Você está na página 1de 2

GERE :: Submissão de Atividades

Página 1 de 2

Submissão de Atividades
Submissão de Atividades

Data da submissão: 11/03/2011 Hora da submissão: 14:36

Acesse a Carta de Aceitação clicando aqui

[ Para acompanhar a situação da sua atividade acesse Acesso ao Sistema -> Submissão de atividade / Comprovante (2a. via) ]

Confirmação da Submissao

Dados do Proponente

Nome: EDMILSON JOSÉ DE SÁ

CPF: 59957697404

E-mail: edjm70@gmail.com

Dados da Atividade

Tipo da Atividade: Comunicações

Área: Léxico e Semântica

Título: ASPECTOS LEXICAIS DA FALA DE PERNAMBUCO

Subtítulo: ALGUMAS DESIGNAÇÕES PARA PEGA-PEGA E PICULA

Dados de Trabalhos

Título: ALGUMAS DESIGNAÇÕES PARA PEGA-PEGA E PICULA

Resumo:

Este estudo segue a metodologia geolinguística e se constitui de alguns resultados coletados nos primeiros inquéritos do ALiPE, cujos pontos chegam a quantia de 22 municípios do cais ao sertão do estado, sendo que, até o momento, apenas um terço desses municípios já foi investigado. Para o momento, faremos um recorte das designações encontradas nas respostas a duas questões do Questionário Semântico-Lexical (QSL) pertencentes ao campo semântico dos jogos e brincadeiras infantis, o pega-pega e a picula, o ponto combinado onde a criança para. A análise se pautará na questão etimológica das lexias mais realizadas, assim como em outras motivações em consonância com respostas existentes em outros atlas linguísticos já concluídos, de modo a verificar semelhanças e contrastes existentes para a referida pesquisa. Além disso, será realizada uma apreciação diastrática de modo a constatar como se revelam os nomes das brincadeiras a partir das variáveis extralinguísticas, além de uma abordagem quantitativa que revele percentualmente a preferência por determinada designação. Alguns trabalhos com a mesma perspectiva dialetológica acerca de jogos e brincadeiras infantis têm sido realizados no Brasil, quais sejam: Santos & Isquerdo (2007a) fizeram um estudo geolinguístico sobre a cabra-cega. Além disso, Santos & Isquerdo (2007b) relacionaram variantes diatópicas do papagaio de papel. No Nordeste há pouco documentado a respeito das

http://www.iciel.ufba.br/modulos/submissao/sub_confirmacao.asp?ati_codigo=26915

12/03/2011

GERE :: Submissão de Atividades

Página 2 de 2

brincadeiras infantis sob a égide geolinguística. Isso contribuiu para que a análise sobre o pega-pega se tornasse realidade, especialmente em Pernambuco, cujos trabalhos tanto a nível sociolinguístico, quanto dialetológico são bastante escassos. Não sabemos ao certo a origem do pega-pega, mas acreditamos ser uma variante do esconde-esconde, cujos primeiros relatos remontam à França, onde Luís XIII, quando criança, brincava com sua mãe. No Brasil, possui alguma variantes como angapanga, bandeira-vogais, bicheira, maria-macumbé, pegador, pique, toca, trisca, voga, algumas das quais já estão documentadas em outros atlas estaduais. Em Pernambuco, até o momento, encontramos variantes como pega-gelou, barra-bandeira, belo, bicho de toca, toca, peca-judô, gato, rouba-bandeira, dentre outras. Percebemos, então, que a maioria das lexias usadas para designar o pega-pega são complexas, como classifica Bidderman (1999). Além disso, a ideia conceitual que temos que os nomes dados a brincadeiras infantis como essa decorrem das próprias ações desempenhadas no momento em que estão brincando. Esperamos, pois, que nosso trabalho possa transmitir um pouco da cultura pernambucana, em termos de jogos e brincadeiras infantis, e, ao término da pesquisa e do Atlas Linguístico, tenhamos um recurso que possibilite maiores contrastes com o léxico do português brasileiro.

Palavras-Chaves:

1 - Léxico

2 - Atlas Linguístico

3 - Pernambuco

4 - Pega-pega

Autores:

EDMILSON JOSÉ DE SÁ

4 - Pega-pega Autores:  EDMILSON JOSÉ DE SÁ
4 - Pega-pega Autores:  EDMILSON JOSÉ DE SÁ

http://www.iciel.ufba.br/modulos/submissao/sub_confirmacao.asp?ati_codigo=26915

12/03/2011