Você está na página 1de 48

Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379

EDITAL DE ABERTURA N. 001 DE 18 DE OUTUBRO DE 2016
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS DO QUADRO DE PESSOAL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO
TOCANTINS
O Presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins, no uso de suas atribuições legais, considerando autorização constante
no Decreto Administrativo 740/2016, bem como nos termos da Portaria n. 315/2016 e tendo em vista o que consta no Artigo 37,
inciso II da Constituição Federal, torna público as normas do Concurso Público para provimento de vagas do quadro de pessoal
Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins, mediante as normas e condições estabelecidas neste Edital.
1 – DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
1.1.1 O concurso público será regido por este edital e executado pela Fundação de Apoio à Pesquisa, Ensino e Assistência à Escola de
Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro e ao Hospital Universitário Gaffrée e Guinle, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
– FUNRIO e visa o provimento das vagas constantes do subitem 2.4 – Quadro 2 deste edital.
1.1.2 Os cargos, pré-requisitos, jornada de trabalho, remuneração e valor das inscrições estão especificados no QUADRO 1.
CARGOS NÍVEL MÉDIO
CÓD.
200

CARGO

FUNÇÃO

ASSISTENTE
ASSISTÊNCIA
LEGISLATIVO ADMINISTRATIVA

VAGAS

VENCIMENTO

VALOR
INSCRIÇÃO

26

R$ 5.190,06

98,00

JORNADA DE
TRABALHO

VAGAS

VENCIMENTO

VALOR
INSCRIÇÃO

40h/s

01

R$ 5.767,72

R$ 125,00

40h/s

01

R$ 5.767,72

R$ 125,00

40h/s

05

R$ 5.767,72

R$ 125,00

40h/s

02

R$ 5.767,72

R$ 125,00

40h/s

03

R$ 5.767,72

R$ 125,00

40h/s

01

R$ 5.767,72

R$ 125,00

40h/s

-

R$ 5.767,72

R$ 125,00

40h/s

-

R$ 5.767,72

R$ 125,00

40h/s

-

R$ 5.767,72

R$ 125,00

ESCOLARIDADE

JORNADA DE
TRABALHO

- Curso de nível Médio completo.

40h/s

CARGOS NÍVEL MÉDIO ESPECIALIZADO
CÓD.

CARGO

201

203

204

205

206

207

208
209

ASSISTENTE LEGISLATIVO ESPECIALIZADO

202

FUNÇÃO

ESCOLARIDADE

-Curso de nível Médio completo.
-Experiência profissional mínima
ASSISTÊNCIA
de 01 ano na função e/ou curso
TÉCNICA EM ÁUDIO
técnico profissionalizante na
área.
ASSISTÊNCIA
- Curso de nível Médio completo
TÉCNICA EM
-Requisito básico: curso técnico
CONTABILIDADE
em contabilidade
-Curso de nível Médio completo.
ASSISTÊNCIA
-Curso técnico completo em
TÉCNICA EM
Enfermagem
-Registro
ENFERMAGEM
profissional
ASSISTÊNCIA
-Curso de nível Médio completo TÉCNICA EM
Curso técnico completo em
SEGURANÇA DO
Segurança do Trabalho
TRABALHO
-Curso de nível Médio completo.
AUDIOEDITORAÇÃO -Experiência mínima de 01 ano
em digitação de dados.
-Curso de nível Médio completo.
-Experiência profissional mínima
CINEGRAFIA
de 01 ano na função e/ou curso
técnico
completo
ou
profissionalizante na área
-Curso de nível Médio completo.
-Experiência profissional mínima
FOTOGRAFIA
de 01 ano na função e/ou curso
técnico
completo
ou
profissionalizante na área
-Curso de nível Médio completo.
LOCUÇÃO
-Experiência profissional mínima
de 01 ano na função.
MANUTENÇÃO EM -Curso de nível Médio completo.

1
Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins.

Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379

INFORMÁTICA

-Curso
técnico
ou
profissionalizante na área
-Curso de nível Médio completo.
-Curso técnico completo - em
OPERAÇÃO DE
sistema operacional windows,
COMPUTADORES editor de texto word, planilha
excel, page maker, corel draw, e
outros sistemas correlatos.
-Curso de nível Médio completo.
PROGRAMAÇÃO DE -Curso técnico completo ou
COMPUTADORES profissionalizante
em
Programação

210

211

40h/s

-

R$ 5.767,72

R$ 125,00

40h/s

-

R$ 5.767,72

R$ 125,00

JORNADA DE
TRABALHO

VAGAS

VENCIMENTO

VALOR
INSCRIÇÃO

40h/s

03

R$ 7.741,53

R$ 200,00

40h/s

-

R$ 7.741,53

R$ 200,00

40h/s

-

R$ 7.741,53

R$ 200,00

40h/s

-

R$ 7.741,53

R$ 200,00

40h/s

02

R$ 7.741,53

R$ 200,00

40h/s

02

R$ 7.741,53

R$ 200,00

40h/s

02

R$ 7.741,53

R$ 200,00

40h/s

02

R$ 7.741,53

R$ 200,00

CARGOS NÍVEL SUPERIOR
CÓD.

CARGO

FUNÇÃO

301

ÁREA ANÁLISE DE
SISTEMAS

302

ÁREA
ASSISTÊNCIA
SOCIAL

303

304

CONSULTOR LEGISLATIVO

300

ÁREA
ADMINISTRAÇÃO

ÁREA
CERIMONIAL

ÁREA
CONTABILIDADE

305

ÁREA DE
AUDITORIA E
CONTROLE
INTERNO

306

ÁREA DE
ECONOMIA

307

ÁREA DE
ENFERMAGEM

ESCOLARIDADE
- Diploma ou certificado de
conclusão de curso Superior na
área de Administração.
- Inscrição no CRA
- Diploma ou certificado de
conclusão de curso Superior na
área de Informática ou qualquer
curso Superior acompanhado de
curso de especialização de no
mínimo 360 horas/aula em
Análise de Sistemas.
-Curso Superior completo em
Serviço Social
-Diploma registrado
- Inscrição no CRESS
-Curso Superior Completo
-Diploma registrado
-Experiência profissional e/ou
curso
técnico
ou
profissionalizante na área e
domínio
de
uma
língua
estrangeira (Inglês ou Espanhol).
-Curso Superior completo em
Ciências Contábeis - Diploma
registrado
-Inscrição no CRC
-Curso Superior completo em
Direito
ou
Economia
ou
Contabilidade ou Administração
– Diploma registrado.
- Inscrição no Conselho de Classe
pertinente.
-Ensino superior - diploma
registrado
-Curso
específico:
Ciências
Econômicas
-Requisito básico: inscrição no
CORECON
-Ensino superior - diploma
registrado
-Curso específico: Enfermagem
-Requisito básico: inscrição no

2
Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins.

Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379

308

ÁREA DE
JORNALISMO

309

ÁREA DE
PSICOLOGIA

310

ÁREA DE
RELAÇÕES
PÚBLICAS

311

ÁREA DE REVISÃO

312

ÁREA JURÍDICA
PARLAMENTAR

313

ÁREA MÉDICA

314

ÁREA
ODONTOLÓGICA

315

ÁREA
PEDAGÓGICA

316

ÁREA
PUBLICIDADE

COREN
-Curso Superior completo em
Jornalismo
-Diploma registrado
-Registro
profissional
ou
equivalência legal.
-Curso Superior completo em
Psicologia
-Diploma registrado
-Especialização em Psicologia
Clínica e inscrição no CRP.
-Curso Superior Completo em
Relações Públicas
-Diploma registrado
-Registro
profissional
ou
equivalência legal.
-Curso Superior Completo em
Letras
- Diploma registrado.
-Escolaridade: ensino superior diploma registrado
-Curso específico: Direito
-Requisito básico: inscrição na
OAB
-Curso Superior Completo em
Medicina
-Diploma registrado - Inscrição
no CRM
-Curso Superior Completo em
Odontologia
-Diploma registrado
-Inscrição no CRO
-Curso Superior Completo em
Pedagogia
-Diploma registrado.
-Curso Superior completo em
Publicidade
- Diploma registrado
-Registro
profissional
ou
equivalência legal.

40h/s

02

R$ 7.741,53

R$ 200,00

40h/s

01

R$ 7.741,53

R$ 200,00

40h/s

-

R$ 7.741,53

R$ 200,00

40h/s

07

R$ 7.741,53

R$ 200,00

40h/s

03

R$ 7.741,53

R$ 200,00

40h/s

02

R$ 7.741,53

R$ 200,00

40h/s

-

R$ 7.741,53

R$ 200,00

40h/s

01

R$ 7.741,53

R$ 200,00

40h/s

-

R$ 7.741,53

R$ 200,00

1.1.3 As remunerações especificadas no Quadro 1 são equivalentes ao subsídio do cargo. – LEI N° 1.647, DE 29 DE DEZEMBRO DE
2005.
1.1.4 REGIME DE TRABALHO: Regime estatutário. LEI Nº 1.818, DE 23 DE AGOSTO DE 2007 que “Dispõe sobre o Estatuto dos
Servidores Públicos Civis do Estado do Tocantins.” Art. 19. Os servidores cumprem jornada de trabalho fixada de acordo com as
necessidades do exercício das atribuições pertinentes aos respectivos cargos, respeitada a duração máxima do trabalho semanal de 40
horas e observados os limites mínimo e máximo de 6 horas e 8 horas diárias, respectivamente.
1.1.5 VANTAGENS ADICIONAIS: Conforme Plano de Cargos e Salários da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. – Auxilio
Alimentação de R$ 1.200,00.
1.1.6 O concurso será realizado em 01 (uma) fase específica para os cargos de nível médio e em 02 (duas) fases específicas e distintas
para os cargos de nível superior:
1ª Fase – Provas de conhecimentos (Objetiva para os cargos de nível Médio e Objetiva e Discursiva para os cargos de nível Superior),
de caráter eliminatório e classificatório;
2ª Fase – Provas de Títulos, para os cargos de nível Superior.
1.1.7 As provas serão realizadas nas datas estabelecidas no Anexo I – Cronograma.

3
Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins.

Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379

1.1.8 As despesas da participação em todas as fases e todos os procedimentos do concurso correrão por conta do candidato.
1.2 DA IMPUGNAÇÃO DO EDITAL
1.2.1 Qualquer cidadão poderá impugnar fundamentadamente este edital ou suas eventuais alterações, por meio do endereço
eletrônico www.funrio.org.br => Concursos em andamento => link específico do Concurso, durante o período estabelecido no Anexo I
- Cronograma.
1.2.2 Para requerer a impugnação, o impugnante deverá efetuar cadastro no endereço eletrônico da FUNRIO, caso não seja
cadastrado.
1.2.3 O impugnante deverá, necessariamente, indicar o item/subitem que será objeto de sua impugnação.
1.2.4 Os pedidos de impugnação serão julgados pela FUNRIO.
1.2.5 Da decisão sobre a impugnação não cabe recurso administrativo.
1.2.6 As respostas às impugnações serão disponibilizadas em um único arquivo no endereço eletrônico www.funrio.org.br na data
estabelecido no Anexo I - Cronograma.
2. DAS VAGAS
2.1 Serão oferecidas 66 (sessenta e seis) vagas para provimento efetivo e 54 (cinquenta e quatro) para cadastro de reserva, que serão
distribuídas na Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins, conforme Quadro 2.
2.2 Das vagas destinadas para cada cargo/área de atividade/especialidade/Local de Trabalho de que trata este edital e das que vierem
a ser disponibilizadas para o concurso durante seu prazo de validade, 5% serão providas na forma do Decreto nº 3.298, de 20 de
dezembro de 1999, e alterações, bem como pela Lei Federal n.° 7.853/1989, nos limites definidos pela lei mencionada, conforme
Quadro 2.
2.3 O candidato aprovado será lotado no orgão responsavel pela gestão de Recursos Humanos e localizados no Local de Trabalho
indicado pela Administração Pública, de acordo com interesse e conveniência da Administração.
2.4 Constam do Quadro 2 a distribuição das vagas:

CARGO

200

ASSISTENTE
LEGISLATIVO

202
203
204
205
206
207
208
209
210
211
300
301
302
303
304
305

CONSULTOR
LEGISLATIVO

201

ASSISTENTE LEGISLATIVO ESPECIALIZADO

CÓD.

QUADRO 2 – DAS VAGAS
VAGAS AMPLA
FUNÇÃO
CONCORRÊNCIA

VAGAS PcD

VAGAS CAD. RESERVA

ASSISTÊNCIA ADMINISTRATIVA

24

2

08

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM ÁUDIO
ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM
CONTABILIDADE
ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM
ENFERMAGEM
ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM
SEGURANÇA DO TRABALHO
AUDIOEDITORAÇÃO
CINEGRAFIA
FOTOGRAFIA
LOCUÇÃO
MANUTENÇÃO EM INFORMÁTICA
OPERAÇÃO DE COMPUTADORES
PROGRAMAÇÃO DE
COMPUTADORES
ÁREA ADMINISTRAÇÃO
ÁREA ANÁLISE DE SISTEMAS
ÁREA ASSISTÊNCIA SOCIAL
ÁREA CERIMONIAL
ÁREA CONTABILIDADE
ÁREA DE AUDITORIA E
CONTROLE INTERNO

01
01

-

01

-

02

04

1

01

-

-

03
01
-

-

04
01
01
01
04
04

-

04

03
02

-

02
02
01
02
-

02

-

01

02

4
Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins.

somente via Internet. exceto nas hipóteses de cancelamento do certame pela própria Administração ou.1. o candidato deverá solicitar a alteração no formulário de inscrição. deverá o candidato comprovar que sua inscrição foi realizada e não efetivada.1. a fim de que seja assegurada a sua participação no concurso público. O não atendimento dessa exigência implicará o indeferimento da inscrição. para tanto.1.9. após a data de homologação das inscrições.9. em caso de necessidade. Caso ocorra a exclusão.1. 3. via terminal de auto-atendimento ou correspondente bancário.br.1 A inscrição implica declarar ter conhecimento e a aceitação das condições estabelecidas neste Edital. o candidato deverá providenciar o pagamento até a data prevista no Anexo I .9. o candidato fará a opção pelo cargo pretendido. preencher todos os campos e enviar a solicitação de sua inscrição.2 A inscrição somente será efetivada mediante confirmação. pelo site: www.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 306 307 308 309 310 311 312 313 314 315 316 ÁREA DE ECONOMIA ÁREA DE ENFERMAGEM ÁREA DE JORNALISMO ÁREA DE PSICOLOGIA ÁREA DE RELAÇÕES PÚBLICAS ÁREA DE REVISÃO ÁREA JURÍDICA PARLAMENTAR ÁREA MÉDICA ÁREA ODONTOLÓGICA ÁREA PEDAGÓGICA ÁREA PUBLICIDADE 02 02 02 01 06 03 02 01 - 1 - 01 02 01 02 02 02 02 02 01 02 3 – DAS INSCRIÇÕES 3.1.8.8 O candidato é o único responsável pelas informações prestadas ao inscrever-se no presente concurso.1.www.1 não terão validade. 3.Cronograma.9. o candidato deverá tomar conhecimento do Edital e certificar-se de que preenche todos os requisitos exigidos.1. o candidato terá o prazo de 2 (dois) dias úteis para manifestar-se através do site da FUNRIO . Após o período de inscrições.3 A inscrição para qualquer um dos cargos será feita.5 Caso o candidato faça a inscrição com o pagamento da respectiva taxa e a mesma não seja efetivada por motivos de ordem técnica.1. do pagamento da taxa de inscrição. conforme QUADRO 1. 3. 3.9.1.9. quando o pagamento for realizado em duplicidade.3. através do e-mail concursolegislativo. 3.7 No ato da inscrição.9.2 A data do período de inscrições está definida no Anexo I .9.10 As informações prestadas no requerimento de inscrição serão de inteira responsabilidade do candidato. As inscrições que forem pagas após o dia previsto no subitem 3.funrio.5 Será automaticamente cancelada a inscrição cujo pagamento seja devolvido por qualquer motivo e/ou caso o pagamento não seja processado pelo banco.4 Não serão aceitos pagamentos efetuados através de cheque. Ao completar o preenchimento dos campos. conforme instruções contidas na página.1. alheios à Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins e a FUNRIO. 3.7 A taxa de inscrição não será devolvida ao candidato.1.1. dispondo a FUNRIO do direito de excluir do concurso público mediante prévio contraditório e ampla defesa àquele que não preencher o formulário de forma correta e completa. 3.1.1.1. através do e-mail: concursolegislativo. 3.8 O simples comprovante de agendamento bancário não será aceito como comprovante de pagamento de inscrição. pela FUNRIO.org. entrar em contato com a FUNRIO.org.1.org.6 Não serão aceitas inscrições fora do prazo.9. dispondo A FUNRIO do direito de 5 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins.br. alegar desconhecimento. devendo.1.funrio.br. o candidato deverá imprimir as informações e o boleto para o pagamento da inscrição. congestionamento das linhas de comunicação ou de outros fatores de ordem técnica. 3.Cronograma.1 O candidato poderá. 3. . das quais o candidato não poderá. durante o período de inscrições. falhas de comunicação. conforme subitem 3. caso seja verificada a necessidade de alteração cadastral. 3. em hipótese alguma.1 Antes de efetuar a inscrição. 3. 3.1.9. o candidato deverá acessar o site www.funrio.org. 3. deverá ser efetuado conforme horário de funcionamento dos bancos e agências lotéricas. 3. mediante requerimento.6 É de inteira responsabilidade do candidato guardar o comprovante de pagamento para futura conferência.4 Para a inscrição. efetuar alteração em seus dados cadastrais e atualizar as alterações no formulário de inscrição.3 O pagamento de inscrição realizado no último dia.br.to@funrio. 3. 3.1 Para que a inscrição seja efetivada. que impossibilitem a transferência de dados.1.1.9 O valor da taxa de inscrição se encontra no QUADRO 1.1. 3.to@funrio.br.org.1.

mediante o pagamento da respectiva taxa. 6 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins.funrio.1 Das vagas destinadas para cada cargo/área de atividade/especialidade de que trata este edital e das que vierem a ser disponibilizadas para o concurso durante seu prazo de validade.298.funrio.funrio. nos termos do Decreto Federal nº.6 O candidato que desejar entrar com recurso do indeferimento da isenção da taxa de inscrição. de 2 de outubro de 2008.org. 3.3 Somente haverá reserva de vagas para os candidatos com deficiência quando no Local de Trabalho o número de vagas for igual ou superior a 5 (cinco).org. Caso tal fato seja constatado.br. no site www.funrio. nos limites definidos pela lei mencionada.funrio.org. ficar informado da regularidade de sua inscrição. que será realizada através de pagamentos efetuados na rede bancária por meio de boleto bancário e respectiva comprovação de pagamento pelas instituições bancárias.br.4 É de inteira responsabilidade do candidato.funrio. 3.1.1. Serão considerados para fins de impressão e publicação os dados constantes na ficha de inscrição do candidato preenchida na Internet.2. 3.br. inclusive o Número de Identificação Social do candidato – NIS. 3.1.2.br. 3. 5% serão providas na forma do Decreto nº 3.2.www.1.12 A consulta dos candidatos inscritos será disponibilizada a partir do dia que realizou a inscrição. deverão fazer no prazo de até 2 (dois) dias úteis após a divulgação.13 As informações complementares acerca da inscrição e do Concurso estarão disponíveis no mesmo site. Caso haja alguma correção de dados o candidato deverá fazê-la nesse período.° 7.2.2. O candidato poderá ter acesso aos dados no site www.1. através do site www.2.7 O resultado final da análise dos pedidos de isenção da taxa de inscrição será divulgado no site www.2 A isenção tratada no subitem 3.12.2. bem como pela Lei Federal n. conforme QUADRO 2. durante a inscrição.2 resulte em número fracionado. 4. de 20 de dezembro de 1999.12.1.org.2 Está prevista no Anexo I – Cronograma a data da publicação da lista dos candidatos que tiveram sua inscrição homologada.org. . 3.br. não garante ao interessado a isenção de pagamento da taxa de inscrição. da isenção.2. ou não.funrio.org.4 O simples preenchimento dos dados necessários para a solicitação da isenção de taxa de inscrição. 3. exceto mudança de cargo.2 DA ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO 3. 3. 3. por meio da solicitação de inscrição no site www. 4.8 Os candidatos cujos requerimentos de isenção do pagamento da taxa de inscrição tenham sido indeferidos poderão efetivar a sua inscrição no certame.2 Caso a aplicação do percentual de que trata o subitem 2.funrio.3 Os candidatos que desejarem entrar com recurso do resultado da homologação.3 A FUNRIO. 4 – DAS VAGAS DESTINADAS AOS CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA 4.funrio.2. 3. ao candidato será concedido o prazo de 2 (dois) dias úteis para manifestar-se através do site da FUNRIO . através do site www.1 O candidato terá o período previsto de duração das inscrições. da Comissão Especial do Concurso Público e do Órgão gestor do CadÚnico.org. desde que não ultrapasse 20% das vagas oferecidas por cargo/área de atividade/especialidade/Local de Trabalho.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 excluir do Concurso Público aquele que não preencher o requerimento de forma completa. para conferir sua inscrição. até o término do prazo de inscrições estabelecido no edital.853/1989. via internet. E demais.12.593. 3. este deverá ser elevado até o primeiro número inteiro subsequente. 3. não havendo alterações posteriores desses dados. conforme o caso. a partir do terceiro dia após o pagamento do boleto de inscrição. e alterações. no endereço eletrônico www.br. 6. verificará as informações prestadas pelo candidato no Órgão Gestor do CadÚnico e terá decisão terminativa sobre a concessão. nome e CPF.5 O resultado da análise dos pedidos de isenção de taxa de inscrição será divulgado pela Internet. a qual estará sujeita à análise e deferimento da solicitação por parte da FUNRIO.org.br. 3. 3.11 As inscrições efetuadas somente serão acatadas após a comprovação do pagamento da taxa de inscrição. deverá fazer no prazo de até 2 (dois) dias úteis após a divulgação do resultado da análise dos pedidos de isenção da taxa de inscrição.12. 3.org. correta e/ou que fornecer dados comprovadamente inverídicos.br.1. através do site www.1 deste Edital poderá ser solicitada somente entre os dias especificados no Anexo I – Cronograma do Concurso.1 Não haverá isenção total ou parcial da taxa de inscrição.br. preenchendo os dados solicitados. exceto para os candidatos que declararem e comprovarem hipossuficiência de recursos financeiros para pagamento da referida taxa.

f) no caso de deficiente visual. 5 – DOS CANDIDATOS QUE NECESSITAM DE CONDIÇÕES ESPECIAIS PARA FAZER AS PROVAS 5. suficientes para gerar incapacidade para o desempenho de atividades na forma ou na medida considerada dentro dos padrões adotados como normais para o ser humano”.15 O candidato que se declarar deficiente no ato da inscrição e não entregar o laudo médico. em caráter permanente. com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças (CID 10). 7 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. 4. c) descrever a espécie e o grau ou nível de deficiência. a necessidade de uso de próteses ou adaptações.° 3.9 As vagas destinadas aos candidatos inscritos na condição de deficiência.2. conforme subitem 4. o laudo deverá vir acompanhado do original do exame de audiometria recente.12 O laudo médico terá validade somente para este concurso público e não será devolvido.° 7. 4. observada a ordem classificatória.14 O laudo que não atender às exigências contidas no subitem 4. conforme especificado no QUADRO 1 do presente Edital. 4. o candidato deverá certificar-se de que preenche todos os requisitos exigidos para a investidura no cargo para o qual pretende concorrer. no ato da inscrição. se não providas por falta de candidatos ou pela reprovação no concurso público. enquanto os demais serão nomeados para a 25ª. “pessoa com deficiência é aquela que apresenta. número do registro no Conselho Local de Trabalho de Medicina (CRM) e assinatura do médico responsável pela emissão do laudo.298/1999.5 Antes de efetuar a inscrição.11 O candidato que se declarar com deficiência anexar no sistema de inscrição. 4. astigmatismo. até a data estabelecida no Anexo I .853/1989. caso contrário concorrerá às vagas regulares juntamente com os demais candidatos. declarar que é candidato com deficiência e assinalar o tipo de deficiência de que é portador.1. o laudo deverá vir acompanhado do original do exame de acuidade visual em AO (ambos os olhos). 4. o candidato deverá. fisiológicas. não poderá utilizar-se desta condição para justificar mudança de função. perdas ou reduções de suas funções psicológicas. se não eliminados no concurso. patologia e campo visual recente. alegar essa condição para reivindicar qualquer garantia legal no concurso. pelas consequências decorrentes do seu ato. estrabismo e congêneres. realizado até 6 (seis) meses anteriores ao último dia das inscrições. d) constar. assim como não serão fornecidas cópias desse laudo.4 Para cada cargo o primeiro candidato com deficiência classificado no concurso público será nomeado para ocupar a 5ª vaga de sua opção. em qualquer fase deste Concurso Público. civil e criminalmente. após sua posse. 4.16 O candidato com deficiência.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 4. . bem como a sua provável causa.6 O candidato que se declarar com deficiência concorrerá em igualdade de condições com os demais candidatos.11. terão seus nomes publicados em lista à parte. inclusive tempo adicional para fazer as provas.8 Para efeito deste concurso. será desconsiderado como tal e não poderá. 4.18 Os candidatos considerados deficientes. 4. quando for o caso. nos termos do subitem 2. 4. e responderá. ficando o candidato impossibilitado de concorrer às vagas destinadas as pessoas com deficiência. fica assegurado aos candidatos com deficiência o direito de se inscreverem nesse concurso público para investidura em um dos cargos.10 Para concorrer a uma dessas vagas.7 Conforme disposto na Lei Federal n. passíveis de correção simples do tipo miopia. 4. aprovado em todas as etapas do concurso. b) constar o nome e o número do documento de identificação do candidato. 4. Decreto Federal n. readaptação ou aposentadoria.13 O laudo médico deverá ser emitido obedecendo às seguintes exigências: a) ter data de emissão posterior à data de publicação deste edital. 4. 4.Cronograma. 4. o nome.13 não terá validade. até o final das inscrições o laudo médico a que se refere o subitem 4.17 O candidato com deficiência poderá. excluindo-se o atendimento domiciliar e hospitalar. 45ª vagas e assim sucessivamente. mentais ou anatômicas.1 A solicitação de condições especiais será atendida segundo os critérios de viabilidade e de razoabilidade. 4. 5.19 Não serão considerados como deficiência os distúrbios de acuidade visual. deverá preencher o Requerimento de Condições Especiais para realização das provas – Anexo IV-A e B. realizado até 06 (seis) meses anteriores ao último dia das inscrições. 4.13 e cópia legível do RG e CPF. e) no caso de deficiente auditivo.1 O candidato que necessitar de condições especiais. ser considerado inapto no decorrer do estágio probatório em virtude de incompatibilidade da deficiência com as atribuições do cargo e ser demitido. serão preenchidas pelos candidatos da Ampla Concorrência. posteriormente.20 O candidato que prestar declarações falsas em relação à sua deficiência será excluído do processo. cujas atribuições sejam compatíveis com a deficiência de que são portadoras. ainda.

2 As Provas Objetivas serão compostas de questões conforme Quadro 3.1. bem como as carteiras expedidas por Ordens ou Conselhos que.4 As provas serão realizadas nos Municípios de Palmas.DA DISTRIBUIÇÃO DE QUESTÕES POR TIPO DE PROVA AVALIAÇÕES MÉDIO E SUPERIOR ÁREA DO CONHECIMENTO Nº DE QUESTÕES LÍNGUA PORTUGUESA 20 OBJETIVA CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 20 TOTAL DE QUESTÕES/PONTOS 40 DISCURSIVA (APENAS NÍVEL SUPERIOR) 1 TÍTULOS (APENAS NÍVEL SUPERIOR) VALOR DA PROVA 20 40 60 15 07 TIPO ELIMINATÓRIA/ CLASSIFICATÓRIA CLASSIFICATÓRIO 6. diminuam ou limitem a capacidade física dos candidatos.2. QUADRO 3 . munido do original de um dos documentos de identificação citados no subitem 6. Carteira de Trabalho (CTPS).1 As provas objetiva e discursiva terão caráter eliminatório e classificatório. . são considerados documentos de identidade. das quais apenas uma é a correta.2. está incluído o tempo destinado à coleta de impressão digital. e a transcrição das respostas para o cartão-resposta. conforme a seguir: QUADRO 04 – DOS LOCAIS E HORÁRIOS DE PROVAS.3 Os locais com os respectivos endereços de realização das provas serão divulgados no site www.1.7 SERÃO CONSIDERADOS documentos de identificação aqueles expedidos pelas Secretarias de Segurança Pública. 6. sendo o responsável pela guarda da criança no local de realização da prova.1.2.funrio.2 A candidata que tiver necessidade de amamentar durante a realização das provas deverá encaminhar a FUNRIO o Requerimento de Condições Especiais – Anexo IV-A e B – conforme subitem 5.1. 5. Araguaína e Gurupi.1. 6 – DAS PROVAS OBJETIVA E DISCURSIVA 6. e em municípios circunvizinhos. exclusivamente.1 O acompanhante da candidata ficará em sala reservada para amamentação. 6. que impossibilitem a realização das provas.2.CRONOGRAMA CARGOS NÍVEL MÉDIO 8h às 12h PROVA CARGOS NÍVEL MÉDIO ESPECIALIZADO OBJETIVA/DISCURSIVA ANEXO I . por cargo.1.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 5.1.3 Os casos de alterações psicológicas e/ou fisiológicas permanentes ou temporárias (gravidez.5 Os Conteúdos programáticos das provas. 6.org.2. FASES/ETAPAS HORÁRIOS PREVISTOS CARGOS ANEXO I .2.br. A candidata que não levar acompanhante não poderá realizar a prova. a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com foto. constam no Anexo III deste Edital. 5. Passaporte. pelo menos. 6. caso o número de candidatos inscritos ultrapasse a capacidade do espaço físico dos municípios supracitados. indisposições.CRONOGRAMA 14h às 18h CARGOS NÍVEL SUPERIOR 6.6 No horário reservado às provas.2 A candidata em aleitamento deverá anexar ao requerimento uma cópia legível do documento de identificação do acompanhante.7 e de caneta esferográfica de tinta preta ou azul fabricada em MATERIAL TRANSPARENTE.5 Recomenda-se ao candidato comparecer aos locais especificados com. 8 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. por lei federal.1 As Provas objetivas estão previstas para serem aplicadas para os cargos.2. 6. luxações. fraturas. o qual terá acesso ao local de realização das provas mediante apresentação do documento original de identidade. crises reumáticas. 6. 6. sendo de responsabilidade exclusiva do candidato a identificação correta de seu local. bem como o comparecimento no horário determinado. 6. Os dias e horários de realização das provas constam no item 6.1.2 O candidato realizará as provas. caso ocorra.2. Diretoria Geral de Polícia. 60 (sessenta) minutos de antecedência do horário de aplicação das provas.1 As Provas Objetivas para os cargos serão do tipo múltipla escolha com 5 (cinco) alternativas de “a” a “e”.2.3 O valor de cada questão das Provas Objetivas está explicitado no Quadro 3. 6. não sendo concedido qualquer tratamento privilegiado. 6. 5.2.2 DAS CONDIÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DAS PROVAS 6.4 Não será admitido arredondamento de notas em qualquer das fases do concurso. cãibras. respeitando-se o princípio da isonomia. conforme Anexo I – Cronograma do Concurso. estados menstruais. Forças Armadas e Polícia Militar. não serão levados em consideração. contusões. no local indicado pela FUNRIO. crises de labirintite e outras).

17 Durante a realização das provas. a Certidão de Nascimento.. lápis.2. candidatos portando aparelhos eletrônicos. deverá conter instruções de preenchimento e código de barras e uma parte destacável com o nome do candidato. 6. O local de realização das provas não disporá de guarda-volumes.21 alínea “a” deste Edital. molhar. do número de seu documento de identidade e do cargo escolhido. tendo em vista a natureza da prova: a) NÃO SERÁ PERMITIDO nos locais de prova. régua. para posterior exame grafológico.10 Não serão aceitos protocolos ou quaisquer outros documentos diferentes dos estabelecidos no subitem 6. 6. 6.18 O candidato é responsável pela conferência de seus dados pessoais. telefone celular desligado ou quaisquer outros equipamentos eletrônicos desligados relacionados no subitem 6. 6. de seu número de inscrição. 9 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. candidatos portando qualquer tipo de arma. em embalagem porta-objetos fornecida pela equipe de aplicação. ainda que autenticadas. 6. ou a não marcação da questão terá pontuação igual a zero.1) A embalagem porta-objetos devidamente lacrada e identificada pelo candidato deverá ser mantida embaixo da carteira até o término das suas provas. a comunicação verbal.16 O candidato somente poderá apor sua assinatura no local indicado no Cartão-Resposta. c) No ambiente de provas.2. inclusive as eletrônicas (ou similares). não será permitido o uso. 6. máquina fotográfica. rasgar.20 O candidato não deverá amassar. O candidato que necessitar realizar a prova armado e for amparado pela citada lei deverá indicar a necessidade na solicitação de inscrição e enviar cópia autenticada em cartório do Certificado de Registro de Arma de Fogo ou da Autorização de Porte.2. compasso etc.21 Por motivo de segurança serão adotados os seguintes procedimentos.2. . com reconhecimento da assinatura registrado em cartório. escrita.1) A documentação para solicitação de atendimento especial de que tratam o subitem “a” a poderá ser enviada até o final das inscrições. b. o Título Eleitoral. 6.8 NÃO SERÃO ACEITOS como documentos de identidade.2 O cartão-resposta será corrigido por leitura óptica. gorro) ou outros materiais similares. nem usar qualquer tipo de calculadoras. danificar o seu Cartão-Resposta.2.2. Respostas a lápis não serão corrigidas e terão pontuação igual a zero. de 22 de dezembro de 2003 e suas alterações. feita do próprio punho. nem fazer qualquer espécie de consulta. de qualquer modo.2.16. receptor. quando for o caso. em especial de seu nome.826. os candidatos não poderão usar borrachas.2. durante a realização das provas. a solicitação será indeferida. por serem documentos destinados a outros fins. 6. a Carteira de Estudante e o Certificado de Alistamento ou Reservista. tais como marcação rasurada ou emendada ou campo de marcação não preenchido integralmente. ainda que legível. conforme instruções contidas na capa da prova e no Cartão Resposta.. entre candidatos. A embalagem porta-objetos somente poderá ser deslacrada fora do ambiente de provas.19 É de inteira responsabilidade do candidato os prejuízos advindos do preenchimento indevido do cartão-resposta. tais como bip. gravador. b) NÃO SERÁ PERMITIDO nos locais de prova.to@funrio. a Certidão de Casamento. 6. deverá apresentar um dos seguintes documentos: documento que ateste o registro de ocorrência em órgão policial. telefone CELULAR. o candidato deverá guardar. anotações.br.2. ou seja. com clareza. pager etc. se necessário. No dia de realização da prova. a. compreendendo coleta de dados. óculos escuros ou quaisquer acessórios de chapelaria (chapéu. lapiseiras (de nenhum tipo e/ou modelo).2.2.2.12 O candidato deverá assinalar suas respostas no Cartão-Resposta com caneta esferográfica de tinta preta ou azul fabricada em material transparente. salvo nos casos de força maior e forem de interesse da Administração Pública. a identificação do candidato e a sua assinatura.2. 6. 6. tipo e local da prova. palmtop.15 Não haverá substituição do Cartão-Resposta por causa de erro de preenchimento. impressos. lapiseira.2.2. o candidato será submetido à identificação especial. manchar ou. número de inscrição.2. sendo o único documento válido para correção da prova objetiva. etc. que constam no Cartão-Resposta. a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) sem foto. desse modo antes de entrar na sala de provas. durante a sua realização. 6. conforme definidos na referida lei. 6. 6.7. nas dependências físicas em que serão realizadas as provas.2. 6.9 O documento apresentado deverá estar dentro do prazo de validade. caneta filmadora. de forma a permitir. pelo candidato. a menos que esses materiais sejam fornecidos pela FUNRIO. preenchendo completamente o alvéolo circular. agenda eletrônica. número do documento de identificação. por meio do e-mail concursolegislativo. de quaisquer dispositivos eletrônicos relacionados no subitem anterior.16.1 O candidato deverá transcrever a frase contida nas instruções da capa das provas. de assinatura e de impressão digital em formulário próprio. walkman.22 A FUNRIO não se responsabilizará pela guarda de quaisquer materiais dos candidatos. fornecido pela FUNRIO.14 Não é permitido o uso de qualquer tipo de corretivo no Cartão-Resposta. corretivos. e) SOMENTE SERÁ PERMITIDO o uso de caneta de tinta preta ou azul fabricada em MATERIAL TRANSPARENTE. Não serão aceitas cópias.2. e em perfeitas condições.13 A marcação do Cartão-Resposta com emenda ou rasura ou mais de uma marcação. Serão consideradas marcações indevidas as que estiverem em desacordo com este Edital ou com as instruções impressas no Cartão-Resposta e capa da prova. boné. emitido com prazo máximo de 30 (trinta) dias anteriores à data da realização das provas ou declaração de roubo ou perda. dobrar.2.11 Caso o candidato não apresente o documento de identificação original por motivo de furto. O funcionamento de qualquer tipo de aparelho eletrônico durante a realização das provas implicará a eliminação do candidato. podendo ser eliminado do Concurso Público o candidato que se recusar a atender esta determinação. durante a sua realização. salvo os casos previstos na lei nº 10. o Cadastro de Pessoa Física (CPF).org. bem como o uso de: livros. gestual. sob pena de arcar com os prejuízos advindos da impossibilidade de realização da leitura eletrônica. 6. bem como RELÓGIO de qualquer espécie. notebook. calculadora. não será substituído em hipótese alguma. sob pena de ser eliminado do concurso. d) NÃO SERÁ PERMITIDO. roubo ou perda.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 6. Após esse período.

definitivamente. estão especificados abaixo com suas respectivas pontuações. na forma do disposto no subitem 6. Assim. a fim de garantir a tranquilidade e a organização durante a realização das provas. de não haver texto. Constatada a improcedência da inscrição. especificando oralmente a grafia das palavras e os sinais gráficos de pontuação. estatístico. 6. Decorrida 1 (uma) hora de prova.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 6. se for o caso. o candidato será acompanhado por um fiscal da FUNRIO devidamente treinado.2. salvo em caso de candidato que requisitou condição especial.1 Se. o candidato poderá retirar-se.24 A FUNRIO se reserva o direito de. suas provas serão anuladas e ele será automaticamente eliminado do concurso público.7 A folha de texto definitivo será o único documento válido para a avaliação da prova discursiva. 6.29 No dia da realização das provas. independentemente de qualquer formalidade. grafológico ou por investigação policial.2. mediante a apresentação do boleto bancário autenticado pelo banco.2.21 no dia de realização das provas. para todos os efeitos. de até 30 linhas. nem tampouco as provas serão aplicadas fora dos locais determinados pela FUNRIO. CONFORME QUADRO 4.3.funrio. é de preenchimento facultativo e não valerá para tal finalidade. e estiver classificado até 05 (cinco) vezes o número de vagas. assinado e com a transcrição da frase no local indicado no referido documento. for escrita a lápis ou a caneta diferente da citada no item 6. que consistirá de redação de texto dissertativo.3.2. contida no caderno de provas. A folha para rascunho. obedecida a ordem classificatória decrescente e decorrente da nota da prova objetiva. a qualquer tempo.3.3.br. a FUNRIO realizará à inclusão do candidato.2. DA PROVA DISCURSIVA 6.2. dentro do prazo estabelecido no Edital. em outro local que não o apropriado. 6. na possibilidade de o nome do candidato não constar nas listagens oficiais. através do site da FUNRIO .25 Nos casos de eventual falta de prova/material personalizado de aplicação de provas.21. o candidato deverá entregar ao aplicador de prova o Cartão-Resposta. deverão permanecer juntos na sala. ao terminarem a prova. para o qual deverá ditar o texto.2. alíneas g e h. 6. A inclusão será realizada de forma condicional e será analisada pela FUNRIO.1.5 A Prova Discursiva deverá ser manuscrita.2. e abrangerá os respectivos conhecimentos específicos do conteúdo programático constante do Anexo III deste Edital. de identificação em local indevido.3. 6. visual.2. da sala e do prédio. de haver texto com quantidade inferior a 20 (vinte) linhas ou superior a 30 (trinta) linhas. o que será registrado em atas de sala e de coordenação. assegurando ao candidato o prazo de 2 (dois) dias úteis para manifestar-se mediante recurso nos termos do Edital. em letra legível.1 Será aplicada 01(uma) prova discursiva de Conhecimentos Específicos para os cargos de nível superior. QUADRO 5 . sob pena de anulação.www. 6. . em razão de falha de impressão ou de equívoco na distribuição de prova/material. 6. ter o candidato se utilizado de processo ilícito. serão automaticamente considerados reprovados. nesse momento. 6. por meio eletrônico.21 ou apresentar letra ilegível ou em outro vernáculo. comprovando o pagamento da taxa de inscrição. for constatado. O fato será lavrado em relatório de sala pelos aplicadores de prova e.org. sendo liberados somente após a entrega do Cartão-Resposta dos mesmos e terem seus nomes registrados em ata e nela apostas suas respectivas assinaturas.23.2 Para todos os cargos.6 A folha de texto definitivo da prova discursiva não poderá ser assinada.3. com intuito de se verificar a efetividade da referida inscrição. somente serão corrigidas as Provas Discursivas dos candidatos que atingirem a pontuação mínima para aprovação na Prova Objetiva. nem conter. O candidato poderá levar o caderno de questões somente 15 minutos antes do término da prova. assim como serão considerados nulos todos os atos decorrentes.3. observado o disposto no item 4 deste Edital.23 A FUNRIO e a Comissão Especial do Concurso Público recomendam que os candidatos não levem nenhum dos objetos citados nos subitens “a” a “d” do item 6.2. não comunicar o candidato no local de prova da sua eliminação.26 Ao terminar a Prova Objetiva. posteriormente. 6. sair com quaisquer anotações. 6.27 Os três últimos candidatos.9 Os critérios de avaliação da prova discursiva para os cargos. não sendo permitido. 6.2. comunicado a FUNRIO que. não sendo permitida a interferência e/ou a participação de outras pessoas. Nesse caso.3. a detecção de qualquer marca identificadora no espaço destinado à transcrição de texto definitivo acarretará a anulação da prova do candidato. qualquer palavra ou marca que a identifique.3. em caso de porte e/ou uso dos objetos descritos no subitem 6. a FUNRIO tem a prerrogativa para entregar ao candidato prova/material reserva não personalizado eletronicamente. 6. se essa impossibilitar a redação pelo próprio candidato.3.3. na fase da correção da prova objetiva.28 Não haverá segunda chamada para a realização das provas.CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA PROVA DISCURSIVA 10 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. em momento oportuno poderá promover a eliminação do candidato do certame de acordo com o subitem 14. com caneta esferográfica de tinta preta ou azul fabricada em MATERIAL TRANSPARENTE.8 O candidato receberá nota zero na questão discursiva em casos de: fuga ao tema.4 Os candidatos não classificados para efeito de correção da prova discursiva. 6. rubricada. 6. essa será cancelada.2. conforme especificado no item 11. 6. pois o porte e/ou uso desses objetos poderá acarretar a eliminação do candidato do certame.

estabelecendo relações lógicas que visem propor valores e conceitos. regência. morfossintaxe.12 Será desconsiderado.0 2.10 A avaliação do domínio da modalidade escrita da língua portuguesa totalizará o número de erros do candidato. subordinação e coordenação.11 Para o texto dissertativo será computado o número total de linhas efetivamente escritas pelo candidato. propriedade vocabular e translineação. CLAREZA E OBJETIVIDADE DA EXPOSIÇÃO E GRAMÁTICA: Serão verificados: coesão no uso de conjunções. com articulação e consistência de raciocínio. qualquer fragmento de texto que for escrito fora do local apropriado ou que ultrapassar a extensão máxima permitida.0 2.0 (dois) pontos. 7 – DA PROVA DE TÍTULOS 7.0 7. conforme especificado no QUADRO 3. em curso reconhecido pelo Ministério da Educação ou realizado através de cumulação com outro convênio ou tratado internacional ratificado pelo Brasil. Adequação às normas gramaticais da língua padrão. 7. sem cargo. observados os limites de pontos abaixo previstos. A 2ª Etapa será constituída de Prova de Títulos. QUADRO 6 .Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 CRITÉRIOS PONTUAÇÃO TEMA / TEXTO/CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DO ASSUNTO: Serão verificados a adequação ao tema (pertinência ao tema proposto). concordância.00 7. grafia.1 Prova de Títulos para os cargos de nível superior.13 Não serão permitidas consultas à legislação pura ou a quaisquer obras doutrinárias para a prova discursiva.3. conforme Anexo I – Cronograma do Concurso. apresentação visual e paragráfica. ARGUMENTAÇÃO: Serão verificados a especificação do tema.4 Somente serão aceitos os títulos abaixo relacionados.2 Terão os títulos analisados todos os candidatos aprovados na 1ª Etapa (objetiva e discursiva). Respeito às margens.0 (três) pontos. TOTAL DE PONTOS POSSÍVEIS VALOR MÁXIMO 3. concatenadas. sem cargo. fatos e opiniões pertinentes ao tema. ou declaração de conclusão desde que acompanhado do histórico do curso.3. 6. Também será aceito certificado título igual. elementos anafóricos e catafóricos.0 (um) ponto por título. 6. Diploma devidamente registrado de conclusão de Mestrado na área específica do 2. seleção de ideias distribuídas de forma lógica. Também será aceito certificado título igual. semelhantes. 11 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins.0 (sete) no somatório da prova discursiva. ELABORAÇÃO CRÍTICA: Serão verificados a elaboração de proposta de intervenção relacionada ao tema abordado e a pertinência dos argumentos selecionados fundamentados em informações de apoio. pontuação. relações de implicação ou de adequação entre premissas e as conclusões que dela se tiram ou entre afirmações e as consequências que delas decorrem).3 Na avaliação de títulos o candidato poderá totalizar até 7. expedidos até a data da sua entrega conforme convocação. de caráter apenas classificatório. elipses e incisas. ainda que a soma dos valores dos títulos apresentados por ele seja superior. . Será verificada a coerência argumentativa (seleção e ordenação de argumentos. 6. a adequação à proposta (pertinência quanto ao gênero proposto e obediência ao número de linhas exigidas) e a organização textual.14 Serão eliminados os candidatos que obtiverem pontuação inferior a 7. Certificado de conclusão pós-graduação em nível de especialização na área específica 1.00 (sete) pontos. conhecimento do assunto. em curso reconhecido pelo Ministério da Educação ou realizado através de cumulação com outro convênio ou tratado internacional ratificado pelo Brasil.3.3. 7.5 Os títulos deverão ser anexados ao sistema. 6. ou declaração de conclusão desde que acompanhado do histórico do curso. em curso regular no Brasil ou no exterior quando realizado através de permitida a cumulação de convênio ou tratado internacional.3. conforme o Quadro 5. considerandose aspectos como acentuação. para efeito de avaliação. TOTAL De 0 a 4 De 0 a 4 De 0 a 3 De 0 a 4 15 6.3. e a apresentação de informações. 7. com carga horária mínima de 360 horas/aula. Também será aceita declaração de conclusão desde até 2 (dois) títulos que acompanhada de histórico escolar. 6.CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA PROVA DE TÍTULOS LETRA A B C TÍTULO VALOR UNITÁRIO Diploma devidamente registrado de conclusão de Doutorado na área específica do 3. do cargo.15 As provas discursivas serão corrigidas com sigilo do nome do candidato.

feita com base nas marcações da folha de resposta. ou aqueles dispensados de tal requisito por tratado ou convênio assinado ou ratificado pelo Brasil. ainda. a carga horária mínima exigida. expedido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação desde que acompanhado do histórico escolar do candidato.2 A nota em cada questão OBJETIVA. g) Cada título será considerado uma única vez. pontuação igual ou superior a 10 (dez) pontos na Prova de Português e igual ou superior a 20(vinte) pontos na Prova de Conhecimentos Específicos. bem como a observação da data estabelecida. Caso o histórico ateste a existência de alguma pendência ou falta de requisito de conclusão do curso.10 Os documentos em língua estrangeira somente serão considerados quando traduzidos para o português. 7. 7. DA CLASSIFICAÇÃO E DA NOTA FINAL 8. serão aceitos os diplomas convalidados por instituição de ensino superior no Brasil. i) O candidato que desejar interpor recursos contra o resultado provisório na avaliação de títulos disporá de dois dias para fazê-lo.12 Não serão aceitos títulos entregues em desacordo com as disposições estabelecidas neste Edital. a parte da frente e o verso. d) Para a comprovação da conclusão do curso de pós-graduação em nível de especialização.1 O resultado das provas objetivas será a soma dos pontos obtidos em cada questão conforme QUADRO 3 deste Edital. 7. arcando o candidato com as consequências de eventuais erros no procedimento de anexo. simultaneamente.3 Será considerado aprovado na Prova Objetiva o candidato que obtiver.394/96 – Lei de Diretrizes e Bases da Educação. O certificado deverá atestar. atestando que o curso atende às normas da Lei nº 9. c) Outros comprovantes de conclusão de curso ou disciplina não serão aceitos como os títulos referentes ao mestrado e ao doutorado. do Conselho Nacional de Educação (CNE) ou está de acordo com as normas do antigo Conselho Federal de Educação (CFE). e 0 (zero).Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 7. 12 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins.9 Os Certificados e Diplomas deverão ser expedidos por instituição oficial ou reconhecidos nos termos da legislação vigente. será aceito certificado. por tradutor juramentado. conforme procedimentos disciplinados no respectivo edital.7 Os títulos anexados são de inteira responsabilidade do candidato. com carga horária mínima de 360 horas. o responsável pelo curso deverá anexar uma declaração atestando que o curso atendeu as normas descritas no subitem anterior.394/96 – Lei de Diretrizes e Bases da Educação.8 Somente serão consideradas as modalidades de títulos constantes do quadro acima. 8. do Conselho Nacional de Educação (CNE) ou está de acordo com as normas do antigo Conselho Federal de Educação (CFE). exceto para a prova de conhecimento específico do cargo que valerá 2 (dois) pontos.11 Para efeito de pontuação. as disciplinas cursadas com as respectivas menções e a comprovação da apresentação e aprovação da monografia. de resultado provisório. h) Os pontos que excederem o valor máximo em cada alínea do Quadro de Atribuição de Pontos para a Avaliação de Títulos. 7. bem como os que excederem o limite de pontos estipulados não serão considerados. no qual conste o número de créditos obtidos.13 DOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS À COMPROVAÇÃO DOS TÍTULOS a) Para a comprovação da conclusão do curso de pós-graduação em nível de doutorado ou de mestrado. expedido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação. 8. em ambos os casos deverão todos os documentos estarem e traduzidos para a língua portuguesa por tradutor juramentado. o resultado dos exames e do julgamento da tese ou da dissertação. e) Caso o certificado não ateste que o curso atende às normas da Lei nº 9. 8 – DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. o certificado/declaração não será aceito. do Conselho Nacional de Educação (CNE) ou está em desacordo com as normas do extinto Conselho Federal de Educação (CFE).394/96 – Lei de Diretrizes e Bases da Educação. será aceito o diploma/certificado. . ou seja. devidamente registrado. as áreas em que foi aprovado e as respectivas menções. Também será aceito certificado/declaração de conclusão de curso de doutorado ou mestrado. b) Para curso de doutorado ou de mestrado concluído no exterior. caso a resposta do candidato esteja em concordância com o gabarito oficial. as digitalizações ilegíveis serão desconsideradas. atestando que o curso atende às normas da Lei nº 9. f) Todo documento expedido em língua estrangeira somente será considerado se traduzido para a Língua Portuguesa por tradutor juramentado. 7.6 Os títulos deverão ser anexados no sistema em sua íntegra. sendo desconsideradas quaisquer outras entregues em desacordo com as disposições estabelecidas neste Edital. 7. Também será aceita declaração de conclusão de pós-graduação em nível de especialização acompanhada do respectivo histórico escolar no qual conste a carga horária do curso. 7. caso a resposta do candidato esteja em discordância com o gabarito oficial definitivo da prova. e revalidados por instituição brasileira. será igual a 1 (um) ponto.

1 Persistindo o empate. ao final do concurso. terá preferência o candidato com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos.br. a pontuação correspondente a esse item será atribuída a todos os candidatos. no site www. 8.org.org.org. da Prova Discursiva.3 O Boletim de Desempenho do candidato – que apresenta as notas das provas obtidas pelos candidatos – poderá ser consultado. independentemente de terem recorrido.4 Os candidatos que não se enquadrarem na forma do subitem anterior estarão automaticamente eliminados e não terão classificação alguma no Concurso Público. b) obtiver a maior nota na prova discursiva. na forma do disposto no Parágrafo Único do Artigo 27 da Lei nº 10.6 Se houver alteração.org. e no Diário Oficial do Estado e em jornal de grande circulação nos termos deste Edital. exclusivamente via Internet.5 Se do exame de recursos resultarem anulação de item integrante das Provas Objetivas. Serão encaminhadas.br. 9. Recurso inconsistente ou intempestivo será preliminarmente indeferido. por força de impugnações.br. dentro do prazo de 2 (dois) dias úteis para a interposição.org.9 A ordem de convocação dos candidatos aprovados obedecerá à ordem de classificação.funrio. pelo número de login e senha.1 O candidato poderá interpor recurso nos seguintes casos.9 Em nenhuma hipótese serão aceitos pedidos de revisão de recursos ou recurso de gabarito oficial definitivo.org. 8. as respostas individuais aos candidatos. com a lista dos nomes dos candidatos classificados. por cargo. podendo neste caso ser o candidato eliminado sumariamente do concurso.3 Para recorrer contra os resultados/publicações oficiais. da Prova Objetiva. o candidato deverá utilizar o endereço eletrônico www. contra os resultados preliminares: da isenção da taxa de inscrição.8 Não serão aceitos recursos via postal. via fax. serão preliminarmente indeferidos. 9 – DOS RECURSOS 9. 8. essa alteração valerá para todos os candidatos. prevalecerão os seguintes critérios: a) obtiver a maior nota na prova objetiva de Conhecimentos Específicos. de gabarito oficial preliminar de item integrante de prova.5 A nota final será composta pelo resultado da prova objetiva para os cargos de nível médio e pelo somatório da prova objetiva e discursiva para os cargos de nível superior e será divulgada em ordem decrescente.funrio. da homologação das inscrições.4 O candidato deverá ser claro. 9. d) tiver maior idade. 9.6 A pontuação máxima possível de ser obtida pelo candidato.2 Os gabaritos preliminares e oficiais da prova OBJETIVA serão divulgados na Internet. em ordem decrescente da pontuação final. 10.10 Estarão automaticamente eliminados do concurso os candidatos que não estiverem aprovados de acordo com as regras estabelecidas neste Edital. para efeito de classificação final. independentemente de terem recorrido ou não.7 Em caso de empate. 9. via sistema.funrio.741/2003 (Estatuto do Idoso). 9. no endereço eletrônico www. da Prova de Títulos e do resultado preliminar do concurso.7 Todos os recursos serão analisados e as justificativas das alterações de gabarito serão divulgadas no endereço eletrônico www. 8.funrio.10 Recursos cujo teor desrespeite a banca ou qualquer membro da equipe FUNRIO/Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. 10.1 Os resultados serão disponibilizados no site www. 8.org.br quando da divulgação do gabarito definitivo. 8. do Gabarito preliminar.2 O gabarito preliminar da Prova Objetiva será divulgado no site www. via correio eletrônico ou fora do prazo. 8. será conforme Quadro 3. fazer o login utilizando CPF e Senha e seguir as instruções ali contidas.7. a contar da divulgação de cada uma das publicações citadas acima.funrio. consistente e objetivo em seu pleito. . 9.funrio. 10 – DOS RESULTADOS 10.4 O Resultado Final e Oficial do Concurso Público será divulgado no site www.funrio.br.br. observados os critérios de desempate deste Edital. 9. 9.8 Os candidatos serão classificados em ordem decrescente das pontuações finais do concurso público.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 8. 11 – DOS REQUISITOS BÁSICOS PARA A INVESTIDURA NOS CARGOS 13 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins.br. c) obtiver a maior nota na prova de português. 9. 10.

g) sair da sala antes de ter transcorrido 1h de prova. conforme for o caso. XVI – A. PASEP ou Certidão Negativa do PIS/Espelho do PIS. i) PIS. o) Três fotos 3X4 recentes. exame Ortopédico. a Fé Pública. da Constituição Federal. r) Ter idade igual ou maior que 18 (dezoito anos) na data da posse. resalvados os previstos no Art. assinado por médicos habilitados. gorro etc. aplicadores de provas ou autoridades e pessoas incumbidas da realização do concurso. z) Declaração de não ocupar outro cargo público.1 O candidato convocado deverá apresentar na data designada os seguintes documentos em original e 02 (duas) cópias autenticadas. f) sair da sala de aplicação de prova com quaisquer anotações. f) Certidão de casamento. óculos escuros ou quaisquer acessórios de chapelaria (chapéu. salvo o caderno de prova após transcorrido o tempo citado no item 5. tais como livros. d) Carteira de Identidade. b) Comprovante de estar em dia com a justiça eleitoral. d) ausentar-se do recinto de realização das provas sem a devida permissão. boné. j) Diploma reconhecido pelo MEC para os cargos de nível superior. g) Certidão de nascimento dos filhos menores. contra os Costumes e os previstos na Lei 11. impressos. dependo da atividade exercida. equipamentos de cálculo. se for o caso. referente ao imóvel onde reside atualmente.343 de 23/08/2006. Administração. t) Não ter sido condenado por crime contra o Patrimônio. expedida por Instituição reconhecida pelo MEC. n) Certidão de Antecedentes Criminais (Fornecida pelo Cartório de Distribuição da Comarca de Palmas-TO) e da Comarca em que o mesmo possua domicílios). exame Otorrinolaringológico. inciso II. a expensas do Candidato. 14 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. ainda. b)Registro em conselho de classe profissional. estadual ou municipal) em consequência de processo administrativo. . exame clínico. B. p) Laudo Médico Assinado pela Junta Médica Oficial do Município. calculadoras. b) chegar aos locais de realização das provas após o horário estabelecido. os mesmos poderão ser validados pela Junta Médica Oficial da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. anotações. a) Declaração de Bens. l) Comprovante de endereço. y) Atestado de Saúde Ocupacional – ASO: Atestado de aptidão física/mental . u) Não registrar antecedentes criminais. eletrônica ou gestual) com outras pessoas. 2. outros exames específicos para cada cargo. de preferência conta de serviços de prestação contínua (período máximo de 90 dias). se for casado(a). para os candidatos de sexo masculino.26. h) Ainda no local de prova.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 11. q) Ser brasileiro ou naturalizado. escrita. bem como às convocações divulgadas nos termos deste Edital. coordenadores. v) Ter aptidão física e mental e não ser portador de deficiência física incompatível com o exercício do Cargo. for surpreendido antes.2. c) faltar às provas. e) CPF.1 Será eliminado do Concurso Público o candidato que: a) alegar desconhecimento quanto à data. ao horário e ao local de realização das provas do concurso público. k) Certificado de conclusão de escolaridade exigida como pré requisito para o cargo. entre os exames.) ou outros materiais similares. s) Não ter sido demitido ou exonerado do serviço público (federal. comprovante de matricula na escola. x) Não ser aposentado por invalidez e nem estar com idade de aposentadoria compulsória nos termos do Artigo 40. 12 – DAS PENALIDADES 12. podendo a autenticação ser feita por servidor designado: a) Título de Eleitor. exame Oftamológico para o cargo. m) Curso exigido nos pré requisitos de acordo com o QUADRO 01. e) mantiver conduta incompatível com a condição de candidato ou ser descortês com qualquer dos supervisores.2. h) Caderneta de vacinação dos filhos menores de 6 (seis) anos e dos filhos de 7 a 13 anos. w) A critério do Médico Oficial poderão ser solicitados. bem como estiver utilizando fontes de consulta. durante e depois da realização da prova em comunicação (verbal. bem como da Justiça Federal. c) Certificado de Reservista. 37. C da CF.

o) deixar de apresentar qualquer um dos documentos que comprovam o atendimento dos requisitos fixados neste Edital. 13 – DAS DISPOSIÇÕES GERAIS 13.5 A Empresa responsável pela organização e execução do Concurso não enviará correspondência informando os locais de aplicação de provas aos candidatos. 13. q) não atender às determinações do presente Edital e aos seus atos complementares.www.org. 13. 15 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins.3 Não serão fornecidas por telefone.org. sendo este automaticamente eliminado do Concurso.funrio.funrio.www. após as provas. não gerando quaisquer outros direitos senão pela inobservância da ordem de classificação. Caso tal fato seja constatado.br.10 Não será fornecido ao candidato. l) levar consigo o cartão-resposta ao retirar-se da sala. boné. independentemente de denúncia. em qualquer documento. for constatado. relativamente às notas de candidatos eliminados.4. acompanhar as publicações de todos os atos. local e horário de sua realização. Caso tal fato seja constatado. notebook. ou prestar. devendo responder criminalmente pelo ato. Os locais de provas estarão disponíveis no site www. corredores e banheiros. a FUNRIO poderá proceder à coleta da impressão digital de todos os candidatos no dia de realização das provas. estatístico.funrio. 13. inclusive a observância de Erratas/Retificações. cópias de documentos.. walkman. receptor. máquina fotográfica.www.funrio.org. e/ou a filmagem.3 Na inobservância de todos os prazos estabelecidos neste Edital. telefone CELULAR. n) fizer. bem como RELÓGIO de qualquer espécie. 12. certificados ou certidões. O candidato deverá observar e acompanhar rigorosamente as publicações a serem divulgados no site da FUNRIO . por meio eletrônico. sua prova será anulada.1 A inscrição do candidato neste Concurso implica o conhecimento e aceitação das normas e condições estabelecidas no presente Edital e de seus anexos. sendo de inteira responsabilidade do Candidato a verificação prévia dos locais de provas. para esse fim. palmtop. 13.br. ao candidato será concedido o prazo de 2 (dois) dias úteis para manifestar-se mediante recurso através do site da FUNRIO . 13.br. visual ou grafológico. j) recusar-se a retirar os óculos escuros ou quaisquer acessórios de chapelaria (chapéu.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 i) for surpreendido usando aparelhos eletrônicos. que o candidato utilizou-se de processos ilícitos. perdendo direito à vaga do cargo para o qual foi aprovado. ao candidato será concedido o prazo de 2 (dois) dias úteis para manifestar-se mediante recurso através do site da FUNRIO . como forma de identificação. bem como por amostragem realizar vistoria e/ou revista nos mesmos.funrio. informações a respeito de datas. documento comprobatório de aprovação e/ou classificação no concurso. declaração falsa ou inexata. 13. valendo.org. quanto ao dia. 12.2 É de inteira responsabilidade do candidato. calculadora. no endereço eletrônico www. nos termos da legislação vigente. gorro etc. m) não permitir a coleta de impressão digital. a homologação publicada no Diário Oficial do Estado. 13. agenda eletrônica. gravador. a FUNRIO poderá submeter os candidatos ao sistema de detecção de metal nas salas.12 As despesas decorrentes da participação no Concurso Público correrão às expensas do candidato.8 A nomeação dos candidatos aprovados ocorrerá observando-se as necessidades imediatas da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins e de acordo com a legislação vigente. não lhe cabendo qualquer reclamação caso não seja possível convocá-lo por falta da citada atualização.11 O descumprimento de quaisquer das instruções deste Edital implicará à eliminação do candidato do Concurso Público.br. locais e horários de realização das provas. 13.funrio.br.9 A Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins não fornecerá atestados. k) exceder o tempo de realização da prova. 13.6 Aos candidatos aprovados. confere-se o direito subjetivo de nomeação no cargo disputado.org.br. 13. a fim de impedir a prática de fraude e de verificar se o candidato está portando material não permitido. 13.org. durante o prazo de validade do concurso público. 13. pager etc. editais e comunicados referentes a este concurso público no Diário Oficial do Estado e divulgados na Internet.7 O candidato aprovado deverá manter junto ao Recursos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. .1 No dia de realização das provas. tais como bip.4 Para a segurança dos candidatos e a garantia da lisura do certame. 13. no ato da inscrição.13 Todas as informações a respeito do certame poderão ser obtidas junto ao site www. visando eventuais convocações. p) praticar atos que contrariem as normas do presente Edital. conforme declaração expressa no Ato da sua inscrição. pela Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins.) ou outros materiais similares. seu endereço atualizado e telefone.2 Se.

funrio.15 O concurso terá validade de 02 (dois) anos. por igual período.14 O resultado final do Concurso será homologado pela Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins.16 Os casos omissos serão submetidos à apreciação e decisão da FUNRIO e da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. OSIRES RODRIGUES DAMASO Presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins 16 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. 13. . 18 de outubro de 2016.br e publicado no Diário Oficial do Estado. 13.17 O presente Edital entra em vigor na data de sua publicação.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 13. 13. Palmas-TO.org. podendo ser prorrogado uma vez. a critério da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. a contar da data da homologação do resultado pela Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. e divulgado no endereço eletrônico www.

discursiva e títulos Resultado definitivo do concurso 18/10/2016 19/10 a 21/10/2016 26/10/2016 19/10 a 13/11/2016 10/10 a 14/11/2016 10/10 a 14/11/2016 17/11 a 17/12/2016 14/11/2016 19/10 a 24/10/2016 03/11/2016 04 e 07/11/2016 09/11/2016 18/11/2016 21/11 e 22/11/2016 25/11/2016 07/12/2016 18/12/2016 19/12/2016 20 e 21/12/2016 09/01/2017 10 a 11/01/2017 17/01/2017 20/01/2017 Palmas-TO. 18 de outubro de 2016. 001 DE 18 DE OUTUBRO DE 2016 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS DO QUADRO DE PESSOAL DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO TOCANTINS ANEXO I – CRONOGRAMA DO CONCURSO FASES DATA Publicação do Extrato do Edital Prazo para impugnação do Edital Divulgação do julgamento das impugnações ao Edital Período de inscrição Prazo para envio da documentação de atendimento especial e PCD Prazo para correções de dados no sistema (exceto CPF e Cargo) Prazo para envio da Prova de Títulos – apenas nível superior Último dia de pagamento da taxa de inscrição Período de solicitação de isenção de taxa Resultado preliminar da solicitação de isenção de taxa Recurso do resultado preliminar da solicitação de isenção de taxa Resultado final da solicitação de isenção de taxa Homologação preliminar das Inscrições Recurso da Homologação preliminar das Inscrições Homologação final das Inscrições Divulgação dos locais de provas Aplicação das provas objetiva e discursiva Divulgação do gabarito da prova objetiva Recurso da divulgação do gabarito da prova objetiva Resultado preliminar das provas objetiva. .Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 EDITAL DE ABERTURA N. discursiva e títulos Recurso do resultado preliminar das provas objetiva. OSIRES RODRIGUES DAMASO Presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins 17 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. discursiva e títulos Resultado definitivo das provas objetiva.

revelação fotográfica. dispor informações em arquivo. mouses. fazer revisão elementar de textos. executar tratamentos especificadamente prescritos ou de rotina. exposições de motivos e outros expedientes. Executar ou auxiliar nas tarefas e trabalhos relacionados com as atividades da Assembleia. promover o correto uso dos equipamentos de proteção individual. instruir processos e preparo de informações à administração. compilar dados contábeis. Zelar pela aplicação das normas técnicas de segurança do trabalho e das instalações da Assembleia. Preparar o paciente para atendimento ambulatorial. avaliar despesas. organizar relatórios de comportamento das dotações orçamentárias da Assembleia. executar outras atividades correlatas. scanners e outros periféricos. teclados. impressoras. de utilização e de preservação dos equipamentos de informática. analisando sua natureza. registrar dados. preencher formulários. . vídeos.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 EDITAL DE ABERTURA N. executar outras atividades correlatas. minutar ou revisar ofícios. Elaborar. executar outras atividades correlatas. verificar consumo. realizar trabalhos de datilografia e/ou de digitação. Prestar serviços de assistência técnica e manutenção de computadores. Executar locução radiofônica. aplicar oxigenoterapia e nebulização. executar outras atividades correlatas. além de trabalhos de câmara escura. ministrar medicamentos e fazer curativos. análise e conciliação contábil de documentos. colher material para exames laboratoriais. incluídas as atividades de montagem. através de especificações fornecidas. programas baseados em fluxogramas e/ou diagramas adicionais utilizando linguagens de programação para computador. executar outras atividades correlatas. acompanhar tramitação de atos administrativos e proposições pertinentes às atividades financeira e orçamentária da Assembleia. respeitadas as normas técnicas e regulamento do serviço. elaborar relatórios para avaliação de resultados. 001 DE 18 DE OUTUBRO DE 2016 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS DO QUADRO DE PESSOAL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO TOCANTINS ANEXO II – DESCRIÇÃO DOS CARGOS CÓD. elaborar quadros demonstrativos. executar outras atividades correlatas. Corrigir e preparar dados financeiros. inclusive financeiros. relatórios e tabelas. cartas. dar apoio a reunião das comissões e das sessões plenárias. zelar pelo equipamento de trabalho sob sua guarda. 18 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. elaborar preliminarmente relatórios. executar outras atividades correlatas. a fim de fornecer subsídios para a apreciação da proposta orçamentária. na área de cinematografia. executar outras atividades correlatas. observar e descrever sinais em nível de sua qualificação técnica. proceder à redação de atas de reunião das comissões. participar de campanhas de prevenção de acidentes de trabalho. Proceder ao apanhamento dos registros de áudio das sessões plenárias e das comissões. acompanhar tramitação de atos administrativos e proposições legislativas. fornecer suporte aos usuários na utilização de programas e/ou utilitários. executar outras atividades correlatas. manter controle de medicamentos. executar outras atividades correlatas. Proceder à operação e manutenção dos equipamentos de áudio e de gravação da Assembleia. Executar instalação e desinstalação de programas. proceder a levantamentos. Executar ou auxiliar na execução de tarefas e trabalhos relacionados com as atividades da Assembleia. zelar pelo equipamento de trabalho e aparelhos sob sua guarda. em atendimento às determinações da Mesa Diretora e da administração da Casa. digitar os dados gravados. na área de fotografia. materiais e instrumentos de enfermagem. CARGO FUNÇÃO 200 ASSISTENTE LEGISLATIVO ASSISTÊNCIA ADMINISTRATIVA ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM ÁUDIO 202 ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM CONTABILIDADE 203 ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM ENFERMAGEM 204 205 206 ASSISTENTE LEGISLATIVO ESPECIALIZADO 201 ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM SEGURANÇA DO TRABALHO AUDIOEDITORAÇÃO CINEGRAFIA 207 FOTOGRAFIA 208 LOCUÇÃO 209 MANUTENÇÃO EM INFORMÁTICA 210 OPERAÇÃO DE COMPUTADORES 211 PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES SINTESE DAS ATIVIDADES Instruir processos e preparar informações. rede de transmissão de dados e imagem. respeitadas as normas técnicas e os regulamentos do serviço. executar outras atividades correlatas. instruir aos usuários noções básicas de funcionamento.

ministrar treinamento pertinente a sua área. analisar custos de implantação e emprego de sistemas informatizados. dar manutenção. financeira. colaborar na elaboração do roteiro da Mesa. supervisionar e executar o atendimento ambulatorial em nível de enfermagem. realizar estudos técnicos. Executar atividades jornalísticas. orçamentária de crédito e tributos. fazer observar. executar outras atividades correlatas. coordenar equipe de programadores na implementação dos sistemas modelados. executar outras atividades correlatas. observando as normas que regem a matéria. programas e projetos de natureza assistencial. notas. contábeis e orçamentárias. elaborar pareceres e instruções pertinentes às áreas administrativa e legislativa. Analisar e avaliar as necessidades e problemas em matéria de tratamento eletrônico de informação. artigos e resumos para divulgação de interesse da Assembleia. modelar e especificar sistemas de processamento de dados. efetuar análise contábil das contas da Assembleia. elaborar os balanços da Assembleia. deficiências e baixa produtividade dos servidores. elaborar relatórios do comportamento das dotações orçamentárias. personalidade. motricidade e outros requisitos com vistas à orientação ou seleção e ajustamento do indivíduo ao trabalho. tais como: redigir e revisar matérias. executar outras atividades correlatas.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 ÁREA ADMINISTRAÇÃO 301 ÁREA ANÁLISE DE SISTEMAS 302 ÁREA ASSISTÊNCIA SOCIAL 303 ÁREA CERIMONIAL 304 CONSULTOR LEGISLATIVO 300 ÁREA CONTABILIDADE 305 ÁREA DE AUDITORIA E CONTROLE INTERNO 306 ÁREA DE ECONOMIA 307 ÁREA DE ENFERMAGEM 308 ÁREA DE JORNALISMO 309 ÁREA DE PSICOLOGIA 310 ÁREA DE RELAÇÕES auxiliar em estudos de novos métodos de trabalho. procurando obter maior produtividade e maior satisfação do indivíduo no trabalho. gerenciar e alimentar sistema de informação e documentação orçamentária e financeira. aptidões específicas. auxiliar na elaboração de roteiro para recepção de autoridades. as causas psicológicas das falhas. desenvolvendo conhecimentos e aplicações dos conceitos mais avançados em programação. realizar estudos técnicos necessários ao desenvolvimento e aplicação de sistemas e operações em serviços de organização e métodos. observadas as normas técnicas e legais. executar outras atividades correlatas. integrar sistemas de informação. executar outras atividades correlatas. verificando os meios de comunicação 19 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. Prestar assessoria na área de contabilidade pública. instruir processo e preparar informações financeiras. ministrar treinamento pertinente a sua área. definir programas. Elaborar programas de relações públicas. gerenciar e alimentar sistema de informação e documentação contábil. gerência de suprimentos e recursos humanos. executar outras atividades correlatas. a ordem de precedência das autoridades presentes. acompanhar tramitação de atos administrativos e proposições pertinentes à atividade. compilar dados contábeis. aplicar e interpretar testes para avaliação de nível mental. acompanhar o orçamento. Coordenar. executar outras atividades correlatas. promover interação entre os vários setores da administração. analisar. observar e fazer observar as normas e regulamento pertinentes ao cerimonial. . Receber visitantes e autoridades. Prestar assessoria na área de economia e orçamento público. textos. analisar dados relativos à política econômica. executar outras atividades correlatas. programas e projetos de natureza assistencial. Pesquisar e diagnosticar. executar outras atividades correlatas. bem como as normas internas da Assembleia no que for pertinente à atividade de auditagem. Área Assistência Social: elaborar. implantar e avaliar planos. no ambiente de trabalho. executar outras atividades correlatas. implantar e avaliar planos. realizar estudos técnicos necessários à elaboração legislativa. coletar e organizar notícias para transmitir informações da atualidade e ocorrências de comunicação: executar outras atividades correlatas. Executar atividades de auditoria interna. de forma a fornecer elementos de esclarecimento aos processos e aos procedimentos administrativo e legislativo. Prestar assessoria às operações dos órgãos das áreas legislativa e administrativa. realizar estudos técnicos e elaborar pareceres e instruções pertinentes às áreas administrativa e legislativa. a ser usado no desenvolvimento das sessões solenes. quando das solenidades da Casa. auxiliar na elaboração de instruções e minutas de proposições e de outros documentos. planejar e coordenar o sistema de informação e documentação administrativa e legislativa. Elaborar. executar outras atividades correlatas. desenvolver programa de pesquisa.

promovendo pesquisas pertinentes para criar ou modificar programas no sentido de assegurar confiabilidade ao conceito da Assembleia. aplicar técnicas didático-pedagógicas nos programas de treinamento de pessoal. executar outras atividades correlatas. de forma a fornecer elementos de esclarecimentos aos processos legislativos. proceder à revisão da redação final de pareceres emitidos em processos e procedimentos administrativos e legislativos. acompanhar as produções das peças de campanha. realizar estudos técnico-jurídicos. acompanhar os processos e os procedimentos legislativos. Observar e fazer observar a aplicação correta das regras gramaticais nos textos oficiais originados dos órgãos administrativos. proceder a audição dos dados. Prestar atendimento médico-ambulatorial e assessoria técnico-especializada às atividades administrativas e legislativas. opinando tão somente quanto à forma redacional. participar da elaboração da política de relações públicas da Assembleia. prestar assessoramento e consultoria jurídica e de técnica legislativa aos Deputados. Definir objetivos de campanha de publicidade e propaganda institucional. dar assistência pedagógica. no processo e procedimento legislativo. manter-se informado sobre a opinião pública em relação à Assembleia. Prestar atendimento odontológico-ambulatorial e assessoria técnico-especializada às atividades administrativas e legislativas. das comissões e do plenário. desenvolver programa de pesquisa. mantendo sempre o mérito das matérias.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 PÚBLICAS 311 ÁREA DE REVISÃO 312 ÁREA JURÍDICA PARLAMENTAR 313 ÁREA MÉDICA 314 ÁREA ODONTOLÓGICA 315 ÁREA PEDAGÓGICA 316 ÁREA PUBLICIDADE disponíveis e analisando os produtos ou serviços a serem providos. executar outras atividades correlatas. 18 de outubro de 2016. executar outras atividades correlatas. de modo a obter melhor correção dos textos. alimentar o sistema de informação e documentação legislativa e parlamentar. Prestar assessoria às atividades legislativas e administrativas. executar outras atividades correlatas. assegurando a perfeita utilização do vernáculo. . executar outras atividades correlatas. com observação das regras de semântica e ortografia. a fim de contribuir para a definição de objetivos gerais e específicos à integração do Poder com o seu público interno e externo. executar outras atividades correlatas. Palmas-TO. mensurar ou acompanhar trabalhos contratados a terceiros para tal fim. prestar assistência técnica nos processos e procedimentos de aprendizagem e ensino na área de desenvolvimento de recursos humanos. Prestar assessoria às reuniões das comissões e do plenário. executar outras atividades correlatas. OSIRES RODRIGUES DAMASO Presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins 20 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins.

Termos acessórios da oração. artigo. SEÇÃO I Disposições. do Governador. Nova Ortografia da Língua Portuguesa. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. Estruturas organizacionais e organogramas: características. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. contração. eficácia e efetividade. ferramentas. 201 ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM ÁUDIO Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . antônimas. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. orações intercaladas ou interferentes. Funções (planejamento. Funções da linguagem. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. Emprego de algumas palavras (porque / por que / porquê / por quê . SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. passiva e reflexiva. Pontuação. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. Temas contemporâneos da Administração. CAPÍTULO IV Das Emendas. Sílaba. eficiência. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. subordinação. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. demonstrativos e possessivos. Sintaxe de regência. Classificação das palavras – substantivo.Resolução nº 201. O significado das palavras. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. vantagens e desvantagens. pronome. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. intermediários e permanentes. preposição. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. CAPÍTULO III Da Audiência Pública. Controle. Características. Locuções. CAPITULO III Dos Requerimentos. Vocativo. tático e operacional. Estrutura das palavras – elementos mórficos. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. advérbio. Sintaxe de concordância. Trabalho em equipe. Processo de formação das palavras. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. técnicas. SEÇÃO V Dos Secretários. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. Período composto – Coordenação. SEÇÃO III Do Grande Expediente. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. SEÇÃO III Das 21 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. Acentuação gráfica. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. SEÇÃO III Da Presidência. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. Denotação e conotação. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. Produtividade. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. e do Vice-Governador. Preservação de documentos. Relação organização – ambiente. Vozes do verbo: Voz ativa. SEÇÃO I Disposições. O ciclo vital dos documentos: arquivos correntes. Habilidades interpessoais. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. SEÇÃO II Das Atas. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. Acento tônico. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. parônimas e homônimas. Instrumentos e ferramentas de controle do desempenho da organização. Reengenharia. direção e controle). SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. Downsizing. Termos essenciais da oração: Sujeito e predicado. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. conjunção e interjeição. SEÇÃO I Disposições Gerais. Frase. Gestão do Conhecimento. Comunicação. da Ata e do Diário da Assembleia. Liderança: tipos de abordagens. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. Métodos de classificação dos documentos. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. Crase. numeral. SEÇÃO III Da Presidência. oração e período. Palavras sinônimas. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. Divisão silábica. Emprego de algumas classes de palavras. SEÇÃO IV Do Veto. tipos. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. Termos da oração. Aumentativos e diminutivos. Gestão de documentos. Sintaxe de colocação. SEÇÃO VII Das Reuniões. Figuras de linguagem. SEÇÃO V Dos Secretários. Pronomes pessoais. Graus do substantivo e do adjetivo. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos.Resolução nº 201. CAPÍTULO II Dos Projetos. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. Regência verbal e nominal.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 EDITAL DE ABERTURA N. Qualidade Total. Encontro vocálico. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. Coletivos. Planejamento estratégico. Poder e influência. orações reduzidas. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário.senão / se não – há / a – mau / mal – afim / a fim). SEÇÃO I Das Disposições Gerais. organização. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 200 ASSISTÊNCIA ADMINISTRATIVA Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . verbo. adjetivo. Processo de controle. 001 DE 18 DE OUTUBRO DE 2016 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS DO QUADRO DE PESSOAL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO TOCANTINS ANEXO III – CONTEÚDO PROGRAMÁTICO NÍVEL MÉDIO LÍNGUA PORTUGUESA Leitura e interpretação de texto. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. Vícios de linguagem. Fonema. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. Sinais gráficos. SEÇÃO VI Das Vagas. Importância e fundamentos. . SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. Encontro consonantal.

SEÇÃO I Disposições. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. Contabilidade Pública: Conceito e campo de aplicação. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. Propriedades físicas do som e sistemas analógicos de áudio. SEÇÃO I Disposições Gerais. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. CAPÍTULO IV Das Emendas. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. SEÇÃO II Das Atas. Interfaces para sinais e controle de vídeo. SEÇÃO I Disposições Gerais. . armazenamento e processamento digital de áudio. Lei das Diretrizes orçamentárias e Lei do Orçamento anual. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. arrecadação e recolhimento. da Ata e do Diário da Assembleia. CAPÍTULO III Da Audiência Pública. SEÇÃO V Dos Secretários. Situação de pane total ou parcial e informações técnicas. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. 202 ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM CONTABILIDADE Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. Despesa Governamental: Conceito e classificações da despesa pública orçamentária e extraorçamentária. Posicionamento dos equipamentos. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. gravação e reprodução. Sistemas digitais de áudio: representação. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. do Governador. CAPÍTULO IV Das Emendas. e do Vice-Governador. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. Classificação da receita pública. e do Vice-Governador. Registro e controle de equipamento e material gravado em áudio e vídeo. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. SEÇÃO III Do Grande Expediente. After Effects. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. SEÇÃO VII Das Reuniões. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. Adobe premiere. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. Sistemas analógicos de vídeo para difusão. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. Noções de diferentes microfones e seus posicionamentos e adequações. o patrimônio público e o Plano 22 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins.Resolução nº 201. SEÇÃO III Da Presidência. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. Estágios da despesa: fixação. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. CAPITULO III Dos Requerimentos. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. Sistemas digitais de vídeo: representação. Principais equipamentos de sonorização: funções e manuseio. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. SEÇÃO VI Das Vagas. lançamento. SEÇÃO IV Do Veto. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. créditos orçamentários e adicionais. empenho. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. reprodução e gravação em vários suportes e formatos. SEÇÃO VI Das Vagas. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. CAPÍTULO II Dos Projetos. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. Manutenção e prevenção de cabos. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. Conexões dos equipamentos e de cabos e caixas. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. Equipamentos e dispositivos de áudio (analógicos e digitais): montagem. liquidação e pagamento. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. Conceitos e modos de utilização de ferramentas e aplicativos para montagem e transmissão áudio e vídeo pela Internet. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. A nova contabilidade aplicada ao setor público. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. Noções de Acústica: interno e externo. CAPÍTULO II Dos Projetos. Sound Forge. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. CAPÍTULO III Da Audiência Pública. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. da Ata e do Diário da Assembleia. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. Despesas obrigatórias de caráter continuado. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. Tipo de orçamento. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. Receita Governamental: Conceito. Controle de equipamentos de áudio para som ao vivo. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. CAPITULO III Dos Requerimentos. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. SEÇÃO VII Das Reuniões. Conhecimento em edição de áudio e vídeo por meio de programas como o Sony Vegas. armazenamento e processamento digital de vídeo. Conceitos. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. SEÇÃO II Das Atas. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. Identificação de equipamentos danificados e soluções técnicas para o dano. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. SEÇÃO III Do Grande Expediente. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. Orçamento Público: Lei do Plano Plurianual. Estágios da receita: previsão. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. SEÇÃO IV Do Veto. do Governador. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência.

CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. do Governador. Constituição Federal artigos 196 a 200. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. SEÇÃO V Dos Secretários.Resolução nº 201. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. Conhecimentos Básicos de SIAFI. asma. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. Noções de Enfermagem em Pronto-Socorro: Reconhecer situações que envolvam pacientes em risco de vida. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. mobilização. controle hídrico. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. bronquite. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. CAPÍTULO II Dos Projetos. CAPÍTULO II Dos Projetos. 203 ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM ENFERMAGEM Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. 204 ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM SEGURANÇA DO TRABALHO Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. com evolução do paciente. sinais vitais (TPR/PA). administração e preparo de medicamentos. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. Administração Pública: Licitações e Contratos Públicos. SEÇÃO I Disposições. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. SEÇÃO I Disposições. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. SEÇÃO III Do Grande Expediente. Demonstrações contábeis conforme a lei nº 4. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. da Ata e do Diário da Assembleia. SEÇÃO VII Das Reuniões. Noções de Enfermagem Médico-cirúrgica: Assistência a pacientes portadores de doenças crônicas (hipertensão arterial. mulher. e do Vice-Governador. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. CAPITULO III Dos Requerimentos. Técnicas Fundamentais em Enfermagem: Registro de Enfermagem. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. CAPÍTULO III Da Audiência Pública. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. Fases da licitação. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. Saúde Pública: Participar da vigilância epidemiológica. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. pneumonia). SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. SEÇÃO II Das Atas.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 de contas aplicados ao setor público. Princípios. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. . SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. CAPÍTULO IV Das Emendas. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. SEÇÃO I Disposições Gerais. SEÇÃO II Das Atas. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. imunizações. criança e adolescente. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições.Pacto pela Saúde 2006.Resolução nº 201. altura. Objetivos. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. higiene corporal. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. SEÇÃO III Do Grande Expediente. do Governador. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. SEÇÃO IV Do Veto. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. SEÇÃO I Disposições Gerais. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. 23 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. da Ata e do Diário da Assembleia. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. e do Vice-Governador. SEÇÃO VI Das Vagas. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. CAPITULO III Dos Requerimentos. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. programas de atenção à saúde do adulto. Dispensa e Inexigibilidade. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. SEÇÃO V Dos Secretários. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. conhecer doenças infecto parasitárias e demais patologias atendidas na rede básica. peso. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. Modalidades de licitação. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. auxiliando-os com técnicas científicas. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. Legislação do Sistema Único de Saúde. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais.320/64 e suas alterações. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO III Da Presidência. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. Portaria 399/06 . SUBSEÇÃO II Dos Prazos. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. Tipos de licitação. SEÇÃO III Da Presidência. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. SEÇÃO VII Das Reuniões. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. SEÇÃO VI Das Vagas. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. CAPÍTULO IV Das Emendas. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. SEÇÃO IV Do Veto. Conceito. diabetes mellitus.

SEÇÃO III Do Grande Expediente. Parte 3: Rotulagem. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. SEÇÃO I Disposições Gerais. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. SEÇÃO III Do Grande Expediente. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. reprodução e gravação em vários suportes e formatos. sinais e sintomas. periódicos. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. tipos de ventilação. CAPÍTULO III Da Audiência Pública. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. SEÇÃO V Dos Secretários. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. Principais equipamentos de sonorização: funções e manuseio. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. 24 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. Situação de pane total ou parcial e informações técnicas. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. princípios. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. SEÇÃO V Dos Secretários. NR-17 (Ergonomia). NR-12 (Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos). Ventilação e exaustão: classificação dos sistemas de ventilação.da oral à escrita: transmissão. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. Ética e responsabilidade na produção editorial. O livro e o mercado editorial no Brasil: produção e circulação. Posicionamento dos equipamentos. Equipamentos e dispositivos de áudio (analógicos e digitais): montagem. CAPITULO III Dos Requerimentos. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. CAPÍTULO II Dos Projetos. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. SEÇÃO VII Das Reuniões. comunicação de acidentes de trabalho. Controle de equipamentos de áudio para som ao vivo. jornal. taxas de renovação do ar ambiente. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. acabamento. NR-15 (Atividades e Operações Insalubres). SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. O desenvolvimento da tipografia. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais.EPI). Aposentadoria especial. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. CAPITULO III Dos Requerimentos. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. NR-26 (Sinalização de Segurança). Conexões dos equipamentos e de cabos e caixas. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. Acidente do Trabalho: conceito técnico e legal. SEÇÃO II Das Atas. saúde e meio ambiente (Parte 1: Terminologia.FISPQ). SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais.Produtos químicos . Lei Federal nº 6. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos.514. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. de 22/12/1977. Primeiros Socorros: objetivo. Noções de Acústica: interno e externo. ABNT NBR 14725 . CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. SEÇÃO VI Das Vagas. da Ata e do Diário da Assembleia. História da informação . NR-10 (Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade). A evolução tecnológica da produção editorial. SEÇÃO III Da Presidência. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. SEÇÃO IV Do Veto. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. NR-24 (Condições Sanitárias e de Conforto nos Locais de Trabalho). TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. NR-23 (Proteção Contra Incêndios). SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. SEÇÃO III Do Plano Plurianual.Informações sobre segurança. SEÇÃO I Disposições. SEÇÃO II Das Atas.Resolução nº 201. NR-16 (Atividades e Operações Perigosas). SEÇÃO II Da Comissão Executiva. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. da Ata e do Diário da Assembleia. Manutenção e prevenção de cabos. armazenamento e processamento digital de áudio. SEÇÃO I Disposições. benefícios previdenciários decorrentes de acidentes do trabalho. princípios da exaustão. e do Vice-Governador. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. ventilação diluidora. custos dos acidentes. impressão. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. CAPÍTULO II Dos Projetos. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. NR-06 (Equipamentos de Proteção Individual . sistemas de dutos e tipos de ventiladores. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. . Parte 4: Ficha de informações de segurança de produtos químicos . Projeto gráfico editorial para publicação impressa. 205 AUDIOEDITORAÇÃO Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . do Governador. Conceitos e elementos de concepções gráficas: livro. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. Propriedades físicas do som e sistemas analógicos de áudio. Sistemas digitais de áudio: representação.impressão. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. estatísticas de acidentes. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. CAPÍTULO IV Das Emendas. registro. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. armazenagem e recuperação da informação. O processo de editoração: pré.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 CAPÍTULO III Da Audiência Pública. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. SEÇÃO III Da Presidência. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. taxas de frequência e gravidade. Parte 2: Sistema de classificação de perigo. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. SEÇÃO VI Das Vagas. SEÇÃO VII Das Reuniões. causas e consequências dos acidentes. A produção gráfica e o discurso tipográfico.Resolução nº 201. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. 206 CINEGRAFIA Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . SEÇÃO I Disposições Gerais. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais.

CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. SEÇÃO I Disposições. SEÇÃO IV Do Veto. da Ata e do Diário da Assembleia. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. Iluminação cênica. do Governador. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. Efeitos cromáticos. SEÇÃO V Dos Secretários. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. Desenho técnico. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. luz artificial permanente. Ajustes dos dispositivos no equipamento fotográfico digital: modo automático. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. aberrações. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. variações. poder de resolução e camada de cobertura. temperatura de cor. transferência e redimensionamento. Cenografia. Dispositivos das câmeras fotográficas digitais. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. temperatura de cor. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. valores qualitativos do fluxo. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. resolução.Resolução nº 201. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. do Governador. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO III Da Presidência. formação. resolução. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. Tecnologia e inovação em cenografia. SEÇÃO III Do Grande Expediente. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. Objetivas para o registro fotográfico: tipos. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. 207 FOTOGRAFIA Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . SEÇÃO II Da Comissão Executiva. edição. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. Componentes das linguagens visuais. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. medição e acessórios. CAPÍTULO IV Das Emendas. SEÇÃO I Disposições Gerais. SEÇÃO VI Das Vagas. SEÇÃO VII Das Reuniões. . Prática de montagem. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. Metodologia do projeto. Fundamentos e técnicas de concepção e criação de cenários. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. e do Vice-Governador. Captura da imagem digital no equipamento fotográfico: sensores. SEÇÃO II Das Atas. CAPÍTULO III Da Audiência Pública. luz ultra-rápida. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. distância focal. Luz natural. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. CAPÍTULO III Da Audiência Pública. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. SEÇÃO V Dos Secretários. CAPÍTULO IV Das Emendas. indexação e descrição de imagens utilizando sofwares do tipo ICA-AtoM (repositório Archivematica) e SepiaDES. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. SEÇÃO VI Das Vagas. CAPÍTULO II Dos Projetos. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. correção e medição dos valores qualitativos do fluxo. pré-programas e manual. Tratamento. características da fonte. Correlação entre equipamento fotográfico digital e convencional. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar.Resolução nº 201. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. Seleção de materiais e equipamentos. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. 208 LOCUÇÃO Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . SUBSEÇÃO I Da Ordem dos 25 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. características segundo o ângulo. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. Equipamentos de iluminação: características da fonte. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. Arquivos gerados no equipamento fotográfico digital: formatos. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. Fundamentos de cenotécnica. sensibilidade e processamento. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. e do Vice-Governador. SEÇÃO VII Das Reuniões. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. abertura máxima e mínima relativa. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. SEÇÃO IV Do Veto.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. de contraste entre luz e sombra. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. Construção de cenários. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. Noções de ética em produção e edição de fotografia para meios de comunicação impressos e eletrônicos. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. valores e qualidade da fonte. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. correção de luz. CAPITULO III Dos Requerimentos. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. Relação entre fotografia e textos jornalísticos para meios de comunicação impressos e eletrônico. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. SEÇÃO III Da Presidência. SEÇÃO I Disposições. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. Equipamentos fotográficos digitais.

CAPÍTULO II Das Sessões Públicas.795/1963 (Regulamenta os Serviços de Radiodifusão. Decreto-Lei 236/1967 (Complementa e modifica o Código Brasileiro de Telecomunicações). CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. SEÇÃO I Disposições Gerais. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. Recursos vocais: ênfase. CAPÍTULO III Da Audiência Pública. articulação. SEÇÃO V Dos Secretários. A linguagem radiofônica.108/1998 (Altera Regulamento dos Serviços de Radiodifusão). pausas. Exercícios respiratórios. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. notícia. da Ata e do Diário da Assembleia. Código de Ética dos Radialistas. CAPITULO III Dos Requerimentos. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. Técnicas de relaxamento.Resolução nº 201. reportagem. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. inflexão. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. SEÇÃO III Da Presidência. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. Etapas de Processamento. Coordenação respiratória. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. 8. Radiojornalismo: linha editorial. Manutenção corretiva e preventiva de equipamentos de informática: Microcomputadores. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. 5º (Direitos e Garantias Fundamentais). Arquitetura. Instalação e customização do sistema operacional Linux (Distribuição Debian): Fundamentos. 220 A 224). Impressoras. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. Arquivos. SEÇÃO III Do Grande Expediente. SEÇÃO IV Do Veto. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. Decreto 52. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. Elaboração de roteiro para rádio. Programação musical e jornalística. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. Criação. Qualidade vocal: frequência. Características do rádio e seus compromissos sociais. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial.117/1962). SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. SEÇÃO I Disposições. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. Instalação. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. do Governador. Principais Comandos. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. edição de áudio e arquivos sonoros analógicos e digitais Regras básicas de redação para rádio. Noções básicas de transmissão de rádio FM e AM e na internet. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. SEÇÃO II Das Atas. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. . Configuração. Estrutura e funcionamento de emissora de rádio. Xwindow. CAPÍTULO IV Das Emendas. produção e gravação de espotes publicitários. Componentes. 209 MANUTENÇÃO EM INFORMÁTICA Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . Código de Ética da Radiodifusão. ritmo da fala. Criação. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. Decreto 2. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. pauta. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. SEÇÃO VII Das Reuniões. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. entrevistador. Instalação e customização dos sistemas operacionais: Windows 98/ME/2K/XP: Fundamentos. CAPÍTULO III Da Audiência Pública. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. locutor esportivo Captação de som. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. Técnicas de impostação da voz As funções do locutor: apresentador animador. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. Produção de programas ao vivo e gravados. intensidade. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. Constituição da República Federativa do Brasil: Art. Legislação da Radiodifusão Brasileira: Lei 4. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 Trabalhos. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. CAPÍTULO II Dos Projetos. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. entonação. Cap. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. produção e gravação de vinhetas. SEÇÃO IV Do Veto. Instalação. ressonância. noticiarista. e do Vice-Governador. comentário e debate. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. entrevista. 9. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. SEÇÃO I Disposições Gerais. comunitário e comercial. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. Decreto 97. da Ata e do Diário da Assembleia. Conceitos de rádio educativo. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais.057/1988 (Altera o Regulamento Geral da Lei 4. Noções de sonoplastia. CAPÍTULO II Dos Projetos. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. CAPÍTULO IV Das Emendas. Conceitos. nota. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. do Governador. Monitores e Estabilizadores. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. SEÇÃO II Das Atas. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. anunciador. Configuração. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos.117/ 1962 (Código Brasileiro de Telecomunicações). Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. Leitura e interpretação. Características e Funcionamento. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. apuração. Apresentação de programas ao vivo e gravados. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. naturalidade e credibilidade. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. SEÇÃO III Do Grande Expediente. Pronúncia. CAPITULO III Dos Requerimentos.DA COMUNICAÇÃO SOCIAL (ART. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. e do Vice-Governador. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. SEÇÃO VI Das Vagas. Apt-get: 26 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. V . TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei.

SEÇÃO III Da Presidência.Resolução nº 201. PROXY (Squid). SEÇÃO III Do Grande Expediente. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. Noções de VoIP. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. Administração de file systems. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. e AES. SATA e SAS). Instalação. e do Vice-Governador. jato de tinta e laser). CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. Configuração do sistema operacional para conectividade TCP/IP. configuração e manutenção de microcomputadores e impressoras (matriciais. PCI-Express. Segurança dos recursos locais e compartilhados. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. estilos. mala-direta. Tipos de memória. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO IV Do Veto. ajustes de impressão. worms e trojans. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. Estratégias de backup corporativo (tipos de backup. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. Perfis de usuários e diretivas do sistema. topologias e principais meios de transmissão: par trançado. cabeçalhos/rodapés. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. atribuição de permissões em pastas e arquivos. serviços). interfaces e monitores de vídeo (incluindo placas 3D). SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. ATA. APLICATIVOS Windows 2010 (características. CAPÍTULO III Da Audiência Pública. Instalação e estruturação de diretórios em sistemas operacionais UNIX. . Shell. EISA. fórmulas. OpenSSH. dispositivos de entrada e saída. LINUX. formulários.Active Directory (administração de computadores. AGP. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. SEÇÃO II Das Comissões 27 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. Ferramentas para controle remoto de estações (VNC. Navegadores Web: Mozilla e Internet Explorer (configurações de segurança e proxy. DHCP. Netfilter/Iptables (Linux) e servidor de correio eletrônico. CAPÍTULO IV Das Emendas. periodicidade.Resolução nº 201. domínios. Internet Explorer e Outlook Express. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. MCA. NTFS e EXT/Linux. USB e FireWire. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. Funções hash: MD5 e SHA-1. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. Modelo de referência OSI. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. SEÇÃO I Disposições Gerais. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. funções. filtros e classificação). Arquivos de inicialização (lote/scripts). SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. Conceitos de RAID de discos rígidos. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. REDES DE COMPUTADORES: Noções sobre comunicação de dados (abrangência. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 Utilização e configuração. Arquiteturas Ponto-a-ponto e Cliente/Servidor. SEÇÃO I Disposições. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. Instalação. SEÇÃO II Das Atas. servidor Web (Apache). Instalação. gráficos. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. Configuração de rede para conectividade TCP/IP. Administração de contas e grupos de usuários. Instalação e configuração de impressora local e em rede. Mozilla Firefox. Conferência eletrônica (Chat. Cabeamento estruturado. tabelas. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. SEGURANÇA DE INFORMAÇÕES:– Conceitos de criptografia simétrica e assimétrica. CAPITULO III Dos Requerimentos. 210 OPERAÇÃO DE COMPUTADORES Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . Conceitos de intranet e internet. características do RSA. 211 PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . kit multimídia. macros. Assinatura digital. Correio Eletrônico (configuração de contas. Configuração e gerenciamento dos serviços DNS (BIND 9). contas e grupos de usuários. configuração e suporte em: Microsoft Office e Open Office. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. Noções sobre serviços de diretório . áudio-conferência e vídeo-conferência). CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. da Ata e do Diário da Assembleia. campos. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. Firewall. Configuração de cliente de Proxy em navegadores. SEÇÃO I Disposições. importação/exportação de bookmarks). do Governador. SEÇÃO III Da Presidência. floppies e discos rígidos (SCSI. PCI. PCMCIA. certificados digitais (SSL). Modelo TCP/IP. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. Estratégias para a criação de senhas. Protocolos de transporte TCP e UDP. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. Endereçamento IP. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. Sistemas de arquivos FAT. Pacotes de aplicativos BrOffice e Microsoft Office 2010 (edição de documentos. SEÇÃO VI Das Vagas. Periféricos. WINDOWS SERVER Conceitos de Domínios e Grupos de Trabalho. inserção/vinculação de documentos/objetos. Scripts shell. DVD) e de modems. CAPÍTULO II Dos Projetos. configuração e utilização de periféricos (scanner. gerenciamento de software e hardware). SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. montagem. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. LTSP: Configuração de cliente. anexação de documentos. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. fibra ótica e redes sem fio). Noções do protocolo ICMP. formatação avançada. DES. importação de mensagens e catálogos de endereço. Agendamento de tarefas (cron). Proxy e redes privativas (VPN). Compactação/descompactação de arquivos. SEÇÃO VII Das Reuniões. SEÇÃO V Dos Secretários. Remote Desktops). Estratégias para proteção e controle de infecções por vírus. mídias e documentação). NAT. Ética profissional. SEÇÃO V Dos Secretários. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. identificação e controle de arquivos anexos). barramentos ISA. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. Cliente de rede (Windows e Linux): Configuração de placa de rede em estação de trabalho (endereçamento IP estático e dinâmico).

modelagem funcional. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. Criação de componentes. XML. Operadores e expressões.Model Driven Development. Soluções de Integração: Service-Oriented Architecture (SOA) e Web services. SEÇÃO I Disposições Gerais. distribuição. banco de dados relacionais. SEÇÃO IV Do Veto. Servidor Web. Modelo de acessibilidade.207. modelo MVC. CAPÍTULO II Dos Projetos. Estruturas de controle. aplicações e serviços. árvores.Rational Unified Process: Conceitos. métodos de ordenação. Disciplinas: modelagem de negócio. linguagens de definição e manipulação de dados. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. protocolos e serviços. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. XP. CAPITULO III Dos Requerimentos. ataques e análise de vulnerabilidade. linguagens de programação. Ameaças. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. sistemas de arquivos. construção e transição. Hibernate. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. Programação: Fundamentos: lógica de programação. Norma ISO 12. Desenvolvimento de sistemas web: HTML. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. XML. meios físicos. Ambientes Internet. arquitetura TCP/IP. SEÇÃO VI Das Vagas. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. Auditoria de Sistemas e Soluções baseadas em Tecnologia da Informação. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. normalização. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. e do Vice-Governador. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. teste. requisitos. Melhores práticas: desenvolvimento interativo. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. de 02/12/2004. Web Services. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. Threads. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. serviços de comunicação. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. CMM . Extranet. Projeto. FDD. componentes de um computador (hardware e software). Banco De Dados: Fundamentos: finalidades. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do.Unified Modeling Language. aritmética computacional.finalidades. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. Processos de software. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. SEÇÃO III Do Grande Expediente. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. paradigmas de programação. controle de proteção e integridade. repetição e desvio. Recursos técnicos para implementação da acessibilidade em HTML (W3C WAI e Governo Eletrônico). Análise e Projeto Orientado a objetos com UML. características físicas e lógicas. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência.e CMMI. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. compiladores e interpretadores. distribuídos e orientados a objetos. Gestão e Recursos Informacionais . Arquitetura de software: arquitetura 3 camadas. . SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas.296. Segurança Da Informação . pilhas. conforme Decreto n° 5. Web Services. testes de unidade com junit. JNDI. EJB. JDBC). seleção. Papéis e atividades. XML. gerência de requisitos. Javascript. Struts. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. arquitetura com base em componentes. estrutura de arquivos. ASP. sistemas gerenciadores de banco de dados. Linguagem SQL. filas. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. projeto e implementação de interfaces. Programação avançada em Java: J2EE (JSP/Servlets. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. Web Modules.Conceitos: Sistemas de Gerenciamento eletrônico de documentos (GED). Análise de requisitos funcionais e não-funcionais. Concepção.Model Driven Architecture e MDD . SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. Segurança de Sistema de Informação. Programação Avançada em Delphi: Interfaces. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. Banco de dados: organização de arquivos e métodos de acesso. sistemas de numeração e representação de dados. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. Cartilha técnica.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 Permanentes. Sistemas operacionais: funções básicas. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. Sistemas Computacionais: Computadores: arquitetura de computadores. SEÇÃO II Das Atas. verificação contínua da qualidade. NÍVEL SUPERIOR LINGUA PORTUGUESA LÍNGUA PORTUGUESA 28 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. Testes e Implementação. gerenciamento de projeto. Net. Organização de Arquivos e Métodos de Acesso. CSS. modelagem de dados. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. gerenciamento de mudanças. CAPÍTULO IV Das Emendas. Ciclo de vida de software. redes LANs e WANs. da Ata e do Diário da Assembleia. Qualidade de software: modelos ISOIIEEE. Disciplinas: Requisitos.Capacity Maturity Model. Certificação digital e criptografia. DHTML. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. Arquitetura de aplicações para ambiente web: Servidor de aplicações. RUP . SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. Estruturas de dados: listas. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. Delphi7 e 2005. padrões de projeto J2EE. Servidor de Banco de Dados. implementação. gerenciamento de ambiente. níveis de abstração. programação orientada a objetos. Metodologias ágeis. pesquisa e hashing. Melhoria dos processos de software. Packages. Intranet e Portal . SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. do Governador. Objetos distribuídos. CAPÍTULO III Da Audiência Pública. modelagem visual utilizando UML. análise e projeto orientados a objetos. elaboração. Mensagens do Windows. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. Análise. Redes de computadores: fundamentos de comunicação de dados. Automação de processos de trabalho (Workflow). Linguagens e ambientes de programação: Java. gerenciamento de configuração e mudanças. Bancos de Dados Relacionais e Distribuídos. SEÇÃO I Da Questão de Ordem.Conceitos: Política de segurança. ANT. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. Administração de dados. MDA . UML . Recomendações de acessibilidade para a construção e adaptação de conteúdos do governo brasileiro na internet. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. Fases: concepção. Acessibilidade. JavaBeans. SEÇÃO VII Das Reuniões.

301 ÁREA ANÁLISE DE SISTEMAS 29 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. Pontuação. Sistemas e Métodos: Sistemas administrativos. Graus do substantivo e do adjetivo. personalidade. SEÇÃO II Das Atas. preposição. grupos e equipes. Palavras sinônimas. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. CAPÍTULO IV Das Emendas. Manuais administrativos. CAPÍTULO II Dos Projetos. Gestão por competências. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. Amplitude de controle e níveis hierárquicos. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. subordinação. Período composto – Coordenação.666/93. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. Controle e execução orçamentária. Administração Pública: Caracterização da gestão pública. do Governador. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. Classificação das palavras – substantivo. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 300 ÁREA ADMINISTRAÇÃO Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . Encontro consonantal. governança e prestação de contas dos resultados das ações (accountability). Níveis hierárquicos e competências gerenciais. demonstrativos e possessivos. artigos 37 a 41. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. Acentuação gráfica. Gestão de carreiras. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. e do Vice-Governador. Delegação. Obrigatoriedade da licitação e contratação direta. Recrutamento. Processos relacionados aos grupos: equipes e processos sociais. adjetivo. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. motivação e comprometimento. Processo de formação das palavras. Nova Ortografia da Língua Portuguesa. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. estágios das despesas públicas. parônimas e homônimas. SEÇÃO I Disposições. das despesas correntes e de capital. Departamentalização. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. Fonema. Emprego de algumas classes de palavras. artigo. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. Estrutura das palavras – elementos mórficos. Remuneração estratégica. Sinais gráficos. Metodologia de levantamento. comunicação. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. Avaliação de desempenho. Sistemas de informações gerenciais. Elaboração de propostas orçamentárias.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 Leitura e interpretação de texto. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. Fundamentos constitucionais do Estado e de controle da administração pública no Brasil. seleção e demissão. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. CAPÍTULO III Da Audiência Pública Administração: conceitos e objetivos. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. Modalidades de licitação. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. SEÇÃO IV Do Veto. Gestão por resultados. Sintaxe de regência. estresse no ambiente de trabalho. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. Gestão participativa em recursos humanos. Gestão de Processos. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. Terceirização. Sintaxe de colocação. Treinamento. Vozes do verbo: Voz ativa. Mudança organizacional. Sílaba. atitude e valores. Funções da linguagem. . Gestão de Pessoas: Gestão estratégica de pessoas. Orçamento Público: conceito e princípios. Divisão e organização do trabalho. SEÇÃO III Da Presidência. orações intercaladas ou interferentes. análise desenvolvimento e implementação de métodos administrativos. Cultura organizacional. Frase. Termos essenciais da oração: Sujeito e predicado. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. Normas para licitações e contratos da Administração Pública: Lei nº 8. o ciclo orçamentário. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Procedimentos da licitação. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. Crase. créditos adicionais. Termos acessórios da oração. numeral. Processo Administrativo: planejamento. Linha e assessoria. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. Desenvolvimento organizacional. modelos. Controle e avaliação. Regência verbal e nominal. poder e política. desenvolvimento e capacitação. Coletivos. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. tomada de decisão. Aumentativos e diminutivos. advérbio. organização. contração. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. SEÇÃO V Dos Secretários. Acento tônico. Gestão estratégica: conceitos. conjunção e interjeição. SEÇÃO VI Das Vagas. Locuções. Termos da oração. formulações e implementação. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. Divisão silábica. Sintaxe de concordância. Encontro vocálico. liderança. da Ata e do Diário da Assembleia. Organização. direção e controle. Vícios de linguagem. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. Pronomes pessoais. orações reduzidas. CAPITULO III Dos Requerimentos. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. Administração patrimonial e instalações. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. O significado das palavras. Vocativo. SEÇÃO III Do Grande Expediente. Estrutura organizacional. liquidação e pagamento. Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais: Recursos materiais e patrimoniais. oração e período. Governabilidade.senão / se não – há / a – mau / mal – afim / a fim). aquisição de recursos materiais e patrimoniais. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. pronome. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. Figuras de linguagem. Atribuições das unidades organizacionais. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. antônimas. Comportamento Organizacional: Processos relacionados ao indivíduo: aprendizagem e percepção. SEÇÃO I Disposições Gerais. Qualidade de vida no trabalho. SEÇÃO VII Das Reuniões. Mecanismos de controle interno e externo. passiva e reflexiva. empenho. centralização e descentralização. Classificação das receitas correntes. administração de materiais – estoques. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. Denotação e conotação.Resolução nº 201. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. verbo. conflito. Emprego de algumas palavras (porque / por que / porquê / por quê .

CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. Notação IDEF1X. 302 ÁREA ASSISTÊNCIA SOCIAL Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . SUBSEÇÃO II Dos Prazos. Estruturas de dados. e do Vice-Governador. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . Algoritmos de busca e indexação: sequenciais. serviços de comunicação. C++. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência.Resolução nº 201. OLAP e ETL. aritmética computacional. SEÇÃO I Disposições Gerais. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. Boas práticas. sistemas de numeração e representação de dados numéricos. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. Data Mining. SEÇÃO III Do Grande Expediente. integridade. Linguagens de programação. linguagens. Conhecimentos de HTML. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. da Ata e do Diário da Assembleia. controle (DCL) e descrição de dados (DDL). ODBC. . SEÇÃO III Da Presidência. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. Administração de dados e metadados: gestão. Java. Interfaces de utilização: principais propriedades e características das bibliotecas mais difundidas. Redes de computadores: fundamentos de comunicação de dados. Modelo de entidades e relacionamentos. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. DCL e DML. SEÇÃO VI Das Vagas. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. Técnicas de implementação de SGBD. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. SEÇÃO III Do Grande Expediente. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. Segurança em bancos de dados. SEÇÃO IV Do Veto. CAPÍTULO IV Das Emendas. e do Vice-Governador. SEÇÃO I Disposições. hashing. Linguagem SQL. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. SEÇÃO VI Das Vagas. coleta e manutenção. Técnicas de modelagem e otimização de bases de dados multidimensionais. CAPÍTULO IV Das Emendas. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. MS SQL Server em suas versões recentes: administração. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. meios físicos. Comandos para manipulação (DML). CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. SEÇÃO V Dos Secretários. TCP/IP. Visual Basic . textuais e estruturados. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. Conceitos de Data Warehouse. Consultas e subconsultas. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. segurança e acesso. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. Distribuição de dados e transações. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. sistemas de arquivos e gerenciamento de memória. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. SEÇÃO I Disposições Gerais. SEÇÃO II Das Atas. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. CAPITULO III Dos Requerimentos. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. Projeto de bancos de dados: teoria. do Governador. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. Sistemas operacionais: funções básicas. SEÇÃO I Disposições. do Governador. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. SEÇÃO III Da Presidência. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. SEÇÃO II Das Atas. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. compiladores e interpretadores. operação. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO V Dos Secretários. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. SEÇÃO IV Do Veto. XML e XML schema. protocolos e serviços. da Ata e do Diário da Assembleia. Processamento e otimização de consultas. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. CAPÍTULO II Dos Projetos. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. Projetos lógico e físico. Dependências funcionais. Transact-SQL. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. Transações: conceito. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. operações. propriedades e implementação. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. redes locais e redes geograficamente distribuídas. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. normalização. Orientação a objetos: classes e objetos. árvores. CAPITULO III Dos Requerimentos. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. encapsulamento. Modelagem de dados.Resolução nº 201. herança e polimorfismo. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. bitmaps. SEÇÃO VII Das Reuniões. SEÇÃO VII Das Reuniões. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. organização. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. DDL. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. CAPÍTULO II Dos Projetos. Python. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. Noções de C. Normalização. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. Recuperação e concorrência. estrutura. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. conceitual e semântica. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos.NET. CAPÍTULO III Da Audiência Pública Computadores: arquitetura de computadores. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do 30 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. Sistema relacional: teoria. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. C#. componentes de um computador (hardware e software).

Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. Políticas. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. Decreto Federal 83. Trabalho em Rede. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. diretrizes. SEÇÃO I Disposições. de 9 de março de 1972. CAPITULO III Dos Requerimentos. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. Assistente Social: Fundamentos históricos e teórico-metodológicos do serviço social: Análise crítica das influências teóricas metodológicas e as formas de intervenção construídas pela profissão em seus distintos contextos históricos.Resolução nº 201. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. SEÇÃO II Das Atas. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. Código de Ética Profissional do Assistente Social. complementos e alterações (Lei Orgânica da Seguridade Social). CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. Ação Socioeducativa com Indivíduos. Constituição de mesas de almoço e jantar. SEÇÃO III Da Presidência. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. Manual de Redação Oficial da Presidência da República (2ª.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 Exercício do Mandato. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. Cerimonial em falecimentos e funerais de autoridades. do Governador. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. Abordagens individual e coletiva. Estudo Social. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. SEÇÃO VII Das Reuniões.212/1991.662/1993). CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. do Estado de Tocantins.186. Atribuições contemporâneas. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO VI Das Vagas. TÍTULO III: Das 31 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. CAPÍTULO III Da Audiência Pública. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. . CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. Cerimonial e Protocolo. 303 ÁREA CERIMONIAL Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . Visita Domiciliar. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. Perícia Social. da Ata e do Diário da Assembleia. CAPÍTULO II Dos Projetos. de 19 de fevereiro de 1972. SEÇÃO V Dos Secretários. classificação. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. Símbolos Nacionais. SEÇÃO III Da Presidência. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. Lei nº 8. da criança e do adolescente. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. Família e Grupos. Política Nacional para Integração da Pessoa com Deficiência (Decreto nº 3298/1999). SEÇÃO III Do Grande Expediente. Comunicação e gerenciamento de crise.274. Visita Institucional. Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH). gestão e organização de eventos do setor público e do setor privado. Briefing e checklist para organização de cerimonial. Lei de regulamentação da profissão (Lei nº 8. Relatório Social. Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas (SISNAD). Parecer Social. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. tipologia. SEÇÃO V Dos Secretários. Etiqueta: serviços à mesa e trajes. e do Vice-Governador. Legislação social: Lei nº 8. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. SEÇÃO I Disposições. edição revista e atualizada). CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. Entrevista. Marketing: noções básicas. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. SEÇÃO I Disposições Gerais. 304 ÁREA CONTABILIDADE Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . Manual de Organização de Eventos do Senado Federal. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. A dimensão técnico-operativa do serviço social: Concepções sobre instrumentos e técnicas. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. Técnicas de redação. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. CAPÍTULO IV Das Emendas. SEÇÃO IV Do Veto. marketing cultural e esportivo. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. CAPÍTULO III Da Audiência Pública. Composição de mesas de acordo com o evento. SEÇÃO I Da Questão de Ordem.742/1993. Decreto 70. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. complementos e alterações (Lei Orgânica da Assistência Social). Noções de orçamento e captação de recursos para eventos. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. Normas e ordem de precedência e cerimonial com as presenças do Governador do Estado e do Presidente da República em solenidades oficiais. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação.Resolução nº 201. Planejamento. ações e desafios na área da família. Espaços sócios ocupacionais. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. Elaboração de programação das atividades e roteiro de solenidades. Mestre de Cerimônias e Chefe de Cerimonial. Seguridade social no Brasil: relação Estado/sociedade. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. Legislação social para segmentos específicos: Estatuto do Idoso. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. Disposição de Bandeiras: Bandeira Nacional. Laudo Social. SEÇÃO VII Das Reuniões. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. SEÇÃO VI Das Vagas.

CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. a realização de capital com bens e direitos. de empréstimos e de descontos. os custos necessários e desnecessários. os custos e o grau de ocupação da empresa. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. SEÇÃO I Disposições Gerais. . e) A avaliação dos ativos e passivos: a avaliação e a escrituração pelo custo de aquisição. a auditoria das empresas integrantes do mercado de capitais. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. b) Evolução histórica da Contabilidade. tributos. d) Caracterização dos sistemas de custeamento . os profissionais e os usuários. projetados ou simulados. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. o controle da economicidade das operações. c) Os princípios fundamentais de contabilidade: os princípios fundamentais de contabilidade como essência das doutrinas contábeis aceitas e base das normas brasileiras de contabilidade. as prerrogativas profissionais. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. as empresas coligadas e controladas. e) Os principais sistemas de custeamento: conceituação e características dos principais sistemas de custeamento. c) Desconto comercial ou "por fora". 4 TEORIA DA CONTABILIDADE: a) A Contabilidade: conceito e objetivos. b) Os registros contábeis na constituição de entidades: os tipos de entidades. os papéis de trabalho. administração e comercialização. a consideração ao grau de ocupação da entidade: os custos fixos e variáveis. c) Legislação: legislação profissional vigente sobre a matéria. cálculo do juro. a análise de alternativas quanto aos produtos e processos de produção. 1 GERAL a) A escrituração contábil: as contas. b) Trabalho de auditoria: o planejamento e a execução dos trabalhos. os tipos de auditoria nas empresas privadas. homogeneidade entre a unidade de tempo. no caso de sociedades anônimas. as partidas simples e as partidas dobradas. a correção monetária. as reavaliações. amortizações. nominal e efetiva. as variações patrimoniais. movimentação de estoques. pela regra dos bancos. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. as contas espelhadas. c) Os registros das operações típicas de uma empresa: compras e vendas. os diversos ramos aplicados da Contabilidade. a formalização dos registros: o monismo e o dualismo. SEÇÃO III Do Grande Expediente.o grau de respeito à causação: os custos diretos e indiretos. as contas de receitas. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. despesas e custos. especialmente as NBC P 1 e NBC T 11 e possíveis alterações e inclusões até sessenta dias antes da realização do concurso. especialmente a Resolução CFC nº 560/83. custo com pessoal. SEÇÃO IV Do Veto. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. f) A elaboração das demonstrações contábeis: o balanço patrimonial e as suas notas explicativas. CAPITULO III Dos Requerimentos. prêmios de seguros. o princípio da causação e os custos diretos e indiretos. objetivo e campo de atuação. conteúdos das resoluções CFC nºs 750/93. os livros contábeis. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. o custeio direto e o custeio marginal. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. as provisões e os diferimentos. o custeio por absorção e suas principais modalidades. os preços de venda e o resultado dos produtos e/ou serviços. os créditos de liquidação duvidosa. a apuração do resultado e a demonstração do resultado do exercício. g) Os registros contábeis na reestruturação de empresas: características principais das incorporações. c) Os objetivos da Contabilidade de Custos: a apreensão das variações patrimoniais havidas e a avaliação dos estoques de produtos e serviços. 5 LEGISLACÃO E ÉTICA PROFISSIONAL: a) Legislação profissional . que aprovam o apêndice à primeira resolução e possíveis alterações e inclusões até sessenta dias antes da realização do concurso. o estudo e a avaliação dos sistemas de controle interno.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. conceito. padronizados. desconto racional ou "por dentro".a regulamentação profissional do contabilista: o Decreto-Lei nº 9. CAPÍTULO IV Das Emendas.295/46. a auditoria na área empresarial e no setor público. generalidades. a diferenciação entre os custos e as despesas. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. depreciações e exaustões. a constituição do capital. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. especialmente quanto ao tratamento dos custos indiretos. a integração dos registros de custos à escrituração contábil. operações financeiras. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. b) Comercial. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. o perfil profissional do auditor. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. CAPÍTULO III Da Audiência Pública. a consolidação de balanços. relação entre os descontos 32 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. definições e considerações sobre taxa proporcional.5 PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DE CONTABILIDADE: a) Princípios fundamentais de contabilidade: Resolução CFC nº 750/93. as classes de valores utilizados: reais. fusões e cisões de empresas. conceito. lançamentos de destinação do resultado. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. juro exato. as contas de compensação. b) As possíveis classificações dos custos: as espécies de custos. a demonstração das mutações do patrimônio liquido. o inventário de mercadorias e de materiais. a demonstração de fluxo de caixa. do Governador. 3 AUDITORIA CONTÁBIL: a) Características: conceito. a inserção da contabilidade de custos na contabilidade e sua obediência aos princípios fundamentais de contabilidade.b) Apêndice aos princípios fundamentais da Contabilidade: Resolução CFC nº 774/94.6 MATEMÁTICA FINANCEIRA: a) Juros simples: definição. o custeio por atividades. os lançamentos e suas retificações. montante: definição. de taxa de juro e do prazo de aplicação. a demonstração das origens e aplicações de recursos. da Ata e do Diário da Assembleia. a avaliação de investimentos pelo método de equivalência patrimonial. as conciliações e retificações de saldos de contas. d) Medidas preliminares à elaboração de balanços: o balancete de verificação. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. multiplicador fixo e divisor fixo. Resolução CFC nº 900/01. a demonstração de lucros e prejuízos acumulados. SEÇÃO II Das Atas. o conceito de portador dos custos. 2 CONTABILIDADE DE CUSTOS: a) Elementos conceituais: o fluxo de valores no ciclo operacional interno das entidades. o custo-meta. os registros contábeis correspondentes. a equação patrimonial básica. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. o regime de caixa e o de competência. serviços de terceiros. a subscrição e a integralização do capital. generalidades. o custeio-padrão. as despesas de constituição. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. e do Vice-Governador. CAPÍTULO II Dos Projetos. a auditoria interna e a auditoria externa independente. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. que dispõe sobre os princípios fundamentais da contabilidade e 774/94 e 900/01.

confirmação. resolução de exercícios empregando. Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. Auditor Interno. da Tributação e do Orçamento. uso de tabelas e gráficos em relatório de auditoria. observação. atividades de estudo e consultoria. Dos Princípios Fundamentais. Governança no setor público. avaliação do resultado do teste. 305 ÁREA DE AUDITORIA E CONTROLE INTERNO Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . medidas de tendência central (média. ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA Planejamento e 33 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. cálculo. finalidade. objetivo e controle de qualidade. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância.Resolução nº 201. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. Administração em Juízo. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. Convênios e parcerias entre instituições públicas e privadas. Direito e Deveres do servidor público. CONHECIMENTOS DE DIREITO PÚBLICO Conceito de constituição. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. Condução da auditoria em conformidade com as normas de auditoria. Controle de Constitucionalidade. agentes honoríficos. Modalidades de licitação. Elementos de risco e controle. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. Ação Direta de Inconstitucionalidade. do Governador. Metodologias e habilidades em auditoria governamental: mensuração de desempenho e avaliação de programas. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. Controle da Administração. Constituição Federal de 1988: Preâmbulo. Classificação das constituições. procedimentos Analíticos. SEÇÃO VII Das Reuniões. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. SEÇÃO V Dos Secretários. Organização do Serviço Público. Dos Direitos e Garantias Fundamentais. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. Conceitos e requisitos do ato administrativo. agentes delegados. SEÇÃO III Do Grande Expediente. atividades de detecção de fraude. Órgãos de Assessoramento. Normas Constitucionais pertinentes aos servidores públicos. Uso do trabalho de outros profissionais: Auditor Independente. Poder vinculado. generalidades. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. sistema de informações e controle interno. Bens Públicos. SEÇÃO IV Do Veto. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. Governança e análise de risco. Contratos administrativos. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. Ética Profissional e Responsabilidade Legal. CAPÍTULO II Dos Projetos. questionários e grupo focal. da Ordem Econômica e Financeira. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. exponencial. e do Vice-Governador. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. Tipos de auditoria: auditoria de conformidade. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. Poder hierárquico. CAPÍTULO IV Das Emendas. Poder de Polícia. SEÇÃO I Disposições. Testes de auditoria: substantivos. O uso e o abuso do poder. responsabilidades. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. tamanho da amostra. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. Atributos do ato administrativo. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. Elementos do Estado. Conceito de Direito Administrativo. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. Poderes e deveres do administrador público. de observância. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. auditoria de sistemas financeiros. Especialista de Outra Área. Princípios básicos da administração. Poderes do Estado. Poder disciplinar. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. Fontes do Direito Administrativo. desconto racional. Organização Administrativa Brasileira. Espécie de atos administrativos. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. Poder regulamentar. O sistema administrativo brasileiro. Programas de auditoria. O papel da auditoria na estrutura de governança.estatística descritiva. Da Organização dos Poderes. Aspectos gerais de auditoria: normas. Planejamento e desenvolvimento do plano de auditoria. Técnicas de coleta e análise de dados e pesquisas. Revogação da licitação. SEÇÃO III Da Presidência. desvio de finalidade. SEÇÃO II Das Atas. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. agentes administrativos. Anulação da licitação. governo. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. objetivos. Invalidação dos atos administrativos. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. CAPITULO III Dos Requerimentos. funções e atribuições. Estrutura conceitual de análise de risco (COSO). Agentes públicos: agentes políticos. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. convenção linear. auditoria operacional. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. equivalentes. SEÇÃO VI Das Vagas. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. Métodos qualitativos: entrevistas. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. conceito. agentes credenciados. Relatório de auditoria. Auditoria Interna e Externa: conceito.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 comerciais ou "por fora” e critérios do desconto racional ou "por dentro". SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. revisão analítica. Licitação: conceito. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. seleção da amostra. Ação Declaratória de Constitucionalidade. CAPÍTULO III Da Audiência Pública. Responsabilidades dos servidores públicos. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. Estratégia de auditoria. Classificação dos atos administrativos. e) Tabela Financeira e/ou Logarítmica.direta e indireta. Elementos das constituições. da Ordem Social. nominal e efetiva. Omissão da Administração. Motivação dos atos administrativos. do Processo Legislativo. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. Controle Judiciário. administração pública . Papéis de trabalho. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. Controle Legislativo. d) Juros compostos: definição. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. Aplicação da estrutura conceitual de análise de risco. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO I Disposições Gerais. investigação. moda e mediana) e medidas de dispersão (desvio-padrão e coeficiente de variação). Poder discricionário. cálculo do montante. princípios e objeto. Procedimentos de Auditoria: inspeção. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. taxas proporcionais. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. auditoria de demonstrações contábeis. Dispensa de licitação. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. da Defesa do Estado e das Instituições Democráticas. Da Organização do Estado. da Ata e do Diário da Assembleia. Processo Administrativo. Inexigibilidade de licitação. excesso de poder. Amostragem estatística: tipo de amostragem. . Controle Administrativo. Métodos quantitativos . Conceito de Estado. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. revisão analítica. risco de amostragem.

taxas nominais. 14 . SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. distribuição normal. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. pesquisas e amostragens. 7 . 2 . mediana e moda. medidas de dispersão. fluxo da atividade econômica.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 Orçamento na Constituição de 1988: Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. organização econômica. teoria do consumidor (teoria da utilidade e teoria da escolha). 15 . indicadores econômicos (produto interno bruto. SEÇÃO III Da Presidência. descontos simples – bancário ou comercial. Lei Orçamentária Anual (LOA) e Plano Plurianual (PPA). vazamentos e as injeções. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. análise de longo prazo.Noções gerais microeconomia: conceito. CAPÍTULO II Dos Projetos. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. taxas equivalentes .Setor externo: teorias do comércio internacional. estrutura tributária. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno.Demanda. método hamburguês). Orçamento público: conceitos. juros compostos e descontos simples). 9 .Teoria da determinação da renda: consumo. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. juros compostos (conceito. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. equilíbrio macroeconômico.Noções gerais de Macroeconomia: fluxo circular da atividade econômica: produto e renda (fluxo básico da economia. efeitos da inflação. índice de preço ao consumidor. equivalência de taxas). função da produção. SEÇÃO V Dos Secretários. renda da demanda. orçamento público no Brasil. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. 6 . política comercial internacional. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. 10 . ação governamental e abusos de mercado. princípios orçamentários. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. por natureza e institucional). divisão do estudo econômico. SEÇÃO VII Das Reuniões. preço cruzada da demanda.tabela price. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. sistema de amortização constante e sistema de amortização misto). orçamentoprograma.Inflação: conceitos. multiplicador keynesiano de gastos. CAPITULO III Dos Requerimentos. 1 . séries de pagamento (noções sobre fluxo de caixa. regime. descontos (conceitos. índice de preço . inter-relação da economia com outras áreas do conhecimento. 12 . política fiscal. monetária e cambial. do Governador. taxas de câmbio. argumentos positivos versus argumentos normativos. objetivos da política orçamentária. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. dados agrupados: histograma e outros gráficos). estrutura e sistema econômico. Orçamento e Gestão das organizações do setor público: mensuração do desempenho e controle orçamentário. valor atual comercial. construção de índices agregados de preços . taxa de juros efetiva. teoria dos custos. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. Dívida pública flutuante e fundada. variância e desvio padrão. tipos de desemprego. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. receitas e despesas orçamentárias. 4 . natureza e agente (classificação funcional. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. 3 . números índices para dados econômicos (construção de índices simples. SEÇÃO VI Das Vagas. diagramas de freqüência. capital e taxa de juros. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar.Estruturas de Mercado: concorrência perfeita e imperfeita. princípios orçamentários.índices de laspeyres e índice de paasche). estatística descritiva (medidas de tendência central: média. grau de concentração econômica no Brasil. taxa real e taxa aparente). desconto composto. CAPÍTULO III Da Audiência Pública.Crescimento e desenvolvimento econômico.Setor Público: funções econômicas do setor público. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. segundo a finalidade. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. populações e amostras. análise de curto prazo. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. cálculos. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. oferta. análise comparativa entre juros simples. amplitude.Noções básicas de economia: escassez. 16 . capitalização composta (montante e valor atual para pagamento único. Patrimônio público. índice de preços por atacado e dados de séries temporais). CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. preço da oferta. SEÇÃO III Do Grande Expediente. aspectos institucionais do orçamento público: orçamento público. 11 . visão monetarista e estruturalista. 13 .Desemprego: conceito. da Ata e do Diário da Assembleia. probabilidade. SEÇÃO II Das Atas. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. integração entre planejamento e orçamento e ciclo orçamentário. curva de Possibilidades de produção (curva de transformação). SEÇÃO III Do Plano Plurianual.A produção e seus custos: conceitos básicos. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. 5 . déficit público: conceitos e formas de financiamento. equilíbrio e alterações no equilíbrio de mercado: determinações do preço e quantidade de equilíbrio. Classificação das Despesas Orçamentárias. por estrutura programática. . Conceituação e classificação da Receita Pública: Classificação da receita pública orçamentária por categoria econômica no Brasil. 8 . SEÇÃO I Da Questão de Ordem. investimento. estruturas do mercado de fatores de produção.Elasticidade: conceito. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. sistemas econômicos. SEÇÃO I Disposições. sistemas de amortização (sistema francês de amortização . SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. relação entre probabilidade e estatística. balanço de pagamentos. orçamento tradicional. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. poupança. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. tipos de inflação. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente.Matemática financeira: juros simples e capitalização (conceitos.Resolução nº 201. montante e valor atual. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. Créditos orçamentários iniciais e adicionais. SEÇÃO I Disposições Gerais. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial.Estatística: conceitos básicos. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência.Noções de Contabilidade Nacional. SEÇÃO IV Do Veto. séries de 34 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. e do Vice-Governador. CAPÍTULO IV Das Emendas. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. preço da demanda. os custos totais de produção (custos de curto e de longo prazo). 306 ÁREA DE ECONOMIA Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . fluxo circular da renda).deflator do PIB. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas.

sinais vitais. Manipulação de material estéril. Código de Ética do Conselho Federal de Enfermagem. 308 ÁREA DE JORNALISMO Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. . Intoxicação. Sistema de informação de enfermagem. Atendimento em: Hemorragia. Imunização. SEÇÃO I Disposições. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. Assistência de Enfermagem em Hemoterapia. Ferimentos. SEÇÃO I Disposições.Resolução nº 201. Hematológicas. Tegumentar Assistência de enfermagem em Emergência: Parada Cardiorrespiratória Suporte Básico de Vida. Transporte da vítima. 17 . CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. urinário. Noções Básicas de Anatomia e Fisiologia Humana. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO VI Das Vagas. e do Vice-Governador. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. Cuidados com o corpo pós-morte. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. da criança e do adolescente. Alimentação e hidratação. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas.hematológico. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO III Da Presidência. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. SEÇÃO V Dos 35 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins.Resolução nº 201. desinfecção. Planejamento da assistência de enfermagem. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. Cálculos e diluição de medicamentos e gotejamento de soros. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 pagamentos. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. Músculo – esquelética. Assistência de Enfermagem no perioperatório. Assistência de enfermagem nas diversas afecções: Cárdio-pulmonares.. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. Legislação Profissional.498/86. SEÇÃO III Do Grande Expediente. Procedimentos de enfermagem que requerem utilização de técnica asséptica: curativo e cateterismo nasogástrico e vesical. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. Atitude profissional. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. esterilização e acondicionamento de materiais. Assistência de enfermagem em centro cirúrgico e centro de materiais. desnutrição. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. Limpeza. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. conforto e segurança do paciente. CAPÍTULO IV Das Emendas. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. SEÇÃO V Dos Secretários. Noções sobre medicamentos e cuidados de enfermagem na sua preparação e administração. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. músculo – esquelético. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. gestação. Gastrointestinais. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. medidas antropométricas. Eliminações. coleta de exames. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. Noções de Farmacologia. Assistência de enfermagem na saúde da mulher. Política Nacional de Humanização (PNH). Choque Elétrico. Endocrinológicas. circulatório . SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. parto. 307 ÁREA DE ENFERMAGEM Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . SEÇÃO II Das Atas. Cuidados de Enfermagem à criança com problemas clínicos nos sistemas: gastrointestinal. Urológicas. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. SEÇÃO V Dos Secretários. fator de recuperação de capital e termos antecipados – fator de acumulação de capital. Custo em enfermagem. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências.Métodos de avaliação de fluxos de caixa: valor presente líquido taxa interna de retorno. Visita domiciliar. Neurológicas. da Ata e do Diário da Assembleia. SEÇÃO I Disposições Gerais. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. termos postecipados fator de acumulação de capital. posições para exames e cuidados de enfermagem. SEÇÃO IV Do Veto. Enfermagem nos programas Nacionais de Controle da Tuberculose e Hanseníase. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. Estrutura Organizacional. Hipertensão arterial sistêmica (HAS) e diabetes melittus (DM). respiratório. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. Procedimentos de enfermagem. luxação. Dimensionamento de pessoal de enfermagem. Administração em Enfermagem: teorias da Administração. higiene. NR32. Princípios e Diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS). Avaliação de desempenho de pessoal da enfermagem. Noções básicas de exames clínicos. CAPÍTULO III Da Audiência Pública. RJU. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. Tomada de decisão em enfermagem. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. Indicadores de Saúde. CAPÍTULO II Dos Projetos. fator de formação de capital. Carta dos direitos do paciente. Crise Convulsiva. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. fator de recuperação de capital). CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. Cuidados no atendimento em: Desmaio e Vertigens. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. Queimadura. Obstrução por Corpo Estranho/Asfixia. Cálculos e administração de medicamentos em Pediatria – fracionamento de doses. Introdução à Enfermagem.. Técnicas de enfermagem em: identificação do paciente. fator de formação de capital. puerpério e aborto. Assistência de enfermagem humanizada. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. neurológico. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. fator de valor atual. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. Programa Nacional de Imunização. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. fator de valor atual. Pré natal. SEÇÃO III Da Presidência. SEÇÃO VII Das Reuniões. do Governador. Choque. Lei do Exercício Profissional de Enfermagem Nº 7. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. entorse. CAPITULO III Dos Requerimentos. Cuidados com imobilização: fratura. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. Cuidados de Enfermagem à criança com afecções cirúrgicas. Vasculares. SEÇÃO I Da Questão de Ordem.

Técnicas de redação. desenvolvimento sustentável. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. c) Estágios de desenvolvimento do grupo. conceitos e técnicas. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. Papel do assessor. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. 5 Jornalismo institucional: história. conjuntura econômica internacional. 4 Jornalismo e meios de comunicação de massa: história e conceitos. Produção da notícia e as rotinas da assessoria de imprensa.Resolução nº 201. CAPITULO III Dos Requerimentos. Desenvolvimento de equipe. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. Mecanismos de controle da informação. Treinamento e desenvolvimento. Técnicas de recrutamento e seleção. redação e edição para jornal. Realidade socioeconômica e política brasileira. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. arte. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. Relações com o Governo. relações internacionais. do Governador. Métodos e técnicas de pesquisa. SEÇÃO II Das Atas. TV e vídeo. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. SEÇÃO VII Das Reuniões. Gestão do desempenho. Publicações jornalísticas empresariais: história. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. Teorias sobre a produção da notícia e seus efeitos. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. CAPÍTULO IV Das Emendas. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. Pauta institucional. Definição de avaliação de 36 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. releases e artigos. 3 Economia. O planejamento da comunicação integrada. . TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. Produtos de uma assessoria de imprensa. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. SEÇÃO III Da Presidência. indústria mundial de energia. revista. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. SEÇÃO VII Das Reuniões. SEÇÃO IV Do Veto. da Ata e do Diário da Assembleia. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. SEÇÃO III Do Grande Expediente. Lobby. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. CAPÍTULO II Dos Projetos. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. Imprensa. Avaliações de treinamento e desenvolvimento. internet. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. CAPÍTULO II Dos Projetos. organização. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. gestão empresarial. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. CAPITULO III Dos Requerimentos. Atendimento à imprensa. e do Vice-Governador. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. planejamento. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. CAPÍTULO III Da Audiência Pública Gestão de Pessoas. estrutura e funcionamento. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 Impedimentos e Ausências. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. SEÇÃO I Disposições Gerais. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. Sugestões de pauta. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. SEÇÃO V Dos Secretários. SEÇÃO VI Das Vagas. e do Vice-Governador. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. d) Fenômenos do campo grupal. entrevista. Papel dos meios de comunicação na construção da realidade social. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. antropologia. apuração. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. Diagnóstico de necessidades. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. SEÇÃO VI Das Vagas. SEÇÃO III Do Grande Expediente. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. CAPÍTULO III Da Audiência Pública Teorias da Comunicação: história e conceitos das principais teorias de comunicação. 309 ÁREA DE PSICOLOGIA Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. SEÇÃO II Das Atas. estrutura e funcionamento. SEÇÃO IV Do Veto. 2 Imagem empresarial e Comunicação Integrada: Identidade institucional. Relações com a Imprensa. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. Tipos e técnicas. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. SEÇÃO I Disposições Gerais. Administração de crises. marketing. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. Relações Públicas e Publicidade em Comunicação Empresarial. petróleo e gás. rádio. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. As condições de produção da notícia. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. linguagens e técnicas de produção. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. negócios. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. b) Conceituação de grupo. atribuições. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. Características. A notícia como estratégia de promoção da imagem empresarial. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. Canais e estratégias de comunicação interna. a) Conceitos. Organização de entrevistas. Veículos de comunicação de massa no Brasil: história. geopolítica. da Ata e do Diário da Assembleia. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. SEÇÃO I Disposições. Questões públicas e Relações Públicas. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. Princípios e orientações gerais para redigir um texto jornalístico. cultura e política. CAPÍTULO IV Das Emendas. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. do Governador. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia.

CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. SEÇÃO I Disposições Gerais. CAPÍTULO IV 37 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. Aplicações dos conceitos de motivação. As teorias. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. atenção. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. Relacionamento com a imprensa.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 desempenho. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. Convergência de mídias. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. SEÇÃO VI Das Vagas. Psicodiagnóstico. Jogos e dinâmicas de grupo. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. Testes psicométricos e impressionistas. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica.Resolução nº 201. esquizofrenia. Comunicação e diversidade: Meios. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. Questões contemporâneas. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO II Das Atas. massa e audiência. Saúde Mental e Trabalho. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. Os vínculos nas instituições. SEÇÃO I Disposições. Conflito. a importância e as abordagens contemporâneas da motivação. Comunicação interpessoal. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. Estruturas da personalidade. da Ata e do Diário da Assembleia. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. O Processo de comunicação. 311 ÁREA DE REVISÃO Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. Mecanismos de ajustamento. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. Histórias apreciativas: Assessoria de imprensa. Planejamento. Elementos básicos da linguagem jornalística. Psicopatologia: alterações da percepção. Retenção e manutenção de recursos humanos. Métodos: tradicionais e modernos. Conceito e abordagens. SEÇÃO II Das Atas. SEÇÃO III Do Grande Expediente. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. Transtornos mentais e do comportamento relacionado ao trabalho. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. Tipos e técnicas de pesquisas de opinião. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO III Da Presidência. Media training. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. raciocínio. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. Balanço social. Comunicação pessoal. Relacionamento com a sociedade. Organização em ação: Introdução das Relações Públicas. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. técnicas e instrumentos utilizados em Relações Públicas. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. Comunicação sustentável. Liderança eficaz. SEÇÃO VII Das Reuniões. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. Atividades jornalísticas no âmbito da comunicação organizacional. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. Importância e finalidades. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. Gestão por competências. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. O processo da comunicação. Técnicas de diagnóstico e estratégias de ação. Natureza e causa dos distúrbios. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. Liderança. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. Comunicação em empresas públicas. Intervenções grupais. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. Critérios de noticiabilidade no jornalismo. juízo. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. Classificação dos tipos e finalidades. SEÇÃO III Do Grande Expediente. do Governador. SEÇÃO III Da Presidência. Instrumentos de controle e avaliação de resultados. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. memória. representação. e do Vice-Governador. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. CAPITULO III Dos Requerimentos. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. veículos e redes sociais. Saúde ocupacional: qualidade de vida no trabalho. 310 ÁREA DE RELAÇÕES PÚBLICAS Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. Imagem organizacional e comunicação Integrada. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. CAPÍTULO II Dos Projetos. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. ansiedade). SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. depressão. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. SEÇÃO VII Das Reuniões. Psicoterapias. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. psicoses e perversão. Teoria e prática das Relações Públicas. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. Relações humanas. Técnicas utilizadas. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. Público. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. . SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. CAPÍTULO II Dos Projetos. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos.Resolução nº 201. SEÇÃO V Dos Secretários. Motivação. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. SEÇÃO V Dos Secretários. CAPÍTULO IV Das Emendas. Neuroses. SEÇÃO I Disposições. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. Avaliação e entrevista psicológica. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO IV Do Veto. Princípios e métodos. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. Cerimonial e protocolo. Organização de eventos. Carreira e motivação. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. consciência e afetividade. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. SEÇÃO I Disposições Gerais. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. questionários e tipos de entrevistas. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. SEÇÃO VI Das Vagas. Amostra. Credibilidade e reputação da marca. doenças de natureza psíquica (alcoolismo. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. Gerenciamento de crise. Análise dos meios de comunicação corporativa e organizacional. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. CAPITULO III Dos Requerimentos. Públicos em Relações Públicas. CAPÍTULO III Da Audiência Pública. da Ata e do Diário da Assembleia. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes.

312 ÁREA JURÍDICA PARLAMENTAR Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. SEÇÃO VII Das Reuniões. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. revogação e anulação. Argumentação. memorando. mérito do ato administrativo. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 Das Emendas. fato e ato administrativo. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. 15. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. Texto e textualidade. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. Empregos dos particípios duplos. . 5. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. atos administrativos unilaterais. Subordinação e Coordenação. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. Atos administrativos: conceitos. servidor. SEÇÃO III Do Grande Expediente. Polifonia e Intertextualidade. CAPÍTULO II Dos Projetos. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. Impessoalização do texto. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. despachos. Compreensão e interpretação de Texto. autarquias. princípios da administração pública. 7. fatos da administração pública: atos da administração pública e fatos administrativos. discricionariedade. e do Vice-Governador. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. 21. Coerência textual. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. 22. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. atos administrativos simples. SEÇÃO III Da Presidência. acentuação gráfica e pontuação gráfica. atribuições. administração direta e indireta. 17. SEÇÃO I Disposições Gerais. Constituição Federal de 1988. os atos administrativos em espécie. principais setores de atuação da polícia administrativa. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. anulação e convalidação do ato administrativo. atos administrativos nulos e anuláveis. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais.Resolução nº 201. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. CAPÍTULO IV Das Emendas. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. competência administrativa: conceito e critérios de distribuição. Sinonímia e Antonímia. Emprego das classes gramaticais. 8. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. 11. entidades paraestatais. pressupostos e classificação. ordem de serviço. polícia judiciária e polícia administrativa. 9. Metáfora e metonímia. Poderes da administração pública: hierarquia. Comunicação Oficial: elaboração de Documentos Oficiais (relatório. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. elementos. CAPITULO III Dos Requerimentos. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. avocação e delegação de competência. requerimento). órgão público: conceito e classificação. fontes do direito administrativo. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. 13. SEÇÃO IV Do Veto. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. Progressão referencial. SEÇÃO I Disposições. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. fundações públicas. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. 2. 20. complexos e compostos. 16. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias.784/1999. CAPÍTULO III Da Audiência Pública. 10. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. bilaterais e multilaterais. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. ato administrativo inexistente. Administração pública: conceito de administração pública sob os aspectos orgânico. 19. ata. do Governador. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. do Governador. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. DIREITO ADMINISTRATIVO Direito administrativo: os diferentes critérios adotados para a conceituação do direito administrativo.Língua Portuguesa: Ortografia. vícios do ato administrativo. CAPÍTULO III Da Audiência Pública 1. parecer: responsabilidade do emissor do parecer. processo administrativo. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. cargo e funções. Mecanismo de coesão textual. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. atos administrativos gerais e individuais. teoria dos motivos determinantes. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. liberdades públicas e poder de polícia. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. 18. regime jurídico-administrativo: princípios do direito administrativo. poder hierárquico e suas manifestações. SEÇÃO II Das Atas. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. ofício. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. revogação. Formação de palavras novas e sentidos novos na língua. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. SEÇÃO VI Das Vagas. SEÇÃO IV Do Veto. ausência de competência: agente de fato. 6. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. Contextualização. e do Vice-Governador. formação do ato administrativo: elementos. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. sociedades de economia mista. procedimento administrativo. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. atos administrativos vinculados e discricionários. 12. Progressão sequencial. Uso dos operadores argumentativos. poder de polícia. eficácia e autoexecutoriedade de ato administrativo. Lei nº 9. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. poder disciplinar. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. validade. Uso dos tempos verbais. portaria. 3. Serviços públicos: 38 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. empresas públicas e privadas. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. Ambiguidade. da Ata e do Diário da Assembleia. teoria das nulidades no direito administrativo. SEÇÃO V Dos Secretários. objeto do direito administrativo. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. Regência verbal e nominal. carta. formal e material. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. 14. Adequação vocabular. cassação. Concordância verbal e nominal. requisitos. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. o silêncio no direito administrativo. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. 4.

Normas gerais. Defesa do Estado e das instituições democráticas. autorização e delegação. Ministros de Estado. O Distrito Federal. Prerrogativas parlamentares. prerrogativas e responsabilidades. serviços delegados. métodos.666/1993 e suas alterações. preceitos constitucionais. Instrução Normativa do STN nº 1/1997. Disposições gerais. Planejamento.429/1992 e suas alterações). Habeas corpus. Exame in abstracto da constitucionalidade de proposições legislativas. Princípios fundamentais. procedimento. Territórios.109/2013. permissão e autorização. zonas fortificadas e de fronteira. Direito financeiro na Constituição de 1988: normas gerais e orçamento. Princípios gerais. Decreto nº 7. Controle. do Distrito Federal e dos territórios. exigência constitucional de concurso público para investidura em cargo ou emprego público. Poder Executivo. Conselho Nacional de Justiça. Supremacia da Constituição. Conceito e objeto. sistemas de controle jurisdicional da administração pública: contencioso administrativo e sistema da jurisdição una.480/2005. Poder constituinte. Servidores públicos. DIREITO FINANCEIRO E TRIBUTÁRIO Direito financeiro. hipóteses de manifestação obrigatória. terras devolutas. Conceito e classificação de despesa pública. sanções penais. vedações. Repartição das receitas tributárias. modalidades. Direitos sociais. ingresso e receitas. controle interno e externo. mandado de segurança. Finanças públicas. Organização do Estado. formalização. Mecanismos de freios e contrapesos. portos. representação e reclamação administrativas. tipos e formas de controle. Conceito e classificação de crédito público. Responsabilidade civil do Estado: responsabilidade patrimonial do Estado por atos da administração pública: evolução histórica e fundamentos jurídicos. controle administrativo. reclamação. permissão e concessão de uso. Poder legislativo.112/1990 e suas alterações. Interpretação das normas constitucionais. espécies e natureza jurídica. Lei de Improbidade Administrativa (Lei nº 8. Conceito. desapropriação. Estrutura. Intervenção no domínio econômico. Intervenção dos estados nos municípios. regime disciplinar e processo administrativo-disciplinar. Lei nº 8. normas gerais de licitação. ocupação temporária. Nacionalidade. teorias subjetivas e objetivas da responsabilidade patrimonial do Estado. Lei nº 10. extinção da concessão de serviço público e reversão dos bens. controle da atividade financeira do Estado: espécies e sistemas. Poder constituinte originário. Estados federados. Despesa pública. Agentes públicos e servidores públicos: agentes públicos (servidor público e funcionário público). mandado de injunção e habeas data. deveres e responsabilidades dos servidores públicos civis. Ação declaratória de constitucionalidade. Lei Complementar nº101/2000 (Lei de Responsabilidade Fiscal). Fiscalização contábil. domínio público terrestre: evolução do regime jurídico das terras públicas (urbanas e rurais) no Brasil. servidões administrativas. permissão. Características. estágio probatório. Conceito. Municípios. zoneamento. Licitação: conceito.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 concessão. revogação e anulação. Militares dos estados. Ação direta de inconstitucionalidade. Destinação de recursos públicos para o setor privado. controle pelos tribunais de contas. inexecução. ocupação. Administração pública. organização e competências. princípios e objeto. Intervenção na propriedade: tombamento. Controle concreto e abstrato de constitucionalidade do direito municipal. controle jurisdicional da administração pública no direito brasileiro. Receita pública.320/1964. Portaria CGU nº 335/2006. Gestão patrimonial. Disposições gerais. Bens públicos: classificação e caracteres jurídicos. direitos. funcionário ocupante de cargo em comissão. concessão de domínio pleno. Arguição de descumprimento de preceito fundamental. controle parlamentar. Classificação das receitas públicas. Princípios orçamentários. convênios e consórcios. Despesa pública. conceito de serviço público. Partidos políticos. Advocacia e defensoria pública. quando age em acordo e quando age em desacordo com tais manifestações. Crédito público. limitações administrativas. fiscalização e prestação de contas. Direitos e deveres individuais e coletivos. convênios e consórcios administrativos. Receita pública. princípios e limites. execução.520/2002 e suas alterações. natureza jurídica da relação de emprego público. Conselho da República e de Defesa Nacional. Organização dos poderes no Estado. Natureza jurídica. agrícola e fundiária e reforma agrária. 39 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. Ação direta de inconstitucionalidade interventiva. Poder Judiciário. Limitações do poder de tributar. dos estados e dos municípios. florestas. . dispensa. objeto. entendimentos com caráter normativo exarado por tal corte de contas. funcionamento e atribuições. Processo legislativo. Aplicabilidade das normas constitucionais. Ordem social. classificação e garantias. garantias. Tribunal de Contas da União. Advocacia pública. Tribunal de Contas da União e suas atribuições. Orçamento público. Contratos administrativos: conceito. natureza jurídica do domínio público. advocacia pública consultiva. utilização dos bens públicos: autorização. Intervenção federal. Comissões parlamentares de inquérito. sistema de registro de preços. Leis orçamentárias: espécies e tramitação legislativa. vias públicas. Órgãos do Poder Judiciário: organização e competências. responsabilidade patrimonial do Estado por atos da administração pública no direito brasileiro. Disciplina constitucional dos precatórios. Ação direta de inconstitucionalidade por omissão. Lei nº 8. Procuradoria do Estado e Procuradoria da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. Direitos políticos. Disposições preliminares. Poder constituinte derivado. Sistema financeiro nacional. A União. Lei nº 4. recurso de administração. Política urbana. pedido de reconsideração e recurso hierárquico próprio e impróprio. Direitos e garantias fundamentais. sistema de correição do poder executivo federal — Decreto nº 5. Impostos da União. Controle da constitucionalidade: sistemas gerais e sistema brasileiro. Sistema tributário nacional. elementos e classificações. bem como demais disposições normativas relativas ao pregão. Controle abstrato de constitucionalidade. aforamento. Controle da administração pública: conceito. usuário do serviço público.128/2010. inexigibilidade e vedação. Dívida e endividamento. Transparência. peculiaridades e interpretação. controle e fiscalização. Funções essenciais à justiça. Lei de Responsabilidade Fiscal. prescrição administrativa. Controle incidental ou concreto. aspectos de responsabilidade do parecerista pelas manifestações exaradas e do administrador público. formas de provimento e vacância dos cargos públicos. financeira e orçamentária. cemitérios públicos. Fiscalização financeira e orçamentária. funcionário efetivo e vitalício: garantias. DIREITO CONSTITUCIONAL Constituição: conceito. Decreto nº 8. revisão e rescisão. requisição da propriedade privada. caracteres jurídicos. Ministério Público: princípios. Estado federal brasileiro. Transferências voluntárias. Presidente da República: atribuições. Organização político-administrativa. obrigatoriedade. finais e transitórias. polícia edilícia. Orçamentos. Princípios gerais da atividade econômica. finalidades. Ordem econômica e financeira.

inelegibilidade (Lei Complementar nº 64/1990 e alterações posteriores).137/1990.538/2003.284/2006 e suas alterações). Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte (Lei Complementarnº123/2006). imposto sobre a exportação. ações de controle de constitucionalidade.938/1981 e suas alterações. imposto sobre transmissão inter vivos. valorização sustentável. elegibilidade e partidos políticos) de que trata o Capítulo IV do Título I da Constituição Federal de 1988 em seus arts. ação anulatória de débito fiscal. Resolução do CNRH nº16/2001. taxa. imposto. delegados partidários perante o alistamento. leis complementares. tutela judicial do meio ambiente — ação civil pública. contribuição de melhoria. Decreto nº 99. Impugnação de registro de candidatura: competência para julgamento. distinção entre imunidade.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 Dívida pública. solidariedade.444/1985. DIREITO ELEITORAL Conceito e fontes. sujeito passivo. Lei nº10. responsabilidade dos sucessores. capacidade tributária. imposto sobre serviços de qualquer natureza. Dívida ativa da União de natureza tributária e não tributária. Sistema Tributário Nacional: limitações do poder de tributar. participação. precaução. ainda que as operações e as prestações se iniciem no exterior. deveres genéricos e específicos em relação ao meio ambiente. extinção do crédito tributário. Câmara Superior de Recursos Fiscais. incompatibilidades. tratados internacionais. poluidor-pagador e usuário-pagador. Organização da Justiça Eleitoral: composição e competências. objetivos e categorias. ação de repetição de indébito. Lei nº 7. transferência e encerramento. Espaços territoriais especialmente protegidos: áreas de preservação permanente e reserva legal. Princípios constitucionais relativos aos direitos políticos (nacionalidade. a qualquer título. imunidades em espécie. mandado de injunção ambiental. DIREITO AMBIENTAL Direito ambiental constitucional: meio ambiente como direito fundamental. garantias e privilégios do crédito tributário. prazos e suspensão por decisão judicial dos efeitos da inelegibilidade. Fontes do direito tributário: Constituição Federal. Domicílio eleitoral. Vigência. exclusão de crédito tributário. federalismo e meio ambiente: sistemas de competência dos entes federados. sustentabilidade. atos do poder executivo federal com força de lei material. ação declaratória da inexistência de relação jurídico tributária. pró-monumento. seguro ou relativas a títulos e valores mobiliários. Administração tributária: fiscalização. mandado de segurança individual e coletivo. competências administrativa. Florestas e demais formas de vegetação: Resoluções do CONAMA nº 302/2002 e 303/2002. princípios do direito tributário. Política urbana: diretrizes. SNUC (Lei nº 9.274/1990 e suas alterações. Processo judicial tributário: ação de execução fiscal. Resolução TSE nº 21. Recursos hídricos: Lei nº 9. ação popular. 14 a 17. Partidos políticos (Constituição 40 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. Responsabilidade ambiental: administrativa. Lei nº 6. SISNAMA: estrutura e funcionamento. Ilícito tributário: ilícito administrativo tributário. significado de gestão e de concessão florestal.257/2001 e suas alterações. exceto os de garantia. Resolução do CONAMA nº 1 —Estudo e Relatório de Impacto Ambiental (EIA-RIMA) —. revisão e correição eleitorais. ilícito penal tributário. ação de consignação em pagamento. espécies. por natureza ou acessão física. . ação civil pública.996/1982 e suas alterações. decretos regulamentares. participação e informação. legislativa e jurisdicional. Ministério Público Eleitoral: atribuições. domicílio tributário. certidões negativas. leis ordinárias e atos equivalentes. imposto sobre produtos industrializados. obrigação principal e acessória. imposto sobre renda e proventos de qualquer natureza. cultural e do trabalho. cancelamento e exclusão de eleitor. papel do Ministério Público na defesa do meio ambiente. poluição e poluidor. instrumentos de proteção (técnicos e econômicos). artigos 182 e 183 da Constituição Federal de 1988. Alistamento eleitoral: Lei nº 4. Resolução do CONAMA nº 237 —licenciamento ambiental —. instrumentos e competência. Conselho Administrativo de Recursos Fiscais. interpretação e integração da legislação tributária. procedimentos. tutela extrajudicial do meio ambiente. Processo administrativo tributário: princípiosbásicos.433/1997 e suas alterações —instrumentos de gestão. contribuições. Elegibilidade: conceito e condições. gestão de florestas públicas (Leinº 11. uso compatível com a natureza do bem. civil e penal. modalidades de lançamento. Competência tributária: classificação. Impostos da União: imposto sobre a importação de produtos estrangeiros. Impostos dos estados e do Distrito Federal: imposto sobre transmissão causa mortis e doação de quaisquer bens ou direitos. Impostos dos municípios: imposto sobre a propriedade predial e territorial urbana. delegacias da Receita Federal de Julgamento.830/1980. crimes contra a ordem tributária. imunidade tributária. Lei nº 4. espécies.985/2000 e suas alterações): tipos de unidades. sujeito ativo. convênios. segunda via. solidariedade. Lei nº 6. repartição das receitas tributárias. fatos geradores de inelegibilidade. prescrição. imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação. representação fiscal para fins penais. responsabilidade por infrações. Lei nº 9. isenção e não incidência. ação penal pública. Crédito tributário: constituição de crédito tributário.737/1965 e suas alterações. Política Nacional de Meio Ambiente: objetivos. função socioambiental da propriedade. Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (SINGREH). ação cautelar fiscal. determinação e exigência do crédito tributário. 225 da Constituição Federal de 1988. natureza jurídica. Lei nº 8. imposto sobre grandes fortunas. aplicação. Lei nº 6. Obrigação tributária: definição e natureza jurídica. dano ambiental. imposto sobre propriedade de veículos automotores. Princípios de direito ambiental: prevenção.737/1965 (Código Eleitoral) e alterações posteriores. fato gerador. mandado de segurança. Conceito de meio ambiente. por ato oneroso. crimes ambientais: espécies e sanções penais. ato e efeitos da inscrição. atos exclusivos do poder legislativo. cooperação. solidariedade intergeracional. preservação do sítio e proteção do entorno. prazos e efeitos recursais no âmbito da Lei Complementar nº 64/1990 e alterações posteriores. bem como cessão de direitos a sua aquisição. princípios da tutela do patrimônio cultural: cooperação. exercício da competência tributária. de bens imóveis.605/1998 e suas alterações. art. processos ecológicos essenciais. capacidade tributária ativa. lançamento. empréstimo compulsório. suspensão do crédito tributário. ecossistemas. câmbio. responsabilidade de terceiros. responsabilidade tributária. artificial. Resolução do CONAMA nº 378 —empreendimentos potencialmente causadores de impacto ambiental nacional ou regional. e de direitos reais sobre imóveis. biodiversidade. imposto sobre operações de crédito. dívida ativa. imposto sobre a propriedade territorial rural. bens ambientais e seus desdobramentos: meio ambiente natural. normas complementares. Tributo: conceito. informação. acepções e espécies.

o ato de votar. Classificação. Classificações. Pessoa jurídica: conceito e classificação. Teoria da empresa. fim. Mandato. Nulidade e anulabilidade. Lei Complementar nº 108/2001. Conflito intertemporal e interespacial das leis. arrecadação e aplicação de recursos nas campanhas eleitorais: vedações inerentes e sanções. defeitos. lugares da votação. Contrato com pessoa a declarar. Representação. Cláusula penal. Vícios redibitórios. Conduta. destinação. permuta e doação. natureza jurídica. Privatização. impugnações e recursos. competência em matéria criminal eleitoral. competência para diplomar e fiscalização. Responsabilidade civil subjetiva. Direito adquirido e expectativa de direito. atos e negócios jurídicos: conceito. 41-A da Lei nº 9. cancelamento. na Internet e por outros meios (Código Eleitoral.300/2006). efeitos e prazos. Bens públicos e privados: regime jurídico. Dívidas de valor. processo penal eleitoral: ação penal. encerramento da votação. Direitos da personalidade. substituição. abuso de poder e corrupção no processo eleitoral: investigação judicial eleitoral (Lei Complementar nº 64/1990 e alterações posteriores). material para votação. Extinção dos contratos.034/2009. Juros. direito de resposta. elementos e classificação. sistema eletrônico de votação. justificação pelo não comparecimento à eleição. locação. Obrigações por declaração unilateral de vontade. Arras. 41/2003 e 47/2005. propaganda eleitoral extemporânea e propaganda irregular (multa). Mora. garantias eleitorais. impugnação no âmbito da Leinº9. Função social do contrato. comodato. propaganda eleitoral em geral. Ações e debêntures. seções eleitorais. EMPRESARIAL E RELAÇÃO DE CONSUMO Direito objetivo. Direito subjetivo. fusão. Normas constitucionais e legais atinentes a inativações e pensões dos militares e servidores públicos civis. programa. Formação do vínculo. Perdas e danos. Lei Federal nº 8. Pressupostos. Adimplemento e extinção das obrigações. rito processual penal eleitoral com aplicação subsidiária do Código de Processo Penal. crimes eleitorais previstos no Código Eleitoral. eficácia. Resolução. Fundações. nulidades da votação.096/1995 e alterações posteriores): conceituação. numeração atribuída aos candidatos. Microempresa. validade e eficácia dos negócios jurídicos. Inadimplemento. condutas vedadas em campanhas eleitorais. Regimes Próprios de Previdência Social dos servidores públicos.504/1997 e alterações posteriores. caráter nacional. Teoria da imprevisão.504/1997 e alterações posteriores. Promessa de fato de terceiro. Exceção de contrato não cumprido. Sociedades por ações. nos tribunais regionais e no Tribunal Superior. incorporação e extinção. Responsabilidade pela guarda ou detenção de animais. Extinção e inexecução. arrependimento. dever eleitoral (voto): sanções ao inadimplemento.504/1997 e alterações posteriores). liberdade e autonomia partidárias. Novas espécies de dano. Transação. corretagem. 41 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. finanças e contabilidade. fusão e cisão. ação de impugnação de mandato eletivo. pressupostos de admissibilidade. Sociedade anônima. Sociedades de Economia Mista. Cláusula geral de responsabilidade civil objetiva. Obrigações em decorrência de ato ilícito. Empresas Públicas. depósito. validade. seguro. Emendas Constitucionais nº 20/1998. acesso gratuito ao rádio e à televisão. representação por captação ilícita de sufrágio (art.887/2004 e suas alterações. regras de transição. estatuto. Dano material e dano moral. fiscalização das eleições. a eleitores residentes nas zonas rurais — Lei nº 6. Compra e venda. Desconsideração da personalidade jurídica. Conceito e elementos essenciais. registro de candidatura: pedido.213/1991 e suas alterações. hierarquia e revogação. Direito Econômico. Domicílio. Sociedades simples e sociedades empresariais. representação proporcional. propaganda partidária.504/1997 e alterações posteriores).504/1997 e alterações posteriores). Contratos típicos. no rádio. Fontes e efeitos das obrigações. diplomação dos eleitos: natureza jurídica.212/1991 e suas alterações. disposições finais da Lei nº 9.717/1998 e alterações. Responsabilidade civil objetiva. resilição edistrato. privilégios e garantias eleitorais (aspectos gerais. na televisão. prestação de contas e sanções dela decorrentes. atos preparatórios da votação. Pagamento indevido. Enriquecimento sem causa. início da votação. liberdade no exercício do sufrágio. Associações. em dias de eleição.091/1974 e alterações posteriores). emancipação. Abuso de direito. Transformação. Concurso de credores. Caso fortuito e força maior. Boa-fé.165/2015. fundo partidário. Fundo de comércio. Fontes do direito. Pessoas. dano e nexo causal. Contratos. mútuo. Contagem recíproca. cessação da incapacidade. voto no exterior.504/1997). Da culpa. criação e registro. capacidade e legitimidade. fiança. recuperação judicial e recuperação extrajudicial. Regimes previdenciários. Princípios. Títulos de crédito: cheque. Compensação entre os regimes. Fatos. pesquisas e testes pré-eleitorais. Lei Federal 8. recurso contra a expedição de diploma. Norma jurídica: características. Eleições (Código Eleitoral.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 Federal. Contrato preliminar. Lei nº 9. comissão.796/1999 e suas alterações. na Lei Complementar nº 64/1990 e na Lei nº 9. letra de câmbio. Repressão ao abuso do poder econômico. prestação de contas de campanha. Responsabilidade pré-contratual. Princípio da conservação dos negócios jurídicos. nota promissória e duplicata. Modalidades. Arras. Evicção. Lei nº 12. Dirigismo contratual. Subscrição de capital. representação por conduta vedada (Lei nº 9. Interpretação das leis. recursos eleitorais em geral: cabimento. polícia dos trabalhos eleitorais. isenção. fornecimento gratuito de transporte. forma e prova. Lei Federal nº 9. registro civil e nome. propaganda na imprensa escrita. Responsabilidade pelo fato da coisa. órgãos apuradores. Dano material e dano moral. Contrato plurilateral. sistema eleitoral: princípio majoritário e proporcional. apuração nas juntas eleitorais. Responsabilidade civil pelo fato de terceiros.504/1997. elementos. homonímia. Falência. classificação. Cessão de direitos. processamento. Bens. Conceito. Conexão de contratos. Lei Federal nº 9. Lei nº 9. Crimes eleitorais: normas gerais. DIREITO PREVIDENCIÁRIO Seguridade Social na Constituição. Código Eleitoral. Prescrição e decadência. modalidades. DIREITO CIVIL. fidelidade e disciplina partidárias.Lei nº 13. Existência. Cessão de contrato. Obrigações. Patrimônio. mesas receptoras. Estipulação em favor de terceiros. disposições gerais. tribunais regionais e Tribunal Superior. Lei da Minirreforma Eleitoral (Lei nº11. Sociedades limitadas. Contrato estimatório. Ausência. Sociedade simples. Responsabilidade civil e sua liquidação. funcionamento parlamentar. sistema eletrônico de votação e da totalização dos votos. Lei Federal nº 10. personalidade. Princípios Constitucionais da Previdência Social. Lei nº 9. incorporação. Transmissão das obrigações. coligações. filiação. convenções para escolha de candidatos. Responsabilidade civil dos incapazes. recursos perante juntas e juízos eleitorais. Contrato de sociedade. . transporte e agência e distribuição. Faculdades e interesses. Lei Complementar nº 109/2001. Defesa da concorrência. Vigência. Pessoa natural: começo. Correção monetária. aplicação.

Inventário e partilha. Meios de sub-rogação e de coerção. Habeas Data. Audiência de conciliação ou de mediação. Litisconsórcio. Pedido de suspensão de liminares e de sentenças. Penhora. Magistratura. Procedimentos. A propriedade em geral. Características. Servidões. fonte e meios. Casamento e união estável. práticas abusivas. Resposta do réu. Objeto. Direitos reais de garantia. Propriedade. Modalidades. Peculiaridades. Instauração da Arbitragem. Impedimento e suspeição. Das despesas. Audiência de instrução e julgamento. Efeitos. Aquisição e perda. Cooperação do Poder Judiciário com a Arbitragem. Distinção em relação às demais funções do Estado. Propriedade em planos horizontais. responsabilidade por vício do produto e do serviço. Contestação e reconvenção. Modalidades e efeitos. Cumulação da ação. Momento e técnica da aferição de sua presença. Garantias constitucionais do processo. execução fiscal e execução de alimentos. Do Incidente de Assunção de Competência. Embargos de declaração. Sucessão legítima e testamentária. Cumprimento provisório e definitivo da sentença. Ação para obtenção do compromisso arbitral. Responsabilidade por dano processual. Responsabilidade patrimonial. alimentos. Continência. Do Incidente de Resolução de Demandas Repetitivas. avaliação e expropriação. Herança jacente e vacante. Proteção contratual. Questões prévias e de mérito. Execução. Direito Processual Constitucional. Indeferimento da petição inicial. Ação rescisória e outras demandas autônomas de impugnação. Impugnação judicial da sentença arbitral. Prevenção. Teoria geral. Declaração de inconstitucionalidade. Ações autônomas de impugnação à execução. Mediação. Inventário e arrolamento. Responsabilidade do Árbitro. vendas a crédito com reserva de domínio. durante e depois do processo arbitral. Execução especial: execução contra a Fazenda Pública. Ação Civil Pública. Compromisso arbitral e cláusula compromissória. Competência. Pressupostos processuais. Direito intertemporal e aplicabilidade do novo diploma. responsabilidade pelo fato do produto e do serviço. uso e habitação. Apelação. Limites subjetivos e objetivos. Efetivação da tutela específica ou obtenção de tutela pelo resultado prático equivalente. Assistência judiciária. Da formação. Princípios. Modalidades de intervenção de terceiros. Liquidação. Ministério Público. cobrança de dívidas e banco de dados e cadastros de consumidores. publicidade. Comunicação dos atos processuais. Classificações. ações de divisão e demarcação. classificação. oposição. Remédios de tutela em face do Poder Público. Princípios constitucionais e infraconstitucionais do processo civil. Juízo de admissibilidade. conteúdo e efeitos. Modalidades de aquisição e perda. aquisição e perda. dos honorários advocatícios e das multas. Enfiteuse. Critérios de fixação e de modificação. Conceitos. Execução para a entrega de coisa. Contratos de adesão. Tutela dos interesses transindividuais. Poder Geral de Cautela. O termo de ajustamento de conduta. embargos de terceiro. Classificação da tutela jurisdicional. Requisitos e defeitos. A propriedade fiduciária. Tutela Provisória de Urgência e de Evidência. Provas em espécie e sua produção. Revelia. Vícios das sentenças. Pagamento ao credor. Regime de invalidades processuais. Ação de Improbidade Administrativa. Prazos processuais. Efeitos e defesa. Ações possessórias. Sonegados. Institutos e normas fundamentais do processo civil. Agravo de Instrumento e Agravo Interno.437/92 e Lei nº 12. restauração de autos. Conexão. Espécies. Custas judiciais e emolumentos dos serviços notariais e de registros no Estado do Tocantins. Ação de dissolução parcial de sociedade. Das práticas comerciais: Regras gerais. Lei nº 8. Ônus da prova. Usufruto. Efeitos. Características. Deveres das partes e dos procuradores. Dos recursos para o Supremo Tribunal Federal e para o Superior Tribunal de Justiça. Sentença. Ação Popular. Pressupostos. Conceito. Correção judicial dos contratos. Sucessão das partes e dos procuradores. A função social da propriedade. Lei nº 9. Da Homologação de Decisão Estrangeira e da Concessão de Exequaturà Carta Rogatória. Recursos. evolução. tempo e lugar. Posse. Parcelamento do solo urbano. do Conselho Nacional de Justiça). Processo. Competência. para execução de obrigação de fazer. Limites à intervenção estatal na autonomia privada. Ação de consignação em pagamento. Embargos de divergência. Regimento Interno do Tribunal de Justiça do Tocantins. Juízo de admissibilidade da demanda e seus efeitos. 42 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. Título executivo: espécies e requisitos. Súmulas Vinculantes. Cabimento. DIREITO PROCESSUAL CIVIL Lei nº 13. Provas. Relativização da coisa julgada. Limitações impostas à propriedade. Qualidade de produtos e serviços. Atos processuais eletrônicos. Elementos. Técnica de julgamento para superação de divergência. Relações de Consumo. Direito de superfície. Procedimento dos Juizados Especiais Cíveis e Juizados Especiais da Fazenda Pública. Promessa de compra e venda de imóvel. Propriedade imobiliária. Mecanismos de valorização. Julgamento conforme o estado do processo. Do Incidente de Arguição de Inconstitucionalidade. A propriedade móvel. ação monitória. Condições da ação. Controle de constitucionalidade das leis e atos normativos. Petição inicial. Conceito e natureza. Mandado de Injunção. Direitos de vizinhança. Ação de exigir contas. Atos atentatórios à dignidade da justiça. Procedimento. Precedentes judiciais. Providências preliminares e do saneamento.105.016/09. A propriedade imobiliária urbana. Defensoria Pública. Da Reclamação. defesa do executado no cumprimento de sentença e na execução de título extrajudicial. Órgãos auxiliares da justiça. habilitação. Ação. Prova atípica e prova ilícita. Prevenção e reparação dos danos: Proteção à saúde e segurança. Sucessões. Direitos reais sobre coisa alheia. Organização judiciária. A propriedade resolúvel. Mecanismos processuais e respectivos procedimentos. Ação e tutela jurisdicional. Dos pronunciamentos do órgão jurisdicional. Funções essenciais à Justiça. Conceitos e princípios. Da citação e das intimações. Ações falimentares. da suspensão e da extinção do processo. Juizados Especiais Federais. Defesa direta e indireta. Julgamento liminar de improcedência. Coisa julgada. Produto e serviço. Partes e terceiros no processo civil. Procedimento. Noção de consumidor e de fornecedor de produto e serviço. A fixação do valor da causa e asformas de sua impugnação. Impedimento e Substituição do Árbitro. Procedimento. não fazer e dar coisa certa e incerta. Conceito. Recursos aos tribunais superiores. Modalidades. Conceito e natureza. de 16 de março de 2015. Tutelas de urgência antes. Meios alternativos de solução de conflito (Resolução nº 125 de 29 de novembro de 2010. Usucapião. Espécies. . Da Política Nacional de Relação de Consumo. Objeção de préexecutividade. Procedimentos especiais. Sanções administrativas. Jurisdição. Elementos da ação. Hipóteses. Condomínio. Cumprimento de sentença para pagamento de quantia. Remessa necessária. Composse. Princípios e direitos básicos do consumidor. Mandado de segurança. Incorporação. oferta. Execução por quantia certa contra devedor solvente. Espécies.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 Responsabilidade dos administradores de sociedades. Advocacia Pública e Privada. Teoria geral dos recursos.868/99. Arbitragem. Conceito. Forma. Procedimento comum. Preclusões. Atos processuais. Autonomia do Direito Processual.

erro sobre elementos do tipo. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. Ações de Direito de Família. Processos em espécie: processo comum.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 Procedimentos diferenciados. Ação Consignatória. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. Relações jurisdicionais com autoridade estrangeira. Crimes contra a propriedade imaterial. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. formas do procedimento. Testamento e Codicilo. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. culpabilidade: teorias. relevância da omissão. Interdição. Tutela. Aplicação da lei penal: princípios da legalidade e da anterioridade. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. pena cumprida no estrangeiro. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. Crimes hediondos (Lei nº 8. CAPÍTULO II Dos Projetos. Decreto Lei nº 201/67. Divórcio. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. Nulidades. acusado e defensor. coação irresistível e obediência hierárquica. execução das penas em espécie e incidentes de execução. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. Sub-rogação. erro sobre a ilicitude do fato (erro de proibição). Inquérito policial. Disposições constitucionais aplicáveis ao direito penal. Inventário e Partilha Extrajudiciais. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. procedimento e relação jurídica processual. Crimes contra a paz pública. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. a lei penal no tempo e no espaço. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. princípios gerais e informadores do processo. SEÇÃO VII Das Reuniões. Prisão e liberdade provisória. Ação civil. Crimes contra a pessoa. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. pretensão punitiva. Competência. teorias do crime. Bens dos Ausentes.259/2001. Citações e intimações. Prazos: características. Entendimento dos tribunais superiores acerca dos institutos de direito processual penal. CAPITULO III Dos Requerimentos. Herança Jacente. Crimes contra a incolumidade pública. prisão temporária (Lei nº 7. Crimes contra a dignidade sexual. do Governador. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. interceptação telefônica (Lei nº 9. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. aplicação da pena. Fontes do direito processual penal. SEÇÃO I Disposições. Punibilidade e causas de extinção.038/1990 e suas alterações). da Ata e do Diário da Assembleia. SEÇÃO I Disposições Gerais. reabilitação. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. Disposições constitucionais aplicáveis ao direito processual penal. elementos identificadores da relação processual. elementos e causas de exclusão. assistentes e auxiliares da justiça. Coisas Vagas. analogia. Execução penal (Lei nº 7. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. SEÇÃO II Das Atas. Ministério Público. no espaço e em relação às pessoas. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. Alienação. Medidas de segurança. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. CAPÍTULO IV Das Emendas. SEÇÃO IV Do Veto.Resolução nº 201.210/1984 e suas alterações). arrendamento ou oneração de bens de incapazes. princípios aplicáveis ao direito penal. o fato típico e seus elementos. processos especiais. execução das medidas de segurança. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. concurso de crimes. tipos de processo penal. eficácia da sentença estrangeira. interpretação da lei penal. 313 ÁREA MÉDICA Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . descriminantes putativas. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. frações não computáveis da pena. Divórcio e separação consensuais. erro sobre a pessoa. Ação penal. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. culposo e preterdoloso. suspensão condicional da pena. Juiz. Concurso de pessoas. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. Características. Sentença e coisa julgada. Prova. SEÇÃO III Da Presidência. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. efeitos da condenação. agravação pelo resultado.296/1996). Habeas corpus e seu processo. Penas: espécies de penas. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. arrependimento posterior. lei penal excepcional. relação de causalidade. SEÇÃO V Dos Secretários. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação.960/1989). Crime: classificação dos crimes. pena da tentativa. SEÇÃO VI Das Vagas. Juizados especiais criminais (Lei nº 9. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. Crimes contra o patrimônio. Emancipação. Crimes contra a fé pública. superveniência de causa independente. Alteração do regime de bens do matrimônio.826/03 (Estatuto do Desarmamento). TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. Ações locatícias. CAPÍTULO V Do 43 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. crimedoloso. Aplicação da lei processual no tempo. especial e temporária. tempo e lugar do crime. .072/1990 e suas alterações). cominação das penas. normas procedimentais para os processos perante o Superior Tribunal de Justiça e o Supremo Tribunal Federal (Lei nº 8. Procedimentos Especiais de Jurisdição Voluntária. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. Crimes contra a família. excesso punível. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. Imputabilidade penal. Entendimento dos tribunais superiores acerca dos institutos de direito penal. ilicitude e causas de exclusão. Alienações Judiciais. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO III Do Grande Expediente. e suas alterações). Disposições gerais do Código de Processo Penal. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. princípios e contagem. princípios aplicáveis ao direito processual penal. Crimes contra a organização do trabalho. que trata sobre os crimes praticados por Prefeitos e Vereadores. Organização e fiscalização das fundações. Alienação de quinhão em coisa comum. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. Crimes contra o sentimento religioso e contra o respeito aos mortos. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. Extinção consensual de união estável. Questões e processos incidentes. jurisdição. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. Lei nº 10.099/1995 e Lei nº10. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. Extinção do usufruto e de fideicomisso. Recursos em geral. Crimes contra a administração pública. irretroatividade da lei penal. crime impossível. Processo. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. territorialidade e extraterritorialidade da lei penal. crime consumado e tentado. atos de terceiros. contagem de prazo. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. desistência voluntária e arrependimento eficaz. disposições preliminares do Código de Processo Penal. e do Vice-Governador. livramento condicional. Ação de Despejo. Ação penal. conflito aparente de normas penais. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. DIREITO PENAL E PROCESSUAL PENAL Fontes do direito penal. Ação Revisional. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. erro determinado por terceiro.

CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. pares cranianos. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. infecções odontogênicas. Reforma Sanitária e Modelos Assistenciais de Saúde – Vigilância em Saúde. CAPÍTULO III Da Audiência Pública. Doenças de notificação compulsória. dermatológicas. Tratamento e prevenção de doenças: reumática. neoplasias malignas. rubéola. difteria. SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. SEÇÃO III Da Presidência. SEÇÃO III Do Grande Expediente. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. injurias físicas e químicas da cavidade oral. Anatomia: osteologia. cirurgia ortognática. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. Emergências clínicas. Epidemiologia e Fisiopatologia. esquistossomose. leptospirose. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. . CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. pediátricas. Abordagem das queixas comuns em serviços de urgência. cirurgia da articulação temporomandibular. principais manifestações das doenças dos sistemas específicos e distração osteogênica. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. patologia das glândulas salivares. SEÇÃO I Disposições Gerais. cistos odontogênicos. SEÇÃO V Dos Secretários. pâncreas. tracoma. SEÇÃO III Da Presidência. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. hiperplasias e neoplasias benignas. coqueluche. espaços teciduais potenciais. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. hematológica. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. anestesia local. Políticas de descentralização e atenção primária à Saúde. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. infectocontagiosas. toxoplasmose. doenças dos ossos e das articulações. nutricionais e metabólicas do sistema endócrino. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. panorâmicas e extraorais. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. poliomielite. eliminação. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. do Governador. Epidemiologia. vasoconstrictores. Radiologia oral e maxilofacial: radiografias dentárias. antibióticos. hanseníase. Atualidades sobre Saúde Pública e Medicina Geral. respiratórias. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. alterações de desenvolvimento das estruturas orais e periorais. infecções por anaeróbicos. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. dentes inclusos. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. Doenças infecciosas e Transmissíveis: sarampo. da Ata e do Diário da Assembleia. e do Vice-Governador. Indicadores de nível de saúde da população. SEÇÃO I Disposições. analgésicos. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. psiquiátricas. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. AIDS. traumatologia. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. neurológicas. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. viroses. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. miologia. SEÇÃO II Das Atas.operatório. fraturas faciais. neoplasias odontogênicas. SEÇÃO I Disposições. SEÇÃO VI Das Vagas. doenças sexualmente transmissíveis. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. SEÇÃO VII Das Reuniões. Clínica cirúrgica: pré e pós. ginecológicas. Farmacologia: vias de introdução dos medicamentos. Código de Processo Ético. biotransformação. estreptococcias. hemorragia e hemostasia. Código de Ética Médica.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 Decoro Parlamentar. exodontia. SEÇÃO IV Do Veto. interpretação radiográfica. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do. SEÇÃO V Dos Secretários. CAPÍTULO III Da Audiência Pública Indicadores de saúde. doença de Chagas. CAPITULO III Dos Requerimentos. virais e micóticas. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. sistema de notificação e de vigilância epidemiológica e sanitária. Medicina Social e Preventiva. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. CAPÍTULO II Dos Projetos. sistema hepatoliar. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. malária. lesões radiolúcidas e radiopacas dos maxilares 315 ÁREA PEDAGÓGICA Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . imunológicas. estafilococcias. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. cistos não odontogênicos. tétano. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação.Resolução nº 201. raiva. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. lesões radiopacas dos maxilares.Resolução nº 201. antiinflamatórios. Organização da Atenção Básica no Sistema Único de Saúde. SEÇÃO V Dos 44 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. 314 ÁREA ODONTOLÓGICA Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . articulação temporomandibular e seios da dura-máter. ortopédicas. cardiovasculares. história natural e prevenção de doenças. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. Saúde Pública. leichmaniose. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. varicela. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. gastrintestinal. cirurgia préprotética. absorção. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. Exames complementares invasivos e não invasivos de uso frequente na prática clínica diária. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. renais e do trato urinário. lesões pré-malignas. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. doença menigocócica. lesões radiolúcidas dos maxilares. CAPÍTULO IV Das Emendas. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões. infecções bacterianas. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. lesões pulpoperiapicais. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. Hipertensão arterial. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. Manifestações clínicas e diagnósticas. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. anestésicos locais. febre tifóide. vascularização e fáscias da cabeça e pescoço. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. complicações bucossinusais. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados.

SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. SEÇÃO I Disposições.O papel da pesquisa na formação do professor. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. SEÇÃO III Do Grande Expediente. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões.394 / 96. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. O papel dos vínculos afetivos na aprendizagem. da Ata e do Diário da Assembleia. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. Estatuto da Criança e do Adolescente (Art. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. SEÇÃO IV Da Presidência das Comissões. da Ata e do Diário da Assembleia. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. SEÇÃO VII Das Reuniões. PESQUISA EDUCACIONAL . CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. SEÇÃO II Das Atas. SEÇÃO IX Da Admissibilidade e da Apreciação das Matérias pelas Comissões.571/2008). CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. SEÇÃO III Das Comissões Temporárias: SUBSEÇÃO I Das Disposições Gerais. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. CAPÍTULO II Dos Projetos. CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. 53 a 73 e 129 a 144). . 45 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins.A avaliação como parte integrante do processo de ensinoaprendizagem. SEÇÃO I Disposições Gerais. modernas e pós-modernas). ORGANIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO/LEGISLAÇÃO EDUCACIONAL/POLÍTICAS EDUCACIONAIS Bases legais que norteiam a educação brasileira. SUBSEÇÃO II Dos Prazos. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. objetos e métodos da avaliação. 58 a 67. Funções da avaliação escolar e a análise dos resultados. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. A legislação que trata da educação especial no Brasil (Decreto Nº 6. A relação sociedade e teorias pedagógicas. SEÇÃO VII Das Reuniões. SUBSEÇÃO IV Da Comissão de Representação. CAPÍTULO IV Das Emendas. SEÇÃO VI Das Vagas. SEÇÃO II Do Pequeno Expediente. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. materiais curriculares e recursos didáticos. AVALIAÇÃO EDUCACIONAL . CAPITULO III Dos Requerimentos. SEÇÃO II Da Comissão Executiva. CAPITULO II Das Petições e Representações e das Outras Formas de Participação. SEÇÃO I Disposições Gerais. 01 a 34. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. A constituição da personalidade do indivíduo e suas relações com a educação. CAPÍTULO II Das Comissões: SEÇÃO I Das Disposições. SUBSEÇÃO II Das Comissões Permanentes e suas Competências. SUBSEÇÃO II Das Comissões Especiais. do Governador. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei. SUBSEÇÃO I Da Composição e Instalação. SEÇÃO III Do Diário da Assembleia. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional . e do Vice-Governador. interdisciplinaridade e transversalidade. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. Pensamento pedagógico brasileiro.Resolução nº 201. FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO Educação e Filosofia. CAPÍTULO V Das Medidas Provisórias. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. Planejamento educacional. TÍTULO IX: Da participação da Sociedade: CAPÍTULO I Da Iniciativa Popular de Lei.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 Impedimentos e Ausências. 37 a 38. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. A organização e a estrutura dos sistemas de ensino no Brasil. 316 ÁREA PUBLICIDADE Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins . CAPÍTULO II Dos Projetos. CAPÍTULO III Da Audiência Pública. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. DIDÁTICA E PRÁTICAS DE ENSINO . Pressupostos epistemológicos: teorias do conhecimento. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. SEÇÃO I Das Disposições Gerais. A constituição histórica da escola pública brasileira. O processo ação-reflexão-ação no desenvolvimento do trabalho pedagógico. SEÇÃO II Da Prestação e Tomada de Contas. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do.Teorias curriculares (clássicas. SEÇÃO III Do Grande Expediente. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica. SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. do Governador. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. CAPÍTULO II Dos Projetos de Iniciativa do Governador do Estado com Solicitação de Urgência. SEÇÃO VIII Dos Trabalhos. Artigos 205 a 214 da Constituição Federal. Concepções de mundo. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. TÍTULO IV: Das Proposições: CAPÍTULO I Disposições Gerais. SEÇÃO II Das Atas. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. CAPÍTULO II Das Sessões Públicas. SEÇÃO II Requerimentos Sujeitos a Despacho Apenas do.Gestão e organização da sala de aula. CAPÍTULO III Das Matérias de Natureza Periódica.As tecnologias da comunicação e informação nas práticas educativas. Multiculturalismo e educação.Teorias do desenvolvimento e da aprendizagem. CAPÍTULO IV Da Convocação de Suplente. Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. CAPÍTULO II Da Licença CAPÍTULO III Da Vacância. SEÇÃO IV Dos Vice-Presidentes. SEÇÃO II Das Comissões Permanentes. SEÇÃO III Requerimentos Sujeitos à Deliberação do Plenário. SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO . SEÇÃO I Dos Projetos de fixação da remuneração dos Deputados. CAPÍTULO V Do Decoro Parlamentar. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. Currículo. TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS . CAPÍTULO IV Da Questão de Ordem. SEÇÃO IV Do Veto. CAPÍTULO VII Da Divisão Territorial. As políticas educacionais. Práticas avaliativas: sujeitos. SEÇÃO V Dos Secretários. os programas do Governo Federal para o desenvolvimento da educação pública brasileira. homem e educação. CAPÍTULO IV Das Leis Delegadas. SUBSEÇÃO III Das Comissões Parlamentares de Inquérito. HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO A educação como processo de construção histórica. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. CAPITULO III Dos Requerimentos. CAPÍTULO VIII Do Regimento Interno. TÍTULO III: Das Sessões Plenárias: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais. SEÇÃO III Do Plano Plurianual. A pesquisa qualitativa e o trabalho educativo. SEÇÃO IV Do Veto. CAPÍTULO VI Da Licença para Instauração de Processo Criminal contra Deputado. CAPÍTULO VI Das Nomeações Sujeitas à Aprovação da Assembleia. de 18/9/1997: TÍTULO I: Dos Órgãos da Assembleia: CAPÍTULO I Da Mesa Diretora. SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO . SEÇÃO V Dos Impedimentos e Ausências. A Lei nº 9 .Arts. CAPÍTULO III Das Sessões Secretas. A educação brasileira na contemporaneidade: desafios e avanços. SEÇÃO I Da Questão de Ordem. CAPÍTULO IV Das Emendas. TÍTULO VI Das Matérias Sujeitas a Disposições Especiais:: CAPÍTULO I Da Proposta de Emenda à Constituição do Estado. SEÇÃO VI Das Vagas. TÍTULO VIII: Dos Deputados: CAPÍTULO I Do Exercício do Mandato. TEORIAS PEDAGÓGICAS Teorias educacionais. CURRÍCULO (TEORIA E PRÁTICA) . SUBSEÇÃO I Da Ordem dos Trabalhos. e do Vice-Governador. SEÇÃO III Da Presidência.A relação educação e sociedade: a função social da escola.

Ecossistema publicitário. Marcas: expressões e sensorialidades. hipermí. 08. 02. etnografia. 18 de outubro de 2016. . Métodos e técnicas de pesquisa aplicada: qualitativa. semiótica. Empreendedorismo e inovação em publicidade. estruturação e apresentação de campanha. transmídia. estudos de tendências. 15. 03. Palmas-TO. OSIRES RODRIGUES DAMASO Presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins 46 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. O mercado da comunicação e do marketing: estrutura. hibridismo. PIB.dia. Gestão e semiótica das marcas. 12. oferta e demanda. 09. desenvolvimento e mercado publicitário. Pesquisa aplicada ao planejamento publicitário. 06. Planejamento publicitário. Produtos e serviços. Fluxos econômicos. 14.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 CAPÍTULO III Da Audiência Pública. Promoção de vendas. 11. 01. Características das mídias. etnografia online. 13. Conceito de mídia: mídias plurais. insert e merchandising. 07. 10. crescimento. convergência. renda. Estratégias e técnicas da promoção orientada ao consumidor. Administração em publicidade e propaganda. 04. 05. quantitativa.

candidatas que estiverem amamentando etc. recém-operados. expedido pelo(a)________________________________.Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. . segundo os critérios de viabilidade e razoabilidade.___________________________________________ portador(a) do documento de identificação n.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 EDITAL DE ABERTURA N. conforme as informações prestadas a seguir. o qual terá acesso ao local de realização das provas mediante apresentação do documento original de identidade. 001/2016 . • O candidato que sofreu acidente ou foi operado recentemente ou está acometido por alguma doença deverá entregar este formulário devidamente preenchido com o respectivo atestado médico. inscrição nº _______________. CPF nº. 001 DE 18 DE OUTUBRO DE 2016 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS DO QUADRO DE PESSOAL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO TOCANTINS ANEXO IV – A– REQUERIMENTO DE CONDIÇÕES ESPECIAIS PARA REALIZAÇÃO DAS PROVAS Este formulário destina-se aos candidatos que necessitam de condições especiais para a realização das provas do Concurso Público (recém-acidentados. venho requerer a V. • O candidato que necessitar de tempo adicional para fazer as provas. Sa. ________________________. • A candidata que estiver amamentando deverá anexar ao requerimento uma cópia legível do documento de identificação do acompanhante. 47 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. candidato(a) ao Concurso Público para o cargo de __________________________________________________________________________ do Edital Nº. deverá anexar a este requerimento a justificativa da necessidade.). acompanhada de laudo médico. A Comissão Especial do Concurso da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins Eu. _______________________________________ _____/_____________________ /2016.__________________________________________________________________________. Local ________________________________________________ Assinatura do(a) candidato(a) ATENÇÃO! • As condições especiais solicitadas serão concedidas mediante análise prévia do grau de necessidade. condições especiais para realizar a prova.

AMAMENTAÇÃO Nome completo do acompanhante do bebê _____________________________________________________________________________ Nº do documento de identificação (RG): ___________________Órgão expedidor:____________ Observação: O original desse documento deverá ser apresentado no dia da prova. Local ________________________________________________ Assinatura do(a) candidato(a) 48 Concurso Público para Provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. FÍSICA Registre. 5. a seguir. operado e outros). se for o caso. ass condições necessárias: ____________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________ 4. AUDITIVA Registre. 1. VISUAL Registre. se for o caso.Publicado no Diário da Assembleia Nº 2379 EDITAL DE ABERTURA N. 001 DE 18 DE OUTUBRO DE 2016 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS DO QUADRO DE PESSOAL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO TOCANTINS ANEXO IV –B – REQUERIMENTO DE CONDIÇÕES ESPECIAIS PARA REALIZAÇÃO DAS PROVAS PREENCHA CORRETAMENTE AS INFORMAÇÕES PARA QUE A FUNRIO POSSA ATENDER A SUA NECESSIDADE DA MELHOR FORMA POSSÍVEL. o tipo/doença e as condições necessárias: ___________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________ _______________________________________ _____/_____________________ /2016. as condições necessárias: ____________________________________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________________________________ 3. OUTROS Candidato com outro tipo de necessidade ou temporariamente com problemas graves de saúde (acidentado. . registre. se for o caso. as condições necessárias: ____________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________ 2.