Você está na página 1de 56

AutoCAD Architecture 2014 – desenho bidimensional

[204659] – COMPUTAÇÃO GRÁFICA 1
Prof. Clarissa Rech Meneguzzi, Arq. Me.
4 créditos semanais / 68h

2

SUMÁRIO
O ambiente do AutoCAD
Interface

04
05

Área de desenho x Área de impressão

07

Uso do mouse e teclado

07

Options

08

Iniciando um arquivo novo

09

Sistema de Coordenadas
Primitivas Bidimensionais

09
14

Outros elementos bidimensionais

20

Ferramentas de visualização

22

Ferramentas de seleção

23

Ferramentas de precisão

24

Ferramentas de edição

26

Ferramentas de averiguação

32

Ferramenta de texto

32

Dimensionamento e cotas

34

Configuração das cotas
Propriedades dos objetos
ou Layers

37
40 Camadas
40

Biblioteca de Símbolos (blocos)

43

Impressão

48

Configuração de arquivo de penas

52

Instalando impressoras

55

Dobragem de pranchas

56

3

O ambiente do AutoCAD
Inicialização do programa >> welcome window
Interface inicial: Diferentemente das versões anteriores, o AutoCAD 2014 traz uma tela inicial – welcome
window, onde o usuário pode escolher três caminhos de inicialização do programa em si: Work, Learn e
Extend.

WORK
Na coluna Work, é possível iniciar um projeto novo, clicando em New, ou trabalhar em um projeto
anterior, escolhendo-o no item Open, sendo que aparecerá uma lista dos últimos arquivos trabalhados no
computador (Recent Files). Além disso há também a opção Open Sample Files, que oferece arquivos
padronizados que já vêm da instalação do programa.
LEARN
Nesta coluna aparece um vídeo demonstrativo das melhorias que a versão 2014 traz em relação às
versões anteriores, alguns vídeo-tutoriais disponíveis e opções de cursos online de aprendizagem EaD.
EXTEND
Nesta coluna o programa oferece opções de plug-ins recomendados da Autodesk, que auxiliam na
utilização do programa (são ferramentas facilitadoras), ou ainda conectar-se ao Autodesk 360 (sistema
cloud da Autodesk: um disco virtual para armazenar os arquivos do programa, sendo possível visualizar
de qualquer dispositivo que tenha o AutoCAD instalado) ou enviar feedback sobre o uso do programa.
* A welcome window deixa a inicialização do AutoCAD mais demorada, então recomenda-se optar por
não abrir esta tela.

4

Familiarizando-se com a interface do AutoCAD

Application Menu: Clicando neste ícone, digitem a palavra polygon, e observem o texto aparece na
caixa de busca; os resultados da busca mostram as diversas opções de comando relacionadas com o
texto que vocês escreveram – este comando é útil para quando vocês não encontraram o botão
específico ou não sabem o atalho textual para executar o determinado comando.
E ainda: New (Ctrl + N) / Open (Ctrl + O) / Save (Ctrl + S) / Save As (_SAVEAS)
Export / Publish / Print (Ctrl + P) / Drawing Utilities (IMPORTANTE: Recover) / Close (CL)
Quick Access toolbar: Apresenta os comandos essenciais de manipulação do arquivo (que também
constam no Application Menu), porém de forma direta (sem apresentar ramificações): New (Ctrl + N) /
Open (Ctrl + O) / Save (Ctrl + S ou QSAVE) / Save As (SAVEAS) / Print (Ctrl + P), e também os
comandos Undo (Ctrl + Z) e Redo
Workspaces: São templates (ou layouts) padronizados para o ambiente do AutoCAD; vocês podem
utilizar os disponíveis pela Autodesk, como também criar o seu próprio workspace, de forma que fique o
mais otimizado possível para a utilização de cada um. (Nota: em um computador que trabalham mais de
uma pessoa, é legal criar seu próprio workspace, de forma que não altere as configurações dos demais
usuários). Por enquanto vamos deixar na opção Drafting & Annotation.
Drawing title: Título do arquivo
InfoCenter: o famoso F1 (HelpMe)
AutoCAD-specific Windows controls: Minimize / Restore / Close (CL)

5

os comandos estão divididos em painéis de mesma função (Desenhos.). pois traz ferramentas como Full Navegation Wheel. Para fazer alterações no UCS. Ao inserir um comando inicia-se um diálogo com o programa. que podem estar ligados (em azul) ou desligados (cinza). Essas opções aparecem entre colchetes [ ] e podem ser selecionadas digitando a letra que estiver maiúscula (nem sempre é a inicial). basta manipular o ícone. etc. Modificações. z) do desenho e qual a orientação dos mesmos. Zoom e Orbit (navegação em 3D). e contém botões referentes ao funcionamento do AutoCAD. É através dela que o AutoCAD “conversa” com o usuário. Status bar: Situa-se na parte inferior do programa. Clicar em um dos ícones corresponde a inserir um comando na Caixa de Comando. In-canvas viewport control: [-] [Top] [2D Wireframe] [-] Configuração do número e disposição das viewports [Top] Posição da câmera de visualização (no caso dos desenhos bidimensionais. Exemplo: É importante sempre estar atento às informações mostradas na Caixa de Comando.File tab: Janelas (ou tabs) dos diversos arquivos abertos Drawing-specific Windows controls: Minimize / Restore / Close (CL) Ribbon: O sistema Ribbon. Command line window: A caixa de comando é o local de interatividade entre o usuário e os procedimentos computacionais do programa. ViewCube: auxilia na navegação e alternância entre vistas. y. abaixo da caixa de comando. Pan (P). Atalho 3D das possíveis posições de visualização do desenho (mais utilizado para desenhos tridimensionais) Navigation bar: Atalhos para os comandos Full Navigation Wheel / Pan (P) / Zoom Extends / Orbit (navegação em 3D) / ShowMotion * auxilia principalmente a utilização do programa em notebooks e/ou com mouses sem Scroll. Anotações. Nele. mantém-se a opções Top) [2D Wireframe] Estilo da visualização (geralmente se utiliza as outras opções disponíveis para desenhos tridimensionais) Crosshair cursor: cursor específico do AutoCAD Drawing window: Janela do desenho UCS (User Coordinate System) icon: indica os eixos de coordenadas cartesianas (x. onde o AutoCAD pede informações necessárias para a execução daquela função. que por sua vez estão divididos em abas. ela pode tanto pedir informações quanto expor opções dentro do mesmo comando. 6 . funciona de forma similar ao utilizado atualmente em pacotes da linha Office da Microsoft.

tabelas. A alternância entre as duas áreas pode ser feita pelos botões Model e Layout localizados na Barra de Status. TECLADO Enter: Utilizado para ações de confirmar ou terminar comandos. Se pressionarmos o Scroll teremos o comando Pan. Botão Direito: Abre menus flutuantes com opções variando conforme o comando ativo. afinal será através deles que serão enviados os comandos para o programa. Espaço: Mesma função do Enter. por isso é nele que se prepara o projeto para a impressão final. Uso do Mouse e Teclado Antes de iniciar o uso dos comandos deve-se ter familiaridade com o funcionamento do Mouse e do Teclado. Esc: Utilizado para ações de cancelar e terminar comandos.Área de Desenho X Área de Impressão O AutoCAD é dividido em duas grandes áreas: o Model Space e o Paper Space. canto inferior esquerdo da tela. MODEL SPACE É um espaço de três dimensões infinito. anotações. MOUSE Botão Esquerdo: Utilizado para ações de seleção. colocando suas legendas. PAPER SPACE É a representação digital do papel onde esse desenho será impresso. entre outros. Scroll: Um modo prático de aproximar ou afastar a visão (Zoom) é rolando o Scroll para frente ou para trás. seja de duas ou três dimensões. onde o usuário irá desenhar tudo que quiser. * TODOS OS COMANDOS POSSUEM ATALHOS ATRAVÉS DO TECLADO 7 .

Options Digitar o texto options (OP). tamanho e disposição dos ícones) IMPORTANTE: Crosshair size OPEN AND SAVE Esta aba controla as opções relacionadas à abertura e a gravação de arquivos. IMPORTANTE: Default output device SYSTEM Esta aba controla as configurações do sistema. driver. IMPORTANTE: Save as / File Safety Precautions PLOT AND PUBLISH Esta aba controla as opções relacionadas à plotagem e à publicação de desenhos. após isso irá abrir uma janela de configurações e informações importantes do programa: FILES Essa aba lista as pastas nas quais o programa procura arquivos de suporte. menu e outros. IMPORTANTE: Automatic Save File Location / Temporary Drawing File Location DISPLAY Alterações no aspecto da tela (cores. como o dicionário a ser utilizado na verificação ortográfica. além de configurações opcionais definidas pelo usuário. USER PREFERENCES Esta aba permite que o usuário defina preferências de trabalho ao utilizar o AutoCAD 8 .

como performance. então. etc.. Para informar estas posições. Quando um comando solicita um ponto. SELECTION Esta aba define opções para selecionar objetos. a soma de todas as características da tela. ONLINE Controla as configurações de conexão com a Autodesk 360. você não precisa reaprender cálculos ou teoremas! Apenas relembrar como o sistema funciona). COORDENADA ABSOLUTA X COORDENADA RELATIVA 9 . é possível. Um profile é.. Application Menu > New > Drawing | Template acadiso.) Iniciando um desenho novo.. plotters. são elas as coordenadas cartesianas (X. facilmente. Dessa forma. 3D MODELING Esta aba define opções para trabalhar com sólidos e superfícies em 3D.Y.Z) ou coordenadas polares (Distância<ângulo).dwt Toolbar>New (Ctrl + N) Sistema de Coordenadas O AutoCAD usa o mesmo sistema euclidiano aprendido em Geometria Descritiva (não. PROFILES Profiles (perfis) são os ambientes de trabalho gerados de acordo com a preferência do usuário ou da aplicação. mouse. você pode usar o mouse para especificá-lo ou inserir um valor de coordenada na linha de comando. particularizadas por cada usuário no comando OPTIONS. são utilizados os sistemas de coordenadas. personalizar uma característica de uso e recuperá-la a qualquer momento de acordo com o tipo de trabalho ou pessoa que usar o AutoCAD. (Para fazer ajustes de configurações.DRAFTING Esta aba permite definir opções para vários recursos de edição. o que significa que todos os objetos criados no AutoCAD possuem um endereço de tela que informa sua posição na área gráfica. é necessário estar conectado à sua conta do Autodesk 360.

As coordenadas absolutas baseiam-se na origem do sistema de coordenadas.0 para desenhos bidimensionais). no ponto 0. expressos em termos de distâncias ao longo dos eixos X. O WCS indica a posição de um objeto relativa aos eixos X. portanto objetos são expressos apenas em termos de x e y. Em desenhos bidimensionais. 10 . especificam-se os valores de X e Y do ponto em relação à origem do sistema de coordenadas. o valor da coordenada Z de todos os objetos é 0. separados por vírgula. cada ponto é definido por três valores. Utilize-as quando souber com exatidão os valores de X e Y do ponto desejado. (é possível movimentar o sistema de coordenadas para uma nova posição. Y=0 e Z=0. podendo ser rotacionado ou movido. Ambos os sistemas utilizados pelo AutoCAD (WCS e UCS) têm um ponto de origem que corresponde às coordenadas 0. ou simplesmente 0. que indica a posição de um objeto relativa aos eixos X e Y. Também é possível definir um sistema de coordenadas do usuário.0. UCS E WCS O sistema de coordenadas padrão utilizado pelo AutoCAD é o WCS (World Coordinate System ou Sistema de Coordenadas Global). Y e Z. Y e Z. Utilize-as quando souber a posição de um ponto em relação ao ponto anterior. Para inserir um ponto utilizando as coordenadas cartesianas absolutas. ou UCS (User Coordinate System). As coordenadas relativas baseiam-se no último ponto inserido no desenho.0 (ou seja.0. ou a partir do comando UCS digitado no teclado) COORDENADAS CARTESIANAS No sistema cartesiano. ou seja. X=0. simplesmente clicando sobre o elemento do WCS e arrastando-o para nova posição.

1) ponto 2 (2. Para obter o próximo ponto de uma linha.1) X=2 Y=1 ponto 1 (-2. EXEMPLO: Ponto P2 a partir do ponto P1: deslocamento em X=3 e em Y=2. as coordenadas do ponto desejado são compostas dos deslocamentos em X e Y em relação ao ponto anterior.-1) e X=2 e Y=1 (2.EXEMPLO: Linha com vértices em X=-2 e Y=-1 (-2. P2 P1 COORDENADAS POLARES As coordenadas polares utilizam uma distância e um ângulo para localizar um ponto. precedidos do símbolo @.-1) X=-2 Y=-1 WCS X=0 Y=0 Já as coordenadas cartesianas relativas são utilizadas quando se sabe o deslocamento de um ponto em relação ao ponto anterior. 11 .

12 . EXEMPLO Linha com ponto inicial nos valores de X=0 e y=0 e com ponto final com distância =8 e ângulo = 30° A coordenada polar relativa é formada pela distância entre o ponto a ser obtido e o último ponto inserido pelo ângulo de rotação em relação à posição do ângulo zero. especificam-se os valores de distância e ângulo do ponto em relação à origem do sistema de coordenadas. separados pelo símbolo < (menor que). A distância é precedida pelo sinal @ e o ângulo.Para inserir um ponto usando as coordenadas polares absolutas. pelo sinal < (menor que).

Orientação anti-horário ângulo 180° 0 Distância < Ângulo @ Distância < Ângulo símbolo relativo ao ponto clicado símbolo relativo à coord.Y Distância<ângulo Último ponto Coordenadas Polares Relativas Coordenadas Cartesianas Relativas @ @X. Comprimento da distância 90° Ângulo medido a partir do eixo 0 (zero). Polyline.Y @Distância<ângulo Entradas e distâncias diretas Mova o mouse na direção desejada e digite a distância Descrição Define uma coordenada exata Especifica a distância e o ângulo por meio de 0. Ellipse. Circle. Rectangle. Arc. polar 270° RESUMO DAS COORDENADAS Método Coordenadas Cartesianas Absolutas Coordenadas Polares Absolutas Fórmula X.EXEMPLO: Ponto P2 a uma distância = 8 e a um ângulo de 60° do ponto P1 (clicado na tela) que foi o último ponto inserido no desenho. Line.0 Indica o último ponto especificado Especifica um ponto relativo ao último ponto Determina a distância e o ângulo a partir do último ponto Indica a direção e a distância do próximo ponto PRIMITIVAS BIDIMENSIONAIS: Point. Basicamente tem-se as 13 . Polygon Muitos comandos pedem que o usuário defina pontos a serem utilizados. para isso é preciso entender como funcionam os sistemas de coordenadas do AutoCAD.

5 4) Coordenadas polares absolutas. símbolo “menor que” como separador. relativas ao último ponto definido. POINT (PO) É o comando mais simples do AutoCAD.00 (distância.seguintes opções: Clicar com o mouse no ponto desejado. RARAMENTE USADO 5) Coordenadas polares relativas. 2) Coordenadas cartesianas absolutas. vírgula para separação de coordenadas). Para entender melhor como funcionam esses sistemas inicia-se pelos comandos mais simples: Point. Line. “r” para ângulos em radianos).00<0.00r (distância. Para especificar esse primeiro ponto.00. inserir coordenadas Cartesianas ou Polares relativas ao Sistema de Coordenadas Universais ou ainda. Pontos definidos por 10.00 (ponto para separação decimal. Graus Decimais 0.0. ângulo em graus decimais) Graus Radianos 0. * lembrando que o AutoCAD utiliza a notação 0. Rectangle e Circle.10 e @5. 3) Coordenadas cartesianas relativas. símbolo “menor que” como separador. existem cinco maneiras: 1) Clicar com o mouse: Clicando em qualquer lugar da área de desenho irá inserir um ponto neste lugar.00<0. 14 . pois ao iniciar o comando a caixa de diálogo contém apenas: Specify a point.

Em Specify first point insere-se a primeira coordenada de alguma das cinco formas vista acima.5 e @10. Varia de 0 à 4. tanto os que já foram desenhados como os futuros que poderão ser inseridos. PDSIZE é o comando que define o tamanho dos pontos de todo o desenho.Pontos definidos por 10<30 e @15<20 Definindo PDMODE e PDSIZE: PDMODE é o comando que define o modelo dos pontos de todo o desenho. Nela informa-se as coordenadas combinando mouse e teclado da seguinte forma: Insere-se o primeiro ponto de uma das cinco maneiras já apresentadas e depois posiciona-se o cursor da direção que se deseja desenhar a reta e informa-se apenas a distância na caixa de comando. Espaço ou Esc para finalizar o comando. logo após. O comando Line. Sua variação é infinita. o comando Line necessita apenas desses pontos para ser executado. Sendo assim. não termina quando se insere a última informação necessária.25 | 10. Linhas definidas por 20. como vários outros comandos no AutoCAD.40 e @10<30 * Existe ainda outra forma de se desenhar uma linha. LINE (L) Ribbon>Home>Draw>Line Sabe-se que uma reta é um elemento definido por dois pontos. “Polar Tracking”. tanto os que já foram desenhados como os futuros que poderão ser inseridos. ele irá se repetir até que o usuário aperte Enter. 15 . e. Essa opção torna-se bastante prática quando combinadas com funções como “Ortho Mode”. em Specify next point informa-se o segundo ponto.20 e 30.15 Z 40. “Object Snap” e “Object Snap Tracking”.

CIRCLE (C) Ribbon>Home>Draw>Circle Esse comando de construção permite desenhar círculos. por exemplo. Durante a plotagem. tracejada. entre outros).Distância entre pontos: 6 Para alterar as propriedades da linha. entre as opções clica-se novamente em other e na janela que abrirá. desmembra cada aresta em um elemento. porém a polyline cria segmentos unidos entre si (linha contínua). Pode-se mudar sua espessura ou tipo de linha (pontilhada. devido a escala da linha não estar compatível com a escala do desenho. modifica-se o valor da opção Global scale fator até que se encontre um valor adequado. a escala da linha pode alterar devido ao fator de escala aplicado ao desenho referente ao projeto. deve-se clicar em other. Após escolhida a linha tracejada. Então. painel Properties. POLYLINE (PE) Ribbon>Home>Draw>Polyline O procedimento é o mesmo da Line. ela poderá ainda parecer uma linha contínua. 16 . Se o tipo de linha desejado não estiver disponível entre as opções. enquanto a Line. podendo utilizar-se diferentes dados de entrada. então abrirá uma janela onde escolhe-se a opção load. Então sugere-se que a mudança na escala da linha seja feita durante a plotagem. deve-se selecioná-la e então modificar as opções existentes na aba Home. no Paper Space.

Para isso. @48. Após esta etapa. Para isso. A opção 3P permite a construção de um círculo informando 3 pontos em que O PERÍMETRO DA CIRCUNFERÊNCIA deve passar. 17 .6 4) criar quarto ponto em relação ao terceiro: PO. • A opção Ttr (tan tan radius) permite a construção de um círculo informando dois elementos que o círculo deve tangenciar e o raio. informa-se o raio do círculo ou seu diâmetro.10 3) criar terceiro ponto em relação ao segundo: PO.48. Após essa etapa tem-se Specify point on object for second tangent of circle para a inserção do segundo elemento e posteriormente Specify radius of circle para a definição do raio. o AutoCAD informa na caixa de comando Specify center point for circle or [3P/2P/Ttr (tan tan radius)]: A opção Specify center point for circle permite a inserção do centro do círculo a ser construído. de forma que três círculos tangenciem as linhas criadas. @0. pontos para as linhas: 1) criar um ponto aleatório 2) criar segundo ponto em relação ao primeiro: PO. opção Ttr (tan tan radius).Quando ativa-se o comando circle. tem-se a opção Specify point on object for first tangent of circle para a definição do primeiro elemento que deve tangenciar. A opção 2P permite a construção de um círculo informando 2 pontos que definem a dimensão do diâmetro.-22 5) ligar os pontos utilizando o comando LINE (L) 6) Executar o comando Circle (C). @0. insere-se o primeiro ponto com o emprego do mouse ou por inserção de coordenadas.

restando apenas informar o primeiro vértice. o AutoCAD informa na caixa de comando: 1) Specify first axis endpoint of ellipse or [Arc/Center] Ribbon > Home > Draw > Ellipse >Axis.) RECTANGLE (REC) Ribbon > Home > Draw > Rectangle Esse comando de construção permite desenhar retângulos definindo um vértice e alguma outra propriedade como: o vértice oposto. as opções oferecidas mudam para Specify other corner point or [Area/Dimensions/Rotation]: Em Specify other corner point insere-se o segundo ponto da diagonal. Após especificar o primeiro vértice. a caixa de comando informa que é necessário informar a dimensão da largura (lenth) ou da altura (width). Após essa etapa. de forma que a outra dimensão será resultado desses dois parâmetros (área e um dos lados). Quando se ativa o comando Rectangle. as coordenadas inseridas para o segundo vértice serão o implemento em relação ao primeiro vértice. Em Area insere-se PRIMEIRO a área que se deseja que o retângulo possua. tem-se a opção de inserir as dimensões do retângulo através das opções Specify other corner point or [Area/Dimensions/Rotation].0). End Se apenas informarmos o primeiro vértice (feito de qualquer uma das formas já apresentadas para pontos). o AutoCAD informa na caixa de comando: Specify first corner point or [Chamfer/Elevation/Fillet/Thickness/Width]. as opções oferecidas não serão de interesse. Após essa etapa. etc. angulação. Vale ressaltar que para o caso do comando Rectangle. e não ao ponto (0.ARC (ARC) Ribbon>Home>Draw>Arc O procedimento de construção do arco é o mesmo do círculo. ELLIPSE (EL) Ribbon > Home > Draw > Ellipse Quando se ativa o comando Ellipse. Em Rotation insere-se o ângulo entre o retângulo e o eixo das abscissas simplesmente clicando com o cursor ou informando na caixa de comando o ângulo desejado. que pode ser realizado de diversas formas. Em Dimensions insere-se a dimensão da largura e da altura (SEPARADOS POR VÍRGULA) do retângulo e escolhe-se a sua localização. porém se pode construir segmentos de círculo independentes entre si (curvatura. a barra de comando nos pedirá para Specify other endpoint of Axis (também feito 18 . Isso pode ser feito de qualquer uma das formas já apresentadas para pontos. No momento. a área ou as dimensões dos lados.

conforme o desenho da tabela. 2) Specify first axis endpoint of ellipse or [Arc/Center] > Center Ribbon > Home > Draw > Ellipse >Center Nesta opção pode-se construir uma elipse a partir da definição do seu centro e depois dos comprimentos dos seus raios menor e maior.de qualquer uma das formas já apresentadas para pontos). 19 . Esse método consiste em estipular virtualmente o início e o fim de um dos eixos da elipse criada. Interação com o comando Command: POLYGON Enter number os sides <valor atual>: 5 Specify center of Polygon or [Edge]: P1 Enter an option [Inscribed in circle/Circumscribed about circle] <valor atual> Aciona o comando Número de lados que se deseja ter o polígono (entre 3 a 1024) Definir por coordenadas ou clique direto na tela qual será o centro do polígono a ser criado Define se o polígono será inscrito ou circunscrito ao círculo que o definir: inscrito circunscrito edge* Specify radius of circle: Ponto que define o raio do círculo em que o polígono estará inscrito ou P2 circunscrito. 2) Specify first axis endpoint of ellipse or [Arc/Center] > Arc Ribbon > Home > Draw > Ellipse >Elliptical Arc Nesta opção pode-se construir arcos elípticos. POLYGON Ribbon>Home>Draw>Polygon Cria um polígono que será uma polyline fechada e de lados iguais. * Edge: define um polígono pela indicação de dimensão e inclinação do seu lado. normalmente definidas pelos dois pontos.

as subopções são: 20 . por exemplo. basta clicar no próprio ponto pelo qual ela deve passar. se escolha um ângulo de inclinação. basta clicar no próprio ponto pelo qual ela deve passar.cria um polígono fechado ou uma região a partir de um contorno de elementos independentes XLINE (XL) Ribbon>Home>Draw>Construction Line Conhecida como linha infinita. Divide e Measure HATCH (H) Ribbon>Home>Draw>Hatch Hachuras são especialmente úteis quando se deseja inserir um padrão a uma área do desenho. Sketch. 2) Ver: cria uma linha infinita vertical. deve-se clicar na área fechada na qual deseja-se hachurar e modificar as propriedades da hachura na aba Hatch Creation. é normalmente usada como linha de referência ou linha de construção na criação de desenhos. que auxilia na criação da hachura. Spline. no painel Properties. (Importante: os comandos de visualização. abre uma nova aba no Ribbon. GRADIENT Ribbon>Home>Draw>Gradient BOUNDARY (BO) Ribbon>Home>Draw>Boundary . Quando ativa-se o comando. 5) Offset: cria uma linha infinita paralela a outro objeto. 4) Bisect: cria uma linha infinita passando pela bissetriz (divide determinado ângulo ao meio) do ângulo escolhido. não são afetados por este objeto). tais como cortes ou fachadas. pisos em desenhos de arquitetura. tais como Zoom Extends. A partir disso é só escolher os pontos que ficarão as XLines Reference: sugere a escolha de um objeto para que. 1) Hor: cria uma linha infinita horizontal. no painel Pattern e escolher o ângulo de rotação e a escala da hachura. XLine. como. Nessa aba pode-se modificar o tipo de hachura. Hatch Creation. Ray. entre outras opções. MLine. a região a ser hachurada deve ser fechada.OUTROS ELEMENTOS BIDIMENSIONAIS: Hatch. Após ativado o comando. Ao final da edição aperta-se Enter para salvar. por meio dele. por exemplo. A indicação de dois pontos também pode definir a inclinação. as subopções são: Enter angle of xline (x): entrada direta do ângulo de inclinação. delimitada por linhas ou polilinhas. Toda vez que clica-se em uma hachura pronta essa aba abrirá novamente e poderão ser realizadas modificações no elemento selecionado. 3) Ang: cria uma linha infinita com um ângulo especificado. Para que a hachura possa ser executada.

* como o comando Sketch proporciona uma série de linhas independentes. por meio dele. Offset distance: define a distância desejada. etc. Deve ficar claro que o comando NÃO QUEBRA O OBJETO EM VÁRIOS PEDAÇOS. como em um desenho à mão livre. perfis estruturais. é normalmente usada como linha de referência na criação de desenhos. Select a line object: define a linha que será copiada. Você usa o mouse como se fosse uma caneta. Tais linhas são úteis em várias situações. 21 . Specify side do offset: lado do objeto anterior em que deseja criar a cópia Importante: Quando um dos lados da XLine for cortado (trim). Style: Define o estilo da multilinha a usar (padrões préprontos) SPLINE (SPL) Ribbon>Home>Draw>Spline Este comando cria curvas splines quadráticas ou cúbicas. em espaços regulares. criação de barramentos elétricos. (Importante: os comandos de visualização. DIVIDE (DIV) Ribbon>Home>Draw>Divide Este comando permite desenhar pontos ou blocos sobre um objeto. facilitando construções de formas orgânicas em arquitetura. Pode ser útil para introduzir contornos em mapas. através do comando SKPOLY (0 = Lines / 1 = Polylines / 2 = SPlines) MLINE (ML) Ribbon>Home>Draw>MLine Linhas múltiplas: permite criar segmentos de linhas paralelas compostas (multilinhas) de maneira simples. crie-se a cópia paralela. em razão do número de segmentos estipulados. LINHAS DESENHADAS À MÃO LIVRE SÓ SÃO ADICIONADAS AO DESENHO QUANDO O COMANDO FOR ENCERRADO. É NA VERDADE A DISTÂNCIA ENTRE AS DUAS LINHAS QUE SÃO CRIADAS SIMULTANEAMENTE. assinaturas ou outros desenhos criados manualmente. o elemento passa a ser do tipo Ray. permitindo sua adaptação a uma série de pontos. é possível definir qual o tipo de elemento eles serão. apenas desenha pontos ou blocos sobre ele.Specify offset distance: solicita a distância do deslocamento e sugere a escolha de um objeto para que. SKETCH (SK) Desenho à mão livre: cria uma série de linhas encadeadas. não são afetados por este objeto). tais como Zoom Extends. Opções do comando: Justification: determina como a linha será desenhada em relação aos pontos de clique. Possuem um ponto inicial e se estendem até o infinito. estradas. Top: desenha a multilinha com o cursor no topo da linha Zero: desenha a multilinha centralizada no cursor Bottom: desenha a multilinha com o cursor abaixo da linha Scale: controla o aumento das larguras da linha em relação ao original. É sempre bom certificar-se de que o tipo (PDMODE) e o tamanho (PDSIZE) do ponto estão visíveis do desenho para que seja possível visualizar o efeito do comando. topografia. RAY Ribbon>Home>Draw>Ray Conhecida como linha semi-infinita. como desenho de paredes. produtos e equipamentos. estradas.

Window: Possibilita ao usuário a determinação de uma janela definida por dois pontos em diagonal na qual será enquadrada na tela. botão Navegation Bar ou pelo comando navbar. os Congelados não. existirá uma diferença quanto à situação dos objetos (Ligados. irá utilizar o fator para aumentar ou diminuir o zoom em relação à situação atual do desenho. A PARTIR DE UM ESPAÇAMENTO DEFINIDO PELO USUÁRIO. Já o segundo. que deve ser informada no formato Nx ou Nxp (fator seguido de “x” ou fator seguido de “xp”). isto é. mantendo-se inalteradas as dimensões dos elementos desenhados. Previous: Retorna ao Zoom anterior. Similar ao comando Divide. Desligados ou Congelados). Extents: Possibilita o enquadramento de toda a extensão do desenho na tela. ele desenha pontos a partir de uma distância especificada. O primeiro.MEASURE (ME) Ribbon>Home>Draw>Measure Este comando permite desenhar pontos ou blocos sobre um objeto. Convém lembrar que as alterações ficam restritas somente à tela. Scale: Para utilizar esse tipo de zoom precisa-se indicar uma escala. que será utilizado no Model Space. mas ao invés de desenhar pontos (ou blocos) dividindo-os em espaços iguais. ZOOM (Z) Permite o aumento ou a diminuição de determinadas áreas do desenho. Os comandos e ferramentas encontramse na lateral direita da tela na barra Navigation. retorna à tela anterior. servirá para aplicarmos escalas ao desenho final a ser plotado. que pode ser habilitada ou desabilitada na aba View. Porém. que será utilizado mais para o final do curso. Zoom in / Zoom out: executados a partir do botão scroll do mouse 22 . como veremos mais adiante. No momento é importante lembrar que apenas objetos Ligados e Desligados serão enquadrados pelo Zoom Extents. Ferramentas de visualização Os comandos de visualização permitem mostrar detalhes do projeto e alterar a área de trabalho de tal forma a torná-la mais acessível e fácil de utilizar.

Após entrar no comando. toda a entidade ficará com seu contorno azul. podendo-se assim copiar. basta clicar sobre os objetos de interesse.PAN (P) Move a área gráfica em qualquer direção. alterar suas propriedades entre outros. e seus vértices e pontos médios terão marcações (pequenos quadrados ou retângulos). A partir do clique e movimentação dos vértices. Pode ser executado em alguns mouses se mantermos pressionado o botão scroll Ferramentas de seleção Os comandos de seleção possibilitam que se selecione o elemento desejado. diferente de quando selecionamos vários arquivos no Windows. A partir do clique sobre um objeto. chamados Grips (azuis. por padrão). enquanto que clicando nos retângulos. basta clicar e segurar o botão esquerdo do mouse e arrastar a área gráfica. mover. não precisamos pressionar a tecla Shift. Para tirar da seleção apenas uma entidade de uma seleção múltipla. A seleção se confirmará quando o objeto mostrar suas linhas sombreadas em azul e marcadores de edição. Para selecionar mais de uma entidade. Retira-se a seleção apertando a tecla Esc uma vez. Clicando diretamente sobre o objeto: Clica-se na entidade que se deseja selecionar. clica-se sobre o objeto segurando a tecla Shift. toda a aresta pode ser movida para nova posição 23 . efetua-se o reposicionamento do vértice específico que foi clicado.

completamente ou parcialmente serão selecionadas. O comando possui diversas opções. Direita para esquerda: janela verde. Ortho Mode (F8): Faz com que o segundo ponto solicitado por algum comando seja sempre ortogonal aos eixos de coordenadas. Ferramentas de precisão Essas ferramentas encontram-se principalmente na Barra de Status. se desejado) quando acionada. e não mais livremente (tanto no Model quanto no Paper Space). porém acessíveis também através de atalhos. Suas configurações podem ser alteradas clicando-se com o botão direito no botão e selecionando Settings. Grid Display (F7): O grid é uma grade similar a um papel milimetrado que irá preencher todo o Model Space (e o Paper. contorno tracejado > todas as entidades dentro do retângulo verde.Selecionado por janelas Esquerda para direita: janela azul. fazendo com que ele se movimente somente em “passos”. que podem ser modificadas clicando-se na flecha à direita do botão na Barra de Status e selecionando-se Snap Settings. contorno cheio > somente as entidades completamente dentro da janela azul serão selecionadas. Snap Mode (F9): O Snap Mode interfere no movimento do cursor na tela. 24 .

tangente. Insertion: Rastreia os pontos de inserção de caixas de textos. Intersection: Rastreia a intersecção de dois elementos no mesmo plano. na opção Tracking settings. Por exemplo. como mediana. A ferramenta Object Snap faz com que o programa “rastreie” automaticamente esses pontos e os mostre ao usuário através de um pequeno símbolo. elipses e arcos. Para isso. * Há a opção de. Extension: Rastreia a extensão imaginária de elementos. centro. mesmo que o cursor não esteja exatamente em cima. se definido 30°.Polar Tracking (F10): Define alinhamentos temporários determinados por ângulos selecionados pelo usuário na Barra de Status. Center: Rastreia o centro de círculos. polylines e lados de polígonos.. clicar com o botão direito do mouse sobre o Model Space (ou Layout) e ativá-los. 120°. habilitar temporariamente um ou outro ponto notável que necessitamos. splines. blocos. etc. durante a execução de um comando. arcos. será o próximo ponto ao clicarmos no mouse. Quadrant: Rastreia os quadrantes de círculos. elipses e arcos. 25 . Além disso. referências.). Midpoint: Rastreia o ponto médio de linhas. 90°. Object Snap (F3): Cada entidade geométrica possui alguns pontos notáveis. etc. O usuário pode definir ângulos conforme a figura ao lado. Endpoint: Rastreia pontos finais de elementos como linhas. polylines e lados de polígonos. perpendicular. basta segurar a tecla shift. em Additional angles podemos definir ângulos adicionais a serem rastreados. splines. Node: Rastreia pontos... que. o programa irá auxiliar na obtenção de alinhamentos de 30° e seus múltiplos (60°. arcos..

ou seja. Pela janela Settings da ferramenta Polar Tracking podemos selecionar a opção Track using all polar angle settings fazendo com que o programa rastreie alinhamentos utilizando os mesmos ângulos definidos para o Polar Tracking. Equivale ao Delete do teclado. fim e ponto médio de uma linha. VER PÁGINA 21 Ribbon>Home>Modify ERASE (E) Ribbon>Home>Modify>Erase O comando ERASE apaga objetos do desenho. por um menu desdobrável. Os grips (também conhecidos como alças de arraste ou de redimensionamento) são pequenos quadrados ou retângulos que aparecem em posições definidas dos objetos (pontos notáveis). Você pode apenas clicar no ícone para desfazer. UNDO (U) Ctrl + Z A opção UNDO desfaz (reverte) o último comando. A partir da seleção (seja pelo clique direto no objeto. mostra caixas e menus próximos ao cursor que auxiliam na execução dos comandos. Ferramentas de edição GRIPS Toda e qualquer alteração em objetos já desenhados exige selecioná-los. Object Snap Tracking (F1): Define alinhamentos imaginários utilizando pontos notáveis determinados no Object Snap e os eixos do sistema de coordenadas. Parallel: Rastreia a direção paralela a outro elemento. A partir deles é possível editar qualquer objeto a partir da sua manipulação. porém não servem como substitutos. ficará visível os grips de cada objeto selecionado. pois podem não conter todas as opções disponíveis para os mesmos. refaz o que estes comandos desfizeram. REDO (Ctrl + Y) A opção REDO desfaz o efeito do Undo. ou início. Servem como uma extensão da Caixa de Comando. Apparent Intersection: Rastreia a interseção aparente de dois elementos não coplanares (utilizado apenas em desenhos em 3D). como também visualizar o histórico dos comandos a serem desfeitos. ou pela janela de seleção). Tangent: Rastreia a direção tangente aos elementos curvos.Perpendicular: Rastreia a direção perpendicular ao elemento. 26 . Nearest: Rastreia qualquer ponto ao longo de um elemento. centro do círculo. Dynamic Imput: Quando ativado. e que pode selecionar quantos comandos quiser desfazer. como quadrantes.

o que for cortado pelas bordas da seleção será distorcido.MOVE (M) Ribbon>Home>Modify>Move Esse comando permite mover objetos selecionados no desenho. COPY (CO) Ribbon>Home>Modify>Copy Esse comando copia objetos selecionados no desenho. 27 . define-se um ponto base. de um ponto a outro. a partir de um ponto determinado. É possível criar objetos que representem metade de um desenho. cor verde). Após iniciar o comando deve-se selecionar os objetos através de Select Crossing (Seleção com o mouse da direita para a esquerda. ROTATE (RO) Ribbon>Home>Modify>Rotate Esse comando permite rotacionar objetos do desenho. selecioná-los e espelhá-los mediante uma linha especificada para criar outra metade. Dessa forma. MIRROR (MI) Ribbon>Home>Modify>Mirror Esse comando permite criar uma cópia espelhada do objeto selecionado. para então definir a nova posição da parte que foi selecionada. SCALE (SC) Ribbon>Home>Modify>Scale Esse comando amplia ou reduz objetos selecionados. Após a seleção. STRETCH (S) Ribbon>Home>Modify>Stretch Esse comando estica partes determinadas de elementos existentes no desenho.

pode-se agora selecionar a opção Points para que a nova dimensão dos pontos referência seja a distância entre dois pontos. Após essa primeira etapa existem 3 opções: Specify scale factor: Inseri-se um fator de escala. Simplesmente pula-se a etapa de seleção apertando direto a tecla Enter. Reference: Com essa opção pode-se selecionar dois pontos quaisquer do desenho. Supondo que inicialmente se tem no desenho as linhas diagonais mostradas na figura abaixo. e depois os elementos que serão estendidos até eles. através da primeira seleção dos objetos. porém com a função de estender elementos. Outra forma bastante conhecida de utilizar o Trim consiste em não selecionar nenhuma Cutting Edge. primeiramente seleciona-se os elementos destino. e a partir daí selecionaremos as partes que deverão ser cortadas. EXTEND (EX) Ribbon>Home>Modify>Extend Parecido com o comando Trim. No Extend também existe a opção de pular a etapa de seleção de elementos destino também faz com que todos os elementos sejam considerados destino. inicia-se o comando e. determinando um segmento e definir uma nova dimensão para ele. O comando Trim é baseado em entidades chamadas Cutting Edges. Com isso. assim. deve-se escolher um ponto base. e todo elemento que você clicar será cortado até encontrar outro elemento qualquer. desenha-se as Cutting Edges desejadas (no caso do exemplo. No caso do Extend. que funcionam como limites de corte aos elementos que as interceptam. Assim como quando utilizase o comando Rotate com a opção Reference. Copy: Selecionar essa opção irá fazer com que o escalonamento seja uma cópia. são as linhas horizontais pontilhadas). TRIM (T) Ribbon>Home>Modify>Trim Esse comando executa o corte de um pedaço de um objeto até os limites definidos por outros objetos. o qual será o ponto que ficará “preso” à mesma posição enquanto o resto do elemento será aumentado ou diminuído.Após iniciar o comando Scale e selecionar os objetos a serem escalonados. pressiona-se a tecla Enter. informase ao programa quais entidades são as Cutting Edges. FILLET (F) Ribbon>Home>Modify>Fillet 28 . sendo que acima de 1 as entidades serão aumentadas e abaixo de 1 diminuídas. linha escolhida será estendida até o elemento mais próximo. Após selecionarmos todos as entidades que servirão de Cutting Edges. o AutoCAD entenderá que todos os elementos existentes no desenho são Cutting Edges. A seguir. deixando a entidade original intacta.

sejam elas lines. Polar Array: itens distribuídos de forma circular. ALIGN (AL) Ribbon>Home>Modify>Align O comando Allign permite ajustar objetos a um alinhamento de forma prática. arcos. A ordem pode ser retangular. etc. seleciona-se dois elementos e o AutoCAD se encarrega de fazer a concordância entre ambos. após a seleção do objeto a ser alinhado. Com o comando ativo. e deverá ser estabelecida antes da seleção do primeiro elemento. Ela pode ser definida antes ou após a seleção do primeiro elemento. ARRAY (AR) Ribbon>Home>Modify>Array O comando Array permite criar cópias ordenadas de elementos do desenho. É necessário entender duas opções que o ele fornece. será uma concordância reta. sendo que se for igual a 0. O comando é simples.Esse comando permite criar arredondamentos ou concordâncias entre objetos. Ao iniciar o comando precisa-se apenas informar a distância entre as entidades originais e as que serão criadas. que não são abordados nessa apostila). dispensando o uso repetitivo dos comandos Move e Rotate. por meio da caixa de comando (insere-se diretamente a unidade) ou informando uma distância com o mouse (selecionam-se dois pontos e a distância informada será a distância entre estes dois pontos). polar ou por caminho. círculos (neste caso serão gerados círculos concêntricos). colunas e níveis. A opção Trim definirá se os elementos selecionados para a concordância serão cortados ou não onde a mesma inicia ou termina. OFFSET (O) Ribbon>Home>Modify>Offset O comando Offset é utilizado para gerar entidades idênticas e paralelas às originais. Selecionamos então o objeto a ser copiado e a direção em que a cópia será gerada (no caso de círculos. EXPLODE (EX) Ribbon>Home >Modify>Explode Esse comando desmembra um objeto composto em seus objetos primitivos. É possível definir número de itens. CHAMFER Ribbon>Home>Modify>Chamfer Esse comando permite criar chanfros ou concordâncias entre objetos. Retangular Array: itens distribuídos em qualquer combinação de linhas. ângulo entre objetos e ângulo de preenchimento. Após essa etapa podemos definir se a escala do objeto será ou não alterada para se adequar aos pontos 29 . polylines. Path Array: itens distribuídos por igual ao longo de um caminho ou parte de um caminho. clicamos dentro ou fora do círculo). A opção Radius define o raio da curva que irá fazer a concordância. define-se até 3 pontos do objeto e seus pontos destinos (o terceiro ponto só irá influenciar em objetos em 3D. é gerada uma line ou polyline correspondente ao chanfro gerado.

Join: une em uma polyline aberta vários outros segmentos. Close: cria um segmento de polyline. a geometria redundante: As cópias duplicadas de objetos são excluídas. As linhas parcialmente sobrepostas desenhadas no mesmo ângulo são combinadas em uma linha única. Do you want to turn into one? <Y>] informando que o objeto não é uma polyline. o primeiro ponto será utilizado como base e o segundo servirá apenas para definir o alinhamento. Os segmentos de Lines ou de arco sobrepostos a segmentos de polylines são excluídos. Interação com o comando Command: PEDIT Select polyline: Aciona o comando Seleciona a polyline. Os arcos desenhados sobre partes de círculos são excluídos. BREAK (BR) Ribbon>Home>Modify> Break Esse comando remove parte de um objeto. Se desejar. Remove. polylines e arcos duplicados ou sobrepostos. Enter an [Close/Join/Width/edit vertex/Fit/Spline/Reverse/Undo]: Opções do comando: Open: abre uma polyline fechada. tecle Y. OVERKILL (OV) Ribbon>Home>Modify>Delete duplicate Objects Esse comando remove lines. Width: solicita uma nova espessura para a polyline. transformando todo o conjunto em uma única polyline. tornando-a fechada. se não. o que permite reduzir o tamanho do arquivo e melhorar a qualidade do desenho. mesmo sem usar outros como limites. unindo o último ponto ao primeiro.destinos. Para que isso ocorra. aparece a mensagem [Object selected is not a polyline. PEDIT (PE) Ribbon>Home>Modify>Edit Polyline Possibilita a edição de polylines e de malhas poligonais tridimensionais. ainda. JOIN (J) Ribbon>Home>Modify>Join Esse comando combina segmentos individuais de objetos colineares em um único objeto. option Escolha uma opção. se o objeto escolhido não for uma polyline. e que para editá-la é necessário convertê-la. 30 . os extremos de cada segmento devem coincidir precisamente.

Ferramentas de averiguação São comandos que retornam valores numéricos ao usuário. seleciona-se a entidade. ANGLE Ribbon>Home>Utilities>Angle Mede o ângulo de inclinação entre dois segmentos de reta. São eles: DISTANCE (DI) Ribbon>Home>Utilities>Distance Mede a distância entre dois pontos selecionados. É um comando utilizado muitas vezes durante a elaboração de um projeto. painel Utilities. Com eles pode-se medir comprimento de linhas.HATCHEDIT (HE) Ribbon>Home>Modify>Edit Hatch Este comando edita as hachuras e gradientes existentes no desenho. MEASURE Os comandos de medida se encontram na aba Home. perímetro e até o volume. É necessário um clique duplo sobre uma hachura ou gradiente para que automaticamente uma janela se abra para as configurações. ângulos. 31 . arcos e elipses. área. correspondentes a dimensões e padrões sobre a entidade selecionada. e clica-se com o botão direito do mouse para selecionar a opção Hatch Edit. raios. no caso do AutoCAD 3D. indicando seus vértices a partir do clique. AREA (AA) Ribbon>Home>Utilities>Area Mede a área e o perímetro correspondente a um polígono selecionado pelo operador. Ou ainda. VOLUME (AA) Ribbon>Home>Utilities>Volume Mede o volume total de um sólido tridimensional. RADIUS Ribbon>Home>Utilities>Radius Mede o raio de círculos.

é muito mais prático definir certos padrões e associar os textos a eles. o número entre < > apresenta a <0> configuração atual. em um projeto onde tudo é padronizado. ainda.) e a segunda para mudar o estilo que será usado para criar esse texto. Esse tipo de texto possui poucos parâmetros personalizáveis no ato de sua inserção. cada linha será criada como um elemento individual. define-se apenas a altura do texto e a sua rotação. o número entre < > apresenta a configuração atual. Utiliza-se o Enter para mudar de linha. É possível definir a altura através da digitação ou ainda a partir do segundo clique na tela (a altura será definida a partir da distância entre o primeiro e o segundo pontos clicados desde o início do comando Specify rotation angle of text Defina a rotação do texto. Top Left. porém. Isso pode ser repetido várias vezes. Middle. que sejam criadas várias linhas de texto de uma vez só.. Botton Right. Right. Além disso. rotação e estilo) Esc Encerrar o comando Opções do comando: Justify: permite o ajuste do texto a um espaço definido pelo usuário. mantendo as mesmas características do texto (altura. Por exemplo. podem seguir um estilo pré-definido. O comando DText permite. Existem duas formas de construir um texto no ambiente do AutoCAD: DTEXT (DT) Ribbon>Home>Annotation>Single Line ou Ribbon>Annotate>Single Line Com o comando DTEXT cria-se linhas de texto simples. cor e alinhamento.5000> Defina a altura do texto. A primeira opção utiliza-se para mudar o alinhamento do texto (Center. tamanho.Ferramenta de texto Existem algumas entidades no AutoCAD que.. os textos podem ter cada um uma fonte. Interação com o comando Command: DTEXT Aciona o comando Specify start point of text or Clica-se na tela para definir o ponto de localização do texto [Justify/Style] Specify Height <2. É possível clicar em outro ponto em que deseja iniciar nova linha. bem como promove seu alinhamento. ao invés de terem cada uma um conjunto de características próprias. existem as opções Justify e Style. Enter text 1ª linha do texto Enter text 2ª linha do texto. 32 .

que facilita muito o trabalho com textos. Ela expressará a dimensão em relação a X ou Y. no mesmo texto. como um parágrafo. após inserir a caixa de texto. Diferente do Single Line Text. É importante frisar que as linhas de cota funcionam como blocos. etc. São eles: LINEAR (DLI) Ribbon>Home>Annotation>Linear ou Ribbon>Annotate>Linear A cota linear sempre será alinhada com a direção dos eixos cartesianos. abre-se uma nova aba com ferramentas de edição. se separam em suas formas primárias e deixam de ser vinculadas às entidades. Ao acioná-lo. podendo ser posteriormente alterados. ou afastamento do objeto. As cotas acompanham modificações nas entidades às quais estão relacionadas e atualizam automaticamente seus valores e alinhamentos. através dos comandos de edição ou grips). 33 . O AutoCAD oferece. se forem explodidas. não importando a inclinação do objeto. Além disso.Style: define um estilo de texto a ser usado. caracteres de tamanhos e cores diferentes. MTEXT (T) Ribbon>Home>Annotation>Multi Line ou Ribbon>Annotate>Multi Line O comando MTEXT cria um texto com várias linhas. O objeto MTEXT será único. como em programas de edição de texto. Dimensionamento e cotas Ribbon>Home>Annotation ou Ribbon>Annotate>Dimensions No AutoCAD as cotas são linhas automatizadas e. ao serem inseridas em seu lugar com os atributos necessários. a direção do eixo que ela deve estar e a sua posição. Esse comando é semelhante a um editor de texto multilinear. Define o tipo de caractere e sua aparência como um todo. independentemente do número de linhas que possua. o Multiline Text utiliza uma caixa de texto (com régua e ferramentas de parágrafo) e possui diversas personalizações. solicita-se um retângulo que constituirá os limites do texto (esses limites não são fixos. então. definemse os pontos inicial e final da linha de cota. alguns tipos de cotas ao usuário. tornam-se entidades integradas ao desenho. Para aplicá-la. permitindo que haja. caracteres especiais.

passível de ser colocada inclinada em relação aos eixos cartesianos. a distância desejada. Depois. definir um sentido em relação à linha cotada e. O usuário deve selecionar o objeto a ser cotado. sendo que o usuário definirá a posição dela acima ou abaixo do objeto. portanto. Vale lembrar que o programa oferece ao usuário a opção de inserção considerando o prolongamento das linhas. ALIGNED (DAL) Ribbon>Home>Annotation>Aligned ou Ribbon>Annotate>Aligned A cota alinhada mostrará a menor distância entre dois pontos selecionados pelo usuário sendo. a uma distância informada. selecionar as duas consecutivamente. seu suplementar ou oposto. cotando o ângulo principal. sem a necessidade de uma mudança de coordenadas.Para definir um afastamento exato da cota em relação ao objeto é necessário. Basta apenas o usuário definir com o mouse o local de inserção da linha de cota. no caso de linhas. então. ARC LENGTH 34 . ANGULAR (DAN) Ribbon>Home>Annotation>Angular ou Ribbon>Annotate>Angular A linha de dimensão angular mostrará a medida de um ângulo entre duas linhas de vértice comum ou um arco. após selecionar os pontos inicial e final. Procede-se da mesma forma que o item anterior. deve-se definir o local onde será inserida a linha de cota.

como um furo em uma peça. por exemplo. sendo necessário informar o objeto a ser cotado e a posição da linha de cota. RADIUS (DRA) e DIAMETER (DDI) Ribbon>Home>Annotation>Radius/Diameter ou Ribbon>Annotate>Radius/Diameter O diferencial dessas cotas é que elas adicionam um símbolo em frente ao valor medido. JOGGED Ribbon>Home>Annotation>Jogged ou Ribbon>Annotate>Jogged É uma ferramenta de cota que também mede o raio de um arco ou círculo.Ribbon>Home>Annotation>Arc Length ou Ribbon>Annotate>Arc Length Este comando permite medir a distância ao longo de um segmento de arco ou arco de polyline. dentro ou fora da circunferência. Um símbolo do arco é exibido acima ou precede o texto da cota. ORDINATE Ribbon>Home>Annotation>Ordinate ou Ribbon>Annotate> Ordinate Dimensões ordenadas medem as distâncias perpendiculares de um ponto de origem prédeterminado. 35 . chamado o datum. O datum é estabelecido pela posição atual da origem UCS. porém é geralmente usando quando o centro do mesmo está muito distante e geralmente fora da área de impressão. Elas funcionam da mesma maneira. Φ para diâmetro e R para raio.

Neste exemplo. 36 . CONTINUE DIMENSION (DCO) Ribbon>Home>Annotation>Continue ou Ribbon>Annotate>Continue A cota contínua faz com que automaticamente inicie uma nova linha de cota adjacente a outra cota. Por padrão. Isso facilita o trabalho quando se deseja fazer várias cotas em uma mesma direção. O espaçamento entre as cotas será o valor especificado na configuração Baseline Spacing do estilo de cota que estiver sendo utilizado. A cota contínua somente encerrará quando fechado o comando pelo usuário. o datum (0. que será visto logo adiante.0) foi estabelecido como o centro do círculo do canto inferior esquerdo. ela continuará a partir da última linha de cota desenhada. BASELINE DIMENSION (DBA) Ribbon>Home>Annotation>Baseline ou Ribbon>Annotate>Baseline A Baseline Dimension usa de referência o início da cota de base sempre à mesma linha.

Ou ainda pode-se criar um estilo novo de cotas. Principais elementos das cotas Aba Lines 37 .LEADER (LE) O Leader é uma ferramenta para executar uma especificação com linha de chamada. apenas os tamanhos de seus elementos podem estar configurados de maneira a destoar da escala do desenho. seleciona-se o estilo a ser modificado e clica-se no botão Modify. Não há problema com a cota. a partir do botão New. Configuração das cotas ou DIMSTYLE (D) Muito provavelmente ao inserir uma cota o usuário irá se deparar com tamanhos absurdos ou formas incoerentes das linhas da cota inserida. Após abrirmos o Dimension Style Manager através do comando (D). que permite alterar as configurações de um determinado estilo de cota. cabe ao desenhista colocá-las em tamanho compatível com o resto do desenho (ver alturas de texto no verso da capa desta apostila). Embora essas configurações sejam pessoais.

Aba Primary Units O menu Primary Units configura o modo de exibição dos valores da linha de cota nos seus seguintes atributos: Linear Dimensions: 38 . Supress: Suprime o lado direito ou esquerdo da linha de cota. Offset From Dimension Line: Distância entre o texto e a linha de cota. Arrowheads: o 1st. mostra configurações de prioridade para o posicionamento de textos e setas. Text Placement: Vertical: Posição vertical em relação à linha de cota (centralizado. de acordo com o determinado na formatação de texto. Aba Fit O menu Fit. Text Alignment: Especifica opções de alinhamento dos textos das linhas de cota. fora. Extension Lines: o Color. Text Height: Define o tamanho do texto. 2nd: Especifica o tipo de seta a ser colocado nos limites da linha de cota. etc. semelhante ao definido para as linhas de cota. Arrow Size: Especifica o tamanho das setas. Linetype e Lineweight: Modificam os parâmetros correspondentes à cor. Text Color: Define a cor do texto. Linetype e Lineweight: Funcionam de maneira semelhante ao especificado anteriormente. Dimension Lines: o Color. Aba Symbols and Arrows Nesta aba podem ser modificados os parâmetros dos símbolos e setas. ao tipo e à espessura das linhas. de modo geral. bem como colocação dos textos e utilização de uma escala multiplicadora do valor indicado nas linhas de cota (útil no caso de alguma configuração diferente de escala). acima. Text Appearance: Text Style: Define o estilo de texto adotado para as cotas. Horizontal: Posição horizontal em relação à linha de cota. Leader: Especifica o tipo de seta a ser colocado nos indicadores (comando Leader). Offset From Origin: Especifica a distância do ponto escolhido para a colocação da cota ao início da linha de extensão. Extend Beyond Dimension Lines: Especifica o quanto a linha na lateral da cota ultrapassará a linha de cota onde está o valor.). Aba Text Nesta aba podem ser modificados os parâmetros dos textos (números e letras) das cotas e especificações (leaders). Baseline Spacing: Especifica o espaçamento entre as linhas de cota para o caso do uso de cota com base fixa.Nessa aba podem ser modificados os parâmetros das linhas de cota (Dimension line e Extension line). Recomenda-se deixá-las atreladas ao bloco no qual a linha de cota é inserida (opção By Block).

Zero Supression: Suprime os zeros (à esquerda ou à direita) dos números inteiros. a espessura e o tipo de linha. tracejada.Unit Format: Formato do número. Round Off: Regra de arredondamento. Se o tipo de linha desejado não estiver disponível entre as opções. são elas a cor. polylines. Então. por exemplo. Propriedades dos objetos Home>Properties É possível alterar determinados aspectos de uma entidade do desenho (lines. Precision: Número das casas decimais apresentadas. Após escolhida a linha tracejada. devido a escala da linha não estar compatível com a escala do desenho. científico. fracionário. Para que se efetue uma alteração em determinado objeto. caso se queira cotar ao mesmo tempo em metros e polegadas. em modo decimal. a escala da linha pode alterar devido ao fator de escala aplicado ao desenho referente ao projeto. Como isto é mais usado em desenhos mecânicos. entre outros. então abrirá uma janela onde escolhe-se a opção load. círculos. Decimal Separator: Caractere separador entre inteiro e decimal. por exemplo. Aba Tolerances O menu Tolerances oferece a possibilidade de exibir tolerâncias de cotas. Aba Alternate Units O menu Alternate Units permite que uma medida alternativa seja exibida com a principal. Measurement Scale: Define um multiplicador para as medidas. entre outros. não será aqui abordado com maiores detalhes. Seus comandos são idênticos ao menu Primary Units. mas aplicado às cotas angulares. numa faixa definida pelo usuário. Então sugere-se que a mudança na escala da linha seja feita durante a plotagem. deve-se selecioná-lo e então modificar as opções existentes. Durante a plotagem.. entre as opções clica-se novamente em other e na janela que abrirá. no Paper Space. porém no campo Multiplier for All Units deve ser inserido o fator de conversão para a unidade secundária. Camadas ou Layers Home>Layers 39 .). Sobre o tipo de linha Pode ser pontilhada. ela poderá ainda parecer uma linha contínua. Angular Dimensions: As mesmas opções acima.. se diferente do padrão. modifica-se o valor da opção Global scale fator até que se encontre um valor adequado. Prefix e Sufix: Colocação de um prefixo ou sufixo às medidas. deve-se clicar em other.

previamente à sua utilização efetiva. O novo Layer agora aparecerá na janela Layer Properties Manager. Será pedido então um nome para esse novo layer. é também uma forma de atribuir características em massa a um conjunto de elementos semelhantes. De modo geral. É aconselhável já se definir uma nova cor para a mesma e ressalta-se que é pela cor de uma entidade que serão definidas as configurações de impressão (espessura de linha. cor. quando sobrepostas. Uma forma mais fácil de entender como os layers funcionam é compará-las com a sobreposição de várias folhas de papel transparentes. São responsáveis por atribuir algumas características que posteriormente irão refletir na configuração de impressão. etc.).Layers são camadas de um desenho. completam o desenho. Gerenciador de Layers Permite estruturar e organizar o desenho através de camadas (Layers). Para criar novos layers é necessário clicar no botão New Layer ou clicar com o botão direito e escolher a opção New Layer. que agrupam os elementos do desenho criados pelo usuário. independentes entre si. Criando layers A priori existe apenas a layer “0” (a layer “Defpoints” também será criado automaticamente em seguida). costuma-se utilizar layers diferentes para cada conjunto de elementos distintos do desenho. Cada folha contém uma parte do projeto e. recomenda-se deixar 40 . Além disso. Portanto.

A pequena impressora é utilizada para permitir/impedir a impressão dos objetos contidos na camada em questão. seleciona-se o objeto do qual deseja-se copiar as propriedades. que será estudada mais adiante. O botão serve para alterar a cor do layer em questão. * É importante salientar que apenas os layers que não possuírem nenhuma entidade poderão ser excluídas. Ao iniciar o comando precisa-se apenas selecionar objetos que estejam nos layers que deseja-se isolar. depois 41 . Manipulando layers Trocar um objeto de layer é bastante simples: seleciona-se o(s) objeto(s) e escolhe-se o novo layer à qual desejamos inseri-los diretamente no painel Layers no Ribbon. todas os outros layers serão desligados. que fica disponível durante a seleção dos objetos. Serve para congelar um layer. Tanto na janela Layers Properties quanto no painel Layers temos algumas opções que definem propriedades de cada layer. ou seja. Para excluir a camada desejada. Os objetos desaparecerão da tela e não poderão ser mais rastreados. Costuma-se impedir a impressão do layer Viewport. Isso será mais bem compreendido durante a etapa de configuração do desenho para plotagem. o layer que está selecionado no painel e que está sendo utilizada para criar novos elementos no desenho ou o layer zero. Embora visível nenhum objeto poderá ser modificado.elementos que possuirão as mesmas configurações de impressão em layers com a mesma cor. Esse é responsável pela exclusão de layers. estiver ativa a opção Off. Excluindo layers Na caixa de diálogo de gerenciamento de camadas consta o botão Delete Layer . seleciona-se a layer e aperta-se o botão citado. Match Properties (MA) O comando Match Properties funciona da mesma forma que o “Pincel de Formatação” dos programas do Office. Layiso e Layon O comando Layiso é uma ferramenta que auxilia a isolar layers sem precisar desligar manualmente todas as outras. Esse botão é utilizado para travar um Layer. Para reativar os layers. Utiliza-se esse comando para copiar propriedades (layer. fonte. mas ainda poderão ser rastreados. Também não é possível excluir o layer ativo. cor. todas os outros layers serão atenuados e trancados. escala) entre objetos. Se na opção Settings. a saber: Esse botão serve para ligar/desligar um Layer. já se estiver ativa a opção Lock and Fade. Para isso. utiliza-se o comando Layon. Todos os objetos na camada sumirão.

que se comportam como uma entidade gráfica única. entre outros.arq. abaixo seguem alguns links: Link Língua Avaliação arcat.com Espanhol *** 42 . em diferentes escalas e ângulos de rotação. o AutoCAD permite otimizar o trabalho. Biblioteca de Símbolos (blocos) Existem desenhos dentro de um projeto que se utiliza repetidas vezes. Nestes casos. formadas a partir de um conjunto de geometrias (linhas. Existem repositórios digitais que disponibilizam inúmeros blocos prontos para efetuar download gratuitamente.com Inglês ** archweb.).com Inglês/Espanhol ** cadblocksfree.eu Inglês ** max-cad. Os Blocos são entidades especiais.it Italiano ** bibliocad.cz Inglês **** cadpirate.com Inglês ** polantis.utiliza-se a opção Settings para selecionar as propriedades que serão copiadas.com Inglês **** cadyou. Os próximos objetos selecionados terão suas propriedades alteradas para coincidir com as propriedades do objeto de origem. através do uso de blocos.br Português *** cadforum. portas. arcos. etc. associa-se um determinado nome.com Inglês *** cadblocos. tal como mobiliário. janelas.com Espanhol *** cadaplus. círculos.com Inglês/Espanhol *** bloquesautocad.com Inglês **** portalbloques. A cada Bloco criado. sendo possível inseri-lo num desenho quantas vezes forem necessárias.com Inglês ** freedwg.

Convert to Block e Delete. 43 . ou apagadas. controlam o que será feito com as entidades originais: serão mantidas no desenho. As opções Retain.net Inglês ***** seek. A opção Specify On-screen faz com que o Ponto Base e os Objetos sejam solicitados apenas depois de se clicar em OK. a janela. Objects: Basta clicar no botão Select Objects e selecionar os objetos que farão parte do bloco.com Português *** tracepartsonline.net Português *** Criando um Bloco (B) Home>Block>Create Quando se ativa o comando Make Block. quando inserido. convertidas em bloco. Base Point: É o ponto de base para inserção. que possui os seguintes parâmetros para definição: Name: Especificar o nome que será dado ao bloco. Aperta-se Enter para finalizar. o bloco será fixado no desenho.com Inglês ** techitt.Link Língua Avaliação productspec. é aberta uma caixa de diálogo. respectivamente.autodesk. Clicando-se no botão Pick Point. É por meio deste ponto que. Block Definition.

diretamente no desenho. É por meio deste ponto que. Quando se ativa o comando Insert Block. A opção Specify On-screen faz com que a escala do bloco seja definida apenas depois de se clicar em OK. a partir da sua definição inicial. diretamente no desenho. Insertion Point: É o ponto de base para inserção. o bloco será fixado no desenho. é aberta uma caixa de diálogo que possui os seguintes parâmetros para definição: Name: Seleciona-se um bloco criado previamente no próprio desenho ou clica-se em Browse para pesquisar o arquivo “.dwg” de algum outro bloco.Inserindo um Bloco (I) Home>Block>Insert Após ter sido criado um bloco pelo comando Make Block. Scale: Define a escala com a qual o bloco será inserido no desenho. A opção Specify On-screen faz com que o Ponto Base seja solicitado apenas depois de se clicar em OK. quando inserido. 44 . pode-se inseri-lo no desenho através do comando Insert Block.

já que ele explode nas entidades em que foi desenhado. ou ainda com um clique duplo sobre o bloco que se deseja editar. faz com que o bloco seja inserido como objetos separados e não como uma entidade única. o botão existente na Ribbon. basta clicar em Close Block Editor diretamente no botão existente no canto superior direito da tela. se abrirá uma janela para se definir qual o bloco será editado (já estará pré-selecionado o bloco sobre o qual foi clicado.Rotation: Define a rotação que o bloco será inserido no desenho. Basta responder se deseja ou não salvar as alterações feitas. com fundo cinza. porém nesta janela aparecerão todos os blocos existentes no desenho e um preview de cada um. que quando marcada. Assim como no Make Block. existe a opção Explode. a partir da sua definição inicial. aparecerá a mesma opção. e sem nenhum dos outros elementos existentes no desenho. de forma que se possa escolher qual editar). as opções Specify On-screen oferecem a possibilidade de inserir seus respectivos parâmetros após se clicar em Ok. pode-se utilizar o comando de teclado. A partir de qualquer um destes passos. Além disso. Editando um Bloco (BEDIT) Home>Block>Edit Para a edição de um bloco de forma isolada. para retornar ao desenho global. ou clicando sobre a tela cinza com o botão direito do mouse. A opção Specify On-screen faz com que a rotação do bloco seja definida apenas depois de se clicar em OK. Após finalização da edição. 45 . diretamente no desenho. A partir daí o bloco que se pretende editar irá para uma janela específica de edição de blocos.

.Já a edição de um bloco no seu contexto (Edit Block In-place ou Edit Reference) permite utilizar referências existentes no desenho para proceder com as alterações necessárias.) de outros elementos que estejam no arquivo. Endpoint. separada do desenho atual. enquanto que de maneira isolada. a edição é feita através de uma nova janela. 46 . É possível usufruir do Object Snap (Midpoint..

onde deverão ser feitas algumas configurações: 47 . Impressão Para fins de impressão/plotagem de um desenho efetuado no AutoCAD em uma determinada escala. através deste comando.A edição do bloco no seu contexto abrirá uma aba nova na Ribbon. Imprimindo no Model (Ctrl + P) A partir do comando Ctrl + P ou a partir de Application Menu > Print > Plot abrirá esta janela. para que se execute os comandos necessários referente ao bloco. a inclusão de elementos que estejam fora do bloco ou remoção de elementos que pertencem ao bloco. É possível. é possível fazê-la no ambiente do Model e no Paper Space.

exemplo: desenho em mm: escrever 1 desenho em cm: escrever 10 desenho em dm: escrever 100 desenho em m: escrever 1000 nesta janela. Paper size: define o tamanho da prancha que será impressa. Plot Offset: define a posição do desenho (em relação aos eixos X e Y) dentro da prancha a ser plotada (podendo ser selecionada a opção Center the plot) Plot Scale: define a escala que o desenho deve ser impresso. Number of copies: define o número de cópias que será impresso o desenho. *Para que seja possível definir a escala do desenho. exemplos: escala 1/50: escrever 50 escala 1/75: escrever 75 escala 1/100: escrever 100 .. é preciso desmarcar a opção Fit to Paper (esta opção “estica” o desenho proporcionalmente. deverá ser escrito a escala do desenho. como é o caso da impressora PDF). (A impressora pode ser física ou virtual. deverá ser escrito quantos milímetros são equivalentes a uma unidade de como foi feito o desenho.Printer/plotter: define a impressora ou plotter para o qual o desenho será enviado para impressão. Plot Area: define qual a área do desenho que será impressa.. na qual só será impresso o que estiver dentro desta janela. VER ARQUIVOS DE PENAS na página seguinte Imprimindo no Layout ou Paper Space 48 . Limits: fará a impressão de todos os elementos que estiverem no ambiente Model. de modo a caber por inteiro no tamanho da prancha pré-selecionada) desmarcar! não mexer! nesta janela. Plot Style table (pen assignments): define o arquivo de penas que será aplicado ao desenho. Display: fará a impressão de tudo que estiver visível em tela no momento do comando da plotagem. Window: permite pré-selecionar uma janela de impressão.

preferencialmente fora da projeção do papel. o AutoCAD trabalha com dois ambientes diferentes e independentes. e dessa forma eles ficam livres de alteração de tamanho. em milímetros. É no Paper Space que se desenha o selo. margens. recomenda-se que a impressão/plotagem seja feita no ambiente do Paper Space. Criando Viewports 49 . porém em situações em que se necessita uma montagem de prancha (com margens. A1. desenha-se em milímetros o tamanho da folha de impressão. O Model. selo) e desenhos em escalas diferentes entre si. As unidades deverão ser expressas em milímetros.Como mostrado na primeira aula. por padrão. É possível efetuar a impressão a partir do Model. A2 e A3. Desenham-se as margens da prancha (folha de impressão). Inicialmente se muda de ambiente de trabalho clicando com o mouse em uma das abas “Layout” logo abaixo do Model Space. É importante desenhar no Paper Space esses elementos. já pensando em termos de impressão. deverá ser esquecida momentaneamente. ou ao longo da largura da folha de formato A4. e o Layout (Paper Space). Legenda: deve ficar no canto inferior direito nas pranchas de formato A0. representada por um espaço branco na tela. A projeção do papel. Em suma. pois muitas vezes utiliza-se diferentes tamanhos de folhas em diferentes escalas. onde está o desenho em escala real e unidades arbitrárias. onde se passa a ter uma escala e as unidades são definidas. legendas e tabelas referentes a algum projeto.

FORA DO RETÂNGULO DA VIEWPORT. Para definir a escala utiliza-se o formato a/bXP onde: a: Fator de conversão de milímetros para a escala usada no Model. Para “sair” da Viewport basta clicar duas vezes em outro lugar da tela. clicando duas vezes dentro desta. zoom e aparência do desenho que será plotado. iniciamos o comando Zoom (atalho: z). quantos milímetros são equivalentes a uma unidade de como foi feito o desenho. é possível ajustar a posição. Definir a escala de uma Viewport Para obtermos a escala desejada para a impressão utilizaremos o comando Zoom com a opção Scale da seguinte forma: Com a Viewport ativada. utiliza-se a escala 1000/100XP. exemplo: desenho em mm: escrever 1 desenho em cm: escrever 10 desenho em dm: escrever 100 desenho em m: escrever 1000 b: Fator da escala desejada. XP: Indicação de que a escala é em relação ao Paper Space (padrão do AutoCAD que sempre será utilizado) Por exemplo. Caso ele esteja desenhado em centímetros. se o desenho foi feito em metros e deseja-se colocá-lo em uma escala 1:100. Ao dar um clique duplo dentro do retângulo que constitui a Viewport. Abre-se a Viewport como se fosse um retângulo e então aparecerá a imagem de todo o desenho.Uma Viewport é uma janela que abre uma imagem para o Model e insere o desenho na folha. 50 . utilizaremos a escala 10/100XP. Escolhemos a opção Scale (atalho: s).

com a diferença que na parte de Plot Style.Após a montagem da prancha deve-se configurar a impressão. deve manter a configuração 1:1. e as escalas dos desenhos levam em consideração a configuração de cada viewport. que funciona da mesma forma que a impressão no Model. não alterar a escala! Manter 1:1 51 . já que o ambiente do Layout está em escala real.

comentou-se que era interessante utilizar uma cor para cada layer de objetos semelhantes. muitas vezes se faz necessária a criação de um novo arquivo de penas. como é mais conhecida. Apesar de o AutoCAD já vir com alguns arquivos de penas preconfigurados...Configuração de arquivo de penas Na aula sobre Layers. pois facilitaria a impressão. pressiona-se a tecla Next e depois Finish. Segue abaixo o passo-a-passo: 1º na aba de opções de plot stlyes. define-se um nome para o arquivo de penas. selecionar a opção Start from Scratch. ou Penas. e pressiona-se a tecla Next 3º Na segunda janela. O conjunto de relações Cor/Configuração de Impressão se chama Plot Style. seleciona-se a opção New. 2º Na janela que se abrir. Isso acontece porque a espessura e a cor da linha na impressão serão definidas a partir das cores. 52 .

À esquerda tem-se a paleta de 255 cores que o AutoCAD utiliza para desenhos e. tem-se as opções de configurações que pode-se associar a cada cor. mas trabalha-se basicamente com definição de cores (Color) e espessuras de linhas (Lineweight). selecionar o arquivo de penas a ser editado. clica-se na opção Save and Close. Para cada cor utilizada no projeto deve-se atribuir as características desejadas. hidrossanitário.Só depois de criado o arquivo de penas é possível editá-lo. à direita da janela. se estiver tudo ok. Há várias opções de configuração. devendo ser. Ao terminar. A espessura recomendada para cada item do projeto depende da escala em que o projeto será plotado. muitas vezes. do tipo de projeto (arquitetônico. deve-se retornar à tela de impressão. 53 . clicar em Ok para começar a impressão. para verificar a aparência final do desenho e. Para a edição. Agora pode-se clicar em Preview. etc). e pressionar o botão que se encontra no lado direito do nome do arquivo de penas.

disponibilizaremos uma recomendação de penas para cada item do projeto (paredes. copiando o arquivo da impressora para o computador. Caso o usuário saiba qual a impressora irá utilizar. que são condizentes com a escala de plotagem utilizada (1:75). instalando-a por meio de um passo a passo que o próprio AutoCAD possui em suas configurações. painel Plot. Caso o usuário possua o arquivo da impressora de que fará uso. Isso evita erros que possam acontecer quando outra pessoa configura a impressão. deverá instalá-la através do Add-A-Plotter Wizard localizado na mesma pasta. é necessário simular a impressão para que o programa gere este arquivo com as configurações certas. 54 . Para o projeto final deste curso. é necessário recorrer a um serviço de gráfica. portanto. etc). mobília. o AutoCAD 2015 já vem com uma impressora pré-definida chamada DWG TO PDF. deverá proceder da seguinte maneira: Copiar o arquivo do local de origem e colar na pasta de impressoras do AutoCAD. 2ª. acessível através da aba Output. A grande maioria dos usuários do AutoCAD não possui impressoras de grande formato (plotters) em casa. Para tanto. quando deseja-se imprimir em tamanhos maiores do que a folha A4 (impressoras comuns). atual formato padrão de documentos protegidos. enviar para gráfica o arquivo em PDF. mas não tenha o arquivo da impressora. hachuras. esquadrias. Deve-se.estimada e analisada no arquivo PDF. Instalando impressoras Existem basicamente duas maneiras de se instalar uma impressora: 1ª. que pode ser usada da mesma forma para criação de arquivos e deve ser escolhida na área Printer/plotter opção Name. Então. Com a finalidade de gerar o arquivo PDF. Plotter Manager.

Dobragem de folhas .NBR 13142/99 55 .

56 .