Você está na página 1de 20

Histórias em quadrinhos

Histórias em quadrinhos EF2_6A_POR_011 A s histórias em quadrinhos são muito conhecidas no mundo todo. Algumas
Histórias em quadrinhos EF2_6A_POR_011 A s histórias em quadrinhos são muito conhecidas no mundo todo. Algumas

EF2_6A_POR_011

Histórias em quadrinhos EF2_6A_POR_011 A s histórias em quadrinhos são muito conhecidas no mundo todo. Algumas
Histórias em quadrinhos EF2_6A_POR_011 A s histórias em quadrinhos são muito conhecidas no mundo todo. Algumas

A s histórias em quadrinhos são muito conhecidas no mundo todo. Algumas até já viraram filmes,

principalmente as vivenciadas por super-heróis. Neste

módulo, vamos conhecer um pouco mais sobre elas.

Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

EF2_6A_POR_011

EF2_6A_POR_011 Conhecendo as histórias em quadrinhos As histórias em quadrinhos são muito antigas, surgiram no século

Conhecendo as histórias em quadrinhos

As histórias em quadrinhos são muito antigas, surgiram no século passado. Aliam texto e imagem (texto verbal e não verbal), e são publicadas em revistas em quadrinhos, jornais e até mesmo na internet.

Os desenhistas se utilizam de vários recursos para dar vida aos personagens. Um deles é o balão, usado para cercar e indicar a fala, o pensamento, o cochicho, o berro e até determinados sentimentos dos personagens.

Outro recurso muito utilizado são as interjeições, palavras que procuram expressar senti- mentos e emoções como surpresa, alegria, aplauso e emoções. Alguns exemplos: Viva! Ih! Ah! Eh! Oba! Ei! Ufa! Psiu! Hum! Raios! Opa! Há também, nas histórias em quadrinhos, a presença de onomatopeias, palavras que procuram imitar sons, vozes ou ruídos.

No Brasil também há histórias famosas, como as criadas por Mauricio de Sousa e por Ziraldo.

2 Divulgação.
2
Divulgação.

Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

Os quadrinhos são encontrados nos gibis, uma leitura muito difundida e apreciada no mundo inteiro,
Os quadrinhos são encontrados nos gibis, uma leitura muito difundida e apreciada no mundo inteiro,
Os quadrinhos são encontrados nos gibis, uma leitura muito difundida e apreciada
no mundo inteiro, por pessoas de várias idades. Você sabe de onde vem a palavra “gibi”?
O termo significa “moleque”, “garoto”. Em 1939, foi lançada uma revista em quadrinhos
chamada Gibi e o nome generalizou-se de tal forma que abrange hoje qualquer revista
em quadrinhos e ganhou espaço no dicionário.

Os balões, além de organizar as falas e nos dizer quem as recita na cena, podem também reforçar dramaticamente a narrativa pelo seu próprio desenho. De acordo com estudiosos do assunto, cada um tem a sua função. Os balões foram surgindo à medida em que as HQs foram se aperfeiçoando. O público já se habituou com eles e sabe o que significam.

BALÕES DE FALA

BALÕES DE FALA

CENSURADO CRAS! BALÕES DE RUÍDO EF2_6A_POR_011
CENSURADO
CRAS!
BALÕES DE RUÍDO
EF2_6A_POR_011
BALÕES DE BALÕES DE SEGREDO/SUSSURRO PENSAMENTO
BALÕES DE BALÕES DE SEGREDO/SUSSURRO PENSAMENTO
BALÕES DE BALÕES DE SEGREDO/SUSSURRO PENSAMENTO

BALÕES DE

BALÕES DE SEGREDO/SUSSURRO

PENSAMENTO

CENSURADO SOC! BALÕES DE RUÍDO
CENSURADO
SOC!
BALÕES DE RUÍDO
BALÕES DE ESFORÇO FÍSICO OU MEDO

BALÕES DE ESFORÇO FÍSICO OU MEDO

3
3

Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

No texto I, Tatiana vive uma aventura baseada na história de Chapeuzinho Vermelho. Leia-o com

No texto I, Tatiana vive uma aventura baseada na história de Chapeuzinho Vermelho. Leia-o com atenção:

Texto I

EF2_6A_POR_011
EF2_6A_POR_011
Vermelho. Leia-o com atenção: Texto I EF2_6A_POR_011 4 Este material é parte integrante do acervo do

4

Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

5 EF2_6A_POR_011 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações
5 EF2_6A_POR_011
5
EF2_6A_POR_011

Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

6 EF2_6A_POR_011 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações
6 EF2_6A_POR_011
6
EF2_6A_POR_011

Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

EF2_6A_POR_011 7 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações
EF2_6A_POR_011
EF2_6A_POR_011

7

EF2_6A_POR_011 7 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

8 EF2_6A_POR_011 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações
8 EF2_6A_POR_011
8
EF2_6A_POR_011

Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

EF2_6A_POR_011

EF2_6A_POR_011 Então, se divertiu? Você percebeu que nessa história encontramos os elementos que formam os quadrinhos?

Então, se divertiu?

Você percebeu que nessa história encontramos os elementos que formam os quadrinhos? Consegue identificar interjeições, onomatopeias? E os balões? Viu como eles indicam a fala dos personagens? Que tal um desafio?

Texto II

Observe o cartum abaixo:

Que tal um desafio? Texto II Observe o cartum abaixo: IESDE Brasil S.A. 1. O texto
Que tal um desafio? Texto II Observe o cartum abaixo: IESDE Brasil S.A. 1. O texto
Que tal um desafio? Texto II Observe o cartum abaixo: IESDE Brasil S.A. 1. O texto
Que tal um desafio? Texto II Observe o cartum abaixo: IESDE Brasil S.A. 1. O texto
Que tal um desafio? Texto II Observe o cartum abaixo: IESDE Brasil S.A. 1. O texto
Que tal um desafio? Texto II Observe o cartum abaixo: IESDE Brasil S.A. 1. O texto
Que tal um desafio? Texto II Observe o cartum abaixo: IESDE Brasil S.A. 1. O texto
Que tal um desafio? Texto II Observe o cartum abaixo: IESDE Brasil S.A. 1. O texto
Que tal um desafio? Texto II Observe o cartum abaixo: IESDE Brasil S.A. 1. O texto
Que tal um desafio? Texto II Observe o cartum abaixo: IESDE Brasil S.A. 1. O texto
Que tal um desafio? Texto II Observe o cartum abaixo: IESDE Brasil S.A. 1. O texto
Que tal um desafio? Texto II Observe o cartum abaixo: IESDE Brasil S.A. 1. O texto
IESDE Brasil S.A.
IESDE Brasil S.A.
desafio? Texto II Observe o cartum abaixo: IESDE Brasil S.A. 1. O texto I foi baseado
desafio? Texto II Observe o cartum abaixo: IESDE Brasil S.A. 1. O texto I foi baseado
desafio? Texto II Observe o cartum abaixo: IESDE Brasil S.A. 1. O texto I foi baseado

1. O texto I foi baseado na história do Chapeuzinho Vermelho. Quais acontecimentos há em comum e foram observados?

9
9

Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

EF2_6A_POR_011

EF2_6A_POR_011 Solução: A menina, mandada pela mãe dela, vai sozinha, entregar uma encomenda. Pega um atalho

Solução:

A menina, mandada pela mãe dela, vai sozinha, entregar uma encomenda. Pega um atalho pelo bosque e encontra o lobo mau.

2. No texto II, o cartum narra uma história que envolve dois personagens e algumas ações. Chamaremos o homem sem barba de personagem 1 e o homem de barba de personagem 2. Observe os seis primeiros quadrinhos:

a) O que o personagem 1 faz no segundo quadradinho?

b) Que reação o personagem 1 tem?

Solução:

a)Olha algo por um buraco, que pode ser um objeto, uma pessoa ou ainda um fato.

b)O personagem 1 acha muito engraçado.

ou ainda um fato. b)O personagem 1 acha muito engraçado. Texto I 1. Quando o lobo

Texto I

1. Quando o lobo se apresentou à menina, ela ficou confusa, achou que ele estava doido. Levante uma hipótese e imagine qual a razão para ela ter pensado isso.

2. Quais os elementos que faltaram da história da Chapeuzinho Vermelho?

3. O lobo conseguiu enganar a menina facilmente devido a quê?

O lobo conseguiu enganar a menina facilmente devido a quê? 10 Este material é parte integrante

10

Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

EF2_6A_POR_011

EF2_6A_POR_011 4. Existem, ainda hoje, meninas e meninos que fazem “coisas” como esta da história? 5.

4. Existem, ainda hoje, meninas e meninos que fazem “coisas” como esta da história?

5. A menina começa a fazer as perguntas “tradicionais” ao lobo e ele cita dois elemen- tos atuais. Quais são?

Texto II

6. Observe o personagem 2 nos quadrinhos 7, 8 e 9. Como o homem de barba reage?

7. Observe o comportamento do personagem 1 nos quadrinhos 9 e 10. O que expressa a ação de colocar a mão no queixo e o rosto do personagem?

8. O que significa o sinal que o personagem 1 faz com a mão no quadrinho 11?

9. Observe o comportamento do personagem 1 nos três últimos quadrinhos. O que muda com relação ao emocional do personagem no último quadrinho?

11

ao emocional do personagem no último quadrinho? 11 Este material é parte integrante do acervo do

Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

(ZIRALDO. As Melhores Tiradas do Menino Maluquinho. São Paulo: Melhoramentos, 2000. p. 93.)

EF2_6A_POR_011

São Paulo: Melhoramentos, 2000. p. 93.) EF2_6A_POR_011 10. O que fez o personagem 1 mudar de

10. O que fez o personagem 1 mudar de ideia sobre o que estava vendo?

fez o personagem 1 mudar de ideia sobre o que estava vendo? Leia com atenção a

Leia com atenção a história do Menino Maluquinho.

APRENDENDO vIOLINO? é! Tá GOSTANDO?
APRENDENDO vIOLINO?
é! Tá
GOSTANDO?
Tô. MAS AChO QUE vOCÊ PRECISA DE UM UM POUCO DE RITMO! Ah, é!
Tô. MAS
AChO QUE vOCÊ
PRECISA DE UM UM POUCO
DE RITMO!
Ah, é!
ESPERA AÍ QUE EU vOU TE AJUDAR
ESPERA AÍ
QUE EU vOU TE
AJUDAR
PRONTO! EU BATO RITMO E vOCÊ TOCA!
PRONTO! EU BATO RITMO E
vOCÊ TOCA!
UM, DOIS, TRÊS E
UM, DOIS,
TRÊS E
PRONTO! EU BATO RITMO E vOCÊ TOCA! UM, DOIS, TRÊS E PELO AMOR DE DEUS vÃO
PELO AMOR DE DEUS vÃO TOCAR EM OUTRO LUGAR!
PELO AMOR DE DEUS vÃO
TOCAR EM OUTRO LUGAR!
O PESSOAL DA DEMOLIÇÃO AQUI DO LADO NÃO CONSEGUE TRABALhAR COM ESSE BARULhO.
O PESSOAL DA DEMOLIÇÃO AQUI DO
LADO NÃO CONSEGUE TRABALhAR COM
ESSE BARULhO.

11. Geralmente, os quadrinhos trabalham com duas linguagens: a verbal (escrita) e a visual (imagem), mas pode-se fazer uso da linguagem visual somente. Nesta história, uma linguagem faria sentido sem a outra?

Nesta história, uma linguagem faria sentido sem a outra? 12 Este material é parte integrante do

12

Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

EF2_6A_POR_011

EF2_6A_POR_011 12. A história é narrada por meio de: ( ) imagens e diálogo entre os

12. A história é narrada por meio de:

(

) imagens e diálogo entre os personagens.

(

) um narrador, que nos conta a história.

(

) imagens.

13. Escreva os sons que as onomatopeias reproduzem na história:

a) GZAC!, NHEC! E TZIM!

b) PAF!, BUM!, TUM!, E TÁ!

14. Que sinal de pontuação costuma acompanhar as onomatopeias?

15. Uma história em quadrinhos, assim como outra, é uma narrativa, envolve fatos, per- sonagens, tempo e espaço. Retire da história:

a) Personagens:

b) Tempo:

c) Espaço:

16. Há uma ação dos meninos que gera uma consequência.

a) Que ação é essa?

b) Qual é a consequência?

13

a) Que ação é essa? b) Qual é a consequência? 13 Este material é parte integrante

Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

EF2_6A_POR_011

EF2_6A_POR_011 17. Em que quadrinho está o humor da história e por quê? 18. Agora é

17. Em que quadrinho está o humor da história e por quê?

18. Agora é hora de testar seus conhecimentos sobre os personagens das histórias em quadrinhos. Responda às perguntas e monte a cruzadinha. Vamos lá?

Vertical:

1.

O animal de estimação de uma das personagens mais esfomeadas dos quadrinhos. Seu nome lembra a papinha dos bebês.

Nunca está satisfeito com nada, não faz o que os outros fazem, gosta de ser diferente de todos.

Menino muitíssimo inteligente, adora invenções e tem um animal de estimação azul.

É um personagem inventado há muito tempo, porém ainda não aprendeu a falar cor- retamente. Ah! Também serve de tempero!

Horizontal:

6. Eles parecem assustadores, mas acabam conquistando o público com suas histórias mesmo em locais não muito agradáveis. Esta é a Turma do

5.

4.

3.

2.

Ele é da roça, tem um dialeto diferente e gosta muito de goiaba.

7. nome dessa personagem é formado por duas palavras: a parte branca do ovo frito

O

e

o sinônimo de linda. Ela é uma vaquinha!

O e o sinônimo de linda. Ela é uma vaquinha! 14 8. um menino esperto, gosta

14

8. um menino esperto, gosta de andar com um utensílio de cozinha na cabeça e vive aprontando.

9. Tem muitos parentes, é rico, mas muito sovina. Só quer saber de economizar.

10. Os três sobrinhos do Pato Donald chamam-se:

É

, Zezinho e Luizinho.

Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

EF2_6A_POR_011

EF2_6A_POR_011 4. 1. 5. 7. 2. 8. 3. 6. 10. 9. Agora é sua vez. Que

4.

1. 5. 7. 2. 8. 3. 6. 10. 9.
1.
5.
7.
2.
8.
3.
6.
10.
9.
EF2_6A_POR_011 4. 1. 5. 7. 2. 8. 3. 6. 10. 9. Agora é sua vez. Que

Agora é sua vez. Que tal bolar uma história em quadrinhos bem legal? Para isso, utilize os quadrinhos abaixo. Se preferir use seu caderno. Lembre-se de dar um título a sua história.

seu caderno. Lembre-se de dar um título a sua história. 15 Este material é parte integrante
seu caderno. Lembre-se de dar um título a sua história. 15 Este material é parte integrante

15

seu caderno. Lembre-se de dar um título a sua história. 15 Este material é parte integrante

Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

EF2_6A_POR_011

EF2_6A_POR_011 16 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br
EF2_6A_POR_011 16 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br
EF2_6A_POR_011 16 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br
EF2_6A_POR_011 16 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br
EF2_6A_POR_011 16 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br
EF2_6A_POR_011 16 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br
EF2_6A_POR_011 16 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br
EF2_6A_POR_011 16 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br
EF2_6A_POR_011 16 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br
EF2_6A_POR_011 16 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br
EF2_6A_POR_011 16 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br
EF2_6A_POR_011 16 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

16

Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

EF2_6A_POR_011

EF2_6A_POR_011 17 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br
EF2_6A_POR_011 17 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

EF2_6A_POR_011

EF2_6A_POR_011 18 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br
EF2_6A_POR_011 18 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

18

Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

EF2_6A_POR_011

EF2_6A_POR_011 ALUNO: TURMA: DATA: TÍTULO: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

ALUNO:

TURMA:

DATA:

TÍTULO:

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

EF_POR.113

29

30

19

16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 EF_POR.113 29 30

Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

EF2_6A_POR_011 20 Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações