Você está na página 1de 3

Professor: Renato Braga Estagiária: Carine Marinho

Professor: Renato Braga Estagiária: Carine Marinho 1 30 Dicas de Direitos Fundamentais 1. São destinatários dos

1

30 Dicas de Direitos Fundamentais

  • 1. São destinatários dos direitos e garantias individuais as pessoas naturais, brasileiros ou estrangeiros em trânsito ou residentes no território nacional; e as pessoas jurídicas, privadas ou de Direito Público, desde que, nestes casos, os direitos sejam compatíveis com sua especial natureza.

  • 2. Os direitos fundamentais são inalienáveis, imprescritíveis e irrenunciáveis.

  • 3. Os direitos fundamentais apresentam como limites os demais direitos constitucionais pelo Princípio da Relatividade ou Princípio da Convivência das Liberdades Públicas.

  • 4. Os direitos fundamentais não são absolutos, de modo que surgindo uma situação na qual se apresentem em posições antagônicas, impõe­se proceder à compatibilização entre os mesmos, mediante o emprego do Princípio da Proporcionalidade, o qual permitirá, por meio de juízos comparativos de ponderação dos interesses envolvidos no caso concreto, harmonizá­los, através da redução proporcional do âmbito de aplicação de ambos.

  • 5. Não existe hierarquia entra os Direitos Fundamentais.

  • 6. A primeira geração dos direitos fundamentais corresponde aos direitos de liberdade que se configuram como resistência e oposição ao Estado, impondo a este a obrigação de não­fazer.

  • 7. Os Direitos de 2º Geração, também chamados de “Direitos de Prestação”, Direitos Sociais ou liberdades positivas, valorizam o direito de igualdade formal, jurídica e material entre os indivíduos, exigindo­se prestações positivas por parte do Estado.

  • 8. Os direitos da 2º Geração são também denominados “Direitos do bem­estar social”.

  • 9. Os direitos de 3º Geração são os direitos de titularidade coletiva, relacionados com o

Princípio da Solidariedade ou Fraternidade, visando proteger o gênero humano como um todo. Abrangem os direitos ao meio ambiente saudável, ao patrimônio comum da humanidade, ao progresso, à paz, dentre outros. 10. Os direitos de 4º Geração são os denominados direitos à democracia, à informação, ao pluralismo, o direito de ser diferente (que não pode servir de escusa à intolerância de outros

direitos), a biotecnologia, a bioengenharia, direito ao exercício da plena cidadania. 11. Os Direitos de 5º Geração, surgidos em virtude do notável avanço tecnológico, são aqueles relacionados a direitos da realidade virtual ou da cibernética.

___________________________________________________________________________ Rua Osvaldo Cruz, 222 – Empório Rio Vermelho, loja 2 Rio Vermelho – Salvador, Bahia (71) 3334­9080 www.avozqueaprovavoce.com.br

2 12. As normas definidoras dos direitos e garantias fundamentais têm aplicação imediata, segundo o art.

2

  • 12. As normas definidoras dos direitos e garantias fundamentais têm aplicação imediata, segundo o art. 5º, § 1º da CF/88.

  • 13. O exercício dos direitos fundamentais pode sofrer restrições por parte do legislador ordinário, por meio de lei, medida provisória etc. Todavia, cabe ressaltar que a restrição somente será legítima se obedecer ao Principio da Razoabilidade ou da Proporcionalidade.

  • 14. Vigora no Brasil o Princípio da Não Tipicidade dos Direitos Fundamentais, de modo que os mesmos não estão dispostos exaustivamente na Constituição Federal.

  • 15. A Forma de Governo adotada em nosso ordenamento jurídico é a República.

  • 16. Na República o chefe do Executivo e os integrantes do Legislativo têm investidura temporária, com provimento via eleições populares.

  • 17. A Forma de Estado adotada no Brasil é a Federação.

  • 18. São características principais do Estado Federativo: a repartição de competências, a indissolubilidade da Federação e a autonomia dos entes federativos.

  • 19. Os entes federativos não são dotados de soberania, mas sim de autonomia.

  • 20. É soberano exclusivamente o Estado Brasileiro, a República Federativa do Brasil. Porém, cabe ressaltar, que é a União que exerce tal soberania, visto que é a mesma que representa o Estado Brasileiro como Pessoa Jurídica de Direito Público Internacional.

  • 21. O regime de Governo adotado no Brasil é a Democracia Semi­Direta, de modo que nossa Democracia é exercida conjuntamente por representantes livremente eleitos pelo povo e, na medida do possível, diretamente pelos cidadãos.

  • 22. A forma direta da democracia se dá pela manifestação direta do povo através de instrumentos de manifestação da vontade popular, tais como o plebiscito, o referendo e a iniciativa popular.

  • 23. A República Federativa do Brasil é formada pela união indissolúvel Estados, Territórios, Municípios e do Distrito Federal.

  • 24. Os Poderes da União não guardam entre si disposição hierárquica, de modo que um Poder não é superior ao outro, não havendo, portanto, uma relação de subordinação entre os mesmos.

  • 25. A separação dos poderes da União não é absoluta, visto que os mesmos desempenham funções típicas e atípicas.

  • 26. É reconhecida, constitucionalmente, a capacidade (ou competência) de um Poder fiscalizar o outro, buscando evitar a ocorrência de irregularidades e objetivando também acionar o meio mais adequado para as providências cabíveis. Tal controle mútuo é conhecido, doutrinariamente, como sistema de freios e contrapesos.

  • 27. São fundamentos da República Federativa do Brasil: a soberania, a cidadania, a dignidade da pessoa humana, os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político.

___________________________________________________________________________ Rua Osvaldo Cruz, 222 – Empório Rio Vermelho, loja 2 Rio Vermelho – Salvador, Bahia (71) 3334­9080 www.avozqueaprovavoce.com.br

3 28. Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil: construir uma sociedade livre, justa e

3

28. Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil: construir uma sociedade livre, justa e solidária; garantir o desenvolvimento nacional, erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais; promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, cor, sexo, idade e quaisquer outras formas de discriminação. 29. A República Federativa do Brasil buscará integração econômica, política, social e cultural dos povos da América Latina, visando à formação de uma comunidade latino­americana de nações. 30. A prevalência dos direitos humanos, a independência nacional, a autodeterminação dos povos, a não intervenção, a igualdade entre os Estados, a defesa da paz, a solução pacifica dos conflitos, o repúdio ao terrorismo e ao racismo, a cooperação entre os povos para o progresso da humanidade e a concessão de asilo político constituem os princípios que regem as relações internacionais do Brasil.

Conheça mais sobre esse tema nos CDs A Voz Que Aprova Você:

Direito Constitucional ­ Direitos Fundamentais e 150 Dicas de Direitos Fundamentais.

___________________________________________________________________________ Rua Osvaldo Cruz, 222 – Empório Rio Vermelho, loja 2 Rio Vermelho – Salvador, Bahia (71) 3334­9080 www.avozqueaprovavoce.com.br