Você está na página 1de 13

UNIFAVIP

UNIFAVIP

Disciplina: Eletricidade e Magnetismo

Ministrante: Bruno Camêlo Curso: Engenharias

“a mente que se abre à novas experiências se torna maior com o tempo.”

(Albert Einstein)

UNIFAVIP

UNIFAVIP
Átomo de Rutherford e Carga Elétrica
Átomo de Rutherford e Carga Elétrica
UNIFAVIP Átomo de Rutherford e Carga Elétrica Carga Elétrica (Q) : Propriedade intrínseca da matéria em

Carga Elétrica(Q): Propriedade intrínseca da matéria em sua dimensão atômica (10 -10 m).

prótons nêutrons
prótons
nêutrons
elétrons
elétrons
No S.I. : [Q] = C (Coulomb)
No S.I. : [Q] = C (Coulomb)

{

Constituição

do

átomo

elaborada

no

século

passado .

• microcoulomb = m C = 1.10 -6 C • milicoulomb = m C =
• microcoulomb = m C = 1.10 -6 C
• milicoulomb = m C = 1.10 -3 C
• nanocoulomb = n C = 1.10 -9 C

Eletricidade e Magnetismo - Prof. Bruno Camêlo

UNIFAVIP

UNIFAVIP
Nomenclatura das cargas
Nomenclatura das cargas

Para Bejamin Franklin as cargas só podem admitir

dois valores possíveis: positivo (caso do próton) e

negativo (caso do elétron) ou neutras (caso do

nêutron).

Quantização da carga elétrica
Quantização da carga elétrica
(caso do nêutron). Quantização da carga elétrica Nas dimensões atômicas diz-se que a carga elétrica é

Nas dimensões atômicas diz-se que a carga elétrica é quantizada, ou seja, só podemos encontrar

quantidades de carga elétrica proporcionais a

CARGA ELEMENTAR (e).

Eletricidade e Magnetismo - Prof. Bruno Camêlo

UNIFAVIP

UNIFAVIP
UNIFAVIP Quantização da carga elétrica Sendo assim, qualquer quantidade de carga encontrada na natureza deve ser

Quantização da carga elétrica

Sendo assim, qualquer quantidade de carga

encontrada na natureza deve ser um múltiplo de e,

ou seja,

Prótons: Q P = + N P . e
Prótons:
Q P = + N P . e
Q E = - N E . e
Q E = - N E . e
Elétrons:
Elétrons:
seja, Prótons: Q P = + N P . e Q E = - N E
Corpo Neutro: Q C = 0 (zero)
Corpo Neutro:
Q C = 0 (zero)
. e Q E = - N E . e Elétrons: Corpo Neutro: Q C =
Q P = Q E
Q P = Q E

Assim

como

a

energia,

o

PRINCIPIO

DE

CONSERVAÇÃO das cargas elétricas que afirma que não de pode destruir carga elétrica e nem construir.

Eletricidade e Magnetismo - Prof. Bruno Camêlo

UNIFAVIP

UNIFAVIP
Eletrização dos corpos
Eletrização dos corpos

Uma propriedade importante para as cargas

elétricas é que só são transportadas as cargas

NEGATIVAS (elétrons).

Tipos de Eletrização
Tipos de Eletrização

Pode-se eletrizar corpos materiais:

I. Atritando: Esfrega-se materiais distintos.

II. Contato: Encosta-se corpos condutores. III. Indução: Aproxima-se corpos.

Eletricidade e Magnetismo - Prof. Bruno Camêlo

UNIFAVIP

UNIFAVIP
Princípio da Atração e da Repulsão Força de Repulsão F F d + +
Princípio da Atração e da Repulsão
Força de Repulsão
F
F
d
+
+
Força de Atração
Força de Atração

d

+
+
-
-
Força de Repulsão F F d + + Força de Atração d + - F F

F

F

Consequências do Princípio
Consequências do Princípio
• Cargas de mesmo sinal se Repelem • Cargas de sinal oposto se Atraem
• Cargas de mesmo sinal se Repelem
• Cargas de sinal oposto se Atraem

Eletricidade e Magnetismo - Prof. Bruno Camêlo

UNIFAVIP

UNIFAVIP
Condutores e Isolantes Elétricos
Condutores e Isolantes Elétricos
Condutores Elétricos: são materiais dentro dos quais partículas portadoras de cargas podem se mover com
Condutores Elétricos: são materiais dentro dos quais partículas
portadoras de cargas podem se mover com certa liberdade.
Isolantes Elétricos: são materiais dentro dos quais partículas portadoras de cargas tem muita dificuldade em
Isolantes Elétricos:
são
materiais
dentro
dos
quais
partículas
portadoras de cargas tem muita dificuldade em se mover.
portadoras de cargas tem muita dificuldade em se mover. Condutores eletrônicos: portadores de cargas elétricas.

Condutores eletrônicos: portadores de cargas elétricas. Ex.: os metais.

Condutores iônicos: grupos de átomos carregados cátions ou ânions (chamados de íons). Ex.: Solução aquosas
Condutores iônicos: grupos de átomos carregados cátions ou ânions
(chamados de íons). Ex.: Solução aquosas de ácido, sais.
Condutores gasosos: gasosos portadores de cargas, elétrons ou íons.
Ex.:gases ionizados.

Eletricidade e Magnetismo - Prof. Bruno Camêlo

UNIFAVIP

UNIFAVIP
Processos de Eletrização I. Eletrização por Atrito
Processos de Eletrização
I. Eletrização por Atrito
Processos de Eletrização I. Eletrização por Atrito Série Triboelétrica Exemplo Perde Elétrons Amianto,
Processos de Eletrização I. Eletrização por Atrito Série Triboelétrica Exemplo Perde Elétrons Amianto,
Série Triboelétrica
Série Triboelétrica
Perde Elétrons
Perde Elétrons
por Atrito Série Triboelétrica Exemplo Perde Elétrons Amianto, Vidro, Náilon, Madeira, Couro, Prata, Alumínio,

Amianto, Vidro, Náilon, Madeira, Couro, Prata,

Alumínio, Papel, Algodão, Aço, Plástico, Níquel e

Cobre, Bronze e Prata, Borracha Sintética etc.

Eletricidade e Magnetismo - Prof. Bruno Camêlo

UNIFAVIP

UNIFAVIP
Eletrização por Contato
Eletrização por Contato
UNIFAVIP Eletrização por Contato Eletricidade e Magnetismo - Prof. Bruno Camêlo
UNIFAVIP Eletrização por Contato Eletricidade e Magnetismo - Prof. Bruno Camêlo
UNIFAVIP Eletrização por Contato Eletricidade e Magnetismo - Prof. Bruno Camêlo

Eletricidade e Magnetismo - Prof. Bruno Camêlo

UNIFAVIP

UNIFAVIP
Eletrização por Indução
Eletrização por Indução
UNIFAVIP Eletrização por Indução Eletricidade e Magnetismo - Prof. Bruno Camêlo
UNIFAVIP Eletrização por Indução Eletricidade e Magnetismo - Prof. Bruno Camêlo
UNIFAVIP Eletrização por Indução Eletricidade e Magnetismo - Prof. Bruno Camêlo
UNIFAVIP Eletrização por Indução Eletricidade e Magnetismo - Prof. Bruno Camêlo
UNIFAVIP Eletrização por Indução Eletricidade e Magnetismo - Prof. Bruno Camêlo

Eletricidade e Magnetismo - Prof. Bruno Camêlo

UNIFAVIP

UNIFAVIP
Corrente Elétrica
Corrente Elétrica
UNIFAVIP Corrente Elétrica Elétrons Livres : Estão dispostos em material condutor e apresentam movimento desordenado

Elétrons Livres: Estão dispostos

em material condutor e apresentam movimento desordenado (caótico).

condutor e apresentam movimento desordenado (caótico). A pilha cede energia para os elétrons livres que, por

A pilha cede energia para os elétrons livres que, por sua vez, acumulam na forma de energia potencial e transforma em energia cinética.

Eletricidade e Magnetismo - Prof. Bruno Camêlo

UNIFAVIP

UNIFAVIP Modelo Atômico Quântico Segundo os conceitos quânticos conhecidos, a posição dos elétrons é dada por
UNIFAVIP Modelo Atômico Quântico Segundo os conceitos quânticos conhecidos, a posição dos elétrons é dada por

Modelo Atômico Quântico

Segundo os conceitos quânticos conhecidos, a

posição dos elétrons é dada por uma DISTRIBUIÇÃO DE PROBABILIDADE , pois

segundo o princípio de Heisenberg (princípio da

incerteza) não pode-se determinar posição e

velocidade do elétron simultaneamente em nível

quântico.

velocidade do elétron simultaneamente em nível quântico. Modelo aceito hoje com base nas chamada nuvem eletrônica.

Modelo aceito hoje com base

nas

chamada

nuvem eletrônica.

de Modelo de

hoje com base nas chamada nuvem eletrônica. de Modelo de teorias quânticas, Eletricidade e Magnetismo -

teorias

quânticas,

Eletricidade e Magnetismo - Prof. Bruno Camêlo

FAVIP Faculdade do Vale do Ipojuca

FAVIP – Faculdade do Vale do Ipojuca O que acontece com os eletróns ao perder ou
O que acontece com os eletróns ao perder ou ganhar energia?
O que
acontece
com
os eletróns
ao perder
ou
ganhar energia?

Eletricidade e Magnetismo - Prof. Bruno Camêlo