Você está na página 1de 38
DESENHO DE PROJETOS JOSEPH SALEM BARBAR
DESENHO DE PROJETOS
DESENHO
DE
PROJETOS

JOSEPH SALEM BARBAR

INTRODUÇÃO AO DESENHO TÉCNICO
INTRODUÇÃO AO
DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO

O desenho técnico é definido como linguagem

gráfica universal da área técnica.

Utiliza um conjunto constituído de linhas,

números, símbolos e indicações escritas normalizadas internacionalmente.

e indicações escritas normalizadas internacionalmente. Desenho Artístico D e s e n h o T é

Desenho Artístico

e indicações escritas normalizadas internacionalmente. Desenho Artístico D e s e n h o T é

Desenho Técnico

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Traçado de Linhas
Traçado de Linhas

No

desenho

técnico

são

utilizadas

duas

espessuras de linhas:

linhas largas

linhas estreitas

A relação entre as duas deve ser maior do que 2.

Linha larga

Linha estreita

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Tipos de Linhas
Tipos de Linhas
DESENHO TÉCNICO Tipos de Linhas  contornos visíveis  arestas visíveis Contorno = delimitação Aresta =
DESENHO TÉCNICO Tipos de Linhas  contornos visíveis  arestas visíveis Contorno = delimitação Aresta =

contornos visíveis

arestas visíveis

Contorno = delimitação

Aresta = interseção de dois planos

Contínua larga

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Tipos de Linhas
Tipos de Linhas

Contínua estreita

intersecção imaginária

linhas de cotas

linhas de chamada

linhas auxiliares

hachuras

contornos de seções rebatidas na própria vista

linhas de centro curtas

- indicam eixos em corpos de rotação

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Tipos de Linhas
Tipos de Linhas
DESENHO TÉCNICO Tipos de Linhas Contínua estreita a mão livre  limites de vista, cortes parciais

Contínua estreita a mão livre

limites de vista, cortes parciais ou interrupção

curta

 limites de vista, cortes parciais ou interrupção curta  interrupção longa Contínua estreita em ziguezague

interrupção longa

Contínua estreita em

ziguezague

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Tipos de Linhas
Tipos de Linhas

contornos não visíveis

arestas não visíveis

Tracejada estreita

Tracejada larga

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Tipos de Linhas
Tipos de Linhas

linhas de centro

linhas de simetria

trajetórias

linhas de centro  linhas de simetria  trajetórias  planos de corte Traço ponto estreita

planos de corte

Traço ponto estreita

Traço ponto estreita

larga nas extremidades

e nas mudanças de

direção

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Tipos de Linhas
Tipos de Linhas

Traço e ponto larga

linhas de superfícies com indicação especial

Traço dois pontos

estreita

contorno de peças adjacentes

posição limite de peças móveis

linhas de centro de gravidade

cantos antes da conformação

detalhes situados antes do plano de corte

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Tipos de Linhas
Tipos de Linhas
DESENHO TÉCNICO Tipos de Linhas 1.Contínua fina - cotagem (exceto texto) 2.Contínua larga - linha de

1.Contínua

fina

-

cotagem

(exceto texto)

2.Contínua larga - linha de aresta

de peça, texto

3.Tracejada fina - linha invisível

4.Tracejada larga - linha invisível (forma alternativa)

5.Traço-e-ponto fina - linha de

centro, eixo de simetria, linha de corte

6.Traço-e-ponto larga - linha de corte Traço-e-dois-pontos fina

7.Traço-e-dois-pontos larga

8.A mão livre fina - interrupção

de pequenas peças

9.Zig-zag fina - interrupção de grande extensão

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Caligrafia Técnica
Caligrafia Técnica

Com o objetivo de criar uniformidade e

legibilidade para evitar prejuízos na clareza do

desenho e evitar a possibilidade de interpretações erradas, a norma NBR

8402/1994 fixou as características da escrita

em desenho técnico.

Essa norma especifica em detalhes desde o

formato dos caracteres até a espessura das

linhas.

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Caligrafia Técnica – Tipos de Letras
Caligrafia Técnica – Tipos de Letras

A escrita pode ser vertical ou inclinada em um ângulo de 75 º (itálico).

Tipo inclinado: a b c d e f g h i j k l m
Tipo inclinado:
a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z 1 2
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z 1 2
h
h

Tipo vertical:

a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z 1 2 3

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z 1 2 3

c

f

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Caligrafia Técnica – Dimensões
Caligrafia Técnica – Dimensões

Características

Relação

 

Dimensões(mm)

 

Altura das letras maiúsculas- h

(10/10) h

2,5

3,5

5

7

10

14

20

Altura das letras minúsculas - c

(7/10) h

 

2,5

3,5

5

7

10

14

Distância mínima entre caracteres

               

a

(2/10) h

0,5

0,7

1

1,4

2

2,8

4

Distancia mínima entre linhas de base b

(10/14) h

3,5

5

7

10

14

20

28

ISO 81 d a e R hh
ISO
81
d
a
e
R
hh

ejAM

entre linhas de base – b (10/14) h 3,5 5 7 10 14 20 28 ISO
entre linhas de base – b (10/14) h 3,5 5 7 10 14 20 28 ISO

b

b
b

f

c

f

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Caligrafia Técnica – Dimensões
Caligrafia Técnica – Dimensões

Características

Relação

 

Dimensões(mm)

 

Distância viva entre palavras e

(6/10) h

1,5

2,1

3

4,2

6

8,4

12

   

0,2

0,3

         

Largura de linha d

(1/10) h

5

5 0,5

0,7

1

1,4

2

Parte da letra abaixo da linha de

               

base - f

(3/10) h

0,7

1 1,5

2

3

4

6

ISO 81 d a e R hh
ISO
81
d
a
e
R
hh

ejAM

        base - f (3/10) h 0,7 1 1,5 2 3 4 6
        base - f (3/10) h 0,7 1 1,5 2 3 4 6

b

b
b

f

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Folhas para Desenho
Folhas para Desenho

Todo desenho técnico deve ser feito ou

impresso em uma folha de papel padrão com

margens e legenda.

Os vários tamanhos de folhas em desenhos

técnicos são dimensionados segundo a Norma

Brasileira NBR 10068/1987 e complementada

pelas Normas NBR 10582/1988 e NBR

13142/1994.

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Folhas para Desenho
Folhas para Desenho

Todos os formatos de folhas são originados a

partir do tamanho padrão A0 (A zero) que tem 1m² de superfície.

originados a partir do tamanho padrão A0 (A zero) que tem 1m² de superfície. Formato Básico

Formato Básico A0 (x=841mm ; Y=1189mm)

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Folhas para Desenho
Folhas para Desenho

Os demais tamanhos de folhas são obtidos

através da bipartição ou duplicação da folha A0.

Os demais tamanhos de folhas são obtidos através da bipartição ou duplicação da folha A0. Formatos

Formatos derivados do A0.

Os demais tamanhos de folhas são obtidos através da bipartição ou duplicação da folha A0. Formatos
DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Folhas para Desenho - Margens
Folhas para Desenho - Margens

As folhas de desenho podem ser utilizadas tanto

na posição horizontal como vertical e devem possuir uma margem em seus quatro lados.

A margem esquerda é de 25mm para qualquer folha.

Y/2 Y/4 Y/4 Y=1189 X/2X/4X/4 X=841
Y/2
Y/4
Y/4
Y=1189
X/2X/4X/4
X=841

Formato

Dimensões (mm)

Margem (mm)

4A0

1678 x 2378

20

2A0

1189 x 1682

15

A0

841 x 1189

10

A1

594

x 841

10

A2

420

x 594

7

A3

297

x 420

7

A4

210

x 297

7

A5

148

x 210

5

A6

105

x 148

5

Formatos da série A0 Margens superior, inferior e direita.

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Folhas para Desenho – Dobragem
Folhas para Desenho – Dobragem

Quando o formato do papel é maior que A4,

é necessário fazer o dobramento para que o

formato final seja A4.

Efetua-se o dobramento a partir do lado “d”

(direito), em dobras verticais de 185 mm.

A parte final “a” é dobrada ao meio.

A norma que especifica a forma de

dobramento do papel de desenho técnico é

a NBR 13142.

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Folhas para Desenho – Dobragem
Folhas para Desenho – Dobragem
DESENHO TÉCNICO Folhas para Desenho – Dobragem Dobramento do papel

Dobramento do papel

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Escalas
Escalas

O desenho técnico projetivo terá sempre uma relação entre distância gráfica (D) e distância

natural (N) (o que está sendo representado: peça, equipamento, instalações, etc.).

escala de

representação e é normalizada pela norma

Essa relação é denominada

NBR 8196.

E = 1 : M

ou

E = 1 / M

onde M = fator de escala ou módulo da escala

M = D / N

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Escalas - Tipos
Escalas - Tipos

Escala natural é aquela em que o tamanho do

desenho técnico é igual ao tamanho real do objeto.

o tamanho do desenho técnico é igual ao tamanho real do objeto. Punção com dimensões em

Punção com dimensões em milímetros ESC.: 1:1

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Escalas - Tipos
Escalas - Tipos

Escala de redução

representação gráfica é menor que o tamanho

real.

é

aquela

em

que

a

gráfica é menor que o tamanho real. é aquela em que a Planta baixa de um

Planta baixa de um banheiro em milímetros ESC.: 1:50

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Escalas - Tipos
Escalas - Tipos

Escala de ampliação é aquela em que o tamanho

do desenho técnico é maior que o tamanho real do objeto.

é aquela em que o tamanho do desenho técnico é maior que o tamanho real do

Agulha de injeção ESC.: 2:1

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Escalas Gráficas
Escalas Gráficas

Escala gráfica é uma linha dividida, ou uma

régua graduada que serve para determinar sem

cálculos, imediatamente e indiretamente, a

distância natural, conhecendo a distância

gráfica e vice-versa.

imediatamente e indiretamente, a distância natural, conhecendo a distância gráfica e vice-versa. Escalímetro.

Escalímetro.

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Escalas Recomendadas
Escalas Recomendadas

Tipo

 

Escala Recomendada

 

Ampliação

125:1

75:1

50:1

25:1

20:1

10:1

12,5:1

7,5:1

5:1

2,5:1

2:1

-

 

1:12,5

1:7,5

1:5

1:2,5

1:2

1:10

1:125

1:75

1:50

1:25

1:20

1:100

Redução

1:1250

1:750

1:500

1:250

1:200

1:1000

1:12500

1:7500

1:5000

1:2500

1:2000

1:10000

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Cotagem
Cotagem

Cotagem é a indicação das medidas dos

objetos em seu desenho.

Para a cotagem

necessários três elementos:

são

de

um

desenho

Linha de Cota - a

Linha auxiliar - b

Cota - c

a cotagem necessários três elementos: são de um desenho  Linha de Cota - a 
DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Cotagem
Cotagem

Linhas de Cota são linhas continuas estreitas, com

setas nas extremidades.

Nessas linhas são colocadas as cotas que indicam

as medidas da peca.

A Linha Auxiliar é uma linha continua estreita que limita as linhas de cota.

Cotas são numerais que indicam as medidas básicas da peça e as medidas de seus elementos.

As medidas básicas são: comprimento, largura e altura.

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Cotagem
Cotagem
DESENHO TÉCNICO Cotagem comprimento = 50 largura = 25 altura = 15

comprimento = 50

largura = 25

DESENHO TÉCNICO Cotagem comprimento = 50 largura = 25 altura = 15
DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Legenda
Legenda

A legenda consiste em um espaço na folha de desenho que contém informações que

identificam o desenho.

A

legenda

deve

ser

posicionada

no

canto

inferior direito da folha, tanto para as folhas na

horizontal quanto na vertical.

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Legenda
Legenda

O comprimento da legenda depende do

tamanho da folha.

A legenda deve ter 178mm de comprimento nos

formatos A4, A3 e A2 e 175 mm nos formatos A1 e A0 (NBR 10582).

A altura é livre e depende da quantidade de informações que ela conterá.

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Legenda - Informações
Legenda - Informações

As informações que geralmente constam na

legenda são:

nome da empresa;

nome do desenhista;

local, data e assinatura;

conteúdo do desenho;

número do desenho;

número da revisão;

unidade utilizada;

outras informações essenciais ao desenho e/ou projeto.

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Legenda
Legenda
DESENHO TÉCNICO Legenda
DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Legenda
Legenda
DESENHO TÉCNICO Legenda Exemplo de legenda.

Exemplo de legenda.

1,5

1,0

4,2

1,0

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Legenda
Legenda
2,8
2,8

10,0

1 , 5 1,0 4,2 1,0 DESENHO TÉCNICO Legenda 2,8 10,0 3,0 2,0 0,7 2,0 0,7

3,0

2,0 0,7
2,0
0,7
5 1,0 4,2 1,0 DESENHO TÉCNICO Legenda 2,8 10,0 3,0 2,0 0,7 2,0 0,7 0,7 2
5 1,0 4,2 1,0 DESENHO TÉCNICO Legenda 2,8 10,0 3,0 2,0 0,7 2,0 0,7 0,7 2
2,0 0,7 0,7
2,0
0,7
0,7

2,5

1,0

2 , 5 1,0 ESCALA: INDICADA NOME: TÍTULO: NÚMERO: CONCORDÂNCIA PROJETO: 02/03/09 TURMA:

ESCALA:

INDICADA

NOME:

TÍTULO:

NÚMERO:

CONCORDÂNCIA

PROJETO:

02/03/09

TURMA:

DATA:

02/03/09

PROJETO: 02/03/09 TURMA: DATA: 02/03/09
PROJETO: 02/03/09 TURMA: DATA: 02/03/09
0,7
0,7

2,8

PROJETO: 02/03/09 TURMA: DATA: 02/03/09 0,7 2,8 13,0 18,5 Exemplo de legenda – Formato A2.

13,0

18,5

Exemplo de legenda Formato A2.

DESENHO TÉCNICO
DESENHO TÉCNICO
Legenda
Legenda
DESENHO TÉCNICO Legenda 8,75 8,75   PREFEITURA: CREA: DECLARAÇÃO: Declaro estar ciente : Que

8,75

8,75 8,75

8,75

  PREFEITURA: CREA: DECLARAÇÃO: Declaro estar ciente : Que a aprovação deste projeto não
 

PREFEITURA:

CREA:

DECLARAÇÃO:

Declaro estar ciente :

Que a aprovação deste projeto não significa o

reconhecimento da prefeitura do direito de

propriedade do terreno.

Que o habite-se só seráfornecido para:

-

Projetos executados sem modificações;

-

Rede de águas pluviais não liaga a rede de

esgoto e (vice-versa);

-

Plantio de (uma) árvorepara cada 10,00 m

(dez metros de passeio);

-

Que deverá ser mantida para fiscalização na

obra uma via deste documento e respectivo

alvará de licença.

PROPRIETÁRIO : ARLINDO JUNQUEIRA BERNARDI FILHO

 

TÍTULO:

PROJETO ARQUITETÔNICO RESIDENCIAL UNIFAMILIAR - H1

LOCAL: RUA: SEGISMUNDO PEREIRA

LOTE: 01

QUADRA: 20

BAIRRO: SANTA MÔNICA

CIDADE: UBERLÂNDIA

 

ASSINATURAS:

ÁREAS: M²

3,0

TERRENO:

PAV. TÉRREO:

PROPRIETÁRIO

GARAGEM:

VARANDA 1:

VARANDA 2:

PRINCIPAL:

PROJETO:

PISCINA:

TOTAL:

PAV. SUPERIOR:

PRINCIPAL:

VARANDA 1:

TOTAL:

TOTAL A CONSTRUIR

TAXA DE OCUPAÇÃO:

ÍNDICE DE APROVEITAMENTO:

CONTEÚDO:

PLANTA DO PAVIMENTO TÉRREO

FOLHA:

DESENHO: DATA: ESCALAS: 00/00 PAULA 02/03/09 INDICADAS 1,0 2,0 1,5 7,2 4,0 6,5 1,06,5
DESENHO:
DATA:
ESCALAS:
00/00
PAULA
02/03/09
INDICADAS
1,0
2,0
1,5
7,2
4,0
6,5
1,06,5
4,0 4,0 4,0 5,5 1,0 18,5 Exemplo de legenda – Formato A1.
4,0
4,0
4,0
5,5
1,0
18,5
Exemplo de legenda – Formato A1.
FIM
FIM