Você está na página 1de 1

1 - A palavra Moral tem que ver, etimologicamente, com os costumes,

pois precisamente costumes o que significa a palavra latina mores.


Comenta a frase, distinguindo tica de moral.

2 Explica a necessidade da existncia de cdigos morais.

3 O que entendes por conscincia moral. Refere as suas possveis origens.

4 Assinala com verdadeiro ou falso. Comenta as falsas.

tica e moral so sinnimos.


As normas morais tm um carcter coativo.
Segundo Kant, as aes em conformidade ao dever so morais.
A tica utilitarista de Stuart Mill avalia as consequncias da ao
como princpio da moralidade.
A tica Kantiana uma tica materialista.
Stuart Mill no faz distino entre prazeres relacionados com o corpo
e prazeres relacionados com o esprito.
Para Stuart Mill, o importante a felicidade pessoal.

5 O imperativo categrico apenas este: Age apenas segundo uma


mxima tal que possas, ao mesmo tempo, querer que ela se torne em lei
universal. Deste imperativo podem derivar () todos os imperativos do
dever. (Kant, crtica da razo prtica)

Explica a importncia do imperativo categrico para a vida em


sociedade.
Explica a importncia da universalidade para os atos morais.

6 Mas s quando sabemos que agimos por respeito lei moral que
agimos em liberdade.
- S obedecendo a uma lei que agimos em liberdade? Isso no
estranho? (Jostein Gaarder, O mundo de Sofia)
A partir do texto explica a noo de liberdade na tica Kantiana.