Você está na página 1de 1

14 EDUCAÇÃO ALVORADA | 7 de Maio | 2010

ALUNOS LOURINHANENSES promoveram visita cultural a França

OBSERVATÓRIO DA VIDA das Escolas no Agrupamento D. Lourenço Vicente


Conhecer uma cultura
diferente na Europa
sailles, passando ainda entre cultura diferente e por termos estado
Sofia de Medeiros
sofia.medeiros@alvorada.pt outros locais e monumentos. em contacto com a língua francesa”,
Também subiram a Torre Eiffel melhorando, desta forma, a sua

E
ntre os dias 25 de Feve- e andaram de ‘bateaux- aprendizagem.
reiro e 3 de Março, 39 mouche’. “Pudemos apreciar as Para a angariação de fundos
alunos da Escola Básica maravilhas e o encanto da cidade da para esta visita foram organiza-
2, 3 Dr. João das Regras do Luz e tivemos ainda oportunidade das diferentes actividades, no-
Agrupamento D. Lourenço Vi- de passar um dia na Eurodisney, meadamente o sorteio de caba-
cente viajaram até França para onde nos sentimos crianças outra zes de Natal, a participação na
uma visita cultural. Acompa- vez”, afirmaram os alunos ao AL- “Feira da Batata” e nas feiras do
nhados pelos professores Sílvia VORADA. artesanato e da gastronomia.

“Uma enorme
Barros, Maribel Figueiredo, José A comitiva foi recebida pelo Foram igualmente dinamizadas
Alcides Cardoso e Luís Miguel presidente da Mairie de Deuil- pela BE/CRE da escola a venda
Martins, a comitiva passou pela La-Barre, que está geminada de crepes confeccionados nos

mais-valia” cidade de Poitiers, onde visitou


o Futuroscope, um parque de
diversão que apresenta dife-
com a Lourinhã, tendo poste-
riormente visitado aquela cida-
de e andado de patins no gelo.
intervalos das aulas. Por fim, os
alunos organizaram uma peça
de teatro, no passado dia 20 de

para a Lourinhã rentes pavilhões de cinemas em


3D e 4D, onde todos experi-
mentaram sensações novas. Já
“Com este primeiro contacto, espe-
ramos poder criar um futuro inter-
câmbio escolar entre duas cidades
Fevereiro, levada à cena no
palco da AMAL, e que teve
como objectivo dar a conhecer
em Paris, o grupo realizou uma para que outros alunos possam vir a esta ida a França. “Foi um
O AGRUPAMENTO DE ESCO- Lourenço Vicente constitui um
visita panorâmica na capital ter experiência idêntica à nossa”, trabalho muito gratificante, pois
LAS E JARDINS-DE-INFÂNCIA primeiro passo do OBVIE no
francesa, onde apreciaram o revelaram os professores. Os para além de a sala estar cheia, foi
D. Lourenço Vicente assinou sentido de estender o âmbito
um protocolo de desenvolvi- geográfico a outras áreas do Museu do Louvre, a Catedral de alunos regressaram a casa exaus- um grande sucesso”, sublinharam
mento estratégico com o Centro país. Notre-Dame, a Basílica do Sa- tos, mas felizes “por termos tido a os alunos. 
de Investigação e Intervenção Os objectivos do OBVIE são, cré-Coeur e o Palácio de Ver- oportunidade de conhecer uma
Educativas da Faculdade de entre outros, a implementação
Psicologia e de Ciências da Edu- de uma rede de recolha de
cação (Universidade do Porto) informação fundamentada na Direitos Reservados

e o Observatório da Vida das utilização de metodologias de


Escolas (OBVIE). Trata-se de investigação e no estabeleci-
um acordo entre as duas enti- mento de protocolos, visando o
dades subscritoras, que permite acesso a dados actualizados so-
o acesso de informação à consti- bre a vida nas escolas e ainda a
tuição e manutenção do Obser- produção de conhecimento em
vatório da Vida nas Escolas. diferentes domínios. Segundo o
O OBVIE pretende, através director do agrupamento, Pe-
de procedimentos de investiga- dro Damião, esta colaboração
ção em educação, conhecer, poderá constituir “uma enorme
analisar, divulgar e debater as mais-valia” para o agrupamento,
transformações verificadas nos em particular no que se refere
jardins-de-infância e nas escolas “à recolha, tratamento e análise da
dos ensinos básico e secundário informação pertinente para funda-
associadas nos próximos dez mentar o desenvolvimento pedagó-
anos. Pretende ainda disponi- gico e organizacional do nosso
bilizar informação que possa agrupamento, com vista a melhorar
fundamentar a tomada de de- o serviço prestado aos nossos
cisão em matérias de política alunos”. Está a decorrer a fase de
educativa e de concepção e de- recolha de informação, através
senvolvimento de projectos edu- de questionários, na qual par-
cativos nas escolas e jardins-de- ticipam professores, auxiliares
infância. de acção educativa, pais e encar-
Inicialmente vocacionado pa- regados de educação, após o
ra trabalhar em colaboração que os resultados serão tratados
com agrupamentos de escolas pela Faculdade de Psicologia e
integrados na área geográfica Ciências da Educação da
da Direcção Regional de Edu- Universidade do Porto e devol-
cação do Norte, o alargamento vidos posteriormente à escola. 
desta rede ao Agrupamento D. S. M.
 AMIZADE: a comunidade de Deuil-La-Barre recebeu de braços abertos a comitiva estudantil lourinhanense

PUBLICIDADE

DRA. MARGARIDA MARQUES DA SILVA DRA. ALICE MARQUES DA SILVA ACUPUNCTURA e FITOTERAPIA
MÉDICA REUMATOLOGISTA
Dr. José Choy - Bombarral
Médica Especialista
Assistente do Instituto Português de Reumatologia Psiquiatria - Doenças Nervosas
Qualidade Técnica Certificada - Humanismo no Atendimento
Consultas às 4.as feiras na CLÍNICA DA LOURINHÃ Consultas às 3.as-feiras e Sábados na CENTRAL DE SAÚDE
Especialistas formados pelo Dr. Pedro Choy e diplomados pela APA-DA
R. Francisco Rocha, 47-1º (Qta. Sta. Catarina) Tel: 261 461 401 Urb. do Parque Desportivo, Lote 26, Loja 1, r/c - Lourinhã | Tel: 261 416 600
Consultas ao Sábado na CENTRAL DE SAÚDE Consultas às 4.as e 5.as-feiras na CLÍNICA DE Sta MARIA Marcação de Consultas pelo Telefone: 262 603 326
Urb. do Parque Desportivo, Lote 26, Loja1, R/C Tel: 261 416 600 Rua Teresa de Jesus Pereira, 24-A - T. Vedras | Tel: 261 318 070 Clínica Tonus - Rua do Meio, 5 • 2540-122 Bombarral