Você está na página 1de 18

01/03/2016

“Ur­Fascismo”,otextohistóricodeUmbertoEcotraduzidoparaoportuguês

Inicial Educação Porõesdaditadura Cultura Eleições2014
Inicial
Inicial
Saúde Mídia
Saúde
Mídia
Porõesdaditadura Cultura Eleições2014 Saúde Mídia RedaçãoPragmatismo Editor(a) Compartilhar

Editor(a)

Compartilhar

23/FEB/2016ÀS10:49

Editor(a) Compartilhar 23/FEB/2016ÀS10:49 4.4mil 2 COMENTÁRIOS “Ur­Fascismo”,otexto
4.4mil
4.4mil

2

Editor(a) Compartilhar 23/FEB/2016ÀS10:49 4.4mil 2 COMENTÁRIOS “Ur­Fascismo”,otexto

COMENTÁRIOS

Compartilhar 23/FEB/2016ÀS10:49 4.4mil 2 COMENTÁRIOS “Ur­Fascismo”,otexto históricodeUmbertoEco

Intelectualitaliano,romancistaefilósofo, autorde"OpêndulodeFoucault"e"O

NomedaRosa"morreuem19de

fevereiro,aos84anos.Nestetexto

histórico,UmbertoEcoapresentaas14

liçõesparaidentificaroneofascismoeo

fascismoeterno

liçõesparaidentificaroneofascismoeo fascismoeterno econstruindoideias 890.028 jácurtiram

econstruindoideias

890.028jácurtiram

Vocêeoutros16amigoscurtiramisso
Vocêeoutros16amigoscurtiramisso
sofreunapele Recebaartigosviae­mail
sofreunapele
Recebaartigosviae­mail

Nãoaopreconceito

Digiteseue­mail

'merainjúria'quemnunca Digiteseue­mail Otextoaseguir,dointelectualUmbertoEco,foi

Otextoaseguir,dointelectualUmbertoEco,foi produzidooriginalmenteparaumaconferênciaproferida

naUniversidadeColumbia,emabrilde1995.

‘OFascismoEterno’

Em1942,comaidadededezanos,ganheioprêmio

01/03/2016

“Ur­Fascismo”,otextohistóricodeUmbertoEcotraduzidoparaoportuguês

nosLudi Juveniles (um concurso comlivre

nosLudi

Juveniles

(um

concurso

comlivre

participaçãoobrigatóriaparajovensfascistasitalianos

—oquevaledizer,paratodososjovensitalianos).

Tinhatrabalhadocomvirtuosismoretóricosobreo

tema:“DevemosmorrerpelaglóriadeMussoliniepelo

destinoimortaldaItália?”Minharespostafoiafirmativa.

Eueraumgarotoesperto.

Depois,em1943,descobriosignificadodapalavra

“liberdade”.Contareiestahistórianofimdomeu

discurso.Naquelemomento,“liberdade”aindanão

discurso.Naquelemomento,“liberdade”aindanão 'Comemos no McDonald's carne que seria a mais As

significava“liberação”.

PasseidoisdosmeusprimeirosanosentreSS,

fascistaseresistentes,quedisparavamunsnosoutros,

eaprendiaesquivar­medasbalas.Nãofoimal

exercício.

eaprendiaesquivar­medasbalas.Nãofoimal exercício. Emabrilde1945,aResistênciatomouMilão.Doisdias

Emabrilde1945,aResistênciatomouMilão.Doisdias

depoisosresistenteschegaramàpequenacidadeem

queeuvivia.Foiummomentodealegria.Apraça

principalestavacheiadegentequecantavae

desfraldavabandeirolas,invocandoMimo,olídera

resistêncianaárea,emaltobrado.Mimo,ex­suboficial

doscarabinieri,envolveu­secomospartidáriosdo

marechalBadoglioeperdeuumapernanosprimeiros

confrontos.ApareceunobalcãodaPrefeitura,apoiado

emmuletas,pálido;tentouacalmaramultidãocomuma

mão.Euestavaaliesperandoseudiscurso,jáquetoda

aminhainfânciatinhasidomarcadapelosgrandes

discursoshistóricosdeMussolini,cujospassosmais

significativosaprendíamosdecornaescola.Silêncio.

Mimofalocomvozrouca,quasenãoseouvia.Disse:

“Cidadãos,amigos.Depoisdetantossacrifícios

dolorosos…aquiestamos.Glóriaaosquecaírampela

liberdade…”.Efoitudo.Elevoltouparadentro.A

multidãogritava,osmembrosdaresistêncialevantaram

asarmaseatiraramparaoalto,festivamente.Nós,

rapazes,nosprecipitamospararecolheroscartuchos,

01/03/2016

“Ur­Fascismo”,otextohistóricodeUmbertoEcotraduzidoparaoportuguês

preciososobjetosdecoleção,maseutinhaaprendido

entãoqueliberdadedepalavrasignificatambém

liberdadedaretórica.

Algunsdiasdepoisviosprimeirossoldadosnorte­

americanos.Eramafro­americanos.Oprimeiroianque

queencontreieraumnegro,Joseph,queme

apresentouàsmaravilhasdeDickTracyeFerdinando

Buscapé.Seusgibiseramcoloridosetinhamumcheiro

bom.

Umdosoficiais(omajoroucapitãoMuddy)era

hóspedenacasadafamíliadedoisdosmeus

companheirosdeescola.Sentia­meemcasanaquele

jardimemquealgunssenhoresamontoavam­seem

tornoaocapitãoMuddy,falandoumfrancês

aproximativo.OcapitãoMuddytinhaumaboa

educaçãosuperioreconheciaumpoucodefrancês.

Assim,minhaprimeiraimagemdoslibertadoresnorte­

americanos,depoisdetantoscaras­pálidasdecamisa

negra,eraadeumnegrocultoemuniformecáquique

dizia:“Oui,mercibeaucoupMadame,moiaussij’aime

lechampagne…”Infelizmente,faltavaochampagne,

masganheidocapitãoMuddyomeuprimeirochicletee

comeceimastigandoodiainteiro.Denoitecolocavao

chicleteemumcopod’águaparaqueficassefresco

paraodiaseguinte.

Emmaio,ouvimosdizerqueaguerratinhaacabado.A

pazdeu­meumasensaçãocuriosa.Haviammedito

queaguerrapermanenteeraacondiçãonormaldeum

jovemitaliano.Nosmesesseguintesdescobriquea

Resistêncianãoeraapenasumfenômenolocal,mas

Europeu.Aprendinovaseexcitantespalavrascomo

“reseau”,“maquis”,“arméesecrète”,“RoteKapelle”,

“guetodeVarsóvia”.Viasprimeirasfotografiasdo

Holocaustoeassimcompreendiseusignificadoantes

mesmodeconhecerapalavra.Percebiquehavíamos

sidoliberados.

HojenaItáliaexistemalgumaspessoasquese

perguntamseaResistênciatevealgumimpactomilitar

realnocursodaguerra.Paraaminhageraçãoa

questãoéirrelevante:compreendoimediatamenteo

significadomoralepsicológicodaResistência.Era

motivodeorgulhosaberquenós,europeus,não

tínhamosesperadopassivamentepelaliberação.Penso

que,tambémparaosjovensnorte­americanosque

derramaramseusanguepelanossaliberdade,nãoera

irrelevantesaberqueatrásdaslinhashaviaeuropeus

01/03/2016

“Ur­Fascismo”,otextohistóricodeUmbertoEcotraduzidoparaoportuguês

quejáestavampagandoseudébito.

HojenaItáliatemgentequedizqueaResistênciaéum

mitocomunista.Éverdadequeoscomunistas

exploraramaResistênciacomoumapropriedade

pessoal,poisrealmentetiveramumpapelprimordialno

movimento;maslembro­medosresistentescom

bandeirasdediversascores.

Grudadoaorádio,passavaasnoites—asjanelas

fechadaseaescuridãogeralfaziamdopequeno

espaçoemtornoaoaparelhooúnicohaloluminoso—

escutandoasmensagensqueaRádioLondres

transmitiaparaaResistência.Eram,aomesmotempo,

obscurasepoéticas(“Aindabrilhaosol”,“Asrosashão

deflorir”),masamaiorparteeram“mensagenspara

Franchi”.AlguémsoprounomeuouvidoqueFranchi

eraolíderdeumdosgruposclandestinosmais

poderososdaItáliadoNorte,umhomemdecoragem

legendária.Franchitornou­seomeuherói.Franchi(cujo

verdadeironomeeraEdgardoSogno)eraum

monarquistatãoanticomunistaque,depoisdaguerra,

seuniuaumgrupodeextremadireitaefoiatéacusado

deterparticipadodeumgolpedeEstadoreacionário.

Masqueimporta?Sognoaindaéosonhodaminha

infância.Aliberaçãofoiumempreendimentocomumde

gentedasmaisdiversascores.

HojenaItáliatemgentequedizqueaguerrade

liberaçãofoiumtrágicoperíododedivisão,eque

precisamosagoradeumareconciliaçãonacional.A

recordaçãodaquelesanosterríveisdeveriaser

reprimida.Masarepressãoprovocaneuroses.Sea

reconciliaçãosignificacompaixãoerespeitoportodos

aquelesquelutaramsuaguerradeboa­fé,perdoarnão

significaesquecer.PossoatéadmitirqueEichmann

acreditavasinceramenteemsuamissão,masnão

possodizer:“Ok,volteefaçatudodenovo”.Estamos

aquipararecordaroqueaconteceueparadeclarar

solenementeque“eles”nãopodemrepetiroque

fizeram.

Masquemsão“eles”?

Sepensamosaindanosgovernostotalitáriosque

dominaramaEuropaantesdaSegundaGuerra

Mundial,podemosdizercomtranquilidadequeseria

muitodifícilqueelesretornassemsobamesmaforma,

emcircunstânciashistóricasdiversas.Seofascismode

Mussolinibaseava­senaideiadeumlídercarismático,

01/03/2016

“Ur­Fascismo”,otextohistóricodeUmbertoEcotraduzidoparaoportuguês

nocorporativismo,nautopiado“destinofataldeRoma”,

emumavontadeimperialistadeconquistarnovas

terras,emumnacionalismoexacerbado,noidealde

umanaçãointeiraarregimentadasobacamisanegra,

narecusadademocraciaparlamentar,noanti­

semitismo,entãonãotenhodificuldadeparaadmitirque

aAliançaNacional,nascidadoMSI(MovimentoSocial

eItaliano),écertamenteumpartidodedireita,mastem

muitopoucoavercomovelhofascismo.Pelasmesmas

razões,mesmopreocupadocomosváriosmovimentos

neonazistasativosaquiealinaEuropa,inclusivena

Rússia,nãopensoqueonazismo,esuaformaoriginal,

estejaressurgindocomomovimentocapazdemobilizar

umanaçãointeira.

Todavia,emboraosregimespolíticospossamser

derrubadoseasideologiascriticadasedestituídasde

sualegitimidade,portrásdeumregimeedesua

ideologiahásempreummododepensaredesentir,

umasériedehábitosculturais,umanebulosade

instintosobscurosedepulsõesinsondáveis.Há,então,

umoutrofantasmaquerondaaEuropa(paranãofalar

deoutraspartesdomundo)?

Ionescodissecertavezque“somenteaspalavras

contam,orestoéfalatório”.Oshábitoslinguísticossão

muitasvezessintomasimportantesdesentimentosnão

expressos.

Portanto,permitam­meperguntarporquenãosomente

aResistênciamastodaaSegundaGuerraMundial

foramdefinidasemtodoomundocomumalutacontra

ofascismo.Serelerem“Porquemossinosdobram”,de

Hemingway,vãodescobrirqueRobertJordanidentifica

seusinimigoscomosfascistas,mesmoquandoestá

pensandonosfalangistasespanhóis.

Permitam­mepassarapalavraaFranklinDelano Roosevelt:“Avitóriadopovoamericanoedeseus aliadosseráumavitóriacontraofascismoeobecosem

saídaqueelerepresenta”(23desetembrode1944).

DuranteosanosdeMcCarthy,osnorte­americanosque tinhamparticipadodaguerracivilespanholaeram chamadosde“fascistasprematuros”—entendendo

comissoquecombaterHitlernosanos1940eraum

devermoraldetodobomnorte­americano,mas

combaterFrancocedodemais,nosanos1930,era

suspeito.Porqueumaexpressãocomo“fascistpig”era

usadapelosradicaisnorte­americanosatéparaindicar

01/03/2016

“Ur­Fascismo”,otextohistóricodeUmbertoEcotraduzidoparaoportuguês

umpolicialquenãoaprovavaosquefumavam?Por

quenãodiziam:“PorcoCaugolard”,“PorcoFalangista”,

“PorcoQuisling”,“Porcocroata”,“PorcoAntePavelic”,

“Porconazista”?

MeinKampféomanifestocompletodeumprograma

político.Onazismotinhaumateoriadoracismoedo

arianismo,umanoçãoprecisadeentarteteKunst,a

“artedegenerada”,umafilosofiadavontadedepotência

edaÜbermensch.Onazismoeradecididamente

anticristãoeneopagão,damesmamaneiraqueo

Diamat(versãooficialdomarxismosoviético)deStalin

eraclaramentematerialistaeateu.Secomo

totalitarismoentende­seumregimequesubordina

qualqueratoindividualaoEstadoesuaideologia,então

nazismoeestalinismoeramregimestotalitários.

Ofascismofoicertamenteumaditadura,masnãoera

completamentetotalitário,nemtantoporsuabrandura

quantopeladebilidadefilosóficadesuaideologia.Ao

contráriodoquesepensacomumente,ofascismo

italianonãotinhaumafilosofiaprópria.Oartigosobreo

fascismoassinadoporMussoliniparaaEnciclopédia

Treccanifoiescritoouinspirou­sefundamentalmente

emGiovanniGentile,masrefletiaumanoçãohegeliana

tardiado“Estadoéticoabsoluto”,queMussolininunca

realizoucompletamente.Mussolininãotinhaqualquer

filosofia:tinhaapenasumaretórica.

Começoucomoateumilitante,paradepoisfirmara

concordatacomaIgrejaeconfraternizarcomosbispos

quebenziamosgalhardetesfascistas.Emseus

primeirosanosanticlericais,segundoumalenda

plausível,pediucertavezaDeusqueofulminasseali

mesmoparaprovarsuaexistência.Deusestava,

evidentemente,distraído.Nosanosseguintes,emseus

discursos,MussolinicitavasempreonomedeDeuse

nãodesdenhavaoepíteto:“homemdaProvidência”.

Pode­sedizerqueofascismoitalianofoiaprimeira

ditaduradedireitaquedominouumpaíseuropeueque,

emseguida,todososmovimentosanálogos

encontraramumaespéciedearquétipocomumno

regimedeMussolini.

Ofascismoitalianofoioprimeiroacriarumaliturgia militar,umfolcloreeatémesmoummododevestir­se —conseguindomaissucessonoexteriorqueArmani,

BenettonouVersace.Foisomentenosanos1930que

surgirammovimentosfascistasnaInglaterra,com

Mosley,enaLetônia,Estônia,Lituânia,Polônia,

01/03/2016

“Ur­Fascismo”,otextohistóricodeUmbertoEcotraduzidoparaoportuguês

Hungria,Romênia,Bulgária,Grécia,Iugoslávia,

Espanha,Portugal,NoruegaeaténaAméricadoSul,

paranãofalardaAlemanha.Foiofascismoitalianoque

convenceumuitoslíderesliberaiseuropeusdequeo

novoregimeestavarealizandointeressantesreformas

sociais,capazesdefornecerumaalternativa

moderadamenterevolucionáriaàameaçacomunista.

Todavia,aprioridadehistóricanãomepareceseruma

razãosuficienteparaexplicarporqueapalavra

“fascismo”tornou­seumasinédoque,uma

denominaçãoparsprototoparamovimentostotalitários

diversos.Nãoadiantadizerqueofascismocontinhaem

sitodososelementosdostotalitarismossucessivos,por

assimdizer,em“estadoquintessencial”.Aocontrário,o

fascismonãopossuíanenhumaquintessênciaesequer

umasóessência.Ofascismoeraumtotalitarismo

fuzzy.Ofascismonãoeraumaideologiamonolítica,

masantesumacolagemdediversasideaispolíticase

filosóficas,umacolmeiadecontradições.Épossível

conceberummovimentototalitárioqueconsigajuntar

monarquiaerevolução,exércitorealemilíciapessoal

deMussolini,osprivilégiosconcedidosàIgrejaeuma

educaçãoestatalqueexaltavaaviolênciaeolivre

mercado?

Opartidofascistanasceuproclamandosuanovaordem revolucionária,maserafinanciadopelosproprietários deterrasmaisconservadores,queesperavamuma contrarrevolução.Ofascismodocomeçoera republicanoesobreviveudurantevinteanos proclamandosualealdadeàfamíliareal,permitindoque um“duce”puxasseascordinhasdeum“rei”,aquem ofereceuatéotítulode“imperador”.Masquando,em

1943,oreidespediuMussolini,opartidoreapareceu

doismesesdepois,comaajudadosalemães,soba

bandeiradeumarepública“social”,reciclandosua

velhapartiturarevolucionária,enriquecidade

acentuaçõesquasejacobinas.

Existiuapenasumaarquiteturanazista,apenasuma

artenazista.SeoarquitetonazistaeraAlbertSpeer,

nãohavialugarparaMiesvanderRohe.Damesma

maneira,sobStalin,seLamarcktinharazão,nãohavia

lugarparaDarwin.Aocontrário,existiramcertamente

arquitetosfascistas,masaoladodeseus

pseudocoliseussurgiramtambémosnovosedifícios

inspiradosnomodernoracionalismodeGropius.

NãohouveumZdanovfascista.NaItáliaexistiamdois

01/03/2016

“Ur­Fascismo”,otextohistóricodeUmbertoEcotraduzidoparaoportuguês

importantesprêmiosartísticos:oPrêmioCremonaera

controladoporumfascistaincultoefanáticocomo

Farinacci,queencorajavaumaartepropagandista

(recordo­medequadrosintituladosAscoltandoallradio

undiscorsodelDuceouStatimentalicreatidal

Fascismo);eoPrêmioBergamo,patrocinadoporum

fascistacultoerazoavelmentetolerantecomoBottai,

queprotegiaaartepelaarteeasnovasexperiênciasda

artedevanguardaque,naAlemanha,haviamsido

banidascomocorruptas,criptocomunistas,contrárias

aoKitschnibelúngico,oúnicoaceito.

OpoetanacionaleraD’Annunzio,umdândiquena

AlemanhaounaRússiateriasidocolocadodiantede

umpelotãodefuzilamento.Foialçadoàcategoriade

vatedoregimeproseunacionalismoeseucultodo

heroísmo—comoacréscimodegrandesdosesde

decadentismofrancês.

Tomemosofuturismo.Deveriatersidoconsideradoum

exemplodeentarteteKunst,assimcomoo

expressionismo,ocubismo,osurrealismo.Masos

primeirosfuturistasitalianoseramnacionalistas,

favoreciampormotivosestéticosaparticipaçãodaItália

naPrimeiraGuerraMundial,celebravamavelocidade,

aviolência,oriscoe,decertamaneira,estesaspectos

pareciampróximosaocultofascistadajuventude.

Quandoofascismoidentificou­secomoimpério

romanoeredescobriuastradiçõesrurais,Marinetti(que

proclamavaqueumautomóveleramaisbeloquea

VitóriadeSamotráciaequeriainclusivemataroluar)foi

nomeadomembrodaAccademiad’Italia,quetratavao

luarcomgranderespeito.

MuitosdosfuturosmembrosdaResistência,edos

futurosintelectuaisdofuturoPartidoComunista,foram

educadosnoGUF,aassociaçãofascistados

estudantesuniversitários,quedeveriaseroberçoda

novaculturafascista.Essesclubestornaram­seuma

espéciedecaldeirãointelectualemquecirculavam

novasideiassemnenhumcontroleideológicoreal,não

tantoporqueoshomensdepartidofossemtolerantes,

masporquepoucosentreelespossuíamos

instrumentosintelectuaisparacontrolá­los.

Nocursodaquelesvinteanos,apoesiadosherméticos

representouumareaçãoaoestilopomposodoregime:

aestespoetaserapermitidoelaborarseusprotestos

literáriosdentrodatorredemarfim.Osentimentodos

herméticoseraexatamenteocontráriodocultofascista

01/03/2016

“Ur­Fascismo”,otextohistóricodeUmbertoEcotraduzidoparaoportuguês

dootimismoedoheroísmo.Oregimetoleravaesta

distensãoevidente,emborasocialmenteimperceptível,

porquenãoprestavaatençãosuficienteaoumjargão

tãoobscuro.

Oquenãosignificaqueofascismoitalianofosse

tolerante.Gramscifoimantidonaprisãoatéamorte,

MatteottieosirmãosRosselliforamassassinados,a

liberdadedeimprensasuspensa,ossindicatos

desmantelados,osdissidentespolíticosconfinadosem

ilhasremotas,opoderlegislativotornou­sepuraficção

eoexecutivo(quecontrolavaojudiciário,assimcomoa

mídia)emanavadiretamenteasnovasleis,entreas

quaisadadefesadaraça(apoioformalitalianoao

Holocausto).

Aimagemincoerentequedescrevinãoeradevidaà

tolerância:eraumexemplodedesconjuntamento

políticoeideológico.Maseraum“desconjuntamento

ordenado”,umaconfusãoestruturada.Ofascismonão

tinhabasesfilosóficas,masdopontodevistaemocional

erafirmementearticuladoaalgunsarquétipos.

Chegamosagoraaosegundopontodeminhatese. Existiuapenasumnazismo,enãopodemoschamarde “nazismo”ofalangismohipercatólicodeFranco,poiso nazismoéfundamentalmentepagão,politeístae anticristão,ounãoénazismo.Aocontrário,pode­se jogarcomofascismodemuitasmaneiras,eonomedo jogonãomuda.Acontececomanoçãode“fascismo” aquiloque,segundoWittgenstein,acontececoma noçãode“jogo”.Umjogopodeserounãocompetitivo, podeenvolverumaoumaispessoas,podeexigir algumahabilidadeparticularounenhuma,pode envolverdinheiroounão.Osjogossãoumasériede atividadesdiversasqueapresentamapenasalguma

“semelhançadefamília”:1–2–3–4

––—– —————–abcbcdcdedef

Suponhamosqueexistaumasériedegrupospolíticos.

Ogrupo1écaracterizadopelosaspectosabc,ogrupo

2,pelosaspectosbcdeassimpordiante.2é

semelhantea1namedidaemquetêmdoisaspectos

emcomum.3ésemelhantea2e4eésemelhantea1

(têmemcomumoaspectoc).Ocasomaiscuriosoé

dadopelo4,obviamentesemelhantea3ea2,mas

semnenhumacaracterísticaemcomumcom1.

Contudo,emvirtudedaininterruptasériede

decrescentessimilaridadesentre1e4,permanece,por

umaespéciedetransitoriedadeilusória,umarde

01/03/2016

“Ur­Fascismo”,otextohistóricodeUmbertoEcotraduzidoparaoportuguês

famíliaentre4e1.

Otermo“fascismo”adapta­seatudoporqueépossível

eliminardeumregimefascistaumoumaisaspectos,e

elecontinuarásempreaserreconhecidocomofascista.

TiremdofascismooimperialismoeteremosFrancoou

Salazar;tiremocolonialismoeteremosofascismo

balcânico.Acrescentemaofascismoitalianoum

anticapitalismoradical(quenuncafascinouMussolini)e

teremosEzraPound.Acrescentemocultodamitologia

célticaeomisticismodoGraal(completamente

estranhoaofascismooficial)eteremosumdosmais

respeitadosgurusfascistas,JuliosEvola.

Adespeitodessaconfusão,consideropossívelindicar

umalistadecaracterísticastípicasdaquiloqueeu

gostariadechamarde“Ur­Fascismo”,ou“fascismo

eterno”.Taiscaracterísticasnãopodemserreunidas

emumsistema;muitassecontradizementresiesão

típicasdeoutrasformasdedespotismooufanatismo.

Masésuficientequeumadelasseapresenteparafazer

comqueseformeumanebulosafascista.

1.AprimeiracaracterísticadeumUr­Fascismoéoculto

datradição.Otradicionalismoémaisvelhoqueo

fascismo.Nãosomentefoitípicodopensamentocontra

reformistacatólicodepoisdaRevoluçãoFrancesa,mas

nasceunofinaldaidadehelenísticacomoumareação

aoracionalismogregoclássico.

NabaciadoMediterrâneo,povosdereligiõesdiversas

(todasaceitascomindulgênciapeloPanteonromano)

começaramasonharcomumarevelaçãorecebidana

auroradahistóriahumana.Essarevelaçãopermaneceu

longotempoescondidasobovéudelínguasentão

esquecidas.Haviasidoconfiadaaoshieróglifos

egípcios,àsrunasdosceltas,aostextossacros,ainda

desconhecidos,dasreligiõesasiáticas.

Essanovaculturatinhaquesersincretista.

“Sincretismo”nãoésomente,comoindicamos

dicionários,acombinaçãodeformasdiversasde

crençasoupráticas.Umacombinaçãoassimdeve

tolerarcontradições.Todasasmensagensoriginais

contêmumgermedesabedoriae,quandoparecem

dizercoisasdiferentesouincompatíveis,éapenas

porquetodasaludem,alegoricamente,aalguma

verdadeprimitiva.

Comoconsequência,nãopodeexistiravançodosaber.

01/03/2016

“Ur­Fascismo”,otextohistóricodeUmbertoEcotraduzidoparaoportuguês

Averdadejáfoianunciadadeumavezportodas,esó

podemoscontinuarainterpretarsuaobscura

mensagem.Ésuficienteobservaroideáriodequalquer

movimentofascistaparaencontrarosprincipais

pensadorestradicionalistas.Agnosenazistanutria­se

deelementostradicionalistas,sincretistasocultos.A

maisimportantefonteteóricadanovadireitaitaliana

JuliusEvola,misturavaoGraalcomosProtocolosdos

SábiosdeSião,aalquimiacomoSacroImpério

Romano.Oprópriofatodeque,parademonstrarsua

aberturamental,adireitaitalianatenharecentemente

ampliadoseuideáriojuntandoDeMaistre,Guenone

Gramsciéumaprovaevidentedesincretismo.

Seremexeremnasprateleirasquenaslivrarias

americanastrazemaindicação“NewAge”,irão

encontraratémesmoSantoAgostinhoe,queeusaiba,

elenãoerafascista.MasoprópriofatodejuntarSanto

AgostinhoeStonehenge,istoéumsintomadeUr­

Fascismo.

2.Otradicionalismoimplicaarecusadamodernidade.

Tantoosfascistascomoosnazistasadoravama tecnologia,enquantoostradicionalistasemgeral recusamatecnologiacomonegaçãodosvalores espirituaistradicionais.Contudo,emboraonazismo tivesseorgulhodeseussucessosindustriais,seuelogio damodernidadeeraapenasoaspectosuperficialde umaideologiabaseadano“sangue”ena“terra”(Blut undBoden).Arecusadomundomodernoera camufladacomocondenaçãodomododevida capitalista,masreferia­seprincipalmenteàrejeiçãodo

espíritode1789(ou1776,obviamente).Oiluminismo,a

idadedaRazãoeramvistoscomooinícioda

depravaçãomoderna.Nessesentido,oUr­Fascismo

podeserdefinidocomo“irracionalismo”.

3.Oirracionalismodependetambémdocultodaação

pelaação.Aaçãoébelaemsi,portanto,deveser

realizadaantesdeesemnenhumareflexão.Pensaré

umaformadecastração.Porisso,aculturaésuspeita

namedidaemqueéidentificadacomatitudescríticas.

DadeclaraçãoatribuídaaGoebbels(“Quandoouço

falaremcultura,pegologoapistola”)aousofrequente

deexpressõescomo“Porcosintelectuais”,“Cabeças

ocas”,“Esnobesradicais”,“Asuniversidadessãoum

ninhodecomunistas”,asuspeitaemrelaçãoaomundo

intelectualsemprefoiumsintomadeUr­Fascismo.Os

intelectuaisfascistasoficiaisestavamempenhados

principalmenteemacusaraculturamodernaea

01/03/2016

“Ur­Fascismo”,otextohistóricodeUmbertoEcotraduzidoparaoportuguês

inteligêncialiberaldeabandonodosvalores

tradicionais.

4.Nenhumaformadesincretismopodeaceitarcríticas.

Oespíritocríticooperadistinções,edistinguiréum

sinaldemodernidade.Naculturamoderna,a

comunidadecientíficapercebeodesacordocomo

instrumentodeavançodosconhecimentos.ParaoUr­

Fascismo,odesacordoétraição.

5.Odesacordoé,alémdisso,umsinaldediversidade.

OUr­Fascismocresceebuscaoconsensodesfrutando

eexacerbandoonaturalmedodadiferença.Oprimeiro

apelodeummovimentofascistaouqueestáse

tornandofascistaécontraosintrusos.OUr­Fascismo

é,portanto,racistapordefinição.

6.OUr­Fascismoprovémdafrustraçãoindividualou

social.Oqueexplicaporqueumadascaracterísticas

dosfascismoshistóricostemsidooapeloàsclasses

médiasfrustradas,desvalorizadasporalgumacrise

econômicaouhumilhaçãopolítica,assustadaspela

pressãodosgrupossociaissubalternos.Emnosso

tempo,emqueosvelhos“proletários”estãose

transformandoempequenaburguesia(eolumpesinato

seautoexcluidacenapolítica),ofascismoencontrará

nessanovamaioriaseuauditório.

7.Paraosquesevêemprivadosdequalquer

identidadesocial,oUr­Fascismodizqueseuúnico

privilégioéomaiscomumdetodos:ternascidoemum

mesmopaís.Estaéaorigemdo“nacionalismo”.Além

disso,osúnicosquepodemfornecerumaidentidadeàs

naçõessãoosinimigos.Assim,naraizdapsicologia

Ur­Fascistaestáaobsessãodocomplô,possivelmente

internacional.Osseguidorestêmquesesentirsitiados.

Omodomaisfácildefazeremergirumcomplôéfazer

apeloàxenofobia.Masocomplôtemquevirtambém

dointerior:osjudeussão,emgeral,omelhorobjetivo

porqueoferecemavantagemdeestar,aomesmo

tempo,dentroefora.NaAmérica,oúltimoexemplode

obsessãopelocomplôfoiolivroTheNewWorldOrder,

dePatRobertson.

8.Osadeptosdevemsentir­sehumilhadospelariqueza

ostensivaepelaforçadoinimigo.Quandoeuera

criançaensinavam­mequeosingleseseramo“povo

dascincorefeições”:comiammaisfrequentementeque

ositalianos,pobresmassóbrios.Osjudeussãoricose

ajudam­seunsaosoutrosgraçasaumaredesecreta

01/03/2016

“Ur­Fascismo”,otextohistóricodeUmbertoEcotraduzidoparaoportuguês

demútuaassistência.Osadeptosdevem,contudo,

estarconvencidosdequepodemderrotaroinimigo.

Assim,graçasaumcontínuodeslocamentoderegistro

retórico,osinimigossão,aomesmotempo,fortes

demaisefracosdemais.Osfascismosestão

condenadosaperdersuasguerras,poissão

constitutivamenteincapazesdeavaliarcomobjetividade

aforçadoinimigo.

9.ParaoUr­Fascismonãohálutapelavida,masantes

“vidaparaaluta”.Logo,opacifismoéconluiocomo

inimigo;opacifismoémauporqueavidaéumaguerra

permanente.Contudo,issotrazconsigoumcomplexo

deArmagedon:apartirdomomentoemqueosinimigos

podemedevemserderrotados,temquehaveruma

batalhafinale,emseguida,omovimentoassumiráo

controledomundo.Umasoluçãofinalsemelhante

implicaumasucessivaeradepaz,umaidadedeOuro

quecontestariaoprincípiodaguerrapermanente.

Nenhumlíderfascistaconseguiuresolveressa

contradição.

10.Oelitismoéumaspectotípicodequalquerideologia

reacionária,enquantofundamentalmentearistocrática.

Nocursodahistória,todososelitismosaristocráticose

militaristasimplicaramodesprezopelosfracos.OUr­

Fascismonãopodedeixardepregarum“elitismo

popular”.Todososcidadãospertencemaomelhorpovo

domundo,osmembrosdopartidosãoosmelhores

cidadãos,todocidadãopode(oudeve)tornar­se

membrodopartido.Maspatríciosnãopodemexistir

semplebeus.Olíder,quesabemmuitoemqueseu

podernãofoiobtidopordelegação,masconquistado

pelaforça,sabetambémquesuaforçabaseia­sena

debilidadedasmassas,tãofracasquetêmnecessidade

emerecemum“dominador”.Nomomentoemqueo

grupoéorganizadohierarquicamente(segundoum

modelomilitar),qualquerlídersubordinadodespreza

seussubalternosecadaumdelesdespreza,porsua

vez,osseussubordinados.Tudoissoreforçaosentido

deelitismodemassa.

11.Nestaperspectiva,cadauméeducadoparatornar­

seumherói.Emqualquermitologia,o“herói”éumser

excepcional,masnaideologiaUr­Fascistaoheroísmoé

anorma.Estecultodoheroísmoéestreitamenteligado

aocultodamorte:nãoéporacasoqueomotedos

falangistasera:“Vivalamuerte!”Àgentenormaldiz­se

queamorteédesagradável,maséprecisoenfrentá­la

comdignidade;aoscrentes,diz­sequeéummodo

01/03/2016

“Ur­Fascismo”,otextohistóricodeUmbertoEcotraduzidoparaoportuguês

dolorosodeatingirafelicidadesobrenatural.OheróiUr­

Fascista,aocontrário,aspiraàmorte,anunciadacomo

amelhorrecompensaparaumavidaheroica.Oherói

Ur­Fascistaesperaimpacientementepelamorte.Esua

impaciência,éprecisoressaltar,conseguenamaior

partedasvezeslevarosoutrosàmorte.

12.Comotantoaguerrapermanentecomooheroísmo

sãojogosdifíceisdejogar,oUr­Fascistatransferesua

vontadedepoderparaquestõessexuais.Estaéa

origemdomachismo(queimplicadesdémpelas

mulhereseumacondenaçãointolerantedehábitos

sexuaisnão­conformistas,dacastidadeà

homossexualidade).Comoosexotambéméumjogo

difícildejogar,oheróiUr­Fascistajogacomasarmas,

quesãoseuErsatzfálico:seusjogosdeguerrasão

devidosaumainvejapênispermanente.

13.OUr­Fascismobaseia­seemum“populismo

qualitativo”.Emumademocracia,oscidadãosgozam

dedireitosindividuais,masoconjuntodecidadãossóé

dotadodeimpactopolíticodopontodevistaquantitativo

(asdecisõesdamaioriasãoacatadas).ParaoUr­

Fascismoosindivíduosenquantoindivíduosnãotêm

direitose“opovo”éconcebidocomoumaqualidade,

umaentidademonolíticaqueexprime“avontade

comum”.Comonenhumaquantidadedeseres

humanospodeterumavontadecomum,olíder

apresenta­secomoseuintérprete.Tendoperdidoseu

poderdedelegar,oscidadãosnãoagem,são

chamadosapenasparsprototo,paraassumiropapel

depovo.Opovoé,assim,apenasumaficçãoteatral.

Paraterumbomexemplodepopulismoqualitativo,não

precisamosmaisdaPiazzaVeneziaoudoestádiode

Nuremberg.

Emnossofuturodesenha­seumpopulismoqualitativo

TVouinternet,noqualarespostaemocionaldeum

gruposelecionadodecidadãospodeserapresentadae

aceitacomoa“vozdopovo”.Emvirtudedeseu

populismoqualitativo,oUr­Fascismodeveopor­seaos

“pútridos”governosparlamentares.Umadasprimeiras

frasespronunciadasporMussolininoParlamento

italianofoi:“Eupoderiatertransformadoesta

assembleiasurdaecinzaemumacampamentopara

meusregimentos”.Defato,elelogoencontrou

alojamentomelhorparaseusregimentosepouco

depoisliquidouoParlamento.Cadavezqueumpolítico

põeemdúvidaalegitimidadedoParlamentopornão

representarmaisa“vozdopovo”,pode­sesentiro

01/03/2016

“Ur­Fascismo”,otextohistóricodeUmbertoEcotraduzidoparaoportuguês

cheirodeUr­Fascismo.

14.OUr­Fascismofalaa“novilíngua”.A“novilíngua”foi

inventadaporOrwellem1984,comolínguaoficialdo

Ingsoc,oSocialismoInglês,mascertoselementosde

Ur­Fascismosãocomunsadiversasformasde

ditadura.Todosostextosescolaresnazistasou

fascistasbaseavam­seemumléxicopobreeemuma

sintaxeelementar,comofimdelimitarosinstrumentos

paraumraciocíniocomplexoecrítico.Devemos,porém

estarprontosaidentificaroutrasformasdenovilíngua,

mesmoquandotomamaformainocentedeumtalk­

showpopular.

DepoisdeindicarosarquétipospossíveisdoUr­

Fascismo,permitam­meconcluir.Namanhãde27de

julhode1943foi­meditoque,segundoinformações

lidasnarádio,ofascismohaviacaídoeMussolinitinha

sidofeitoprisioneiro.Minhamãemandou­mecompraro

jornal.Fuiaojornaleiromaispróximoeviqueosjornais

estavamlá,masosnomeseramdiferentes.Alémdisso,

depoisdeumabreveolhadanostítulos,percebique

cadajornaldiziacoisasdiferentes.Compreium,ao

acaso,eliumamensagemimpressanaprimeira

página,assinadaporcincoouseispartidospolíticos

comoDemocraciaCristã,PartidoComunista,Partido

Socialista,PartidodeAção,PartidoLiberal.Atéaquele

momentopenseiquesóexistisseumpartidoemtodas

ascidadesequenaItáliasóexistisse,portanto,o

PartidoNacionalFascista.

Euestavadescobrindoque,nomeupaís,podiamexistir

diversospartidosaomesmotempo.Enãosóisso:

comoeueraumgarotoesperto,logomedeicontade

queeraimpossívelquetantospartidostivessem

aparecidodeumdiaparaooutro.Entendiassimque

elesjáexistiamcomoorganizaçõesclandestinas.

Amensagemcelebravaofimdaditaduraeoretornoà

liberdade:liberdadedepalavra,deimprensa,de

associaçãopolítica.Estaspalavras,“liberdade”,

“ditadura”—Deusmeu—,eraaprimeiravezemtodaa

minhavidaqueeuaslia.Emvirtudedessasnovas

palavrasrenascicomohomemlivreocidental.

Devemosficaratentosparaqueosentidodessas

palavrasnãosejaesquecidodenovo.OUr­Fascismo

aindaestáaonossoredor,àsvezesemtrajescivis.

Seriamuitoconfortávelparanóssealguémsurgissena

bocadecenadomundoparadizer:“Queroreabrir

01/03/2016

“Ur­Fascismo”,otextohistóricodeUmbertoEcotraduzidoparaoportuguês

Auschwitz,queroqueoscamisas­negrasdesfilemoutra vezpelaspraçasitalianas!”.Aidemim,avidanãoé fácilassim!OUr­Fascismopodevoltarsobasvestes maisinocentes.Nossodeverédesmascará­loe apontaroindicadorparacadaumadesuasnovas formas—acadadia,emcadalugardomundo.Cito aindaaspalavrasdeRoosevelt:“Ousodizerque,sea democraciaamericanaparassedeprogredircomouma forçaviva,buscandodiaenoitemelhorar,pormeios pacíficos,ascondiçõesdenossoscidadãos,aforçado

fascismocresceriaemnossopaís”(4denovembrode

1938).Liberdade,liberaçãosãoumatarefaquenão

acabanunca.Quesejaesteonossomote:“Não

esqueçam”.

Epermitam­meacabarcomumapoesiadeFranco

Fortini:

Sullaspallettadelponte–––––––––––––Na

amuradadaponte

Letestedegliimpiccati––––––––––––––A

cabeçadosenforcados

Nell’acquadellafonte–––––––––––––––Na

águadafonte

Labavadegliimpiccati––––––––––––––A

babadosenforcados

Sullastricodelmercato––––––––––––––No

calçamentodomercado

Leunghiedeifucilati–––––––––––––––As

unhasdosfuzilados

Sull’erbaseccadelprato–––––––––––––Sobre

agramasecadoprado

Identideifucilati––––––––––––––––––Os

dentesdosfuzilados

Morderel’ariamordereisassi––––––––––Morder

oarmorderaspedras

Lanostracarnenonàpiùd’uomini–––––––

Nossacarnenãoémaisdehomens

Morderel’ariamordereisassi––––––––––Morder

oarmorderaspedras

Ilnostrocuorenonàpiùd’uomini.–––––––Nosso

coraçãonãoémaisdehomens

Manois’èlettonegliocchideimorti––––––Mas

lemosnosolhosdosmortos

Esullaterrafaremolibertà–––––––––––Esobre

aterraaliberdadehavemosdefazer

Mal’hannostrettaipugnideimorti–––—–––Mas

estreitaram­nanospunhososmortos

Lagiustiziachesifarà.–––––––––––––Ajustiça

01/03/2016

“Ur­Fascismo”,otextohistóricodeUmbertoEcotraduzidoparaoportuguês

quesehádefazer.

UmbertoEco,OFascismoEterno,in:CincoEscritos

Morais,

Tradução:ElianaAguiar,EditoraRecord,Riode

Janeiro,2002.

AcompanhePragmatismoPolíticonoTwittereno

Acompanhe PragmatismoPolítico no Twitter eno Facebook BluRayHomemDeFerro ColeçãoMaravilhosaConfira R$325 CONFIRA

BluRayHomemDeFerro

ColeçãoMaravilhosaConfira

R$325

CONFIRA

BluRayHomemDeFerro ColeçãoMaravilhosaConfira R$325 CONFIRA ObjetivaCanonEf­s10­18mm F/4.5­5.6IsStm­TemosLoja

ObjetivaCanonEf­s10­18mm

F/4.5­5.6IsStm­TemosLoja

R$1.499

CONFIRA

F/4.5­5.6IsStm­TemosLoja R$1.499 CONFIRA MochilaCamping75Lts TrilhasCaminhadasViagem R$149,99 CONFIRA

MochilaCamping75Lts

TrilhasCaminhadasViagem

R$149,99

CONFIRA

Tags

Recomendadosparavocê

Tags Cultura Literatura UmbertoEco Recomendadosparavocê 'Comemos no McDonald's carne que seria a mais As

Comentários

Humanos caído paraas crianças Comentários AlanKevedo POSTADOEM23/FEB/2016ÀS22:59

AlanKevedo

POSTADOEM23/FEB/2016ÀS22:59

Elenãoquissaberdereligiosonovelóriodele,

igualzinhoaJesusquesentavaocaceteem

à
à

01/03/2016

“Ur­Fascismo”,otextohistóricodeUmbertoEcotraduzidoparaoportuguês

zelotes,fariseusetodotipodereligioso.EEco

deixoubemclaroqueéprecisoinvestigaras

igrejas.

Ostextosdessecaranãosãopraqualquerum!deixoubemclaroqueéprecisoinvestigaras igrejas. Fernando POSTADOEM24/FEB/2016ÀS08:25 Digitateucomentário

Fernando

POSTADOEM24/FEB/2016ÀS08:25

DigitateucomentárioFernando POSTADOEM24/FEB/2016ÀS08:25 Seunome Seue­mail Oe­mailnãoserá publicado.

Fernando POSTADOEM24/FEB/2016ÀS08:25 Digitateucomentário Seunome Seue­mail Oe­mailnãoserá publicado.

Seunome

Seue­mail

Oe­mailnãoserá

publicado.

Enviarcomentário

Seue­mail Oe­mailnãoserá publicado. Enviarcomentário TOPODAPÁGINA Siga­nosnasredessociais Desenvolvedor

TOPODAPÁGINA

Siga­nosnasredessociais

Desenvolvedor

Somenteacidadaniaplenaconduzàdemocracia.Nãoháoutraformadeser

cidadãoquenãosejaatravésdaeducaçãoideológicaepolítica.

PragmatismoPolítico©2009/2016