilho de ar retilíneo
Cronômetro digital
Cinco sensores fotoelétrico
Eletroímã com dois bornes Chave liga-desliga
Roldana com suporte fixador Massas aferidas c/ porta pesos
Cabos de ligação c/ 6 pinos banana
Compressor de ar e mangueira flexível
Carrinho e acessórios

PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL

RESULTADOS E DISCUSSÕES

O movimento retilíneo uniforme (MRU) é descrito como um movimento
de um móvel em relação a um referencial, movimento este ao longo de uma
reta de forma uniforme, ou seja, com velocidade constante. Diz-se que o móvel
percorreu distâncias iguais em intervalos de tempo iguais. No MRU a
velocidade média assim como sua velocidade instantânea são iguais.

540 V(m/s) 0.2200 0. Número 1 2 3 4 ∆S(m) 0.2245 0. tempo e velocidade para o médio impulso.As Tabelas 1.2 0. tempo e velocidade para o maior impulso.610 2.2259 A velocidade média obtida para o experimento de menor impulso foi de 0.3727 0. Tabela 1: Valores obtidos de deslocamento.144 V(m/s) 0.073 1.4 0.4 0.372 m/s Tabela 3: Valores obtidos de deslocamento.2212 m/s Tabela 2: Valores obtidos de deslocamento.2 e 3 mostram os valores obtidos de tempo para cada deslocamento dos sensores e suas devidas velocidades já calculadas com os impulsos maior. respectivamente.8 ∆t(s) 0.6 0.2 0.810 2.541 1.3696 0. Número ∆S(m) ∆t(s) V(m/s) .676 3.2145 0. Número 1 2 3 4 ∆S(m) 0. tempo e velocidade para o menor impulso.6 0.3731 A velocidade média obtida para o experimento de impulso intermediário foi de 0.932 1. médio e menor.3726 0.8 ∆t(s) 0.

a posição depende linearmente do tempo.4629 0. a única grandeza cinemática que varia em função do tempo é a posição do ponto material. Assim: Vmed= ∆S ∆ x dx =lim ( ∆ t → 0) ⁡ = ∆t ∆ t dt Equação 1 Para esses movimentos.2 0. . ou seja.4 0.4651 0.6 0.293 1.1 2 3 4 0.860 1.725 0. foram confeccionados os gráficos de deslocamento versus tempo e velocidade versus tempo. No MRU. dispostos na Figura 1 e 2. ���� = �� – ��. Pode-se dizer que a velocidade de um móvel é dada pelo seu deslocamento por unidade de tempo.4640 0.464 m/s Os valores de velocidade foram obtidos através da equação 1.4637 A velocidade média obtida para o experimento de menor impulso foi de 0. Como o movimento ocorre com velocidade constante v.8 0. respectivamente.432 0.

2301 m/s.5 0. indicando um deslocamento ∆x positivo e.6 0. Já o experimento 2 possui uma velocidade intermediária. As velocidades médias experimentais para as trajetórias 1. 0. percorrendo um espaço com um intervalo de tempo maior. comparado com as outras retas.3 0. Quanto maior for a inclinação da reta no gráfico s × t.0 tempo (s) Figura 1: Gráfico do deslocamento x tempo no MRU.0 0.5 2.8 desclocamento (m) 0.5 3. um espaço no menor intervalo de tempo.0 3. e consequentemente a inclinação da reta é mediana. basta determinar o coeficiente angular da reta. Estes valores .5 1. uma velocidade positiva.2 e 3 foram de 0. consequentemente.4 experimento1 experimento2 experimento3 0.3741 m/s e 0.0 2. maior será a velocidade do corpo. A partir da figura 1 é possível obter o valor da velocidade. que o experimento com menor velocidade possui uma inclinação menor.1 0.7 0.0 1. o movimento ocorre no sentido crescente do eixo das posições. a partir da posição inicial.2 0. O experimento 3 possui a maior inclinação e consequentemente a velocidade é maior.9 0. No gráfico do deslocamento versus tempo (figura 1).4638 m/s respectivamente.0. percorrendo assim.5 4. Podemos observar a partir da figura 1.

Tabela 4. GRAFICO 2 Gráfico 2. a partir do gráfico v × t é possível extrair informações sobre o deslocamento do ponto material durante o intervalo de tempo considerado. A área compreendida entre a reta e o eixo dos tempos. a reta encontra-se acima do eixo dos tempos. Além disso. Gráfico da velocidade x tempo no MRU. indicando uma velocidade positiva. é numericamente igual ao deslocamento do ponto material. No gráfico 1 podemos acompanhar o comportamento de uma partícula que se desloca de acordo com a equação horária do espaço. Já no gráfico 2 podemos visualizar que a velocidade é constante. característica do MRU. o deslocamento escalar que o corpo sofreu nos 3 movimentos podem ser encontrados na tabela 4. limitada lateralmente pelos instantes de tempos considerados. conforme uma função do 1º grau. No gráfico é possível verificar. A reta que representa os valores da velocidade é paralela ao eixo dos tempos. Ou seja. Valores obtidos da velocidade escalar para os 3 experimentos Experimento Deslocamento escalar (m/s) . indicando que o movimento ocorre com velocidade constante.obtidos pela inclinação da reta estão bem próximos das médias calculadas através a equação 1. Logo.

Isso é o mesmo que dizer que o móvel percorre uma trajetória retilínea e apresenta velocidade escalar constante. Decorre. a velocidade escalar média é igual à instantânea. da definição que a velocidade escalar média é também constante. onde a velocidade é a mesma na razão entre o espaço e o tempo no gráfico do MRU.R. quanto menor a velocidade da partícula. no movimento uniforme o móvel percorre distâncias iguais em tempos iguais. Os resultados obtidos estão de acordo com a teoria. Os valores das velocidades médias calculadas pela equação do MRU e através do coeficiente angular é numericamente igual à velocidade do ponto material . CONCLUSÃO No experimento executado nesta aula vimos o movimento retilíneo uniforme. para qualquer intervalo de tempo. Podemos concluir que Movimento Retilíneo Uniforme (M.59 0. podemos verificar para as três trajetórias que a velocidade escalar do móvel é constante em qualquer instante ou intervalo de tempo. imediatamente. O movimento é retilíneo uniforme quando o móvel percorre uma trajetória retilínea e apresenta velocidade escalar constante.U.58 Assim.1 2 3 O. pois. e seu valor coincide com o da velocidade escalar instantânea.57 0. maior será o tempo para percorrer o trajeto. significando que.) é definido como aquele que possui velocidade instantânea constante. Como a velocidade escalar é constante em qualquer instante ou intervalo de tempo no movimento uniforme.