Você está na página 1de 4

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

Curso: Engenharia Agrícola e Ambiental Ano letivo: 2010 Período: ?0

Disciplina: TRATAMENTO E REÚSO DE RESÍDUOS Código: TER00094

Carga horária

total: 45 Semanal: 3 Teórica: 45 Prática: 0 Estágio: 0

PRÉ-REQUISITOS:
EMENTA: Aspectos quantitativos e qualitativos dos resíduos de origem urbana,
agrícola e agroindustriais. Gestão e Manejo dos resíduos. Noções de Tratamento de
resíduos sólidos, líquidos e gasosos. Operações, processos unitários e sistemas de
tratamento de águas residuárias e resíduos sólidos. Reciclagem e Reuso de águas e
resíduos sólidos.

OBJETIVOS GERAIS:
 Fornecer os conhecimentos necessários e suficientes para o desenvolvimento
de atividades na área de tratamento e reuso de resíduos.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO TEÓRICO-PRÁTICO

UNIDADE I
I. Introdução e Fundamentação
I.1 Apresentação do curso, conteúdo e objetivos
I.2 Nosso sistema de produção e consumo
I.3 Desenvolvimento Sustentável
I.4 Geração de resíduos

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
- Apresentar o curso, escopo e importância da disciplina, os objetivos de aprendizagem a
serem alcançados, alertar sobre o atual sistema de produção e consumo e sua relação
com a crise ambiental, relacionando com o conceito de desenvolvimento sustentável.
Identificação de fontes de geração de resíduos e poluição e reformulação do conceito de
resíduo aplicado à prevenção e controle da poluição.

UNIDADE II
II. Resíduos líquidos
II.1 Resíduos líquidos urbanos, industriais e agrícolas
II.2 Caracterização de águas residuárias

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
- Identificação de fontes de resíduos líquidos, caracterização e esclarecimento da
importância dos resíduos líquidos no ambiente
UNIDADE III
III. Métodos Físicos de Tratamento de Águas Residuárias
VII.1 Operações e processos aplicados ao tratamento de efluentes líquidos
VII.2 Operações unitárias aplicadas ao tratamento de efluentes líquidos

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
- Conceituar operações e processos unitários com exemplos no tratamento de águas
residuárias. Descrever e discutir a aplicação das principais tecnologias de tratamento de
águas residuárias por métodos físicos.

UNIDADE IV
IV. Métodos Biológicos de Tratamento de Águas Residuárias
IV.1 Princípios do tratamento biológico
IV.2 Tecnologias de tratamento biológico de efluentes

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
- Apresentar os conceitos básicos sobre tratamento biológico de águas residuárias e
discutir as tecnologias disponíveis com a reflexão das vantagens e desvantagens em
diferentes cenários.

UNIDADE V
V. Métodos Físico-Químicos de Tratamento de Águas Residuárias
V.1 Fundamentos dos processos físico-químicos
V.2 Tecnologias de tratamento de efluentes

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
- Avaliar os fundamentos dos processos físico-químicos e discutir a aplicação das
tecnologias disponíveis.

UNIDADE VI
VI. Emissões Atmosféricas e Poluição do Ar
VI.1 Caracterização de emissões atmosféricas
VI.2 Poluição do ar
VI.3 Métodos físicos de controle de material particulado
VI.4 Tecnologias de controle de gases e vapores

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
- Interpretar o significado ambiental da caracterização das emissões atmosféricas e da
poluição do ar
- Apresentar e discutir a tecnologia dos principais equipamentos de controle da poluição do
ar com a reflexão das vantagens e desvantagens em diferentes cenários.

UNIDADE VII
VII. Caracterização de Resíduos Sólidos
VII.1 Resíduos sólidos urbanos, industriais e agrícolas
VII.2 Classificação de resíduos sólidos
OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
- Identificar a geração de resíduos sólidos em diversas atividades; Classificar pela origem e
periculosidade os resíduos sólidos gerados em diferentes atividades; Aplicar o
procedimento preconizado pela norma técnica vigente de classificação dos resíduos
sólidos.

UNIDADE VIII
VIII. Tratamento de Resíduos Sólidos
VIII.1 Armazenamento, rotulagem e destinação de Resíduos Sólidos
VIII.2 Operações e processos aplicáveis ao tratamento de resíduos sólidos

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
- Apresentar e discutir a normas técnicas de Armazenamento, Rotulagem e Destinação de
Resíduos Sólidos; listar e discutir os principais processos e operações unitárias aplicáveis
ao tratamento de resíduos sólidos. apresentar e discutir exemplos de experiências bem
sucedidas de reuso, reciclagem, compostagem e coprocessamento de resíduos sólidos.

UNIDADE IX
IX. Plano de Gestão de Resíduos Sólidos-PGRS
IX.1 Termos de referência para elaboração de um PGRS
IX.2 Elaboração de uma PGRS

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
- Avaliar os termos de referência para elaboração de um Plano de Gestão de Resíduos
Sólidos – PGRS; Discutir estratégias de gestão integrada de resíduos e Elaborar um
PGRS para um objeto de estudo de livre escolha do discente.

UNIDADE X
X. Estratégias de Gestão Integrada de Resíduos
X.1 Gestão Integrada de Resíduos
X.2 Avaliação de estudos de caso

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
- Propor e avaliar estratégias de gestão integrada de resíduos para diversos estudos de
cas0 na área de interesse do discente.

UNIDADE XI
XI. Reúso
X.1 Conceitos básicos sobre reúso de água
X.2 Implantação da prática de reúso de agua
X.3 Conceitos básicos sobre reúso de sólidos
X.4 Implantação da prática de reúso de sólidos

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
- Apresentar o conceito de reúso e suas aplicações

BIBLIOGRAFIA BÁSICA
MONTEIRO, J. H. P. et. al. (2001). Manual de gerenciamento integrado de resíduos
sólidos. Rio de Janeiro: IBAM. 200 p.

MIERZWA, J. C., HESPANHOL, I. (2005). Água na indústria: uso racional e reúso. São
Paulo: Oficina de textos. 144 p.

Von SPERLING, M. Introdução à qualidade das águas e tratamento de esgotos. 3 ed.


Belo Horizonte: Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental da Universidade
Federal de Minas Gerais, 2005. 452p.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

ABNT (2004) - NBR 10004, NBR 10005, NBR 10006, NBR 1007 Associação Brasileira de
Normas Técnicas.

BIDONE, F. R. A., POVINELLI, J., (1999). Conceitos básicos de resíduos sólidos. São
Carlos: EESC.

BRAGA, B. et al., (2005). Introdução à Engenharia Ambiental. São Paulo: Prentice Hall.
EPAMIG (2005). Aproveitamento de resíduos na agropecuária. Informe Agropecuário.
v.26, n. 224 – 2005. 80 p.

KIEHL, E. J. (1985). Fertilizantes Orgânicos. São Paulo: Editora Agronômica Ceres Ltda.
492 p.

MANZINI, E.; VEZZOLI, C. (2008). O desenvolvimento de produtos sustentáveis. São


Paulo: Editora da Universidade de São Paulo. 366 p.

RODRIGUES, A. M. (1998). Produção e consumo do e no espaço: problemática


ambiental urbana. São Paulo: Hucitec, 1998. 239 p.

SISTEMA DE AVALIAÇÃO

Quantidade Data Valor


Provas Teóricas Escritas 2 60,00%
Discussão de Textos
Seminários 1 30,00%
Outros (especificar) prova 10,00%
suplementar