Você está na página 1de 2

ZERO HORA > TERÇA | 13 | MAIO | 2008 | 55 |

HÁ 30 ANOS EM ZH PAULO SANT’ANA


➧ psantana.colunistas@zerohora.com.br
AS NOTÍCIAS ABAIXO FORAM PUBLICADAS NA EDIÇÃO
DE SÁBADO, 13 DE MAIO DE 1978

Agricultura em risco Carroceiro odiado


O ministro da Agricultura, Alysson Paulinelli, Atentado na Capital
classificou ontem como crítica a situação das lavouras

Q
no sul país, em razão da seca. Confirmou também a A polícia investiga o atentado uando o Nílson Souza para uma carroça que não pode ali ser
estimativa de perda de US$ 1,5 bilhão em produtos contra a casa de um conhecido teve a idéia de me ultrapassada, tornando-se iminente
exportáveis. industrial gaúcho, na manhã pôr para dentro de um acidente provocado por motorista
de ontem, em Porto Alegre. A uma carroça e apurar impaciente.
explosão foi provocada por um ▼
artefato de fabricação caseira. jornalisticamente o que
Figueiredo no Piratini Não houve vítimas e os danos sentem os motoristas e os carroceiros Quando, comigo aliviado, cruzamos
materiais foram pequenos. quando se defrontam no trânsito a a ponte, fui notar a primeira grande
bordo de veículos tão discrepantes, fui dificuldade para manejar as rédeas:
pensando ontem na minha travessia carroça não tem espelho retrovisor.
Conflitos em coberta pela RBS que estava topando E assim fica difícil derivar para a
no trajeto com um mico-leão-dourado, esquerda ou a direita, se olhar para
Nonoai trás, pode-se perder o controle sobre a
um hipopótamo-pigmeu ou uma
O secretário de Segurança ararinha-azul. direção da carroça, corre-se o risco de o
Pública, coronel Rubem Moura Sabia que a carroça que eu iria cavalo tornear para um dos lados.
Jardim, entregou ontem ao Outra dificuldade: para deixar livre
O general João Baptista Figueiredo (E) se governador Guazzelli um
dirigir pelas ruas da cidade é veículo
reuniu com o governador Synval Guazzelli (D), em extinção, em breve expurgado da e mais folgado o tráfego de carros
relatório com o levantamento
ontem pela manhã, no Palácio Piratini. Entre os dos fatos ocorridos na reserva paisagem da Capital, como acontecera na faixa contígua à calçada, é-se
temas tratados no encontro, a chapa da Arena de Nonoai. Porém, nenhuma há décadas com o bonde. obrigado a trafegar com a carroça bem
gaúcha que disputará a vaga direta ao Senado solução foi apresentada até ▼ pela direita, correndo-se o risco de
e os problemas econômicos enfrentados pelo agora para conter os conflitos Levantei às 5h30min e saímos no bater com o varal direito nos carros
Estado por causa da estiagem. Hoje, o candidato pela posse da terra entre índios
à Presidência da República se encontra com a frio em direção à Ilha Grande dos estacionados.
e colonos.
Arena Jovem na Assembléia Legislativa. Marinheiros, onde devem morar mais Atrás da gente, os caminhões e as
de mil carroceiros. Se for assim, na Ilha jamantas buzinam e ultrapassam,
da Pintada, onde dizem se concentrar o qualquer indecisão nas rédeas pode
Estado de direito maior número, lá podem vir a ser 3 mil. significar um acidente grave: e os
Por que os carroceiros se carros já são frágeis, imaginem uma
Em documento aprovado na 7ª Conferência
Nacional da OAB, encerrada ontem em Curitiba,
concentraram nas ilhas? Acho que carroça.
sei: adivinharam que se fossem se ▼
advogados defendem a restauração imediata do
Estado de direito democrático. enquistar na cidade, no continente, É uma vida dura e sacrificada a do
seriam depressa daqui enxotados, carroceiro. Ele consegue a muito custo
eles se constituem numa categoria catar grande quantidade de lixo todos
Pão mais caro profissional antipática, as pessoas os dias para ganhar R$ 600 a R$ 700
Agricultores que se encontram comuns não os suportam, eles são de por mês e alimentar seus filhos com
A partir de segunda-feira, o pão dos gaúchos estará nas estradas estão voltando às
30% mais caro: o francês de meio quilo passará a lavouras em terras indígenas
uma pobreza primitiva, sem salvação, e leite, pão, feijão e arroz e seu cavalo com
custar Cr$ 4,00 e o de um quilo Cr$ 7,80. muitos deles maltratam os cavalos e se milho moído, pastagem na cidade ou
entregam ao furto e à embriaguez. nas ilhas é rara.
Por isso correram para as ilhas, Não tem férias, não tem fundo
OUTROS DESTAQUES separados da civilização, lá escondem de garantia, não tem seguro-saúde.
◆ Surpresa no Grêmio. O técnico Telê ◆ Confusão no Inter. Cortado aos 30 suas misérias e seus defeitos. E de lá Sua vida se compara à dos animais:
Santana declarou que não continuará minutos do coletivo de ontem, por baixo só saem para recolher o lixo da cidade, resume-se somente em sair para a rua
no Olímpico no próximo ano. Ele diz rendimento, o meio-campo Jair discutiu um material que se coaduna com o de dia e trazer comida para os filhos no
que está desgastado com o clube, a com o técnico Cláudio Duarte e se negou ninho, à noite.
torcida e a imprensa gaúcha. a participar do treinamento físico.
seu aspecto miserável e repelente. E
também porque ficam perto do Centro. São odiados por muitos porque
▼ alguns patifes carroceiros maltratam
◆ Para três jogadores da Seleção
Uma professora de Brasileira, a partida de hoje contra o O carroceiro que Zero Hora escolheu seus animais ou os deixam
biologia solteira, de Combinado Pernambucano, em Recife, para me acompanhar em minha desnutridos.
meia-idade e com uma tem gosto de decisão. O atacante Nunes aventura, Teófilo Rodrigues Motta Mas a maioria dos carroceiros
didática esquizofrênica. e o zagueiro Polozzi entram em campo
Assim é a personagem Júnior, 38 anos, seis filhos, é um trata bem seus cavalos. O Teófilo,
com o objetivo de assegurar uma vaga homem doce e se expressa muito bem. que nos acompanhou, disse que,
interpretada por Marília na delegação que irá à Copa. Já o lateral
Pêra na peça Apareceu Zé Maria tem a chance de mostrar que Ao olhar-se para seu cavalo, o quando acabarem com as carroças,
a Margarida, em cartaz está recuperado de uma lesão no joelho. Pretinho, vê-se pela disposição do ele continuará vivendo com seu
hoje e amanhã no animal que não é maltratado, e está cavalo Pretinho, pelo qual se afeiçoou
auditório da Assembléia
Legislativa. Pesquisa: Lucianne Lourega (Centro de ansioso e disposto para iniciar seu ternamente.
Documentação e Informação/ZH) trabalho matutino. Não sei como poderá conviver com
E lá saímos da vila pobre da ilha, seu Pretinho, se acabarem com as
onde se amontoam os barracos carroças, se faltará comida até para
precários como o de Teófilo e seus filhos.
ingressamos na BR-116 em seguida, Se acabassem com minha profissão,
dando de cara com a primeira ponte não seria improvável que eu acabasse
sobre o Guaíba, um gargalo perigoso com minha vida.

ZERO HORA.com Leia o blog do Sant’Ana em www.zerohora.com