Fichamento de Resumo

A cognição linguística (PP. 11 – 23) Primeiro Capítulo
Kenedy, Eduardo/ Curso básico de linguística gerativa, São Paulo: contexto 2013.

Neste capitulo, retrata a fantástica aquisição da linguagem por todos os seres
humanos, excetos aqueles que sofrem com alguma grave doença.
- A linguagem como fenômeno cognitivo
“A cognição é o termo científico atualmente utilizado para fazer referência ao conjunto das
inteligências humanas. Diz respeito, portanto, a todos os fenômenos mentais que tenham relação
com aquisição, o armazenamento, a ativação e o uso de conhecimento. Conhecimento, por sua
vez, é a palavra que usamos para fazer a referência aos estados cognitivos de uma pessoa, os
quais resultam da interação do indivíduo com o seu ambiente físico e sociocultural”. Pág.12
Uma frase boba dita, na mesma língua do que seu interlocutor será processada e
compreendida por ele rapidamente, fazemos involuntariamente uma analise entre
signos e seus significantes para entendermos o seu significado, É algo incrível, que
adquirimos enquanto criança,Desenvolvemos na adolescência e usamos sempre
que necessário, sendo assim um fenômeno psicológico(comportamental) e
neurológico
“A linguagem é, portanto, um conhecimento tácito, implícito, inconsciente no conjunto da cognição
humana.” Pág.14.

Foi apreendido que o conhecimento no qual você consegue demonstrar, esse é um
conhecimento declarativo/explicito, mas já aquele conhecimento no qual você não
consegue explicar esse é o tácito. Esse no qual buscamos respostas para torná-lo
declarativo.

- LINGUÍSTICA COMO CIÊNCIA COGNITIVA
As ciências cognitivas estudam os fenômenos da cognição humana, Quando os
linguistas esclarecem que a linguagem é uma faculdade
psicológica,automaticamente a linguística passa a fazer parte da ciência cognitiva,
buscando respostas para diversas perguntas.
“A faculdade da linguagem é, com efeito, a disposição biológica que todos os indivíduos humanos
saudáveis possuem para adquirir, produzir e compreender palavras, frases e discursos.” Pág.15.

“Não obstante, tão importante quanto entendermos por que possuímos a faculdade da linguagem é
descobrir como é a sua natureza e o seu funcionamento na mente dos indivíduos. O porquê e o
como da linguagem na mente humana são os objetos de pesquisa da linguística como ciência

Esta precisa apenas ter contato com outros falantes para desenvolver e produzir frases que não necessariamente precisam ter regras gramáticas para que se faça entendida.19. Um psicólogo cognitivo dedica-se a fenômenos como. usou do principio que uma criança já nasce sabendo uma língua(Inata). um trabalho de abstração: formular hipóteses sobre como deve ser o conhecimento linguístico existente na mente das pessoas”.16. .CONCLUSÃO Enquanto a psicolinguística estuda o externo a neurolinguística busca respostas no interno (cérebro. a natureza e o funcionamento da cognição humana. Para fazer prova da teoria. -NEUROLINGUÍSTICA Tem por objetivo estudar o comportamento cerebral que dão origem à linguagem.23. essencialmente. Pág. Marcela Christine Paiva Magalhães 22/09/2016 .”Pág. dentre outros. Noam Chomsky faz uso da teoria gerativa onde significa “gerar” “criar" . A psicolinguística é uma das subdisciplinas da psicologia cognitiva”. porém nos anos 50. através de experimentos científicos elaborados. “Trata-se da área da psicologia que procura estudar. trabalham com abstrações para tentar desvendar o conhecimento tacito dos indivíduos (falantes). teoria linguística.20. As três ciências cognitivas trabalham correlacionadas. “Aprendemos que. -PSICOLINGUÍSTICA Tem por estudar o comportamento. memória. para que as dúvidas sejam sanadas e que comprovem o estudo como faculdade cognitiva humana. a atenção entre outros aspectos do indivíduo durante a atividade (o uso da linguagem).cognitiva. resolução de problemas. no futuro das ciências cognitivas. Seu trabalho é. atenção. psicolinguística e neurolinguística devem articular respostas integradas para as quatro questões fundamentais do estudo da linguagem como faculdade cognitiva humana.15. a memória. neurônios e suas sinapses) e a linguística busca a estrutura. Pág. “O linguista teórico apenas cria hipóteses como essas. a partir de então os linguistas buscam estudar a mente Humana e não só a sua estrutura. “objetivo é compreender os mecanismos cerebrais que dão origem à linguagem humana” Pág. linguagem. raciocínio. percepção.TEORIA DA LINGUÍSTICA Os linguistas em geral.”Pág. . emoções.